Página 1 dos resultados de 21100 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Antioxidant Status in Humans after Consumption of Blackberry (Rubus fruticosus L.) Juices With and Without Defatted Milk

HASSIMOTTO, Neuza Mariko Aymoto; PINTO, Marcia Da Silva; LAJOLO, Franco Maria
Fonte: AMER CHEMICAL SOC Publicador: AMER CHEMICAL SOC
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
The present study was designed to evaluate the possible effect of the consumption of blackberry juices (BJ) prepared with water (BJW) and defatted milk (BJM) on the plasma antioxidant capacity and the. enzymatic and nonenzymatic antioxidants. A significant (p < 0.05) increase in the ascorbic acid content in the plasma was observed after intake of both BJs. However, no changes were observed in the plasma urate and a-tocopherol levels. An increase on the plasma antioxidant capacity, by ORAC assay, was observed only after consumption of BJW but not statistically significant. Plasma antioxidant capacity had a good positive correlation with ascorbic acid (r = 0.93) and a negative correlation with urate level (r = -0.79). No correlation was observed between antioxidant capacity and total cyanidin or total ellagic acid contents. Further, it was observed that plasma catalase increased following intake of BJ`s. No change was observed on the plasma and erythrocyte CAT and glutathione peroxidase activities. A significant decrease (p < 0.05) in the urinary antioxidant capacity between 1 and 4 h after intake of both BJs was observed. A good correlation was observed between total antioxidant capacity and urate and total cyanidin levels. These results suggested association between anthocyanin levels and CAT and a good correlation between antioxidant capacity and ascorbic acid in the human plasma after intake of BJs. Follow-up studies investigating the antioxidant properties and health benefits are necessary to demonstrate the health benefits of polyphenols.

Effects of Mate Tea (Ilex paraguariensis) Ingestion on mRNA Expression of Antioxidant Enzymes, Lipid Peroxidation, and Total Antioxidant Status in Healthy Young Women

MATSUMOTO, Ruth L. T.; BASTOS, Deborah H. M.
Fonte: AMER CHEMICAL SOC Publicador: AMER CHEMICAL SOC
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
The antioxidant activity of mate tea, the roasted product derived from yerba mate (Ilex paraguarienis), was observed in vitro and in animal models, but studies in humans are lacking. The aim of this study was to investigate the effects of mate tea supplementation on plasma susceptibility to oxidation and on antioxidant enzyme gene expression in healthy nonsmoking women, after acute or prolonged ingestion. We evaluated plasma total antioxidant status (TAS), the kinetics of diene conjugate generation, and thiobarbituric acid reactive substance (TBARS) contents in plasma, as well as mRNA levels of antioxidant gluthatione peroxidase (GPx), superoxide dismutase (SOD), and catalase (CAT). After the supplementation period with mate tea, lipid peroxidation was acutely lowered, an effect that was maintained after prolonged administration. Total antioxidant status and the level of antioxidant enzyme gene expression were also demonstrated after prolonged consumption. These results suggest that regular consumption of mate tea may increase antioxidant defense of the body by multiple mechanisms.; FAPESP (Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo)

Caracterização antioxidante do café (Coffea arabica, L.) e efeitos da sua administração oral em ratos; Antioxidant characterization of coffee (Coffea arabica, L.) and the effects of its oral feed in rats

Vicente, Silvio José Valadão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
Introdução: Um dos fatores de risco para doenças crônicas não-transmissíveis é o excesso de espécies reativas causado pelo estresse oxidativo. Ácidos fenólicos atuam na defesa contra estas espécies, agindo como antioxidantes e como fatores de transcrição para as enzimas antioxidantes fase II (superóxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase). Vários alimentos possuem ácidos fenólicos na composição porém o café se destaca pelo alto conteúdo dos mesmos e por ser consumido mundialmente. Objetivos: a) Comparar a capacidade antioxidante e a estabilidade dos cafés regular e descafeinado ao longo de seis meses; b) Verificar o tempo de resposta e possíveis correlações dose-resposta do efeito antioxidante em ratos após dose única de café; c) Avaliar o efeito antioxidante e possíveis danos hepáticos em ratos submetidos a doses repetidas de café durante 30 dias. Métodos: na etapa in vitro, foram analisados os compostos fenólicos totais, os principais ácidos fenólicos, a capacidade antioxidante (ORAC e DPPH) e a estabilidade destes parâmetros nos cafés regular e descafeinado durante seis meses. Na etapa in vivo, foram utilizados ratos machos Wistar, sendo dosadas as enzimas fase II e o ORAC, além do exame histopatológico e biomarcadores. Resultados: o café regular apresentou capacidade antioxidante inicial superior ao descafeinado com compostos fenólicos totais iguais e maiores teores de ácido fenólicos (15...

Desenvolvimento e aplicação de um novo ensaio para a determinação eletroquímica da capacidade antioxidante de compostos modelo e de matrizes complexas; Development and application of a new assay for the electrochemical determination of the antioxidant capacity of model compounds and of complex matrices

Ferreira, Rafael de Queiroz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Este trabalho descreve o desenvolvimento e aplicações práticas de uma nova e simples metodologia eletroquímica para a determinação da capacidade antioxidante de moléculas modelo específicas e/ou algumas amostras complexas de alimentos normalmente consumidas no Brasil. Outros sistemas de interesse teórico ou tecnológico também foram investigados. O método se baseia no uso de uma quantidade conhecida de um íon inorgânico como oxidante e na determinação cronoamperométrica de sua concentração remanescente após reação com as espécies antioxidantes de interesse. Contudo, testes iniciais para diferentes marcas comerciais de sucos de laranjas usando Fe3+ como oxidante (ensaio FRAP modificado), só obtiveram êxito quando o antioxidante apresenta um comportamento eletroquímico totalmente irreversível como, por exemplo, o ácido ascórbico. Para superar esse problema, o ensaio foi então desenvolvido usando o Ce4+ como oxidante (ensaio CRAC) uma vez que sua redução após reação pode ser realizada em 0,8 V vs Ag/AgCl, uma região de potencial na qual não ocorre a redução das espécies formadas pela oxidação reversível ou quase reversível do antioxidante. Devido ao elevado potencial anódico requerido quando o Ce4+ é usado...

Efeito do processamento do alho (Allium sativum L.) sobre os seus compostos bioativos e potencial antioxidante in vitro e in vivo; Effect of processing of garlic (Allium sativum L.) on their bioactive compounds and antioxidant potential in vitro and in vivo.

Queiroz, Yara Severino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
Introdução: O aumento do consumo de frutas e hortaliças está associado à redução do risco de ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Este efeito protetor tem sido atribuído particularmente à presença de vários compostos bioativos como compostos fenólicos e organosulfurados, além de fitosteróis presentes no alho que podem contribuir com os efeitos antioxidante e hipolipemiante. Porém, o processamento do alho pode acarretar mudanças na quantidade e na efetividade dos compostos bioativos. Este trabalho teve como objetivo avaliar se a cocção e a fritura do alho reduziram as concentrações de compostos bioativos, o potencial antioxidante in vitro e in vivo em hamsters hipercolesterolemizados. Métodos: In vitro - foram determinados nos alhos cru, frito e cozido: a) composição centesimal (proteínas, lipídios, cinzas, carboidratos, fibra alimentar solúvel e insolúvel); b) perfil de ácidos graxos; c) teor de fenólicos totais; d) teor de quercetina, miricetina e apigenina; e) fitosteróis; f) alicina; g) teor de cobre, zinco e selênio; h) produtos intermediários da reação de Maillard; i) potencial antioxidante utilizando os testes ORAC (Oxygen radical absorbance capacity), Rancimat® e o sistema -caroteno/ácido linoléico. In vivo - hamsters machos foram distribuidos em 5 grupos com 10 animais em cada grupo. 1 - controle; 2 - hipercolesterolêmico; 3- hipercolesterolêmico e alho cru; grupo 4 - hipercolesterolêmico e alho cozido; grupo 5 - hipercolesterolêmico e alho frito. Os animais foram eutanasiados após 4 semanas de estudo para análises do plasma e do tecido hepático. No plasma foi determinado o potencial antioxidante pelo teste ORAC...

Associação entre atividade antioxidante in vitro e características químicas, sensoriais, cromáticas e comerciais de vinhos tintos Sul-Americanos; Association between in vitro antioxidant activity and chemical, sensory, chromatic and commercial characteristics of South-American red wines

Granato, Daniel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
O vinho tinto é rico em compostos fenólicos com atividade antioxidante, capazes de inativar espécies reativas de oxigênio, minimizando danos celulares oriundos do estresse oxidativo, proporcionando uma redução de risco para doenças crônicas não transmissíveis. Assim, os objetivos desta pesquisa foram identificar associações entre a atividade antioxidante in vitro e fatores relacionados ao tipo de uva, região de produção, perfil sensorial, safra, valor comercial e concentração de compostos fenólicos de vinhos tintos produzidos no Brasil, Chile e Argentina. Inicialmente, os vinhos brasileiros (n=29) foram avaliados em relação à atividade antioxidante (ORAC e DPPH), cor instrumental e compostos fenólicos majoritários, no intuito de verificar qual classe de fenólicos estaria associada com a atividade antioxidante. Verificou-se que tanto os compostos fenólicos totais como os flavonóides totais, com destaque aos flavonóides não-antociânicos, se associaram significativamente (p<0,05) com a atividade antioxidante. Em um segundo passo, as características sensoriais, a cor, o valor comercial e a atividade antioxidante das 80 amostras de vinhos Sul-Americanos, distribuídas em Merlot (n=9), Pinot Noir (n=17), Malbec (n=11)...

Especiação e atividade anti-oxidante de íons hidroxiflavílio; Speciation and antioxidant activity of hydroxyflavylium ions

Caiconte, Luis Eduardo Ossandón
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
As antocianinas compreendem o maior conjunto de pigmentos solúveis em água do reino vegetal. Responsáveis pelas cores vermelha, azul e roxa da maioria das frutas e flores, estas pertencem ao grupo dos flavonóides (polifenois). A cor apresentada por uma determinada antocianina depende do padrão de substituição, presença ou não de íons metálicos ou de outras moléculas capazes de estabilizar a cor, co-pigmentos, do pH local do meio e da natureza do microambiente em que a antocianina se encontra. Neste projeto, realizou-se um estudo de especiação e das propriedades antioxidantes de uma série de compostos análogos às antocianinas: os sais de 3' -hidroxiflavílio (3'-HF), 4'- hidroxiflavílio (4'-HF), 7,4-dihidroxiflavílio (7,4'-DHF), 3',4'-dihidroxiflavílio (3',4'-DHF), 5,7-dihidroxi-4-metilflavílio (5,7-DH-4-MF), 7-hidroxi-4-metilflavílio (7-H-4-MF) e 7- metoxi-4-metilflavílio (7-metox-4-MF). No estudo de especiação, foram determinados o pK imediatamente após a preparação da amostra e o pKfinal após 1 dia. Para 3'-HF, os valores do pK e pKfinal foram 2,88±0,05 e 1,94±0,15; para 4'-HF, 4,56±0,10 e 4,23±0,20. Para os flavílios com dois grupos hidroxila ionizáveis, as constantes pK1, pK2, pK1final e pK2final para 7...

Comparação da capacidade antioxidante de torras de café e seus efeitos sobre fatores de risco cardiovascular em indivíduos saudáveis; Comparison of the antioxidant capacity of coffee roasts and their effects on cardiovascular risk factors in healthy subjects

Corrêa, Telma Angelina Faraldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O café, rico em substâncias bioativas, está entre os maiores contribuintes para a ingestão de antioxidantes em vários países. O tipo de torra dos grãos influencia em sua atividade antioxidante. Estudos indicam que o consumo moderado de café filtrado está envolvido na redução do risco de doenças crônicas não-transmissíveis, geralmente associadas entre si e que se constituem em graves problemas de saúde pública. Entretanto, a literatura não apresenta consenso sobre a ação benéfica do café na redução do risco destas doenças. Objetivos: Comparar a atividade antioxidante de dois graus de torras de café (torra média-clara e média) e seus efeitos sobre biomarcadores de risco cardiovascular em indivíduos saudáveis. Métodos: A caracterização de antioxidantes nas bebidas foi realizada pelas análises de compostos fenólicos totais, perfil de ácidos fenólicos, cafeína, melanoidinas e capacidade antioxidante total - TAC (sequestro do radical DPPH e capacidade de absorbância do radical oxigênio - ORAC). Após 1 semana de washout, vinte voluntários saudáveis (20 a 65 anos) ingeriram café filtrado preparado com torra média-clara ou torra média por 4 semanas e com o outro tipo de torra por mais 4 semanas em um ensaio clínico randomizado do tipo crossover...

Avaliação da composição química e atividade antioxidante da própolis orgânica de Apis mellifera visando à preservação ambiental do ecossistema envolvido; Evaluation of the chemical composition and antioxidant activity from organic propolis of Apis mellifera aiming the environmental preservation of the ecosystem involved

Lacerda, Risia Cristina Coelho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
A própolis é uma substância resinosa coletada pelas abelhas de diversas partes das plantas, como brotos, botões florais e exudados resinosos, conhecida por do ácido cinâmico e ácido benzócio, foram ainda encontrados o ácido pimárico, várias atividades biológicas como antimicrobiana, anti-inflamatória, antiproliferativa e antioxidante. Sua composição química depende de vários fatores, como a localização geográfica, vegetação e clima. A própolis brasileira com certificação de produto orgânico, proveniente do sul do Brasil, foi coletada e avaliada em diferentes estações do ano. Essa própolis é produzida em florestas nativas e áreas de reflorestamento, locais livres de contaminação por insumos agrícolas, metais pesados e poluição industrial. O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição química e atividade antioxidante, considerando a variação sazonal das estações de verão, outono e primavera. Foram coletadas ao todo 78 amostras provenientes de 14 apiários distintos. O teor de compostos fenólicos totais e flavonoides foram feitos por métodos colorimétricos, a atividade antioxidante foi avaliada pelos métodos de sequestro dos radicais livres DPPH•, ABTS+, sendo a capacidade antioxidante contra os radicais peroxila...

Estudo in vivo da atividade antioxidante da própolis vermelha brasileira; In vivo antioxidant activity study of Brazilian Red Propolis

Mourão, Luciana Regina Mangeti Barreto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.74%
Dentre os produtos naturais que contém compostos secundários com atividade biológica, está a própolis, uma resina coletada por abelhas Apis mellifera de diversas partes da planta com atividades biológicas tais como, antimicrobiana, antiinflamatória, cicatrizante, anestésica, antiviral e antioxidante. Um tipo diferente de própolis e com perfil químico peculiar, foi denominada de própolis vermelha, a qual possui alto teor de compostos fenólicos, principalmente da classe dos isoflavonoides. De acordo com a literatura, esta própolis possui alta atividade antioxidante in vitro, porém estudos sobre o efeito antioxidante in vivo ainda não são conhecidos. Portanto, o objetivo desse trabalho foi avaliar a atividade antioxidante in vivo do extrato etanólico da própolis vermelha brasileira (EEP) por modelo de experimentação animal, assim como comparar o desempenho in vivo do EEP com antioxidantes de alta atividade e efetividade em sistemas biológicos. Para certificação do alto potencial antioxidante da própolis vermelha utilizada, conforme relatado na literatura , o EEP foi caracterizado quanto ao seu potencial antioxidante por várias metodologias in vitro, além de análises da composição química das substâncias não voláteis e voláteis. A avaliação do perfil químico do EEP incluiu análises como espectrofotometria na região ultravioleta visível...

Compostos antioxidantes em polpa de tomte : efeito do processamento e da estocagem; Antioxidant compounds in tomato paste : effect of processing and storage

Adriana Barreto Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Estudos epidemiológicos têm demonstrado que o consumo de frutas e vegetais tem um efeito benéfico na redução da incidência de várias doenças como o câncer e doenças cardiovasculares. Esse efeito tem sido relacionado com a presença de compostos antioxidantes nesses alimentos, sobretudo os flavonóides. O tomate (Lycopersicum esculentum Mill.) é um dos vegetais mais consumidos no mundo, in natura ou processado, e também é rico em compostos antioxidantes como carotenóides, vitaminas e flavonóides. Os alimentos processados, frequentemente, são tidos como menos nutritivos que os alimentos in natura, devido, principalmente, ao fato de que alguns nutrientes são degradados pelas altas temperaturas empregadas. Assim, torna-se importante avaliar o efeito do processamento e da estocagem sobre os compostos antioxidantes do tomate e também sobre sua atividade antioxidante. Um planejamento experimental foi realizado para otimizar as condições de extração dos compostos fenólicos e concentração dos flavonóides em polpa de tomate concentrada. O método otimizado foi validado para as determinações de compostos fenólicos totais e flavonóides totais por espectrofotometria e também para a determinação de flavonóides por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Os métodos espectrofotométricos foram validados nos parâmetros repetibilidade e exatidão. A determinação de flavonóides por CLAE foi validada nos parâmetros seletividade...

Extratos secos em leito de jorro das folhas de Maytenus ilicifolia : elaboração de formulações tópicas, caracterização quimica e avaliação da atividade antioxidante; Spouted bed dried extracts of Maytenus ilicifolia leaves : elaboration of topical formulations, chemical characterization and evaluation of antioxidant activity

Alyne Grasiela Teixeira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
Este estudo teve por objetivo a preparação de extratos padronizados (fluidos e secos em leito de jorro) das folhas de Maytenus ilicifolia (Celastraceae), a elaboração de formulações tópicas (creme, gel e gel-creme) contendo os extratos ativos, a caracterização química dos extratos por CLAE-DAD/ESI-MS e UPLC-MS e a avaliação in vitro da atividade antioxidante utilizando ensaios indiretos mediados pela transferência de elétrons, tais como redução do radical DPPH e Folin-Ciocalteu (FCR) e ensaios diretos baseados em mecanismos de transferência de hidrogênio, tais como ensaio beta-caroteno e ORACFL. O extrato fluido concentrado foi submetido ao processo de secagem por leito de jorro, utilizando como adjuvante de secagem o dióxido de silício coloidal (Tixosil 333®, Rhodia, São Paulo, Brasil) na proporção de 40, 60 e 80% em relação ao total de sólidos do extrato fluido e a capacidade antioxidante dos extratos foram analisados. Observou-se que tanto o extrato fluido concentrado, como os extratos secos apresentaram atividade antioxidante in vitro, porém os extratos secos mostraram atividade mais intensa, com destaque para o extrato seco com 40% de dióxido de silício coloidal (Mi40). A análise dos constituintes químicos presentes nos extratos ativos utilizando CLAE-DAD/ESI-MS e UPLC-MS sugeriu a presença de flavonols (aglicona e O-heterosídeos) e catequinas...

Antioxidant activity of Agaricus brasiliensis basidiocarps on different maturation phases

Mourão,Francielly; Umeo,Suzana Harue; Takemura,Orlando Seiko; Linde,Giani Andrea; Colauto,Nelson Barros
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 EN
Relevância na Pesquisa
36.68%
Different maturation phases of basidiocarp could affect the bioactivity and concentration of some active substances. A. brasiliensis Wasser et al.(A. blazei Murrill) has shown antitumor activity that could be related to the antioxidant activity. However there is no information of the best basidiocarp maturation phase for extracting antioxidant substances in order to determine the moment of harvesting in mushroom cultivation. The objective of this work was to evaluate the antioxidant activity of A. brasiliensis strains on different basidiocarp maturation phases. The best condition for extraction of A. brasiliensis antioxidants is with methanol as solvent at 60 ºC for 60 min. Strains with closed basidiocarp have higher antioxidant activity than with opened basidiocarp. Antioxidant activity varies in each strain. It was concluded that A. brasiliensis is a natural source of antioxidant compounds. Also there is higher antioxidant activity in closed than opened caps and consequently higher functional activity. It reinforces the synergic action among different A. brasiliensis compounds as a functional food and the importance of further investigation for isolation and characterization of antioxidant substances of A. brasiliensis. It also determines the best harvest period in order to obtain the highest antioxidant activity from basidiocarp.

Optimización del método captación del radical 2,2-difenil-1-picrilhidrazilo (DPPH)para evaluar actividad antioxidante en bebida de café; Optimization of the DPPH method to evaluate antioxidant activity of coffee brew

Jiménez Monreal, Antonia María; Sánchez Manzanera, M.; Martínez Tomé, María Magdalena
Fonte: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.68%
El café es una de las bebidas más consumidas en el mundo siendo apreciado por sus características organolépticas y más recientemente por su potencial efecto beneficioso en la salud humana. Se han descrito compuestos en el café que le confieren propiedades antioxidantes. La actividad antioxidante puede ser medida con diferentes test y el método de captura del radical DPPH es un método utilizado por numerosos autores que han ido realizando adaptaciones del mismo para evaluar diversos alimentos (frutas, zumos, café, verduras). El objetivo de este estudio es evaluar la capacidad antioxidante del café mediante una optimización del ensayo DPPH en condiciones normales de consumo, empleando tres tipos de cafetera (filtro, expreso e italiana), comparado con cafés de distintos orígenes (Colombia, Kenia y Etiopía) y café descafeinado. Los resultados de la optimización del ensayo muestran valores de absorbancias inferiores (0,709) cuando la muestra es sometida a la etapa de centrifugación (modificación de Delgado-Andrade, 2005) respecto a aquellas que son sometidas solo a agitación (1,609). Los datos de actividad antioxidante obtenidos muestran una elevada capacidad antioxidante con porcentajes de inhibición superior a 50 % destacando el café Colombia...

Análise de compostos fenólicos e avaliação da atividade antioxidante e antimicrobiana de extratos aquosos de cogumelos comestíveis produzidos no Brasil; Analysis of phenolic compounds and evaluation of antioxidant activity and antimicrobial of aqueous extracts of edible mushrooms produced in Brazil

Jessica Maria Silva Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
O aprofundamento do estudo relativo aos compostos naturais com propriedades antioxidantes e antimicrobianas em cogumelos torna-se extremamente relevante tendo em vista a possibilidade de esses compostos serem empregados nas indústrias de alimentos, farmacêutica e de cosméticos. No entanto, não foram encontrados relatos sobre o perfil fenólico de cogumelos comestíveis produzidos no Brasil assim como também não foram encontrados trabalhos que utilizassem quatro ensaios diferentes para avaliar o potencial antioxidante dos cogumelos. Portanto, o objetivo desse trabalho foi avaliar o teor de compostos fenólicos e a capacidade antioxidante e antimicrobiana de 4 espécies de cogumelos comestíveis (A. bisporus, P. ostreatus, P. ostreatoroseus e L. edodes) produzidas no Brasil. Os compostos fenólicos totais (CFT) foram determinados pelo método de Folin-Cioacalteu e a identificação e quantificação individual dos fenólicos foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). A atividade antioxidante foi avaliada por quatro métodos: DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazila), ABTS+¿ [2,2¿-azino-bis (3-etilbenzo-tiazolina-6-sulfonato)], FRAP (Ferric Reducing Antioxidant Power) e ORAC (Oxygen Radical Absorbance Capacity). O potencial antimicrobiano dos extratos foi avaliado através da concentração mínima inibitória (CIM). Todos os resultados obtidos para as diferentes análises foram analisados levando em consideração o período de colheita...

Potencial antioxidante e compostos fenólicos de pêssegos (Prunus persica L. Batsch); Antioxidant potential and phenolic compounds of peaches (Prunus persica L. Batsch)

Rossato, Simone Bertazzo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.72%
Observa-se, atualmente, um aumento no interesse por alimentos funcionais e isto tem levado pesquisadores a investigar o potencial antioxidante de diversas frutas e de diversos compostos fenólicos presentes nos alimentos. As pesquisas a cerca da atividade antioxidante de pêssegos e nectarinas são escassas quando comparada às frutas vermelhas, apesar de aqueles frutos conterem importantes compostos fenólicos, como o ácido clorogênico, que apresenta efeitos potencialmente benéficos à saúde derivados de sua ação antioxidante. Entretanto, dados a respeito do seu conteúdo em frutas, vegetais, alimentos processados e sua distribuição em diferentes tecidos de plantas são escassos. O potencial antioxidante reativo total (TRAP) é um dos métodos mais utilizados para estimar a capacidade antioxidante de amostras in vitro. Entretanto, este método apresenta limitações quando a amostra não apresenta a fase lag (ou tempo de indução) necessária para obter o valor do TRAP pelo método original. Esse comportamento é obtido em algumas amostras e em substâncias isoladas, mas não em muitos extratos, os quais possuem diversas substâncias antioxidantes. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foi otimizar e validar o método TRAP original e propor outro método de avaliação utilizando a Área Sob a Curva (AUC) e empregar essa ferramenta para avaliar o potencial antioxidante de extratos de pêssego (cascas e polpas) de três cultivares e do ácido clorogênico na mesma concentração encontrada no extrato. Para desenvolver esse trabalho...

Características físicas, químicas e atividade antioxidante "in vitro" de tomate submetido à desidratação; Physical and chemical characteristics and antioxidant activity "in vitro" of tomato submitted the dehydration

Abreu, Wilson César de
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DCA - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DCA - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.71%
A produção e o consumo de tomate seco vêm crescendo no Brasil nos últimos anos, sendo considerada uma alternativa importante para reduzir as perdas pós-colheita e agregar valor ao tomate. Porém, não há padronização das técnicas de obtenção do tomate seco, o que pode gerar produtos com características químicas e físicas distintas. Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar os efeitos da secagem osmo-convectiva e convectiva sobre as características físicas, químicas e atividade antioxidante de tomates, bem como caracterizar física e quimicamente tomates secos adquiridos no comércio varejista. Foram utilizadas seis soluções osmóticas com as seguintes concentrações: NaCl 5%, NaCl 10%, NaCl 5% + sacarose 10%, NaCl 10% + sacarose 5%, sacarose 5%, sacarose 10% (p/v), e foi também realizada desidratação osmótica com aplicação direta dos solutos (NaCl ou mistura NaCl + sacarose). A secagem foi realizada em estufa com circulação de ar a 65°C. Foram determinados pH, acidez titulável (AT), teor de sólidos solúveis (SS), relação SS/AT, licopeno, β-caroteno, compostos fenólicos, vitamina C e atividade antioxidante pelos métodos do DPPH e sistema β-caroteno/ácido linoleico. Para caracterizar os tomates secos (oito produtos) adquiridos no comércio varejista foi icluída a determinação da composição centesimal e de minerais. A desidratação osmótica seguida de secagem promoveu aumento do teor de sólidos solúveis...

Caracterización de la fibra de cacao y su efecto sobre la capacidad antioxidante en suero de animales de experimentación; Characterization of cocoa fiber and its effect on the antioxidant capacity of serum in rats

Lecumberri, Elena; Mateos, Raquel; Ramos, Sonia; Alía, Mario; Rupérez Antón, Pilar; Goya, Luis; Izquierdo-Pulido, M.; Bravo, Laura
Fonte: Aula Médica Ediciones Publicador: Aula Médica Ediciones
Tipo: Artículo
SPA
Relevância na Pesquisa
36.68%
Instituto del Frío. Departamento de Metabolismo y Nutrición; Objectives: The aim of this study was to characterize the physico-chemical properties of cocoa fibre (CF), to analyze its polyphenolic content and antioxidant capacity in vitro, and to investigate the effect of the administration of a polyphenolic extract of this cocoa fiber on the antioxidant capacity of the serum in rats.-- Methods and materials: Dietary fiber (DF) composition and polyphenolic (PP) content of the cocoa fiber were analyzed. The antioxidant capacity of the CF was determined by means of its reduction power (FRAP) and the capacity to scavenge free radicals (ABTS·+). To evaluate the bioavailability and the antioxidant capacity in vivo of the phenolic compounds of CF, an extract of these compounds was administred in the stomach of the rats with a gastric probe (100 mg PP/kg), taking blood samples at different time intervals. Sera were analyzed by HPLC to determine the presence/absence of PP or PPmetabolites. In orther to evaluate the antioxidant capacity of the serum FRAP and ABTS methods were used.-- Results: Cocoa fiber was an excellent source of DF, with a high content of total dietary fiber (TDF), over 60% of the dry matter, made up mainly of insoluble dietary fiber (IDF; 83% of TDF). This fiber had just 1...

Antioxidant capacity of infant fruit beverages: influence of storage and in vitro gastrointestinal digestion

Perales,S.; Barberá,R.; Lagarda,M. J.; Farré,R.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/12/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
Aim: The total antioxidant capacity of three beverages based on fruit juice, milk and cereals, intended for infants and young children up to 3 years of age was evaluated by two methods Trolox Equivalent Antioxidant Capacity and Oxygen Radical Absorption Capacity. Results: According to the total antioxidant values obtained by both methods, the beverages can be ranked as follows: grape-orange-banana > peach-apple > pineapple-banana. Ascorbic acid was the main contributor (60%) to the total antioxidant capacity, while the contribution of skimmed milk was less than 1.2%. After one month of storage at -20 ºC, significant losses (p < 0.05) in total antioxidant capacity were found, though these were lower than 3% and therefore lacked nutritional significance. The bioaccessible fractions (maximum soluble fraction in simulated gastrointestinal media) of the beverages, obtained by in vitro gastrointestinal digestion, had antioxidant activities significantly lower (p < 0.05) than the original beverages, though the loss of antioxidant activity was always lower than 19% -thus indicating the stability of the total antioxidant capacity under the applied conditions. Conclusions: The total antioxidant capacity values of the bioaccessible fraction show that most antioxidants are available for absorption after digestion...

Characterization of cocoa fiber and its effect on the antioxidant capacity of serum in rats

Lecumberri,E.; Mateos,R.; Ramos,S.; Alía,M.; Rúperez,P.; Goya,L.; Izquierdo-Pulido,M.; Bravo,L.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objectives: The aim of this study was to characterize the physico-chemical properties of cocoa fibre (CF), to analyze its polyphenolic content and antioxidant capacity in vitro, and to investigate the effect of the administration of a polyphenolic extract of this cocoa fiber on the antioxidant capacity of the serum in rats. Methods and materials: Dietary fiber (DF) composition and polyphenolic (PP) content of the cocoa fiber were analyzed. The antioxidant capacity of the CF was determined by means of its reduction power (FRAP) and the capacity to scavenge free radicals (ABTS·+). To evaluate the bioavailability and the antioxidant capacity in vivo of the phenolic compounds of CF, an extract of these compounds was administred in the stomach of the rats with a gastric probe (100 mg PP/kg), taking blood samples at different time intervals. Sera were analyzed by HPLC to determine the presence/absence of PP or PPmetabolites. In orther to evaluate the antioxidant capacity of the serum FRAP and ABTS methods were used. Results: Cocoa fiber was an excellent source of DF, with a high content of total dietary fiber (TDF), over 60% of the dry matter, made up mainly of insoluble dietary fiber (IDF; 83% of TDF). This fiber had just 1,15% of polyphenols...