Página 1 dos resultados de 6 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Avaliação do potencial de Neozygites floridana (Entomophthorales: Neozygitaceae) para o controle biológico clássico de Tetranychus evansi (Acari: Tetranychidae) na África; Assessment of the potential for Neozygites floridana (Entomophthorales: Neozygitaceae) for the classical biological control of Tetranychus evansi (Acari: Tetranychidae) in Africa

Wekesa, Vitalis Wafula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.19%
O ácaro-vermelho do tomateiro, Tetranychus evansi Baker e Pritchard, tornou-se a praga mais importante do tomateiro, e de outras solanáceas na África, após a sua introdução naquele continente. Não se conhece nenhum inimigo natural nativo efetivo em associação com a praga na África, tornando necessária a busca de inimigos naturais em sua região de origem. T. evansi não é uma importante praga em grande parte da na América do Sul, sugerindo que este ácaro provavelmente tenha se originado nesta região. Buscas por inimigos naturais realizadas nesta região resultaram na coleta de diversos isolados de Neozygites floridana Weiser e Muma e do ácaro predador Phytoseiulus longipes Evans com potencial para introdução na África. Como parte das etapas preliminares, para introdução deste fungo patogênico na África, estudos foram conduzidos para determinar a compatibilidade de N. floridana com P. longipes, pois é desejável que estes dois inimigos naturais se complementem. Foi demonstrado que o fungo não é patogênico a P. longipes. O único efeito do fungo observado em P. longipes foi o incremento do comportamento de auto-limpeza (grooming) para remoção de capiloconídios do fungo aderidos ao corpo do ácaro. Alguns agrotóxicos empregados na produção de tomate foram testados quanto aos seus efeitos sobre N. floridana...

Interações químicas no sistema soja – Percevejo Euschistus heros (Hemiptera: Pentatomidae) – parasitóide de ovos telenomus podisi (Hymenoptera: Scelionidae); Chemical Interactions on System Soybean – stink bug Euschistus heros (Hemiptera: Pentatomidae) – Egg Parasitoid Telenomus podisi (Hymenoptera: Scelionidae)

Michereff, Mirian Fernandes Furtado
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
26.19%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2011.; O controle biológico associado ao uso de cultivares resistentes ao ataque de insetos apresenta interesse e potencial para ser utilizado no manejo de pragas. Os objetivos do trabalho foram investigar os mecanismos envolvidos na resistência das cultivares de soja Dowling e IAC100 ao percevejo Euschistus heros, em comparação com a cultivar suscetível Silvânia; avaliar a atração do parasitóide de ovos, Telenomus podisi, e do percevejo a essas cultivares com diferentes tipos de injúrias (herbivoria, herbivoria+oviposição e oviposição); avaliar a resposta do parasitóide aos compostos induzidos pela herbivoria, assim como investigar a distribuição de ninfas e adultos do percevejo e os parasitóide de ovos de E. heros nas diferentes cultivares em condições de campo. No teste de oviposição do percevejo, com escolha entre as cultivares, não houve diferença significativa no número de posturas e ovos entre as cultivares, enquanto no teste sem chance de escolha, o número de ovos deixados na cultivar Silvânia foi maior do que nas demais. As cultivares resistentes afetaram o desenvolvimento do percevejo. As ninfas mantidas na cultivar Dowling não completaram seu ciclo biológico. Houve diferença nos pesos médios e na longevidade dos adultos do percevejo para as cultivares IAC100 e Silvânia. A fecundidade foi maior para fêmeas alimentadas na cultivar Silvânia...

Antibiose in vitro de procariotas residentes de filoplano autóctones de feijoeiro comum contra Thanatephorus cucumeris.

ANTUNES JÚNIOR, H.; VIEIRA JÚNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; CASSARO, J. D.; SILVA, D. S. G.; REIS, N. D.; OLIVEIRA, J. F. F.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS, 10., 2009, Recife. Resumos... Recife: UFRPE, 2009. 1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS, 10., 2009, Recife. Resumos... Recife: UFRPE, 2009. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Neste trabalho, buscou-se selecionar in vitro, por teste de antibiose direta, 50 isolados de residentes de filoplano bacterianos, obtidos pelo método de ?imprinting? de folhas de plantios sadios, capazes de inibir o crescimento de T. cucumeris, na sua forma imperfeita (Rhizoctonia solani).; 2009

Antibiose in vitro de rizobactérias promotoras do crescimento de plantas autóctones de feijoeiro comum contra Thanatephorus cucumeris.

ANTUNES JÚNIOR, H.; VIEIRA JÚNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; CASSARO, J. D.; SILVA, D. S. G.; REIS, N. D.; OLIVEIRA, J. F. F.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS, 10., 2009, Recife. Resumos... Recife: UFRPE, 2009. 1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS, 10., 2009, Recife. Resumos... Recife: UFRPE, 2009. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Neste trabalho, buscou-se selecionar in vitro, por teste de antibiose direta, 50 isolados de rizobactérias, obtidas por diluição seriada de solo de rizosfera advindos de plantios de feijão sadios, capazes de inibir o crescimento de T. cucumeris, na sua forma imperfeita (Rhizoctonia solani).; 2009

Seleção de rizobactérias autóctones de feijoeiro para controle biológico da mela ou teia micélica (Thanatephorus cucumeris).

ANTUNES JÚNIOR, H.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.
Fonte: Revista Pesquisa & Criação, n. 9 , Suplemento Especial, p. 10-19, 2010. Edição especial do anais do XIX Seminário Final de Iniciação Científica. Publicador: Revista Pesquisa & Criação, n. 9 , Suplemento Especial, p. 10-19, 2010. Edição especial do anais do XIX Seminário Final de Iniciação Científica.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.88%
Neste trabalho, buscou-se selecionar in vitro, por teste de antibiose direta (AD) e por determinação de compostos voláteis (ComVo) e in vivo, em casa-de-vegetação 150 isolados de rizobactérias, obtidos de feijoeiros sadios, capazes de inibir o crescimento de T. cucumeris e, consequentemente, a severidade da doença nas plantas. Assim, nos testes in vitro, em antibiose Direta (AD), os isolados foram semeados em placa de Petri com meio Kado e Heskett, (cinco por placa). Após 24h/27 oC, estes foram mortos com luz ultra-violeta. No centro da placa, discos de micélio T. cucumeris foram depositados e quatro dias após, avaliou-se a presença de halos de inibição do fungo. Nos ensaios de compsotos voláteis (ComVo), o fungo foi depositado na tampa da placa contendo BDA e uma rizobactéria foi semeada no fundo da mesma contendo meio 523. A placa foi selada e levada para BOD por 72h/27oC. Avaliou-se a velocidade de crescimento e o diâmetro máximo de crescimento do fungo. Nos testes in vivo, sementes de feijoeiro foram microbiolizadas com suspensão de rizobactérias (A540nm=0,4) por 12h. Semeou-se estas em copos plásticos de 500 mL contendo solo de barranco e manteve-se estes em casa-de-vegetação. Como controle, sementes embebidas em água destilada estéril. Aos 21 após a emergência das plantas...

Biocontrole de Fusarium spp. com Trichoderma spp. e promoção de crescimento em plântulas de soja

Milanesi,Paola M.; Blume,Elena; Antonioli,Zaida Inês; Muniz,Marlove Fátima B.; Santos,Ricardo Feliciano dos; Finger,Geísa; Durigon,Miria Rosa
Fonte: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal Publicador: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.19%
A patogenicidade e o biocontrole de Fusarium oxysporum (F1s, F3s e F4s) e F. proliferatum (F2s) por Trichoderma koningiopsis (T1s e T3s), T. tomentosum (T2s e T4s) e T. asperellum (T5s) foi avaliada. Testes in vitro, confrontação direta, e in vivo, por inoculação de substrato com Fusarium spp. e Trichoderma spp., isolados e combinados, foram conduzidos em condições controladas. A habilidade de Fusarium spp. causarem damping off em plântulas de soja, cv. ‘FT-Estrela’, foi avaliada in vivo em tratamentos que receberam apenas inóculo de Fusarium spp. isolados de Trichoderma spp. promoveram o crescimento de raiz e incrementaram o peso fresco e seco de plântulas de soja. Os isolados de Fusarium spp. F1s e F4s foram os mais agressivos, com 100 e 75% de damping off, respectivamente. Algumas combinações com Trichoderma spp. potencializaram a patogenicidade de F1s e F3s, com 100 e 75% de damping off, respectivamente. Os isolados de Trichoderma spp. podem controlar Fusarium spp. avaliados neste estudo.