Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Assembléias de répteis e anfíbios do Cerrado ao longo da bacia do rio Tocantins e o impacto do aproveitamento hidrelétrico da região na sua conservação; Cerrado assemblages of reptiles and amphibians along the drainage of Rio Tocantins and the impact of hydroelectric power plants on their conservation

Pavan, Dante
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
17.11%
A herpetofauna do Cerrado foi investigada ao longo de extensa área da bacia do rio Tocantins de três formas distintas e complementares. Primeiro, uma amostragem rápida realizada em 11 áreas situadas entre o Planalto Central em Goiás e o norte da depressão do Tocantins na divisa dos estados de Tocantins e Maranhão obteve dados menos completos, porém em toda a extensão estudada. Segundo, na parte central da área a UHE LEM, foi intensamente amostrada, obtendo-se uma lista completa de espécies para a área e dados sobre sua distribuição na paisagem. As informações reunidas também permitiram identificar alguns dos impactos causados pelo empreendimento. Terceiro, nesta área, seis pontos foram amostrados bimestralmente ao longo de três anos, permitindo obter informações mais finas sobre o efeito do habitat, da sazonalidade e do deslocamento da fauna pelo enchimento do reservatório nas assembléias de anuros e lagartos. Os dendrogramas construídos com índices de similaridade de Jaccard entre áreas do Cerrado e de outras paisagens neotropicais adjacentes relativamente bem amostradas indica que a fauna de serpentes, lagartos e anuros do Cerrado forma um grupo em relação outras paisagens, subdivido em dois grupos. Um deles está asssociado às depressões de baixa altitude...

Modulação dos níveis plasmáticos de corticosterona e imunocompetência em resposta ao tratamento exógeno com ACTH em Hypsiboas faber; Modulation of plasma corticosterone levels and immunocompetence in response to exogenous treatment with ACTH Hypsiboas faber

Barsotti, Adriana Maria Giorgi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
17.11%
Em resposta a diversos estressores, o hipotálamo de anfíbios secreta o hormônio liberador de corticotropina (CRH), o qual estimula a hipófise a liberar o hormônio adrenocorticoctrópico (ACTH) na corrente sanguínea. O ACTH, por sua vez, atua na glândula inter-renal estimulando a liberação de glicocorticoides, sendo a corticosterona o principal glicocorticoide em anfíbios. Embora a modulação exercida pelos glicocorticoides de diversas respostas fisiológicas de estresse seja fundamental para a manutenção da homeostase em curto prazo, a ativação muito frequente e/ou prolongada do eixo hipotálamo-hipófise-interrenais (HHI) pode inibir processos importantes em longo prazo, tais como a reprodução e a imunocompetência e afetar a síntese de melatonina atuando diretamente sobre a pineal. O objetivo do presente estudo foi avaliar possíveis alterações nos níveis plasmáticos de corticosterona, testosterona, níveis oculares de melatonina, hematócrito e aspectos imunitários (contagem total de leucócitos e capacidade antimicrobiana plasmática - contra Escherichia coli) de machos da perereca Hypsiboas faber em resposta à injeção de ACTH, bem como o curso temporal destas respostas. Amostras de sangue e plasma foram obtidas a partir de 30 machos capturados em campo...

Biosíntesis de aldosterona y su regulación en Bufo arenarum (Amphibia, anura); The biosynthesis of aldosterone in Bufo arenarum (Amphibia, anura) and its regulation

Ceballos, Nora Raquel
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1999 SPA
Relevância na Pesquisa
17.11%
En la presente Tesis Doctoral se realizaron estudios sobre la biosíntesis de aldosterona, en la glándula interrenal de Bufo arenarum, a partir de distintos sustratos tales como corticosterona, 18-hidroxicorticosterona (18-OH-B) y el compuesto "N" que se biosintetiza a partir de pregnenolona pero no de progesterona. A diferencia de lo que ocurre con la 18-OH-B comercial o de rata, la proveniente de interrenales de sapo presenta una forma menos polar única y distinta de las conocidas hasta el momento. Con respecto a la precursoriedad de aldosterona que posee este esteroide 18-hidroxilado, los resultados mostrados indican que esta hormona no es intermediario en la biosíntesis de aldosterona, por lo menos en las condiciones utilizadas para los experimentos presentados en esta Tesis. También se ensayó la capacidad precursora de aldosterona que tiene corticosterona y la conclusión a la que se arribó es que la capacidad biosintética de este conocido intermediario en la síntesis de aldosterona es, también, muy baja. Se caracterizó por diversos métodos el compuesto "N", esteroide muy polar con movilidad intermedia entre 18-OH-B y cortisol en el sistema Bush B5, como el 3β -hidroxi-5-ene análogo de aldosterona (3β ,11β ,21-trihidroxi-5-pregnen-20-ona-18-al). Cuando se estudiaron las propiedades biosintéticas del compuesto "N"...