Página 1 dos resultados de 878 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Utilidade clínica da angiografia coronariana em pacientes com disfunção ventricular esquerda; Clinical usefulness of coronary angiography in patients with left ventricular dysfunction

Melo, Rodrigo Morel Vieira de; Melo, Eduardo França Pessoa de; Biselli, Bruno; Souza, Germano Emilio Conceição; Bocchi, Edimar Alcides
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
FUNDAMENTO: A realização da angiografia coronariana na insuficiência cardíaca sem etiologia definida é frequentemente justificada para avaliação diagnóstica de cardiopatia isquêmica. Porém, o benefício clínico dessa estratégia não é conhecido. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de cardiopatia isquêmica mediante critérios angiográficos em pacientes com insuficiência cardíaca e fração de ejeção reduzida sem etiologia, assim como o seu impacto na decisão terapêutica. MÉTODOS: Foram avaliados pacientes ambulatoriais consecutivos com insuficiência cardíaca e disfunção sistólica, que tiveram a angiografia coronariana indicada para esclarecimento etiológico da cardiopatia, no período de 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2010. Os pacientes com diagnóstico de doença arterial coronariana, sorologia positiva para doença de Chagas, cardiopatia congênita, valvopatia grave ou pacientes submetidos a transplante cardíaco foram excluídos da análise. A amostra foi dividida em dois grupos conforme a indicação do cateterismo. Grupo-1: Sintomáticos em razão de angina ou insuficiência cardíaca refratária. Grupo-2: Presença de > 2 fatores de risco para doença arterial coronariana RESULTADOS: Cento e sete pacientes foram incluídos para análise...

Reprocessamento de cateteres de angiografia cardiovascular após uso clínico e contaminados artificialmente: avaliação da eficácia da limpeza e da esterilização.; Reprocessing of cardiovascular angiography catheter after clinical use and artificial soil: evaluation of the efficaccy of the cleaning and sterilization.

Ribeiro, Silma Maria Cunha Pinheiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
A prática assistencial na área da saúde implica situações de risco, os quais podem ser maximizados, minimizados ou projetados no julgamento à luz da fundamentação científica. O reprocessamento de materiais de uso único é uma prática que, a cada dia, tem exigido esforços dos profissionais de saúde no sentido de buscar e produzir evidências que auxiliem no processo de tomada de decisão em relação à não-realização ou sob que condições podem ser executadas. O objetivo geral deste estudo foi avaliar a aplicação de diferentes processos de limpeza e a esterilização em óxido de etileno a 100% nos cateteres de angiografia cardiovascular com vista à determinação da capacidade de redução da carga microbiana e do resíduo orgânico neles antes e após a utilização pelo paciente, assim como em situações de simulação com testes desafio. Trata-se de pesquisa experimental, aplicada, comparativa e controlada realizado no Research Centre do Saint Boniface General Hospital filiado à University of Manitoba, localizada em Winnipeg no Canadá. Os cateteres foram utilizados uma única vez por pacientes submetidos a angiografia coronariana e à análise de resíduos orgânicos (hemoglobina, carboidrato, proteína e endotoxina) por meio de testes bioquímicos diretos e indiretos utilizando a técnica de espectrofotometria. A carga microbiana foi avaliada por meio da realização de cultura microbiológica por método indireto. Esses experimentos foram realizados em quatro etapas...

Avaliação do fluxo sanguíneo em artérias perfurantes durante a cirurgia de aneurismas  intracranianos através da video-angiografia intra-operatória utilizando indocianina verde; Assessment of blood flow in perforating arteries during intracranial aneurysm surgery with intraoperative videoangiography using indocyanine green

Oliveira, Jean Gonçalves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Introdução. As artérias perfurantes comumente são evidenciadas durante a dissecção microcirúrgica para clipagem de aneurismas intracranianos. A oclusão de artérias perfurantes pode ser responsável por infarto encefálico isquêmico e resultados clínicos indesejáveis. O presente estudo objetiva descrever a utilidade da vídeo-angiografia intra-operatória com indocianina verde (VAIICG) na avaliação do fluxo sanguíneo em artérias perfurantes visibilizadas no campo microcirúrgico, durante a clipagem de aneurismas intracranianos. Secundariamente, foi analisada a incidência de artérias perfurantes envolvidas durante a cirurgia de aneurismas intracranianos, e a ocorrência de infarto encefálico isquêmico causado pelo comprometimento das artérias perfurantes. Método. Sessenta pacientes, com 64 aneurismas intracranianos foram tratados cirurgicamente, e prospectivamente incluídos neste estudo. A VAIICG intra-operatória foi realizada com o uso de microscópio neurocirúrgico (Carl Zeiss Co. Oberkochen, Germany) com a tecnologia VAIICG integrada. A presença e o envolvimento de artérias perfurantes foram analisados no campo microcirúrgico durante a dissecção cirúrgica, e durante a clipagem do aneurisma. A patência vascular após a clipagem também foi investigada. Apenas artérias pequenas que não foram visibilizadas nas imagens pré-operatórias de angiografia digital com subtração (ADS) foram consideradas para análise. Resultados. A VAIICG permitiu a visibilização do fluxo sanguíneo em todos os casos que apresentaram artérias perfurantes no campo microcirúrgico. Dentre 36 casos cujas artérias perfurantes estavam visíveis à VAIICG...

Angiografia comparativa, prós e contras entre os métodos: por raios-X, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética

Svicero, Denis Jeronimo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
By the early 20th century, the blood vessels could only be seen by anatomical studies. Shortly after the discovery of X-rays by Conrad Roentgen in 1895, the first experiments with radiographic imaging were performed with blood vessels. In 1905, the first experiment involving catheterization of arterial and venous system in dogs was performed and only in 1914 performed on living human patients. Parallel to these landmarks, there were advances in diagnostic imaging devices and the evolution of contrast substances was of utmost importance to the current angiography occupy a prominent role not only in terms of diagnosis, but also in the treatment of various disorders. The main objective of this review is to weave historical considerations and comparisons between the different methodologies used in angiography, because its importance; that may be in future, a veterinary diagnostic decisive test; Até o início do século 20, os vasos sanguíneos somente podiam ser vistos por estudos anatômicos. Pouco após a descoberta dos raios-X por Conrad Roentgen, em 1895, os primeiros experimentos com imagem radiográfica com vasos sanguíneos foram realizados. Em 1905, o primeiro experimento envolvendo cateterização do sistema arterial e venoso em cães foi executado e somente em 1914 realizado em pacientes humanos vivos. Paralelamente a estes marcos históricos...

Angiografia por Ressonância Magnética Tridimensional Optimizada por Contraste nas Doenças da Aorta

Thomas, B; Roquette, J; Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Objectivos: Avaliar a possibilidade de realizar angiografia de alta resolução com reconstrução tridimensional, com recurso a equipamento de ressonância magnética de 1 Tesla, em doentes com patologia aórtica. Métodos: Efectuaram-se trinta e um exames de ressonâncias magnética em dezassete doentes, após administração, sob a forma de bolus, de gadolinium. Foram adquiridas imagens em spin echo rápido, gradiente echo e angiografia com time-of-flight. Resultados: Todas as aquisições foram bem toleradas e conseguiu-se a opacificação do lumen aórtico, no momento apropriado, em todos os doentes. As sequências angiográficas foram obtidas com respiração suspensa que requereu cerca de 25 segundos por imagem e seis a oito minutos para conseguir uma reconstrução tridimensional. Conclusão: A angiografia aórtica por reconstrução tridimensional é possível com um equipamento de 1 Tesla, com imagens de elevada qualidade e resolução, obtidas em pouco minutos. É possível obter toda a informação facultada pela aquisição em spin echo, convencional ou acelerado, a partir da reconstrução das imagens tridimensionais, afastando assim a necessidade de aquisição, tão incómoda, das imagens spin echo, melhorar a rapidez e diminuir...

Angiografia por Ressonância Magnética Tridimensional Optimizada por Contraste nas Doenças da Aorta

Thomas, B; Roquette, J; Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Objectivos: Avaliar a possibilidade de realizar angiografia de alta resolução com reconstrução tridimensional, com recurso a equipamento de ressonância magnética de 1 Tesla, em doentes com patologia aórtica. Métodos: Efectuaram-se trinta e um exames de ressonâncias magnética em dezassete doentes, após administração, sob a forma de bolus, de gadolinium. Foram adquiridas imagens em spin echo rápido, gradiente echo e angiografia com time-of-flight. Resultados: Todas as aquisições foram bem toleradas e conseguiu-se a opacificação do lumen aórtico, no momento apropriado, em todos os doentes. As sequências angiográficas foram obtidas com respiração suspensa que requereu cerca de 25 segundos por imagem e seis a oito minutos para conseguir uma reconstrução tridimensional. Conclusão: A angiografia aórtica por reconstrução tridimensional é possível com um equipamento de 1 Tesla, com imagens de elevada qualidade e resolução, obtidas em pouco minutos. É possível obter toda a informação facultada pela aquisição em spin echo, convencional ou acelerado, a partir da reconstrução das imagens tridimensionais, afastando assim a necessidade de aquisição, tão incómoda, das imagens spin echo, melhorar a rapidez e diminuir...

Angiografia por ressonância magnética tridimensional optimizada por contraste nas doenças da aorta

Thomas, B; Roquette, J; Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Objectivos: Avaliar a possibilidade de realizar angiografia de alta resolução com reconstrução tridimensional, com recurso a equipamento de ressonância magnética de 1 Tesla, em doentes com patologia aórtica. Métodos: Efectuaram-se trinta e um exames de ressonâncias magnética em dezassete doentes, após administração, sob a forma de bolus, de gadolinium. Foram adquiridas imagens em spin echo rápido, gradiente echo e angiografia com time-of-flight. Resultados: Todas as aquisições foram bem toleradas e conseguiu-se a opacificação do lumen aórtico, no momento apropriado, em todos os doentes. As sequências angiográficas foram obtidas com respiração suspensa que requereu cerca de 25 segundos por imagem e seis a oito minutos para conseguir uma reconstrução tridimensional. Conclusão: A angiografia aórtica por reconstrução tridimensional é possível com um equipamento de 1 Tesla, com imagens de elevada qualidade e resolução, obtidas em pouco minutos. É possível obter toda a informação facultada pela aquisição em spin echo, convencional ou acelerado, a partir da reconstrução das imagens tridimensionais, afastando assim a necessidade de aquisição, tão incómoda, das imagens spin echo...

Angiografia pela ressonância magnética nos aneurismas intracranianos: estudo comparativo com a angiografia cerebral

Spotti,Antonio Ronaldo; Lima,Édimo Garcia; Santos,Marcio Luís Tostes; Magalhães,Álvaro Cebrian de Almeida
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Avaliamos por angiografia pela ressonância magnética e por angiografia cerebral 41 pacientes com 55 aneurismas intracranianos confirmados pela cirurgia. A angiorressonância detectou 52 aneurismas com sensibilidade de 94,5% e a angiografia cerebral detectou 53 aneurismas com sensibilidade de 96,3%. Pela não invasibilidade, rapidez e baixo custo a angiorressonância poderá substituir a angiografia cerebral no diagnóstico de aneurismas intracranianos e no prognóstico da hemorragia subaracnóide.

Cintilografia do miocárdio com tecnécio 99m-MIBI e administração de adenosina em portadores de doença arterial coronária: correlação dos resultados com a angiografia coronária e o ultra-som intracoronário

Mastrocolla,Luiz Eduardo; Sousa,Amanda G. M. R.; Smanio,Paola E. P.; Staico,Rodolfo; Pinto,Ibraim F. M.; Meneghelo,Romeu S.; Abizaid,Andreia C.; Graebin,Roselei; Vaz,Vinicius D.; Paes,Angela; Martins,Daniela S.; Sousa,José Eduardo M. R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
OBJETIVO: Estabelecer a correlação da cintilografia de perfusão do miocárdio (CPM) com Tecnécio 99m-MIBI (MIBI) e injeção de adenosina, empregando a angiografia coronária quantitativa (ACQ) e o ultra-som intracoronário (UIC) como comparação. MÉTODOS: Estudo de 70 pacientes com doença arterial coronária (DAC), encaminhados à CPM com MIBI e adenosina. As manifestações clínicas, do eletrocardiograma (ECG) e os resultados das imagens foram correlacionadas às variáveis da análise visual e quantitativa da angiografia, bem como ao UIC. RESULTADOS: A média de idades foi de 60,6 anos, com 39 pacientes do sexo masculino. A angiografia coronária evidenciou estenose do diâmetro da luz (E%) de 49,94% em 105 artérias, com reavaliação à ACQ em 83 artérias (79%) e média de 44,20%, p<0,05. Infradesnível de ST durante adenosina associou-se a maiores graus de E% (55,0% vs 47,8%), p<0,05). A isquemia cintilográfica correlacionou-se a maior área porcentual de obstrução da luz pelo UIC (AO%). Os achados clínicos, do ECG e das imagens foram considerados em conjunto e expressos como respostas globais isquêmicas versus não-isquêmicas . A isquemia associou-se a menores valores do diâmetro mínimo da luz (DML) e da área mínima da luz (AML)...

Avaliação tardia de endopróteses coronarianas com sirolimus: comparação da tomografia computadorizada por múltiplos detectores com a angiografia quantitativa e o ultra-som intracoronariano

Pinto,Ibraim Masciarelli F.; Sousa,Amanda G. M. R.; Ishikama,Walther; Mattos,Luiz Alberto; Abizaid,Alexandre; Feres,Fausto; Tanajura,Luiz Fernando L.; Sousa,Luiz C. B.; Sousa,J. Eduardo M. R.; Jatene,Adib
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
OBJETIVO: Avaliar os resultados da tomografia computadorizada por múltiplos detectores na avaliação dos resultados tardios de pacientes submetidos ao implante de endopróteses com sirolimus. MÉTODOS: Selecionamos 30 pacientes, previamente submetidos ao implante de stents com sirolimus com sucesso e com mais de seis meses de evolução. Todos foram submetidos à angiografia invasiva e ao ultra-som intravascular após a angiotomografia, feita com a injeção de 1,5 ml/kg de peso de meio de contraste iodado. RESULTADOS: A média dos diâmetros proximais de referência foi 3,01 ± 0,31 mm pela tomografia e 3,14 ± 0,31 mm pela angiografia (p = 0,04). Ao eliminarmos a artéria circunflexa da análise, a discrepância entre os dois exames deixou de ser significante -(tomografia= 3,01 ± 0,32 mm, angiografia= 3,10 ± 0,30 mm, p = 0,65). A média dos diâmetros distais de referência foi 2,86 ± 0,30 mm pela tomografia e 2,92 ± 0,32 pela angiografia (p = 0,25). A média do calibre mínimo no interior da endoprótese foi 2,85 ± 0,25 mm pela tomografia e 2,85 ± 0,29 mm angiografia (p = 0,27). A área de secção transversal mínima intra-stent foi 7,19 ± 1,47 mm² pela tomografia e 6...

Utilidade clínica da angiografia coronariana em pacientes com disfunção ventricular esquerda

Melo,Rodrigo Morel Vieira de; Melo,Eduardo França Pessoa de; Biselli,Bruno; Souza,Germano Emilio Conceição; Bocchi,Edimar Alcides
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
FUNDAMENTO: A realização da angiografia coronariana na insuficiência cardíaca sem etiologia definida é frequentemente justificada para avaliação diagnóstica de cardiopatia isquêmica. Porém, o benefício clínico dessa estratégia não é conhecido. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de cardiopatia isquêmica mediante critérios angiográficos em pacientes com insuficiência cardíaca e fração de ejeção reduzida sem etiologia, assim como o seu impacto na decisão terapêutica. MÉTODOS: Foram avaliados pacientes ambulatoriais consecutivos com insuficiência cardíaca e disfunção sistólica, que tiveram a angiografia coronariana indicada para esclarecimento etiológico da cardiopatia, no período de 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2010. Os pacientes com diagnóstico de doença arterial coronariana, sorologia positiva para doença de Chagas, cardiopatia congênita, valvopatia grave ou pacientes submetidos a transplante cardíaco foram excluídos da análise. A amostra foi dividida em dois grupos conforme a indicação do cateterismo. Grupo-1: Sintomáticos em razão de angina ou insuficiência cardíaca refratária. Grupo-2: Presença de > 2 fatores de risco para doença arterial coronariana RESULTADOS: Cento e sete pacientes foram incluídos para análise...

Angiografia por tomografia computadorizada dos aneurismas intracranianos

Laureano,Vinícius Santos; Zirretta,José Carlos; Koch,Hilton Augusto
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
Este trabalho foi realizado para avaliar os achados da angiografia por tomografia computadorizada, comparativamente à angiografia por subtração digital, em relação aos aneurismas intracranianos, e a possibilidade da maior utilização da angiografia por tomografia computadorizada no Brasil. Foram analisados oito pacientes que apresentavam um total de sete aneurismas não tratados e um aneurisma tratado. Houve subseqüente correlação com outros trabalhos publicados na literatura médica. Os exames foram realizados em uma clínica e em dois hospitais privados, na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Foi demonstrada boa correlação entre os métodos estudados, em relação ao diagnóstico dos aneurismas, no acompanhamento e avaliação pré-terapêutica dessas lesões. A angiografia por tomografia computadorizada foi um exame menos invasivo, de menor custo e maior acessibilidade. Concluiu-se que a angiografia por tomografia computadorizada é um exame que deve ser utilizado com maior freqüência para avaliação nesta enfermidade.

Angiografia rotacional com reconstrução tridimensional (3D-RA) como ferramenta diagnóstica em pacientes com estenose da artéria do rim transplantado

Souza,Rodrigo Almeida; Barbosa,Adriano Henrique Pereira; Pimentel,Leandro Caetano; Furini,Fábio Rodrigo; Sousa,José Marconi de Almeida; Pestana,José Osmar Medina; Lima,Valter Correia de
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
INTRODUÇÃO: A estenose da artéria do rim transplantado (EART) é a principal complicação vascular associada a eventos adversos em pacientes portadores de enxerto renal, cuja incidência varia de 1% a 23%. A arteriografia é o padrão de referência para o diagnóstico, possibilitando tratamento imediato; porém, em decorrência da anatomia variável e da localização da anastomose, muitas vezes são necessárias projeções adicionais, levando a maior exposição ao contraste e à radiação. A angiografia rotacional com reconstrução tridimensional (tridimensional rotational angiography - 3D-RA) surge como ferramenta para o diagnóstico e o tratamento da EART. O objetivo deste estudo foi avaliar a acurácia das medidas obtidas pela 3D-RA, comparativamente à obtida pela angiografia convencional. MÉTODOS: De abril de 2010 a janeiro de 2011, foram realizadas 41 3D-RA em pacientes com alta suspeita clínica de EART. As imagens foram analisadas por observadores independentes, sendo as medidas da arteriografia convencional obtidas no momento do procedimento e as da 3D-RA, após o processamento das imagens pelo software Philips Allure 3D-RA. RESULTADOS: Foram analisadas 35 3D-RA (84%) consideradas adequadas para a realização das medidas angiográficas...

Fase Piloto do Estudo SPECTRUM. Reserva de Fluxo Fracionada Versus Angiografia para Avaliação e Conduta em Pacientes com Lesões Obstrutivas Coronárias de Grau Moderado: Racional e Desenho do Estudo

Figueiredo,Geraldo Luiz de; Bromberg-Marin,Guilherme; Novaes,Gustavo Caires; Lago,Igor Matos; Haddad,Jorge Luis; Badran,André Vannucchi; Lima Filho,Moysés de Oliveira; Lemos Neto,Pedro Alves; Marin-Neto,J. Antonio
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Introdução: A despeito de suas reconhecidas limitações, a angiografia coronária invasiva é o método mais usado (muitas vezes único) para a adoção de estratégias terapêuticas em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco diagnóstico. A mensuração de reserva de fluxo fracionada (FFR) tem sido empregada em diversos estudos, fundamentalmente no contexto de pacientes em que a avaliação angiográfica per se indica a necessidade de intervenção sobre as lesões coronárias. No entanto, o método praticamente não foi ainda testado em condições opostas, no cenário clínico em que as obstruções, angiograficamente, não indicariam intervenções. O propósito deste trabalho, a ser realizado de forma piloto em dois centros, é testar a hipótese de que também para lesões intermediárias, nas quais a angiografia não demonstra necessidade de intervenção coronária...

Lipocalina associada à gelatinase neutrofílica: um marcador precoce das modificações agudas na filtração glomerular, após infusão de contraste radiológico para angiografia coronariana

Anna Júnior, Walter Cury
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
Introdução: A deterioração e extensão de comprometimento da função renal estão relacionadas com a intensidade de envolvimento dos túbulos e glomérulos renais. A provável redução na Taxa de Filtração Glomerular (TFG) decorrente de lesão renal será diagnosticada após 48 a 72 horas, através da dosagem da concentração da creatinina sérica. Em geral, os médicos são muitas vezes confrontados com a questão de saber se devem ou não usar medicamentos e agentes potencialmente nefrotóxicos, em pacientes com função renal reduzida a serem submetidos a procedimentos cineangiográficos. Rotineiramente a decisão depende das concentrações prévias da creatinina sérica e nenhum outro exame adicional é feito para a avaliação da função renal. Além disso, esses pacientes são liberados do hospital logo após a angiografia coronária eletiva. Entretanto, em algumas ocasiões, quando eles voltam aos cuidados médicos, descobre-se, tardiamente, uma piora na função renal. Nessas situações, um biomarcador precoce da injúria renal seria clinicamente mais útil se estivesse correlacionado com os valores da creatinina sérica. Objetivos: comparar as concentrações do NGAL urinário (NGALu) em pacientes com e sem diminuição da taxa de filtração glomerular estimada (TFGe) antes e depois da infusão de contraste radiológico em procedimentos de cinecoronariografia (CINE). Também...

Angiorresonancia versus angiografía por sustracción digital en el seguimiento de aneurismas intracraneales embolizados. Comparación del desempeño diagnóstico

González Gaita, Juan Manuel; Amado Castro, Danys María; Puentes Vargas, Juan Carlos; Amaya Amaya, Jenny Carolina
Fonte: Facultad de Medicina Publicador: Facultad de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 20/01/2015 SPA
Relevância na Pesquisa
37.45%
Introducción: La DSA es el método de elección para el seguimiento de pacientes con aneurismas intracraneales embolizados; esta se puede asociar a complicaciones incapacitantes o mortales. La MRA se ha propuesto como método alternativo por menor costo y menos morbi-mortalidad, aunque su desempeño diagnóstico permanece en discusión debido al desarrollo de nuevos protocolos, resonadores más potentes y nuevas aplicaciones de la DSA. Metodología: Exploramos la literatura hasta la actualidad y comparamos el desempeño diagnóstico de la MRA con la DSA para detectar flujo residual posterior a la embolización terapéutica de aneurismas intracraneales. Realizamos una revisión sistemática de la literatura y meta-análisis basados en 34 artículos detectados en la búsqueda que incluyó las bases de datos PubMed, Scopus, ScIELO y BVS. Resultados: La TOF-MRA demostró sensibilidad de 86.8% (84.3%-89.1%) y especificidad de 91.2% (89%-93.1%); la SROC para TOF-MRA demostró un AUC de 0.95. El desempeño de la CE-MRA demostró sensibilidad de 88.1% (84.6%-91.1%) y especificidad de 89.1% (85.7%-91.9%); la SROC presentó una AUC de 0.93. El análisis estratificado por potencia del resonador encontró que la TOF-MRA tiene mejor desempeño con el resonador de 3T...

Prevalencia y características de los puentes miocárdicos en estudios de angiografía coronaria por tomografía computarizada multidetector

Carrascosa,Patricia; Martín López,Elba; Capuñay,Carlos; Deviggiano,Alejandro; Vallejos,Javier; Carrascosa,Jorge
Fonte: Revista argentina de cardiología Publicador: Revista argentina de cardiología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 ES
Relevância na Pesquisa
37.31%
Introducción Los puentes miocárdicos (PM) representan una anomalía congénita de las arterias coronarias en la que un segmento de una arteria coronaria principal, de habitual trayecto epicárdico, transcurre dentro del miocardio describiendo un curso intramural. Aunque el método diagnóstico de referencia es la angiografía convencional, existen otras técnicas invasivas. Con el advenimiento de la angiografía coronaria por tomografía computarizada multidetector (ACTCM) ha surgido una alternativa no invasiva para su evaluación. Objetivos              Evaluar la prevalencia y las características de los puentes miocárdicos en pacientes examinados con angiografía coronaria por tomografía computarizada multidetector (ACTCM). Material y métodos Se evaluaron en forma consecutiva 452 pacientes con ACTCM de 16 y 64 filas. Los motivos de la solicitud médica incluyeron hallazgos patológicos en estudios de perfusión miocárdica, síntomas sugestivos de enfermedad coronaria y pacientes asintomáticos con antecedentes heredofamiliares de enfermedad coronaria. Se determinaron la presencia, la localización y las características de los PM, los cuales se clasificaron en completos e incompletos según el grado de tunelización de la arteria involucrada. Se evaluó también su comportamiento durante la sístole y la diástole. Resultados La prevalencia de PM fue del 35...

Valoración no invasiva de la estenosis carotídea de causa aterosclerótica: correlación entre la ecografía Doppler color y la angiografía por resonancia magnética con gadolinio

Surur,A.M; Buccolini,T.V; Londero,H.F; Marangoni,M.A; Allende,N.J
Fonte: Revista argentina de radiología Publicador: Revista argentina de radiología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.56%
Introducción: La angiografía carotídea se utiliza para confi rmar la presencia de estenosis de la bifurcación carotídea (BC). Sin embargo, dado que este método resulta invasivo y presenta cierta morbimortalidad, existe un creciente interés en los métodos no invasivos, como la angiografía por resonancia magnética con gadolinio (ARM-Gd) y la ecografía Doppler color (EDC). El objetivo de este trabajo es determinar la correlación que existe entre la ecografía Doppler color y la angiografía por resonancia magnética con gadolinio en la determinación del grado de estenosis. Materiales y métodos: Se analizaron por ecografía Doppler color y angiografía por resonancia magnética con gadolinio 100 estudios de la bifurcación carotídea, realizados entre enero de 2009 y agosto de 2011 en el Sanatorio Allende. Se determinó el coefi ciente de concordancia Kappa, evaluando por ecografía Doppler color el porcentaje de estenosis carotídea según la reducción del diámetro y la velocidad sistólica máxima (VSM) y por angiografía por resonancia magnética con gadolinio la reducción de la luz visualizada. En ambos métodos se empleó el criterio de NASCET. También se analizó la superfi cie de la placa. Resultados: Se obtuvo una muy buena correlación entre la ecografía Doppler color y la angiografía por resonancia magnética con gadolinio...

Precisión diagnóstica de la angiografía coronaria por tomografía computarizada multislice aplicada al "mundo real"

Rodríguez-Granillo,Gastón A.; Rosales,Miguel A.; Llauradó,Claudio; García-García,Héctor M.; Fernández-Pereira,Carlos; Rodríguez,Alfredo E.
Fonte: Revista argentina de cardiología Publicador: Revista argentina de cardiología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em // ES
Relevância na Pesquisa
37.31%
Objetivo Evaluar la precisión diagnóstica de la angiografía coronaria por tomografía computarizada multislice (ACTCM) para la detección de estenosis significativas en arterias coronarias. Material y métodos Se estudiaron pacientes con indicación de cinecoronariografía diagnóstica sin antecedentes de alergia al contraste, insuficiencia renal ni arritmias. Para la adquisición de imágenes se utilizó un tomógrafo multislice (multicorte) (Brilliance 40, Philips, The Netherlands) gatillado electrocardiográficamente. Se administraron 90-125 ml de contraste yodado por vía endovenosa. La obesidad, la diabetes, los segmentos difusamente calcificados, con diámetro < 2,0 mm, y aquellos tratados con stents no constituyeron criterios de exclusión. Las lesiones se definieron significativas cuando presentaron una reducción luminal ≥ 50% por ACTCM y angiografía cuantitativa coronaria (QCA). Resultados Previo a la intervención se escanearon 38 pacientes. De ellos, uno (3%) fue excluido debido a calidad de imagen insuficiente. Los 37 restantes (444 segmentos), con calidad de scan satisfactoria, se incluyeron en el estudio (81% hombres, edad media 62,43 ± 12,5 años, 13,5% diabéticos). El tiempo medio de scan fue de 15,12 ± 2...

Biomarcadores precoces de fracaso renal agudo tras angiografía coronaria o cirugía cardíaca en pacientes con síndrome coronario o fallo cardíaco agudos

Torregrosa,I.; Montoliu,C.; Urios,A.; Elmlili,N.; Puchades,M.J.; Solís,M.A.; Sanjuán,R.; Blasco,M.L.; Ramos,C.; Tomás,P.; Ribes,J.; Carratalá,A.; Miguel,A.
Fonte: Nefrología (Madrid) Publicador: Nefrología (Madrid)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/01/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
Antecedentes: El fracaso renal agudo (FRA) es una complicación frecuente tras la cirugía cardíaca y la angiografía coronaria que ensombrece el pronóstico de estos pacientes. El diagnóstico se basa en el ascenso de la creatinina sérica, que es tardío. Es necesaria la identificación y validación de nuevos biomarcadores precoces que permitan intervenciones más tempranas y eficaces. Objetivos: Evaluar la sensibilidad y especificidad de interleuquina-18 (IL-18) en orina, neutrophil gelatinase-associated lipocalin en orina (uNGAL) y cistatina C en suero para la detección precoz del FRA en una población de pacientes con síndrome coronario agudo o fallo cardíaco y sometidos a cirugía cardíaca o cateterismo. Métodos: Se incluyeron en el estudio 135 pacientes ingresados en una unidad de cuidados intensivos por síndrome coronario agudo o fallo cardíaco por patología coronaria o valvular y a los que se realizaron una angiografía cardíaca o una cirugía cardíaca de revascularización o recambio valvular. Se determinaron los biomarcadores a las 12 horas de la intervención y se monitorizó la creatinina sérica durante los siguientes seis días para el diagnóstico del FRA. Resultados: Para NGAL se obtuvo un área bajo la curva ROC (AUC) de 0...