Página 1 dos resultados de 150 itens digitais encontrados em 0.031 segundos

Tratamento endovascular dos aneurismas da aorta abdominal com anatomia complexa: resultados preliminares com a segunda geração de endoprótese com arcabouço metálico circular; Endovascular treatment of abdominal aortic aneurysms with complex anatomy: preliminary results of the second generation stent graft with a dual-ring design

Metzger, Patrick Bastos; Novero, Eduardo Rafael; Rossi, Fabio Henrique; Moreira, Samuel Martins; Barbato, Heraldo Antônio; Izukawa, Nilo Mitsuru; Marco, Vanessa Luciene Abreu de; Cano, Manoel Nicolas; Kambara, Antonio Massamitsu
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.55%
INTRODUÇÃO: O tratamento endovascular dos aneurismas da aorta abdominal tem revolucionado o tratamento dessa afecção, em decorrência das baixas taxas de morbidade e mortalidade. Apesar dos avanços tecnológicos ocorridos nas endopróteses, ainda existem limitações anatômicas para o emprego da técnica. Este estudo teve por objetivo avaliar os resultados imediatos do tratamento de pacientes portadores de aneurisma da aorta abdominal com anatomia complexa com uma endoprótese de segunda geração. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo, não-randomizado, realizado em um único centro, em uma série de pacientes submetidos a tratamento endovascular de aneurismas da aorta abdominal infrarrenais complexos, com prótese com arcabouço metálico disposta em anéis (Anaconda - Vascutek, Terumo, Inchinnan, Escócia). Foram avaliados as características clínicas e angiográficas, o sucesso técnico, o sucesso terapêutico, a morbidade e a mortalidade, e a taxa de reintervenção perioperatória. RESULTADOS: Foram analisados, no período de fevereiro de 2010 a dezembro de 2011, 108 pacientes consecutivos portadores de aneurisma da aorta, dos quais 16 eram portadores de aneurisma da aorta abdominal com anatomia complexa tratados com a prótese Anaconda . A média de idade foi de 76 + 7 anos e 75% eram do sexo masculino. Houve sucesso técnico em 94% e êxito terapêutico em 75% dos casos. Ocorreu um óbito no pós-operatório. As complicações perioperatórias mais prevalentes foram sangramento da ferida operatória (2/16) e embolia periférica (2/16). Foram necessárias reintervenções em 12...

O uso do agente embolizante Onyx(R) na oclusão de vazamentos pós-tratamento endovascular de aneurisma da aorta abdominal: estudo experimental.; The use of Onyx(R) to seal endoleaks after endovascular treatment of abdominal aortic aneurysm.

Maffra Júnior, Romualdo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
136.58%
O uso do agente embolizante Onyx na oclusão de vazamentos pós-tratamento endovascular de aneurisma da aorta abdominal. São Paulo, 2003. 125p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Departamento de Radiologia. Objetivos: Criar um modelo experimental para estudar os vazamentos de aneurisma da aorta abdominal (AAA) pós-tratamento endovascular, verificar a eficácia do agente embolizante Onyx na oclusão de vazamentos no modelo experimental, avaliar a oclusão do vazamento com Onyx após 5 semanas (fase tardia) e analisar a resposta tecidual e reação inflamatória local ao Onyx no modelo experimental. Materiais e métodos: Doze cães machos, provenientes do biotério da Cleveland Clinic Foundation, foram utilizados para criação de AAA, utilizando-se o stent Palmaz P4014. Endopróteses medindo 10 mm de diâmetro por 5 cm de comprimento e com orifício parietal de 4 mm no seu terço médio foram colocadas no interior da aorta abdominal (AA) com o intuito de criar um vazamento de endoprótese de aorta. Após uma semana foram realizadas tomografias e angiografias para constatação da presença de vazamento. Em seguida, os orifícios das endopróteses foram cateterizados e posteriormente Onyx foi injetado no interior do aneurisma e das artérias lombares. Após quatro semanas...

Insuficiência renal aguda relacionada à correção de aneurisma da aorta: análise retrospectiva dos fatores de risco e estudo prospectivo para sua prevenção; Acute kidney injury in aortic surgery: retrospective analysis of risk factors and prospective study for its prevention

Macedo, Etienne Maria Vasconcellos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.44%
Pequenas alterações da função renal durante a internação hospitalar e mais especificamente no período pós-operatório determinam significativo aumento na morbi-mortalidade hospitalar. A fim de determinar a incidência de insuficiência renal aguda (IRA) e os fatores de risco para seu desenvolvimento no pós-operatório de cirurgia para correção de aneurismas da aorta tóraco-abdominal e abdominal, foi realizado estudo retrospectivo das operações eletivas no ano de 2000. Foi encontrada alta incidência de IRA, tanto IRA leve, descrita como elevação de 25% da creatinina basal, em 57% dos pacientes, como uma forma mais grave, descrita como elevação de 50% e encontrada em 33% dos pacientes. Os fatores de risco independentes para IRA leve foram a presença de clampeamento acima do óstio das artérias renais (OR 6,9, IC 95% 1,32-36,12) e o tempo total de anestesia maior que 339 min (OR 1,00 para cada min acima de 339min, IC 95% 1,003-1,016). Para lesão mais grave, a instabilidade hemodinâmica, representada pela necessidade do uso de droga vasoativa no pós-operatório, também foi fator independente para o desenvolvimento de IRA (OR 7,4, IC 95% 1,84-30,16). A mortalidade hospitalar encontrada no estudo foi de 42,8% nos pacientes que tiveram clampeamento supra-renal...

Estudo das propriedades histológicas e biomecânicas de fragmentos da parede anterior de aneurismas da aorta abdominal ; Study of the histological and biomechanical properties of fragments isolated from the anterior wall of abdominal aortic aneurysms

Monteiro, José Augusto Tavares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
136.4%
INTRODUÇÃO: O objetivo deste estudo é determinar as propriedades biomecânicas e histológicas de fragmentos da parede anterior de aneurismas da aorta abdominal. MÉTODOS: Dos pacientes submetidos à correção cirúrgica aberta de aneurisma da aorta abdominal, foram removidos fragmentos da parede anterior do saco aneurismático, divididos em dois espécimes. Um, destinado à análise histológica, para a quantificação de fibras colágenas, elásticas, musculares lisas e grau de atividade inflamatória e outro, pareado, submetido a teste destrutivo uniaxial, obtendo-se características biomecânicas, como, força, tensão e estresse de falência do fragmento. As médias das variáveis paramétricas foram avaliadas com teste t-Student ou análise de variância. Quando significante, utilizou-se teste de Tukey para discriminar as diferenças. As distribuições das variáveis não paramétricas foram avaliadas com teste Mann-Whitney ou análise de Kruskal-Wallis. Quando significante, utilizou-se teste de Dunn para discriminar as diferenças. Os valores de p<0,05 foram considerados estatisticamente significantes. RESULTADOS: Foram considerados os resultados das análises de fragmentos de 90 indivíduos. Os valores médios encontrados para as propriedades biomecânicas relacionadas à resistência do tecido aórtico (falência) foram força = 4...

Fatores envolvidos na migração das endopróteses em pacientes submetidos ao tratamento endovascular do aneurisma da aorta abdominal

Almeida, Marcelo José de; Yoshida, Winston Bonetti; Hafner, Ludvig; Santos, Juliana Henrique dos; Souza, Bruno Felipe; Bueno, Flávia Fagundes; Evangelista, Janaína Lopes; Schiavão, Lucas José Vaz
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 61-71
POR
Relevância na Pesquisa
116.42%
A migração da endoprótese é complicação do tratamento endovascular definida como deslocamento da ancoragem inicial. Para avaliação da migração, verifica-se a posição da endoprótese em relação a determinada região anatômica. Considerando o aneurisma da aorta abdominal infrarrenal, a área proximal de referência consiste na origem da artéria renal mais baixa e, na região distal, situa-se nas artérias ilíacas internas. Os pacientes deverão ser monitorizados por longos períodos, a fim de serem identificadas migrações, visto que estas ocorrem normalmente após 2 anos de implante. Para evitar migrações, forças mecânicas que propiciam fixação, determinadas por características dos dispositivos e incorporação da endoprótese, devem predominar sobre forças gravitacionais e hemodinâmicas que tendem a arrastar a prótese no sentido caudal. Angulação, extensão e diâmetro do colo, além da medida transversa do saco aneurismático, são importantes aspectos morfológicos do aneurisma relacionados à migração. Com relação à técnica, não se recomenda implante de endopróteses com sobredimensionamento excessivo (> 30%), por provocar dilatação do colo do aneurisma, além de dobras e vazamentos proximais que também contribuem para a migração. Por outro lado...

Aneurisma da aorta abdominal infra-renal: avaliação ultra-sonográfica em homens acima de 50 anos

Mello, Flávia Moerbeck Casadei de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 85 f. : tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.55%
Pós-graduação em Bases Gerais da Cirurgia - FMB; Com o objetivo de avaliar a ocorrência de aneurisma da aorta abdominal infra-renal (AAAIR), estudou-se uma amostra da população masculina do Município de Marília, com idade igual ou acima de 50 anos, no período de 2000 a 2002. Foram avaliados 240 homens por meio da ultrasonografia abdominal (USAb), com média de idade de 65,1 anos (±9,8 anos). A aorta abdominal foi medida no sentido ânteroposterior (AP) e látero-lateral (LL) aproximadamente a 2cm abaixo da artéria mesentérica superior (AMS) e 2cm acima de sua bifurcação. O critério utilizado para considerar aneurisma foi o maior diâmetro encontrado igual ou maior que 3,1cm. Também por questionário, foram avaliados os fatores de risco (tabagismo, sedentarismo, alimentação) e as doenças associadas (HAS, DPOC, IM, DM, AOP ou hiperlipidemia). Nos 240 homens, foram encontrados 11 aneurismas, sendo, portanto, a freqüência de 4,6%. Desses 11 aneurismas, 8 mediam entre 3,1 e 4cm (72,7%) e 3, entre 4,1 e 5cm (27,3%). O maior diâmetro da aorta aneurismática foi de 5 cm (sentido AP a 2cm abaixo da AMS). Foi encontrada uma associação significativa entre aneurisma e AOP e DM, não ocorrendo o mesmo com os demais fatores de risco ou outras doenças associadas. A freqüência de aneurisma encontrada em nossa amostra não foi diferente da referida nos estudos populacionais publicados na literatura...

Recuperação acelerada após reparo cirúrgico aberto eletivo do aneurisma da aorta abdominal: revisão sistemática da literatura

Gurgel, Sanderland José Tavares
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 112 f.
POR
Relevância na Pesquisa
116.4%
Pós-graduação em Anestesiologia - FMB; O reparo cirúrgico aberto do aneurisma da aorta abdominal (AAA) é um procedimento com alta taxa de morbimortalidade, internação hospitalar prolongada e custo elevado. Neste cenário, os programas multimodais de aceleração da recuperação pós-operatória (PMARP) podem contribuir para a otimização dos cuidados ao paciente e diminuir a utilização de recursos financeiros, mantendo-se a qualidade e a segurança. O objetivo desta revisão sistemática foi avaliar a eficácia e a segurança destes programas no reparo cirúrgico eletivo do AAA. Realizou-se revisão sistemática de estudos clínicos envolvendo os PMARP no reparo cirúrgico do AAA, avaliando a eficácia e segurança, quando comparados com os cuidados perioperatórios convencionais. Estudos clínicos foram recuperados eletronicamente das bases de dados MEDLINE, EMBASE, LILACS, Cochrane Trials Register (CENTRAL), por meio de estratégia de busca com termos apropriados. Identificaram-se os estudos aleatorizados controlados e os não aleatorizados (série de casos). Formulários padronizados foram utlizados para extração de dados. A análise estatística dos estudos aleatorizados foi executada com o programa REVMAN 5.0.2 e para os estudos não aleatórios foi utilizado o StatsDirect. Foram recuperados 13 estudos de série de casos e um ensaio clínico aleatorizado controlado unicêntrico. No ensaio clínico aleatorizado e controlado verificou-se redução significativa no tempo de hospitalização com o PMARP. A metanálise proporcional de série de casos não resultou em nenhuma diferença significativa entre pacientes tratados pelo PMARP e o tratamento convencional. O PMARP em cirurgias eletivas de AAA reduz o tempo de internação hospitalar...

Niveis plasmaticos de vasopressina em cirugia de correção de aneurisma de aorta abdominal; Plasmatic levels of vasopressin in the4 corrective surgery of abdominal aorta aneurysm

Adriana Camargo Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.4%
Objetivos: Avaliar os níveis plasmáticos de vasopressina (AVP) em pacientes submetidos à correção cirúrgica não-complicada de aneurisma de aorta abdominal (AAA). Desenho: Estudo prospectivo, descritivo, observacional. Intervenções: Nenhuma. Local: Hospital de Clínicas da Unicamp. Métodos: A AVP plasmática foi mensurada por radio-imuno-ensaio em 22 pacientes não-consecutivos submetidos à correção cirúrgica convencional de AAA infra-renal, sob anestesia combinada (geral e epidural) nos seguintes tempos: pré-operatório (T0); 2h (T1) e 6h (T2) após o término da cirurgia; e nas manhãs do 1º (T3), 2º (T4) e 3º (T5) dia pós-operatório (PO). Algumas variáveis clínicas e laboratoriais de interesse foram registradas concomitantemente. Resultados: A idade média dos pacientes foi de 68,2±10,2 anos (variando de 49-82 anos), sendo 17 homens e 5 mulheres. Os níveis plasmáticos de AVP (média±DP pg/mL) estavam baixos e dentro da faixa de normalidade em T0 (1,4±0,7; controle), aumentando significativamente em T1 (62,6±62,9; p<0,001) e T2 (31,5±49,7; p<0,001), com uma queda exponencial a seguir, retornando aos níveis basais em T5 (2,1±3,8; p = NS). Correlações positivas e estatisticamente significativas foram encontradas entre a AVP e a glicemia...

Superinfecção e rotura de aneurisma da aorta abdominal por Salmonella dublin: relato de caso

Basile Filho,Anibal; Jaeger,Albert; Capone Neto,Antônio; Mantovani,Mário
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1988 PT
Relevância na Pesquisa
116.45%
Os autores relatam o caso de paciente de 66 anos, que apresentou superinfecção e rotura de aneurisma da aorta abdominal, após septicemia por Salmonella dublin. As infecções endovasculares associadas à rotura de aneurisma pré-existentes são um rico potencial nos pacientes com mais de 50 anos de idade, que apresentam bacteremia ou septicemia por Salmonella sp. A alta mortalidade da aortite por salmonelose é devida à septicemia grave ou à rotura desses aneurismas. Qualquer tecido orgânico pode ser a sede de infecções metastáticas, porém os locais mais susceptíveis são os tecidos necróticos e as lesões crônicas degenerativas. Os autores discutem a importância do diagnóstico precoce para reduzir a mortalidade dessa entidade.

Medicações referentes às complicações após correção de aneurisma da aorta abdominal endovascular

Koning,Giel G.; Hobo,Roel; Laheij,Robert J. F.; Buth,Jacob; Van Der Vliet,J. Adam
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
126.41%
OBJETIVO: Este estudo observacional foi desenvolvido para pesquisar a influência dos medicamentos na ocorrência de complicações após correção endovascular de aneurismas da aorta abdominal. MÉTODO: Foram analisados retrospectivamente os dados clínicos referentes a 70 pacientes consecutivos submetidos à correção endovascular de aneurisma da aorta abdominal em dois centros cirúrgicos vasculares num período de 3 anos. As complicações eram classificadas de acordo com as recomendações do Comitê Designado de Padrões de Tratamento. Foi feita uma distinção entre complicações relacionadas ou não ao stent. Uma análise de regressão foi usada para avaliar a associação entre 12 grupos de medicamentos diferentes e o resultado da correção endovascular. RESULTADOS: Durante um acompanhamento de 70 pacientes-anos, foram relatadas 14 complicações leves (20%), 23 moderadas (33%) e sete graves (10%). Trinta pacientes (43%) que usaram cumarínicos tiveram significantemente menos complicações não relacionadas ao stent (OR. 0,21; 95% CI 0,05-0,90) comparados com os não usuários. Vinte pacientes (29%), tomando medicamentos antieméticos durante internação, mostraram quatro vezes mais complicações relacionadas ao stent (OR. 4...

Mortalidade relacionada ao tratamento endovascular do aneurisma da aorta abdominal com o uso dos modelos revisados

Konig,Gosen Gabriel; Vallabhneni,S.R.; Marrewijk,Corinne J. Van; Leurs,Lina J.; Laheij,Robert J.F.; Buth,Jacob
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
116.49%
OBJETIVO: O objetivo do estudo foi avaliar a definição da mortalidade relacionada ao procedimento após tratamento endovascular do aneurisma de aorta abdominal (EVAR) como definido pelo Committee for Standardized Reporting Practices in Vascular Surgery. MÉTODO: Dados de pacientes com aneurisma de aorta abdominal foram analisados do banco de dados EUROSTAR. Os pacientes foram submetidos ao EVAR entre junho de 1996 a fevereiro de 2004 e foram estudados retrospectivamente. A probabilidade explicita da causa de morte foi registrada. O intervalo entre a operação, alta hospitalar ou intervenção secundária até a morte foi registrado. RESULTADOS: De um total de 5612 pacientes, 589 (10,5%) faleceram após o EVAR em acompanhamento total e qualquer causa de morte foi inclusa. Cento e quarenta e um pacientes (12,5%) morreram devido a causa relacionada ao aneurisma, sendo que 28 (4,8%) foram rupturas, 25 (4,2%) infecções do implante e 88 (14,9%) foram pacientes que morreram num prazo de 30 dias após o procedimento inicial (definição atualmente utilizada, também conhecido como resultado clínico a curto prazo). Além disso, 25 pacientes faleceram após 30 dias, mas continuavam ainda hospitalizados (ou transferidos a home-care para reavaliação posterior...

Tratamento cirúrgico dos aneurismas da aorta abdominal: existe diferença dos resultados entre homens e mulheres?

Bonamigo,Telmo Pedro; Lucas,Márcio Luís; Erling Jr.,Nilon
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.44%
OBJETIVO: Avaliar os resultados cirúrgicos após o tratamento convencional e eletivo do aneurisma da aorta abdominal, verificando se existe diferença entre homens e mulheres na mortalidade e morbidade cirúrgicas, bem como nos resultados a longo prazo. PACIENTES E MÉTODOS: Entre dezembro de 1983 e dezembro de 2003, 675 pacientes foram submetidos ao tratamento cirúrgico do aneurisma da aorta abdominal infra-renal, sendo divididos em dois grupos: homens (n = 575) e mulheres (n = 100). Os dados demográficos e aqueles relacionados ao procedimento cirúrgico, bem como os resultados perioperatórios, foram coletados pela revisão dos prontuários. Os pacientes com alta hospitalar formaram uma coorte retrospectiva, onde foram avaliadas as causas tardias de óbito e a sobrevida. RESULTADOS: A média das idades foi similar, sem diferença estatística entre mulheres e homens (68,9 ± 9,1 versus 67,4 ± 7,1 anos; P = 0,089). A presença de hipertensão arterial foi significativamente superior nas mulheres (73 versus 62,4%; P = 0,042), e a cardiopatia isquêmica e história de tabagismo foram mais freqüentes nos homens (P <0,05). A mortalidade operatória total foi de 2,8%, não havendo diferença significativa entre mulheres e homens (4 versus 2...

Fatores de morbimortalidade na cirurgia eletiva do aneurisma da aorta abdominal infra-renal: experiência de 134 casos

Carvalho,Aquiles Tadashi Ywata de; Santos,Vanessa Prado dos; Razuk Filho,Álvaro; Karakhaian,Walter; Guedes Neto,Henrique Jorge; Castelli Jr.,Valter; Caffaro,Roberto Augusto
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
126.3%
CONTEXTO: O tratamento cirúrgico convencional do aneurisma da aorta abdominal (AAA) infra-renal pode resultar em complicações graves. A fim de otimizar os resultados na evolução do tratamento, é importante que sejam identificados os pacientes predispostos a determinadas complicações e instituídas condutas preventivas. OBJETIVOS: Avaliar a taxa de mortalidade operatória precoce, analisar as complicações pós-operatórias e identificar os fatores de risco relacionados com a morbimortalidade. MÉTODO: Foram analisados 134 pacientes com AAA infra-renal submetidos a correção cirúrgica eletiva no período de fevereiro de 2001 a dezembro de 2005. RESULTADOS: A taxa de mortalidade foi de 5,2%, sendo secundária principalmente a infarto agudo de miocárdio (IAM) e isquemia mesentérica. As complicações cardíacas foram as mais freqüentes, seguidas das pulmonares e renais. A presença de diabetes melito (DM), insuficiência cardíaca congestiva (ICC), insuficiência coronariana (ICO) e cintilografia miocárdica positiva para isquemia estiveram associadas às complicações cardíacas. A idade avançada, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e a capacidade vital forçada reduzida aumentaram os riscos de atelectasia e pneumonia. História de nefropatia...

Resultados da cirurgia do aneurisma da aorta abdominal em pacientes jovens

Bonamigo,Telmo P.; Lucas,Márcio Luís; Pereira,Lígia Caon
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
126.32%
CONTEXTO: A presença de aneurisma da aorta abdominal (AAA) é rara em pacientes jovens. OBJETIVO: Avaliar os resultados da cirurgia do AAA em pacientes com idade < 50 anos. MÉTODOS: De junho de 1979 a janeiro de 2008, 946 pacientes foram operados eletivamente do AAA infrarrenal pelo primeiro autor. Desses, 13 pacientes (1,4%) tinham idade < 50 anos no momento da cirurgia. Foram analisadas as características demográficas e cirúrgicas bem como os resultados precoces e tardios da cirurgia nesses pacientes. RESULTADOS: A média de idade foi 46±3,4 anos (variando de 43 a 50 anos), sendo a maioria homens (76,9%), hipertensos (76,9%) e tabagistas (61,5%). Não ocorreu nenhum óbito perioperatório, e a morbidade cirúrgica atingiu dois pacientes (15,4%) (um paciente com infecção respiratória e outro com angina instável). O seguimento mediano foi de 85,5 meses, ocorrendo dois óbitos devido a cardiopatia isquêmica em um paciente e acidente vascular cerebral em outro, durante o seguimento. CONCLUSÃO: A cirurgia do AAA é um procedimento seguro com bons resultados a longo prazo, pois, em nosso estudo, apresentou mortalidade perioperatória nula e boa sobrevida a longo prazo.

Fatores envolvidos na migração das endopróteses em pacientes submetidos ao tratamento endovascular do aneurisma da aorta abdominal

Almeida,Marcelo José de; Yoshida,Winston Bonetti; Hafner,Ludvig; Santos,Juliana Henrique dos; Souza,Bruno Felipe; Bueno,Flávia Fagundes; Evangelista,Janaína Lopes; Schiavão,Lucas José Vaz
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
116.35%
A migração da endoprótese é complicação do tratamento endovascular definida como deslocamento da ancoragem inicial. Para avaliação da migração, verifica-se a posição da endoprótese em relação a determinada região anatômica. Considerando o aneurisma da aorta abdominal infrarrenal, a área proximal de referência consiste na origem da artéria renal mais baixa e, na região distal, situa-se nas artérias ilíacas internas. Os pacientes deverão ser monitorizados por longos períodos, a fim de serem identificadas migrações, visto que estas ocorrem normalmente após 2 anos de implante. Para evitar migrações, forças mecânicas que propiciam fixação, determinadas por características dos dispositivos e incorporação da endoprótese, devem predominar sobre forças gravitacionais e hemodinâmicas que tendem a arrastar a prótese no sentido caudal. Angulação, extensão e diâmetro do colo, além da medida transversa do saco aneurismático, são importantes aspectos morfológicos do aneurisma relacionados à migração. Com relação à técnica, não se recomenda implante de endopróteses com sobredimensionamento excessivo (> 30%), por provocar dilatação do colo do aneurisma, além de dobras e vazamentos proximais que também contribuem para a migração. Por outro lado...

Tratamento endovascular do aneurisma da aorta abdominal infrarrenal em pacientes com anatomia favorável para o procedimento: experiência inicial em um serviço universitário

Silvestre,José Manoel da Silva; Motta,Fernando; Sardinha,Wander Eduardo; Morais Filho,Domingos de; Thomazinho,Fernando; Silvestre,Guilherme da Silva; Perozin,Igor Schincariol
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
136.41%
CONTEXTO: Desde sua introdução, em 1991, o reparo endovascular do aneurisma da aorta abdominal infrarrenal tem se tornado uma alternativa atraente para o tratamento dessa doença. Avaliar nossos resultados iniciais quanto à segurança e eficácia dessa técnica nos levou à realização deste estudo. OBJETIVOS: Analisar a mortalidade perioperatória, a sobrevida tardia, as reoperações, as taxas de perviedade e o comportamento do saco aneurismático em pacientes com anatomia favorável para a realização do procedimento. MÉTODOS: Trata-se de um estudo longitudinal, observacional e retrospectivo realizado entre outubro de 2004 e janeiro de 2009 com 41 pacientes que foram submetidos à correção endovascular do aneurisma de aorta abdominal infrarrenal por apresentarem anatomia favorável para o procedimento. Foram analisados os achados dos exames diagnósticos, o tratamento e o seguimento em todos os pacientes. RESULTADOS: Foram implantadas, com sucesso, 31 (75,6%) próteses bifurcadas e 10 (24,5%) monoilíacas, de 5 diferentes marcas. O diâmetro médio dos aneurismas fusiformes era de 62 mm. A mortalidade perioperatória foi de 4,8% e a sobrevida tardia, 90,2%. Durante o acompanhamento médio de 30 meses, 2 (4,8%) pacientes necessitaram de reintervenção...

Aneurisma da aorta abdominal infrarrenal: importância do rastreamento em hospitais do Sistema Único de Saúde na região metropolitana de Salvador - Bahia

Carvalho,Aquiles Tadashi Ywata de; Santos,Aleksandro de Jesus; Gomes,Carlos Alberto Pereira; Martins,Marcos Luis; Santos,Vanessa Prado dos; Rubeiz,Roberto Pastor; Queiroz,Marcio Oliveira; Caffaro,Roberto Augusto
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
126.4%
INTRODUÇÃO: O aneurisma da aorta abdominal infrarrenal (AAA) representa doença vascular que merece constante atenção, tanto para os estudos de rastreamento como de aperfeiçoamento terapêutico. Sua importância clínica se baseia na alta taxa de mortalidade que ocorre com a sua ruptura, em contraste com a baixa taxa de mortalidade descrita com a correção cirúrgica eletiva em serviços especializados. Na região metropolitana de Salvador, não se encontram dados relativos à identificação desses indivíduos. Esse fato encorajou nosso estudo. OBJETIVOS: (1) determinar a prevalência do AAA infrarrenal nos pacientes com fatores de risco; (2) identificar esses fatores de risco; e (3) a população que deve ser rotineiramente rastreada. MÉTODOS: Em estudo de rastreamento do AAA realizado pelos Serviços de Cirurgia Vascular do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) e do Hospital Geral de Camaçari (HGC) de setembro de 2008 a outubro de 2009, foram selecionados 1350 indivíduos com 50 anos ou mais que apresentavam fatores de risco para o aneurisma da aorta. A triagem incluiu o preenchimento de protocolo e a realização de ultrassom doppler colorido. RESULTADOS: A prevalência do AAA infrarrenal nesta amostra foi 3,9%. Os fatores de risco mais frequentemente associados foram: média de idade de 72 anos...

Tratamento endovascular dos aneurismas da aorta abdominal com anatomia complexa: resultados preliminares com a segunda geração de endoprótese com arcabouço metálico circular

Metzger,Patrick Bastos; Novero,Eduardo Rafael; Rossi,Fabio Henrique; Moreira,Samuel Martins; Barbato,Heraldo Antônio; Izukawa,Nilo Mitsuru; Marco,Vanessa Luciene Abreu de; Cano,Manoel Nicolas; Kambara,Antonio Massamitsu
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.54%
INTRODUÇÃO: O tratamento endovascular dos aneurismas da aorta abdominal tem revolucionado o tratamento dessa afecção, em decorrência das baixas taxas de morbidade e mortalidade. Apesar dos avanços tecnológicos ocorridos nas endopróteses, ainda existem limitações anatômicas para o emprego da técnica. Este estudo teve por objetivo avaliar os resultados imediatos do tratamento de pacientes portadores de aneurisma da aorta abdominal com anatomia complexa com uma endoprótese de segunda geração. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo, não-randomizado, realizado em um único centro, em uma série de pacientes submetidos a tratamento endovascular de aneurismas da aorta abdominal infrarrenais complexos, com prótese com arcabouço metálico disposta em anéis (Anaconda™ - Vascutek, Terumo, Inchinnan, Escócia). Foram avaliados as características clínicas e angiográficas, o sucesso técnico, o sucesso terapêutico, a morbidade e a mortalidade, e a taxa de reintervenção perioperatória. RESULTADOS: Foram analisados, no período de fevereiro de 2010 a dezembro de 2011, 108 pacientes consecutivos portadores de aneurisma da aorta, dos quais 16 eram portadores de aneurisma da aorta abdominal com anatomia complexa tratados com a prótese Anaconda™. A média de idade foi de 76 + 7 anos e 75% eram do sexo masculino. Houve sucesso técnico em 94% e êxito terapêutico em 75% dos casos. Ocorreu um óbito no pós-operatório. As complicações perioperatórias mais prevalentes foram sangramento da ferida operatória (2/16) e embolia periférica (2/16). Foram necessárias reintervenções em 12...

A ecografia vascular com doppler na avaliação pós-operatória do tratamento endovascular do aneurisma da aorta abdominal

França, Graciliano José
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
126.35%
Resumo: O diagnóstico do aneurisma da aorta abdominal (AAA) em geral ocorre incidentalmente, e o tratamento cirúrgico, quando indicado, pode ser aberto ou endovascular. Na cirurgia endovascular há a necessidade de seguimento pós operatório com angiotomografias seriadas para fazer o diagnóstico de possíveis complicações como os vazamentos. Devido as desvantagens da angiotomografia e das potencialidades da ecografia vascular, protocolos de seguimento alternativos incluindo os dois métodos tem sido estudados. O objetivo do presente trabalho é determinar os índices de validade da ecografia vascular com Doppler, e sua correlação com a angiotomografia, na avaliação pós-operatória de pacientes submetidos ao tratamento endovascular eletivo do AAA. Foram avaliados 33 pacientes (30 homens e 3 mulheres) com uma média de idade de 73 +- 6,9 anos, totalizando 50 exames de ecografia vascular e angiotomografia comparados, sendo que cada paciente realizou de 1 a 4 exames comparativos. O estudo foi prospectivo e a interpretação dos exames foi cega para ambos os exames, inclusive nos pacientes com mais de um exame pareado. Foram avaliados três itens em ambos os exames: a presença ou não de vazamento, o fluxo no segmento aorto-ilíaco e o diâmetro máximo do aneurisma. Os resultados foram analisados estatisticamente através de três métodos: a análise de validade...

Resultado do tratamento operatório do aneurisma da aorta abdominal roto contido crônico: estudo caso-controle; Outcome after surgical repair of sealed rupture abdominal aortic aneurysms: a case-control study

Bonamigo, Telmo Pedro; Becker, Monica; Weber, Elton Luiz Schmidt; Bianco, Cláudia; Miranda Jr, Fausto; Figueiredo, Luiz Francisco Poli de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
126.64%
OBJETIVO: Estabelecer, através de um estudo caso-controle, a mortalidade precoce e sobrevida a longo prazo após o tratamento cirúrgico do aneurisma da aorta abdominal roto contido crônico comparada aos respectivos controles, submetidos ao reparo do aneurisma da aorta abdominal não roto, operado eletivamente. PACIENTES E MÉTODO: De Janeiro de 1992 a Dezembro de 2002, 465 pacientes foram submetidos ao reparo de aneurismas da aorta abdominal. Destes, 13 eram aneurisma da aorta abdominal roto contido crônico (2,8%), que foram comparados a 26 controles nos quais a correção eletiva do aneurisma ocorreu imediatamente antes e após a correção do aneurisma da aorta abdominal roto contido crônico. RESULTADO: Não houve diferença entre os grupos com relação a idade, sexo, fatores de risco para aterosclerose, doenças associadas e cardiopatia isquêmica. Pacientes com aneurisma da aorta abdominal roto contido crônico apresentaram maior incidência de dor lombar (92,3% versus 3,9%; p; OBJECTIVE: To establish, in a case-control study, the early mortality and long-term survival after surgical correction of sealed rupture abdominal aortic aneurysm, compared to controls who underwent standard, nonruptured abdominal aortic aneurysm repair. PATIENTS AND METHODS: From January 1992 to December 2002...