Página 1 dos resultados de 551 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Influência do déficit hídrico no crescimento, acúmulo de carboidratos de reserva e na anatomia e ultra-estrutura do rizoma de Costus arabicus L. (Costaceae, Monocotiledoneae); Effect of water deficit on growth, accumulation of reserve carbohydrates and anatomy and ultrastructure of the rhizome of Costus arabicus L. (Costaceae, Monocotyledoneae)

Costa, Vanessa Pires da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.55%
Costus arabicus L. é uma espécie herbácea, nativa da Mata Atlântica, conhecida popularmente como costus, canela-de-ema, cana-do-brejo, cana-de-macaco e gengibre-espiral, que é comumente utilizada como planta ornamental e na medicina popular. O órgão subterrâneo (rizoma) dessa espécie acumula amido como principal carboidrato de reserva. O estresse hídrico por falta de água é um dos fatores ambientais mais importantes que podem regular o crescimento e desenvolvimento das plantas, limitando sua produção e levando também a alterações nas características fisiológicas, bioquímicas e anatômicas. Desse modo, a deficiência hídrica destaca-se como fator adverso ao crescimento e à produção vegetal por alterar a eficiência com que os fotoassimilados são convertidos para o crescimento e desenvolvimento das plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do déficit hídrico no crescimento e acúmulo de carboidratos de reserva em plantas de Costus arabicus L., assim como na anatomia e ultra-estrutura do rizoma. O déficit hídrico foi imposto às plantas em duas épocas diferentes (inverno e verão) através dos seguintes tratamentos: plantas irrigadas diariamente (controle) e irrigadas a cada 7 (7d) e 15 dias (15d). Foram avaliados a umidade do solo...

Anatomia vegetal aplicada ao estudo de sistemas androgênicos in vitro

Rodrigues, Lia Rosane; Oliveira, Joao Marcelo Santos de; Mariath, Jorge Ernesto de Araujo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
(Anatomia Vegetal Aplicada ao Estudo de Sistemas Androgênicos In Vitro) – Por meio do cultivo in vitro de anteras ou de gametófitos isolados de algumas espécies vegetais, é possível interromper o desenvolvimento microgametofítico e acionar divisões celulares atípicas, as quais podem originar esporófitos com a mesma constituição genética do gametófito e com variados níveis de ploidia, caracterizando a ocorrência da androgênese. Estudos histológicos têm contribuído para a compreensão dos eventos morfogênicos nesta transição direta gametófitoesporófito, que, freqüentemente, envolve a embriogênese. Além disso, diante da possibilidade de proliferação dos estratos parietais e do conectivo, o estudo histológico de anteras em cultivo tornou-se indispensável para a identificação dos sítios de embriogênese. Neste texto, são apresentadas observações recentes, resultantes de estudos histológicos em ambos os sistemas que visam à androgênese, indicando que, comparativamente a outras técnicas, as técnicas de análise anatômica oferecem inferências de grande confiabilidade.; (Applied Plant Anatomy to Study In Vitro Androgenic Systems) – By means of anther culture or isolated gametophyte culture, it is possible to control the microgametophytic development and to trigger atypical cell divisions that could originate sporophytes. These new sporophytes have the same genetic constitution of the gametophyte...

Caracterização anatômica e fisiológica da interação porta-enxerto/copa em videiras

Santarosa, Emiliano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.55%
A interação entre porta-enxerto e variedade copa pode interferir no equilíbrio vegetativo e produtivo da videira, afetando em alguns casos a morfologia, anatomia e fisiologia das plantas. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a interação e influência de porta-enxertos sobre o desenvolvimento vegetativo em mudas de Vitis vinifera, com ênfase em variáveis anatômicas e fisiológicas. Os experimentos foram realizados no período de 2009 a 2012, na casa de vegetação da Faculdade de Agronomia e no Laboratório de Anatomia Vegetal – UFRGS, em Porto Alegre - RS, Brasil. Utilizou-se genótipos de Paulsen 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), Mgt. 101-14 (Vitis riparia x V. rupestris) e SO4 (V. berlandieri x V. riparia) e duas variedades copa: Cabernet Sauvignon e Merlot. Avaliou-se, sem e com enxertia, variáveis de crescimento vegetativo; variáveis anatômicas do sistema vascular, como quantificação dos tecidos estruturais, frequência e diâmetro dos elementos de vaso; variáveis fisiológicas como trocas gasosas, eficiência no uso da água e carboxilação, potencial de condutividade hidráulica, conteúdo de reservas e relações nutricionais. Houve diferenças no crescimento vegetativo desde a fase de muda, sendo P1103 e SO4 mais vigorosos que o Mgt. 101-14...

Anatomia e aspectos ultra-estruturais de pulvinos de leguminosas de cerrado

Rodrigues, Tatiane Maria
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 108 f.
POR
Relevância na Pesquisa
56.56%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Botânica) - IBB; Os ajustes no posicionamento foliar em leguminosas, causados pelos pulvinos, representam um mecanismo eficiente que permite a maximização da fotossíntese em condições adversas. De um modo geral, os pulvinos de diferentes leguminosas apresentam um padrão estrutural que propicia grande flexibilidade a esta região da folha, incluindo córtex parenquimático desenvolvido com endoderme típica, sistema vascular central, reduzida lignificação de tecidos e extensiva conexão simplástica. Além disso, o conteúdo celular da endoderme parece determinar a velocidade do movimento foliar. Tradicionalmente, considera-se que a curvatura do pulvino é causada principalmente pela mudança de turgor das células corticais, as chamadas células motoras; entretanto, alguns estudos sugerem que o sistema vascular do pulvino também participa do seu funcionamento. Contudo, a maior parte das informações em literatura sobre anatomia e ultra-estrutura dos pulvinos refere-se a poucas espécies de leguminosas, sendo Mimosa pudica a mais estudada e caracterizada por movimentos foliares seismonásticos rápidos. Este trabalho descreve a estrutura do pulvino primário de nove espécies de leguminosas nativas de cerrado...

Anatomia do lenho e do carvão de espécies arbóreas do Cerrado no Estado de São Paulo, Brasil

Gonçalves, Thaís Alves Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xii, 111 f. : il. color., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciência Florestal - FCA; A Antracologia é uma ciência que se baseia na anatomia da madeira para realizar a análise e identificação de carvão vegetal. No Brasil, ela visa tradicionalmente obter dados paleoecológicos e paleoetnobotânicos, mas também conservacionistas e tecnológicos. As análises antracológicas são possíveis porque a estrutura do lenho se mantém no carvão, entretanto, variações morfométricas podem ocorrer. O presente estudo visa contribuir para um melhor entendimento do efeito da carbonização no lenho através da análise estrutural da anatomia antes e após carbonização. A escolha de espécies do cerrado deveu-se ao forte impacto que este bioma sofre pela devastação e, principalmente, pelo uso de suas espécies para a produção de carvão vegetal. A anatomia do lenho e do carvão obtido a 400ºC foram analisadas em amostras de Copaifera langsdorffii, Dalbergia violacea, Dimorphandra mollis, Stryphnodendron polyphyllum, Caryocar brasiliense, Couepia grandiflora, Tapirira guianensis, Qualea grandiflora, Vochysia tucanorum e Pouteria torta, todas provenientes do cerrado e apresentando tipos anatômicos distintos. Todos os resultados quantitativos foram comparados estatisticamente. A contração anisotrópica nos carvões foi evidenciada principalmente na redução do diâmetro tangencial dos vasos...

Morfologia, anatomia e desenvolvimento do fruto e semente de Manihot caerulescens Pohl. e M. tripartita Mull. Arg. (Euphorbiaceae)

Oliveira, Jonathas Henrique Georg de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 74 f.
POR
Relevância na Pesquisa
56.47%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Botânica) - IBB; O presente trabalho descreve os aspectos estruturais e ontogenéticos dos frutos e sementes de Manihot caerulescens Pohl. e M. tripartita Müll. Arg. (Euphorbiaceae, Crotonoideae), espécies arbustivas que ocorrem freqüentemente no cerrado sensu lato. Os objetivos deste trabalho são: descrever a morfologia, a anatomia e o desenvolvimento dos frutos e sementes de M. caerulescens e M. tripartita; identificar as estruturas relacionadas ao processo de deiscência dos frutos e à dispersão das sementes; e verificar a ocorrência de padrões estruturais comuns às espécies estudadas, comparando-as com as demais Euphorbiaceae registradas na literatura. Para tanto, foram adotados procedimentos usuais em Anatomia Vegetal. No estudo do pericarpo, foi possível o enquadramento em quatro estágios de desenvolvimento, típicos dos frutos secos: I – ovário; II – frutos bem jovens, com atividade meristemática acentuada; III – frutos jovens até seu tamanho definitivo, caracterizado pelo evidente alongamento celular; e IV – fase de amadurecimento e lignificação do estrato esclerenquimático. Verificou-se que...

Estudos anatômicos de Cyperaceae (Poales) com ênfase na anatomia Kranz

Martins, Shirley
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 129 p. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC; Foram realizados estudos anatômicos e ultraestruturais de espécies com anatomia Kranz e não Kranz, de Cyperoideae (Cyperaceae) buscando ampliar o conhecimento anatômico do grupo, uniformizar a terminologia empregada para as bainhas dos feixes vasculares, levantar homologias úteis para a taxonomia e filogenia e hipóteses sobre a origem da anatomia Kranz na família. Para tanto foram utilizadas técnicas anatômicas usuais para estudos estruturais e ultraestruturais em espécies de Cyperaceae. Através do desenvolvimento de espécies Kranz e não Kranz verifica-se a continuidade dos tecidos (endoderme e periciclo) em todos os órgãos vegetativos e a uniformização dos termos empregados para as bainhas dos feixes vasculares de folhas e escapos. Estudos ontogenéticos de espécies de Cyperaceae confirmam a ocorrência de epiderme multiestratificada nas folhas, ao invés de hipoderme, e caracterizam os quatro tipos de anatomia Kranz na família: clorociperoide, eleocaroide, fimbristiloide, rincosporoide. A análise ultraestrutural da bainha dos feixes vasculares mostra a ocorrência de padrões na estrutura dos cloroplastos para os tipos eleocaroide e rincosporoide e também para Cyperus e Pycreus no tipo clorociperoide. Foi verificada variação na ocorrência e no tipo de anatomia Kranz em Eleocharis minima...

Micromorfologia e anatomia floral das seções neotropicais de Bulbophyllum Thouars (Orchidaceae, Asparagales): considerações taxonômicas e evolutivas

Nunes, Elaine Lopes Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 211 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 2012/03433-2; Processo FAPESP: 2011/11374-3; Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC; Bulbophyllum, the largest genus within Orchidaceae, is pantropical but its greatest diversity is found in the Asian Southeast. In the Neotropics, the genus comprises 60 species, being 49 of them found in Brazil. The greatest diversity of Neotropical species is in Brazilian Southeast, in transitional areas between the Atlantic Rainforest and Cerrado Vegetation. After the advent of molecular phylogenetic trees, and analysis of morphological data, six monophyletic Neotropical Bulbophyllum sections were recognised and recircumscribed: Bulbophyllaria, Furvescens, Napelli, Micranthae, Didactyle e Xiphizusa. However, information regarding floral anatomy and micromorphology for Neotropical species are available only for the labellum of six species. In addition, information on the pollination biology is available only to eight species. Considering the recent recircumscription of this group, and the paucity of information regarding floral features and their importance to pollination in Orchidaceae, this work aimed to analyse the floral anatomy and micromorphology of 30 Neotropical species...

Morfo-anatomia foliar de três espécies reófitas arbustivas do Vale do Itajaí, Santa Catarina

Arioli, Tagiani
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xix, 103 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pos-Graduação em Biologia Vegetal.

Anatomia comparativa da folha e do ramicaule de espécies de Acianthera Scheidw., Anathallis Barb. Rodr. e Specklinia Lindl. (Pleurothallidinae - Orchidaceae)

Avi, Robson Carlos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 105 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Florianópolis, 2012.; Foram analisadas dezesseis espécies epifíticas pertencentes à subtribo Pleurothallidinae,dos gêneros Acianthera Scheidw., Anathallis Barb. Rodr. e Specklinia Lindl.:Acianthera exartculata (Barb.Rodr.) Pridgeon & M.W.Chase, A. glanduligera (Lindl.)Luer, A. luteola (Lindl.) Pridgeon & M.W.Chase, A. macropoda (Barb.Rodr.) Pridgeon& M.W.Chase, A. panduripetala (Barb.Rodr.) Pridgeon & M.W.Chase, A. pubescensLindl., A. saundersiana (Rchb.f.) Pridgeon & M.W.Chase, A. serpentula (Barb.Rodr.)F.Barros., Anathallis kleinii (Pabst) Luer, A. microgemma (Schltr. ex Hoehne) Pridgeon& M.W.Chase, A. obovata (Lindl.) Pridgeon & M.W.Chase, A. rubens (Lindl.) Pridgeon& M.W.Chase, A. sclerophylla (Lindl.) Pridgeon & M.W.Chase, Specklinia grobyi(Batem. ex Lindl.) F. Barros, S. hypnicola (Lindl.) Pridgeon & M.W.Chase, S. seriata(Lindl.) Pridgeon & M.W.Chase, com o objetivo de caracterizar a morfo-anatomia defolhas e ramicaules identificando caracteres diagnósticos que possam ser utilizados nadistinção entre os gêneros e as espécies, auxiliando futuros trabalhos de taxonomia esistemática do grupo...

Anatomia foliar de espécies do gênero Scleria (Cyperaceae)

Hoss, Kátia Arenhart
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 72 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Florianópolis, 2013.; O gênero Scleria, pertence à família Cyperaceae e suas espécies caracterizam-se por serem ervas perenes e cespitosas, que ocupam preferencialmente ambientes úmidos, podendo ser encontrados também em outros locais, como campos e matas. A delimitação do gênero Scleria tem sido muito controversa, pois assim como a maioria das espécies de Cyperaceae, a morfologia externa de seus órgãos vegetativos é muito similar, as flores são muito reduzidas e a inflorescência é difícil de interpretar. Em função disso, foi analisada a anatomia foliar de Scleria distans, S. gaertneri, S. latifolia, S. leptostachya, S. panicoides, S. plusiophylla, S. secans, S. sellowiana, S. uleana e S. variegata, coletadas no estado de Santa Catarina, com o objetivo de verificar a ocorrência de características anatômicas que possam distinguir as espécies. E ainda foi analisada a origem dos feixes invertidos que ocorrem nas folhas da espécie de S. plusiophylla. O material coletado foi processado de acordo com técnicas usuais em estudos de anatomia e ontogenia. Os caracteres anatômicos comuns às espécies são: formato de W invertido da lâmina foliar em secção transversal...

Anatomia do colmo e lâmina foliar de espécies de Paspalum L. (Poaceae: Panicoideae: Paniceae) : novos caracteres taxonômicos e proposta de uma fórmula vascular para representação dos feixes vasculares da lâmina foliar

Silva, André Luiz Henrique da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.68%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2011.; Paspalum L. é um dos mais importantes gêneros de Poaceae e tem grande interesse na ciências agrárias pela utilidade na recuperação de solos, alimentação dos povos indianos paisagismo e, principalmente, em pastagens. Suas espécies podem ser encontradas em diversos ambientes, que estão concentradas nas regiões tropicais e subtropicais da América Latina. A anatomia da lâmina foliar tem sido amplamente utilizada em estudos taxonômico de Paspalum, mas as descrições e descritores não estão padronizados e isto dificulta uma visão ampla da contribuição dos caracteres anatômicos na taxonomia do gênero. O presente estudo visa contribuir com o conhecimento da anatomia foliar e do colmo, esta última quase otalmente desconhecida para as espécies de Paspalum, com o objetivo de avaliar caractere de importância taxonômica e padronização dos descritores. Exsicata testemunha fo depositada no Herbário da Universidade de Brasília. O trabalho foi realizado no Laboratório de Anatomia Vegetal do Departamento de Botânica da Universidade de Brasília. Foram analisadas dez espécies: Paspalum atratum Swallen...

The importance of evolutionary history in studies of plant physiological ecology : examples from cerrados and forests of central Brazil; A importância da história evolutiva em estudos de ecofisiologia vegetal : exemplos dos cerrados e florestas do Brasil Central

Hoffmann, William Arthur; Franco, Augusto César
Fonte: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal Publicador: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Studies that compare physiology, anatomy, and ecology across species have offered some of the best insight into adaptation and evolutionary constraints in plants. As a result, the comparative approach has become increasingly used in studies of plant physiological ecology. The high species diversity of Brazilian biomes provides many excellent opportunities for comparative plant ecophysiology, and could be better exploited for understanding the evolution of plant form and function. In this paper we emphasize the importance of considering phylogenetic information for the design and analysis of comparative studies, relying on examples from comparisons of woody plants from cerrado and gallery (riparian) forests. The use of congeneric species pairs, each containing one cerrado species and one forest species of the same genus, greatly improves statistical power while assuring phylogenetic independence, an essential condition for inference in comparative studies. For example, in a study of seedlings of nine cerrado species and nine forest species, when we ignore phylogenetic relationships, it is not be possible to conclude that cerrado and forest species differ with regard to leaf area ratio (LAR), specific leaf area (SLA), or seedling height. If...

Inclusão de material herborizado em metacrilato para estudos de anatomia vegetal

Meira,Renata Maria Strozi Alves; Martins,Fabiano Machado
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
As técnicas usuais empregadas no processamento de materiais herborizados são limitantes porque não permitem reproduzir um laminário permanente e porque o registro dos resultados é temporário. Em estudos de anatomia aplicada à taxonomia, muitas vezes, é necessário utilizar exsicatas. Este trabalho teve como objetivo testar a utilização de metacrilato (Historesin, Leica) na preparação e inclusão de material herborizado, visando a obtenção de laminário permanente. Foram utilizadas folhas de plantas herborizadas do gênero Senecio Tourn. ex L. (Asteraceae), previamente reidratadas em H2O e armazenadas em etanol 70%. As amostras foram desidratadas em série etanólica e submetidas à (1v:1v) mistura de AE 95% e resina pura. Durante a infiltração, com resina pura, o material foi submetido a vácuo durante 72 horas. Os blocos foram cortados em micrótomo de avanço automático, com navalhas de aço descartáveis, e os cortes foram corados com azul-de-toluidina (pH 4,0). As lâminas foram montadas em Permount. O laminário permanente obtido apresentou qualidade superior à dos produzidos pelas técnicas usuais, pois foi possível obter cortes seriados, com espessura determinada. Essa técnica possibilitou otimizar a obtenção de cortes...

Inter-relações entre a anatomia vegetal e a produção vegetal

Silva,Lenir Maristela; Alquini,Yedo; Cavallet,Valdo José
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
É realizada uma revisão de literatura que procura aproximar a anatomia vegetal do contexto da produção vegetal. O principal objetivo é o de contribuir para que o professor de Botânica possa proporcionar aos alunos dos cursos de Agronomia compreensão da diversidade da organização estrutural do vegetal.

Aspectos da anatomia foliar da pimenta longa (Piper hispidinervium C.DC.) sob diferentes condições de cultivo.

SANTIAGO, E. J. A. de; PINTO, J. E. B. P.; GAVILANES, M. L.; LAMEIRA, O. A.; CONCEIÇÃO, H. E. O. da; CASTRO, E. M. de; COELHO, M. C. F.
Fonte: Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 11, p. 103, 1999. Suplemento. Publicador: Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 11, p. 103, 1999. Suplemento.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.39%
1999; Resumo apresentado no 7º Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal.

Anatomia foliar de Passiflora L. (Passifloraceae) : aspectos taxonômicos e evolutivos

Farias, Vanessa de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 60f. : il. algumas color., tabs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.56%
Orientadora : Profª. Drª. Patricia Soffiatti; Coorientadora : Profª Drª Valeria Cunha Muschner; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botânica. Defesa: Curitiba, 22/07/2014; Inclui referências; Área de concentração :Estrutura e fisiologia do Desenvolvimento Vegetal; Resumo: Passifloraceae possui 17 gêneros e cerca de 630 espécies, subdividida nas Tribos Paropsieae e Passifloreae, onde a primeira é considerada um complexo basal parafilético e a segunda, monofilética. O gênero Passiflora L., pertencente à Passifloreae, com cerca de 525 espécies, distribuídas nas regiões tropicais do Novo Mundo, Ásia e Austrália. A taxonomia de Passiflora baseia-se em diversos caracteres florais e vegetativos, apresentando uma complexa subdivisão taxonômica em subgêneros, seções e séries. Passiflora está subdividido em quatro subgêneros (Astrophea, Decaloba, Passiflora, Deidamioides). Este trabalho teve por objetivo investigar os padrões de diversificação dos caracteres anatômicos foliares em Passiflora, buscando aqueles de valor taxonômico e potenciais sinapomorfias para o grupo, dentro de um contexto filogenético, visando o entendimento de como ocorreu à evolução de alguns caracteres no gênero. Para tanto...

ANATI QUANTI: software de análises quantitativas para estudos em anatomia vegetal

Aguiar,T.V.; Sant'anna-Santos,B.F.; Azevedo,A.A.; Ferreira,R.S.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.61%
Em diversos estudos interdisciplinares em que a Anatomia Vegetal é utilizada, análises quantitativas complementares são necessárias. Geralmente, a avaliação micromorfométrica é feita manualmente e/ou utilizando programas computacionais de análise de imagens não específicos. Este trabalho teve como objetivo desenvolver um programa específico para Anatomia Vegetal quantitativa e testar sua eficiência e aceitação por usuários. A solução foi elaborada na linguagem Java, visando maior mobilidade em relação ao sistema operacional a ser usado. O software desenvolvido foi denominado ANATI QUANTI e testado pelos alunos, pesquisadores e professores do Laboratório de Anatomia Vegetal da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Todos os entrevistados receberam fotos para efetuarem medições no ANATI QUANTI e comparar com os resultados obtidos utilizando o software disponível. Os voluntários, através de questionários previamente formulados, destacaram as principais vantagens e desvantagens do programa desenvolvido em relação ao software disponível. Além de ser mais específico, simples e ágil do que o software disponível, o ANATI QUANTI é confiável, atendendo à expectativa dos entrevistados. Entretanto, há necessidade de acrescentar recursos adicionais...

Anatomia foliar e caulinar de Chamaecrista trichopoda (Caesalpinioideae) e histoquímica do nectário extrafloral

Francino,D.M.T.; Sant'Anna-Santos,B.F.; Silva,K.L.F.; Thadeo,M.; Meira,R.M.S.A.; Azevedo,A.A.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
Nectários são comuns dentre as Leguminosae, estando freqüentemente localizados nas folhas. Objetivou-se caracterizar anatomicamente o caule, a folha e o nectário extrafloral de Chamaecrista trichopoda, bem como investigar a natureza química do secretado do nectário dessa espécie. As amostras foram submetidas a testes histoquímicos e técnicas usuais em anatomia vegetal, sendo analisadas ao microscópio de luz e eletrônico de varredura. Os folíolos são anfiestomáticos e dorsiventrais, apresentando feixes vasculares colaterais com fibras associadas. Nas células da bainha do feixe é comum a ocorrência de monocristais. Tricomas tectores unisseriados e multicelulares ocorrem na lâmina foliar e no caule. O caule apresenta epiderme unisseriada, com três a quatro camadas de colênquima subepidérmico, seguido internamente por duas a três camadas de colênquima. Na camada mais interna do córtex destacam-se idioblastos cristalíferos contendo monocristais, o feixe vascular é delimitado por fibras e a medula é parenquimática. As características anatômicas foliares e caulinares corroboram os dados existentes para a subfamília Caesalpinioideae. O nectário situa-se na parte adaxial do pecíolo e apresenta coloração alaranjada...

Leaf anatomy of six species of Heliotropiaceae Schrad. from the Brazilian semi-arid region; Anatomia foliar de seis espécies de Heliotropiaceae Schrad. da região semiárida do Brasil

Tölke, Elisabeth; Universidade Estadual de Campinas; Carmello-Guerreiro, Sandra Maria; Universidade Estadual de Campinas; Miranda de Melo, José Iranildo; Universidade Estadual da Paraíba
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
66.63%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p1The family Heliotropiaceae has more than 450 species, mainly distributed in the tropics and subtropics. In Brazil, it is represented by the genera Euploca Nutt., Heliotropium L., Myriopus Small and Tournefortia L. The aim of this study was to describe the leaf anatomy of six species of Heliotropiaceae recorded in the semi-arid region of Brazil: E. polyphylla (Lehm.) J.I.M. Melo & Semir, E. procumbens (Mill.) Diane & Hilger, H. angiospermum Murray, H. curassavicum L., M. rubicundus (Salzm. ex DC.) Luebert and M. salzmannii (DC.) Diane & Hilger. Besides contributing to the knowledge of the anatomy of the representatives of the family in the Caatinga (Brazilian savannah), we also sought to determine and highlight the anatomical features adaptive to the region and to identify features with potential diagnostic value. Leaf structures were analyzed by light microscopy and scanning electron microscopy. Additional tests were also carried out to detect starch and total lipids. The morphological variation and the distribution of trichomes were the most relevant features for species diagnosis. The distribution of stomata in M. salzmannii and H. angiospermum differed from that described in other papers...