Página 1 dos resultados de 18815 itens digitais encontrados em 0.070 segundos

Reflexões sobre o estudo do desenvolvimento na perspectiva da análise do comportamento; Reflections about the study of development from the Behavior Analysis perspective

Gehm, Tauane Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
95.88%
O objetivo central dessa dissertação é realizar uma análise crítica sobre a aproximação da Análise do Comportamento (AC) ao estudo do desenvolvimento. Para tanto, foram lidos textos pertinentes à temática e, a partir disso, realizaram-se reflexões sobre a forma como a abordagem tem se apropriado e pode vir a se apropriar do que é relativo ao estudo das mudanças ontogenéticas. Dada a impossibilidade de abarcar todas as relações possíveis entre AC e desenvolvimento, alguns aspectos foram selecionados para serem trabalhados. Eles foram divididos em quatro módulos com objetivos específicos. MÓDULO I: O objetivo foi discutir a confusão histórica entre Psicologia da Infância (PI) e Psicologia do Desenvolvimento (PD), bem como a influência desse cenário sobre a proposta analítico-comportamental analisada. Sugerimos que, embora a AC apresente uma formulação teórica de desenvolvimento que transcende a infância, a grande ênfase da área recaiu sobre o estudo da criança. Apontamos a necessidade de expandir as pesquisas desenvolvimentistas a diferentes fases da vida e a diferentes espécies. MÓDULO II: O objetivo foi discutir como a Análise do Comportamento lida com a questão da direcionalidade das mudanças e analisar a utilidade de conceitos como estrutura...

Análise do comportamento e neurociências: em busca de uma possível síntese; Behavior analysis and neuroscience: in search of a possible synthesis

Alves, Diego Zilio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
95.92%
O objetivo deste trabalho foi delinear uma proposta possível de síntese entre análise do comportamento e neurociências a partir do exame de seus fundamentos teóricofilosóficos. Para tanto, o primeiro passo da pesquisa consistiu na análise do posicionamento de Skinner acerca das explicações fisiológicas do comportamento. Essa análise foi realizada tendo em vista quatro questões centrais: (a) Quais são os argumentos apresentados pelo autor para justificar a autonomia da análise do comportamento perante as neurociências? (b) Quais são as suas críticas às explicações fisiológicas? (c) Quais são os interlocutores de Skinner em suas críticas? (d) Qual é, para Skinner, a real função das neurociências na explicação do comportamento? Após a realização desse estágio, procedemos à análise dos fundamentos teórico-filosóficos das neurociências, que teve como fio condutor duas metateorias presentes na área: a metateoria cognitivista, normalmente associada à neurociência cognitiva, e a metateoria mecanicista, ligada às neurociências celular e molecular. Concluímos que, ao contrário da metateoria cognitivista, que é plenamente incompatível com o behaviorismo radical, a metateoria mecanicista apresenta estratégias de pesquisa semelhantes às da análise do comportamento. Por fim...

Categorias psicológicas ordinárias, comportamento e análise do comportamento; Ordinary psychological categories, behavior, and behavior analysis

Vieira, Filipe Lazzeri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
95.89%
Este trabalho diz respeito às três seguintes questões gerais (e que possuem certas inter-relações): (i) Qual seria o lugar do comportamento em uma análise plausível das categorias psicológicas ordinárias (tais como as emoções, os humores, as chamadas atitudes proposicionais, dentre outras)? (ii) O que é comportamento, isto é, quais são as condições que delimitam o que conta e o que não conta como tal? (iii) Seria ou não valiosa a adoção de conceitos psicológicos ordinários em análise do comportamento? Com respeito à questão (i), eu procuro: (i.1) clarificar o leque de categorias exatamente envolvidas nela, por meio da elaboração de uma taxonomia relativamente neutra dessas categorias; e (i.2) formular e apoiar uma forma de perspectiva comportamental como resposta, com base em algumas abordagens comportamentais anteriores, dentre outras. Com respeito à questão (ii), procuro: (ii.1) clarificar a noção de comportamento, elucidando suas diferentes acepções e, em especial, as fronteiras que delimitam o que conta como comportamento em uma acepção aqui relevante dela (a saber, comportamento como ocorrência de uma ação ou reação de um organismo), por meio de análise conceitual; e (ii.2) apontar dificuldades (conceituais) em várias definições de comportamento (naquela acepção específica) encontradas na literatura científica e filosófica. Com respeito à questão (iii)...

Contribuições da análise do comportamento à educação: um convite ao diálogo

Henklain,Marcelo Henrique Oliveira; Carmo,João dos Santos
Fonte: Fundação Carlos Chagas Publicador: Fundação Carlos Chagas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
95.82%
A despeito de dados bastante sólidos, as contribuições da Análise do Comportamento ao planejamento de condições de ensino têm sido subutilizadas. Este artigo objetiva compartilhar algumas dessas contribuições com o campo da educação. Com base em trabalhos acerca das aplicações da Análise do Comportamento para a educação, ofereceremos algumas orientações sobre aspectos relevantes envolvidos nos processos de ensino-aprendizagem aos quais os professores devem estar atentos. Dividimos as contribuições em três categorias: contribuições da filosofia behaviorista radical; descrição e aplicação de princípios do comportamento ao contexto educacional; algumas propostas sistematizadas de ensino de base comportamental. Novos estudos poderiam aprofundar a descrição das contribuições comportamentais à educação e destacar essas contribuições por áreas.

Sobre a observação enquanto procedimento metodológico na análise do comportamento: positivismo lógico, operacionismo e behaviorismo radical

Dittrich,Alexandre; Strapasson,Bruno Angelo; Silveira,Jocelaine Martins da; Abreu,Paulo Roberto
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
95.8%
A Análise do Comportamento adota duas posições distintas sobre a observação enquanto procedimento metodológico. Na análise experimental, tende-se a aceitar apenas a descrição de relações funcionais entre variáveis observáveis. Na análise interpretativa, contudo, relações funcionais entre variáveis observáveis e não-observáveis são inferidas. A posição da filosofia behaviorista radical sobre a questão torna-se mais clara quando examinada a partir da influência do operacionismo sobre a Psicologia, em especial nas décadas de 30 e 40. O presente artigo propõe-se a realizar tal exame, apoiando-se na literatura dedicada ao assunto e nos escritos de Skinner. Concluiu-se que a análise de eventos privados, proposta por Skinner: (1) é de natureza interpretativa; (2) refere-se, pelo menos em parte, a eventos inobserváveis publicamente; (3) lança mão, em alguma medida, da introspecção enquanto método; (4) lança mão, em alguma medida, de inferências sobre o mundo privado do outro.

Análise do comportamento no Brasil

Todorov,João Claudio; Hanna,Elenice S.
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.85%
O behaviorismo é uma filosofia da ciência preocupada com o tema e métodos da psicologia. Análise docomportamento não é uma área da psicologia, mas uma maneira de estudar o objeto da psicologia. No Brasil, a análise do comportamento começou com a vinda de Fred S. Keller para a Universidade de São Paulo e Universidade de Brasília nos anos 60. O Brasil é hoje o maior centro de análise do comportamento depois dos Estados Unidos e seus pesquisadores publicam nos melhores periódicos nacionais e internacionais. Os brasileiros pioneiros da análise do comportamento são responsáveis pelo reconhecimento da psicologia como profissão, pela fundação dos primeiros laboratórios no país e pela criação do Conselho de Psicologia e da Sociedade Brasileira de Psicologia.

Fronteiras entre análise do comportamento e fisiologia: Skinner e a temática dos eventos privados

Tourinho,Emmanuel Zagury; Teixeira,Eveny da Rocha; Maciel,Josiane Miranda
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
105.89%
O presente estudo examinou referências de B. F. Skinner à fisiologia em textos sobre eventos privados, com o objetivo de identificar elementos para uma demarcação mais precisa das relações entre análise do comportamento e fisiologia. As contribuições de Skinner naquela direção foram categorizadas em seis temas: a) variáveis biológicas como constitutivas, mas não definidoras do fenômeno comportamental privado; b) autonomia do recorte analítico-comportamental diante dos fatos biológicos/fisiológicos; c) limites de controle do comportamento por eventos internos/fisiológicos; d) comportamento privado como comportamento do organismo como um todo; e) distinção entre contato privilegiado e conhecimento privilegiado; e f) preservação do recorte analítico-comportamental em situação de análise aplicada do comportamento. As proposições correspondentes às categorias descritas são apontadas como originais na definição do campo de uma ciência do comportamento e capazes de orientar coerentemente a demarcação das fronteiras entre análise do comportamento e fisiologia enquanto disciplinas independentes e complementares.

Dimensão aplicada na análise do comportamento

Canaan-Oliveira,Silvia
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
105.82%
O presente estudo teve como objetivo examinar a lógica do uso do termo "aplicada" na Análise do Comportamento a partir de elementos identificados na literatura desta área e na linguagem cotidiana. As concepções de aplicação encontradas foram categorizadas em três grupos: a) aplicação enquanto prestação de serviço que leva a discussão para o continuum prestação de serviço X pesquisa, assemelhando-se à forma como o termo "aplicada" é utilizado na linguagem cotidiana, b) aplicação enquanto uma forma de pesquisa que revela uma revisão do conceito de aplicação na linguagem cotidiana e sua estensão para atividades científicas, direcionando a discussão para o continuum pesquisa básica x pesquisa aplicada e c) aplicação enquanto atividade simultânea de pesquisa e prestação de serviço que sinaliza o caráter complementar destas atividades. Portanto, existem tradições coexistentes na Análise do Comportamento que apoiam diferentes usos do termo "aplicada".

Análise experimental do comportamento e sociedade: um novo foco de estudo

Todorov,João Claudio; Moreira,Maísa
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
95.83%
O estudo do comportamento em sociedades foi relegado por quase 50 anos, apesar das reiteradas propostas de Skinner considerando sua importância. No ano de 1980, Sigrid Glenn criou o conceito de metacontingência que contribui como uma importante ferramenta para a descrição e análise do comportamento social. Neste artigo são apresentados alguns estudos envolvendo metacontingências e discute-se o papel do analista do comportamento no desenvolvimento de temas que abordam questões sociais, incluindo análise e modificação de práticas culturais.

Da Aplysia à constituição: evolução de conceitos na análise do comportamento

Todorov,João Claudio
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
105.84%
Objetivou-se apresentar a evolução de conceitos na análise do comportamento, especialmente nos trabalhos de Skinner, desde a definição do conceito de operante, de contingência de reforço, até os processos de seleção por conseqüências, seguindo o desenvolvimento de uma linguagem teórica que abarca desde o comportamento de moluscos até o texto da Constituição, enquanto metacontingência. Os trabalhos iniciais de Skinner usavam a linguagem desenvolvida por Pavlov no estudo de reflexos condicionados para abranger todo o comportamento. De sua dissertação de doutorado até os trabalhos publicados nos anos 1980, Skinner evoluiu e com ele toda a análise do comportamento, que hoje usa a mesma linguagem mais sofisticada para abordar temas complexos como práticas culturais e a sobrevivência de culturas.

O sistema ético skinneriano e conseqüências para a prática dos analistas do comportamento

Dittrich,Alexandre; Abib,José Antônio Damásio
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
95.8%
Este artigo visa, a partir de uma análise crítica do sistema ético skinneriano, a apontar algumas das conseqüências deste sistema para a prática dos analistas do comportamento. Utiliza-se como fonte privilegiada de argumentação o próprio texto skinneriano e suas categorias conceituais. O texto delineia, inicialmente, a relação entre o sistema ético skinneriano e o modelo de seleção por conseqüências, analisando, em seguida, os aspectos descritivo e prescritivo daquele sistema. Por fim, as implicações dessas considerações para o exercício profissional da análise do comportamento são abordadas. Destaca-se o papel do analista enquanto agente político, e a necessidade de desenvolver práticas colaborativas para lidar com possíveis tensões entre o sistema ético do behaviorismo radical e os valores daqueles com quem o analista trabalha.

A análise do comportamento e as proposições da construção social do conhecimento

Borloti,Elizeu Batista; Trindade,Zeidi Araujo
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2000 PT
Relevância na Pesquisa
95.84%
Atualmente há um grande interesse dos psicólogos em analisar a construção social do conhecimento, sempre a partir de uma perspectiva psicossocial. Os psicólogos comportamentais, influenciados pelo pensamento skinneriano, têm dado a sua contribuição. Este trabalho apresenta algumas das proposições da Análise do Comportamento acerca do conhecimento socialmente construído, discutindo as direções apontadas na análise do "conhecer socialmente" e as implicações desta análise para uma integração entre analistas de comportamento e psicólogos sociais.

Métodos de pesquisa em análise do comportamento

Andery,Maria Amalia Pie Abib
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.85%
Apresenta-se neste artigo a discussão sobre o status da análise do comportamento como disciplina científica, bem como sua relação com outras ciências e as implicações desta discussão para a caracterização dos métodos de pesquisa em análise do comportamento. Várias classificações dos métodos de pesquisa são apresentadas, com destaque para o método experimental, tendo em vista seu papel na construção da disciplina. Os supostos e as principais características dos delineamentos de sujeito único são apresentados. E, por fim, são brevemente discutidas algumas questões que se originam da interação e aparente confronto entre conceituação e prática de pesquisa em análise do comportamento, tais como: reversibilidade comportamental, variabilidade comportamental, procedimentos de tentativa e procedimentos de operante livre, análise molecular e análise molar, tratamento estatístico e quantificação, pesquisa experimental com humanos.

Habilidades numéricas básicas: algumas contribuições da análise do comportamento

Lorena,Angela Bernardo de; Castro-Caneguim,Janaina de Fátima; Carmo,João dos Santos
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
105.83%
Diversos estudos investigaram as habilidades numéricas básicas na espécie humana, tanto as de origem filogenética quanto as aprendidas a partir das experiências culturais. O papel dessas habilidades na aquisição e desenvolvimento de repertórios matemáticos complexos foi destacado nessas pesquisas. O objetivo deste artigo foi oferecer alguns dados fundamentais sobre aquisição de habilidades numéricas básicas, discutindo-os a partir do referencial da Análise do Comportamento. O estudo é uma revisão ampla da literatura e parte da descrição de dados externos às pesquisas comportamentais, abrangendo senso numérico, subitização e contagem, buscando-se chegar à proposta de comportamento conceitual numérico. Também foram selecionados e descritos os principais trabalhos sobre essas habilidades a partir da Análise do Comportamento. Ao final, implicações para pesquisas e aplicações em ambientes educacionais são oferecidas.

Análise do comportamento e a habilidade de leitura: um levantamento crítico de artigos do JABA

Mauad,Luiza Cristina; Guedes,Maria do Carmo; Azzi,Roberta Gurgel
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
105.84%
O presente trabalho pretendeu, por meio de uma análise de revisão de artigos sobre habilidade de leitura no ensino regular no Journal of Applied Behavior Analysis - JABA nos anos de 1968 a 2002, identificar as formas de atuação propostas pela Análise do Comportamento para ensinar ou remediar esta habilidade. Montando-se um banco de dados de artigos encontrados e utilizando-se palavras-chave que nortearam a busca na web site do periódico, foi possível identificar os delineamentos experimentais utilizados nas intervenções, as variáveis experimentais manipuladas pelo experimentador, as variáveis de observação que foram tanto um comportamento apresentado pelo sujeito quanto uma modificação ambiental expressando esse comportamento, os tipos de reforçadores empregados e o objetivo de cada intervenção. O espectro das variáveis analisadas indicou múltiplas possibilidades interventivas que podem ser aplicadas em uma sala de aula do ensino regular de leitura aumentando a performance do aluno nesta habilidade. Na condição de prática do professor em procedimentos operantes pode ser possível aumentar a performance de ler do aluno e os procedimentos de tutoria apresentados mostraram-se como alternativa efetiva para classes numerosas...

Análise do comportamento e sociedade: implicações para uma ciência dos valores

Bogo,Anne Carolynne; Laurenti,Carolina
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
95.89%
O behaviorismo radical tem sido alvo de muitas críticas, principalmente no que se refere às questões éticas. A despeito dessas críticas, Skinner considera a análise do comportamento uma ciência dos valores, discutindo a moralidade em termos de comportamento moral. Entretanto, a afirmação de que a análise do comportamento é uma ciência dos valores pode ter consequências sociais distintas a depender do modelo de ciência adotado como pressuposto. O debate científico contemporâneo trata da crise do modelo moderno de ciência e do surgimento de outro: o modelo pós-moderno. Uma das diferenças entre essas duas propostas científicas refere-se à relação entre ciência e sociedade. Considerando esses aspectos, o objetivo deste trabalho é discutir qual modelo de ciência, moderno ou pós-moderno, norteia a assertiva skinneriana que declara a análise do comportamento uma ciência dos valores. Para tanto, serão apresentadas, inicialmente, algumas concepções tradicionais de explicação do comportamento moral e as principais críticas que Skinner dirige a elas. Em seguida, o sistema ético skinneriano será analisado, juntamente às questões sociais envolvidas na prática do analista do comportamento. E, por fim, discutir-se-á como cada modelo de ciência pode subsidiar práticas de intervenção diferentes...

Análise do comportamento e do processo de decisão de compra do cliente organizacional

Sousa, Paulino de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
95.86%
Dissertação de mestrado em Engenharia e Gestão Industrial; A globalização e massificação dos mercados contribuíram significativamente para um aumento da competitividade nos negócios à escala mundial. Esta conjetura conduz à necessidade da aplicação de novas abordagens organizacionais que permitam criar mais valor para o produto ou serviço. O marketing tem vindo a assumir uma função importante nas organizações, desempenhando um papel determinante na obtenção de um nível de eficiência e eficácia fundamental. Integrando todas as funções organizacionais, o marketing visa conhecer os clientes e as suas necessidades, apresentando soluções inovadoras para esses problemas e comunicando‐as a um mercado alvo cuidadosamente definido. O estudo do comportamento do consumidor visa compreender como as pessoas, os grupos e as organizações selecionam, compram, utilizam e rejeitam produtos, serviços, ideias e experiências, com o fim de satisfazer as suas necessidades e desejos. Analisar e compreender o processo de decisão de compra dos clientes ou consumidores permite desenvolver ações específicas para aumentar o grau de resposta e de influência na decisão. De um modo geral, os processos de decisão dos compradores organizacionais são complexos...

Fracasso do modelo punitivo e coercitivo aplicado ao sistema penal: contribuições da criminologia crítica e da análise do comportamento

Santos, Laianny Bueno dos
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
95.88%
O elevado índice de encarceramento no Brasil evidencia a urgência de se repensar o modelo punitivo adotado pelo sistema penal. É uma questão social que já está em debate no círculo acadêmico e preocupa não apenas antropólogos, sociólogos e estudantes e profissionais do direito, mas também a psicologia. Utilizando-se do método qualitativo de pesquisa bibliográfica, o presente trabalho pretende debater, com auxílio da Criminologia Crítica e da Análise do Comportamento, o fracasso do modelo punitivo no sistema penal, uma vez que as punições acabam produzindo uma sobrepena para àqueles/as que estão cumprindo medida privativa de liberdade. A Criminologia Crítica estuda o fenômeno da criminalidade a partir do modelo da punição e a Análise do Comportamento estuda o comportamento humano a partir dos processos de interação e seleção. O desenvolvimento desse trabalho ancorou-se nas concepções críticas de Foucault aos meios punitivos e coercitivos adotados pelo modelo de segurança pública e de Sidman, que também compartilha dessa crítica à coerção, além de recorrer ao conceito de metacontingência como unidade de análise em âmbito social. A articulação destas perspectivas insere no cenário penal uma crítica ao modelo punitivo vigente e levanta a possibilidade de uma proposta de uma análise crítica deste modelo a partir das contribuições da Análise do Comportamento.; Psicologia

Métodos de pesquisa em análise do comportamento; Métodos de investigación en Análisis del Comportamiento; Research methods in behavior analysis; Méthodes de recherche en analyse du comportement

Andery, Maria Amalia Pie Abib
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
95.85%
Apresenta-se neste artigo a discussão sobre o status da análise do comportamento como disciplina científica, bem como sua relação com outras ciências e as implicações desta discussão para a caracterização dos métodos de pesquisa em análise do comportamento. Várias classificações dos métodos de pesquisa são apresentadas, com destaque para o método experimental, tendo em vista seu papel na construção da disciplina. Os supostos e as principais características dos delineamentos de sujeito único são apresentados. E, por fim, são brevemente discutidas algumas questões que se originam da interação e aparente confronto entre conceituação e prática de pesquisa em análise do comportamento, tais como: reversibilidade comportamental, variabilidade comportamental, procedimentos de tentativa e procedimentos de operante livre, análise molecular e análise molar, tratamento estatístico e quantificação, pesquisa experimental com humanos.; Este artículo presenta una discusión sobre el estatus del Análisis del Comportamiento como disciplina científica, así como su relación con otras ciencias y las implicaciones de esta discusión para la caracterización de los métodos de investigación en Análisis del Comportamiento. Se presentan varias clasificaciones de los métodos de investigación...

Possibilities of Conceptual/Philosophical Investigation in Behavior Analysis; Possibilidades da Investigação Conceitual/Filosófica na Análise do Comportamento

Dittrich, Alexandre; Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
95.84%
Enquanto campo de investigação científica, a análise do comportamento é tradicionalmente caracterizada por uma divisão tripartite, que contempla análises conceituais/filosóficas, análises experimentais e análises aplicadas. O objetivo desse artigo é identificar e caracterizar as principais possibilidades de investigação no domínio das análises conceituais/filosóficas. A interpretação, definida como a extensão de princípios da análise do comportamento para a compreensão de relações comportamentais fora do âmbito experimental, é apresentada como um procedimento básico da análise conceitual/filosófica, em todas as suas modalidades. As possibilidades de investigação identificadas neste domínio são as seguintes: (1) sugerir à comunidade dos analistas do comportamento a adoção de certas posições epistemológicas e éticas consideradas coerentes e úteis; (2) dialogar com outras tradições de pensamento filosófico e científico (ou com autores específicos dentro dessas tradições); (3) ampliar o poder de compreensão e intervenção (experimental ou aplicada) da análise do comportamento sobre certos fenômenos comportamentais. Por fim...