Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Substitui????o da farinha de peixe por concentrado prot??ico de soja e farinha de flocos microbianos em ra????es para Litopenaeus vannamei

Bauer, William
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.42%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s???Gradua????o em Aq??icultura, Instituto de Oceanografia, 2011.; Como resultado da estagna????o das pescarias industriais, a aquacultura surge como uma alternativa ao setor pesqueiro. Por??m, a alta depend??ncia da farinha de peixe utilizada como principal fonte prot??ica nas ra????es de muitas esp??cies na aquacultura, mostra que a press??o sobre os estoques de pequenos peixes pel??gicos continua alta. Al??m disso, a produ????o de farinha de peixe se mant??m estabilizada nas ??ltimas d??cadas, com os pre??os variando de acordo com a oferta e procura. Assim, muitos esfor??os t??m sido direcionados na busca por ingredientes prot??icos alternativos mais baratos e mais dispon??veis para o uso em ra????es, como ?? o caso dos produtos de base vegetal e dos subprodutos da pecu??ria e da avicultura. O farelo de soja oferece uma fonte econ??mica e nutricionalmente vi??vel de prote??na, por??m fatores antinutricionais, baixa palatabilidade e defici??ncia de amino??cidos e ??cidos graxos essenciais podem limitar sua utiliza????o em ra????es para L. vannamei. Por outro lado, o concentrado prot??ico de soja (CPS) apresenta caracter??sticas superiores ao farelo, como razo??vel perfil de amino??cidos...

Redu??o da prote?na bruta da ra??o de frangos de corte tipo caipira; Reducing dietary crude protein broiler type redneck

Ferreira, C?tia Borges
Fonte: UFVJM Publicador: UFVJM
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Objetivou-se, com este trabalho, avaliar a redu??o dos n?veis de prote?na bruta (PB) e a suplementa??o de amino?cidos industriais para frangos de corte, tipo caipira, a fim de determinar suas exig?ncias para este nutriente. Foram realizados quatro ensaios, abrangendo as fases iniciais (um a 21 dias), crescimento I (22 a 42 dias), crescimento II (43 a 56 dias) e final (57 a 70 dias). Em cada ensaio, 630 machos de linhagem Colonial com idade correspondente ? fase de cria??o foram alojadas nas instala??es experimentais constitu?das por 30 boxes e piquetes. Todos os boxes dispunham de ?rea coberta e ?rea de pastejo. O delineamento utilizado foi inteiramente casualisado, com cinco tratamentos e seis repeti??es de 21 aves cada. Os n?veis de redu??o da PB avaliados foram: 21,5; 21,0; 20,5; 20,0 e 19,5% (fase inicial); 19,0; 18,5; 18,0; 17,5 e 17% (fase crescimento I); 17,5; 17,00; 16,5; 16,0 e 15,5% (fase crescimento II); 17,0; 16,5; 16,0; 15,5 e 15,0% (fase final). Foram avaliadas as caracter?sticas de desempenho (ganho em peso, consumo de ra??o e convers?o alimentar), de carca?a (peso e rendimento de carca?a e de cortes nobres) e de qualidade da carne (cor, luminosidade, capacidade de reten??o de ?gua, perda de peso por cozimento e maciez objetiva). Os n?veis de PB para frangos de corte tipo caipira podem ser reduzidos para 19...

Redu??o da prote?na bruta e suplementa??o de amino?cidos das dietas na produ??o de frangos de corte; Reduction of crude protein and amino acid supplementation of diets in the production of broilers

Carvalho, H?lio Beirigo
Fonte: UFVJM Publicador: UFVJM
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.72%
Este trabalho foi realizado para avaliar o efeito da formula??o de dietas que consideram o atendimento das exig?ncias de prote?na bruta, dietas com redu??o dos valores de prote?na bruta e atendimento das exig?ncias de amino?cidos digest?veis e dietas com atendimento das exig?ncias de amino?cidos sobre os par?metros de desempenho, consumo de energia, prote?na, amino?cidos, rendimento de carca?a e cortes, empenamento e custos na produ??o de frangos de corte nas diferentes fases de cria??o. Foram realizados cinco experimentos, conduzidos no setor de Avicultura da UFVJM, no Campus JK, em Diamantina ? MG. As aves usadas nos experimentos foram todas machos, da linhagem Cobb 500. No total, foram usadas 2.430 aves e consideradas as fases de 1 a 7, 8 a 21, 22 a 35, 36 a 42 e 42 a 49 dias de idade. Em todos os experimentos, as aves foram distribu?das segundo um delineamento experimental inteiramente casualizado, com seis tratamentos (T1 ? Dieta-controle formulada de acordo com recomenda??es das Tabelas Brasileiras para aves e su?nos (2011) para atender prote?na bruta e amino?cidos digest?veis; T2 ? Dieta com 5% de redu??o da prote?na bruta da dieta-controle; T3 - Dieta com 10% de redu??o da prote?na bruta da dieta-controle; T4 - Dieta com 15% de redu??o da prote?na bruta da dieta-controle; T5 - Dieta formulada para atender as exig?ncias de amino?cidos digest?veis da dieta-controle com o valor da prote?na bruta livre; T6 - Dieta formulada para atender o valor da prote?na bruta da dieta-controle deixando livre o atendimento dos amino?cidos digest?veis. Na fase de 42 a 49 dias foram utilizadas tr?s repeti??es...