Página 1 dos resultados de 1914 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A reacção das empresas portuguesas a «ameaças» da administração fiscal: o caso dos suprimentos

Alves, Jorge; Moreira, José
Fonte: AECA Publicador: AECA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
O presente estudo discute a natureza da reacção das empresas portuguesas quando confrontadas com «ameaças» da Administração Fiscal de poderem ser objecto de auditorias tributárias. Trata o caso particular das empresas com suprimentos superiores a 25000€. Os resultados sugerem que empresas com suprimentos superiores a 25000€ reagiram ao prenúncio de uma fiscalização às suas contas, reduzindo-os para menos de 25000€, relativamente ao ano de 2005 e sobretudo nas empresas de menor dimensão. Verifica-se uma correlação negativa entre a redução dos suprimentos e o aumento de capital próprio, nomeadamente para as empresas que em 2005 aparentemente reagiram à “ameaça” de uma auditoria fiscal.

A reacção das empresas portuguesas a "ameaças" da administração fiscal: o caso dos suprimentos

Alves, Jorge; Moreira, José
Fonte: AECA Publicador: AECA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
O presente estudo discute a natureza da reacção das empresas portuguesas quando confrontadas com “ameaças” da Administração Fiscal de poderem ser objecto de auditorias tributárias. Trata o caso particular das empresas com suprimentos superiores a 25000€. Os resultados sugerem que empresas com suprimentos superiores a 25000€ reagiram ao prenúncio de uma fiscalização às suas contas, reduzindo-os para menos de 25000€, relativamente ao ano de 2005 e sobretudo nas empresas de menor dimensão. Verifica-se uma correlação negativa entre a redução dos suprimentos e o aumento de capital próprio, nomeadamente para as empresas que em 2005 aparentemente reagiram à “ameaça” de uma auditoria fiscal.

Pequenos mamíferos não-voadores do Planalto Atlântico de São Paulo: identificação, história natural e ameaças; Non-volant small mammals of the Atlantic Plateau of São Paulo: identification, natural history and threats

Rossi, Natália Fernandes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Roedores Cricetidae e Echimyidae e marsupiais Didelphidae formam o grupo dos pequenos mamíferos não-voadores das florestas neotropicais, o qual engloba boa parte da diversidade de mamíferos do Brasil, exerce papel ecológico importante na regeneração e dinâmica das florestas, e funciona como indicador de alterações da paisagem e da estrutura local dos habitats. No entanto, a identificação das espécies do grupo é difícil já que a taxonomia é baseada principalmente em caracteres cranianos e cromossômicos, muitas espécies ainda vêm sendo descritas, e faltam listas recentes para muitos biomas e regiões brasileiras. Além disso, apesar de sua importância numérica e ecológica, existe uma carência de informações, e de sínteses e compilações, sobre a diagnose, história natural, distribuição geográfica e ameaças para as espécies deste grupo. Esta dissertação apresenta uma compilação do conhecimento atualmente existente sobre os caracteres diagnósticos, distribuição, uso de habitats e respostas às alterações humanas, dieta, uso do espaço, reprodução e ameaças das espécies de pequenos mamíferos não-voadores de uma das regiões mais ricas da Mata Atlântica, o Planalto Atlântico de São Paulo...

A política pública para resposta às ameaças químicas, biológicas, radiológicas, nucleares e explosivas

Fortes, Marcelo de Azambuja
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Esta pesquisa objetiva verificar de que forma, no Brasil, as políticas públicas relacionadas às ameaças químicas, biológicas, radiológicas, nucleares e explosivas (QBRNE) contribuem para o preparo de resposta a um incidente de tal natureza. No mundo contemporâneo há uma concentração das populações nos centros urbanos, tornando-as vulneráveis a desastres químicos, biológicos, radiológicos e nucleares, os quais podem ser desencadeados por eventos adversos, intencionais ou não, resultando em grandes impactos humanos, ambientais, materiais, sociais e econômicos à nação. O terrorismo é uma das possibilidades de ocorrência de um grande desastre, utilizando-se principalmente de atentados com explosivos e podendo se valer dos efeitos dos agentes contaminantes. Então, foram pesquisadas e apresentadas políticas públicas e ações do governo federal norte-americano para o trato de ameaças QBRNE, as quais são comparadas à situação prospectada no território brasileiro, por meio da legislação, políticas públicas, orçamento, documentos e bibliografia. Diversas instituições foram avaliadas quanto ao papel a ser desempenhado em uma situação emergencial, sendo os dados tratados por análise de conteúdo e historiografia. A literatura sobre política pública é ampla...

Enfrentando as novas ameaças : estrategia e politica internacional norte-americanas no pos-guerra fria; Facing the new threats : North-american strategy and international politics in the post-cold war

Janaina Marques Storti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.28%
Com o fim da Guerra Fria os Estados Unidos se consolidam no cenário internacional como a única superpotência em termos políticos, militares e econômicos. A partir da queda do inimigo soviético, perspectivas emergem a fim de identificar quais ameaças seriam capazes de colocar em xeque a segurança nacional dos EUA. Neste período, estas novas ameaças foram definidas em duas instâncias, uma considerando as ameaças estatais, relativas aos estados hostis aos EUA bem como os estados delinqüentes os quais representavam ainda uma ameaça generalizada à segurança internacional, e a outra considerando as ameaças não estatais, focadas principalmente no terrorismo como fonte de insegurança e instabilidade internacional. Tendo isto em vista, essa dissertação analisará o documento National Security Strategy dos governos de George H. W. Bush (1989-1993), William J. Clinton (1993-2001) e George W. Bush (2001-2009) com o objetivo de compreender como este define as ameaças aos Estados Unidos, bem como estabelece prioridades estratégicas e objetivos, a fim de direcionar como as ameaças serão enfrentadas. Ao mesmo tempo, será feita uma contraposição entre a análise do documento e as ações desempenhadas pelos governos nas questões de segurança nacional; With the end of the Cold War the United States consolidate themselves in the international scenery as the only superpower in political...

O papel da Estratégia Naval decorrente das Novas Ameaças e Cenários de Crises

Cagarrinho, Elias
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Outros
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
O atual contexto internacional, complexo e marcado pela globalização, contribui para a emergência de “novas ameaças” transnacionais, de caracter global e de natureza difusa. A via marítima tem sido utilizada para o desenvolvimento de atividades criminosas e ilícitas, tais como o tráfico de armas, tecnologia, pessoas e outros produtos. Como via indispensável para enfrentar os novos desafios, tem-se vindo a desenvolver um conceito alargado de segurança e os Estados tem vindo a adotar novas estratégias e a adaptar as suas Marinhas. A nova ordem obriga a que as Marinhas consigam garantir a segurança e defesa dos interesses da comunidade internacional, muito para além do tradicional conceito de segurança das fronteiras centrado no Estado. Exemplos não faltam, como o combate a pirataria no Golfo de Adem e a influência do Poder Naval nos dois conflitos do Iraque, no Afeganistão e, mais recentemente, na Líbia. Este trabalho foca-se na forma como as Estratégias Navais se tem adaptado aos riscos e ameaças da atualidade e que se preveem para um futuro próximo. Sintetizando, poder-se-á dizer que a reação as “novas ameaças” conduziu a que a Estratégia Naval se voltasse para o litoral, onde se concentram a maioria dos riscos e ameaças...

O Conceito de Proteção da Força. Sistemas de Proteção para Carros de Combate face às Atuais Ameaças

Fonseca, Miguel
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Nesta investigação o principal objetivo prende-se em saber de que forma os sistemas e medidas de proteção implementados nos Carros de Combate, inseridos num conceito de Proteção da Força, conseguem melhorar a sua proteção face às atuais ameaças. Para isso foram utilizadas as Viaturas Blindadas de Rodas como forma de comparar os sistemas e medidas de proteção que ambos os sistemas de armas apresentam. Para se chegar a este objetivo foi utilizado o método hipotético-dedutivo utilizado para comprovar as hipóteses colocadas no início da investigação e desta forma responder aos problemas colocados através da análise documental e de entrevistas exploratórias. Assim sendo, no atual clima de operações de estabilização e de contra-insurgência, as ameaças a ter em conta têm um caráter não convencional e assimétrico e são representadas por: Minas, Mísseis anticarro, Ameaças Balísticas e Engenhos Explosivos Improvisados. A Proteção da Força consiste num conjunto de medidas essenciais que visam minimizar as vulnerabilidades de pessoal e material para a manutenção do potencial de combate e liberdade de ação de uma força. Este conceito inclui importantes princípios e componentes que devem ser aplicados permanentemente e de forma a serem também integrados nas plataformas blindadas. Para ser dada uma resposta adequada a todas as ameaças...

Os Desafios da Artilharia Antiaérea Face ao Novo Quadro de Ameaças

Fonseca, Henrique
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
A Artilharia Antiaérea Portuguesa tem vindo ao longo do tempo a perder capacidades de combater os diferentes espectros da ameaça. Essa perda de capacidades é derivada basicamente da desactualização dos nossos sistemas e equipamentos. A Artilharia Antiaérea integra na actualidade um papel de extrema importância, tendo por missão garantir a liberdade de acção às Forças Terrestres e defesa de pontos e áreas sensíveis, tanto em território nacional como fora dele,através de uma Defesa Antiaérea ajustada e eficaz. Esta defesa contempla para além da ameaça convencional uma capacidade de defender contra as ameaças emergentes que fazem parte do actual quadro de ameaças. O Trabalho de Investigação Aplicada que foi proposto, apresenta um estudo sobre a Defesa Antiaérea, especificamente da Artilharia Antiaérea, face ao actual quadro de ameaças. Sendo assim, os principais objectivos do meu trabalho visam analisar as lacunas existentes da Artilharia Antiaérea, se existirem, e adequa -la a uma defesa capaz de fazer frente ao actual quadro de ameaças, enunciado um conjunto das características e equipamentos que esta deve deter. A título metodológico recorreu-se ao método dedutivo...

Os Alvos Aéreos na Artilharia Antiaérea do Exército Português

Chora, João
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.11%
O presente Trabalho de Investigação Aplicada tem como finalidade investigar se os alvos aéreos que o Exército Português possui são os mais indicados para os nossos sistemas de armas de Artilharia Antiaérea efetuarem o seu treino, bem como analisar, face às novas ameaças aéreas, se os alvos aéreos que possuímos e utilizamos atualmente têm as capacidades para simular uma ameaça aérea atual. A elaboração deste trabalho teve lugar no Regimento de Artilharia Antiaérea Nº 1, tendo por base a consulta e análise de documentos, realização de entrevistas e relatos de experiências pessoais de diferentes militares com créditos neste domínio. Este trabalho inicia-se com o estudo do ambiente contemporâneo em que se desenrolam as operações militares e as novas ameaças aéreas que fazem parte dos fatores operacionais militares. Evidencia, também o importante papel que a defesa aérea assume, nos nossos dias, e demonstra a importância do treino operacional das unidades de Artilharia Antiaérea que culminam obrigatoriamente com o treino das suas guarnições. No decorrer da investigação identificam-se as principais características que um alvo aéreo deve possuir para garantir o treino operacional das nossas forças de Artilharia Antiaérea...

Sistemas de Armas de Artilharia Antiaérea: Atualidade e Prospetiva

Mainha, Ricardo
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.11%
Neste trabalho iremos apurar se os sistemas de armas de Artilharia Antiaérea, na sua função de proteção, estão preparados para combater as novas ameaças aéreas. Após os acontecimentos ocorridos a 11 de setembro, surgiu uma nova tipologia de ameaça aérea. O aparecimento de novas ameaças aéreas, colocou um desafio aos sistemas de armas de Artilharia Antiaérea. Esse desafio significava o desenvolvimento de novas capacidades, com o intuito de combater a ameaça aérea no seu todo. O método científico utilizado neste trabalho é o método dedutivo. Este método parte inicialmente de uma análise geral dos factos para chegar a uma análise particular. O intuito destas análises é termos factos que nos levem a chegar às conclusões. Esta investigação é baseada em documentos do Exército Português, Norte-americano, Organização do Tratado do Atlântico Norte, revistas militares nacionais e internacionais e em entrevistas. Da análise dos dados recolhidos, conclui-se que as novas ameaças aéreas requerem atualmente uma maior preocupação por parte das forças terrestres. Ao nível dos sistemas de armas de Artilharia Antiaérea, apenas quando existe combinação entre sistemas de defesa aérea de baixa altitude e de alta e média altitude...

Ciber-Guerra: Ciber-Ameaças

Bento, André
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/05/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
A nível estratégico a guerra da informação implica um domínio do ciberespaço, pois os “ciber-ataques”, vírus e cavalos de Tróia não podemser descurados. Esta forma diferente de guerra implica a adopção de uma política de segurança e defesa para o ciberespaço, pois este impôs uma nova dimensão geopolítica. A definição de uma política de segurança nacional para a área das infra-estruturas de telecomunicações é fundamental. A sua implementaçãoque visa a redução do risco, inclui iniciativas de prevenção/protecção e a atenuação dos efeitos de incidentes. A redução do risco também exige sistemas de alerta antecipado e previsão de ameaças iminentes, para cuja realização é imprescindível a cooperação internacional. No mínimo a dissuasão colabora para a redução do risco. A segurança das redes é, pois, um tema que precisa urgentemente de ser tratado de uma forma racional e usando uma linguagem simples. Dever-se-á ter em conta que tratar riscos de segurança das redes de informações apenascom soluções tecnológicas é adiar um problema. Com este trabalho pretendemos elucidar e realçar quão importante é este problema ao nível do Exército Português. Para isto foram definidos dois tipos de objectivos: Um objectivo geral e alguns objectivos específicos. Como objectivo geral...

Estudo comparativo de detectores de HPGe, NaI(TI), CdZnTe para aplicações em segurança e para resposta a ameaças nucleares e radiológicas

Marques, Luís Miguel Cabeça
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Tese de mestrado em Engenharia Física, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2011; Após ataques terroristas recentes, aumentou a preocupação internacional sobre as ameaças de índole nuclear e radiológica (NR), associadas ao tráfico ilícito não apenas de materiais nucleares e à sua possível aplicação em engenhos nucleares improvisados, mas também de outros materiais radioactivos (utilizados em aplicações na indústria, medicina e investigação) de possível aplicação em dispositivos de dispersão radiológica. Neste contexto, vários instrumentos, tratados e convenções e planos de acção internacionais foram estabelecidos e assinados na última década para reforçar a segurança e controlo de materiais nucleares e de matérias radioactivas. O presente trabalho teve como principais objectivos analisar as características dos detectores de Germânio Hiper-Puro (HPGe), de Telureto de Cádmio e Zinco (CdZnTe) e de Iodeto de Sódio activado com Tálio (NaI(Tl)) para a detecção, identificação e quantificação de radionuclídeos em cenários de ameaças NR e formular, baseado na caracterização dosimétrica da exposição dos membros das equipas de intervenção, recomendações operacionais relevantes para a resposta em situações decorrentes de ameaças ou de emergências NR. Para alcançar estes objectivos foi utilizado o programa de simulação por métodos Monte Carlo MCNP...

O Estado Falhado enquanto Espaço de Edificação do Crime Organizado Transnacional – o Caso da Guiné-Bissau

Gonçalves, Sara João e Silva de Azevedo
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
27.11%
Dissertação de Mestrado em Estratégia; A Nova Ordem Mundial é caracterizada pelo novo conceito de Segurança e de Defesa, pela Globalização e a Revolução Tecnológica, pelo aparecimento de novos actores internacionais não convencionais e pela emergência de novas ameaças transnacionais. Entre as quais se destacam, segundo a Estratégia Europeia de Segurança (EES): o Terrorismo, a Proliferação de ADM (Armas de Destruição em Massa), Conflitos Regionais, Estados Falhados e Crime Organizado. O Estado Falhado é uma ameaça transnacional que advém da proliferação de Estados que possuem estruturas estatais e económicas débeis, que não detêm o monopólio do uso da força, não sendo capazes de administrar as reformas necessárias e garantir a integridade territorial. Por seu turno, o Crime Organizado emergiu como uma das grandes ameaças à Segurança internacional provocando uma erosão dos órgãos de Soberania e de Segurança, mitigando o Estado de Direito e a ordem política interna e ameaçando o Bem-Estar social e de Direitos Humanos. Estas duas ameaças quando conjugadas protagonizam uma grande ameaça à Segurança e estabilidade internacionais, na medida em que estes Estados emergem como um espaço de edificação para as actividades do Crime Organizado como tráfico humano...

"Nova Pangeia : ameaças vindas do ciberespaço"

Curvelo, Luis Alberto de Jeseus Gaio
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Dissertação de Mestrado em Estratégia; O presente trabalho, tem como O bjeto de Estudo a “Nova Pangeia” e as “Ameaças vindas do Ciberespaço”. Tendo como ponto de partida a “Deriva Continental”, de Wegener (1975, p.88), onde se teoriza que os diversos continentes estiveram inicialmente unidos num único, a Pangea. Apesar da s eparação ocorrida, podemos verificar fenómenos que parecem contrariar esse afastamento. Se às noções, de “Aldeia Global” de Mcluhan (1962), “Pangeia 2” de Schäfer (2003, p.76) e “Regresso a Pangeia” de Rifkin (2014, p. 259) adicionarmos o ciberespaço e a interconexão por ele provocada, aproximando pessoas, apelando para a noção de construção de um território alargado, encontramos a “Nova Pangeia”. Desta forma num primeiro momento sistematiza - se a organização deste sistema, padronizando as suas principais a meaças e veículos usados para produzir dano, estabelecendo correlações entre ataques Cibernéticos e Convencionais. Posteriormente estabelecem - se correlações entre Infraestruturas Críticas Nacionais e a Nova Pangeia, analisando a sua existência, ligações e principais ameaças. Seguidamente, realiza - se uma avaliação estratégica de risco...

Estratégias para mitigação de ameaças internas

Augusto Delmas Cordeiro do Nascimento, César; José Guerra Barreto de Queiroz, Ruy (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.28%
No mundo atual, globalizado e altamente competitivo, a informação é um dos mais valiosos ativos das empresas. Nesse contexto, a segurança da informação tornou-se um motivo de preocupações constantes. Para atingir níveis confiáveis de segurança, o foco de muitas empresas tem sido investir primariamente em tecnologia e processos, esquecendo-se dos recursos humanos que necessariamente trabalharão com estas tecnologias e farão funcionar os processos. Pessoas essas que poderão, também, se tornar ameaças. Pensando nesta lacuna existente, especificamente nas pessoas como ameaças internas (insiders), o presente trabalho investigou o panorama atual e tendências para a segurança da informação. Analisou, por meio da aplicação de um questionário, os aspectos de segurança da informação, focando nas ameaças internas, de empresas públicas e privadas da cidade do Recife e circunvizinhança (denominada, no presente trabalho, Grande Recife) onde foi possível constatar que, de uma forma geral, a segurança da informação tem um baixo nível de maturidade, não está alinhada ao negócio, exerce um papel simplório e visa à proteção para as ameaças externas. Neste ambiente vulnerável, percebeu-se a participação ativa das ameaças internas. Existindo uma situação mais precária no setor público. Finalizando...

Estratégias para mitigação de ameaças internas

Dias Alencar, Gliner; José Guerra Barreto de Queiroz, Ruy (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.28%
No mundo atual, globalizado e altamente competitivo, a informação é um dos mais valiosos ativos das empresas. Nesse contexto, a segurança da informação tornou-se um motivo de preocupações constantes. Para atingir níveis confiáveis de segurança, o foco de muitas empresas tem sido investir primariamente em tecnologia e processos, esquecendo-se dos recursos humanos que necessariamente trabalharão com estas tecnologias e farão funcionar os processos. Pessoas essas que poderão, também, se tornar ameaças. Pensando nesta lacuna existente, especificamente nas pessoas como ameaças internas (insiders), o presente trabalho investigou o panorama atual e tendências para a segurança da informação. Analisou, por meio da aplicação de um questionário, os aspectos de segurança da informação, focando nas ameaças internas, de empresas públicas e privadas da cidade do Recife e circunvizinhança (denominada, no presente trabalho, Grande Recife) onde foi possível constatar que, de uma forma geral, a segurança da informação tem um baixo nível de maturidade, não está alinhada ao negócio, exerce um papel simplório e visa à proteção para as ameaças externas. Neste ambiente vulnerável, percebeu-se a participação ativa das ameaças internas. Existindo uma situação mais precária no setor público. Finalizando...

Sobrevivência da Artilharia de Campanha: As Táticas, Técnicas e Procedimentos que garantem a Sobrevivência da Artilharia de Campanha face às Novas Ameaças

Santana, Ricardo
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
A presente investigação é subordinada ao tema “A Sobrevivência da Artilharia de Campanha (AC) - As Táticas, Técnicas e Procedimentos (TTP) que garantem a Sobrevivência da AC face às Novas Ameaças”, e tem como objetivo geral identificar quais as TTP que, face à nova génese de ameaças, garantem a sobrevivência da AC. De modo a alcançar este objetivo geral foram criados quatro objetivos específicos. O primeiro, que consistiu na caracterização dos Temas de Campanha em que a AC atua, o segundo, onde se identificou quais as principais ameaças para cada Tema de Campanha, em terceiro lugar identificaram-se as TTP empregues pela Bateria de Bocas de Fogo para contrariar estas ameaças e, por último, analisou-se, através de análises SWOT e confrontação de inquéritos, quais as TTP que realmente garantem a Sobrevivência da AC. No decorrer desta investigação, foi utilizado o método indutivo que permitiu partir de observações mais específicas, como é o caso de certas TTP empregues para reagir a certas ameaças, para generalizações e observações gerais, como é exemplo a identificação de oportunidades gerais e conclusões mais amplas. Foi possível chegar à conclusão que existiam TTP que já se encontravam algo desatualizadas...

Ameaças Difusas nos Espaços Marítimos sob Jurisdição Nacional. A Autoridade Marítima no Quadro Constitucional da Intervenção dos Órgãos de Estado

Diogo, Luis
Fonte: Instituto da Defesa Nacional Publicador: Instituto da Defesa Nacional
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
Os novos perfis das ameaças e a transfiguração dos modelos de terrorismo, o mais das vezes indetectáveis e imprevisíveis, vêm impondo aos Estados e às organizações internacionais a necessidade de assumirem novos e mais eficazes formatos de cooperação reforçada e de redes de informação. Na conjuntura geopolítica actual, não só pela enorme peculiaridade das actividades e transportes marítimos, mas sobretudo pelo específico enquadramento jurídico internacional dos espaços marítimos, dos quais resulta, irrefutavelmente, alguma incapacidade de controlo, os Estados costeiros são confrontados com fragilidades acrescidas no exercício da autoridade em espaços jurisdicionais. A uniformidade do poder do Estado em áreas que a morfologia geográfica já define como de elevada complexidade, assume, assim, uma importância fulcral para um Estado que detém jurisdição sobre uma área marítima mais de dezoito vezes superior ao território continental e insular. É em tal quadro que importa avaliar o conceito nuclear de Autoridade Marítima e a sua imprescindibilidade no contexto da Marinha.

Século XXI: ameaças e oportunidades para a pequena empresa brasileira

Junior, Joao Benjamim da Cruz; UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1998 POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
What are the prospects for small business corporations in the years ahead — optimistic orpessimistic? Are the challenges to be met as crisis or as opportunities? Now is a time for thinkingthrough one of the most significant problems of small Brazilian corporations: the near future.Throughout the years, the future o Brazilian organizations has been a great concern for bothscholars and practitioners of Business Administration. Since MERCOSUL is now an undeniablereality, the need is urgent to focus strenuous efforts which will enable scholars, researchers,students and businessmen to meet the administrative and managerial challenges in next century. KEYWORDS: Small business; Administration/management; Challenges Vs. opportunities; É tempo de reflexão sobre uma maiores angústias do pequeno empresário brasileiro: o ambiente dos negócios no século XXI. São positivas ou negativas as perspectivas da pequena empresa nos próximos anos? Os desafios que se avizinham devem ser encarados como ameaças ou como oportunidades? Através dos tempos, o futuro tem sido uma das grandes preocupações dos pequenos empresários, mas agora — principalmente perante a inquestionável realidadedo MERCOSUL — é urgente a necessidade de que tanto os empresários quanto os estudiosos da administração...

Violência e ameaças à paz na América do Sul: um estudo de caso do Equador e Peru (2006 – 2013)

Rodrigues Sant'Ana, Theo Antônio; Shaikhzadeh Vahdat Ferreira, Marcos Alan
Fonte: DRI-UFPB Publicador: DRI-UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2016 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Este trabalho utiliza o aporte teórico de Estudos de Paz para analisar as ameaças à paz e potenciais conflitos no Equador e Peru. Pontes entre as disciplinas de Estudos de Paz e Relações Internacionais são mostradas por uma comparação entre ambas, seguidas de uma breve exposição dos problemas de segurança contemporâneos da América Latina. São feitos os estudos de caso descritivos do Equador e Peru, utilizando dados qualitativos e quantitativos de instituições especializadas no estudo de conflitos, e a conclusão apresenta uma análise do quadro geral. Conclui-se que ambos os países vivenciam crises violentas, caracterizadas por protestos, repressões violentas, crime organizado e grupos armados. “Novas ameaças” de segurança figuram ameaças reais dos países. A crise é pior no Peru, o que oferece risco ao Equador.