Página 1 dos resultados de 2836 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

O sistema pol?tico e a Amaz?nia brasileira: considera??es pol?tico-institucionais

MATHIS, Armin; FARIAS FILHO, Milton Cordeiro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
O artigo trata do contexto em que se inserem os estados subnacionais que formam a Amaz?nia brasileira, discutindo as peculiaridades pol?tico-institucionais do sistema pol?tico da Regi?o e sua rela??o com os dispositivos constitucionais recentes (CF de 1988) e os reflexos na configura??o das institui??es pol?ticas representativas. Discute-se como o sistema representativo nacional, constru?do historicamente com as constitui??es nacionais, fez da Amaz?nia uma regi?o privilegiada no que diz respeito ? representatividade, quando comparada com as demais regi?es, por?m semelhante ? federa??o quanto aos problemas pol?tico-partid?rios e aos desenhos institucionais. Conclui-se que a aus?ncia de solidariedade regional dificulta a participa??o dos estados amaz?nicos no sistema nacional.; ABSTYRACT: This paper examines the context surrounding sub-national states which form the Brazilian Amazon area. Peculiarities of the political system of the region are discussed, as well as their relation with recent constitutional provisions (Federal Constitution of 1988), and their consequences in the setting up of representative political institutions. Our goal is to demonstrate regional particularities and influences derived from the construction of the Brazilian federation. However...

Estudo epidemiol?gico da raiva, caracteriza??o antig?nica de cepas do v?rus da raiva isoladas na Amaz?nia brasileira

CASSEB, L?via Medeiros Neves
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.58%
Com o objetivo de avaliar a epidemiologia da raiva, procedimentos complementares ao diagn?stico - caracteriza??o antig?nica e gen?tica - foram inclu?dos neste estudo para investigar o perfil epidemiol?gico da raiva animal na Amaz?nia brasileira, entre janeiro de 2000 e julho de 2009. Foi realizada uma revis?o cuidadosa das informa??es de amostras do sistema nervoso central (SNC) recebidas e analisadas no Laborat?rio de Raiva do Instituto Evandro Chagas. Um total de 265 cepas de v?rus r?bico isoladas de amostras do SNC de seres humanos (n=33) e animais dom?sticos/silvestres (n=232) foram caracterizadas antigenicamente por imunofluoresc?ncia indireta (IFI), utilizando um painel de oito anticorpos monoclonais preparados pelo CDC contra a nucleoprote?na do v?rus da raiva; Al?m disso, 21 delas tiveram a nucleoprote?na (gene N) caracterizada geneticamente por sequenciamento nucleot?dico parcial seguida de an?lise filogen?tica. As sequ?ncias obtidas foram comparadas entre si e com outras sequ?ncias de v?rus da raiva do Brasil e outros pa?ses das Am?ricas, utilizando os m?todos de m?xima verossimilhan?a e bayesiano. Foi observada uma menor transmiss?o do v?rus da raiva em ?reas urbanas; detec??o do ciclo rural da raiva em quase todos os estados da Amaz?nia; ocorr?ncia do ciclo a?reo nos estados do Par? e Amap?; identifica??o da variante antig?nica 2 (AgV2) do v?rus da raiva...

Caracteriza??o gen?tica parcial e completa da nucleoprote?na de hantav?rus na Amaz?nia brasileira

SIMITH, Darlene de Brito
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.66%
A S?ndrome Pulmonar por Hantav?rus (SPH) vem sendo diagnosticada na Amaz?nia brasileira desde 1995. At? dezembro de 2010 j? foram diagnosticados 289 casos na Amaz?nia brasileira, registrados nos estados do Mato Grosso, Par?, Maranh?o, Amazonas e Rond?nia. O objetivo geral do presente estudo foi caracterizar geneticamente cepas de hantavirus circulantes nesses estados. Foram utilizadas amostras de v?sceras de roedores silvestres positivos para anticorpos IgG contra hantav?rus, capturados em estudos ecoepidemiol?gicos, realizados nos munic?pios de Itacoatiara/AM, Alto Para?so/RO e Campo Novo do Parecis/MT, e soro/sangue de casos humanos de SPH provenientes dos munic?pios da ?rea de influ?ncia da BR-163, nos estados do Par? e Mato Grosso, Tom?-A?u/PA, Tangar? da Serra/MT, al?m de pool de v?sceras de um ?bito procedente de Anajatuba/MA. As amostras foram submetidas ? extra??o de RNA viral, seguida das rea??es de RT-Hemi-Nested-PCR para amostras de roedores, RT-Nested-PCR para amostras de humanos e sequenciamento nucleot?dico, utilizando o m?todo de Sanger e o pirossequenciamento, sendo, posteriormente, verificados quanto a aspectos como, identidade (BLAST search), similaridade (SimPlot) e homologia nucleot?dica e aminoac?dica com outros hantav?rus (Clustal W). Foram obtidas as sequ?ncias parciais dos hantav?rus em cinco roedores da esp?cie Oligoryzomys microtis (n=2 de Itacoatiara/AM; n=3 de Alto Para?so/RO) e em oito amostras de humanos (n=1 de Tom?-A?u/PA; n=1 de Altamira/Cachoeira da Serra; n=1 de Novo Progresso/PA; n=1 de Guarant? do Norte/MT; n=1 de Anajatuba/MA e n=3 de Altamira/Castelo dos Sonhos). Com a utiliza??o da estrat?gia do pirossequenciamento foram obtidas as sequ?ncias completas do gene N...

Morfologia hemipeniana de 11 esp?cies do g?nero Micrurus Wagler, 1824 na Amaz?nia Brasileira, com redescri??o de Micrurus filiformis (G?nther, 1859) e Micrurus paraensis Cunha & Nascimento, 1973 (Serpentes, Elapidae)

FEITOSA, Darlan Tavares
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.52%
O g?nero Micrurus re?ne serpentes de h?bitos semi-fossoriais, terrestres e semiaqu?ticos, distribu?das desde o Sul dos Estados Unidos at? o Sul da Argentina. Entre as cerca de 66 esp?cies atualmente v?lidas, 25 s?o registradas para a Amaz?nia brasileira. Com o objetivo de ampliar o conhecimento das serpentes do g?nero Micrurus na Amaz?nia brasileira, foram levantados neste trabalho dados de lepidose, hemip?nis e distribui??o geogr?fica de 544 exemplares de 11 esp?cies. O presente trabalho compreende dois cap?tulos. O primeiro cap?tulo apresenta uma descri??o comparativa dos hemip?nis de 11 esp?cies de Micrurus. Baseado nos resultados obtidos nas an?lises dos exemplares foi elaborada diagnose, padr?o de desenho e colora??o, descri??o e representa??o do hemip?nis e mapa de distribui??o geogr?fica para cada t?xon. Neste cap?tulo s?o apresentadas descri??es in?ditas dos hemip?nis de M. hemprichii ortoni e M. paraensis al?m de varia??es morfol?gicas at? ent?o n?o descritas da morfologia hemipeniana das esp?cies. O segundo cap?tulo apresenta uma descri??o mais detalhada de duas esp?cies, M. filiformis e M. paraensis, com base na morfologia externa e do hemip?nis.; ABSTRACT: Micrurus includes snakes of semi-fossorial, terrestrial and semi-aquatic habits...

Taxonomia dos anf?bios da ordem Gymnophiona da Amaz?nia Brasileira

MACIEL, Adriano Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.52%
S?o conhecidas 89 esp?cies de Gymnophiona para a regi?o Neotropical sendo para a maioria dessas a taxonomia ainda mal definida. Alguns g?neros s?o claramente parafil?ticos e em n?vel de esp?cies a falta de novas coletas e a dificuldade a? impl?cita, pela natureza fossorial desses anf?bios impedem o conhecimento sobre a varia??o nos caracteres utilizados para as defini??es taxon?micas. Este trabalho foi implementado para fornecer conhecimento sobre a varia??o n?o geogr?fica e geogr?fica em caracteres morfol?gicos externos das esp?cies da Amaz?nia brasileira, al?m de atualizar as informa??es sobre a distribui??o delas. Foram analisados 623 esp?cimes provenientes de dez cole??es zool?gicas nacionais e duas do exterior. Foram reconhecidas 16 esp?cies de Gymnophiona para a Amaz?nia brasileira, sendo duas formas incertae sedis. Caecilia marcusi Wake, 1984 ? sinonimizada com C. mertensi Taylor, 1973 em base na an?lise de material recentemente coletado em diferentes localidades no Brasil, al?m de um dos par?tipos de C. marcusi (ZSM 82/1982) e fotos detalhadas do hol?tipo de C. mertensi. Uma esp?cie nova do g?nero, at? ent?o monoespec?fico, Rhinatrema Dum?ril & Bibron 1841 e outra do g?nero Microcaecilia s?o descritas. ? constatada baixa varia??o geogr?fica nos caracteres examinados. A an?lise multivariada apontou baixa varia??o quanto ? morfometria entre as popula??es estudadas de Caecilia gracilis e C. tentaculata. S?o apresentados alguns problemas na diagnose de esp?cies a partir de coment?rios sobre esp?cimes que permanecem como incertae sedis. S?o apresentadas a distribui??o das esp?cies em mapas e discuss?es sobre o seu status de conserva??o.; ABSTRACT: Eighty nine species of Gymnophiona are known to occur in the Neotropical region...

Diversidade morfol?gica e molecular do g?nero Oecomys thomas, 1906 (Rodentia: Cricetidae) na Amaz?nia oriental brasileira

FLORES, Tamara Almeida
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.63%
Os roedores arbor?colas do g?nero Oecomys possuem distribui??o reconhecida para ?reas de floresta tropical e subtropical da Am?rica Central e do Sul, e compreendem 17 esp?cies atualmente reconhecidas, al?m de duas descritas, mas n?o nomeadas, reconhecidas em estudos pr?vios. Destas, apenas seis t?m ocorr?ncia esperada para a Amaz?nia oriental brasileira. A delimita??o das esp?cies com base apenas em caracteres morfol?gicos ? complicada, de forma que diversos t?xons nominais j? foram associados ao g?nero e diversos arranjos taxon?micos foram propostos. Na ?nica revis?o taxon?mica para o g?nero, realizada h? 50 anos, foram reconhecidas apenas duas esp?cies polit?picas. Desde ent?o, v?rios trabalhos envolvendo an?lises morfol?gicas, moleculares e cariot?picas t?m demonstrado que h? uma maior diversidade de esp?cies em Oecomys, resultando em descri??es de esp?cies novas e revalida??es de esp?cies anteriormente sinonimizadas. Este trabalho buscou caracterizar a varia??o morfol?gica e a diversidade molecular das esp?cies com ocorr?ncia na Amaz?nia oriental brasileira. Para isto, empregamos an?lises filogen?ticas com base no gene mitocondrial citocromo-b a fim de definir clados que representassem esp?cies, para as quais descrevemos a morfologia externa e craniana. Como resultado...

O trabalho dos artes?os ceramistas em Icoaraci, Bel?m/PA: contribui??es aos estudos sobre a din?mica da Amaz?nia brasileira

SOUZA, Doracy Moraes de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.59%
Este estudo analisa o trabalho dos artes?os ceramistas num dos principais p?los produtores de artesanato paraense no bairro do Paracuri, em Icoaraci, Bel?m/PA, o qual se constituiu o campo da pesquisa. Este bairro concentra cerca de 80 (oitenta) olarias e envolve diretamente cerca de 220 (duzentos e vinte) ceramistas na produ??o de artesanato em cer?mica, predominantemente, de grafismo Marajoara. Metodologicamente, o estudo ? referenciado pela abordagem cr?tico-dial?tica. Como instrumentos de coleta de dados foram utilizados: a) documentos; b) observa??o da din?mica de trabalho nas olarias e entrevista semiestruturada. Teve 24 (vinte e quatro) sujeitos da pesquisa, assim estratificados: 15 (quinze) artes?os ceramistas, 08 (oito) vendedores de pe?as artesanais confeccionadas em Icoaraci e 01 (um) gestor de ?rg?o p?blico respons?vel pela execu??o de pol?tica p?blica em n?vel estadual destinada ao artesanato. O trabalho encontra-se estruturado em: introdu??o, em que se apresentam as reflex?es iniciais sobre o objeto de estudo, a segunda parte que se refere ao trabalho artesanal na din?mica econ?mica da Amaz?nia brasileira, a terceira que trata das particularidades do trabalho dos artes?os ceramistas em Icoaraci com base extrativista...

Gest?o ambiental p?blica na Amaz?nia brasileira: uma an?lise de gest?o ambiental integrada no estado do Par?

SOUZA, Narda Margareth Carvalho Gomes de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.48%
O estudo ora apresentado analisa a gest?o ambiental p?blica na Amaz?nia brasileira, a partir dos resultados gerados pelo Projeto de Gest?o Ambiental Integrada, pertencente ao Programa Piloto para a Prote??o das Florestas Tropicais do Brasil. Aplicado nos Estados amaz?nicos, esse projeto experimental objetivou fomentar a cria??o de um modelo de gest?o ambiental na regi?o, priorizando o fortalecimento da capacidade institucional das Secretarias de Meio Ambiente, em seus aspectos t?cnicos, log?sticos e gerenciais, com a??es de capacita??o t?cnica, estrutura??o da log?stica e planejamento participativo. A investiga??o cient?fica desta Tese adotou os preceitos do m?todo qualitativo pela via da estrat?gia indutiva com hip?teses, tendo como campo de estudo os munic?pios de Santar?m e Paragominas, no estado do Par?, no per?odo compreendido entre os anos de 2008 a 2012. Os dados foram coletados mediante pesquisas bibliogr?fica, documental e de campo, realizando entrevistas semi-estruturadas com vinte informantes-chave, para melhor compreender o Projeto, organizar as informa??es coletadas e avaliar os resultados, a partir de uma estrutura metodol?gica pr?pria baseada na teoria de sistemas, teoria que tamb?m fundamenta esta Tese. Um dos resultados deste estudo foi o fato de que o PGAI contribuiu para que os munic?pios pudessem compor seu sistema de gest?o ambiental...

As expedi??es da Liverpool School of Tropical Medicine e a Amaz?nia Brasileira

MIRANDA, Arist?teles Guilliod de; ABREU JUNIOR, Jos? Maria de Castro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.41%
O artigo relata os primeiros anos de funcionamento da Escola de Medicina Tropical de Liverpool e as expedi??es enviadas para a Amaz?nia brasileira, para as Cidades de Bel?m e Manaus, descrevendo o que aconteceu com os pesquisadores envolvidos, Herbert Durhan, Walter Myers e Harold Wolferstan Thomas.; ABSTRACT: This paper describe the early years of the Liverpool School of Tropical Medicine, and the expeditions to Brasilian Amazon, to the Cities of Bel?m and Manaus describing also what happened with the reserchers involved Herbert Durhan, Walter Myers and Harold Wolferstan Thomas.; RESUMEN: El art?culo relata los primeros a?os de funcionamiento de la Escuela de Medicina Tropical de Liverpooly las expediciones enviadas a la Amazonia brasile?a, a las Ciudades de Bel?m y Manaus, describiendo lo que sucedi? con los investigadores involucrados, Herbert Durhan, Walter Myers y Harold Wolferstan Thomas.

Diversidade gen?tica de isolados ambientais de Vibrio cholerae da Amaz?nia brasileira

S?, Lena L?llian Canto de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.55%
Vibrio cholerae, agente etiol?gico da c?lera, ? uma bact?ria nativa de ambientes aqu?ticos de regi?es temperadas e tropicais em todo o mundo. A c?lera ? endemica e epidemica em pa?ses da ?frica, ?sia e Americas Central e do Sul. Neste trabalho o objetivo foi estudar a diversidade gen?tica de isolados desta esp?cie, de ambientes aqu?ticos da Amaz?nia brasileira. Um total de 148 isolados de V.cholerae n?o-O1 e n?o-O139 (NAGs) e O1 ambientais da Amaz?nia, obtidos entre 1977 e 2007, foram caracterizados e comparados a linhagens cl?nicas de V.cholerae O1 da sexta e s?tima pandemias. Utilizou-se os perfis de macrorestri??o definidos em eletroforese em gel de agarose em campo pulsado (PFGE), para determinar a rela??o clonal entre V.cholerae non-O1 e O1 ambientais e cl?nicos. A presen?a de genes de virul?ncia (hlyA/hem, hlyB, hlyC, rtxA, rtxC, tcp, ctx, zot, ace, stn/sto) e integrons de classe 1, 2 e 3 (intI 1, 2 e 3), foi analisada utilizando-se a rea??o em cadeia da polimerase. A an?lise dos perfis de macrorestri??o revelou que os NAGs apresentaram uma grande diversidade gen?tica comparada aos V.cholerae O1. Isolados de NAGs e O1 segregaram em distintos grupos e a maioria dos O1 ambientais apresentou rela??o clonal com isolados cl?nicos da s?tima pandemia de c?lera. A distribui??o dos genes de virul?ncia entre os NAGs ? diferente a dos O1...

Identifica??o molecular de esp?cies do complexo Anopheles albitarsis (Diptera, Culicidae, Anophelinae), coletadas em dois munic?pios da Amaz?nia brasileira, com an?lise de suscetibilidade natural a plasm?dios humanos

SILVA, Ana de Nazar? Martins da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.48%
Anofelinos membros de complexos de esp?cies cr?pticas podem exibir diferen?as comportamentais, de susceptibilidade a infec??o mal?rica, e resist?ncia a inseticidas. Assim, a identifica??o de esp?cies vetoras tem relev?ncia epidemiol?gica, o que nem sempre ? poss?vel por crit?rios morfol?gicos. M?todos alternativos t?m sido empregados para tal, como os que analisam regi?es altamente conservadas do DNA riboss?mico, vari?vel entre as esp?cies, conhecidas como espa?adoras internas transcritas (ITS). Considera-se atualmente que o complexo Anopheles c seja composto por seis esp?cies: An. albitarsis s.s., An. oryzalimnetes, An. albitarsis F, An. marajoara, An. deaneorum, e An. janconnae. Destas, pelo menos as tr?s ?ltimas s?o incriminadas como vetores de mal?ria na Amaz?nia brasileira. O objetivo deste estudo foi realizar identifica??o molecular de esp?cies do complexo An. albitarsis, por an?lise da seq??ncias do ITS2 do rDNA, com vistas a analisar sua import?ncia na transmiss?o de mal?ria nos munic?pios de Macap?, Amap? e Peixe-Boi, Par?, inclusive investigando pela primeira vez a ocorr?ncia do An. albitarsis F nestas duas ?reas epidemiologicamente distintas: a primeira com hist?rico de alto risco de transmiss?o de mal?ria e a segunda n?o. O estudo foi realizado entre janeiro de 2009 e abril de 2010...

Caracteriza??o molecular de Vibrio cholerae O1 sacarose negativa de isolados cl?nicos e ambiente na Amaz?nia brasileira

BAHIA, M?rcia de Nazar? Miranda
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.41%
O V.cholerae ? um microorganismo aut?ctone do ambiente aqu?tico e os sorogrupos O1 e O 139 est?o ligados a pandemia e epidemia de c?lera. Os V.cholerae n?o O1 e n?o O139 ou vibrios n?o aglutinantes (NAGs) est?o envolvidos em casos isolados e surtos de diarr?ia semelhantes ? c?lera. No decorrer da s?tima pandemia houve o surgimento de diversos isolados ?El Tor at?picos?. Entre estes se encontra a variante bioqu?mica do V.cholerae O1 que n?o fermenta a sacarose no TCBS em 18 a 24 horas que ? o tempo de incuba??o convencional. Neste trabalho foram estudados 138 isolados de V.cholerae O1 e n?o O1 n?o fermentador da sacarose no TCBS de proced?ncia cl?nica e ambiental, obtidos entre 1994 e 1995 na Amaz?nia Brasileira (Estados do Par?, Amap? e Amazonas). Avaliou-se a fermenta??o da sacarose no TCBS e em caldo; o perfil de suscetibilidade a oito diferentes antimicrobianos em ?gar difus?o; a rela??o clonal entre os V.cholerae O1 e NAG cl?nicos e ambientais pelo PFGE e a presen?a de genes de virul?ncia ctxAB e tcpA pela rea??o em cadeia da polimerase. Observou-se que as amostras de V.cholerae n?o fermentaram a sacarose em 24 de incuba??o no ?gar TCBS e em caldo, 43% utilizaram a sacarose em 24 horas e 57% a fermentavam tardiamente (tempo superior a 24 horas). Os isolados apresentaram baixo percentual de resist?ncia a antimicrobianos (8...

Epidemiologia molecular do V?rus Oropouche (Bunyaviridae: Orthobunyavirus) na Amaz?nia brasileira

VASCONCELOS, Helena Baldez
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.66%
O Virus Oropouche (VORO; Bunyaviridae, Orthobunyavirus) ? um dos mais importantes arbov?rus que infecta humanos na Amaz?nia brasileira, e ? causador da febre do Oropouche. Entre 1961 e 2009, um grande n?mero de epidemias foi registrado em diferentes centros urbanos dos Estados Brasileiros do Acre, Amap?, Amazonas, Maranh?o, Par?, Rond?nia e Tocantins, e tamb?m no Panam?, Peru e Trinidad & Tobago. Este trabalho teve por objetivo desenvolver um estudo retrospectivo dos aspectos epidemiol?gicos e moleculares do VORO enfatizando sua distribui??o, a din?mica das epidemias ocorridas no per?odo, bem como a dispers?o de diferentes gen?tipos na Am?rica Latina e no Brasil como contribui??o ? epidemiologia molecular do VORO. Para tanto 66 isolamentos do VORO pertencentes ao acervo do Instituto Evandro Chagas foram propagados em camundongos e em cultura de c?lulas VERO, seguida da extra??o do RNA viral e obten??o do cDNA por RTPCR; os amplicons foram purificados e submetidos ao sequenciamento nucleot?dico para an?lises moleculares e evolu??o, incluindo o rearranjo gen?tico, estudo de rel?gio molecular e an?lise de dispers?o viral. Foi demonstrada a presen?a de quatro linhagens distintas do VORO na Amaz?nia brasileira (gen?tipos I, II, III e IV)...

Estudo da migra??o internacional na Amaz?nia brasileira a partir da an?lise dos dados de espacialidade e seletividade dos censos de 2000 e 2010

LIRA, Jonatha Rodrigo de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.72%
A migra??o internacional tornou-se um tema de grande import?ncia no cen?rio mundial tanto para os pa?ses de destino quanto para os pa?ses de origem. Na Amaz?nia ainda existe certa falta de interesse com a quest?o. No entanto, j? existem alguns trabalhos espec?ficos de cada pa?s amaz?nico sobre o assunto. Por?m as informa??es tratam estudos de caso sem levar em considera??o a an?lise de toda a regi?o. Isto se d? entre outros motivos pela falta de um banco de dados sobre migra??es para a Amaz?nia. Entretanto os censos demogr?ficos tornam-se importantes instrumentos de an?lise. Com base nos censos demogr?ficos brasileiros de 2000 e 2010 que se busca questionar a din?mica migrat?ria recente para a Amaz?nia brasileira a fim de dar prosseguimento a uma s?rie de discuss?es sobre as mudan?as de origem, a distribui??o espacial e o perfil desse novo migrante. Em um primeiro momento cria-se uma breve revis?o te?rica sobre a migra??o internacional, posteriormente discute-se a hist?ria da migra??o internacional na Amaz?nia brasileira e logo ap?s analisam-se os dados dos dois ?ltimos censos demogr?ficos brasileiros sobre a migra??o internacional Num segundo momento analisa-se a distribui??o espacial da migra??o de brasileiros retornados a Amaz?nia brasileira com intuito de fazer uma compara??o entre os munic?pios que evidenciam essa din?mica tanto para estrangeiros quanto para brasileiros. Essa espacializa??o retrata o processo hist?rico de ocupa??o e urbaniza??o da Amaz?nia e tamb?m a porosidade da fronteira. Assim como o perfil migrat?rio d? ind?cios de ser resultante do crescimento econ?mico da explora??o de recursos naturais na Amaz?nia. Contudo...

Introdu??o ao estudo da migra??o internacional na Amaz?nia

ARAG?N VACA, Luis Eduardo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.66%
Apesar da import?ncia que a migra??o internacional alcan?ou na m?dia e na academia no mundo inteiro, existem somente uns poucos estudos esparsos sobre a migra??o internacional na Amaz?nia. Como se apresenta o processo de migra??o internacional na Amaz?nia e qual ? a sua import?ncia nos destinos da regi?o? Este artigo busca se aproximar da resposta a essa pergunta. O texto sintetiza resultados de investiga??es recentes realizadas pelo Grupo de Pesquisa Meio Ambiente, Popula??o e Desenvolvimento da Amaz?nia (MAPAZ), do N?cleo de Altos Estudos Amaz?nicos (NAEA) da Universidade Federal do Par?. Primeiramente, destaca-se a dificuldade de se definir a Amaz?nia; posteriormente, s?o apresentadas algumas considera??es sobre a migra??o internacional em n?vel da Grande Regi?o, agregando os migrantes acumulados nas respectivas Amaz?nias nacionais, conforme os censos de popula??o de cada pa?s; e, finalmente, trata-se essa problem?tica no caso da Amaz?nia brasileira, destacando os pa?ses de nascimento e a distribui??o espacial dos migrantes na Amaz?nia Legal. Na Amaz?nia, os padr?es e as tend?ncias discutidas aqui se tornar?o mais din?micos e complexos em fun??o do andamento de pol?ticas de desenvolvimento na busca da integra??o regional e econ?mica.; ABSTRACT: Despite the importance that international migration has attained in the media and academia worldwide...

O impacto da infec??o por Chlamydia em popula??es ind?genas da Amaz?nia brasileira

ISHAK, Marlu?sa de Oliveira Guimar?es; ISHAK, Ricardo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.45%
A dissemina??o das bact?rias do g?nero Chlamydia no Brasil, inclusive na regi?o Amaz?nica, ? pouco conhecida. Este estudo soroepidemiol?gico incluiu 2.086 amostras de soro de popula??es ind?genas da Amaz?nia brasileira, empregando metodologia de triagem pela imunofluoresc?ncia indireta para pesquisa de anticorpos. Usou-se o sorotipo L2 da C. trachomatis como substrato; a seguir, para os quinze sorotipos de C. trachomatis e para a C. pneumoniae, discriminou-se a sororreatividade pela microimunofluoresc?ncia espec?fica. A preval?ncia m?dia de anticorpos para Chlamydia foi de 48,6%. Sua varia??o entre as comunidades indicou as que n?o tiveram contato com as bact?rias e aquelas em que quase todos os testados tiveram. Por meio da titula??o dos anticorpos IgG e a presen?a de IgM espec?fica nas amostras com t?tulos altos viu-se que 6,1% dos infectados persistiam com a infec??o, servindo de reservat?rios ? dissemina??o das esp?cies de Chlamydia. Pela resposta ? C. trachomatis, evidenciou-se a circula??o dos sorotipos A, B, Ba, D, E, G, H, I e L1. Ademais, constatou-se que h? C. pneumoniae na regi?o. As duas esp?cies causariam impacto significativo no hospedeiro humano.; ABSTRACT: Knowledge is limited on the spread of bacteria from genus Chlamydia in Brazil. This study included a sero-epidemiological survey of 2...

Um estudo sobre a migra??o de japoneses para a Amaz?nia peruana e sua continua??o para a Amaz?nia brasileira

SILVA NETO, Francisco Rodrigues da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
86.65%
A chegada de imigrantes japoneses ao Peru, a bordo do navio Sakura Maru, em 1899, para trabalharem nas fazendas da costa peruana, coincide com os anos ?ureos da explora??o da borracha na Amaz?nia, o que fez essa regi?o atrativa aos migrantes que n?o permaneceram nessas fazendas. No mesmo ano da chegada do navio Sakura Maru, 91 desses imigrantes se deslocaram para o atual departamento de Madre de Dios ao sul da Amaz?nia peruana. Passado o ciclo da explora??o da borracha, muitos imigrantes japoneses permaneceram na Amaz?nia e em Madre de Dios se estabeleceram ao redor de Puerto Maldonado, surgindo uma pr?spera comunidade japonesa que se mant?m at? hoje. Na ?poca da explora??o da borracha alguns japoneses migraram para o atual estado do Acre (Brasil), chamados de Peru kudari (os descidos do Peru), mas poucos se fixaram, espalhando-se, ap?s a queda da economia da borracha, por outros lugares do Brasil e outros pa?ses. Assim, esta tese pretende demonstrar que a migra??o de japoneses para o departamento de Madre de Dios, na Amaz?nia peruana, e o surgimento e consolida??o de uma comunidade de japoneses em Puerto Maldonado (capital desse departamento), foram causados por tr?s fatores principais: 1) Uma pol?tica cont?nua em prol da imigra??o japonesa para o Peru durante as primeiras d?cadas do s?culo XX voltada para prover m?o-de-obra nas fazendas de cana-de-a??car e algod?o da costa; 2) Envolvimento dos imigrantes japoneses em atividades econ?micas demandadas durante a expans?o da explora??o da borracha na Amaz?nia peruana; e 3) Fortalecimento dessas atividades ap?s a queda da economia da borracha para garantir o fornecimento de produtos necess?rios ? popula??o remanescente...

Plecoptera (Insecta) imaturos da Amaz?nia brasileira

RIBEIRO, Jos? Moacir Ferreira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.52%
Este estudo apresenta pela primeira vez, uma classifica??o dos imaturos de Plecoptera da Amaz?nia brasileira baseada em exemplares coletados durante o desenvolvimento da tese e outros existentes em cole??es que foram emprestados para o estudo (INPA, MZUSP, IEPA, MPEG). A classifica??o ? baseada em caracteres morfol?gicos externos, tanto aqueles j? utilizados por outros autores como outros acrescentados no presente estudo. Coletas recentes foram feitas nas seguintes localidades (Microbacias do rio Ape? e Peixe-Boi, Serra dos Mart?rios- Andorinhas, reserva Nacional de Caxiuan?, Flona do Amap?, Serra do Tepequ?m). As coletas de campo foram feitas com rede entomol?gica aqu?tica com 0,4cm de malha, peneira de a?o com 0,7cm de malha e rede de arrasto com 0,3cm de malha. Ap?s as coletas as ninfas foram triadas em bandejas de pl?stico e os exemplares em avan?ado est?dio de desenvolvimento, foram acondicionados em caixa de isopor pequena e, em seguida transportados para cria??o. Ninfas foram criadas at? adultos para se obter a precisa rela??o entre estes. Descrevem-se as t?cnicas de cria??o como novos m?todos em copos pl?sticos feitas no pr?prio igarap? onde foram coletadas e em tanque de fibrocimento no Campus de Pesquisa do Museu Paraense Em?lio Goeldi. Par?metros f?sico-qu?micos da ?gua foram mensurados nos locais de coleta como: temperatura...

Diversidade beta entre taxocenoses de serpentes na margem direita do rio Amazonas, enfocando a hist?ria natural das serpentes do Parque Nacional (PARNA) da Amaz?nia, Par?, Brasil

FROTA, Jossehan Gal?cio da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
86.63%
O Cap?tulo 1 intitulado ?Composi??o e hist?ria natural da taxocenose de serpentes do Parque Nacional (PARNA) da Amaz?nia, Par?, Brasil?, tem como objetivos espec?ficos descrever a composi??o, abund?ncia, caracterizar a dieta, reprodu??o, uso de habitat, atividade di?ria, assim como descrever as guildas de serpentes, presentes em uma ?rea de floresta prim?ria localizada na Amaz?nia Central. Este cap?tulo ser? submetido ao peri?dico cient?fico Biota Neotropica. O Cap?tulo 2, intitulado ?Varia??o da diversidade beta entre taxocenoses de serpentes na Amaz?nia brasileira?, tem o objetivo de avaliar o efeito de preditores ambientais e espacial sobre a diversidade beta de serpentes entre onze taxocenoses localizadas na margem direita do Rio Amazonas, na Amaz?nia brasileira. Para isto, os resultados obtidos no Cap?tulo 1 foram compilados e associados aos dados de outras dez taxocenoses. Este cap?tulo ser? submetido ao peri?dico cient?fico The Herpetological Journal.

A universalidade po?tica de Rilke na forma??o do Grupo dos Novos: tradu??o e conflu?ncias na Amaz?nia brasileira

VANSILER, Jo?o Jairo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.41%
Esta disserta??o objetiva pensar os desdobramentos que as tradu??es da poesia de Rainer Maria Rilke alcan?aram no cen?rio do Suplemento Liter?rio da Folha do Norte - SL/FN e em outros peri?dicos das d?cadas de 1940 e 1950, em que foram publicadas. Consideramos que estas tradu??es foram um ind?cio de intensifica??o da abertura universalizante das letras paraenses ?s novidades modernistas iniciadas na Semana de Arte Moderna de 1922. Tais tradu??es foram cruciais para a forma??o do Grupo dos Novos, composto principalmente de nomes como Benedito Nunes, M?rio Faustino e Paulo Plinio Abreu, al?m do antrop?logo alem?o Peter Paul Hilbert. O suporte te?rico-metodol?gico ser? a utiliza??o dos conceitos de Weltliteratur (Literatura universal) de Goethe e Reflexionsmedium (M?dium-de-reflex?o) de Benjamin. Estas matrizes interligar?o os campos da hist?ria, da filosofia da linguagem e da tradu??o para refletirmos sobre o impacto dessas tradu??es na Amaz?nia brasileira da ?poca. Outro conceito importante nesta disserta??o ? o de Bildung (forma??o), pensado a partir da leitura de Antoine Berman quando ele o relaciona ? tradu??o, incluindo v?rios fen?menos que envolvem as rela??es tradut?rias entre culturas e l?nguas. Ao final, por meio da reflex?o tradutol?gica de Haroldo de Campos...