Página 1 dos resultados de 3096 itens digitais encontrados em 0.064 segundos

Avaliação higiênico-sanitária de unidades alimentação e nutrição e análise genotípica dos Staphylococcus sp.; Assessment of the hygienic and sanitary conditions in Food and nutrition units, and genotypic analysis of Staphylococcus sp

Mello, Jozi Fagundes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.1%
Nas últimas décadas ocorreu um aumento na atuação de estabelecimentos que produzem refeições para trabalhadores, como as Unidades de Alimentação e Nutrição (UANs). No Brasil, este segmento de mercado é reconhecido como um local de grande ocorrência de surtos alimentares, sendo o micro-organismo Staphylococcus aureus o segundo maior agente causal. O objetivo deste estudo foi avaliar as condições higiênico-sanitárias e a presença de Staphylococcus sp. em UANs de grande porte e atuantes na cidade de Porto Alegre. Participaram desta pesquisa 7 UANs de grande porte (> 500 refeições/dia). A aplicação da Lista de Verificação das Boas Práticas constatou que todas as UANs tiveram atendimento insatisfatório a este quesito. Foi realizada análise para potabilidade da água, contagem e isolamento de coliformes termotolerantes, Escherichia coli, Listeria sp. e Staphylococcus sp. em equipamentos, ambientes e alimentos produzidos pelas UANs. Manipuladores de alimentos também foram analisados para presença de Staphylococcus sp. nas mãos e na cavidade nasal. A água se mostrou adequada para produção de alimento em todas as UANs. A qualidade higiênico-sanitária foi inadequada na maioria dos pontos analisados, sendo constatada a presença de E. coli no processador de legumes apenas de uma UANs. Nas sete UANs foi observado ausência de Listeria sp. Todos os alimentos...

Estado e mercado: adversários ou aliados no processo de implementação da Política Nacional de Alimentação e Nutrição? Elementos para um debate sobre medidas de regulamentação

Pinheiro,Anelise Rizzolo de Oliveira; Carvalho,Denise Bomtempo Birche de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
96.22%
A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento humano, com qualidade de vida e cidadania. As mudanças na relação do Estado, sociedade civil e mercado têm trazido uma série de conseqüências sociais adversas, especialmente no campo da saúde e nutrição. Este artigo tem como propósito provocar algumas reflexões relativas à necessidade de pactuação entre Estado, sociedade e mercado para a efetivação de medidas capazes de atuar positivamente no controle da obesidade e conseqüentemente melhorar as condições de saúde e nutrição da população brasileira. Apresenta uma breve descrição de contexto histórico sobre política social no Brasil e seus reflexos específicos na temática de alimentação e nutrição; identifica aspectos políticos principais para uma análise das diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição; destaca o fortalecimento de medidas de regulamentação como estratégia de enfrentamento do problema de excesso de peso / obesidade na sociedade, identificando suas raízes a partir do modo de viver urbano, globalizado e neoliberal das ultimas décadas...

Sobre o campo da Alimentação e Nutrição na perspectiva das teorias compreensivas

Freitas,Maria do Carmo Soares de; Minayo,Maria Cecília de Souza; Fontes,Gardênia Abreu Vieira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.15%
Trata-se de uma breve reflexão sobre o campo da alimentação e nutrição, aproximando o das disciplinas das ciências humanas. Toma-se como referência o pensamento de alguns teóricos e a vivência dos próprios autores. O objetivo principal é motivar a discussão sobre este tema da alimentação e nutrição considerando a complexidade das relações que envolvem o comer e a dietética, além de tentar estimular a reflexão da prática do profissional nutricionista. Justifica-se a importância metodológica de incorporar o uso da hermenêutica para a compreensão dessa temática. Reflete-se a importância de agir em relação à orientação alimentar associando o saber técnico desse campo com as perspectivas das teorias compreensivas.

Políticas nacionais e o campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva: cenário atual

Recine,Elisabetta; Vasconcellos,Ana Beatriz
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.18%
É apresentado um balanço da implementação das diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) contextualizando as ações no cenário do Sistema Único de Saúde (SUS). Aos dez anos de sua publicação, a PNAN se defronta com desafios tanto para expandir como para qualificar as ações de alimentação e nutrição na saúde, e também para se apresentar como interlocutora e representante legítima da área da saúde, no contexto político e institucional da segurança alimentar e nutricional. Questões relacionadas à articulação da PNAN e da futura Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional são analisadas para demonstrar a confluência de agendas entre as prioridades para a garantia da SAN. São apontadas as potencialidades desse campo de ação, a partir do atual cenário institucional, e a necessidade de soluções abrangentes que atendam à complexidade da alimentação e nutrição em Saúde Coletiva.

História do campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva no Brasil

Vasconcelos,Francisco de Assis Guedes de; Batista Filho,Malaquias
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.13%
O objetivo do artigo é traçar a história do campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva (ANSC) no Brasil, procurando descrever os contextos que possibilitaram sua construção, consolidação e ressignificação; identificar os cientistas brasileiros que contribuíram com este processo e abordar os paradigmas que nortearam a atuação destes cientistas. Como critérios metodológicos de análise foram estabelecidos três cortes transversais, correspondentes a contextos da história deste campo: o primeiro referente ao período 1930 a 1963; o segundo entre 1964 a 1984 e o terceiro considera o período 1985 a 2010. Depreende-se que o campo da ANSC assumiu a atual configuração a partir de meados de 1970, no interior do chamado movimento sanitário brasileiro, cujo ideário principal foi a realização da reforma sanitária e a construção do Sistema Único de Saúde. Reafirma-se a importância do caráter multidisciplinar bem como a premissa do relevante papel do campo da ANSC na garantia do direito humano à alimentação saudável, um componente do conjunto de condições necessárias à promoção da saúde, prevenção de doenças, vigilância e recuperação da saúde e melhoria da qualidade de vida de todos os brasileiros.

Unidades de alimentação e nutrição nos campi da Universidade Federal da Bahia: um estudo sob a perspectiva do alimento seguro

Cardoso,Ryzia de Cassia Vieira; Souza,Eva Vilma Araújo de; Santos,Patrícia Quadros dos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
96.13%
OBJETIVO: Avaliar as unidades de alimentação e nutrição que funcionam nos campi da Universidade Federal da Bahia, na perspectiva da produção de alimentos seguros. MÉTODOS: Os estabelecimentos foram avaliados pelo uso de um formulário, elaborado com base na legislação vigente e em referencial técnico da área. Das 22 unidades instaladas nos campi, 20 participaram. RESULTADOS: Situações insatisfatórias foram detectadas, como a presença de insetos e roedores, a ausência de controle de qualidade da água, a conservação de alimentos prontos em condições favoráveis ao crescimento de microrganismos e instalações inadequadas ao funcionamento. Ainda que grande parte dos entrevistados relatasse o recebimento de treinamento para manipulação de alimentos e demonstrasse empenho quanto ao desenvolvimento da qualidade dos seus serviços, as deficiências evidentes refletiram negativamente sobre a segurança dos produtos elaborados. CONCLUSÃO: As unidades de alimentação e nutrição avaliadas, em sua maior parte, não atenderam aos requisitos considerados para a produção de alimentos seguros, indicando riscos para os consumidores.

Boletim Epidemiológico Observações: Vol. 4 (2015), Número Especial 5, Alimentação e Nutrição

Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Tipo: Anotação
Publicado em 08/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Ficha técnica: Diretor: Fernando de Almeida; Editores: Carlos Matias Dias, Elvira Silvestre; Conselho Editorial Científico: Carlos Matias Dias, Manuela Cano, Jorge Machado, Manuela Caniça, Peter Jordan, Sílvia Viegas, Cláudia Niza; Revisão científica: Maria Antónia Calhau, Silvia Viegas, Alimentação e Nutrição; Peter Jordan, Genética Humana.; Periodicidade: trimestral.; Número publicado no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Saúde 2015, dedicado à Segurança Alimentar, promovidas pelo INSA.; Número Especial dedicado à Alimentação e Nutrição do Boletim Epidemiológico Observações, publicado no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Saúde 20015, promovido pela Organização Mundial da Saúde, este ano subordinado ao tema à Segurança Alimentar. Observações é uma publicação científica trimestral do INSA, IP, que visa contribuir para o conhecimento da saúde da população, os fatores que a influenciam, a decisão e a intervenção em Saúde Pública, assim como a avaliação do seu impacte na população portuguesa. Através do acesso público e gratuito a resultados científicos gerados por atividades de observação em saúde, monitorização e vigilância epidemiológica, é dada especial atenção à disseminação rápida de informação relevante para a resposta a temas de relevo para a saúde da população portuguesa...

Condições físico-funcionais e higienicossanitárias das unidades de alimentação e nutrição de escolas da região Centro-Oeste, Brasil; Hygienic, sanitary and physical-functional conditions of food and nutrition units at brazilian's public schools

Almeida, Kênia Machado de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.3%
In Brazil, the human right to food is a constitutional rule and it should be guaranteed, without interruption, by the state, to all citizens. So as the effectiveness of a food and nutrition security, which is the right of everyone to access quality food in sufficient quantity, without compromising other essential needs. The Brazilian School Nutrition Program (PNAE) and the Health and Education Ministries Resolution 1.010/2010 are strategies to ensure these rights. In addition in determining the supply of nutritionally healthy school meals, they also determine the adoption of quality control in the acquisition of raw materials and the obligation to ensure food safety, according to the standards of the Food and Nutrition Security. The Resolution 1.010/2010 determines suitability for Good Handling Practices, meeting the demands of the Brazilian Health Surveillance Agency - ANVISA Resolution nº 216/2004. However, in a large extent, Brazilian Food and Nutrition School Units present non-compliance in their hygienic and sanitary conditions, which contributes in increasing the risk of foodborne illness in the school environment. Thus, this research sought to check the hygienic, sanitary and physical-functional conditions of these Units at public schools. It is a cross-sectional study...

Alimentação e nutrição saudável

Universidade Aberta do SUS da Universidade de Brasília - UNA-SUS/UnB
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Os conteúdos desse módulo têm como intuito capacitar os profissionais de saúde para analisar a política nacional de alimentação e nutrição com ênfase na atenção básica/estratégia Saúde da Família, visando compreender a inserção dessas ações nas práticas das equipes multiprofissionais e interdisciplinar, com destaque para segurança alimentar e nutricional, políticas públicas e programas sociais de alimentação e nutrição.; Fundo Nacional de Saúde - FNS

Alimentação e nutrição

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Backup Moodle do Módulo 13 do Curso de Especialização em Saúde da Família divido em 3 unidades, contendo materiais em pdf e linguagem HTML.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Módulo 13 do curso de especialização em Saúde da Família produzido pela UNA-SUS/UFMA, com apresentação visual trabalhada para atender aos alunos participantes do Programa Mais Médicos. Aborda as ações governamentais criadas para minimizar os problemas relacionadas à alimentação e nutrição no Brasil, as formas de avaliação nutricional e antropométrica de diversos ciclos da vida e os mecanismos que levam às alterações que resultam em desiquilíbrio do estado nutricional.; Ministério da Saúde

Alimentação e nutrição no Brasil e as ações governamentais

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Recurso textual no formato PDF contendo 34 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.21%
Material que compõe a unidade 1 do módulo 13 “Alimentação e nutrição” do Curso de Especialização em Saúde da Família, produzido pela UNA-SUS/UFMA e voltado ao programa Mais Médicos. Apresenta as políticas e programas de saúde e nutrição do Brasil com ênfase na política nacional de alimentação e nutrição e a vigilância alimentar e nutricional, aborda ainda ações para promoção da alimentação saudável (deficiências de vitamina A, de ferro e de iodo) e o matriciamento em nutrição.; Ministério da Saúde

Avaliação de uma unidade de alimentação e nutrição de um Centro de Atenção Psicosocial (CAPS III): um estudo de caso

Domingos, Felipe Xavier
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.16%
Trabalho de Conclusão de Curso, do curso de Nutrição da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; No CAPS III os serviços oferecidos são oficinas terapêuticas, atendimento psiquiátrico, atendimento psicológico, internação de até sete dias consecutivos e dez dias alternados, alimentação, terapia ocupacional, farmácia e equipe de enfermagem vinte e quatro horas por dia. Este estudo teve como seu objetivo geral avaliar uma unidade de alimentação e nutrição de um CAPSIII do sul do estado de Santa Catarina, e seus objetivos específicos, foram, avaliar a área física, avaliar os equipamentos disponíveis, descrever o fluxo do preparo dos alimentos, descrever o fluxo do lixo produzido, descrever o número de refeições produzidas, descrever os profissionais atuantes e propor melhorias a UAN. Para a coleta de dados foi utilizado um check-list do CFN, que foi aplicado no decorrer dos dez dias que a unidade foi avaliada. Durante o desenvolvimento deste projeto observou-se que a unidade possui grandes problemas que interferem em sua produção, de forma que os processos da unidade possuem um déficit de qualidade e também torna estes processos mais vagarosos, muitas vezes interferindo em suas rotinas. Entre estes problemas que a unidade enfrenta...

Estudo nutricional, fitoquímico e biológico do "Jaracatiá" (Jacaratia spinosa (Aubl) A. DC)

Abreu, Hellen
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 80 f. : il. algumas color., tabs., grafs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
106.1%
Orientadora: Drª. Sila Mary Rodrigues Ferreira; Co-orientador: Dr. Obdulio Gomes Miguel; Dissertação (mestrado)- Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Alimentação e Nutrição. Defesa: Curitiba, 28/07/2015; Inclui referências : f. 67-80; Resumo: O Jacaratia spinosa (Aubl) A.DC. também conhecido como jaracatiá é uma planta nativa da Mata Atlântica, com reconhecida importância para o equilíbrio do ecossistema e sua biodiversidade. O aproveitamento do jaracatiá e seus derivados introduz a possibilidade de retorno econômico, social e ambiental. Desta forma, o presente estudo tem por objetivo o estudo das características físicas, físicoquímicas, fitoquímicas, biológicas e possivelmente toxicológicas do fruto. Para tanto, foram coletados frutos na Fazenda Bimini, Km7 da PR170, na cidade de Rolândia - PR e transportados até o laboratório de Tecnologia de Alimentos do Departamento de Nutrição da UFPR. Os frutos foram classificados conforme o estádio de maturação; estádio verde, completamente verde; estádio pintado, apresentando pelo menos 30% de coloração amarela; e maduro, com pelo menos 75% da casca apresentando coloração laranja. Cem frutos (5 Kg) maduros foram selecionados aleatoriamente para análise física em quintuplicata. Os frutos foram descascados...

Avaliação da utilização do repasse fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição

Reis, Camila da Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2015.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Capa, resumo, abstract, introdução e revisão de literatura.; A Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) foi aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde, por meio da Portaria do Ministério da Saúde nº 710, de 10 de junho de 1999 e atualizada em 2011. A PNAN é reconhecida como importante instrumento norteador das ações de Alimentação e Nutrição no Sistema Único de Saúde (SUS). Para a operacionalização, o fortalecimento, a concretização e a implementação das diretrizes, esta política recebe um recurso específico conhecido como Fundo de Alimentação e Nutrição (FAN) seguindo as normativas de alocação de recursos do SUS, no âmbito da municipalização da saúde, caracterizado pela transferência fundo a fundo regular e automática de recursos financeiros para aumentar a autonomia das unidades federativas. O objetivo deste trabalho é avaliar a utilização do repasse fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição no âmbito estadual e municipal com base na Política Nacional de Alimentação e Nutrição - PNAN. Este estudo utilizou dados oriundos da pesquisa nacional intitulada Avaliação da modalidade de repasse anual fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição no SUS de 2006 a 2013...

Avaliação da utilização do repasse fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição

Reis, Camila da Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2015.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Capa, resumo, abstract, introdução e revisão de literatura.; A Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) foi aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde, por meio da Portaria do Ministério da Saúde nº 710, de 10 de junho de 1999 e atualizada em 2011. A PNAN é reconhecida como importante instrumento norteador das ações de Alimentação e Nutrição no Sistema Único de Saúde (SUS). Para a operacionalização, o fortalecimento, a concretização e a implementação das diretrizes, esta política recebe um recurso específico conhecido como Fundo de Alimentação e Nutrição (FAN) seguindo as normativas de alocação de recursos do SUS, no âmbito da municipalização da saúde, caracterizado pela transferência fundo a fundo regular e automática de recursos financeiros para aumentar a autonomia das unidades federativas. O objetivo deste trabalho é avaliar a utilização do repasse fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição no âmbito estadual e municipal com base na Política Nacional de Alimentação e Nutrição - PNAN. Este estudo utilizou dados oriundos da pesquisa nacional intitulada Avaliação da modalidade de repasse anual fundo a fundo para estruturação e implementação das ações de alimentação e nutrição no SUS de 2006 a 2013...

State and market: adversaries or allies in the implementation of the National Food and Nutrition Policy? Some reflections on regulation measures; Estado e mercado: adversários ou aliados no processo de implementação da Política Nacional de Alimentação e Nutrição? Elementos para um debate sobre medidas de regulamentação

Pinheiro, Anelise Rizzolo de Oliveira; Carvalho, Denise Bomtempo Birche de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.22%
A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento humano, com qualidade de vida e cidadania. As mudanças na relação do Estado, sociedade civil e mercado têm trazido uma série de conseqüências sociais adversas, especialmente no campo da saúde e nutrição. Este artigo tem como propósito provocar algumas reflexões relativas à necessidade de pactuação entre Estado, sociedade e mercado para a efetivação de medidas capazes de atuar positivamente no controle da obesidade e conseqüentemente melhorar as condições de saúde e nutrição da população brasileira. Apresenta uma breve descrição de contexto histórico sobre política social no Brasil e seus reflexos específicos na temática de alimentação e nutrição; identifica aspectos políticos principais para uma análise das diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição; destaca o fortalecimento de medidas de regulamentação como estratégia de enfrentamento do problema de excesso de peso / obesidade na sociedade, identificando suas raízes a partir do modo de viver urbano, globalizado e neoliberal das ultimas décadas...

Sobre o campo da Alimentação e Nutrição na perspectiva das teorias compreensivas

Freitas,Maria do Carmo Soares de; Minayo,Maria Cecília de Souza; Fontes,Gardênia Abreu Vieira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.15%
Trata-se de uma breve reflexão sobre o campo da alimentação e nutrição, aproximando o das disciplinas das ciências humanas. Toma-se como referência o pensamento de alguns teóricos e a vivência dos próprios autores. O objetivo principal é motivar a discussão sobre este tema da alimentação e nutrição considerando a complexidade das relações que envolvem o comer e a dietética, além de tentar estimular a reflexão da prática do profissional nutricionista. Justifica-se a importância metodológica de incorporar o uso da hermenêutica para a compreensão dessa temática. Reflete-se a importância de agir em relação à orientação alimentar associando o saber técnico desse campo com as perspectivas das teorias compreensivas.

Políticas nacionais e o campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva: cenário atual

Recine,Elisabetta; Vasconcellos,Ana Beatriz
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.18%
É apresentado um balanço da implementação das diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) contextualizando as ações no cenário do Sistema Único de Saúde (SUS). Aos dez anos de sua publicação, a PNAN se defronta com desafios tanto para expandir como para qualificar as ações de alimentação e nutrição na saúde, e também para se apresentar como interlocutora e representante legítima da área da saúde, no contexto político e institucional da segurança alimentar e nutricional. Questões relacionadas à articulação da PNAN e da futura Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional são analisadas para demonstrar a confluência de agendas entre as prioridades para a garantia da SAN. São apontadas as potencialidades desse campo de ação, a partir do atual cenário institucional, e a necessidade de soluções abrangentes que atendam à complexidade da alimentação e nutrição em Saúde Coletiva.

História do campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva no Brasil

Vasconcelos,Francisco de Assis Guedes de; Batista Filho,Malaquias
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.13%
O objetivo do artigo é traçar a história do campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva (ANSC) no Brasil, procurando descrever os contextos que possibilitaram sua construção, consolidação e ressignificação; identificar os cientistas brasileiros que contribuíram com este processo e abordar os paradigmas que nortearam a atuação destes cientistas. Como critérios metodológicos de análise foram estabelecidos três cortes transversais, correspondentes a contextos da história deste campo: o primeiro referente ao período 1930 a 1963; o segundo entre 1964 a 1984 e o terceiro considera o período 1985 a 2010. Depreende-se que o campo da ANSC assumiu a atual configuração a partir de meados de 1970, no interior do chamado movimento sanitário brasileiro, cujo ideário principal foi a realização da reforma sanitária e a construção do Sistema Único de Saúde. Reafirma-se a importância do caráter multidisciplinar bem como a premissa do relevante papel do campo da ANSC na garantia do direito humano à alimentação saudável, um componente do conjunto de condições necessárias à promoção da saúde, prevenção de doenças, vigilância e recuperação da saúde e melhoria da qualidade de vida de todos os brasileiros.

Avaliação da viabilidade de implementação das Boas Práticas em Unidades de Alimentação e Nutrição de Centros de Educação Infantil de Piracicaba, São Paulo

Ravagnani, Elisa Medeiros; Sturion, Gilma Lucazechi
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
106.06%
O trabalho tem como objetivo avaliar o nível de adequação às Boas Práticas em Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) de centros educacionais infantis (CEI) municipais de Piracicaba (SP) visando subsidiar ações para a melhoria da eficácia do Programa e contribuir para a garantia da segurança dos alimentos oferecidos e a saúde das crianças assistidas. Nas UAN de dois CEI aplicou-se uma lista de verificação para avaliação das Boas Práticas, elaborada com base nos regulamentos técnicos. Realizou-se a contagem total de microrganismos aeróbios mesófilos e psicrotróficos, coliformes totais e fecais em duas preparações, consideradas de maior risco, distribuídas em cada CEI. A classificação das não conformidades observadas foi definida, de acordo com o grau de importância para a segurança dos alimentos. Concomitantemente foram identificados os investimentos requeridos para superação das mesmas. Constatou-se um nível insatisfatório médio de 64,3% de adequação às Boas Práticas. Dos itens não conformes, aproximadamente 45% evidenciaram a necessidade de medidas corretivas imediatas. As análises microbiológicas atestaram as deficiências no processo. Com base nas condições observadas, concluiu-se que é viável a implementação das Boas Práticas. Porém...