Página 1 dos resultados de 1309 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Resistência genética, fungicidas e solarização para o controle de Thielaviopsis basicola (Berk. & Broome) Ferraris na cultura de alface (Lactuca sativa L.).; Genetic resistance, fungicides and solarization for the control of Thielaviopsis basicola (Berk. & Broome) Ferraris in lettuce crop (Lactuca sativa L.).

Teixeira-Yañez, Liliane de Diana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
A alface é a hortaliça folhosa mais consumida no Brasil. Seu cultivo vem sendo severamente afetado pelo fungo Thielaviopsis basicola, que ocasiona podridão radicular e subdesenvolvimento de plantas. Não existem maiores estudos sobre o controle desse patógeno nas condições brasileiras. Os objetivos deste trabalho foram: a determinação da ocorrência de T. basicola em plantios comerciais de alface e outras folhosas do Estado de São Paulo, do efeito da temperatura sobre a patogenicidade in vitro dos isolados obtidos e a avaliação da viabilidade de seu controle através do emprego de cultivares de alface resistentes, de fungicidas e da solarização, com e sem incorporação de matéria orgânica. Quatorze isolados de T. basicola foram obtidos de raízes necróticas de alface, chicória e rúcula. O efeito da temperatura sobre a patogenicidade in vitro dos isolados foi determinado, inoculando-se sementes de alface semeadas em agar-água. Foram realizados dois ensaios. No primeiro, quatorze cultivares de alface foram inoculadas com o isolado L1, a 21 e 30ºC. No segundo, a cv. Elisa foi inoculada com os quatorze isolados de T. basicola, a 21 e 27ºC. O isolado L1 foi mais agressivo a 21ºC do que a 30ºC, ocasionando maiores severidade da doença e restrição do comprimento de plântulas em todas as cultivares. Todos os isolados causaram podridão radicular e reduziram o comprimento de plântulas a 21 e 27ºC...

Reação de alface (Lactuca sativa L.) a Thielaviopsis basicola (Berk. & Broome) Ferraris; Lettuce (Lactuca sativa L.) reaction to Thielaviopsis basicola (Berk. & Broome) Ferraris

Sala, Fernando Cesar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
A alface é a principal hortaliça folhosa do Brasil. A podridão negra das raízes causada pelo fungo Thielaviopsis basicola vem limitando o cultivo da alface americana ´Lucy Brown`. Os objetivos desta pesquisa foram: determinar a reação das cultivares comerciais de alface à T. basicola; elucidar a herança da resistência de alface ao patógeno e selecionar alface americana resistente ao patógeno a partir de variantes da ‘Lucy Brown`. Inocularam-se 37 cultivares de alface usando o isolado patogênico L1 de T. basicola, na fase juvenil. Para todos os ensaios a avaliação foi feita na fase juvenil através de uma escala de notas de acordo com a severidade da doença de 1 (ausência de sintomas) a 5 (mais de 90% das raízes severamente afetadas). A seleção de progênies resistentes ao patógeno foi feita a partir de variantes da ´Lucy Brown` pelo método genealógico usando um critério qualitativo para uniformidade, qualidade da cabeça e adaptação para o cultivo nas condições de verão. As cultivares do tipo crespa e batávia foram resistentes ao patógeno. As do tipo lisa e americana apresentaram variação inter-varietal quanto à reação a T. basicola. A herança da reação de alface a T. basicola foi devido a um gene dominante...

Desempenho de alface (Lactuca sativa L.) consorciada com diferentes adubos verdes; Performance of lettuce (Lactuca sativa L.) intercropped with different green manures

Negrini, Ana Clarissa Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Os sistemas de produção agrícola atuais são em sua maioria ecologicamente impactantes e utilizam altas quantidades de recursos naturais. Nesse contexto, a produção de hortaliças é uma atividade que se caracteriza pelo uso intensivo da terra com alta demanda por insumos e requer a adoção de estratégias de manejo com enfoque agroecológico de modo a sustentar sua produção. Dessa maneira, tendo em vista a crise ambiental na qual o planeta se insere, há a necessidade de se buscar formas sustentáveis de produção. Com o intuito de se avaliar a viabilidade de se aliar duas práticas utilizadas em sistemas de produção sustentáveis, o presente trabalho teve como objetivo estudar o efeito da consorciação de adubos verdes com alface quanto ao seu desempenho agronômico. Foi utilizado delineamento experimental de blocos ao acaso, com parcelas subdivididas, e seis repetições. Os tratamentos consistiram de alface consorciada em linha e em sistema de adição com os adubos verdes aveia-preta (Avena strigosa Schreb.), caupi [Vigna unguiculata (L.) Walp.] e tremoço-branco (Lupinus albus L.). Os adubos verdes foram semeados em 4 épocas distintas anteriormente ao transplante da hortaliça, sendo que estas épocas foram 60, 40...

Identificação e caracterização de isolado de Bidens mosaic virus e triagem de alface para resistência

Hasegawa, Jorge Massaki
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: viii, 44 f. : il. color., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; O Bidens mosaic virus (BiMV) é um Potyvirus relatado pela primeira vez no Brasil, no Estado de São Paulo, onde foram realizados estudos através de microscopia eletrônica por Kitajima et al.(1961). É um vírus que causa sintomas em espécies de importância econômica como o girassol, a alface e a ervilha, além de algumas plantas ornamentais. Atualmente, embora se conheça o seu mecanismo de transmissão, a sua sintomatologia, as suas propriedades biológicas e físico-químicas e o seu círculo de hospedeiras, pouco se sabe sobre a importância do BiMV para a cultura da alface e a possíveis fontes de resistência em Lactuca sativa. O presente trabalho teve como objetivos a coleta de isolados de BiMV de diferentes regiões produtoras de alface no Estado de São Paulo, sua caracterização biológica, identificação por meio de técnicas moleculares e triagem de materiais de alface para resistência. Isolados virais coletados em plantas de picão-preto de regiões produtoras do Estado de São Paulo foram submetidos a diferentes metodologias de identificação e caracterização. Testes biológicos em hospedeiros diferenciais permitiram a diferenciação dos isolados de outros vírus de importância para a cultura da alface e a caracterização biológica de alguns isolados como BiMV. Foram vistas partículas flexuosas alongadas ao microscópio eletrônico de transmissão...

Doses de N-Ureia e de esterco bovino na qualidade nutricional da alface em consórcio com a rúcula

Paoloni, Danielle Freire
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iii, 71 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
Pós-graduação em Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV; O presente trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade nutricional da alface, em cultivo consorciado e solteiro, adubada com diferentes doses de N-ureia e esterco bovino. Adotou-se o delineamento experimental em blocos casualizados, com 18 tratamentos, distribuído em esquema fatorial 4x4+2, com quatro repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de quatro doses de N-ureia (0, 75, 150 e 225 kg ha-1 de N) com quatro doses de esterco bovino (0, 10, 20 e 30 t ha-1) para o plantio de alface consorciada com rúcula e dois tratamentos adicionais referentes aos cultivos de alface e rúcula em monocultura. Realizaram-se dois experimentos, um no verão e outro no inverno de 2010, utilizando-se a cultivar de alface Vera e a cultivar de rúcula Folha Larga. As plantas de alface foram avaliadas quanto: nitrato, fenólicos totais, pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, valor energético total, fibras, lipídios, glicídios e proteínas, umidade, e teores de P, K, Ca, Mg, S, Cu, Mn e Zn. Os maiores teores de nitrato encontrados foram 363,62 mg de NO3 - kg-1 no verão e 896,88 mg de NO3 - kg-1 no inverno, na dose de 225 kg ha-1 de N. Para todas as doses de N-ureia e/ou esterco bovino estudadas os valores são considerados baixos...

Adubos verdes na produção de alface e cenoura, sob sistema orgânico

Almeida, Karina de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 114 f. : il. color., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; O presente trabalho objetivou estudar o efeito das plantas de cobertura crotalária (Crotalaria juncea), feijão-guandu (Cajanus cajan), feijão-de-porco (Canavalia ensiformes), milho (Zea mays), milheto (Pennisetum glaucum) e mucuna-preta (Mucuna aterrimum), em cultivo exclusivo e consorciado, e vegetação espontânea, no desempenho agronômico de alface (Lactuca sativa) e cenoura (Daucus carota) cultivadas em sistema orgânico. Para tanto, foram conduzidos três experimentos, sendo um referente à seleção das espécies utilizadas como adubo verde. O primeiro e segundo, determinaram as quantidades de palhada para a formação de cobertura morta, além da decomposição e liberação de nutrientes das palhadas. O terceiro, o efeito do pré-cultivo de leguminosas e gramíneas no rendimento de alface e cenoura cultivadas em sistema orgânico. O delineamento utilizado nos dois primeiros experimentos foi o de blocos casualizados com quatro repetições, e o terceiro experimento em esquema de parcelas divididas (alface e cenoura). Nos estudos da decomposição e liberação de nutrientes das palhadas foi utilizado o método da “litter bags”. Conclui-se que o feijão-deporco em cultivo exclusivo apresentou maior produtividade de massa fresca...

Adubação nitrogenada no consórcio alface e rúcula

Barros Júnior, Aurélio Paes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvii, 86 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; Com o objetivo avaliar a influência de doses de nitrogênio realizadas para a alface e/ou para a rúcula, em consórcio, sobre as plantas (estado nutricional e crescimento) e sobre o consórcio (produtividade, classificação e qualidade, uso eficiente da área e rentabilidade), foi realizado um experimento no período de setembro à dezembro de 2006, na Unesp, Campus de Jaboticabal-SP. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados completos, com quatro repetições, sendo os tratamentos arranjados em esquema fatorial 4 x 4 + 2. Os tratamentos resultaram da combinação de quatro doses de N para a alface (0, 65, 130 e 195 kg/ha de N) e quatro doses de N para a rúcula (0, 65, 130 e 195 kg/ha de N), mais dois tratamentos adicionais, correspondentes às monoculturas de alface e rúcula. As cultivares utilizadas foram Verônica (alface) e Folha Larga (rúcula). Para todas as características avaliadas de plantas de alface a monocultura (testemunha) tiveram melhor desempenho que em consórcios, não ocorrendo diferenças para as características de rúcula. O aumento da dose de N para ambas as culturas...

Irrigação da cultura da alface com agua residuaria tratada com leitos cultivados com macrofita

Delvio Sandri
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em /05/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Este trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade do uso de água residuária tratada com leitos cultivados com macrófitas, comparada com água de um depósito de fonte hídrica superficial, aplicadas na irrigação da cultura da alface (Lactuca sativa L.), cultivar “Elisa”, por meio de ensaios de campo, utilizando os sistemas de irrigação por aspersão, gotejamento subterrâneo e superficial. O experimento foi realizado no campo experimental da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas, onde as avaliações foram realizadas durante dois ciclos da cultura, sendo o 1º ciclo no período de 08/06 a 23/07/01 e o 2º ciclo de 17/08 a 3/10/2001. Foi analisada a qualidade física, química e biológica da água residuária e do depósito de fonte superficial utilizada na irrigação, aos 06, 26 e 46 dias após o transplantio no 1º ciclo e aos 10, 25 e 47 dias após o transplantio no 2º ciclo da alface e conseqüente contaminação da cultura por coliformes totais e Escherichia coli. As alterações nas propriedades químicas do solo e solução do solo, foram medidas no início, meio e final de cada ciclo. Analisou-se também os parâmetros de crescimento, produtividade e composição química da parte aérea da alface...

Avaliação da qualidade de cultivares de alface submetidas a distintos métodos de resfriamento; Evaluation quality of lettuce cultivars subjected to different cooling methods : Rodolpho Cesar dos Reis Tinini

Rodolfo César dos Reis Tinini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
A hortaliça folhosa mais consumida e produzida no Brasil é a alface (Lactuca sativa L.) e seu consumo vem crescendo a cada ano devido a uma tendência da população mundial em adquirir hábitos de vida mais saudáveis. Existem diferentes métodos de resfriamento para conservação pós-colheita, já utilizados e aplicados em olerícolas, porém não se tem conhecimento sobre seus efeitos e benefícios para a alface. O objetivo deste estudo foi avaliar a aplicação de diferentes métodos de resfriamento e sua adequação para diferentes variedades de alface. Os tipos de alfaces analisadas foram a repolhuda crespa ou americana, a solta crespa, a repolhuda lisa e a solta lisa, adquiridas de um produtor da região de Campinas-SP. Foram avaliados três métodos de resfriamento seguidos de acondicionamento em câmara fria a 5ºC: resfriamento com ar forçado (com controle da umidade relativa do ar e sem controle da umidade relativa do ar), resfriamento evaporativo em túnel (nebulização e ventilador-meio poroso) e resfriamento com água fria (imersão e aspersão), sendo que o controle consistiu apenas no acondicionamento do produto em câmara fria a 5ºC, e os parâmetros físico-químicos (pH, ácido ascórbico, clorofila e perda de massa). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado (DIC) com cinco repetições por tratamento...

RESPOSTAS FISIOLÓGICAS DE SALADA MISTA MINIMAMENTE PROCESSADA CONSTITUÍDA POR ALFACE ROXA (Lactuca sativa L. var. pira roxa), ACELGA (Beta vulgaris L.) E ALFACE AMERICANA (L. sativa L. var. “Tainá”)

Silva, Diego Adílio da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 57 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.47%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Curso de Agronomia.; Os alimentos minimamente processados lograram nos últimos tempos aumento no seu consumo, em virtude de uma sociedade cada vez mais rigorosa com relação à qualidade dos alimentos por ela consumidos. Adicionalmente, mudanças de hábitos da mesma tornam a aquisição deste tipo de produto cada vez mais evidente. Alguns percalços limitam a comercialização deste tipo de alimento, os quais estão relacionados a respostas fisiológicas em detrimento de etapas do processamento mínimo. Entre elas estão mudanças no pH, °BRIX, degradação de clorofila e compostos fenólicos, acúmulo de carotenóides, escurecimento enzimático e aumento da taxa respiratória, evolução de etileno, dentre outros. Diante disso, o objeto deste trabalho foi determinar as respostas fisiológicas de salada mista minimamente processada constituída por alface roxa, acelga e alface americana armazenada a temperaturas de 5 ± 1ºC, por 0, 5, 10, 15 e 20 dias em embalagens nylon poli submetida a atmosferas modificada passiva (controle) e ativa (G85 à 2% O2 + 5% CO2 + 93% N2; G86 à 5% O2 + 5% CO2 + 90% N2). As variáveis analisadas foram evolução de CO2 C2H4...

Alface minimamente processada: efeito da aplicação de ácidos orgânicos

Sousa, Ricardo Jorge Gonçalves de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Dissertação de Mestrado em Engenharia Agronómica; A avaliação dos produtos minimamente processados depende da análise de parâmetros qualitativos. O interesse de se encontrar alternativas ao cloro mais amigas do ambiente e com menores riscos para a saúde humana, fez com que se estudasse o efeito dos ácidos orgânicos na conservação da qualidade da alface durante o seu período de vida útil. A presente dissertação teve como objectivos o acompanhamento da evolução da alface minimamente processada ao longo de 8 dias de armazenamento, à temperatura de 4ºC. Deste modo, as metodologias utilizadas passaram pela análise do efeito do vinagre comercial (6% de ácido acético na sua constituição) na lavagem, assim como a utilização do ácido ascórbico e ácido láctico na melhoria de características organolépticas da alface. O trabalho laboratorial incluiu análises à perda de massa, textura, cor, compostos fenólicos totais, capacidade antioxidante e pigmentos da alface (clorofila a, clorofila b e carotenóides). A lavagem com solução de vinagre a 1% conferiu à alface um aspecto inaceitável e odor a vinagre extremamente activo. A introdução de um enxaguamento pós-lavagem trouxe melhorias muito significativas no aspecto da alface...

Qualidade da alface crespa minimamente processada acondicionada em atmosfera modificada

Roversi,Rosana Mendes; Masson,Maria Lucia
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
A alface Crespa (Lactuca sativa L.)foi minimamente processada, tendo suas folhas destacadas e higienizadas, embalada em sacos plásticos de polietileno com modificação ativa da atmosfera dentro do pacote. Duas atmosferas foram aplicadas, variando-se o nível de CO2 em 10 e 15%, reduzindo nos dois casos o O2 a 5%. Após o acondicionamento, a alface foi imediatamente refrigerada. Comparou-se a qualidade da alface com e sem atmosfera modificada durante o armazenamento refrigerado. Monitoraram-se a variação da concentração de O2 e CO2 no interior das embalagens e a vida-útil da alface pela análise sensorial e microbiológica e a variação de sólidos solúveis. A influência da atmosfera modificada no crescimento de microrganismos e na variação de sólidos solúveis não foi relevante. Entretanto, essa tecnologia reduziu as taxas de respiração e, conseqüentemente, minimizou as perdas de qualidade sensorial da alface durante todo o armazenamento. A vida-útil da alface em atmosfera modificada foi estendida em até cinco dias além daquela alcançada pela alface acondicionada em atmosfera normal.

Alface e jateikaá em cultivo solteiro e consorciado: produção e atividade antioxidante

Mota,José Hortêncio; Vieira,Maria do Carmo; Cardoso,Cláudia Andréa Lima
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.38%
Conduziu-se este estudo, com o objetivo de avaliar o crescimento e a produção de alface (Lactuca sativa L.) e jateikaá (Achyrocline alata (Kunth) DC.) em cultivo solteiro e em consórcio. Os tratamentos em estudo foram três e quatro fileiras de alface por canteiro, duas fileiras de jateikaá espaçadas de 35 cm e 50 cm, quatro fileiras de alface alternadas com duas fileiras de jateikaá (A25J50) e três fileiras de alface alternadas com duas fileiras de jateikaá (A35J35). Foi utilizado o delineamento blocos casualizados, com quatro repetições. Foram avaliadas as massas frescas e secas, diâmetro e altura das cabeças de alface, massas frescas e secas das inflorescências e das partes aéreas sem inflorescências de jateikaá. Realizou-se o teste antioxidante para amostras de inflorescências de jateikaá nos tratamentos estudados. O tipo de cultivo e os espaçamentos entre fileiras não influenciaram significativamente as características avaliadas para alface e para o jateikaá, com exceção das massas fresca e seca de inflorescências, cuja produção foi superior no espaçamento de 50 cm. A altura média obtida para as plantas de jateikaá foi de 1,12 m. A razão de área equivalente para o consórcio A25J50 foi de 1,87 e para o A35J35 foi de 2...

Produção agroeconômica de três variedades de alface: cultivo com e sem amontoa

Zárate,Néstor Antonio Heredia; Vieira,Maria do Carmo; Helmich,Marcelo; Heid,Diego Menani; Menegati,Carlos Tutida
Fonte: Universidade Federal do Ceará Publicador: Universidade Federal do Ceará
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.38%
O objetivo do trabalho foi avaliar o comportamento produtivo e a sustentabilidade de três variedades de alface (Cinderella - tipo crespa, Rafaela - tipo americana e Elisabeth - tipo lisa), cultivadas com e sem amontoa, nas condições ambientes de Dourados-MS. Os tratamentos foram arranjados como fatorial 3 x 2, no delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco repetições. Aos 77 dias após a semeadura fez-se a colheita. O número e a altura e o diâmetro das "cabeças" de alface, assim como as massas frescas de "cabeças" comerciais e não comerciais, foram influenciados significativamente pela interação das variedades e do cultivo com e sem amontoa. A alface Rafaela apresentou as maiores produções, sob amontoa, exceto para número de "cabeças" não comerciais que foi menor e inversamente relacionada com o número de "cabeças" comerciais. Os custos de produção das alfaces cultivadas, com e sem amontoa, foram de R$ 4.936,99 ha-1 e R$ 4.467,06 ha-1, respectivamente. Nas condições em que foi desenvolvido o experimento, as maiores rendas líquidas (R$ 38.827,51 ha-1 e R$ 35.397,44 ha-1, com e sem amontoa, respectivamente) foram obtidas com a alface Rafaela, em relação às alfaces Cinderella e Elisabeth, em qualquer uma das formas de cultivo estudadas. A amontoa induziu maiores rendas líquidas dentro de cada variedade de alface estudada. Concluiu-se que para se obter maior produção de "cabeças" de alface comerciais e maior renda líquida deve-se optar pelo cultivo da variedade Rafaela e utilizar a amontoa como trato cultural.

Qualidade da alface crespa minimamente processada acondicionada em atmosfera modificada

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
A alface Crespa (Lactuca sativa L.)foi minimamente processada, tendo suas folhas destacadas e higienizadas, embalada em sacos plásticos de polietileno com modificação ativa da atmosfera dentro do pacote. Duas atmosferas foram aplicadas, variando-se o nível de CO2 em 10 e 15%, reduzindo nos dois casos o O2 a 5%. Após o acondicionamento, a alface foi imediatamente refrigerada. Comparou-se a qualidade da alface com e sem atmosfera modificada durante o armazenamento refrigerado. Monitoraram-se a variação da concentração de O2 e CO2 no interior das embalagens e a vida-útil da alface pela análise sensorial e microbiológica e a variação de sólidos solúveis. A influência da atmosfera modificada no crescimento de microrganismos e na variação de sólidos solúveis não foi relevante. Entretanto, essa tecnologia reduziu as taxas de respiração e, conseqüentemente, minimizou as perdas de qualidade sensorial da alface durante todo o armazenamento. A vida-útil da alface em atmosfera modificada foi estendida em até cinco dias além daquela alcançada pela alface acondicionada em atmosfera normal.

Alface e jateikaá em cultivo solteiro e consorciado: produção e atividade antioxidante

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.38%
Conduziu-se este estudo, com o objetivo de avaliar o crescimento e a produção de alface (Lactuca sativa L.) e jateikaá (Achyrocline alata (Kunth) DC.) em cultivo solteiro e em consórcio. Os tratamentos em estudo foram três e quatro fileiras de alface por canteiro, duas fileiras de jateikaá espaçadas de 35 cm e 50 cm, quatro fileiras de alface alternadas com duas fileiras de jateikaá (A25J50) e três fileiras de alface alternadas com duas fileiras de jateikaá (A35J35). Foi utilizado o delineamento blocos casualizados, com quatro repetições. Foram avaliadas as massas frescas e secas, diâmetro e altura das cabeças de alface, massas frescas e secas das inflorescências e das partes aéreas sem inflorescências de jateikaá. Realizou-se o teste antioxidante para amostras de inflorescências de jateikaá nos tratamentos estudados. O tipo de cultivo e os espaçamentos entre fileiras não influenciaram significativamente as características avaliadas para alface e para o jateikaá, com exceção das massas fresca e seca de inflorescências, cuja produção foi superior no espaçamento de 50 cm. A altura média obtida para as plantas de jateikaá foi de 1,12 m. A razão de área equivalente para o consórcio A25J50 foi de 1,87 e para o A35J35 foi de 2...

Efeito do CO2 aplicado na água de irrigação e no ambiente sobre a cultura da alface (Lactuca sativa L.).; Effect of CO2 applied to the lettuce crop (lactuca sativa l.) through irrigation water and the environment.

Gomes, Tamara Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.38%
Este trabalho teve como objetivo estudar a influência de diferentes doses e períodos de aplicação de CO2, via água de irrigação por gotejamento, no desenvolvimento e no estado nutricional da alface, na produtividade, avaliando também os efeitos na solução e no fluxo de CO2 do solo, no pH da água de irrigação e na concentração na atmosfera. Os experimentos foram realizados em diferentes períodos durante dois anos (1999 e 2000), no Horto do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ/USP, localizado em Piracicaba-SP à latitude de 22º 42' 30' S e longitude de 47º 30' 00'. A primeira etapa constituiu de testes preliminares para determinação da concentração de CO2 que refleti-se em resposta à fotossíntese da cultura da alface. A segunda e a terceira etapa foram representadas por quatro experimentos com a finalidade de testar as doses de CO2, determinadas na primeira etapa, e observar os efeitos provocados pela sua aplicação via água de irrigação na alface, na atmosfera, no solo e na água de irrigação. Nestas etapas os experimentos foram conduzidos sob túneis plásticos, e em delineamento experimental inteiramente casualisado. Os tratamentos foram compostos por diferentes doses de CO2 - 0, 52, 155 e 310 kg ha-1 e distintos períodos de aplicação - TT...

Consórcios de pepino e alface em cultivo protegido: viabilidade agroeconômica

Rezende, Bráulio Luciano Alves
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 163 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; Com o objetivo de avaliar a produtividade e rentabilidade dos consórcios de pepino, em duas densidades populacionais, com dois grupos de alface (crespa e americana), em ambiente protegido, realizados em duas épocas de cultivo, agosto a novembro de 2005 e fevereiro a maio de 2006, foram realizados oito experimentos na Unesp, Campus de Jaboticabal-SP. Cada experimento constou de nove tratamentos, resultante de quatro cultivos consorciados (estabelecidos em quatro épocas de transplante da alface em relação ao pepino: O, 10, 20 e 30 dias) e cinco monoculturas, sendo quatro com alface estabelecida nestas mesmas épocas de transplante e um com o pepino, instalado sob delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repetições. As cultivares utilizadas nos experimentos foram o híbrido de pepino japonês 'Hokushin', e 'Lucy Brown' e 'Verônica', respectivamente, para alface americana e crespa. A determinação do custo de produção do cultivo consorciado foi realizada com base na metodologia do custo operacional de produção...

Determinação de composição gasosa e sistemas de embalagens adequadas para conservação de alface americana 'Lorca' minimamente processada; Determination of gas composition and package systems for conservation of minimally processed 'Lorca lettuce

Helga Maria Darezzo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.57%
Com o aumento da demanda por produtos frescos surge uma nova classe de produtos denominada minimamente processados, que apresentam como características o alto valor nutricional, por conservarem as propriedades do produto ?in natura?; a praticidade no preparo, por serem higienizados e cortados; o aproveitamento total; e a maior vida útil. Nos últimos anos tem-se verificado um grande interesse na produção de hortaliças e frutos minimamente processados. O presente trabalho objetivou a determinação do sistema de embalagem ideal à conservação das características de qualidade da alface americana ?Lorca? minimamente processada, acondicionada sob atmosfera modificada ativa e submetida a 5 e a 8oC, com a especificação de sua vida útil. Para tanto, primeiramente, a alface foi armazenada em diferentes atmosferas controladas refrigeradas, visando à determinação da atmosfera mais benéfica à manutenção das características de qualidade. Os tratamentos, submetidos a 5 e a 8oC, foram avaliados por 15 e 13 dias, respectivamente, em relação aos parâmetros: químicos, pH, acidez titulável, sólidos solúveis e clorofila total; sensoriais, intensidade da cor verde, turgidez, escurecimento de nervuras, escurecimento de bordas...

Teor de nitrato em cultivares de alface produzidos em sistema convencional e hidropônico; Yield and nitrate content in cultivars of lettuce produced under different systems of cultivation

Ohse, Silvana; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis; Nogueira Filho, Hercules; Universidade Federal de Santa Maria - RS; Dourado Neto, Durval; Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - USP; Manfron, Paulo Augusto; Universidade F
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
o objetivo do presente trabalho foi determinar o rendimento (produção de massa fresca e de massa seca) e o teor de nitrato em cultivares de alface produzidos sob diferentes sistemas de cultivo. A produção de massa fresca de alface sob hidroponia foi 21,4% superior às de alface produzida no sistema convencional, não revelando proporcionalidade em produção de massa seca. O teor de nitrato em alface sob hidroponia foi 15,3% superior à de alface produzida no sistema convencional, que ainda assim, ficou muito abaixo dos limites máximos permitidos para a cultura, não diferindo entre cultivares. A hidroponia da alface apresentou-se viável por alcançar maior rendimento e menor ciclo.; The purpose of this research was to define the yield and the nitrate accumulation in cultivars of lettuce grew in differents cultivation systems. The production of the fresh weight of the hydroponic lettuce was 21,4% higher than the lettuce produced under conventional system. not presenting proportionality in the production of dry weight. The nitrate content in hydroponic lettuce was 15,3% higher than the lettuce produced under conventional system, however, much below of the highest Iimits permited for this culture, don't differing between cultivars. The lettuce hydropony showed up practicable for its larger yield and shorter cycle.