Página 1 dos resultados de 361 itens digitais encontrados em 0.072 segundos

Cinética de inativação térmica da peroxidase e da polifenoloxidase presentes na água de coco verde por processo térmico contínuo. ; Kinetic of thermal inactivation of peroxidase and polyphenol oxidase present in green coconut water by thermal continuous processing.

Murasaki, Nathalia da Cunha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
106.34%
Considerando a necessidade da pasteurização da água de coco verde, após a abertura do fruto, devido à ação de microrganismos e das enzimas presentes, peroxidase (POD) e polifenoloxidase (PFD), o presente trabalho tem como objetivo estudar o comportamento da atividade dessas enzimas, através de processo térmico contínuo. Na primeira parte foi estudada a cinética de inativação térmica das enzimas em processo de pasteurização da água de coco, realizado em trocador de calor a placas (TCP) de laboratório, ARMFIELD FT 43–A, a temperatura de 90°C em diferentes tempos de retenção. Amostras da água de coco não processada e processada foram congeladas a – 30ºC para as análises enzimáticas. Na segunda parte, com base nos resultados obtidos de cinética, foram realizados processos a 90 ºC com tempos de retenção de 120, 180 e 200 s para o estudo do comportamento dessas enzimas durante o armazenamento. Análises de pH, acidez, turbidez e atividade enzimática também foram realizadas durante o tempo de armazenamento de amostras da água de coco processada e não processada em temperatura ambiente, refrigerada (10ºC) e congelada (- 20ºC). Cada lote de água de coco foi caracterizado pela densidade, teores de sólidos totais e solúveis...

Inativação das enzimas presentes na água de coco verde (Cocos nucifera L.) por processo térmico através de microondas. ; Thermal inactivation of green coconut water enzymes (Cocos nucífera L.) by microwave processing.

Matsui, Kátia Nicolau
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
106.37%
Neste trabalho, o forno de microondas focalizadas (CEM, Star System 2) e o forno de microondas doméstico adaptado (CCE, MW - 850) foram utilizados para o processo térmico descontínuo e contínuo, respectivamente para reduzir a atividade da POD e PFO presentes na água de coco. No processo descontínuo um sensor de fibra óptica permaneceu em contato direto com as amostras, o que permitiu a obtenção de perfis precisos da temperatura em função do tempo e a determinação dos parâmetros cinéticos D e z para as enzimas, no intervalo de temperatura entre 50 e 100 °C. No processo contínuo, a aquisição dos dados de temperatura foi realizada por termopar tipo T localizado na saída da cavidade do forno e alcançou temperatura máxima entre 66 e 91 °C. Para avaliar a influência dos principais constituintes químicos da água de coco na atividade enzimática soluções simuladas (água; água/açúcares; água/sais; água/sais/açúcares) e água de coco estéril com adição de POD e PFO comerciais foram submetidas ao processo descontínuo por microondas. Os parâmetros cinéticos determinados para as enzimas come rciais nas soluções simuladas obedeceram à cinética de 1ª ordem e os valores D e z foram respectivamente: PFO/água (D93°C = 16 s...

Estudo da influência de processos de conservação na distribuição de espécies elementares em água de coco por espectrometria de absorção e emissão atômica; Study of influence of conservation processes in the distribution of elemental species in coconut water by atomic absorption spectrometry and optical emission spectrometry

Naozuka, Juliana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2004 PT
Relevância na Pesquisa
116.31%
A água de coco é um isotônico natural, uma bebida pouco calórica e muito nutritiva, representando 1,4 % do mercado de refrigerantes e de isotônicos artificiais. Aliado ao crescente mercado interno e externo, surge os processos de conservação com o intuito de preservação da água de coco fora do fruto, facilitando a comercialização e aumentando o tempo de vida de prateleira. Considerando o pressuposto, esse trabalho teve como objetivo principal avaliar a influência dos processos de conservação, ultrafiltração, congelamento e pasteurização, na concentração de Al, Ca, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, Se e Zn em água de coco. As determinações foram feitas por espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado e espectrometria de absorção atômica com atomização eletrotérmica. Investigação no sentido de determinar espécies livres de Se4+ e Se6+, em água de coco, por geração de hidretos e pré-concentração na superfície de um tubo de grafite modificada com Ir também foi objetivo desse trabalho. Os estudos foram realizados por meio das determinações das concentrações totais dos elementos e em diferentes frações (filtrado e resíduo), obtidas após ultrafiltração com membrana de celulose (0...

Avaliação de processo de produção de agua de coco (Cocus nucifera) por ultrafiltração e envase asseptico em garrafas de vidro.; Evaluation of process of water coconut (Cocus nucifera) production for ultrafiltration and bottling aseptic in glass bottles.

Carolina Reinaldo de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.33%
A água de coco verde no interior do fruto é estéril, porém, durante a sua extração e envase, podem ocorrer contaminações microbiológicas e alterações bioquímicas, com perda de qualidade do produto e redução do seu valor comercial. Este trabalho teve como objetivo estudar a conservação da água de coco verde através do processo de ultrafiltração e posterior envase asséptico em garrafas de vidro. A água de coco foi extraída de cocos verdes (Cocus nucifera), adicionada de 200mg/L de ácido ascórbico e filtrada em membrana de ultrafiltração de 10kDa de massa molecular de corte. O acondicionamento foi realizado em sala limpa ISO classe 7 em embalagens de vidro previamente esterilizadas. A eficiência do processo foi avaliada através do fluxo de permeado e da caracterização microbiológica, físico-química, bioquímica e sensorial dos produtos obtidos. A água de coco ultrafiltrada foi armazenada sob refrigeração (4ºC) durante 90 dias e à temperatura ambiente por um período de 30 dias e analisadas quinzenalmente. O processo de ultrafiltração reduziu a turbidez, o teor de ácido ascórbico e de proteína da água de coco, mas apresentou boa aceitabilidade sensorial. O pH, acidez total titulável, teor de ácido ascórbico e teor de oxigênio dissolvido variaram significativamente durante o tempo de estocagem. A água de coco estocada à temperatura ambiente apresentou maior alteração quanto aos parâmetros analisados do que a água de coco estocada sob refrigeração...

Avaliação e adaptação de sistema asseptico para obtenção de agua de coco (Cocos nucifera L.) acondicionada em embalagens plasticas.; Evaluation and adaptation of aseptic system to obtention of coconut water (Cocos nucifera L.) in plastic packages.

Laura Figueiredo Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
106.34%
Esta pesquisa teve o objetivo de avaliar o desempenho de um sistema asséptico piloto e adaptar o sistema para obtenção de água de coco acondicionada em embalagens plásticas, visando estocagem à temperatura ambiente. Para a padronização da matéria-prima, utilizada nos experimentos, foi realizado um planejamento fatorial completo 22 para a determinação da melhor formulação de água de coco, utilizando-se ácido cítrico, ácido ascórbico, sacarose e frutose. A avaliação do sistema asséptico foi dividida em três experimentos. Foram realizados dois experimentos em escala piloto, totalizando quatro lotes de 300 unidades, no primeiro, e um lote de 200 unidades, no segundo. Entre estes dois experimentos foi realizado um em pequena escala, onde foram produzidos cinco lotes de 21 litros cada, para avaliação das adaptações feitas tanto no sistema asséptico como nos procedimentos de obtenção da água de coco. Esse teste serviu também para determinar o melhor tratamento térmico. A partir dos testes sensoriais, determinou-se que a água de coco com melhor aceitação apresentou pH 4,9, acidez titulável 9,4mLNaOH0,1N/100mL e Brix 6,2% utilizando-se sacarose, e 6,0% utilizando-se frutose. O nível de contaminação dos componentes do sistema apresentaram-se dentro dos padrões microbiológicos exigidos. Dos cinco lotes produzidos em escala piloto...

Efeito do processo de homogeneização a ultra alta pressão na redução da carga microbiana e da atividade enzimatica da agua de coco.; Effect of ultra high pressure homogenization process on the microbial and enzymatic activities of coconut water.

Gustavo Levy Dosualdo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
106.26%
Diferentes tratamentos não térmicos têm sido estudados nos últimos anos como métodos substitutos ou complementares dos tradicionais tratamentos térmicos na conservação de alimentos. Estes tratamentos apresentam a vantagem de não causar alterações indesejáveis no sabor dos produtos ou perdas de nutrientes. Dentre os tratamentos não térmicos, um dos mais estudados é o processamento a alta pressão, que pode ser aplicado através de dois métodos: o isostático e o de homogeneização. O método isostático têm sido estudado com maior freqüência, no entanto, o método de homogeneização apresenta a vantagem de proporcionar uma produção contínua. Este trabalho visou avaliar o tratamento de homogeneização de alta pressão aplicado à água de coco para eliminação da atividade enzimática e de possíveis contaminações microbiológicas do produto. Os processamentos de Homogeneização a Ultra Alta Pressão (HUAP) foram realizados no equipamento nG7400H:320, fabricado pela Stansted Fluid Power (Stansted, Inglaterra), que atinge pressões de até 320 MPa. Estudou-se a influência da pressão de processo e do pH do produto nas atividades enzimáticas de peroxidase e polifenoloxidase e na destruição da bactéria Lactobacillus fructivorans e da levedura Saccaromyces cerevisiae. Os tratamentos realizados não causaram inativação satisfatória das enzimas presentes na água de coco...

Avaliação de processo de carbonatação de agua de coco (Cocus nucifera L.); Evaluation of a carbonation process for coconut water (Cocus nucifera L.)

Marina Costa da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106.29%
A agua de coco verde (Cocus nucifera L.) e bem conhecida por suas propriedades nutritivas, hidratantes e de baixos teores de gordura. Outra bebida com grande participacao no mercado de bebidas no Brasil e o refrigerante, bebida contendo dioxido de carbono (CO2) na sua formulacao. A adicao de CO2 proporciona maior vida e refrescancia para a bebida, alem de contribuir para uma alimentacao mais segura, inibindo o desenvolvimento de microrganismos aerobios. O objetivo deste estudo foi o desenvolvimento de uma bebida carbonatada a base de agua de coco verde e avaliacao do processo de carbonatacao dessa bebida. Diferentes formulacoes foram avaliadas sensorialmente, fixando-se inicialmente o pH em 4,4 e variando-se o volume de carbonatacao e o valor de solidos soluveis (0Brix). A bebida formulada foi clarificada, pasteurizada (90 °C/30s), resfriada, carbonatada e envasada em garrafas de polietileno tereftalato (PET) e armazenadas a temperatura ambiente. Para o processo de clarificacao e carbonatacao, avaliou-se diferentes tipos filtros e de carbonatadores. A bebida carbonatada foi avaliada atraves de analises fisico-quimica, microbiologica e sensorial pos processo e durante a estocagem. Quando a agua de coco carbonatada possuia volume de carbonatacao entre 4...

Influência da temperatura e do ácido ascórbico sobre a estabilidade físico-química e atividade enzimática da água de coco (Cocos nucifera L.) acondicionada assepticament

Abreu,Laura Figueiredo; Faria,José de Assis Fonseca
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
116.22%
Este estudo teve por objetivo avaliar a estabilidade físico-química da água de coco quando processada termicamente entre 138 e 144 °C por 10 segundos, com adição de ácido ascórbico nas concentrações de 0, 100 e 200 mg.L-1. Foram processados cinco lotes de água de coco em pequena escala, fazendo-se a avaliação de sua estabilidade por três meses. O tratamento térmico a 139 °C/10 segundos e o uso de 200 mg.L-1 de ácido ascórbico foram consideradas as melhores condições de processo para manter a estabilidade físico-química da água de coco esterilizada e acondicionada assepticamente.

Congelação de sêmem canino com diferentes concentrações de gema de ovo e glicerol em diluidores à base de tris e água de coco

Silva,Alexandre Rodrigues; Cardoso,Rita de Cássia Soares; Silva,Lúcia Daniel Machado da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
116.22%
O objetivo do presente trabalho foi comparar os diluidores à base de água de coco e à base de Tris na congelação do sêmen canino, utilizando-se diferentes concentrações de gema de ovo e glicerol. Cães Pastores Alemães (n=5) tiveram seu sêmen coletado por manipulação digital. Sua fração espermática foi avaliada quanto aos parâmetros macro e microscópicos e misturada para a formação de um pool de esperma que foi diluído em água de coco ou Tris, acrescidos de gema de ovo (10 ou 20%) e glicerol (4, 6 ou 8%). Em seguida, congelado pelo método de NUNES et al. (1997), sendo descongelado a 37ºC após uma semana. Observou-se uma superioridade do diluidor à base de Tris na conservação dos parâmetros vigor (2,3 ± 0,8), alterações espermáticas totais (14,8 ± 5,1%) e secundárias (14,4 ± 5,5%) no par onde os diluidores foram acrescidos de 20% de gema de ovo e 6% de glicerol. Nos demais protocolos, não se evidenciaram diferenças significativas entre os dois diluidores, em nenhum dos parâmetros observados. Esses resultados sugerem uma superioridade do diluidor à base de Tris em relação ao diluidor à base de água de coco na congelação do sêmen canino, no uso dos mesmos acrescidos de 20% de gema de ovo e 6% de glicerol.

CONSERVAÇÃO DO SÊMEN CANINO A 37ºC EM DILUENTES À BASE DE ÁGUA DE COCO

Uchoa,Daniel Couto; Silva,Alexandre Rodrigues; Cardoso,Rita de Cássia Soares; Pereira,Bárbara Sucupira; Silva,Lúcia Daniel Machado da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
116.22%
O presente trabalho objetivou avaliar a eficiência do diluidor à base de água de coco acrescido de ácido 3-indol acético (AIA) e gema de ovo na conservação do sêmen canino a 37ºC. Coletou-se o sêmen de seis cães adultos por manipulação digital, fracionando-o em três alíquotas. Procedeu-se a diluição do sêmen com o diluidor à base de água de coco (grupo A), com este acrescido de 4% de AIA (grupo B) e, com o mesmo acrescido de 20% de gema de ovo e 4%AIA (grupo C). Avaliou-se a motilidade, o vigor e a percentagem de alterações morfológicas espermáticas imediatamente após a coleta e periodicamente durante 180 minutos (T0, T5, T15, T30, T60, T90, T120, T180), avaliando-se também a taxa de degradação média de motilidade espermática (TDM). Os diluidores foram comparados pelo teste de Whitney-Mann (P<0,05). Não foram verificadas diferenças estatísticas entre os grupos até T60. A motilidade no uso do grupo A foi superior à dos demais grupos a partir de T90, ficando em torno de 95%.A TDM foi significativamente menor no diluente A (7,5%) em relação aos demais diluentes. Dessa forma, o diluente à base de água de coco mostrou-se adequado para a preservação do sêmen canino a 37ºC por 180 minutos.

Criopreservação de sêmen canino com um diluidor à base de água de coco

Cardoso,Rita de Cássia Soares; Silva,Alexandre Rodrigues; Uchoa,Daniel Couto; Silva,Lúcia Daniel Machado da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
116.17%
A estocagem do sêmen por um longo período, permitindo o seu posterior uso representa uma importante ferramenta para criadores que desejam resguardar o potencial genético de seus reprodutores. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da água de coco, gema de ovo e glicerol sobre o resfriamento e a criopreservação de sêmen canino. A fração espermática do ejaculado de 12 cães foi avaliada macro e microscopicamente e, em seguida, dividida em quatro alíquotas, submetidas à congelação em quatro diluidores, sendo todos à base água de coco e diferindo quanto à presença ou não da gema de ovo e glicerol. Durante o resfriamento, não se observou diferença entre os grupos, entretanto, após o congelamento e descongelamento, o diluidor adicionado de gema de ovo e glicerol (ACGG) foi superior aos demais quanto à motilidade, vigor e morfologia espermática. Nesse grupo, os valores de motilidade (%), vigor (0-5) e alterações morfológicas totais (%) após a descongelação foram 56,7 ± 16,1, 3,4 ± 0,5 e 23,8 ± 8,4, respectivamente. Diante dos resultados, concluiu-se que a adição de gema de ovo e glicerol ao diluidor foi necessária para a preservação da qualidade espermática após criopreservação de sêmen canino.

Conservação do sêmen e liquefação do coágulo seminal de macaco-prego (Cebus apella) em água de coco em pó (ACP-118®), em diferentes temperaturas

Oliveira,Karol Guimarães; Castro,Paulo Henrique Gomes de; Muniz,José Augusto Pereira Carneiro; Domingues,Sheyla Farhayldes Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
116.09%
O objetivo do estudo foi avaliar a água de coco em pó (ACP) na conservação do sêmen e liquefação do coágulo seminal de Cebus apella. O sêmen de seis machos adultos foi coletado por eletroejaculação (EEJ), diluído em solução à base de ACP-118® e submetido à incubação em banho-maria a 33, 35 e 37°C, por 24 horas. Avaliou-se a integridade espermática por meio da coloração eosina-nigrosina a cada uma hora durante as seis horas iniciais e após 24 horas de incubação. Os volumes médios e as concentrações espermáticas das frações coagulada e líquida foram de 0,20±0,02 e 0,20±0,10mL; 1,1±0,3x10(8) e 1,3±0,9x10(7) espermatozoides mL-1, respectivamente. Somente em uma amostra da fração líquida foram verificados espermatozoides com motilidade (20%) e vigor (4), perdurando por 40 minutos. A maior parte do coágulo liquefez em ACP-118® após 12 horas de incubação. O melhor tratamento observado foi sob 33°C, por manter até 47±12,8% de espermatozoides vivos após 24 horas. Conclui-se que o diluente à base de ACP é eficiente na liquefação do coágulo seminal e na manutenção da integridade espermática até 24 horas após a EEJ, nas temperaturas de 33, 35 e 37°C.

Avaliação de água-de-coco obtida por diferentes métodos de conservação

Costa,Lenise Maria Carvalho; Maia,Geraldo Arraes; Costa,José Maria Correia da; Figueiredo,Raimundo Wilane de; Sousa,Paulo Henrique Machado de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.31%
A cultura do coqueiro vem se expandindo nos últimos anos, e atualmente observa-se uma tendência de aceleração da escala de produção de coco verde para obtenção de água-de-coco. Este acontecimento exige a oferta para o mercado de água de coco de maior estabilidade e vida de prateleira. Dentro deste contexto, objetivou-se com este trabalho comparar a água de coco obtida pelo processo "Hot Fill" em laboratório com outras águas-de-coco comercializadas, submetidas a diferentes métodos de conservação (resfriamento, congelamento, enchimento asséptico e "Hot-Fill") mediante análises: físico-químicas de pH, acidez titulável, sólidos solúveis, cor, açúcares redutores, açúcares não-redutores; sensoriais de testes de aceitação pelo consumidor com sessenta provadores não treinados, utilizando escala hedônica estruturada de 9 pontos da avaliação global, aparência, sabor, e a escala hedônica de 5 pontos para intenção de compra; e microbiológicas. A comparação entre as amostras da água-de-coco conservadas pelo processo "Hot Fill" experimental com amostras comerciais, conservadas por diferentes métodos de preservação (asséptica, refrigerada, congelada e "Hot Fill") mostrou diferenças nas características físico-químicas e sensoriais. O processamento "Hot Fill" experimental utilizado apresentou qualidade microbiológica satisfatória e boa aceitação sensorial pelos provadores...

Efeitos da ingestão prévia de água de coco sobre o balanço hídrico e desempenho aeróbio no calor.

REIS, G. da S.; MENEZES, E. S.; MARINS, D. de M.; LAITANO, O.
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012. Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; p. 511-517.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.37%
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do consumo prévio de água de coco sobre o balanço hídrico e desempenho aeróbio no calor. Para isso, foram recrutados oito homens fisicamente ativos (idade 23 ± 3 anos, estatura 176 ± 6 cm, massa corporal 78 ± 7 kg) que realizaram três testes até a exaustão em cicloergômetro no calor (34 ± 1ºC) ingerindo uma das três bebidas em ordem randomizada: a) água, b) bebida com sabor, c) água de coco. Houve maior tempo até a exaustão na sessão água de coco (p=0.029). Da mesma forma, os participantes apresentaram maior frequência cardíaca máxima na sessão água de coco em comparação às outras sessões (água 183 ± 5, bebida com sabor 184 ± 8 e água de coco 189 ± 8 bpm) e maior capacidade de hidratação da água de coco em comparação à água e bebida com sabor (água 214 ± 85, bebida com sabor 267 ± 90, água de coco 161 ±73). Os resultados demonstram que a ingestão prévia de água de coco melhora o desempenho físico subsequente no calor e que a água de coco possui maior capacidade de hidratação em comparação à água e bebida com sabor.; 2012

Caracterização e aproveitamento da água de coco seco (Cocus nucifera L.) na produção de bebidas

Paes de Brito, Izabele; Pinheiro de Faro, Zelyta (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.33%
A água do coco seco, considerada resíduo da indústria de beneficiamento do coco, foi utilizada como matéria-prima em adição à polpa de maracujá, no processamento de um néctar de fruta e de um repositor hidroeletrolítico. Para isto, determinou-se a composição físico-química da água de coco, e realizou-se testes sensoriais para definir a formulação ideal de cada produto. Os produtos foram envasados em garrafas de vidro, e pasteurizados em batelada a 70ºC/5 min. Ao final do processamento, os lotes foram estocados a 25,5±1,03 ºC durante 90 dias. O efeito do tempo de armazenamento sobre as propriedades físico-químicas foi avaliado com 0, 15, 30, 60 e 90 dias de armazenagem. As características sensoriais foram avaliadas por análise descritiva quantitativa com 0, 30, 60 e 90 dias de armazenagem, utilizando uma equipe de 6 provadores treinados. Foram feitas contagens de bolores e leveduras, coliformes a 45 ºC e presença/ausência de Salmonella em 25g, com 0, 60 e 90 dias de estocagem. Quanto à composição da matéria-prima, verificou-se o predomínio de açúcares e minerais. Bons resultados sensoriais foram alcançados nas formulações com concentrações de 20% de polpa de maracujá, 80% de água de coco e 13 ºBrix para o néctar...

Avaliação de água-de-coco obtida por diferentes métodos de conservação

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
106.31%
A cultura do coqueiro vem se expandindo nos últimos anos, e atualmente observa-se uma tendência de aceleração da escala de produção de coco verde para obtenção de água-de-coco. Este acontecimento exige a oferta para o mercado de água de coco de maior estabilidade e vida de prateleira. Dentro deste contexto, objetivou-se com este trabalho comparar a água de coco obtida pelo processo "Hot Fill" em laboratório com outras águas-de-coco comercializadas, submetidas a diferentes métodos de conservação (resfriamento, congelamento, enchimento asséptico e "Hot-Fill") mediante análises: físico-químicas de pH, acidez titulável, sólidos solúveis, cor, açúcares redutores, açúcares não-redutores; sensoriais de testes de aceitação pelo consumidor com sessenta provadores não treinados, utilizando escala hedônica estruturada de 9 pontos da avaliação global, aparência, sabor, e a escala hedônica de 5 pontos para intenção de compra; e microbiológicas. A comparação entre as amostras da água-de-coco conservadas pelo processo "Hot Fill" experimental com amostras comerciais, conservadas por diferentes métodos de preservação (asséptica, refrigerada, congelada e "Hot Fill") mostrou diferenças nas características físico-químicas e sensoriais. O processamento "Hot Fill" experimental utilizado apresentou qualidade microbiológica satisfatória e boa aceitação sensorial pelos provadores...

Fertilidade após a inseminação artificial intra-cervical ou laparoscópica intra-uterina de ovelhas utilizando diluidores à base de água de coco; Fertility following intracervical or intrauterine laparoscopic insemination of ewes using extenders based on coconut water

Machado, Vanessa Porto; Nunes, José Ferreira; Araújo, Airton Alencar de; Fernandéz, Dimas René Perez; Cordeiro, Marina Albuquerque; Medeiros, Cláudio Henrique Nogueira de; Medeiros, André Luíz Nogueira de; Monteiro, Alexandre Weick Uchôa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
116.17%
O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de prenhez em ovelhas utilizando diluidores à base de água de coco (in natura: ACN ou em pó: ACP-102®) após inseminação artificial intra-cervical (Experimento 1) ou laparoscópica intra-uterina (Experimento 2). Experimento 1. Sêmen de 4 carneiros Santa Inês foi coletado, diluído a 37°C (T1: ACN; T2: ACP-102®) e resfriado á 4°C. 56 ovelhas Santa Inês foram inseminadas cervicalmente após a sincronização, 31 utilizando o diluidor ACN e 25 o diluidor ACP-102®. Experimento 2. Sêmen de 5 carneiros adultos (Santa Inês: n=04; Dorper n=01) foi coletado e processado de acordo com o descrito. 64 ovelhas SRD foram inseminadas intra-uterina por laparoscopia após a sincronização do estro, 37 utilizando o diluidor ACN e 27 o diluidor ACP-102®. O diagnóstico de gestação foi realizado por ultra-sonografia. A taxa de prenhez entre os tratamentos, dentro de cada método de inseminação, entre cada diluidor para ambos métodos de inseminação foi analisada pelo teste do Qui-quadrado (p<0,05). A taxa de prenhez após IA intra-cervical (ACN: 25,8% vs. ACP-102®: 48%) e laparoscópica (ACN: 72,9% vs ACP-102®: 70,3%) não foi influenciada pelos diluidores. A taxa de prenhez foi influenciada pelo método de inseminação (intra-cervical: 35...

Comparação entre a água de coco em pó (ACP®) e o Tris como diluidores na criopreservação do sêmen de cães; Comparison between powder coconut water (ACP®) and Tris as extenders for canine semen cryopreservation

Silva, Alexandre Rodrigues; Cardoso, Rita de Cássia Soares; Silva, Lúcia Daniel Machado da
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
116.09%
O presente trabalho comparou a água de coco em pó (ACP®) com o diluidor Tris na criopreservação do sêmen canino através da avaliação clássica e do teste de termorresistência. Cinco reprodutores caninos foram submetidos a duas coletas de sêmen através de manipulação digital. As frações espermáticas foram avaliadas quanto à sua coloração, volume, concentração, motilidade, vigor e morfologia espermática. As amostras de sêmen foram divididas em duas alíquotas: a primeira foi diluída em Tris e a segunda em ACP®. Ambos os diluidores continham 20% de gema de ovo. As amostras foram refrigeradas, adicionadas de glicerol (6%), envasadas em palhetas de 0,25mL, criopreservadas em vapores de nitrogênio, e finalmente armazenadas em nitrogênio líquido. Após uma semana, foi realizada a descongelação a 38ºC por 1min em banho-maria, sendo realizadas novas avaliações de motilidade, vigor e morfologia espermática. As amostras foram mantidas a 38ºC no banho-maria e avaliadas aos 15 e 30 min após descongelação. Não foram observadas diferenças significativas entre os dois diluidores no decorrer dos procedimentos de criopreservação e descongelação, bem como durante o teste de termorresistência, em relação às características avaliadas. O Tris e o ACP® foram eficientes em conservar 50% de espermatozóides móveis e 70% de espermatozóides morfologicamente normais após a descongelação. Assim...

Conservação de folículos pré-antrais caprinos em solução salina ou à base de água de coco; Preservation of goat preantral follicles in saline or coconut water solution

Costa, Sonia Helena Furtado; Santos, Regiane Rodrigues dos; Ferreira, Marcos Antônio Leal; Machado, Vanessa Porto; Rodrigues, Ana Paula Ribeiro; Ohashi, Otávio Mitio; Figueiredo, José Ricardo de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 ENG
Relevância na Pesquisa
116.22%
O presente estudo investigou a eficiência da solução salina e solução à base de água de coco na preservação de folículos pré-antrais inclusos em tecido ovariano, em diferentes temperaturas e diferentes tempos de incubação. No abatedouro, o par ovariano foi dividido em 19 fragmentos; um fragmento ovariano foi imediatamente fixado para histologia clássica (controle-tempo zero). Os outros 18 fragmentos ovarianos foram conservados em ambas as soluções a 4ºC, 20ºC ou 39ºC por 4 h, 12 h ou 24 h. A análise histológica mostrou que a conservação de fragmentos ovarianos em ambas as soluções a 4ºC por até 24 h mantém a percentagem de folículos pré-antrais normais similar aos valores do controle. Ao contrário, a conservação a 20°C ou 39ºC, em ambas as soluções, reduziu significativamente a percentagem de folículos pré-antrais normais comparado aos valores do controle, exceto em solução salina a 20ºC por 4 h ou em solução à base de água de coco a 20ºC por 4 h e 12 h. Em conclusão, esse estudo mostrou que ambas as soluções podem ser usadas com igual eficiência para conservar folículos pré-antrais caprinos a 4°C, independente do tempo de incubação. No entanto, para conservar folículos pré-antrais caprinos a altas temperaturas...

INFLUÊNCIA DO PROCESSAMENTO NAS CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS DA ÁGUA-DE-COCO

LUVIELMO, MÁRCIA DE MELLO; DE VASCONCELOS, MARCUS ARTHUR MARÇAL; MARQUES, GLÓRIA RAMALHO; DA SILVA, ROBERTA PISANI GOMES; DAMÁSIO, MARIA HELENA
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2005 POR
Relevância na Pesquisa
106.2%
O presente estudo teve por objetivo efetuar análise descritiva quantitativa de águas-de-coco e comparar o efeito de diferentes processamentos nas características sensoriais dos produtos. Foram utilizadas duas amostras de água-de-coco congeladas, uma pasteurizada por processo convencional e outra em microondas. Os resultados mostraram que a amostra pasteurizada em microondas apresentou (significativamente) os menores valores para as características típicas da água-de-coco verde, ao contrário das amostras congeladas. A amostra processada por pasteurização convencional apresentou maior intensidade dos atributos aroma e sabor de passado e aroma de ranço. INFLUENCE OF PROCESSING IN THE SENSORIAL CHARACTERISTICS OF COCONUT WATER Abstract The present study had as objective to realize quantitative descriptive analysis of coconut waters and to compare the effect of different processing types in the sensorial characteristics of the products. Two samples of frozen coconut water were utilized, one pasteurized by conventional process and other by microwave. The results demonstrated that the sample pasteurized by microwave showed (significantly) the lower values for typical characteristics of green coconut water, in contrary of the frozen samples. The sample processed by conventional pasteurization presented higher intensity of the attributes aroma and over-pass and rancid flavor.