Página 1 dos resultados de 1285 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

"O papel da avaliação de riscos no gerenciamento de produtos agrotóxicos: diretrizes para a formulação de políticas públicas" ; Risk Assessment for the Management of Pesticides: Subsidies for Formulating Public Policies.

Oliveira, Sérgia de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
Objetivo: Fornecer subsídios para a formulação de políticas públicas baseadas na avaliação de riscos, para o gerenciamento de agrotóxicos, tendo como foco de estudo os atuais procedimentos técnicos utilizados em nível federal para registro de produtos agrotóxicos, e as exigências relacionadas à avaliação de riscos presentes em dois acordos internacionais sobre substâncias químicas. Resultados: O gerenciamento das substâncias químicas é descentralizado, sem pauta de ação definida e realizado por meio da individualização dos riscos das substâncias. Pelo menos quatorze instituições federais possuem alguma atuação no gerenciamento. A atuação unilateral da maioria das instituições envolvidas gera uma legislação fragmentada, e implementada sob baixo grau de coordenação. O controle da implementação é feito pelo Estado, por meio da fiscalização dos padrões de emissão definidos, ou pela restrição ou proibição. Apesar de existir um rico arcabouço legal, ele não garante que a sociedade esteja usufruindo benefícios, uma vez que a falta de dados oficiais, e o reduzido número de resultados de investigações científicas relacionados ao tema, dificultam as tentativas de análise. Os principais atores envolvidos no gerenciamento dos agrotóxicos são os ministérios da Saúde...

Agrotóxicos na imprensa: análise de algumas revistas e jornais brasileiros; Pesticides in the press: analysis of some Brazilian magazines and newspapers

Lopes, Maria Elizabete Barretto de Menezes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.5%
O presente estudo tem por objetivo verificar a representação dos agrotóxicos nas mensagens contidas em alguns jornais e revistas da imprensa brasileira. Para tanto, realizaram-se análises de conteúdo e de discurso das matérias jornalísticas de uma amostra constituída de nove veículos, compreendendo tanto os de informação geral como os especializados na área agropecuária. A presença de anúncios sobre os agrotóxicos nas revistas especializadas Globo Rural, A Granja e Balde Branco possibilitou a classificação das mensagens em quatro categorias: matérias jornalísticas sobre os agrotóxicos, publicidades sobre os mesmos, matérias jornalísticas sobre outros assuntos agropecuários e anúncios sobre outros produtos agropecuários. Da categoria matérias jornalísticas sobre os agrotóxicos estabeleceram-se outras quatro, ordenando-se em matérias favoráveis e desfavoráveis a esses compostos, factuais e relacionadas às técnicas de produção alternativa, completando-se oito categorias. Nos demais veículos constantes deste estudo, por não apresentarem anúncios comerciais de agrotóxicos, analisaram-se somente as matérias jornalísticas sobre esses produtos, bem como as suas subdivisões. Avaliaram-se, ainda, os gêneros dessas matérias...

Segurança e saúde no tabalho rural com agrotóxicos: contribuição para uma abordagem mais abrangente; Safety and health in the rural work with pesticides: a contribution to a more comprehensive approach

Garcia, Eduardo Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/07/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.55%
Este trabalho teve como principal propósito discutir a segurança e a saúde no trabalho rural com agrotóxicos, especialmente no Brasil. De modo geral, essa discussão tem se limitado à proposição de medidas individuais de controle de riscos. Segundo conceitos de segurança e higiene do trabalho estas deveriam ser propostas como complementação às medidas coletivas de controle de riscos, consideradas prioritárias. No entanto, as medidas coletivas não têm sido abordadas como objeto principal dessa discussão. Assim, o trabalho buscou analisar as limitações práticas e conceituais do enfoque predominante e mostrar a necessidade de ampliar a discussão através da proposição de medidas coletivas para enfrentar a complexa questão que envolve as condições de trabalho com agrotóxicos. O trabalho baseia-se, principalmente, em revisão bibliográfica. Na primeira parte do trabalho faz-se uma exposição buscando mostrar a dimensão da utilização dos agrotóxicos e as principais culturas em que são empregados. Apresentam-se indicativos do potencial de exposição da população que trabalha com esses produtos. Procede-se, ainda, a uma descrição sobre os principais impactos provocados pelos agrotóxicos na agricultura...

Análises multiresíduos de agrotóxicos em tomate (Lycopersicon esculentum Mill) utilizando CG-EM e monitoramento; Multiresidue analysis of pesticides in tomato (Lycopersicon esculentum Mill) using GC-MS and monitoring

Andrade, Graziela Cristina Rossi de Moura
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
A preocupação com os danos provocados à saúde do trabalhador rural e ao meio ambiente devido ao uso indiscriminado de agrotóxicos tem aumentado nos últimos anos. O uso generalizado e intensivo destas substâncias tem gerado diversos problemas relacionados à saúde pública e ao desequilíbrio ambiental, incluindo: intoxicações de agricultores, contaminação de alimentos, água e solos. O tomate é hoje, uma hortaliça bastante conhecida e de elevado consumo no mundo. Sua cultura é bastante afetada por quebras de rendimento e depreciação da qualidade de matéria- prima, em razão da ocorrência de doenças, pragas e estresses abióticos. Apesar da preocupação com o monitoramento dos resíduos de agrotóxicos nos alimentos, poucas metodologias analíticas podem alcançar resultados de alta qualidade simultaneamente para uma gama extensiva de agrotóxicos. No presente estudo, foi desenvolvida e validada a metodologia de análise de multirresíduos QuEChERS (quick, easy, cheap, effective, rugged, and safe) para quantificação de resíduos de agrotóxicos em tomate. Este método provê resultados de forma rápida, fácil, com custo acessível e com alta qualidade. Foram analisados agrotóxicos utilizados principalmente no controle de insetos...

Identificação dos agrotóxicos prioritários para a vigilância da água de consumo humano no Estado de São Paulo; Identification of priority pesticides for monitoring of water for human consumption in the State of São Paulo

Mário Junior, Rubens José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Introdução: O atual modo de produção agrícola paulista faz uso de muitos insumos para a produção de grandes safras, uma vez que o estado se destaca como maior consumidor de agrotóxicos do País e maior produtor nacional de cana-de-açúcar, laranja, banana, segundo maior produtor nacional de tomate, batata e café . Para a manutenção deste cenário, o controle de pragas, doenças e ervas daninha é feito por meio da utilização de agrotóxicos, os quais são aplicados em pulverização foliar, na superfície do solo, ou são a ele incorporados. Uma vez no solo, os agrotóxicos podem ser absorvidos, submetidos a reações químicas, decompostos e transportados pela água, por erosão ou lixiviação, podendo atingir mananciais destinados ao abastecimento público. Objetivos: identificar os agrotóxicos de maior preocupação para contaminação da água utilizada para consumo humano no Estado de São Paulo. Método: Foram identificadas as principais culturas representativas do agronegócio paulista, bem como, os agrotóxicos licenciados para uso nestas culturas e seu volume comercializado no Estado, além de suas propriedades físico-químicas. Foram então, calculados os índices de GUS, LEACH, I_EXP e IP com base nas propriedades físico-químicas dos princípios ativos...

Tratamento de efluentes gredaos pela lavagem de aeronaves agrícolas e pelo descarte das aplicações aéreas de agrotóxicos; Treatment system of wastewater generated by washing and disposal of aerial applications of pesticides

Furtado, Ricardo Dourado
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Esta tese tem como objetivo analisar a eficiência de um sistema de tratamento de efluentes gerados na lavagem de aeronaves agrícolas e pelo descarte dos agrotóxicos não utilizados na aplicação aérea. O sistema é composto por piso de lavagem impermeabilizado, tanque de decantação, sistema de oxidação por ozônio e leito de volatilização. Esta pesquisa foi dividida em duas fases. Na Fase 1, acompanhou-se as campanhas de aplicações aéreas, coletando-se dados como: quantidade de efluente gerado, de água consumida e os agrotóxicos utilizados a fim de gerar informações para o experimento proposto e conhecer o impacto ambiental da aplicação aérea de agrotóxicos. O consumo médio de água foi de 112,8L e a produção de efluente foi de 132,8L, por lavagem. Na Fase 2, realizaram-se análises físicas e químicas, da concentração e da carga dos princípios-ativos dos agrotóxicos do efluente, nas etapas do sistema de tratamento. O efluente foi submetido a duas taxas distintas de ozônio, 1,0 e 2,0 g de O3/hora, para avaliar o grau de degradação pela diferença de concentração.O sistema reduziu as concentrações de Piraclostrobina do efluente em 97%, Epoconazole 98,1%, Imazetapir 92,4%, Imazapic 91,8% e Flufenoxuron 82...

Associação entre exposição por longo prazo a baixas doses de agrotoxicos e neurotoxidade cronica humana : revisão sistematica da literatura entre 1996-2006; Association between long staged exposition to the low doses of pesticides and human chronic neurotoxicity being : systematic review of literature between 1996-2006

Marcia Maria Reis Vieira Ramos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
A ocorrência de neurotoxicidade crônica secundária à exposição em longo prazo a níveis baixos de agrotóxicos é ainda controversa. O presente estudo teve por objetivo analisar a relação da exposição ao longo prazo aos agrotóxicos e a ocorrência de efeitos neurotóxicos crônicos. Consiste em uma revisão crítica e sistemática da literatura, de estudos epidemiológicos publicados entre 1996 e 2006, que abordaram a ocorrência de neurotoxicidade crônica em humanos, secundária à exposição a baixas doses de agrotóxicos. A revisão da literatura identificou estudos descritivos de prevalência, estudos de coorte, estudos de caso-controle e ecológicos que investigaram a relação entre neuropatologias crônicas adquiridas e a exposição aos pesticidas. Foram incluídos sessenta e três estudos nesta revisão (quarenta e seis estudos caso-controle, sete estudos seccionais e nove estudos de coorte). Somente um estudo ecológico foi identificado. Vinte e dois dos estudos caso-controle se relacionaram à doença de Parkinson ou parkinsonismo e vinte e quatro abordaram outras alterações neurológicas. Uma grande parte dos estudos documentou exposição humana a uma mistura de agrotóxicos Os organofosforados formam os mais estudados...

Perfil epidemiológico dos trabalhadores avaliados no programa de atenção à saúde de populações expostas a agrotóxicos da Unicamp entre 2003 e 2012; Epidemiological profile of employees evaluated in the health attention program to population exposed to pesticides of Unicamp from 2003 to 2012

Ricardo Sallai Viciana
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
A preocupação com a saúde dos trabalhadores rurais expostos a agrotóxicos deve aumentar na mesma medida que se aumenta o consumo de agrotóxicos no Brasil. Esta população cada vez mais crescente possui características próprias e necessita de uma atenção à saúde especializada. A Unicamp realiza desde 1982 um Programa de Investigação das Intoxicações por Agrotóxicos. Com o passar dos anos este programa foi se aperfeiçoando e se tornou um Programa de Atenção à Saúde de Populações Expostas à Agrotóxicos incorporado à grade curricular desta Instituição. Trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo a partir de dados secundários do Programa entre os anos de 2003 e 2012. No período foram avaliados 3797 trabalhadores rurais através da aplicação de um questionário semi-estruturado, sendo possível traçar um perfil epidemiológico desta população. 79,64% dos trabalhadores eram homens, a idade média foi de 40,97 anos, 70,56% dos trabalhadores alcançaram algum ano do segundo grau e 85,7% moravam na zona rural. A maioria dos entrevistados se declararam agricultores (78,72%) e mantinham contato direto com agrotóxicos (79,37%). O tempo médio de exposição aos agrotóxicos foi de 16,63 anos, sendo que 40...

Vulnerabilidades de trabalhadores rurais frente ao uso de agrotóxicos na produção de hortaliças em região do Nordeste do Brasil

Preza,Débora de Lucca Chaves; Augusto,Lia Giraldo da Silva
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
Atualmente, o Brasil representa o maior mercado consumidor de agrotóxicos do mundo. Entretanto, ainda são escassos estudos acerca dos fatores de risco associados ao uso de agrotóxicos no nordeste brasileiro. O Município de Conceição do Jacuípe, localizado no Estado da Bahia, apresenta uma grande produção de hortaliças, a qual emprega agrotóxicos em larga escala. Este estudo objetivou identificar características sociodemográficas, de saúde e de uso de agrotóxicos entre trabalhadores envolvidos no plantio de hortaliças. Realizou-se um estudo seccional através da aplicação de questionários semiestruturados a 29 trabalhadores rurais, entre dezembro 2007 e agosto 2008. A maioria deles (75,8%) tinha o Ensino Fundamental incompleto ou era analfabeto. Treze (44,8%) entrevistados referiram alguma queixa de saúde durante a aplicação de agrotóxicos, mas nenhum deles procurou assistência médica. Apenas 17,2% dos agricultores disseram usar equipamento de proteção individual (EPI) e 28% relataram não usar qualquer tipo de proteção durante a aplicação dos agrotóxicos. Dentre os 13 agrotóxicos citados, sete não são permitidos para uso em hortaliças. Os resultados indicam o uso indiscriminado de agrotóxicos em um contexto de vulnerabilidades sociais e institucionais que comprometem a saúde ambiental e do trabalhador...

Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas SINITOX e as intoxicações humanas por agrotóxicos no Brasil

Bochner,Rosany
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Este trabalho apresenta o perfil das intoxicações por agrotóxicos, estes separados por agrotóxicos de uso agrícola, agrotóxicos de uso doméstico, produtos veterinários e raticidas, a partir da análise da base de dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX), para o período de 1999 a 2003. Os resultados encontrados apontam perfis diferentes para as intoxicações causadas por estes quatro produtos. Enquanto intoxicações por agrotóxicos de uso agrícola e por produtos veterinários são mais freqüentes em adultos e em indivíduos do sexo masculino, intoxicações por agrotóxicos de uso doméstico e por raticidas são mais freqüentes em crianças e em indivíduos do sexo feminino. As letalidades também são muito diferentes, variando de 0,44% para os agrotóxicos de uso doméstico a 2,80% para os agrotóxicos de uso agrícola. Conclui-se que a análise conjunta das intoxicações por agrotóxicos, sem fazer distinção ao tipo de agrotóxico envolvido, é um erro, pois distorce os resultados encontrados, chegando a ocultar reais riscos. Faz-se necessário, assim, o cuidado de disponibilizar, de modo diferenciado, informações acerca de tais intoxicações.

Comunidade pomerana e uso de agrotóxicos: uma realidade pouco conhecida

Jacobson,Ludmilla da Silva Viana; Hacon,Sandra de Souza; Alvarenga,Luciana; Goldstein,Roberta Argento; Gums,Carmen; Buss,Daniel Forsin; Leda,Luciana Ribeiro
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
O objetivo deste trabalho foi caracterizar socioeconomicamente a comunidade pomerana do Alto Santa Maria, localizada no município de Santa Maria de Jetibá (ES) e investigar os principais fatores de exposição aos agrotóxicos. Trata-se de um estudo transversal realizado a partir de um questionário semi-estruturado, reunindo informações de 151 famílias. A análise foi baseada em estatísticas descritivas e modelos de regressão logística. Os resultados revelaram que a maioria dos membros da comunidade é o proprietário da terra. A participação das crianças nas atividades agrícolas é uma tradição da cultura pomerana. O uso de agrotóxicos nas lavouras nesta comunidade começou na década de oitenta e, desde então, diferentes tipos de agrotóxicos são frequentemente usados pela população rural. Os modelos de regressão logística que associam a presença de algum problema de saúde com o tipo de limpeza da terra, uso de agrotóxicos, frequência de aplicação dos agrotóxicos e uso de equipamento de proteção mostraram que a chance de um indivíduo apresentar algum problema de saúde está relacionada com o uso de agrotóxicos e o grau de escolaridade é um fator importante para o uso de equipamentos de proteção. A comunidade pomerana estudada possui hábitos culturais que contribuem para a exposição aos agrotóxicos.

Agrotóxicos: o fatalismo químico em questão: Estudo de caso de Boqueirão e Lagoa Seca PB

Elísio Garcia Sobreira, Antônio; Tôrres Aguiar Gomes, Edvânia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.51%
O fatalismo químico resulta do ceticismo dos agricultores sobre a possibilidade de obter produção agrícola sem utilizar agrotóxicos. A difusão desigual e combinada dos agrotóxicos em todo território nacional produziu disfunções técnicas interescalares, alocais e atemporais que podem provocar alterações crônicas e agudas na saúde coletiva e prejuízos econômicos. Os propósitos deste trabalho são apontar alternativas ao fatalismo químico , subsidiar o planejamento do desenvolvimento rural e monitoramento do uso de agrotóxicos. Métodos. Levantamento histórico dos agrotóxicos no mundo, Brasil e Paraíba; análise das funções e disfunções técnicas deste insumo para subsidiar matriz de problemas decorrentes do uso de agrotóxicos; comparação e análise de dois diagnósticos participativos do uso de agrotóxicos na horticultura dos Municípios de Boqueirão e Lagoa Seca na Paraíba. Descrição dos atores e alternativas aos agrotóxicos. Resultados. O levantamento histórico comprovou que a união de interesses entre Estado e as corporações é responsável pelo quadro de risco do uso dos agrotóxicos por terem desconsiderado os aspectos socioculturais e ambientais dos agricultores e por não adequarem estrutura governamental para realizar a fiscalização e monitoramento destas substâncias. A matriz de problemas transformou-se em eixo condutor do trabalho e sintetizou os fatores responsáveis pela contaminação coletiva. Confirmou-se o papel transformador da pesquisação dos agricultores em Lagoa Seca. O estabelecimento de ecotaxas sobre os agrotóxicos tem potencial de contribuição para redução de riscos. Conclusões. A conversão tecnológica voltada para a produção limpa pode ser efetivada com os mesmos mecanismos utilizados para a difusão dos agrotóxicos...

Avaliação citogenética e molecular de indivíduos ocupacionalmente expostos aos agrotóxicos; Cytogenetic and molecular assessment of individuals

Batista, Mariana Pedrosa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Genetica e Biologia Molecular; Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Genetica e Biologia Molecular; Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Rural workers are constantly exposed to pesticides they use on crops, and this exposure may be responsible for genetic damage causing a health risk. A problem with the use of pesticides is the genotoxicity, which can lead to the onset of disease. Little is known about the relationship between genotoxicity and the variation of genetic polymorphisms of xenobiotic metabolism that may modify individual susceptibility to the possible genotoxic effects of pesticides. Therefore, there is a need to study genes as glutathione-S-transferase mu (GSTM1) and theta glutathione S-transferase (GSTT1) encoding detoxification enzymes of genotoxic compounds. Another important assessment in individuals exposed to pesticides is the presence of chromosomal translocation t(14;18) (q31,q21), which can be investigated at the molecular level. Thus, this study evaluated the polymorphisms of GSTM1 and GSTT1 genes in 120 individuals occupationally exposed to pesticides and 115 controls (without exposure to pesticides), by real-time PCR. The frequencies of GSTM1 and GSTT1 genotypes were found in 49 % and 18 %, respectively in the exposed group and 37 % and 18 %, respectively, for the control group. It has been found that there is a greater possibility of poisoning in workers who have null genotypes. There was no statistically significant correlation between the increased risk of intoxication and alcohol consumption...

O agricultor familiar e o uso (in)seguro de agrotóxicos no município de Lavras, MG; The familiar farmer and the (un)safe use os pesticides in the county of Labras, MG

Pedro Henrique Barbosa de Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Foco das políticas públicas direcionadas aos trabalhadores rurais expostos aos agrotóxicos nos países em desenvolvimento, o "uso seguro" sustenta-se em uma série de medidas de controle dos riscos envolvidos na manipulação destes produtos. Idealizado pelas indústrias químicas, este paradigma de segurança foi adotado no Brasil como base conceitual da legislação que regulamenta a utilização de agrotóxicos. No entanto, estudos realizados em diversas regiões do País revelam um quadro crescente de exposição e danos à saúde humana e de contaminação ambiental, entre outros impactos negativos, aqui entendidos como consequência do incentivo público e privado à utilização destes produtos associado à ineficácia da adoção deste paradigma de segurança. O objetivo deste trabalho foi analisar a viabilidade de cumprimento do "uso seguro" de agrotóxicos no contexto da agricultura familiar do município de Lavras, MG. Em 2013, foram entrevistados trabalhadores de 81 unidades de produção familiar nas 19 comunidades rurais existentes em Lavras. Os dados coletados foram registrados em gravador de áudio e em questionário semi-estruturado contendo blocos de perguntas sobre aspectos socioeconômicos e sobre as práticas de trabalho nas atividades de aquisição...

Panorama atual dos discursos e posicionamentos sobre o uso de agrotóxicos no Brasil

Homem, Larissa Hery Ito Ribeiro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2013.; No Brasil o discurso e as práticas vigentes no campo, de um modo generalizado, vêm justificando o uso de agrotóxicos pela necessidade de uma ?agricultura produtiva?, sendo o país considerado atualmente, o maior consumidor de agrotóxicos no mundo. A Ciência, dentre as fontes de conhecimento, possui um papel de destaque na circulação de ideias na sociedade ocidental e, mais especificamente, a literatura científica compreendida como produção discursiva fornece pistas sobre a formação, manutenção e difusão de repertórios que têm contribuído para a produção de sentidos e construção do conhecimento na sociedade. O presente trabalho tem como objetivo trazer à luz Práticas Discursivas da literatura científica brasileira a fim de compreender que repertórios estão disponíveis para dar sentido ao uso de agrotóxicos no Brasil e traçar um retrato dos posicionamentos assumidos pelos pesquisadores na área técnica rural, tendo como marco a Lei dos Agrotóxicos de 1989 até os dias de hoje. Para tanto foram analisados 78 artigos entre dez periódicos indexados em base de dados aberta...

A utilização de agrotóxicos em lavouras cafeeiras frente ao risco da Saúde do Trabalhador Rural no Município de Cacoal – RO (Brasil); The agrotóxicos use in farmings cafeeiras front to the risk of the Rural Worker's Health in the Municipal district of Cacoal - RO (Brazil)

Silva, Marcelio Viana da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.42%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006.; No âmbito da América Latina, o Brasil desponta como o maior consumidor de agrotóxicos, com um consumo estimado em 50% da quantidade comercial na região. A aplicação indiscriminada de agrotóxicos afeta tanto a saúde humana quanto a ecossistemas naturais. Os impactos na saúde podem atingir tanto aplicadores dos produtos, os membros da comunidade e os consumidores dos alimentos contaminados com resíduos, mas, sem dúvida, a primeira categoria é a mais afetada por estes. A utilização dos agrotóxicos no meio rural brasileiro tem trazido uma série de conseqüências tanto para o ambiente como para a saúde do trabalhador rural. Em geral, essas conseqüências são condicionadas por fatores intrinsecamente relacionados, tais como o uso inadequado dessas substâncias, a alta toxicidade de certos produtos, a falta de utilização de equipamentos de proteção e a precariedade dos mecanismos de vigilância. Dos 5.570 casos de intoxicação, ocorridos em 2003, 1.748 (31,4%) foram causados por agrotóxicos de uso agrícola. Pretendeu-se com a realização deste estudo, conhecer no Município de Cacoal - RO o perfil dos trabalhadores em lavouras cafeeiras...

Indicadores de contaminação ambiental por agrotóxicos: instrumentos de avaliação pericial

Ricardo, Gabriela Canarin
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.42%
Monografia apresentada ao Setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC, para a obtenção do título de especialista em Perícia e Auditoria Ambiental.; A falta de informação sobre a aplicação de agrotóxicos predomina até hoje no meio rural, com implicações diretas na saúde humana. Visando estudar os problemas causados pelo de agrotóxicos à saúde humana e ao meio ambiente, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre esse tema, bem como sobre os instrumentos de perícia ambiental. Para efeito de estudo comparativo e preliminar para avaliação dos aspectos básicos existentes entre uma horta-orgânica, sem uso de agrotóxicos, e uma horta com uso de agrotóxico, foi utilizado para o teste o produto utilizado na região, denominado de Decis 25 CE (Deltametrina). Não foram realizadas análises químicas e de toxicidade do solo e dos produtos agrícolas, em função das limitações de tempo e condições da pesquisa, apenas os aspectos de desenvolvimento das espécies, em especial os aspectos visuais foram comparados. As condições aparentes das espécies não devem servir de parâmetro de análise, pois, o crescimento rápido e condições externas podem esconder condições severas e contaminação...

Percepção dos produtores rurais de Tupã, SP, sobre o processo de comunicação para execução da logística reversa de embalagens de agrotóxicos

Bernardo, Cristiane Hengler Corrêa; Braga Júnior, Sergio Silva; Marques, Mauricio Dias; Gomes, Silvia Cristina Vieira; Queiroz, Timóteo Ramos
Fonte: Revista Observatório Publicador: Revista Observatório
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; pesquisa exploratória com abordagem qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 26/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Disponível em: O artigo objetivou identificar a percepção de produtores rurais de Tupã/SP sobre a legislação que implantou e regulamenta a logística reversa de embalagens de agrotóxicos, bem como as informações que têm sobre sua obrigação. Buscou-se trazer elementos contidos na legislação e considerações de diversos autores, por meio de pesquisa bibliográfica, assim como foi aplicado um formulário com 19 questões, sobre o comportamento de 20 produtores rurais frente às informações relativas à devolução das embalagens vazias de agrotóxicos. As discussões revelam que cerca de 60% dos respondentes são indiferentes, conhecem muito pouco ou desconhecem sua responsabilidade como primeiro elo da cadeia da logística reversa das embalagens vazias de agrotóxicos, talvez em virtude de falhas no processo de comunicação e na fiscalização. Sugere-se que deva haver maior empenho do Poder Público com vistas a intensificar a fiscalização e tornar mais compreensível as responsabilidades desses agricultores. PALAVRAS-CHAVE: Logística reversa, comunicação e agronegócios, embalagens vazias de agrotóxicos, legislação ambiental.  ABSTRACT With the purpose to identify the perception of farmers Tupa/SP on legislation that established and governs the reverse logistics of empty pesticide containers...

Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas SINITOX e as intoxicações humanas por agrotóxicos no Brasil

Bochner,Rosany
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Este trabalho apresenta o perfil das intoxicações por agrotóxicos, estes separados por agrotóxicos de uso agrícola, agrotóxicos de uso doméstico, produtos veterinários e raticidas, a partir da análise da base de dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX), para o período de 1999 a 2003. Os resultados encontrados apontam perfis diferentes para as intoxicações causadas por estes quatro produtos. Enquanto intoxicações por agrotóxicos de uso agrícola e por produtos veterinários são mais freqüentes em adultos e em indivíduos do sexo masculino, intoxicações por agrotóxicos de uso doméstico e por raticidas são mais freqüentes em crianças e em indivíduos do sexo feminino. As letalidades também são muito diferentes, variando de 0,44% para os agrotóxicos de uso doméstico a 2,80% para os agrotóxicos de uso agrícola. Conclui-se que a análise conjunta das intoxicações por agrotóxicos, sem fazer distinção ao tipo de agrotóxico envolvido, é um erro, pois distorce os resultados encontrados, chegando a ocultar reais riscos. Faz-se necessário, assim, o cuidado de disponibilizar, de modo diferenciado, informações acerca de tais intoxicações.

Comunidade pomerana e uso de agrotóxicos: uma realidade pouco conhecida

Jacobson,Ludmilla da Silva Viana; Hacon,Sandra de Souza; Alvarenga,Luciana; Goldstein,Roberta Argento; Gums,Carmen; Buss,Daniel Forsin; Leda,Luciana Ribeiro
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
O objetivo deste trabalho foi caracterizar socioeconomicamente a comunidade pomerana do Alto Santa Maria, localizada no município de Santa Maria de Jetibá (ES) e investigar os principais fatores de exposição aos agrotóxicos. Trata-se de um estudo transversal realizado a partir de um questionário semi-estruturado, reunindo informações de 151 famílias. A análise foi baseada em estatísticas descritivas e modelos de regressão logística. Os resultados revelaram que a maioria dos membros da comunidade é o proprietário da terra. A participação das crianças nas atividades agrícolas é uma tradição da cultura pomerana. O uso de agrotóxicos nas lavouras nesta comunidade começou na década de oitenta e, desde então, diferentes tipos de agrotóxicos são frequentemente usados pela população rural. Os modelos de regressão logística que associam a presença de algum problema de saúde com o tipo de limpeza da terra, uso de agrotóxicos, frequência de aplicação dos agrotóxicos e uso de equipamento de proteção mostraram que a chance de um indivíduo apresentar algum problema de saúde está relacionada com o uso de agrotóxicos e o grau de escolaridade é um fator importante para o uso de equipamentos de proteção. A comunidade pomerana estudada possui hábitos culturais que contribuem para a exposição aos agrotóxicos.