Página 1 dos resultados de 402 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Disponibilidade de azoto para as plantas, a partir de fertilizantes orgânicos autorizados em agricultura biológica

Pereira, Anabela; Rodrigues, M.A.; Arrobas, Margarida
Fonte: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo Publicador: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
Os fertilizantes orgânicos continuam a ser bastante valorizados pela agricultura. No modo de produção biológico, com as restrições ao uso de fertilizantes de síntese, os fertilizantes autorizados para aquele fim, ganham importância acrescida Neste trabalho reportam-se resultados de um ensaio que incluiu 8 tipos de fertilizantes, alguns dos quais autorizados em agricultura biológica. O trabalho está integrado numa linha de investigação mais ampla que envolve também ensaios de campo. Os fertilizantes foram misturados com 10 kg de terra fresca por vaso em dose correspondente à aplicação de 180 kg N/ha. Foram usados três fertilizantes autorizados em agricultura biológica: vegethumus (Ve, 2.2 % N); phenix (Ph, 6.6 % N); e nutrisoil (Nu, 14.4 % N).

Protecção contra a mosca da azeitona, Bactrocera oleae (Gmel.) em olivicultura biológica: situação actual e perspectivas.

Torres, L.; Pereira, J.A.; Bento, Albino
Fonte: ESA de Castelo Branco Publicador: ESA de Castelo Branco
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
56.42%
O interesse crescente da parte, quer de produtores quer de consumidores, pela agricultura biológica, a par da grande importância económica e social que a oliveira tem em Portugal, justificam a prioridade que deverá ser atribuída, no País, ao desenvolvimento da olivicultura biológica. Assim, a prática deste modo de produção poderá contribuir decisivamente para um melhor equilíbrio entre a oferta e a procura do azeite respeitando, ao mesmo tempo, exigências de protecção ambiental e de preservação do espaço rural. No entanto, a olivicultura biológica só terá futuro se concretizada através de práticas agrícolas adequadas, nomeadamente no domínio da protecção contra pragas e doenças. Nesta óptica deverá ser dedicada especial atenção à mosca-da-azeitona, Bactrocera oleae (Gmel.), a mais disseminada e melhor conhecida praga da oliveira, pela gravidade dos prejuízos directos e indirectos que pode ocasionar. Face ao exposto, na presente comunicação analisam-se as possibilidades actuais e os progressos registados no âmbito da protecção contra esta importante praga, em olivicultura biológica. Referem-se quer as medidas indirectas, como a escolha de cultivares, o fomento e protecção da fauna auxiliar indígena e a antecipação da colheita...

A produção biológica na Região Autónoma da Madeira

Rodrigues, Miguel Nuno Abreu
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.48%
Dissertação de Mestrado em Ciências do Consumo Alimentar apresentada à Universidade Aberta; A Insegurança Alimentar ameaça toda a população mundial, sendo um dos graves problemas com que estão confrontados os governos de todos os países. A globalização, transformou a agricultura numa indústria poderosa em que os interesses financeiros (lucro), esqueceram a sustentabilidade do planeta, com consequências ainda por apurar, para o meio ambiente e para a qualidade de vida dos seus habitantes). A Agricultura Biológica não será, com certeza, a solução para os problemas colocados com a exploração intensiva e a criação de novas terras cultiváveis ou sequer para a destruição das florestas, praticada pela agricultura industrial. Mas será, sempre, um ponto de partida, para se obter, o equilíbrio entre uma agricultura industrial e uma agricultura sustentável, que tenha como principal objectivo a preservação da Terra.; Unsafe food threatens the world´s population therefore, it is a serious issue that governments from all countries have to face. Globalization changed agriculture into a powerful industry where the financial interests (profits) forgot the sustainability of the planet, the consequences of which are still unforeseen for the environment and quality of life of its inhabitants. Biological agriculture is not necessarily the solution for intensive culture of fertile land plus the developing of new lands through the destruction of forests...

A agricultura biológica em Portugal : (d)as problemáticas e (a)os problemas

Gonçalves, Sara Manuela Pitães Azevedo
Fonte: Porto : [Edição de Autor] Publicador: Porto : [Edição de Autor]
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Nesta dissertação de mestrado procura-se analisar 4 questões fundamentais: as razões da expansão deste sector a partir de 1992 na União Europeia e em Portugal; a situação em que se encontra a AB em Portugal; as problemáticas inerentes a este modo produtivo; e os principais problemas que travam a sua expansão nacional e nos colocam na cauda da Europa em termos estatísticos no âmbito da Agricultura Biológica (AB). Inicialmente, procuramos dar uma visão de conjunto, sistematizada e legislativamente fundamentada, sobre as "grandes mudanças" da agricultura na Europa nas últimas cinco décadas do século XX e de que forma as políticas comunitárias evoluíram para acompanhar tais mudanças. Para tal, abordamos a conjuntura político-económica desde o nascimento da PAC até às suas duas grandes reformas em 1992 e 2003, salientando a sucessiva integração da componente ambiental na agricultura, com especial destaque para a importÂncia das medidas Agro-Ambientais (reg.2078/92). Contextualizamos ainda, legislativa e historicamente, os principais vectores que estão na base do aparecimento da AB a nível europeu, desde os primeiros esboços ecologistas até ao Regulamento (CEE)nº2092/91. Seguidamente, no terceiro capítulo...

Comunidade de nemátodes do solo associada a brassica rapa, em regime de agricultura biológica

Duarte, Joana; Almeida, M. T. M.
Fonte: Associação Portuguesa de Horticultura Publicador: Associação Portuguesa de Horticultura
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.52%
No Centro Interpretativo do Carvalho de Calvos é mantida uma horta em regime de agricultura biológica. Geralmente estão associados à agricultura intensiva nemátodes fitoparasitas com impacto negativo sobre a produção. O seu controlo nem sempre é fácil, recorrendo-se frequentemente à aplicação de pesticidas químicos; contudo, em agricultura biológica esta prática está interdita. Nesta horta é unicamente utilizada fertilização orgânica, resultante de compostagem praticada localmente, com sucesso. O presente estudo teve como objectivo o conhecimento da nematofauna associada a nabiça, Brassica rapa, cultivada neste regime, uma vez que os nemátodes do solo são também considerados bioindicadores. Foram colhidas diversas amostras de solo, na zona da rizosfera, entre 10 a 30 cm de profundidade, ao longo do talhão cultivado. O solo (sub-amostras de 100 cc) foi posteriormente processado no laboratório, pelo método do tabuleiro. As suspensões aquosas obtidas foram observadas ao microscópio óptico invertido para a extracção e isolamento dos nemátodes, os quais foram quantificados e identificados ao nível da família e segundo o grupo trófico (bacteriófagos, fungívoros, omnívoros, predadores e parasitas das plantas). Foram identificadas 13 famílias...

Recursos didácticos na educação ambiental : agricultura biológica

Duarte, Ana Filipa figueiredo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Actualmente vivemos numa sociedade em constante mudança, onde diariamente surgem novos conhecimentos científicos e tecnológicos que melhoram a qualidade de vida de muitos habitantes do planeta. No entanto, o desenvolvimento tem provocado também, diversos problemas de natureza ambiental, como a degradação dos recursos da terra. A escola deve contribuir para formar cidadãos cientificamente cultos, conscientes do mundo que os rodeia, capazes de pensar de forma criativa, de se empenharem na busca de soluções para os problemas existentes e de exercer uma cidadania responsável. O presente estudo, de cariz exploratório, tem como principal objectivo averiguar o impacte que o uso de recursos didácticos poderá ter na motivação e aprendizagem das crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico, no que diz respeito ao desenvolvimento de atitudes de promoção do ambiente e de cidadania, através da exploração da temática da agricultura biológica. Este estudo enquadra-se numa metodologia de investigação qualitativa, do tipo investigação-acção. Para dar resposta às questões de investigação, o estudo desenvolveu-se em duas fases. Na primeira fase, aplicou-se um questionário a uma turma do 3º ano de escolaridade, para a análise das concepções dos alunos...

A agricultura biológica na Beira Interior

Silva, Diogo Clemente
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente estudo sobre a Agricultura Biológica na Beira Interior pretende contribuir para um melhor conhecimento da realidade das explorações agrícolas que praticam actividade pecuária em modo de produção biológico (MPB). No campo teórico procede-se a uma descrição sumária da evolução das medidas agro-ambientais no contexto da Política Agrícola Comum da União Europeia e a uma breve caracterização da Agricultura Biológica em Portugal e em outros países da UE, focalizando também a produção animal em MPB e a região objecto de estudo. No campo empírico recolheu-se informação dos produtores do distrito de Castelo Branco que praticam ou já praticaram MPB, tendo para o efeito sido elaborado um questionário. Das análises estatísticas univaridada e bivariada evidencia-se que os produtores têm dificuldades no cumprimento da legislação associada a MPB e no escoamento de produtos no circuito da agricultura biológica, destacando-se também que no contexto actual o MPB terá o seu futuro condicionado pela continuidade das ajudas agroambientais. Na análise multivariada (factorial em componentes principais) destacaram-se três componentes, a primeira associada a variáveis de dimensão das explorações, a segunda a aspectos MPB e a terceira a técnicas de produção aplicadas; ABSTRACT: In the theoretic part of this work...

Ocorrência de cádmio em produtos à base de cereais, de origem convencional e biológica, destinados à alimentação infantil

Martins, Carla Teles; Mercês, Ana; Alvito, Paula
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
A ingestão de alimentos é uma importante via de exposição a metais. As crianças e lactentes, através da dieta, estão sujeitos a uma maior exposição a contaminantes, quando comparados com outros grupos etários. Nos primeiros meses de vida predominam o leite e produtos à base de cereais. O cádmio é um metal tóxico que ocorre naturalmente no solo, entrando facilmente na cadeia alimentar do Homem e outros animais. Devido à presença de cádmio em fertilizantes utilizados na agricultura convencional, tem havido uma crescente procura de produtos de origem biológica, entendidos como menos prejudiciais ao ambiente e mais saudáveis. Neste estudo determinaram-se os teores de cádmio em dez amostras provenientes de ambos os modos de produção, usando a técnica de espectrometria de absorção atómica em câmara de grafite, após digestão por via seca. Todas as amostras analisadas apresentaram teores de cádmio inferiores aos teores máximos admissíveis para cereais. Para as amostras de produção convencional e biológica obtiveramse teores de cádmio situados entre <1,29,0 µg/Kg e 9,069,0 µg/Kg peso fresco, respectivamente. Os teores de cádmio encontrados são superiores nas amostras biológicas quando comparados com as de origem convencional. É de todo o interesse desenvolver novos estudos...

Cooperativismo e agricultura biológica

Paiva, Antero
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.42%
A agricultura é uma das actividades humanas praticada há milhares de anos como meio de produção de alimentos para os seres humanos. O seu aparecimento tem provocado aquilo que Bill McKibben designa de “socialização da natureza” (Giddens, 2001:127). A natureza é, assim, transformada através da intervenção humana. Associado à agricultura esteve sempre o risco, risco este exterior à intervenção humana, já que tinha origem nas condições e acidentes climáticos. No século XX os riscos estão em toda a parte. Segundo os argumentos de Giddens (2001, 2002) e Beck (2000), estamos perante uma “sociedade de risco”.; Os riscos actuais são diferentes dos das civilizações pré-modernas. Nas sociedades contemporâneas, o risco deve-se à intervenção humana e tem origem nas inovações tecnológicas e no conhecimento científico inerente à modernidade. A incerteza é uma constante das actuais sociedades, na medida em que os riscos se situam no futuro e, as práticas que conduzem a esses riscos se situam no presente, daí a sua imprevisibilidade. O crescente aumento demográfico tem como consequência uma maior necessidade de alimentos. Daí a utilização de novas tecnologias, a utilização de produtos fitofarmacêuticos e...

Pesticides toxicity study using small mammals as bioindicators: comparison between conventional and biological agriculture

Gaio, Vânia Isabel da Silva, 1988-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 ENG
Relevância na Pesquisa
46.67%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; A poluição ambiental induzida por substâncias químicas é considerada um grave problema a nível mundial e o uso generalizado de pesticidas é, talvez, o tipo de poluição química mais preocupante da actualidade, afectando todo o planeta, incluindo a saúde humana. A agricultura é uma importante actividade na economia de muitos países, mas é, ao mesmo tempo, a grande responsável pelo aumento do consumo de pesticidas a que temos vindo a assistir, ao longo dos tempos. Em Portugal, de acordo com o Eurostat, aproximadamente 17000 toneladas de pesticidas foram vendidos em 2008, contrastando com menos de 13000 toneladas vendidas em 1997. Pode considerar-se que os pesticidas são uma ferramenta económica, eficiente e racional no controlo de pragas pois, teoricamente, são desenvolvidos através de processos de regulamentação muito rígidos para que funcionem com segurança e mínimo impacto na saúde humana e no ambiente. No entanto, a maioria das vezes, os estudos publicados não estão em concordância com este facto e surgem, cada vez mais, preocupações relativamente aos riscos para saúde, decorrentes não só da exposição ocupacional aos pesticidas...

A Tecnologia como Auxiliar na Agricultura Biológica em Estufa

Simões, Magda Alina da Costa Duarte
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
Dissertação para a obtenção do grau de Mestre em Tecnologias das Engenharias, apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Quando se fala de agricultura biológica, entende-se uma forma de produzir que respeita ao máximo os ciclos biológicos, exclui a quase totalidade de produtos químicos de síntese como adubos, pesticidas, reguladores de crescimento e aditivos alimentares para animais e utiliza a luta biológica como um auxiliar no combate contra pragas e doenças. Trata-se de uma forma de produção onde o solo é entendido como um sistema vivo que desenvolve as actividades de organismos úteis, organismos esses em interacção com as plantas que tanta importância têm também na manutenção da própria estrutura e dos equilíbrios micro orgânicos dos solos. Podemos, numa perspectiva holística, encarar a agricultura biológica como um meio de enfrentarmos o problema do relacionamento do Homem com a Natureza. Nesta dissertação pretende-se demonstrar como a ciência pode ser também um auxiliar de inegável importância no contexto da actual agricultura, nomeadamente na forma de produzir biológica. O objectivo consiste em proporcionar um suporte tecnológico que facilite a produção em ambiente controlado. Tratando-se de produção biológica...

Potencialidade de Leguminosas Forrageiras Anuais como Fonte de Azoto em Agricultura Biológica

Perdigão, Maria Adelaide Homem
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Dissertação de Mestrado em Engenharia Agronómica; As restrições à utilização de fertilizantes azotados minerais no modo de produção biológico (Agricultura Biológica) conferem um papel de relevo ao cultivo de leguminosas para sideração como fonte de azoto para as culturas principais da rotação. A reduzida investigação em Portugal sobre o tema e a reduzida investigação, à escala mundial, sobre a utilização de novas espécies de leguminosas forrageiras em condições mediterrânicas como fonte de azoto, conduziu-nos ao presente estudo, que teve como objectivos avaliar a produção de matéria seca, quantificar o azoto acumulado e determinar o potencial de fornecimento de azoto por diferentes plantas como culturas intercalares com duas datas de sementeira diferentes. O trabalho experimental localizou-se numa parcela da Escola Superior Agrária de Viseu, Portugal. Foram estudados nove tratamentos: 6 leguminosas forrageiras Trifolium michelianum (trevo balansa), Trifolium incarnatum (trevo encarnado); Trifolium glanduliferum (trevo glandulífero), Trifolium vesiculosum (trevo vesiculoso), Lupinus luteus (tremocilha) e Ornithopus sativus (serradela); uma não leguminosa Lolium multiflorum (azevém); 1 consociação (azevém com trevo balansa) e ainda como testemunha a vegetação espontânea...

Políticas e Territórios da Agricultura Biológica em Portugal

Silva, Sara Mendonça de Sousa e
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gestão do Território - Área de Especialização em Território e Desenvolvimento; Incidindo sobre a temática da agricultura biológica, que se pretende valorizar numa óptica geográfica, o estudo desenvolveu-se, essencialmente, a três níveis: (i) conhecimento dos actores, intenções e compromissos nacionais da e para a agricultura biológica; (ii) entendimento da dimensão e da dinâmica de evolução do modo de produção biológico nacional, no país e na Europa; e (iii) identificação e caracterização de identidades territoriais de agricultura biológica no país. Para dar resposta a esses intentos houve que, previamente, delimitar, de uma forma crítica, a temática do ponto de vista teórico, começando por uma descrição das fases de evolução, desde a sua génese à respectiva consolidação; seguida de uma caracterização das dimensões inerentes ao conceito em causa, que espelham o acumular de preocupações que acompanham a evolução global da sociedade; a que, por sua vez, se segue a sistematização do quadro regulamentar e apoios comunitários relativos à agricultura biológica, que têm vindo a ser reforçados no âmbito das sucessivas reformas da Política Agrícola Comum. O panorama da agricultura biológica em Portugal é apresentado...

Agricultura Biológica na Ilha da Madeira: constrangimentos e potencialidades

Silva, Regina Célia Amorim da
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.66%
Tese de Mestrado em Gestão do Território Ambiente Recursos Naturais; A agricultura biológica tem como princípio básico desenvolver uma produção livre do uso de substâncias tóxicas e favorecer a interação do homem com os recursos naturais preservando-os para as gerações futuras. A agricultura biológica, na ilha da Madeira, teve início há quase duas décadas (1996) e mesmo com as dificuldades relativas ao exíguo território cultivável, face ao relevo acidentado, a produção tem aumentado significativamente nos últimos anos. No presente trabalho, analisaram-se as limitações e potencialidades deste tipo de agricultura, e inferiram-se as principais características da população constituída pelos agricultores biológicos e consumidores madeirenses, de modo a conhecer o perfil dos mesmos e as suas opiniões sobre a agricultura biológica. Relativamente aos produtores biológicos, constatou-se que a escolha desta prática agrícola decorre de uma ideologia de vida e da preservação do meio ambiente. Os mesmos ressaltaram que estão satisfeitos com a sua atividade e conseguem escoar toda a produção. Já a opção dos consumidores da ilha por produtos biológicos prende-se principalmente com a relação entre a qualidade dos mesmos e a saúde. Estes declaram que se trata de produtos sem contaminação por químicos...

A Importância da Agricultura Urbana no Desenvolvimento Sustentável da Rede Urbana

Graça, Nuno Filipe Oliveira
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Relatório de Estágio apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ecologia Humana e Problemas Sociais Contemporâneos; Relatório de Estágio efectuado na Câmara Municipal do Seixal , mais concretamente na Divisão do Ambiente e Sustentabilidade do Departamento de Desenvolvimento Estratégico. O Estágio teve como principais objectivos estudar a importância da agricultura urbana no desenvolvimento sustentável da rede urbana do Seixal e a apresentação de propostas para a implementação de núcleos de hortas sociais e pedagógicas . Assim, foi feita uma análise ao património fundiário municipal bem como o estudo da eficácia de alguns núcleos de hortas de outras autarquias. Por último, foram feitas algumas acções de sensibilização junto da população mais carenciada, cujo tema era a Agricultura Biológica e a Sustentabilidade.

Caracterização do Olival em Modo de Produção Biológica Versus Convencional

Perestrelo, Rui Manuel Ramalhete Cardoso
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.58%
Este trabalho teve como objectivos caracterizar a Agricultura Sustentável e especificamente uma das suas vertentes, a Agricultura biológica, e comparar economicamente parcelas de olival neste modo de produção e em modo de produção convencional. O estudo foi realizado numa exploração Agrícola localizada no Distrito de Portalegre e teve como principais indicadores económicos os custos das podas e trituração da lenha resultante, fertilizações, tratamentos fitossanitários e colheita e as receitas provenientes da venda da azeitona para conserva e produção de azeite, durante as campanhas de 2005 a 2007. Dos resultados obtidos podemos concluir que o olival biológico apresenta menores custos de produção que o olival convencional, nomeadamente no que se refere aos custos com tratamentos fitossanitários e fertilização. Por outro lado, o olival biológico produz cerca de 50% menos que o olival convencional. Do balanço de rentabilidade realizado podemos concluir que, na ausência de incentivos estatais à agricultura biológica e uma vez que os preços de mercado ainda não diferenciam significativamente os produtos dos dois modos de produção, o modo de produção convencional apresenta um maior retorno económico comparativamente ao modo de produção biológico...

A Agricultura Biológica na Beira Interior: Cooperativa "BioGuarda"

Fonseca, Ana
Fonte: Instituto Politécnico da Guarda Publicador: Instituto Politécnico da Guarda
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
No decorrer da elaboração deste relatório de investigação, tomamos conhecimento, que a Agricultura Biológica representa o único método de produção agrícola definido e regulamentado com rigor, comportando soluções para problemas ambientais, económicos e sociais dos nossos dias. Por tais motivos, a agricultura biológica tem vindo a ganhar uma importância crescente em muitos países, independentemente do seu grau de desenvolvimento. Na Europa, assim como em Portugal, e em especial na Região da Beira Interior a agricultura biológica tem manifestado um elevado crescimento, que poderá ser evidenciado pelo aumento das áreas cultivadas, número de explorações que a praticam, criação de associações e ainda na crescente procura deste tipo de produtos pelo consumidor. No entanto muitos são os obstáculos e os planos a traçar para o futuro. Um desses obstáculos, segundo informação recolhida junto dos produtores, com base em metodologia utilizada, prende-se com a distribuição e a comercialização dos produtos biológicos certificados da Beira Interior. Trata-se de um pilar ainda bastante incipiente desta região, pelo facto dos produtos biológicos estarem confinados a um mercado muito restrito, sendo os produtos vendidos...

Relatório de Projeto Curricular - Impactes Ambientais da Agricultura: Agricultura Convencional vs Agricultura Biológica

Vieira, Pedro; Almeida, José
Fonte: Escola Superior de Tecnologia e Gestão Publicador: Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
A agricultura é, desde os tempos remotos, uma das atividades basilares da Humanidade. As práticas agrícolas foram evoluindo, sendo tão diversificadas como as comunidades que as aplicam. Desde as sementes utilizadas ao modo de trabalhar a terra as modificações foram constantes, sempre no sentido de melhorar a quantidade e a qualidade dos alimentos. No entanto, devido ao aumento da população e à vontade de maximizar os lucros houve necessidade de aumentar a produção. Este aumento entrou numa espiral de crescimento tal que originou a degradação do meio ambiente, pois a utilização de agroquímicos e outras práticas de exploração intensiva do solo foram amplamente disseminadas, pondo em evidência a fragilidade do equilíbrio ambiental. Os principais impactes ambientais negativos, que são explanados neste trabalho, revelam a necessidade de alteração do modelo agroalimentar, sob pena de colocar em causa o abastecimento alimentar das futuras gerações e a preservação de muitas espécies da fauna e da flora. Embora existam alternativas ao modelo convencional, como a agricultura biológica, a resistência à mudança por parte dos agentes, como a classe política e dos agricultores, poderá colocar em perigo as condições propícias ao desenvolvimento da sociedade e à sobrevivência de várias espécies...

Melhoria da qualidade na produção biológica de vegetais

Pais, Elizabete Margarida da Silva
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 01/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.43%
Dissertação de Mestrado, Tecnologia e Segurança Alimentar, 1 de Outubro de 2015, Universidade dos Açores.; A produção em agricultura biológica assume-se cada vez mais como uma oportunidade para a agricultura portuguesa. Por um lado, este modo de produção faz uso de métodos e práticas respeitadoras do ambiente. Por outro lado, porque produz produtos diferenciados com um valor acrescentado, que têm registado um aumento na procura por parte do consumidor. Contudo, a produção biológica também deve respeitar as Boas Práticas de Higiene, as Boas Práticas de Fabrico para além das Boas Práticas Agrícolas. Assim, os objectivos deste trabalho foram: caracterizar a empresa e fazer um levantamento dos principais pontos fracos, pontos fortes, ameaças e oportunidades; identificar os principais problemas em termos de higiene e segurança alimentar; propor um plano de ação para a melhoria da qualidade, com especial ênfase na vertente higiene e segurança alimentar e promover intervenções iniciais de melhoria no processo produtivo pós-colheita. [...].; ABSTRACT: The production in organic farming has assumed more and more importance as an opportunity for the Portuguese agriculture. On one hand, this mode of production makes use of environmentally friendly methods and practices. Moreover...

Evolução das redes profissionais de agricultores e formas de assessoria em agricultura biológica: quais os desafios para o desenvolvimento? O caso da Bretanha

Ruault, Claire
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
O importante desenvolvimento que conhece atualmente a agricultura biológica tem por conseqüência umarecomposição das redes de relações profissionais dos agricultores ligada à chegada de "novos" agricultoresbiológicos e ao aumento do crédito acordado a esse modo de produçao no interior dos organismos profissionais agrícolas; além de uma evoluçao da posição ocupada pela agricultura biológica no campo do desenvolvimento agrícola, marcada pelo aumento da oferta de assessoria aos agricultores bios. Trata-se de mostrar, através do estudo das redes de relaçoes profissionais em diversas sub-regioes (départements)' dooeste da França, o que caracteriza hoje as formas de organizaçao social do trabalho na agricultura biológica ede interrogar seu papel emtomo de duas questoes: o modo como qual os agricultores tomam parte (ou tentamguardar uma certa autonomia) na evolução das formas de produção e de introdução de seus produtos no mercado e o modo como são geridas as diversas "maneiras de exercer a profissão de agricultor" que caracterizam a agricultura biológica e as condições segundo as quais ela pode sermantida. A ênfase é colocada sobre a importância do multipertencimento dos agricultores bios e sobre o papel complementar que têm as diferentes redes (rede local de vizinhança...