Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Pentecostalismo e religiosidade brasileira; Pentecostalism and Brazilian religious scenario

Macedo, Emiliano Unzer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.1%
Este trabalho pretende interpretar historicamente a transformação de práticas e crenças religiosas do período colonial brasileiro até a atual influência marcante do Pentecostalismo que se manifesta como uma nova categoria religiosa apresentando peculiaridades próprias. A religiosidade brasileira desde tempos coloniais revela-se imbuída de diversidade, tolerância e, principalmente, de sincretismo. Tal quadro decorreu da convergência de inúmeras influências culturais advindas das etnias que aqui conviveram: portugueses, indígenas, afro-descendentes. Nesta análise utilizaremos o conceito de hibridismo cultural a fim de constatarmos o sincretismo enraizado na religiosidade brasileira. Demonstraremos que, posteriormente, em fins do século 19 e início do seguinte, a entrada de imigrantes de credo protestante introduziu novas atitudes e crenças no cenário religioso brasileiro permanecendo em grande parte restrito a parcelas da população. No entanto, crenças pentecostais, decorrentes do Protestantismo, popularizaram-se e apresentaram, recentemente, qualidades próprias constituindo-se como responsáveis por um amplo processo de transformação e reforma social. O estudo pretende interpretar, portanto, tal força e popularização como decorrente de sua adaptação e flexibilidade a condições religiosas e culturais do país. A popularidade pentecostal...

Guerras nos mares do sul: a produção de uma monocultura marítima e os processos de resistência; Wars in the South Seas: The Production of a Maritime Monoculture and the Resistance Processes.

Moura, Gustavo Goulart Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.06%
A pesca no estuário da Lagoa dos Patos é uma atividade em disputa. De um lado, as comunidades de pesca produzem seus territórios de pesca através dos seus respectivos Conhecimentos Ecológicos Tradicionais (CET) que embasam os diferentes modos de usos dos recursos pesqueiros, os sistemas de manejo de recursos pesqueiros tradicionais (MT). A atividade pesqueira no estuário da Lagoa dos Patos é anterior à colonização portuguesa sendo os CETs que embasam os MTs resultado de um hibridismo cultural entre indígenas, afro e luso-descendentes. De outro, o Estado Moderno implementa políticas públicas de manejo de recursos pesqueiros, sobretudo a partir da segunda metade da década de 1970, que resultam na implementação de um sistema de manejo de recursos pesqueiros moderno (MM), característico de um projeto colonial de dominação. Como resultado da implementação do MM, a pesca entra em colapso na primeira metade da década de 1970 e as indústrias pesqueiras decretam falência na década de 1980. Para solucionar a crise no setor pesqueiro, na segunda metade da década de 1990 cria-se o Fórum da Lagoa dos Patos (FLP) onde se formula a atual legislação que regulamenta a pesca no estuário da Lagoa dos Patos, a Instrução Normativa Conjunta de 2004 (INC 2004). A INC 2004 implementa um MM através da imposição de um calendário de pesca que se torna institucionalizado e...

O português afro-indígena de Jurussaca/PA: revisitando a descrição do sistema pronominal pessoal da comunidade a partir da textualidade; The Afro-Indian Portuguese of Jurussaca/PA: revising the description of the pronominal system of the Community based on textuality

Silva, Jair Francisco Cecim da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.85%
Nesta tese toma-se como objetivo revisitar o sistema pronominal pessoal do Português Afroindígena, o Português Vernacular Brasileiro empregado em comunidades aquilombadas do norte do Brasil, como Jurussaca/Pa, que apresenta como traço marcante a formação étnica negra e indígena. Assume-se uma abordagem não monolítica de estudos do português, corroborando a hipótese de contínuo dialetal português vernacular brasileiro do Pará, que insere a Comunidade de Jurussaca em um de seus extremos: a do português afro-brasileiro. Como referencial teórico-metodológico utiliza-se a interface entre (a) a etnolinguística, que estuda a relação entre a cultura e a língua de um grupo, através de pesquisas etnográficas na Comunidade; e (b) a análise do discurso na perspectiva bakhtiniana, que afirma que o uso da língua se concretiza efetivamente em todas as atividades humanas através de enunciados orais e escritos. Nesse sentido, a proposta é identificar e analisar os gêneros discursivos, tanto orais quanto escritos, a fim de revisitar o sistema pronominal pessoal na Comunidade na textualidade de Jurussaca pesquisas anteriores se detiveram apenas em gêneros orais. Três esferas discursivas são propostas na Comunidade: a Social (gêneros entrevista e ladainha)...

A sintaxe pronominal na variedade afro-indígena de Jurussaca: uma contribuição para o quadro da pronominalização do português falado do Brasil; The pronominal syntax in the afro-indigenous variety of Jurussaca: a contribution to the framework of the pronominalization of the portuguese spoken in Brazil

Campos, Ednalvo Apostolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.78%
Esta pesquisa aborda a sintaxe pronominal pessoal da comunidade quilombola de Jurussaca/PA, sob os pressupostos da teoria gerativa, nas versões de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1986) e Minimalista (Chomsky, 1995, 2001). Dentro desse quadro, destacam-se os estudos sobre a categoria pronominal desenvolvidos por Zwicky (1977), Kayne (1975, 1991), Borer (1981), Bonet (1991), Cardinaletti & Starke (1999), Ewerett (1994), Duarte & Matos (2000), Duarte, Matos & Gonçalves (2005), Galves (2001a,b), Galves & Abaurre (2002), Déchaine & Wiltchko (2002), entre outros. Parte-se, inicialmente, da expressão do português brasileiro a partir do viés dicotômico existente entre suas variedades: o PB e o PVB. Essa dicotomia tem sido denominda de polarização sociolinguística do Brasil (LUCCHESI, 2008, 2009). Assume-se (cf. Oliveira et alii, no prelo) o conceito de Português Afro-indígena, relativo às variedades de português popular faladas no Brasil em comunidades rurais que conservam especificidades etnolinguísticas. Propõe-se que essas variedades localizam-se dentro de um continuum de variedades de português brasileiro [+marcadas] (como o português afro-brasileiro e o indígena). Analisa-se, a partir da sócio-história, e das construções sintáticas da expressão da comunidade: pronomes clíticos e tônicos atemáticos; o pronome de 1ª. pessoa nós [ns] em posição pré verbal ou proclítica...

A capoeira, uma arte representativa da cultura brasileira

Batista, Silvio Pereira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.22%
Este trabalho pretende apresentar uma idéia, de preferência uma idéia não tão objetiva, ou melhor, uma opção de percurso, de como a capoeira se encontra desenvolvida hoje e quais são seus atrativos. Pretende explicar como estes sentidos fazem com que pessoas com diferentes interesses e com diferentes índoles no mundo inteiro aproximem-se de sua roda ritual e porque acabam tornando-se amigas, descobrindo semelhanças em suas maneiras diferentes de pensar ou acabam aprendendo um método para tratar suas particularidades de maneira lúdica e esportiva. A capoeira é arte, além de arte marcial e tem filosofia e espiritualidade. A origem da capoeira se confunde com a origem do próprio Brasil ou se clareia quando palmeamos documentos daquela época ou documentos mais recentes. Assim vemos que seu nascedouro e aperfeiçoamento deve ser creditado ao próprio brasileiro, entendido como miscigenação de português, índio e negro em um primeiro momento para depois abarcar qualquer etnia que queira ser brasileira. Buscamos dialogar com autores principais, que são Antônio Risério, Carlos Eugênio Soares, Luis Silva Santos, Maurício Barros de Castro e Nestor Capoeira. As chaves para nossa idéia de que a origem mais remota seja indígena procedem da própria carta de Pero Vaz de Caminha...

A implementação da Lei nº 10.639/03 : uma análise de política linguística e proposta de planejamento linguístico

Silva, Vânia Alves da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, 2011.; O povo brasileiro é resultado da fusão de elementos culturais oriundos de diversos países, por isso, há a influência de elementos histórico-culturais africanos. Quando se começa a falar da contribuição de portugueses, de índios e de negros na formação da identidade nacional, principia-se a enfatizar a influência das línguas indígenas e somente depois se insere a influência linguística dos povos africanos, a qual muitas vezes é vista com marcas de preconceito com os títulos de “línguas de preto”, “línguas de culto” ou “línguas secretas”. Contudo, a influência linguística dos povos africanos é percebida nos valores e nas manifestações culturais e históricas e reflete a ideologia do povo brasileiro por meio de lexemas, de expressões comunicativas (orais ou não-orais) e ritmos. Com isso, o objetivo central dessa pesquisa é elaborar um planejamento linguístico que favoreça a aplicação, em especial, da Lei nº 10.639/03, a qual direciona o ensino de história e cultura afro-brasileira na Educação Básica, re-estruturando, assim, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB nº. 9.293/96, com o foco direcionado aos componentes curriculares de História...

Processo de palatalização no português: Lagoa da Pedra e Canabrava-TO; Process palatalization in Portuguese: Lagoa da Pedra and Canabrava-TO

DIAS, Ana Lourdes Cardoso
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
This study presents an analysis of the palatalization process of /t/ and /d/ before vowels as [ã] [a], [e], [o] and [u] in examples such as muitxu ~ muito, prefeitxu ~ prefeito, deitxadu ~ deitado, doidzu ~ doido, founded in the Corpus of Lagoa de Pedra and Canabrava, two rural african descent communities located 40 km from the city of Arraias in the State of Tocantins. The survey participants were aged between 54 to 89 years, non-educated or having little knowledge of letters, and were born and grown in site. The methodology used for data collection was based on the model of the sociolinguistic interview, focused on the narratives of personal experience and in the history of the place. The theoretical background discusses the formation of the Portuguese language returning to its roots in Latin, as well as the formation of the Brazilian Portuguese language with focus on linguistics and socio-historical aspects that marked the early years of Portuguese colonization in Brazil, as the contact with indigenous languages and African ones. It also discusses the theories of syllable structure of the Portuguese language in the phonology, according to the linear and nonlinear standards, based on ideas from Camara Jr. (1969, 1977), Dubois (2004) and Selkirk (1982)...