Página 1 dos resultados de 10008 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Dor lombar no adolescente desportista : artigo de revisão

Botas, Philippe José Couto
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.88%
Durante muitos anos, a dor lombar foi percepcionada como uma queixa do adulto e encarada como uma situação rara nos jovens. Actualmente, compreende-se que é frequente em todas as faixas etárias e as investigações apontam a dor lombar na adolescência como um importante factor de risco para o aparecimento desta condição durante a vida adulta. Este trabalho revê a literatura mais recente (1998-2008) sobre a relação da dor lombar no adolescente com a prática de desporto. O objectivo deste artigo é avaliar até que ponto a dor lombar no adolescente é um problema de saúde pública; identificar possíveis factores de risco e protectores; traçar os principais passos a seguir na abordagem do adolescente com lombalgia e definir os principais diagnósticos diferenciais a considerar. Centralizando a pesquisa no adolescente desportista, pretende-se identificar factores de risco de lombalgia e de lesões da coluna lombar, destacando a sua relação com a participação activa em modalidades e desportos específicos. Os possíveis factores de risco para a lombalgia na adolescência são alvo de muitas investigações, procurando-se obter dados que permitam traçar planos de prevenção orientados. A relação entre a actividade física e a dor lombar é motivo de grande discussão e controvérsia...

Nada para fazer! Interesses, processos educativos e suportes presentes nas interações dos jovens com o Projovem Adolescente em Ribeirão Preto - SP; Nothing to do! Interests, educational processes and support present on young peoples interactions with the Projovem Adolescente Project in Ribeirão Preto SP.

Vinha, Gisele Cristina Gentilini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Criado pelo Governo Federal, em 2008, o Projovem Adolescente Serviço Socioeducativo vem sendo executado de forma descentralizada e através de parcerias que envolvem o Governo Federal e governos de administrações locais. De natureza socioeducativa, compreendemos o Projovem Adolescente como uma iniciativa pública que propõe adensar e diversificar os processos de socialização secundária e ampliar os suportes de determinados segmentos da juventude brasileira, mediante (re)inserção do jovem no sistema escolar e o oferecimento de atividades de educação não formal. A partir de inquietações profissionais da pesquisadora, o estudo visou (1) compreender os processos de implantação e implementação da versão do Projovem Adolescente Serviço socioeducativo, num território específico da cidade de Ribeirão Preto; (2) verificar os interesses e as opiniões dos sujeitos que interagiram com as atividades socioeducativas e ainda; (3) levantar as contribuições daquela iniciativa pública aos jovens homens e mulheres que tiveram interesse em acessar e fruir das ações educativas de natureza não formal ou não escolar sob a perspectiva da socialização secundária e dos suportes. O estudo é de natureza qualitativa, no qual realizamos levantamento e leitura de obras pertinentes às temáticas centrais da pesquisa...

Violência contra o adolescente: uma análise à luz das categorias gênero e geração; Violence against adolescents: an analysis based on gender and generation categories

Gessner, Rafaela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.83%
Introdução: A violência contra o adolescente é um fenômeno atual, que desperta grande preocupação, sobretudo devido aos altos índices de morbimortalidade a que está associada. Objetivo: Analisar o fenômeno da violência contra o adolescente à luz das categorias gênero e geração. Os objetivos específicos foram: conhecer as características da violência contra o adolescente a partir das notificações no município de Curitiba, identificar, analisar o perfil e conhecer a realidade da violência contra adolescentes abrigados. Método: Estudo exploratório e descritivo de abordagem quantitativa e qualitativa. Compuseram os cenários de estudo a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco para a Violência de Curitiba e quatro instituições de abrigamento do município. A fonte secundária foi constituída pela base de dados da Rede de Proteção, correspondente aos anos de 2010 a 2012. Os dados foram analisados pelo software SPSS, versão 20.0. Os dados das fontes primárias foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas com 16 adolescentes abrigados, com idade entre 12 e 17 anos. As entrevistas foram gravadas e as falas submetidas à análise de conteúdo. Resultados: Entre os anos de 2010 e 2012 foram notificados 6.677 casos de violência contra adolescentes: 2.093 em 2010; 2.322 em 2011 e 2.262 em 2012. Em 76...

Percepções do adolescente sobre o viver com câncer

Rossari, Úrsula Vogel Schmitz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
O objetivo do estudo foi conhecer a percepção do adolescente sobre o viver com câncer, buscando compreender aspectos que contribuem para manter e/ou melhorar sua qualidade de vida. Caracteriza-se como qualitativo com abordagem fenomenológica, o que permitiu apreender os fenômenos presentes no cotidiano do indivíduo. O campo de estudo foi a Unidade de Internação Oncológica Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Os informantes foram nove adolescentes, com idades entre 11 e 18 anos, hospitalizados, portadores de neoplasia maligna. Na coleta das informações utilizou-se fotografia associada à entrevista semi-estruturada. Optou-se pela utilização da hermenêutica como método de interpretação das informações. Revelaram-se 11 temas, a partir das fotografias e das falas, demonstrando a riqueza do conteúdo existencial que perpassa o vivido pelo adolescente com câncer, propiciando reflexões profundas. São eles: descoberta da doença; força que vem da família; obstáculos que vêm com o tratamento; imagem corporal; liberdade vigiada; espaço dos profissionais no mundo da doença; solidariedade: seus amigos, seus pares; momentos de lazer; papel da escola; esperança, sonhos interrompidos e novos sonhos; e...

O que consome o adolescente?

Backes, Carmen
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.83%
A tese trata da relação dos jovens com o consumo e parte da constatação de que a adolescência surge a partir da metade do século XX, como categoria diferenciada da infância e da idade adulta e simultaneamente como consumidora por excelência, tornando-se alvo principal da mídia e da indústria do marketing. Analisa o lugar que no social se recorta para o adolescente e sua relação particular com os objetos de consumo – entendendo que esse grupo parece estar predominantemente mais ligado ao delivery, ao self-service e à vida nos shopping centers do que a compromissos políticos, culturais e sociais. Parte da equivocidade da expressão “o que consome o adolescente” e centra a discussão naquilo que o consome. Tomando a Psicanálise como base conceitual, o tema foi abordado a partir da relação do sujeito ao objeto, passando pela sua constituição na relação com o Outro originário, em que o conceito do das Ding remete à mais precoce inscrição do objeto na relação ao outro materno. Analisa o papel da sublimação, como um dos destinos das moções pulsionais originariamente dirigidas ao objeto primordial, pois o processo sublimatório é um modo de haver-se com a falta e buscar outros destinos para as pulsões. A frouxidão na operação simbólica da castração dificultaria este processo...

Criança/adolescente com paralisia cerebral : compreensões do seu modo de ser no mundo

Milbrath, Viviane Marten
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
Neste estudo teve-se por objetivo descrever e compreender como a criança/adolescente com paralisia cerebral constrói seus modos de ser-no-mundo e as relações com os seus limites e possibilidades, e compreender os sentidos e os significados que a família atribui a sua vivência com a criança/adolescente com paralisia cerebral. Utilizou-se o enfoque existencial de Martin Heidegger para compreender tais fenômenos e foi possível estar-com a criança/adolescente e suas famílias. O estudo - qualitativo, com abordagem fenomenológica – hermenêutica - foi realizado na cidade de Pelotas no estado do Rio Grande do Sul, do qual participaram onze crianças/adolescentes com paralisia cerebral e suas famílias, representadas pelas mães. Os critérios de inclusão foram ter diagnóstico de paralisia cerebral, com comunicação verbal compreensível, idade de sete até dezenove anos, e que frequentavam as instituições analisadas neste estudo que são o Centro de Apoio, Pesquisas e Tecnologias para Aprendizagem, Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, Projeto Carinho, o Segundo Tempo do Núcleo de Estudos em Atividades Física Adaptada da Universidade Federal de Pelotas. O estudo foi aprovado sob o número 329/2011 pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas. As informações foram obtidas no período de outubro de 2011 a Junho de 2012...

O silêncio no cotidiano do adolescente com HIV/AIDS; Silence in the daily life of the adolescent with HIV/AIDS; El silencio en el cotidiano del adolescente con VIH/SIDA

Motta, Maria da Graça Corso da; Pedro, Eva Néri Rubim; Paula, Cristiane Cardoso de; Coelho, Débora Fernandes; Ribeiro, Aline Cammarano; Greff, Aramita Prates; Padoin, Stela Maris de Mello; Poletto, Paula Manoela Batista; Ribeiro, Nair Regina Ritter; Is
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Este estudo caracteriza-se por ser uma pesquisa qualitativa que objetivou desvelar a percepção e a vivência em relação ao tratamento antirretroviral do adolescente com síndrome da imunodefi ciência adquirida. A pesquisa foi realizada em serviços de referência em dois municípios na região sul do Brasil. A produção dos dados foi desenvolvida com a dinâmica de criatividade e sensibilidade mapa falante, por cinco participantes. Foi aplicada a técnica de análise temática do conteúdo. Das produções artísticas e depoimentos emergiram o cotidiano do uso dos medicamentos e o silêncio do diagnóstico da doença e do tratamento que implicam o cuidado à saúde. Conclui-se que é necessário o envolvimento dos profi ssionais de saúde, possibilitando espaços para a família e promovendo diálogos desta com o adolescente, visando à adesão ao tratamento.; This study is characterized as a qualitative research with the objective of unveiling the perception and experience regarding the antiretroviral treatment of the adolescent with acquired immunodefi ciency syndrome. The research was carried out within reference health care centers in two municipalities from the southern region of Brazil. The data production was developed through the creativity and sensitiveness dynamics of talking map type by a group of fi ve participants. One applied the technique of content thematic analysis. The artistic productions and testimonies evidenced their daily experience with use of medications and the silence on the diagnosis of the disease and its treatment that implies the health care. The conclusion drawn is that the involvement of health professionals is needed since it opens spaces for the family besides promoting the dialogue of its members with the adolescent aiming at the adhesion to the treatment.; Se trata de una pesquisa cualitativa que intenta revelar la percepción y experiencia vivida con relación al tratamiento antirretroviral del adolescente con síndrome de inmunodeficiencia adquirida. Se realizó la pesquisa en servicios de salud de referencia...

Adolescente que vive com HIV/AIDS e sua família : elementos do cuidado à saúde; Adolescente que vive con SIDA/aids y su familia : elementos de cuidado a la salud; Adolescent who lives with HIV/AIDS and his/her family : health care element

Ribeiro, Aline Cammarano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37%
Este estudo insere-se na linha de pesquisa Fundamentos e Práticas de Enfermagem em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente e está vinculado ao Grupo Cuidado à Saúde nas Etapas da Vida (CEVIDA) do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Aborda as vivências, repletas de desafios oriundos das demandas de cuidados permanentes com o HIV, do adolescente, que vive com HIV/aids, muitas vezes tensionado pela fase da vida. Assim, teve-se como objetivo: conhecer as trajetórias de cuidado e experiências do adolescente que vive com HIV/aids e sua família, identificando elementos de cuidado à saúde necessários para o enfrentamento do viver com HIV. Pesquisa qualitativa, com a utilização do Método Criativo e Sensível a partir do desenvolvimento da dinâmica Livre para Criar, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFRGS CAAE: 14141313.5.0000.5347. Os cenários de coleta de informações foram uma Organização não Governamental (ONG) e um Hospital Público, localizados no município de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul. Os participantes foram: 18 adolescentes de 13 a 20 anos de idade e 21 familiares/cuidadores de 23 a 71 anos de idade. A coleta de informações ocorreu no período de abril a julho de 2013. A pesquisa ocorreu em três momentos. Primeiro: imersão em produções realizadas sobre a temática adolescente que vive com HIV/aids e família. Segundo: coleta de informações com adolescente e familiar/cuidador...

O adolescente em liberdade assistida: algumas histórias

Carvalho, Fabiana Aparecida de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 169 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Pós-graduação em Educação - IBRC; Esta pesquisa teve por objetivo geral, investigar as marcas deixadas pelas três esferas: escola, assistência e Sistema de Justiça na vida dos adolescentes em liberdade assistida. Os objetivos específicos são investigar e analisar, a partir dos depoimentos a relação de adolescentes com a escola e com os estudos; caracterizar e analisar a relação dos adolescentes com a assistência e com o Sistema de Justiça, com foco apenas em três das instituições: o judiciário, a polícia e o COMEC – Centro de Orientação ao Adolescente de Campinas, executor de medida sócio educativa. Este último – o COMEC está considerado no Sistema de Justiça para fins de organização da pesquisa. Para tanto foram entrevistados nove adolescentes em Liberdade Assistida, executada pelo COMEC. Esse número representa aproximadamente 10% da população atendida matriculada na escola pública, cadastrada no banco de dados digital da instituição em agosto de 2006. Para examinar as narrativas empregou-se a técnica de análise de conteúdo. Os dados foram organizados em cinco categorias: 1. um olhar para o ato infracional: O que dizem os adolescentes?; 2. um olhar para a relação adolescente, família e assistência; 3. um olhar para a relação com a escola e com os estudos. Esta categoria de análise foi subdividida em: O adolescente em Liberdade Assistida e a Escola...

O adolescente em conflito com a lei: política socioeducativa de direitos

Silvestre, Eliana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 226 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.83%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; Esta pesquisa aborda a política socioeducativa de direitos para o adolescente em conflito com a lei, com ênfase nas medidas socioeducativas executadas no município de Maringá, localizado na região Norte do Estado do Paraná. Essa política se encontra no arcabouço jurídico-institucional (lei e sistema) Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei Federal nº 8.069/1990, voltada para a proteção integral de crianças e adolescentes até 18 anos de idade e, em condições especiais, entre 18 e 21 anos. O estudo de base analíticodocumental tem como objetivo a análise qualitativa da política socioeducativa de direitos, observando os quesitos sobre o cumprimento das decisões judiciais, quando inserida em programas socioeducativos, tomando como referência os aspectos da execução, natureza, tipologia, modalidades e financiamento. A abordagem qualitativa segundo Minayo (2007(a)) aprofunda-se no mundo dos significados, o qual deve ser exposto e interpretado primeiramente pelos próprios sujeitos pesquisados. Na presente investigação, a observação e a análise documental com pesquisa de campo (entrevistas semiestruturadas) embasaram a compreensão e a síntese desta. Para a consecução da análise foram entrevistados: conselheiros municipais dos direitos da criança e do adolescente...

Caminho de esperança : o adolescente / família portador de doença crónica

Oliveira, Maria Clara Camilo Ribeiro de
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.83%
Ao reflectirmos no processo adaptativo do adolescente a uma doença crónica, incapacitante ou de mau prognóstico, torna-se fundamental compreender a percepção que cada adolescente tem relativamente à sua doença, mas também, compreender de que forma a doença interfere no seu processo de desenvolvimento e na resolução das tarefas essenciais da adolescência A doença crónica representa um factor de stress importante para o jovem e para a família, Assim, as suas consequências vão depender da forma como o adolescente e a família, com a ajuda dos profissionais de saúde, vão ser capazes de compreender, interpretar, avaliar e confrontar a situação de doença e as experiências de sofrimento e limitação física que dela decorrem. O agir profissional dos enfermeiros, seja nos Cuidados de Saúde Primários seja nos Cuidados Diferenciados, deve constituir uma força impulsionadora do bem-estar e da esperança, pelo que é necessário identificar quais as intervenções que o enfermeiro deve adoptar como promotoras de esperança. Intervenções que promovam suporte a nível social, emocional, formativo e instrumental contribuem para o desenvolvimento de competências que permitem um bom processo adaptativo à situação de saúde de cada um...

Adolescente promotor da saúde na perspectiva do cuidado de enfermagem transcultural

Silva, Andreza Rodrigues; Vasconcelos, Eliane Maria Ribeiro de (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
36.91%
A adolescência caracteriza-se como período de vulnerabilidade física, psicológica e social que exige da família, dos profissionais da saúde e da educação, atenção especial por meio de estratégias educativas que promovam o desenvolvimento integral dos adolescentes. A pesquisa sobre o adolescente promotor da saúde na perspectiva do cuidado de Enfermagem transcultural é relevante, pois possibilita perceber que a vulnerabilidade vivenciada pelos adolescentes tem raízes na história e na cultura, e que as consequências podem não se restringir unicamente ao adolescente, mas alcançar também a família e a sociedade. Diante disso, o desenho desta pesquisa foi orientado pela formulação do seguinte questionamento: Que fatores socioculturais envolvidos no processo do adolescer influenciam o protagonismo do adolescente em promover a sua saúde na escola? A presente dissertação está estruturada conforme preconizado pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Pernambuco em quatro capítulos: referencial teórico, caminho metodológico, artigo de revisão integrativa e artigo original. Apresenta como objetivo desvelar o adolescente promotor da saúde ancorado na teoria transcultural. O artigo de revisão integrativa buscou analisar nas evidências científicas o uso de tecnologias educacionais de promoção à saúde do adolescente na escola. As bases de dados utilizadas foram: MEDLINE...

Saúde do adolescente

Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.88%
Antes de tratar sobre a saúde do adolescente, o recurso retrocede, através da história, a fim de trabalhar o conceito de adolescente, seu significado evolutivo, assim como dados referentes ao crescimento e desenvolvimento na adolescência. Identifica-se o perfil do adolescente no Brasil, bem como programas e políticas que o favorecem, como as leis da ONU e da Constituição Federal, normas técnicas, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Código Penal brasileiro. Após isso, aborda-se o importante papel da família e da Equipe de Saúde da Família no desenvolvimento e crescimento do adolescente, bem como o planejamento de ações voltadas à saúde deste. Enfoca também a saúde preventiva por meio de métodos educativos sobre temas como: saúde sexual (DSTs, gravidez, aborto, puberdade, métodos contraceptivos, dentre outros), as drogas, o álcool, a saúde mental e a saúde nutricional do adolescente (obesidade, anemia, imunizações, dentre outros) de forma bem ampla e detalhista. É muito comum se ouvir falar que a adolescência é uma fase, cheia de transformações, questionamentos, mudanças de sentimentos e conflitos, e para o jovem, que se encontra nesse período de transição, é fundamental sentir-se acolhido...

Estatuto da Criança e do Adolescente: a visão dos trabalhadores sobre sua prática; Brazilian Child and Adolescent Statute: workers' views about their practice; Estatuto del Niño y del Adolescente: la visión de los trabajadores sobre su puesta en práctica

EDUARDO, Lara de Paula; EGRY, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.88%
O Estatuto da Criança e do Adolescente impulsionou aumento significativo dos programas que assistem este grupo populacional. Entretanto, não significou mudanças na forma de aproximação deste objeto. Esse estudo buscou conhecer as percepções dos trabalhadores dos programas de atendimento ao adolescente, suas dificuldades, e formas de superá-las. O cenário foi o Município de São Carlos (SP). A metodologia é descritiva, qualitativa. Os dados foram coletados junto a instituições que atendem aos adolescentes, por meio de documentos e de entrevistas. Os depoimentos foram tratados segundo referencial de Bourdieu. Os resultados mostraram que as instituições percebem a adolescência e o adolescente desvestidos de sua socialidade e historicidade, e que o objeto da atenção continua o adolescente com problemas, e não o sujeito de direitos. Uma mudança mais radical da visão sobre estes adolescentes possibilitará a construção de novos instrumentos dos processos de trabalho, capazes de alcançá-los na sua integralidade.; The Brazilian Child and Adolescent Statute (CAS) has generated an increase in the number of programs assisting the referred population, but there have not been changes in terms of approach. The objective of this study was to understand the perceptions of workers in institutions providing adolescent care...

Saúde do adolescente

Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Backup Moodle contendo recursos em texto e vídeos direcionados para o programa de valorização da atenção básica - PROVAB
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.89%
Antes de tratar sobre a saúde do adolescente, o recurso retrocede, através da história, a fim de trabalhar o conceito de adolescente, seu significado evolutivo, assim como dados referentes ao crescimento e desenvolvimento na adolescência. Identifica-se o perfil do adolescente no Brasil, bem como programas e políticas que o favorecem, como as leis da ONU e da Constituição Federal, normas técnicas, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Código Penal brasileiro. Após isso, aborda-se o importante papel da família e da Equipe de Saúde da Família no desenvolvimento e crescimento do adolescente, bem como o planejamento de ações voltadas à saúde deste. Enfoca também a saúde preventiva por meio de métodos educativos sobre temas como: saúde sexual (DSTs, gravidez, aborto, puberdade, métodos contraceptivos, dentre outros), as drogas, o álcool, a saúde mental e a saúde nutricional do adolescente (obesidade, anemia, imunizações, dentre outros) de forma bem ampla e detalhista. É muito comum se ouvir falar que a adolescência é uma fase, cheia de transformações, questionamentos, mudanças de sentimentos e conflitos, e para o jovem, que se encontra nesse período de transição, é fundamental sentir-se acolhido...

Saúde do adolescente

Grillo, Cristiane de Freitas Cunha; Cadete, Matilde Meire Miranda; Ferreira, Roberto Assis; Guimarães, Patrícia Regina; Miranda, Solange de Melo
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: 80p
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Módulo que integra o no Curso de Especialização em Estratégia Saúde da Família (2014) o qual é direcionado a médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas e outros integrantes de equipes de Saúde da Família.Tem como objetivos finais promover ao aluno a compreenção do conceito e as peculiaridades da adolescência ; conhecer o cenário atual da saúde do adolescente no Brasil com seus desafios; Saber conduzir o acompanhamento de saúde do adolescente na Unidade Básica de Saúde; Atender o adolescente, contemplando os aspectos biológicos, emocionais e sociais e, elaborar estratégias para criar e fortalecer o vínculo do adolescente com a equipe de saúde. O módulo está organizado em 3 seções: Seção 1- Adolescência e saúde; Seção 2 - O acompanhamento de saúde do adolescente; Seção 3 – A construção do vínculo entre o adolescente e a equipe de Saúde da Família.; 1.0

A procura do adolescente pelos serviços de saúde: questões da prática assistencial para enfermeiros

Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Recurso textual contendo imagens coloridas, utilizado na unidade 01 do módulo 09 (Saúde do adolescente), direcionado para o Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.85%
O Brasil vem se destacando ativamente em nível mundial e nacional na luta pelos direitos humanos. A Constituição de 1988 priorizou a garantia desses direitos. Assim, o cumprimento das pactuações internacionais assumidas e o reordenamento de marcos jurídico-institucionais às prioridades estabelecidas pelas Convenções Internacionais de Direitos Humanos são exigências constitucionais. Tendência bastante recente das políticas públicas no Brasil tem levado à ampliação da concepção de direitos do jovem e do adolescente, reconhecendo a importância da incorporação desses indivíduos às políticas sociais públicas. Na área da saúde, o Ministério da Saúde (MS) acompanha essa tendência na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Adolescente e de Jovens, de 2007. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) passa a reconhecer todas as crianças e todos os adolescentes como sujeitos de direitos nas diversas condições sociais e individuais. Este estipula a implantação, em cada município brasileiro, de órgãos que têm a responsabilidade de assegurar o cumprimento das políticas públicas voltadas à criança e ao adolescente; Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS

Corporeidade do ser adolescente com câncer na perspectiva da sexualidade

Dalegrave, Debora
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.89%
Trata-se de estudo da linha de pesquisa Fundamentos e Práticas de Enfermagem em Saúde da Mulher, Criança, Adolescente e Família, vinculado ao Grupo de Estudos do Cuidado à Saúde nas Etapas da Vida (CEVIDA) do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O objetivo foi conhecer as percepções do ser adolescente com câncer sobre a corporeidade na perspectiva da sexualidade. Visando mostrar a união de dois conceitos, amplamente desmistificados em prol de uma finalidade, que é conhecer a visão dos adolescentes sobre seu corpo e a sua sexualidade. A metodologia norteadora da pesquisa foi pautada em um estudo qualitativo, com abordagem fenomenológica, a qual permitiu abranger a realidade visível e compreender os fenômenos e processos que estão atualizados no cotidiano do adolescente com câncer. A pesquisa teve como loco o Hospital de Clinicas de Porto Alegre, na Unidade de Internação Oncológica Pediátrica. Contando com a participação de seis adolescentes, com idade de 14 a 18 anos, a coleta das informações ocorreu por meio do Método Criativo Sensível, a partir das dinâmicas: Espelho Mental, Texto Coletivo, Adolescer e Chuva de Palavras...

Estatuto da Criança e do Adolescente: a visão dos trabalhadores sobre sua prática; Estatuto del Niño y del Adolescente: la visión de los trabajadores sobre su puesta en práctica; Brazilian Child and Adolescent Statute: workers' views about their practice

Eduardo, Lara de Paula; Egry, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.89%
El Estatuto del Niño y del Adolescente impulsó un aumento significativo de los programas que asisten a este grupo poblacional, aunque no implicó cambios en la forma de aproximación al objeto. Este estudio se enfocó a conocer las percepciones de los trabajadores afectados a los programas de atención del adolescente, sus dificultades y los modos de superarlas. El escenario fue el Municipio de San Carlos (San Pablo, Brasil). La metodología utilizada es descriptiva y cualitativa. Los datos fueron recolectados junto a instituciones que atienden a los adolescentes, mediante documentos y entrevistas. Los testimonios fueron tratados de acuerdo al referencial de Bourdieu. Los resultados mostraron que las instituciones ven a la adolescencia y a los adolescentes despojados de su socialidad e historicidad, y que el objeto de atención continúa siendo el adolescente con problemas, y no un sujeto de derecho. Un cambio más radical en la visión de estos adolescentes posibilitará la construcción de nuevos instrumentos para los procesos de trabajo, capaces de alcanzarlos en su integralidad.; The Brazilian Child and Adolescent Statute (CAS) has generated an increase in the number of programs assisting the referred population, but there have not been changes in terms of approach. The objective of this study was to understand the perceptions of workers in institutions providing adolescent care...

Sendo transformado pela doença: a vivência do adolescente com diabetes; Siendo transformado por la enfermedad: la vivencia del adolescente con diabetes; Being transformed by illness: adolescents' diabetes experience

Damião, Elaine Buchhorn Cintra; Pinto, Carolina Marques Marcondes
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2007 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
36.88%
This research aimed to understand the experience of adolescents to live with a chronic illness like diabetes mellitus type 1. Symbolic Interactionism and Grounded Theory were both used as theoretical and methodological frameworks respectively. The results allowed us to know the adolescents' perceptions about their experience in living with diabetes through three themes: Knowing the diabetes diagnosis; Being transformed by illness and Being a sharp life. The adolescents in this study were resilient people because they became stronger in spite of the illness, being transformed. In this way, the resilient adolescent is capable of healing his/her wounds, being in charge of his/her own life and having a full life.; El objetivo de esta investigación es comprender la experiencia del adolescente que sufre una enfermedad crónica como la diabetes. Utilizamos el Interaccionismo Simbólico y la Teoría Fundamentada en los Datos como referenciales teórico y metodológico respectivamente. Los resultados nos han permitido conocer la percepción del adolescente sobre su experiencia y vivencia con la diabetes a partir de tres temas: Recibiendo el Diagnóstico de Diabetes, Siendo transformado por la Enfermedad y Llevando una vida puntiaguda. Los adolescentes de este estudio son personas resilientes porque han logrado no solamente convivir con la diabetes sino convertirse en más fuertes: siendo transformadas. Así...