Página 1 dos resultados de 564 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Do auge à retração: análise de um dos estágios de construção do ensino de Administração pública no Brasil (1966-1982)

Coelho, Fernando de Souza; Nicolini, Alexandre Mendes
Fonte: Salvador Publicador: Salvador
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46%
A história do ensino na graduação em Administração Pública (AP) no país ainda carece de sistematização, dada a diminuta quantidade de estudos descritivos e de investigações analíticas do tema, como as teses de Fischer (1984), Coelho (2006), Nicolini (2007) e, tangencialmente, artigos ou relatórios de pesquisa. Defronte dessa lacuna, o objetivo deste trabalho é tanto propor uma periodização para tal ensino no Brasil, como contribuir com a descrição e análise de um dos seus ciclos ou estágios de construção. Metodologicamente, o artigo faz a revisão bibliográfica daquelas obras que abordam direta e indiretamente o tema, analisa as leis e pareceres sobre o ensino na graduação em AP e considera os projetos pedagógicos, prospectos e textos de discussão de instituições de ensino que ofereciam esse curso entre 1966 e 1982. No que se refere aos resultados, são identificáveis três ciclos da formação acadêmica em AP: o primeiro ciclo mostra a irradiação do ensino em sua graduação entre 1952 e 1965, o segundo ciclo enfoca o auge e o declínio desse ensino no período compreendido entre 1966 e 1982, no qual o trabalho se concentra, e o terceiro ciclo mostra um (re)alento para a área...

Desenvolviment(ism)o, descolonialidade e a geo-história da administração no Brasil: a atuação da CEPAL e do ISEB como instituições de ensino e pesquisa em nível de pós-graduação

Wanderley, Sergio Eduardo de Pinho Velho
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.06%
O objetivo desta tese é investigar a atuação da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL) e do Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB) na história da educação em administração no Brasil. Esta tese partiu de uma metodologia historiográfica consolidada na área, mas utilizou a abordagem descolonial para problematizar o termo história e, assim, propor uma nova agenda de pesquisa. A importação de temas de pesquisa historiográfica como americanização e Guerra Fria provoca um mimetismo de agendas de investigação e termina por subalternizar outros eventos locais que contribuíram para a historiografia da administração. A investigação geo-histórica desta tese é feita a partir da interação entre dois conceitos de desenvolviment(ism)o – o que emerge a partir da realidade da América Latina e o que é recebido de fora via americanização – que ora se aproximam, ora se afastam, e que estão inseridos na long durée da modernidade/colonialidade da América Latina. A busca pela ciência da administração se iniciou, no Brasil, vinculada ao processo de modernização e desenvolvimento do país, que levou à criação, durante a década de 1950, das primeiras escolas de ensino de graduação em administração e dos cursos objetos desta tese...

Nas ondas do oceano: o patrimônio histórico documental das câmaras do Brasil-Colônia no acervo do Conselho Ultramarino

Moura, Denise A. Soares de
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
46%
Pós-graduação em História - FCHS; Esta obra é um catálogo temático que reúne todos os manuscritos produzidos e enviados pelas câmaras do Brasil-Colônia para o Conselho Ultramarino, órgão criado e instalado em 1642 em Lisboa, e responsável por tratar de questões diversas da administração dos domínios portugueses na Índia, Brasil, Guiné, ilhas de São Tomé, Cabo Verde, Açores e Madeira. A produção relacionada ao Brasil, aqui apresentada, vai daquele período até o início do século 19, pouco antes da Independência, somando 3.096 documentos, escritos por funcionários de instituições municipais espalhadas por 209 vilas em cidades situadas em todo o território nacional. O catálogo representa quase dois séculos da história da administração pública municipal, reavivando a voz de lideranças de diferentes grupos sociais e suas reivindicações, opiniões e interesses. Órgãos da administração pública local, as câmaras estão entre as instituições de maior longevidade na história do Brasil. Embora possuidoras de reduzidos recursos financeiros, oriundos das arrecadações locais, muitas vezes situadas em regiões distantes dos órgãos centrais e tendo de lidar com os mais diferentes problemas urbanos e sociais...

Vida e trabalho do professor pesquisador em administração no sul do Brasil

Pinheiro, Daniel Moraes
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 267 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
45.92%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2013.; A prática da ciência é, ao mesmo tempo, um processo dereflexão, de tensão, onde o exercício da profissão parece tomar parte davida do sujeito, entrelaçando-se de forma quase indissolúvel. Isto é frutode escolhas de um sujeito, que ao optar pela carreira acadêmica, precisaquestionar-se quanto às suas escolhas e suas consequências, muitoembora não o faça, muitas vezes, de forma consciente. A ciência daadministração traz na sua composição um desafio em relação a estasescolhas, pois, como ciência social aplicada, é demandada a responderaos desafios propostos pelo seu campo científico e pela própriasociedade. O referencial teórico de base está na sociologia da ciência,considerando especialmente o trabalho de Pierre Bourdieu quanto aoconceito de campo e capital científico. A partir da trajetória de 17sujeitos, professores pesquisadores de Programas de Pós-Graduaçãocredenciados e reconhecidos, no sul do Brasil, foi possível entender adinâmica do campo científico da administração, discutindo os principaiselementos que a caracterizam. Utilizando-se da história oral temática eda como técnica de pesquisa...

A produção científica sobre administração em enfermagem no Brasil no período de 1947 a 1972

Martins,Elaine Guimarães; Sanna,Maria Cristina
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
55.72%
A Administração em Enfermagem foi adicionada ao currículo assim que este preparo tornou-se uma necessidade evidente. Descrever a trajetória histórica das produções científicas sobre a disciplina, destacando marcos deste caminhar para compreender como foram produzidos e incorporados esses conhecimentos, são os objetivos do presente trabalho. O estudo abrangeu o período de 1947 a 1972, capturando-se, na base eletrônica de periódicos de enfermagem - PERIENF, 19 indicações que, submetidas à análise temática, revelaram que, desde os anos 40, as enfermeiras declaravam dificuldades de desempenho administrativo, evoluíram para a inclusão deste conteúdo nos cursos e exemplificaram como este foi sendo organizado até que, pela definição do Currículo Mínimo do Curso de Enfermagem e Obstetrícia em 1972, ficou assegurado o espaço dessa disciplina.

Brasil: 200 anos de Estado; 200 anos de administração pública; 200 anos de reformas

Costa,Frederico Lustosa da
Fonte: Fundação Getulio Vargas Publicador: Fundação Getulio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
45.92%
A passagem dos 200 anos da transferência da corte portuguesa para o Brasil tem suscitado a realização de inúmeros eventos comemorativos, como seminários, palestras, exposições e a publicação de livros e artigos em jornais e revistas. Entretanto, poucos encontros, discussões e publicações em torno dos "200 anos" procuraram destacar a questão da constituição do Estado nacional e da formação da administração pública brasileira. Este artigo preenche uma pequena parte da lacuna deixada na comemoração do bicentenário da chegada da família real portuguesa ao Brasil. Oferece um rápido panorama da história das transformações por que tem passado a administração pública brasileira, destacando as mudanças planejadas, quer dizer, os esforços de reforma do aparelho de Estado. São enfatizadas as três grandes reformas que se sucederam a partir de meados dos anos 1930 do século passado, separadas entre si por intervalos de 30 anos - 1937, 1967 e 1995 (ou 1998, ano da promulgação da Emenda Constitucional no 19). Todo o percurso percorrido desde 1808 configura hoje uma tríplice efeméride - 200 anos de Estado nacional, 200 anos de administração pública e 200 anos de reformas institucionais e administrativas.

Importância dos arquivos empresariais para a pesquisa histórica em administração no Brasil

Coraiola,Diego Maganhotto
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
45.91%
Nos últimos anos, verificam-se crescente consciência e preocupação dos pesquisadores da área de Estudos Organizacionais com relação à importância da História e do desenvolvimento de pesquisas históricas para a compreensão dos objetos de estudo da disciplina. No entanto, qualquer pesquisa que se dedique a resgatar traços de situações, eventos e acontecimentos passados estará, necessariamente, restrita às reminiscências desse período. Dessa forma, qualquer clamor pela descoberta do passado precisa estar acompanhado de outro, que demanda também a preservação e disponibilização dos vestígios e fontes que lhe proporcionem acesso. Defende-se, como argumento central deste trabalho, a necessidade de discussão e avaliação da atual situação dos arquivos empresariais brasileiros, a fim de promover o desenvolvimento de ações e projetos de melhoria voltados à preservação e disponibilização de arquivos empresariais para a pesquisa na área de Estudos Organizacionais. Assim, o interesse no fortalecimento dos programas de preservação e dos empreendimentos dedicados aos arquivos empresariais brasileiros demanda que sejam equacionadas as possibilidades de contribuição de agentes públicos e privados. Estes integrariam seus esforços na construção de projetos e programas dedicados a recuperar documentos e registros sobre a história das organizações brasileiras...

Administração pública tupiniquim: reflexões a partir da Teoria N e da Teoria P de Guerreiro Ramos

Zwick,Elisa; Teixeira,Marília Paula dos Reis; Pereira,José Roberto; Vilas Boas,Ana Alice
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.89%
O objetivo deste ensaio teórico é promover uma reflexão acerca da administração pública brasileira contemporânea sob o enfoque da Teoria N e da Teoria P de Guerreiro Ramos. Após a recuperação dos pressupostos de cada abordagem proposta por Ramos, buscou-se alinhá-las a diferentes teorias de administração pública. A administração pública gerencial, conhecida no âmbito internacional como nova administração pública, foi introduzida no Brasil no governo Fernando Henrique Cardoso por meio da Reforma do Estado. Tal qual foi planejada, a administração pública gerencial caracteriza-se como Teoria N, uma vez que está imbricada pela força da estrutura e pela racionalidade instrumental. Todavia, por esbarrar em características culturais, tais como o autoritarismo, o personalismo e o coronelismo, esse modelo não foi plenamente desenvolvido no Brasil, sendo relativizado em sua aplicação prática. Assim, tornou-se uma hibridização de diversos modelos de gestão, unindo características do patrimonialismo, da burocracia e do gerencialismo, bem como indícios de gestão social. Essa hibridização institui, na verdade, um novo modelo de gerir a coisa pública, formando o que se denomina administração pública tupiniquim...

Ensino superior em administração entre os anos 1940 e 1950: uma discussão a partir dos acordos de cooperação Brasil-Estados Unidos

Barros,Amon Narciso de; Carrieri,Alexandre de Pádua
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.97%
O presente trabalho tem como objetivo discutir o desenvolvimento dos cursos superiores em Administração no Brasil entre os anos 1940 e 1950 a partir dos acordos de cooperação entre Brasil e EUA. Inicialmente discutimos brevemente a metodologia utilizada para coleta dos dados e, em seguida, apresentamos uma discussão sobre as relações bilaterais entre os países. Posteriormente tecemos considerações sobre os cursos superiores em Administração que contaram com o apoio estadunidense, além de refletirmos sobre os próprios acordos. Concluímos que a dita "americanização" da Administração no Brasil tem raízes profundas e que, para que um saber mais autoconsciente seja construído e fortalecido, devemos refletir sobre a constituição da própria área, sobre como as influências de modelos estrangeiros são recebidas e articuladas. Por fim, sugerimos que futuras pesquisas poderiam aprofundar as discussões realizadas, ao fazer estudos específicos sobre a história dos cursos superiores em Administração brasileiros, especialmente os que participaram de acordos com outras instituições.

Uma narrativa sobre os cursos superiores em Administração da FACE/UFMG: dos primeiros anos à sua unificação em 1968

Barros,Amon
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
45.96%
Apresentamos o desenvolvimento dos cursos superiores em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Geraus (Face/UFMG) entre sua fundação e 1968, quando se deu a fusão dos três cursos existentes. O estudo se justifica pelo importante papel que as graduações em Administração têm e tiveram para disseminar o management. Lançamos luz sobre a história dos cursos de Administração da FACE/UFMG, destacando o estabelecimento de seus cursos de Administração Pública e Sociologia e Política, em 1952, e de Administração de Empresas, em 1954. Destacamos, ainda, a saída da FACE/UFMG do acordo de 1959, envolvendo outros cursos superiores que existiam ou estavam para ser criados no país. Sequencialmente, apresentamos um panorama de trajetória dos cursos superiores em Administração da FACE/UFMG na década de 1960, que culminou em sua unificação em 1968. Concluímos afirmando a importância de resgatar a história dos cursos de graduação como uma das maneiras para compreender o cenário atual da área, bem a necessidade de considerar o desenvolvimento da Administração no Brasil um processo não natural e repleto de complexidades, que deve ser analisado de uma perspectiva aberta à interação entre fatores internos e externos.

Do auge à retração: análise de um dos estágios de construção do ensino de Administração pública no Brasil (1966-1982)

Coelho,Fernando de Souza; Nicolini,Alexandre Mendes
Fonte: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia Publicador: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.93%
A história do ensino na graduação em Administração Pública (AP) no país ainda carece de sistematização, dada a diminuta quantidade de estudos descritivos e de investigações analíticas do tema, como as teses de Fischer (1984), Coelho (2006), Nicolini (2007) e, tangencialmente, artigos ou relatórios de pesquisa. Defronte dessa lacuna, o objetivo deste trabalho é tanto propor uma periodização para tal ensino no Brasil, como contribuir com a descrição e análise de um dos seus ciclos ou estágios de construção. Metodologicamente, o artigo faz a revisão bibliográfica daquelas obras que abordam direta e indiretamente o tema, analisa as leis e pareceres sobre o ensino na graduação em AP e considera os projetos pedagógicos, prospectos e textos de discussão de instituições de ensino que ofereciam esse curso entre 1966 e 1982. No que se refere aos resultados, são identificáveis três ciclos da formação acadêmica em AP: o primeiro ciclo mostra a irradiação do ensino em sua graduação entre 1952 e 1965, o segundo ciclo enfoca o auge e o declínio desse ensino no período compreendido entre 1966 e 1982, no qual o trabalho se concentra, e o terceiro ciclo mostra um (re)alento para a área, quando novas proposições de formação emergem nos anos de 1983 a 1994. As conclusões mostram...

Eficiência na administração da justiça

Freitas, Vladimir Passos de
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Sintetiza a história da administração da justiça no Brasil, identifica deficiências no funcionamento do Poder Judiciário e sugere mudanças que possibilitem melhor rendimento dos trabalhos para o estabelecimento de uma justiça célere e eficiente.

Administração judiciária

Freire, Alexandre Costa de Luna
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.91%
Trata da administração como ferramenta ou ciência na gestão pública de serviços judiciais e judiciários. Informa sobre a administração pública e as influências que a mesma sofreu ao longo da história. Destaca a mudança de valores sociais e a influência da sociedade da informação na necessidade de mudança das relações jurídicas. Descreve as ações que são consideradas atos administrativos ou atos de administração judicial. Estuda a “arte” ou “ciência” da administração, incluindo sua “organicidade teórica ou prática à compreensão da nova realidade”.

A transparência da administração pública pós-moderna e o novo regime de responsabilidade fiscal

Mileski, Helio Saul
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.88%
Trata da importância da transparência fiscal na administração pública, analisando seus princípios e comentando sua evolução na história da administração pós-moderna. Discorre também sobre a transparência na Lei de responsabilidade fiscal e a Lei complementar n. 131, de 27 de maio de 2009.

Modelos de administração pública : correspondente evolução no conceito e objeto do direito administrativo

Moreira, João Batista Gomes
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Aborda os seguintes temas: do patrimonialismo à administração sistêmica, o direito administrativo na administração burocrática e o direito administrativo sistêmico.

Da patologização dos afetos à medicalização da tristeza : aspectos do discurso médico-científico sobre medicamentos antidepressivos no Brasil : 1959-1991

Socudo, Andréa Maria Carneiro Lobo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 306 f. : il. algumas color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
55.81%
Orientador : Prof. Dr. José R. Braga Portella; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 06/03/2015; Inclui referências : fls. 279-293; Resumo: O presente estudo aborda fatores associados às origens e à afirmação de determinado discurso no interior do meio psiquiátrico brasileiro, associado à pesquisa e à administração de psicofármacos, notadamente antidepressivos e ansiolíticos, como parte da estratégia de medicalização da depressão. Ampara-se na análise de artigos científicos publicados em revistas médicas nacionais entre o final da década de 1950 e o início da década de 1990 destacando a consonância desse pensamento para com pesquisas internacionais em psicofarmacologia bem como a concepção de uma origem química para as afecções mentais. Problematiza o fato de esse discurso conceber manifestações de sofrimento psíquico - as "noxias emotivas" - como sinais de futuras "afecções mentais" passíveis de serem tratadas quimicamente, relacionando essa tendência à história da institucionalização da psiquiatria no Brasil e reiterando a influência da psiquiatria biológica, da teoria da degeneração e da noção de higiene mental advinda da eugenia. Destaca a ampliação da ingerência psiquiátrica para além das instituições e dos indivíduos considerados afetados mentalmente...

Monarcas, ministros e cientistas. Mecanismos de poder, governação e informação no Brasil Colonial

Domingues, Ângela
Fonte: CHAM, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: CHAM, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em /11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
45.98%
Este livro reúne 15 artigos escritos em tempos diferentes, agora reunidos num único volume publicado sob os auspícios do Centro de História de Além-Mar. Econtram-se, contudo, unidos por um denominador comum, o Brasil colonial, e por uma época predominante, o século XVIII. Partindo da noção de que o conhecimento é uma forma de poder, a autora pretende entender como a utilização do saber produzido ao longo de setecentos foi particularmente útil na governação da América Portuguesa, utilizado por governantes como meio de controlo do espaço, da natureza e da humanidade. Este conhecimento permitiu também o descobrimento da colónia brasileira pelos europeus de setecentos, com repercussões evidentes na formação de uma consciência europeia e na formulação de imagens sobre o Império Português e os portugueses, que acentuaram as diferenças culturais, políticas, económicas e científicas existentes, pondo em causa uma visão uniforme da Europa das Luzes.; FCT

O primado do mercado interno: a proeminência do espaço canavieiro de Minas Gerais no último século de hegemonia das atividades agroaçucareiras tradicionais no Brasil

Godoy, Marcelo Magalhães
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
55.67%
During 19th century and the beginning of the following century, Minas Gerais was the most important sugarcane plantation area in Brazil. In the 1830's, there were 4.150 productive unities working with sugarcane transformation in Minas. The sum of all sugar mills in the northeast coast, north of Rio de Janeiro and the plains of São Paulo did not reach half of the number of sugar mills in Minas Gerais. In the same period, it is estimated that 85.000 captives was employed in the fabrication of sugar and of aguardente. That such a large contingent had neither been employed in any other sugarcane plantation area nor in any other period of brazilian slavery history. Furthermore, it is estimated that in the 1830's Minas Gerais produced 33.200 tons of sugar. The sugar production of São Paulo did not surpass 8.500 tons, and the production of Pernambuco was 27.000. The sugar exportation of Bahia was not more than 30.000 tons and the amount exported by Rio de Janeiro did not reach 17.000.; Minas Gerais foi, durante o século 19 e início da centúria seguinte, o mais importante espaço canavieiro do Brasil. Para a década de 1830, estima-se a existência em Minas de 4.150 unidades produtivas com transformação da cana-de-açúcar. A soma dos engenhos do litoral nordestino...

Uma análise crítica da literatura sobre a oferta e a circulação de moeda metálica no Brasil nos séculos XVI e XVII

Lima, Fernando Carlos G. de Cerqueira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2005 POR
Relevância na Pesquisa
55.69%
Este artigo examina os principais fatores determinantes da oferta e da circulação de moeda metálica no Brasil nos séculos XVI e XVII. O objetivo é contribuir para o debate, até hoje pouco explorado, sobre a escassez de moeda no Brasil colonial. O trabalho é dividido em seis seções, além da introdução e considerações finais. A primeira apresenta as principais características do sistema bimetálico então vigente em Portugal e de sua política de desvalorização da unidade de conta. A análise da oferta de moeda no Brasil é desenvolvida nas quatro seções seguintes, destacando o início do processo de monetização, os fluxos de entrada e saída de metais, os impactos da política de cunhagem metropolitana e os episódios de remarcação e cunhagem de moeda no Brasil. Os determinantes do entesouramento são discutidos a seguir. Uma última seção resume os argumentos apresentados ao longo do trabalho.; This paper examines the main factors that determined the supply and circulation of metallic coins in Brazil in the sixteenth and seventeenth centuries. The objective is to contribute to the debate, often neglected, on the scarcity of money in colonial Brazil. The paper is divided into six parts, on top of the introduction and the concluding remarks. The first presents the main features of the then prevalent Portuguese monetary system...

Administração na América portuguesa: a expansão das fronteiras meridionais do Império (1680-1808); Administration in portuguese America: expanding the southern borders of the Empire (1680-1808)

Kühn, Fábio; Comissoli, Adriano
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.79%
O estudo da administração colonial voltou a adquirir importância nos últimos anos, tendo gerado um profícuo debate historiográfico, que tem renovado este campo dos estudos históricos. O conceito de “pacto colonial” vem sendo revisto, enfatizando-se a dinâmica da negociação entre os colonos e a Coroa portuguesa. O próprio “antigo sistema colonial” vem sendo confrontado com a noção de um “Antigo Regime nos trópicos”, o que levou a que fossem repensados vários aspectos da fase inicial da história do Brasil. Um dos pontos centrais a ser investigado no artigo refere-se à natureza das relações que eram estabelecidas entre as principais autoridades régias da colônia (vice-reis, governadores, provedores e ouvidores) e os poderes locais (câmaras e ordenanças), procurando verificar como se viabilizava a governabilidade da América lusa. Dentro desse vasto espaço geográfico, o foco da análise irá recair sobre o processo de integração na estrutura administrativa colonial dos espaços de fronteira, particularmente o Rio Grande de São Pedro e a Colônia do Sacramento.; Colonial administration studies became very important in the last years, generating productive historical debate, which gave new perspectives to this investigation field. The concept of "colonial pact" has been revised...