Página 1 dos resultados de 14618 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Suporte social e adaptação à gravidez na adolescência

Pinho, Maria Manuela Padrão da Silva Barbosa
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia da Saúde e Intervenção Comunitária.; Os contornos da gravidez na adolescência têm vindo a serem alterados ao longo dos tempos. De um fenómeno “normal” há cerca de meio século, passou a um fenómeno não desejado na actualidade. Contudo, estudos recentes remetem para uma diversidade de factores preditivos da gravidez na adolescência, com repercussões igualmente diversificadas. Uma gravidez na adolescência quando planeada e dentro dos seus contextos sociais/familiares pode nem sempre ter repercussões nefastas em relação a uma gravidez em idade adulta não planeada. Numa perspectiva desenvolvimental, a adolescente tem que desempenhar duplos papéis para os quais ainda não está preparada, a nível cognitivo, emocional, social e mesmo ao nível da sua própria identidade. Tem-se registado uma tendência, a nível dos países ocidentalizados, para contrariar a elevada percentagem de gravidezes na adolescência. Também Portugal atingiu um declínio acentuado, motivado pelo investimento na educação sexual e pela divulgação dos métodos contraceptivos, junto das camadas mais jovens. Este estudo teve como objectivo analisar se o suporte social que a adolescente percepciona está relacionado com a sua adaptação à gravidez. Participaram neste estudo 63 adolescentes grávidas com idades compreendidas entre os 14 e os 19 anos (M=17; 14 DP=1...

Adaptação à Deficiência e Funcionalidade para o Trabalho - Implicações no comportamento de procura de emprego

Fernandes, Célia Maria Castanheira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
O presente trabalho inicia-se com a revisão e análise crítica da literatura relativa aos conceitos de deficiência e de deficiência neuromusculoesquelética adquirida; à caracterização do emprego de pessoas com deficiência, considerando a influência de factores legais e outros internos e externos à pessoa, como a visibilidade da deficiência e o suporte social; ao conceito de adaptação à deficiência e respectivos modelos explicativos, a par de outros factores condicionantes e, finalmente, aos conceitos de funcionalidade e de funcionalidade para o trabalho e respectivos meios de avaliação. É desenvolvido um primeiro conjunto de estudos empíricos visando a tradução, a adaptação e a análise das características psicométricas de instrumentos de avaliação da adaptação à deficiência e da funcionalidade para o trabalho (dimensões cuja relação com o comportamento de procura de emprego se estuda posteriormente), face à constatação da sua inexistência no plano nacional: EAD-R (Escala de Adaptação à Deficiência-Revista, Groomes & Linkowski, 2007), IAF (Inventário de Avaliação Funcional, Crewe & Athelstan, 1984) e QCP (Questionário de Competências Pessoais, Crewe & Athelstan, 1984). O processo de adaptação foi realizado de acordo com as directrizes internacionais e implicou...

Estudo da correlação entre adaptação marginal e tensões transmitidas aos implantes por estruturas metálicas fundidas em monobloco - análise fotoelástica.; A study of the correlation between marginal fit and tensions transmitted to implants by one-piece metal castings - a photoelastic analysis.

Torres, Érica Miranda de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
Um dos maiores obstáculos para o sucesso das reabilitações com próteses sobre implantes consiste na obtenção de boa adaptação marginal dos componentes protéticos. Não está claro na literatura quais níveis de desajuste são considerados clinicamente aceitáveis, mas sabe-se que a ausência de perfeito ajuste e assentamento passivo pode provocar tensões inadequadas na interface de osseointegração, possibilitando problemas mecânicos e biológicos. A fotoelasticidade é uma técnica experimental para análise de tensões capaz de produzir resultados bastante confiáveis e fiéis aos parâmetros clínicos. Quando estruturas metálicas para próteses sobre múltiplos implantes são fundidas em monobloco, a obtenção de boa adaptação marginal parece ser ainda mais crítica. Contudo, não se verificam estudos que abordem a influência do tipo de metal ou liga empregado nessas fundições sobre os níveis de desadaptação protética. Assim, o presente estudo tem como objetivos verificar a adaptação marginal entre os pilares intermediários e estruturas fundidas em monobloco com diferentes materiais; avaliar, pelo método fotoelástico, as tensões impostas aos implantes quando a eles são fixadas as estruturas metálicas; e ainda pesquisar possíveis correlações entre os níveis de adaptação marginal e as tensões geradas na interface implante-material fotoelástico. Para tanto...

Modelos lineares mistos e generalizados mistos em estudos de adaptação local e plasticidade fenotípica de Euterpe edulis; Linear mixed models and generalized mixed models applied in studies of local adaptation and phenotypic plasticity of Euterpe edulis

Bautista, Ezequiel Abraham López
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
Este trabalho objetivou a avaliação da presença de plasticidade fenotípica e de adaptação local de três procedências de palmiteiro: Ombrófila Densa, Estacional Semidecidual e Restinga, em três locais no Estado de São Paulo: Parque Estadual da Ilha do Cardoso, Parque Estadual de Carlos Botelho e Estação Ecológica dos Caetetus, em ensaios de adaptação no estabelecimento (ou de semeadura) e de adaptação em juvenis (ou de crescimento). Os conjuntos de dados foram analisados utilizando estruturas de grupos de experimentos, com efeitos cruzados e aninhados. As variáveis relacionadas com a massa de matéria seca das plantas, nos dois ensaios, foram analisadas usando a abordagem de modelos lineares de efeitos mistos, por meio da incorporação de fatores de efeito aleatório, e fazendo uso do método da máxima verossimilhança restrita (REML) para estimação dos componentes de variância associados a tais fatores com um menor viés. Por outro lado, para a proporção de sementes germinadas, no ensaio de adaptação no estabelecimento, a análise estatística foi realizada a partir da abordagem dos modelos lineares generalizados mistos, sob a pressuposição de que a variável segue uma distribuição binomial, com função de ligação logito. O método da pseudo-verossimilhança foi empregado para obtenção da solução das equações de verossimilhança. Os resultados mostraram que as plantas originadas de sementes dos três biomas avaliados apresentaram um comportamento plástico...

Tradução, adaptação e reescrita da obra de Virginia Woolf por Michael Cunningham em The hours (1998); Translation, adaptation and rewriting of Virginia Woolfs work by Michael Cunningham with the novel The Hours (1998)

Caribé, Yuri Jivago Amorim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
Esta tese propõe uma análise do romance americano The Hours (1998), de Michael Cunningham, que afirmamos ser uma reescrita da obra da escritora canônica Virginia Woolf na contemporaneidade. Trabalhamos com a ideia principal de adaptação, nos referindo de forma particular às adaptações literárias, tendo em vista que Cunningham utilizou para a composição de The Hours diversos trabalhos de ficção e não ficção que chamamos de obra de Woolf, estando assim inserida no campo dos trabalhos acadêmicos relacionados aos Estudos da Tradução e da Adaptação. Por esse motivo, decidimos utilizar dois conceitos principais de adaptação para embasar esta discussão: o de Linda Hutcheon (2006) e o de Julie Sanders (2006), pesquisadoras que atuam nessas áreas. Embora o trabalho de Hutcheon seja mais direcionado às chamadas adaptações fílmicas, sua importante teorização em torno da adaptação e dos adaptadores foi amplamente utilizada dentro da discussão que propomos sobre Michael Cunningham e a problemática em torno da elaboração do romance em questão. Segundo Hutcheon (2006), a adaptação é vista como um processo que comporta tanto a repetição quanto a novidade, sendo os adaptadores responsáveis pela seleção dos textos adaptados e também pelo modo como esses textos serão configurados em um produto final. Também trabalhamos com os conceitos de adaptação e de apropriação de Sanders (2006). Esse último revela o aspecto autoral e ideológico dos adaptadores nas adaptações. As apropriações servem...

Concepções de educadoras sobre a adaptação de bebês à creche; Teacher’s conceptions about infants adjustment to daycare center

Rapoport, Andrea; Piccinini, Cesar Augusto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Embora haja consenso entre os pesquisadores sobre a complexidade do período de adaptação à creche, existem ainda inconsistências sobre o momento mais adequado para se colocar o bebê na creche, quanto ao conceito de adaptação e como avaliar este período. Este estudo examinou como educadoras de creches públicas e particulares caracterizavam a adaptação dos bebês de 4-5 meses e 8-9 meses. Quarenta e uma educadoras responderam a um questionário aberto que examinava como era feito o processo de adaptação, sua duração, os casos de bebês que apresentavam retrocesso após estarem adaptados e os fatores que interferiam na adaptação. Análise de conteúdo revelou algumas diferenças entre as concepções de adaptação dos bebês das duas faixas etárias. Segundo as educadoras a adaptação dos bebês de 8-9 meses requer maior preparação e cuidado, sendo em alguns aspectos uma etapa mais crítica do que a do outro grupo. Houve também diferenças entre os indicadores mencionados para as duas faixas etárias.; Although there is consensus among researchers about the complexity of the period of adaptation to daycare center, inconsistencies still exist about the most adequate moment for the child’s entry into daycare center...

Avaliação da adaptação marginal e interna de facetas cerâmicas confeccionadas por três diferentes métodos

Ribeiro, Luciana Gazaniga Maia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 107 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2010; O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro a influência de três diferentes métodos de confecção de facetas cerâmicas na adaptação marginal, antes e após o ajuste, e na adaptação interna, após o ajuste. Dez incisivos centrais superiores artificiais foram preparados com espessura uniforme de 0,7 mm, término cervical e proximal em chanfro e sem redução incisal. Para cada dente preparado, foram preparadas três facetas, de acordo com o método de confecção, totalizando 30 facetas (10 por método): G1 - método de aglutinação (modelo refratário); G2 - método da cerâmica injetada (IPS Empress); G3 - método computadorizado (CEREC). A adaptação marginal foi avaliada através da medição do valor máximo da discrepância entre a margem da restauração e a margem do preparo dental e a adaptação interna através da medição da espessura de um silicone de adição (Fit Checker II, GC), utilizado para simular a cimentação. Todas as imagens foram capturadas por um microscópio óptico, e as medições realizadas pelo programa Image-Pro Plus. Não houve diferença significativa entre os grupos em relação à adaptação marginal antes (G1: 74...

Caracterização da adaptação escolar de um grupo de crianças prematuramente que iniciaram a escolaridade obrigatória

Barros, Rita Gomes de Almeida
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
A prematuridade é uma temática que tem originado diversas investigações, sobretudo pelo seu impacto no desenvolvimento infantil, estando muitas vezes associada a dificuldades cognitivas, académicas e comportamentais. Neste sentido, afigura-se como um factor de risco para o desenvolvimento e para a aprendizagem, apresentando, assim, um risco para a transição e adaptação escolar. O presente estudo apresenta como objectivos: caracterizar a adaptação escolar de crianças nascidas prematuramente através do Questionário de Avaliação da Adaptação à Escola, e relacionar estes resultados com outros dados da histórica clínica, desenvolvimental e familiar das crianças, concretamente: idade gestacional, peso à nascença, resultados do perfil desenvolvimental obtido através da Escala de Desenvolvimento Mental de Griffiths aos 5 anos , e ainda nível de escolaridade e profissão dos pais. A recolha de dados foi realizada junto de professores de 11 crianças nascidas prematuramente e que iniciaram a escolaridade obrigatória no ano lectivo 2011/2012. Os instrumentos utilizados foram a Ficha Clínica e Sociodemográfica da criança e o Questionário de Avaliação da Adaptação à Escola, validado e adaptado para a população portuguesa por Pinto e Morgado...

Adaptação escolar : trajetórias de um grupo de crianças nascidas prematuramente

Macedo, Filipa Raquel Sousa
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 08/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
A prematuridade é uma temática que tem originado diversas investigações, sobretudo pelo seu impacto no desenvolvimento infantil, estando muitas vezes associada a dificuldades cognitivas, académicas e comportamentais. Neste sentido, afigura-se como um fator de risco para o desenvolvimento e para a aprendizagem, apresentando, assim, um risco para a transição e adaptação escolar. O presente estudo apresenta como objetivos: caracterizar a adaptação escolar de crianças nascidas prematuramente através do Questionário de Avaliação da Adaptação à Escola, e relacionar estes resultados com outros dados da histórica clínica, desenvolvimental e familiar das crianças, mais concretamente: a idade gestacional, o peso à nascença, o tempo de internamento, os resultados do perfil desenvolvimental obtido através da Escala de Desenvolvimento Mental de Griffiths administrada aos cinco anos de idade, e ainda o nível de escolaridade e profissão dos pais. A recolha de dados foi realizada junto de professores de 15 crianças nascidas prematuramente e que iniciaram a escolaridade obrigatória no ano lectivo 2013/2014. Os instrumentos utilizados foram a Ficha Clínica e Sociodemográfica da criança e o Questionário de Avaliação da Adaptação à Escola...

Adaptação das zonas costeiras às alterações climáticas em Portugal

Soukiazes, André Manuel Caramujo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
As zonas costeiras são caracterizadas por uma elevada densidade populacional, têm associadas actividades socioeconómicas significativas, são suporte para diversos ecossistemas que mantém os habitats e são fonte de alimento. Desta forma as zonas costeiras são consideradas zonas sensíveis. As alterações climáticas surgem como uma pressão adicional a estas zonas devido à subida do nível do mar, a alterações da frequência e/ou da intensidade das tempestades e furacões associados às consequentes cheias. Tal circunstância constitui um risco acrescido para os ecossistemas, áreas urbanas, turismo e outras actividades económicas e saúde humana. Estes factos evidenciam a necessidade da sociedade se adaptar precocemente às alterações climáticas em zonas costeiras. O presente trabalho propõe analisar a existência de medidas de adaptação às alterações climáticas para as zonas costeiras portuguesas. Deste modo, foram realizadas uma pesquisa e levantamento bibliográfico sobre as alterações climáticas, zonas costeiras e adaptação; e elaborada uma análise e identificação de medidas de adaptação às alterações climáticas em planos estratégicos e instrumentos de gestão territorial portugueses. A preocupação crescente da comunidade científica na temática da adaptação às alterações climáticas...

Concepções de educadoras sobre a adaptação de bebês à creche

Rapoport,Andrea; Piccinini,Cesar A.
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Embora haja consenso entre os pesquisadores sobre a complexidade do período de adaptação à creche, existem ainda inconsistências sobre o momento mais adequado para se colocar o bebê na creche, quanto ao conceito de adaptação e como avaliar este período. Este estudo examinou como educadoras de creches públicas e particulares caracterizavam a adaptação dos bebês de 4-5 meses e 8-9 meses. Quarenta e uma educadoras responderam a um questionário aberto que examinava como era feito o processo de adaptação, sua duração, os casos de bebês que apresentavam retrocesso após estarem adaptados e os fatores que interferiam na adaptação. Análise de conteúdo revelou algumas diferenças entre as concepções de adaptação dos bebês das duas faixas etárias. Segundo as educadoras a adaptação dos bebês de 8-9 meses requer maior preparação e cuidado, sendo em alguns aspectos uma etapa mais crítica do que a do outro grupo. Houve também diferenças entre os indicadores mencionados para as duas faixas etárias.

Valores pessoais como antecedentes da adaptação transcultural de expatriados

Araujo,Bruno Felix Von Borell de; Bilsky,Wolfgang; Moreira,Lúcia Meiry Cruz de Oliveira
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
O objetivo deste artigo, realizado sob uma perspectiva epistemológica funcionalista, foi verificar a relação existente entre valores pessoais e a adaptação transcultural de expatriados. Embora diversos pesquisadores busquem relacionar características individuais dos expatriados com a sua adaptação transcultural, desconhecem-se pesquisas anteriores que o tenham feito usando o constructo de valores humanos, o que caracteriza a originalidade desta pesquisa. Para tal, realizou-se um estudo com expatriados brasileiros, funcionários de uma filial de uma empresa nacional, situada em um país no Oriente Médio. As abordagens de Schwartz (1992) e Black, Mendenhall e Oddou (1991) foram empregadas como perspectivas teóricas para o estudo de valores pessoais e adaptação transcultural de expatriados, respectivamente. A amostra final válida foi composta por 221 expatriados, que responderam às escalas de adaptação transcultural de Black (1988) e de valores pessoais - PVQ-21 (ESS EDUNET, 2009). As técnicas de escalonamento multimensional confirmatória e modelagem de equações estruturais, com estimação por mínimos quadrados parciais (PLS), foram utilizadas para a análise dos dados. Os resultados mostram que o polo de abertura à mudança correlacionou-se positivamente com as facetas de adaptação geral e à interação...

A adaptação literária para crianças e jovens: Robinson Crusoe no Brasil

Carvalho, Diógenes Buenos Aires de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.75%
A presente tese, A adaptação literária para crianças e jovens: Robinson Crusoe no rasil, tem como objeto de estudo a adaptação literária para crianças e jovens no Brasil, tendo como suporte teórico a Estética de Recepção e a Sociologia da Leitura. A tese é composta de duas partes, ao mesmo tempo independentes e complementares. Na primeira parte, dividida em dois capítulos, analisa-se a recepção histórica e crítica da adaptação literária, a partir das histórias da literatura infantil brasileira e de textos analíticos; e apresenta-se um panorama da adaptação literária, enfocando-se as obras, os autores, a tipologia, as coleções, os adaptadores e as editoras, com base num levantamento bibliográfico, que abrange o período de 1882 a 2004. Na segunda parte, igualmente, segmentada em dois capítulos, o foco central é o estudo das adaptações da obra inglesa, A vida e as aventuras de Robinson Crusoe (1719), de Daniel Defoe, realizadas por Carlos Jansen (1885), Monteiro Lobato (1931) e Ana Maria Machado (1995), a partir de estudo extra-textual, em que se analisa a circulação e editoração da obra no Brasil, os contextos de produção do texto original/adaptações e os paratextos das adaptações, e de estudo intra-textual...

Adaptação sociocultural de gestores espanhóis expatriados no Brasil; Sociocultural adaptation of expatriated Spanish managers in Brazil

González, Juan Miguel Rosa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.81%
This study aims at understanding how sociocultural adjustment occurs in the case of managers, and their spouses, expatriated to Brazil by private and public Spanish organizations. To do so, it adopts as main theoretical frame the expatriate adaptation model proponed by Parker & McEvoy (1993), based on Black, Mendenhall & Oddou s model (1991), which establishes three dimensions of adaptation: adjustment to work; adjustment to general environment and adjustment to interaction with host country nationals. This work, of exploratory and descriptive nature, used field research to gather primary data subsequently analyzed with a qualitative approach. Data collection came from individual in-depth interviews with three Spanish managers expatriated in Brazil and two of their spouses. Resulting data were analyzed through one of content analysis procedures, thematic analysis. This research shows that adjustment is obstructed by cultural distance or cultural novelty rather than by work role characteristics, being more successful in expatriates that carry previous solid sociocultural knowledge about host country. It also verifies that the degree of expatriate adjustment is enhanced by the comprehension of cultural differences that originate values and behaviors different from those of the expatriate. It points out that individual factors such as perception and relation skills...

Nascimento do primeiro filho em idade materna avançada: Percursos conducentes à sua ocorrência e adaptação dos casais nos primeiros seis meses de vida do bebé

Guedes, Maryse de Melo
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
Introdução: O nascimento do primeiro filho em idade materna avançada (IMA, ≥ 35 anos) é uma tendência reprodutiva cada vez mais comum na maioria dos países da Europa. Além de constituir uma preocupação social e de saúde emergente, este comportamento reprodutivo é complexo e associa-se a desafios e recursos específicos que podem conferir contornos particulares às mudanças potencialmente indutoras de stress que a transição para a parentalidade comporta. Com base numa perspetiva desenvolvimental e ecológica e no contributo específico dos modelos traços-desejos-intenções-comportamentos e de stress familiar, esta investigação teve como objetivos gerais conhecer os antecedentes do nascimento do primeiro filho em IMA e compreender o processo de adaptação dos casais nesta fase do ciclo de vida, desde o terceiro trimestre de gravidez até aos seis meses de vida do bebé. Metodologia: Esta investigação baseou-se num desenho prospetivo longitudinal, composto por quatro momentos de avaliação: diagnóstico pré-natal, terceiro trimestre de gravidez, um mês e seis meses após o parto. Dos 128 casais colaboraram no momento do diagnóstico pré-natal, 58 participaram em todos os momentos de avaliação. Foi igualmente constituído um grupo de controlo...

Efeitos de dois protocolos de adaptação ao meio líquido com intensidades diferentes sobre os parâmetros fisiológicos, de desempenho e padrão de nado de ratos Wistar; Effects of two protocols adaptation of water with different intensities on the physiological parameters, performance and Wistar rat swimming standard

Adriano Alves de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Esse estudo tem como objetivo analisar os efeitos de dois protocolos de adaptação ao meio líquido com intensidades sub e supra limiar anaeróbio sobre parâmetros fisiológicos, de desempenho e padrão de nado de ratos Wistar. Foram utilizados 108 ratos Wistar, sendo 12 animais compondo o grupo de base e 96 animais divididos em 6 grupos (dois controle e quatro experimentais). Os grupos controle 1 e 2 (GC1 e GC2, respectivamente), não foram adaptados ao meio líquido e foram submetidos a uma avaliação aeróbia/anaeróbia (teste de lactato mínimo - TLM) em momentos distintos, sendo o GC1 realizado o TLM apenas a0s 90 dias, enquanto o GC2 aos 77 e 90 dias. Nos grupos experimentais (n=16 por grupo), foram aplicadas intensidades abaixo e acima do limiar anaeróbio (Sub-Lan e Supra-Lan, respectivamente) no período de adaptação ao meio líquido, sendo que os grupos Supra-Lan2 e Sub-Lan2 realizaram o TLM no momento pré e pós adaptação, enquanto os grupos Supra-Lan1 e Sub-Lan1 apenas no momento pós adaptação (90 dias). A adaptação ao meio líquido foi composta de 14 dias ininterruptos, tendo início com água rasas e posteriormente no quarto dia em água profunda. Os protocolos se diferenciaram a partir do 10o dia, onde o grupo Sub-Lan se caracteriza pelo aumento do volume da sessão e manutenção da intensidade...

Adaptação ao Ensino Superior e otimismo em estudantes do 1º ano

Tavares, Daniela Marques
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.81%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde; A adaptação ao Ensino Superior apresenta-se como uma temática cada vez mais explorada na investigação em Psicologia, sobretudo dada a importância que tem na vida dos jovens/adultos que ingressam na Universidade pela primeira vez. Grande parte dos novos estudantes encara esta fase como sendo caracterizada por variadas mudanças, com vários desafios que têm de enfrentar tanto a nível pessoal como académico. O facto de uma personalidade optimista estar associada a uma maior facilidade para lidar com o stress, remete para a importância do otimismo na adaptação ao Ensino Superior. Foi este o objetivo principal desta investigação; perceber o processo de adaptação ao Ensino Superior em estudantes do primeiro ano e de que forma se encontra relacionado com variáveis sociodemográficas e com o otimismo. A amostra deste estudo é constituída por 143 estudantes de uma Universidade Privada Portuguesa. Os alunos têm idades compreendidas entre os 18 e os 56 anos, com média de 20,8 anos (DP=5,8) e são maioritariamente do sexo feminino (80,4%). Os instrumentos utilizados nesta investigação foram: Questionário Sócio-demográfico; Questionário de Vivências Académicas (QVA-r) (Almeida et al....

Desenvolvimento e adaptação académica em estudantes universitários dos "PALOP"

Pires, Heldemerina Samutelela
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Neste estudo, em primeiro lugar, procura-se, através da investigação bibliográfica encontrar e analisar algumas teorias relacionadas com a integração e o desenvolvimento do estudante do ensino superior. Pretende-se, em segundo lugar, evidenciar as áreas de adaptação ao Ensino Superior que se apresentam mais problemáticas para o estudante dos PALOP no Ensino Superior Português, assim como compreender melhor o modo de funcionamento cognitivo do estudante pertencente a este grupo. Para a realização do estudo empírico recorreu-se a dois questionários: o Inventário de Desenvolvimento Cognitivo de Parker (IDCP) e o Questionário de Vivências Académicas (QVA); ambos os instrumentos se encontram estudados e validados junto dos universitários portugueses. O IDCP é um instrumento de avaliação da evolução do pensamento dos estudantes que frequentam o Ensino Superior. Neste instrumento o desenvolvimento cognitivo dos jovens aparece agrupado em três grandes níveis (dualismo, relativismo e compromisso no relativismo). O nível de pensamento dualista revela uma forma de compreender o mundo de modo dicotómico. No nível seguinte, o sujeito é capaz de reconhecer que o conhecimento é relativo e, no último nível, o estudante compreende que existe um carácter pluralista no mundo e age por comprometimento para estabelecer a sua identidade pessoal. É suposto que os estudantes com maiores níveis de desenvolvimento cognitivo apresentem maiores pontuações nas subescalas de relativismo e compromisso no relativismo. Quanto ao QVA...

Os desafios da adaptação local ás alterações climáticas

Pereira, Sara Sofia Ferreira Colucas
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Tese de mestrado, Ciências e Tecnologia do Ambiente, 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências; A presente dissertação tem, como objectivo, apresentar uma panorâmica geral sobre as alterações climáticas e sobre as respostas de combate a este problema global. O enfoque da análise é dirigido para a adaptação, mais concretamente, para a questão da adaptação a nível local. Apontar-se-ão, os esforços intergovernamentais que, têm sido levados a cabo, no sentido da promoção da adaptação em diferentes regiões, destacando-se, o importante papel que as autarquias podem desempenhar, neste âmbito. Assim sendo, é efectuada uma revisão e levantamento das várias estratégias de adaptação já desenvolvidas em diversos países e a nível nacional, das directrizes para a formulação das mesmas, bem como da informação, ferramentas, abordagens e metodologias empregues na sua consecução. Com base nestes elementos, é proposta uma metodologia para elaboração e desenvolvimento de planos municipais para as alterações climáticas, orientada para a realidade portuguesa, que, passo-a-passo, descreve um potencial processo de realização duma estratégia de adaptação às alterações climáticas. Refira-se que...

O processo de (re)construção da identidade da pessoa estomizada à luz do modelo de adaptação de Roy

Santos, Cristiano Pinto dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Dissertação(Mestrado)-Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2012.; As pessoas que realizam cirurgia para a construção de uma estomia, experenciam alterações multidimensionais trazendo reflexos na manutenção de sua identidade. Estas pessoas são envolvidas por complexas mudanças que emergem sob a sua dimensão física, psíquica, espiritual, social e familiar, fazendo assim, que sua identidade siga um itinerário de desconstrução e (re)construção. Para que ocorra uma reestruturação e consolidação da nova identidade é preciso que o enfermeiro otimize primeiramente, a adaptação da pessoa estomizada à presença da bolsa coletora e a nova condição de ser/estar estomizada. Este estudo teve por objetivo compreender o processo de (re)construção da Identidade da Pessoa Estomizada à Luz do Modelo de Adaptação de Roy. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, descritiva, apoiada noModelo de Adaptação de Roy. Foi realizada no Serviço de Estomaterapia do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. na Cidade do Rio Grande, no Estado do Rio Grande do Sul. Os participantes do estudo foram dez pessoas cadastradas no referido serviço. A coleta de dados ocorreu nos meses de junho e julho de 2011 por meio da técnica de entrevista semi-estruturada. A análise dos dados foi norteada pelos preceitos da análise textual. A pesquisa ocorreu após a autorização do Comitê de Ética em Pesquisa na Área da Saúde sob o parecer n° 77/2011 e foram seguidos todos os preceitos éticos que regem as pesquisas com os seres humanos. A partir da análise dos dados obtiveram-se cinco categorias: A adaptação do corpo fisiológico à nova condição; Autoconceito: percepções abarcadas pelo eu físico e o eu pessoal; O processo adaptativo ao novo papel social; Adequação afetiva: comportamentos relacionados com pessoas significativas e sistemas de apoio; Identidade e adaptação: nexos e reflexos para o viver da pessoa estomizada. O processo de (re)construção da identidade da pessoa estomizada tem uma relação de proporcionalidade com o potencial de adaptação. Quanto mais adaptada...