Página 1 dos resultados de 64 itens digitais encontrados em 0.166 segundos

Eventos de vida e atividade da nefrite lúpica; Life events and activity of lupus nephritis

Gabriel, Vanessa Carvalho Bachiega
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.8%
O desencadeamento do Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) está relacionado às situações estressantes e traumáticas da vida dos pacientes, o que sugere o fator psicológico como deflagrador da doença. A Nefrite Lúpica (NL) pode ser a primeira manifestação do LES e constitui fator de maior morbidade e mortalidade, por levar à insuficiência renal, com necessidade de hemodiálise, e colocar o sujeito diante de mudanças da rotina de vida, da autoimagem, o que faz da própria doença um evento traumático para o paciente. Dentro desse contexto, os objetivos desta pesquisa foram: (i) verificar a existência de eventos de vida associados ao deflagramento do LES nos relatos dos pacientes com NL e a forma como esses pacientes compreendem o seu adoecimento; e (ii) analisar correlações entre eventos de vida, estado de atividade do LES e perfil socioeconômico. Para a pesquisa empírica, adotou-se uma abordagem quali-quantitativa, por meio da aplicação dos seguintes instrumentos: entrevista semiestruturada (psicológica), entrevista para eventos de vida recentes (psiquiátrica) e instrumental de classificação socioeconômica. A amostra foi composta por 43 sujeitos internados no Serviço de Nefrologia do Hospital das Clínicas de São Paulo...

Qualidade de vida e coping religioso/espiritual em mães de crianças com cardiopatia congênita pré-operatórias; Quality of life and coping religious or spiritual mothers of children with congenital heart disease preoperative

Marcelino, Cristiane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
85.78%
O presente estudo teve como objetivo avaliar se as mães de crianças com cardiopatia congênita utilizam a espiritualidade/religiosidade como estratégia de enfrentamento e se utilizam de forma negativa ou positiva. Também avaliou a qualidade de vida destas mães e suas associações com as estratégias de enfrentamento além das variáveis: idade, estado civil, profissão, primeira cirurgia e já ter realizado outras cirurgias, tempo de internação, conhecimento sobre a data da cirurgia e grau de escolaridade. Foi aplicado um questionário semi estruturado com o objetivo de obter dados referentes à religiosidade/espiritualidade, o instrumento que avalia a qualidade de vida WHOQOL-bref (World Health Organization Quality of Life - versão abreviada) e o instrumento CRE (Coping Religioso Espiritual) que avalia aspectos relacionados à: religiosidade/espiritualidade. A amostra foi composta por 48 mães de crianças portadoras de cardiopatia congênita que encontravam-se internadas aguardando procedimento cirúrgico. O presente estudo demonstrou através dos achados descritos que ser mãe de uma criança portadora de doença crônica, assim como a cardiopatia congênita, é um fato estressante devido às freqüentes internações, mudança na rotina...

A experiência subjetiva do uso de psicotrópicos na perspectiva de pessoas com o diagnóstico de esquizofrenia; The subjective experience of the psychotropic use on the people perspective with a schizophrenia diagnosis

Iara Scaranelo Penteado Benini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
85.75%
O presente estudo teve como objetivo discutir a experiência subjetiva do uso de psicotrópicos na perspectiva de pessoas com o diagnóstico de esquizofrenia. Trata-se de um estudo qualitativo de base fenomenológica hermenêutica ou interpretativa, que ocorreu a partir da análise de narrativas produzidas em grupos focais, realizados por uma pesquisa matriz intitulada pesquisa Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário. A pesquisa matriz se deu a partir da parceria entre o Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (DSC/FCM/UNICAMP), Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) e o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Psicopatologia e Subjetividade do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB/UFRJ). Participaram dos grupos focais 16 usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) das cidades de Campinas, Rio de Janeiro e Salvador. Foram recrutados em um processo de quatro etapas. Na primeira etapa apresentou-se um vídeo com auto-relato de pessoas diagnosticadas com esquizofrenia, para que posteriormente, em conversa, os usuários pudessem manifestar sua identificação empática...

Rede social de apoio à família de crianças internadas em uma unidade de terapia intensiva pediátrica

Hayakawa,Liliane Yukie; Marcon,Sonia Silva; Higarashi,Ieda Harumi; Waidman,Maria Angélica Pagliarini
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
85.72%
No intuito de compreender como se compõem a rede social/apoio das famílias de crianças internadas na UTIP e a importância delas na vida desses familiares, realizou-se um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, junto a 21 pais de crianças internadas em um hospital escola de Maringá, norte do Paraná. Observou-se que, a rede social/apoio à família constituía-se em um misto de afetividade, fé e solidariedade, enquanto componentes fundamentais para o alivio do sofrimento e suporte extra-hospitalar. O estudo demonstrou ainda, que o trabalho com famílias deve ser permeado pela especial atenção às peculiaridades que cercam cada contexto familiar e suas relações, o que ratifica a importância da atuação mais global da enfermagem, compreendendo melhor as múltiplas influências das diferentes configurações de rede de apoio familiar e social sobre a qualidade e efetividade das intervenções implementadas.

Vivendo com a depressão: histórias de vida de mulheres

Gonçales,Cintia Adriana Vieira; Machado,Ana Lúcia
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
85.78%
Este estudo teve como objetivo compreender e descrever histórias de vida de mulheres com depressão. A pesquisa tem uma abordagem qualitativa e a coleta de dados foi realizada em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade de São Paulo, por meio de entrevistas, utilizando-se como referencial metodológico a História Oral de Vida. Participaram do estudo seis colaboradoras. Vê-se que a depressão é uma doença vivenciada historicamente. Desse modo, o passado é narrado como sofrido, doloroso e pesado. No presente, a depressão assume todo o espaço e engloba a vida, de forma que ela se torna apenas pano de fundo. A probabilidade de um futuro possível é vislumbrada por algumas das colaboradoras. Assim, este estudo possibilitou compreender que as pessoas têm, nas suas histórias de vida, projetos e necessidades diferentes, e que o plano terapêutico e o cuidado prestado pelo enfermeiro devem ser dirigidos para atender as suas singularidades no mundo.

"Tava morta e revivi": significado de maternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas

Gontijo,Daniela T.; Medeiros,Marcelo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
A descoberta da sexualidade entre as adolescentes que fazem das ruas seu espaço de sobrevivência geralmente é permeada pelo desconhecimento do próprio corpo, o que resulta, muitas vezes, em comportamentos de risco para a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis e para a gravidez. O objetivo desta pesquisa foi identificar os significados atribuídos à maternidade por adolescentes com experiência de vida nas ruas que optaram por assumir o cuidado dos filhos fora das ruas. Com base na abordagem de pesquisa qualitativa, os dados foram coletados junto a adolescentes-mães abrigadas em uma instituição não-governamental, e analisados segundo a modalidade temática da análise de conteúdo. Os resultados foram discutidos por meio da categoria "a nova vida: mãe & filho", mostrando que a experiência da maternidade é significada de forma positiva pelas adolescentes, sendo o filho entendido como o "salvador" de uma morte certa nas ruas, depositando nele as expectativas de um futuro melhor. A título de considerações finais, observamos no exercício da maternidade uma oportunidade de estabelecimento de novas formas de estar e se relacionar no mundo, sendo o processo de construção dessa maternidade terreno fértil para a intervenção de profissionais da saúde.

A metodologia da história oral de vida como estratégia humanizadora de aproximação entre cuidador/idoso

Mota,Carla Souza; Reginato,Valdir; Gallian,Dante Marcello Claramonte
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
Este artigo objetiva apresentar um estudo sobre o uso da abordagem da História Oral de Vida como estratégia de aproximação entre cuidador e idoso, a fim de contribuir para a humanização na relação entre profissional da saúde e paciente. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva. Nossa amostra reuniu sete idosos, homens e mulheres, maiores de 65 anos que, por meio de entrevistas abertas e semiestruturadas, possibilitaram a produção de narrativas de histórias de vida, as quais, uma vez finalizadas, foram devolvidas aos colaboradores na forma de cadernos personalizados para que dispusessem delas como quisessem. Como resultado pôdese perceber que tal abordagem contribuiu para a geração e fortalecimento do vínculo entre enfermeiro e idoso, apresentando-se não apenas como elemento humanizador, mas também terapêutico.

Da pedagogicidade do cuidado ante a experiência de ser hipertenso

Maia,Otávio Fabrício Lemos Corrêa; Cunha,Marize Bastos da
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.72%
O artigo busca contribuir para o campo da educação popular em saúde, abordando a experiência do cuidado, vivenciada por usuários portadores daquela que é a mais frequente das doenças cardiovasculares e que atinge aproximadamente 21% da população brasileira: a hipertensão arterial sistêmica. O artigo se fundamenta em pesquisa realizada junto a usuários hipertensos de uma Unidade de Atenção Primária à Saúde, do município de Juiz de Fora, Minas Gerais. Objetiva compreender as interpretações que os usuários constroem sobre a experiência do cuidado, a partir de sua experiência de vida e de sua cultura, e em diálogo com o testemunho de saúde, conformado pela realidade com que eles se defrontam no Sistema Único de Saúde. O estudo recorre a procedimentos da metodologia qualitativa. Adotamos como critério para hierarquização das informações colhidas relacioná-las por ordem de aproximação aos principais objetivos deste estudo.

Associação entre trauma por perda na infância e depressão na vida adulta

Zavaschi,Maria Lucrécia Scherer; Satler,Fabíola; Poester,Daniela; Vargas,Cláudia Ferrão; Piazenski,Rafael; Rohde,Luís Augusto Paim; Eizirik,Cláudio Laks
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
75.75%
Observações clínicas efetuadas por psicanalistas sugerem que psicopatologias da idade adulta podem ter sido originadas na infância. Estudos publicados na última década identificaram associação entre trauma na infância e depressão na vida adulta. Vivências traumáticas na infância, como a perda de vínculos afetivos devido à morte de pais ou de irmãos ou, ainda, a privação de um ou de ambos os pais por separação ou abandono constituem importantes fatores associados à depressão na vida adulta. O objetivo do presente artigo é revisar a literatura dos últimos dez anos, considerando os fatores associados à depressão, particularmente aqueles relacionados aos estressores presentes na infância. A metodologia utilizada foi de busca on-line nas bases de dados Medline, PsycINFO, Cochrane e Lilacs, referentes ao período de maio de 1991 a maio de 2001. A maioria dos estudos incluídos nesta revisão encontrou uma associação significativa entre trauma por perdas na infância e depressão na vida adulta, com variação na intensidade das associações observadas.

Hist??ria oral de vida e sa??de mental em Pelotas, RS; Hist??ria oral de vida e sa??de mental em Pelotas, RS; Hist??ria oral de vida e sa??de mental em Pelotas, RS; Hist??ria oral de vida e sa??de mental em Pelotas, RS

MUNHOZ, Tiago Neuenfeld
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.75%
During the last decades, the mental health field has been going through important theoretical, technical and legal modifications, impacting on healthcare users. Thus, this study intends to understand and analyze, through the Oral History methodology, how these alterations affect the routines of two users of Centers of Psychosocial Care (CAPS). It also has the objective of understanding life experiences related to psychological distress. Life stories were analyzed in accordance with structural categories, based on their narratives. The psychological or physical abuses these women underwent at some point in the lives are important factors in relation to their present state of mental health. These oral histories reveal similar problems to those found in other studies with mental health healthcare users in Brazil. According to the narratives, the CAPS s play an important therapeutic role, however, public policies in the sector still don t make up to deficits related to low educational and socioeconomic levels of many users, as well as to their inclusion in the labor market. Further studies addressing gender and mental health could provide important information for the comprehension of these gaps; Durante as ??ltimas d??cadas, o campo da sa??de mental passa por modifica????es te??ricas...

Sexuality in the puerperium: the experience of a group of women; Sexualidade no puerpério: a experiência de um grupo de mulheres; La sexualidad en el puerperio: experiencia de un grupo de mujeres

SALIM, Natália Rejane; GUALDA, Dulce Maria Rosa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
75.77%
Puerperium is a period of great changes in women's lives, in physiological, psychological and socio-cultural terms. Female sexuality is a broad topic that should be explored vis-à-vis the singularity of woman's experiences which themselves vary at different moments in time. This article is part of the project: Sexuality in the Puerperium, the objective of which was to understand what women's experience of their sexuality is in the postpartum period. Observation and semi-structured interview were used. The research approach was qualitative and narrative was used as the conceptual and methodological method. Six primiparas who gave birth in a public hospital in São Paulo took part in the study. Observation took place in the in-patients unit in the immediate post-partum period. The interviews were conducted in the women´s homes. The results of the study have enabled an understanding to be formed of the meanings and changes in sexuality during the postpartum period as well as of the experiences every woman faces in her new roles, relationships and difficulties.; O puerpério é um período de grandes transformações no âmbito fisiológico, psicológico e sócio-cultural na vida da mulher. A sexualidade feminina é tema amplo, que deve ser explorado frente à singularidade de suas vivências...

Vivendo com a depressão: histórias de vida de mulheres; Living with depression: women's life histories; Viviendo con la depresión: historias de vida de mujeres

GONÇALES, Cintia Adriana Vieira; MACHADO, Ana Lúcia
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.8%
Este estudo teve como objetivo compreender e descrever histórias de vida de mulheres com depressão. A pesquisa tem uma abordagem qualitativa e a coleta de dados foi realizada em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade de São Paulo, por meio de entrevistas, utilizando-se como referencial metodológico a História Oral de Vida. Participaram do estudo seis colaboradoras. Vê-se que a depressão é uma doença vivenciada historicamente. Desse modo, o passado é narrado como sofrido, doloroso e pesado. No presente, a depressão assume todo o espaço e engloba a vida, de forma que ela se torna apenas pano de fundo. A probabilidade de um futuro possível é vislumbrada por algumas das colaboradoras. Assim, este estudo possibilitou compreender que as pessoas têm, nas suas histórias de vida, projetos e necessidades diferentes, e que o plano terapêutico e o cuidado prestado pelo enfermeiro devem ser dirigidos para atender as suas singularidades no mundo.; This work aimed at understanding and describing the life stories of women suffering from depression. A qualitative approach was used in the research and data collection was carried out at Centro de Atenção Psicossocial (CAPS - Psychosocial Attention Center) in Sao Paulo city by means of interviews using Oral Narratives as the methodological framework. Six collaborators participated in the study. It is observed that depression is a historically experienced disease. The past is reported as something distressful...

Sexualidade no puerpério: a experiência de um grupo de mulheres; La sexualidad en el puerperio: experiencia de un grupo de mujeres; Sexuality in the puerperium: the experience of a group of women

Salim, Natália Rejane; Gualda, Dulce Maria Rosa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
75.77%
Puerperium is a period of great changes in women's lives, in physiological, psychological and socio-cultural terms. Female sexuality is a broad topic that should be explored vis-à-vis the singularity of woman's experiences which themselves vary at different moments in time. This article is part of the project: Sexuality in the Puerperium, the objective of which was to understand what women's experience of their sexuality is in the postpartum period. Observation and semi-structured interview were used. The research approach was qualitative and narrative was used as the conceptual and methodological method. Six primiparas who gave birth in a public hospital in São Paulo took part in the study. Observation took place in the in-patients unit in the immediate post-partum period. The interviews were conducted in the women´s homes. The results of the study have enabled an understanding to be formed of the meanings and changes in sexuality during the postpartum period as well as of the experiences every woman faces in her new roles, relationships and difficulties.; O puerpério é um período de grandes transformações no âmbito fisiológico, psicológico e sócio-cultural na vida da mulher. A sexualidade feminina é tema amplo, que deve ser explorado frente à singularidade de suas vivências...

Vivendo com a depressão: histórias de vida de mulheres; Viviendo con la depresión: historias de vida de mujeres; Living with depression: women's life histories

Gonçales, Cintia Adriana Vieira; Machado, Ana Lúcia
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
85.8%
Este estudo teve como objetivo compreender e descrever histórias de vida de mulheres com depressão. A pesquisa tem uma abordagem qualitativa e a coleta de dados foi realizada em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade de São Paulo, por meio de entrevistas, utilizando-se como referencial metodológico a História Oral de Vida. Participaram do estudo seis colaboradoras. Vê-se que a depressão é uma doença vivenciada historicamente. Desse modo, o passado é narrado como sofrido, doloroso e pesado. No presente, a depressão assume todo o espaço e engloba a vida, de forma que ela se torna apenas pano de fundo. A probabilidade de um futuro possível é vislumbrada por algumas das colaboradoras. Assim, este estudo possibilitou compreender que as pessoas têm, nas suas histórias de vida, projetos e necessidades diferentes, e que o plano terapêutico e o cuidado prestado pelo enfermeiro devem ser dirigidos para atender as suas singularidades no mundo.; En este estudio se tuvo como objetivo comprender y describir historias de vida de mujeres con depresión. La investigación tuvo un abordaje cualitativo y la recolección de datos se realizó en un Centro de Atención Psicosocial (CAPS) de la ciudad de Sao Paulo, a través de entrevistas utilizándose como referencial metodológico la Historia Oral de Vida. Participaron del estudio seis colaboradoras. La depresión es una dolencia vivenciada históricamente. El pasado es relatado como sufrido...

Understanding the suffering of a patient with an illness: signs, context and strategies; Comprendiendo el padecimiento humano ante la enfermedad: manifestaciones, contexto y estrategias; Compreendendo o sofrimento humano frente à doença: manifestações, contexto e estratégias

Hueso Montoro, César; Siles González, José; Amezcua, Manuel; Bonill de las Nieves, Candela; Pastor Montero, Sonia; Celdrán Mañas, Miriam
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2012 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
85.72%
The aim of this study is to understand the suffering of a patient with an illness, by using a secondary research method, that is, a qualitative meta-study. The primary data source of the meta-study includes "biographical reports". This project is based on a case study, in which the first-hand experiences of a patient with an illness were collected. The findings of the reports were compiled using the Archivos de la Memoria collection of the Index Foundation (Granada, Spain) and journals specialized in editing these materials. A selection of 20 biographical reports was targeted. The results of the meta-study show that suffering is a multidimensional process within a framework of ambiguous feelings. The suffering involves family and social network participation. Patients develop a range of strategies to overcome the illness. One of the effects is the fear of illness relapse or worsening.; El propósito de este trabajo es comprender la experiencia del padecimiento ante la enfermedad mediante la utilización de un método de investigación secundaria, un meta estudio cualitativo. La fuente de datos primarios ha sido el relato biográfico, un diseño basado en el estudio de caso que recoge la experiencia en primera persona, en este caso...

Vivendo com o diabetes: a experiência contada pela criança; Viviendo con la diabetes: la experiencia relatada por niños; Living with diabetes: the experience as it is told by children

Moreira, Patrícia Luciana; Dupas, Giselle
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
75.77%
O diabetes mellitus como uma doença crônica exige adaptação nos âmbitos psicológico, social e físico. Este estudo tem por objetivo compreender a experiência da criança na vivência com a doença. Os referenciais teórico e metodológico utilizados foram o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados, respectivamente. Entrevistou-se 12 crianças na faixa etária entre 7 e 14 anos. Um total de 7 temas foram identificados nos dados coletados, sendo eles: "Vivendo algo inesperado", "Enfrentando uma dura realidade", "Tendo medo do que está acontecendo", "Vivendo sob controle", "Tentando adaptar-se à nova realidade", "Amadurecendo com a convivência", "Olhando para a doença de um jeito diferente". A vivência com o diabetes é algo que a criança enfrenta a cada dia, desde o momento do diagnóstico, tendo limitações na dieta, a inserção da insulinoterapia, a mudança no estilo de vida, fatos esses que desencadeiam sentimentos que oscilam entre medo, insegurança, revolta, aceitação e adaptação.; La diabetes mellitus es una enfermedad crónica que exige adaptación en los ámbitos psicológico, social y físico. El presente trabajo tuvo como objetivo comprender la experiencia del niño viviendo con la enfermedad. Los referenciales teórico y metodológico utilizados fueron el Interaccionismo Simbólico y la Teoría Fundamentada en los Datos...

O papel do estresse e de acontecimentos cotidianos para o desenvolvimento da depressão na terceira idade; The role of stress and life events in the onset of depression in the elderly

Gameiro, Gustavo Rosa; Minguini, Isabela Pasqualini; Alves, Tania Correa de Toledo Ferraz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
A prevalência de episódios de depressão em idosos leva a prejuízos em vários aspectos da vida diária, incluindo qualidade de vida, morbimortalidade e, também aumento da taxa de suicídio. O estresse e eventos cotidiano são, frequentemente, gatilhos para a depressão que se afloram na idade avançada. A revisão que se segue objetivou explorar os aspectos relacionados ao início da depressão na terceira idade, com foco psicossocial e no estresse. Para tanto, nós sistematicamente revisamos artigos publicados na base de dados Medline (2003-2013). A partir disso, verificou-se que a depressão nos idosos é um distúrbio complexo que está associado mais prevalentemente a aspectos psicossociais e ao estresse crônico do que a características genéticas e biomarcadores. Solidão, estresse diário e crônico ao longo da vida, falta de apoio social, luto e aspectos econômicos, tais como aposentadoria e perda de emprego, são os principais riscos para se desenvolver sintomas depressivos. Ademais, acontecimentos considerados negativos, eventos estressantes que se acumularam ou traumas não tratados durante a vida foram relacionados à piora da saúde mental na idade avançada. Tais eventos podem causar diferentes impactos em culturas e estilos de vida distintos. As consequências também dependem da duração ou do período da vida em que os episódios ocorreram. O tratamento da depressão no idoso deve ser baseado em medicações e psicoterapia...

A metodologia da história oral de vida como estratégia humanizadora de aproximação entre cuidador/idoso

Mota,Carla Souza; Reginato,Valdir; Gallian,Dante Marcello Claramonte
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
Este artigo objetiva apresentar um estudo sobre o uso da abordagem da História Oral de Vida como estratégia de aproximação entre cuidador e idoso, a fim de contribuir para a humanização na relação entre profissional da saúde e paciente. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva. Nossa amostra reuniu sete idosos, homens e mulheres, maiores de 65 anos que, por meio de entrevistas abertas e semiestruturadas, possibilitaram a produção de narrativas de histórias de vida, as quais, uma vez finalizadas, foram devolvidas aos colaboradores na forma de cadernos personalizados para que dispusessem delas como quisessem. Como resultado pôdese perceber que tal abordagem contribuiu para a geração e fortalecimento do vínculo entre enfermeiro e idoso, apresentando-se não apenas como elemento humanizador, mas também terapêutico.

"Tava morta e revivi": significado de maternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas

Gontijo,Daniela T.; Medeiros,Marcelo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
A descoberta da sexualidade entre as adolescentes que fazem das ruas seu espaço de sobrevivência geralmente é permeada pelo desconhecimento do próprio corpo, o que resulta, muitas vezes, em comportamentos de risco para a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis e para a gravidez. O objetivo desta pesquisa foi identificar os significados atribuídos à maternidade por adolescentes com experiência de vida nas ruas que optaram por assumir o cuidado dos filhos fora das ruas. Com base na abordagem de pesquisa qualitativa, os dados foram coletados junto a adolescentes-mães abrigadas em uma instituição não-governamental, e analisados segundo a modalidade temática da análise de conteúdo. Os resultados foram discutidos por meio da categoria "a nova vida: mãe & filho", mostrando que a experiência da maternidade é significada de forma positiva pelas adolescentes, sendo o filho entendido como o "salvador" de uma morte certa nas ruas, depositando nele as expectativas de um futuro melhor. A título de considerações finais, observamos no exercício da maternidade uma oportunidade de estabelecimento de novas formas de estar e se relacionar no mundo, sendo o processo de construção dessa maternidade terreno fértil para a intervenção de profissionais da saúde.

Da pedagogicidade do cuidado ante a experiência de ser hipertenso

Maia,Otávio Fabrício Lemos Corrêa; Cunha,Marize Bastos da
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.72%
O artigo busca contribuir para o campo da educação popular em saúde, abordando a experiência do cuidado, vivenciada por usuários portadores daquela que é a mais frequente das doenças cardiovasculares e que atinge aproximadamente 21% da população brasileira: a hipertensão arterial sistêmica. O artigo se fundamenta em pesquisa realizada junto a usuários hipertensos de uma Unidade de Atenção Primária à Saúde, do município de Juiz de Fora, Minas Gerais. Objetiva compreender as interpretações que os usuários constroem sobre a experiência do cuidado, a partir de sua experiência de vida e de sua cultura, e em diálogo com o testemunho de saúde, conformado pela realidade com que eles se defrontam no Sistema Único de Saúde. O estudo recorre a procedimentos da metodologia qualitativa. Adotamos como critério para hierarquização das informações colhidas relacioná-las por ordem de aproximação aos principais objetivos deste estudo.