Página 1 dos resultados de 486 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Efeito da associação de culturas iniciadoras e probióticas na acidificação, textura e viabilidade em leite fermentado; Effect of lactic acid starter and probiotic bacteria association on acidification, texture and viability of fermented milk

Saccaro, Daniela Marques
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
O presente trabalho tem como objetivo estudar o perfil de acidificação e a inter-relação entre Streptococcus thermophilus TAO, Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus LB340, Lactobacillus acidophilus LAC, Lactobacillus rhamnosus LBA, Bifidobacterium lactis BL04 como culturas associadas em leite fermentado. Cinco leites fermentados foram preparados, sendo a composição das co-culturas a variável estudada. O perfil de acidificação foi monitorado e os parâmetros cinéticos, calculados. Os produtos foram submetidos às análises físico-químicas e microbiológicas durante o armazenamento a 4°C. As associações em cultura mista provocaram a redução do tempo de fermentação do leite. Durante os 21 dias de armazenamento o pH e a firmeza dos leites fermentados variaram. Streptococcus thermophilus TAO, Bifidobacterium lactis BL04 e Lactobacillus rhamnosus LBA forneceram contagens acima de 106 log UFC/mL, porém Lactobacillus acidophilus LAC e Lactobacillus bulgaricus LB340 foram inibidos em cultura mista, demonstrando dificuldades de crescimento quando associados às demais bactérias ácido-láticas.; The present study aimed to evaluate the acidification kinectic and inter-relation between Streptococcus thermophilus TAO...

Avaliação do perfil de acidificação e viabilidade de bactérias probióticas em misturas leite-soro para elaboração de bebidas lácteas utilizando soro de queijo Minas frescal; Profile evaluation acidification and viability of probiotic bacteria in milk-whey mixtures for beverage production using whey Minas frescal cheese

Almeida, Keila Emilio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
A tecnologia de fabricação de bebidas lácteas envolve a mistura de leite e soro, podendo ser fermentada por bactérias do iogurte ou probióticas e adicionada de polpa de fruta e outros aditivos permitidos. O produto final deve conter bactérias lácticas viáveis em número adequado. Os objetivos deste trabalho foram desenvolver bebidas lácteas probióticas a partir das misturas leite-soro e estudar sua vida-de-prateleira. O efeito da composição da cultura probiótica (Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus, L. acidophilus, L. rhamnosus e Bifidobacterium animalis subsp. lactis em co-cultura com Streptococcus salivarius subsp. thermophilus) e o efeito do pH final da fermentação na cinética de acidificação, pós-acidificação e contagem de bactérias probióticas foram estudados em soro de queijo Minas frescal e em diferentes misturas leite-soro. Bebidas lácteas probióticas foram desenvolvidas a partir das diferentes misturas leite-soro e a vida-de-prateleira foi determinada ao longo de 28 dias de armazenamento do produto a 4°C. As características dos produtos foram seguidas pelas determinações físico-químicas, microbiológicas e sensoriais. O soro apresentou efeito positivo sobre a velocidade máxima das co-culturas estudadas...

Efeito da acidificação da água do mar no sistema imune e no balanço ácido-base de ouriços-do-mar Lytechinus variegatus (Lamarck, 1816) e Echinometra lucunter (Linnaeus, 1758).; Effects of seawater acidification in the immune system and acid-base balance in sea urchin Lytechinus variegatus (Lamarck, 1816) and Echinometra lucunter (Linnaeus, 1758).

Figueiredo, Débora Alvares Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.54%
A acidificação oceânica, resultante do aumento da concentração de CO2 atmosférico, vem alterando a química dos oceanos resultando na diminuição de seu pH. Diversos estudos avaliaram as consequências dessa diminuição no pH oceânico nas taxas de calcificação, reprodução e desenvolvimento em diversos modelos marinhos, entretanto estudos relacionados a outros processos fisiológicos, como a imunidade, e estudos com indivíduos adultos são escassos. Ouriços-do-mar são espécies aderidas ao substrato, importantes para a ciclagem de nutrientes no ambiente marinho, sendo também animais utilizados como bioindicadores para monitoramento ambiental; assim o estudo da resposta imune inata desses animais frente à acidificação dos oceanos é de extrema importância para prever possíveis alterações fisiológicas desses animais e sua capacidade de adaptação. O presente trabalho teve como objetivo avaliar as alterações provocadas pela acidificação oceânica na resposta imune e no balanço ácido base de duas espécies de ouriço-do-mar tropicais: Lytechinus variegatus e Echinometra lucunter durante as estações de verão e inverno; para isso foram analisados os índices fagocíticos, a capacidade de adesão e espraiamento celular dos amebócitos fagociticos além do balanço acido base do liquido celomático após o período de 24 horas e cinco dias de exposição aos pHs 7...

Efeitos da acidificação dos oceanos nos processos biogeoquímicos em sedimentos costeiros: experimentos in situ e em laboratório; Effects of ocean acidification on biogeochemical processes in marine sediments: In situ and laboratory experiments

Alves, Betina Galerani Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
A acidificação dos oceanos, resultado do aumento das emissões de gás carbônico (CO2), por atividades antrópicas, vem causando uma mudança no equilíbrio químico do sistema carbonato e uma consequente diminuição do pH nos oceanos mundiais. Cerca de 30% das emissões antropogênicas de CO2 é absorvida pelo oceano, o que já reduziu o PH em 0,1 unidade em águas superficiais e são esperadas ainda maiores reduções. A escala de mudanças "toleráveis" de pH ainda é incerta para muitos organismos e pouco conhecida para muitos processos biológicos, particularmente no sedimento. Este trabalho teve como objetivo quantificar tanto as taxas atuais de remineralização da matéria orgânica e fluxos de nutrientes na interface água-sedimento, como as alterações nessas taxas em resposta a diferentes cenários de acidificação do oceano, usando câmaras de incubação bêntica tanto in situ como em laboratório. Os experimentos in situ e coleta de material para montagem dos experimentos em laboratório foram realizados através de mergulho autônomo, na área rasa de Ubatuba-SP (6-8 m de profundidade). As incubações mostraram alto consumo de O2, variando entre -17 mmol m-2 d-1 em Julho de 2012 e -112 mmol m-2 d-1 em Abril e Junho de 2013. Houve uma dominância da nitrificação...

Estoques e labilidade da matéria orgânica e acidificação de um argissolo sob plantio direto afetados por sistemas de cultura e adubação nitrogenada; Organic matter stocks and lability and acidification of a no-tilled brazilian soil as affected by cropping systems and nitrogen fertilization

Vieira, Frederico Costa Beber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
A presente pesquisa foi realizada em experimento de longa duração (19 anos) conduzido em Argissolo Vermelho (220 g kg-1 argila) sob plantio direto (PD), e teve como principais objetivos (i) estimar os parâmetros da dinâmica da MO e verificar o papel de sistemas de cultura e da adubação nitrogenada no acúmulo de C orgânico no solo; (ii) avaliar o fracionamento físico densimétrico e granulométrico como alternativos à oxidação química com KMnO4 na determinação da labilidade da MO do solo; (iii) avaliar a qualidade dos sistemas de manejo a partir do Índice de Manejo de C (IMC), o qual integra índices de estoque e de labilidade da MO; e (iv) acessar o papel dos sistemas de culturas e adubação nitrogenada na acidificação do solo e a participação dos ciclos do C e do N nesse processo. O experimento engloba 10 sistemas de culturas em plantio direto, e para essa pesquisa foram selecionados tratamentos com uma ampla variação no aporte de C ao solo [pousio/ milho (M), aveia/M, aveia+ervilhaca /M, lablab+M, guandu+ M, aveia+ervilhaca/ M+caupi e pangola], sendo que os quatro primeiros foram amostrados nos tratamentos sem e com aplicação de N mineral no milho (0 e 180 kg N-uréia ha-1) e nos três últimos apenas sem N mineral. O solo foi amostrado em seis subcamadas até a profundidade de 0...

Acidificação anaeróbia como pré-tratamento de um efluente da indústria alimentar

Soares, Micaela Alexandra da Rocha
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.65%
Com este trabalho pretendeu-se avaliar a aplicabilidade da acidificação anaeróbia, no pré-tratamento do efluente gerado na prensagem de compostos insolúveis de cereais e café de uma fábrica nacional de produtos alimentares. Este pré-tratamento teve como objectivo viabilizar o posterior tratamento biológico do efluente, em condições aeróbias. Nesse sentido foi montada uma instalação experimental constituída por dois reactores contínuos acidogénicos, sem controlo de pH e operados a duas temperaturas: mesofílica (36ºC) e termofílica (55ºC). Os reactores foram submetidos a uma matriz experimental de cargas orgânicas crescentes (2,5 gCQO L-1 d-1 a 10 gCQO L-1 d-1), o que permitiu estudar a influência do tempo de retenção hidráulico (TRH) e da carga orgânica na acidificação anaeróbia do efluente em estudo. O efluente acidificado obtido para cada estado estacionário dos reactores foi posteriormente avaliado em termos da sua biodegradabilidade aeróbia, através da realização de testes descontínuos. Para as condições testadas, os resultados experimentais obtidos indicam que os parâmetros operacionais tempo de retenção hidráulico e carga orgânica pouca influência apresentam no grau de acidificação atingido à temperatura mesofílica. Mas à temperatura termofílica...

Evaluation of anaerobic acidification potential for winery effluent; Avaliação do potencial de acidificação anaeróbica para efluentes vínicos

Lopes, Celine de Oliveira Marques
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
37.46%
Given that the industrial wastewater represent a negative contribution of great significance to environmental, developed this work with a practical study on the behavior of a particular industrial effluent, in this case the wine, when subjected to tests of anaerobic acidification in batch reactors, in order to obtain value-added products from this waste. In this sense we studied the effects of this treatment in three operating parameters: organic load, alkalinity and using a thermal pre-treatment for biomass, in order to inhibit methanogenic activity. In all there were three sets of reactors, with three reactors each, totaling nine reactors were analyzed with varying concentrations of four different organic load, three different concentrations of alkalinity solution of calcium bicarbonate, NaHCO3. It was observed a good acidogenic potential for the wine effluent where it was achieved, for reactors higher organic load, a degree of acidification of 85%, it was found that the alkalinity is related to the organic load used and shows great significance in the formation of the peaks of maximum acidogenic production and diversity of VFAs, higher alkalinities favor acids of longer carbon chain, and the peak is produced earlier. The thermal pre-treatment was not beneficial despite achieved good results in terms of degree of acidification it has not exceeded the values obtained in the reactors were the thermal pre-treatment was not applied to the sludge.; Tendo em conta que as águas residuárias industriais representam um contributo negativo de grande significância a nível ambiental...

Valorização de óleos industriais através do processo de acidificação

Pedrosa, Ana Cláudia de Sousa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Os problemas associados ao desenvolvimento industrial têm levado a comunidade científica a investigar e desenvolver novas fontes alternativas de energia e em produtos e materiais derivados de recursos renováveis, que possam gradualmente substituir os derivados da petroquímica, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável da humanidade. A digestão anaeróbia é um processo biológico que envolve a degradação e a estabilização de materiais orgânicos, sob condições anaeróbias, por uma comunidade complexa de microrganismos e que leva à formação de biogás. A acidificação anaeróbia é uma etapa do processo de digestão anaeróbia que é responsável pela obtenção de subprodutos altamente valorizáveis, ácidos orgânicos voláteis (AOVs). O trabalho realizado teve como intuito avaliar a aplicabilidade de um processo biológico acidogénico como um processo de valorização de óleos industriais usados. Este tratamento teve como objetivo a avaliação do processo em termos da produção de ácidos orgânicos voláteis que são matéria-prima para a produção de com valor (CH4, PHAs, H2). Neste sentido foram realizados 3 conjuntos de ensaios para que fossem avaliadas as condições ótimas para a produção de AOVs a partir de óleos industriais usados. Montou-se uma instalação experimental constituída por 4 reatores descontínuos que operam num banho térmico à temperatura de 37ºC. Os reatores foram submetidos a diferentes razões F/M e alcalinidades...

Análise do efeito da acidificação dos oceanos no desenvolvimento larvar de Crassostrea gigas

Barros, Patrícia Alexandra Afonso
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente – Perfil Engenharia Ecológica; Os oceanos, como sumidouros de CO2 atmosférico, enfrentam uma grave alteração no seu ciclo bio-geoquímico natural dada a veloz absorção de CO2 gerado antropogenicamente. A acidificação dos oceanos é o termo geral usado para o fenómeno de decréscimo de pH dos oceanos a partir da absorção de CO2 atmosférico, diminuindo a concentração de CO32- e o estado de saturação de aragonite e calcite. Estas alterações modificam a dinâmica dos ecossistemas marinhos e desafiam a adaptação de várias espécies dependentes do ciclo de carbono inorgânico do oceano. Para avaliar os efeitos deste fenómeno, focou-se no estádio larvar dos bivalves pela produção de uma frágil estrutura calcária bastante sensível a alterações na química da água do mar. Neste contexto, investigou-se o efeito da acidificação dos oceanos na mobilidade do esperma, taxa de fecundação e viabilidade larvar (sobrevivência, crescimento e anormalidades) da ostra japonesa, Crassostrea gigas, um bivalve de elevado valor comercial, em ensaios com perturbações controladas de CO2. Foi manipulada a química de carbonatos na água do mar através da injecção directa de CO2 puro...

Estudo de acidificação de um composto de resíduos verdes alcalino

Pinto, Ivo Costa dos Santos
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente – Perfil de Engenharia Sanitária; O objectivo principal da presente dissertação consiste em acidificar a pH 6 um composto de resíduos verdes (CRV) fortemente alcalino. O CRV foi acidificado produzindo novos compostos, por mistura dos substratos orgânicos, caruma e casca de pinheiro (compostos Cr1, Cr2 e Csc), e de enxofre ele-mentar (Sº) (os compostos de 0.5D a 1.5D). A acidificação de compostos alcalinos pode criar um produto atractivo visto que o pH é importante para a fertilidade agrícola, dado que em função da quantidade aplicada de composto, modifica o pH dos substratos de crescimento no qual a maioria das espécies vegetais desenvolve-se preferencialmente em meios ligeiramente ácidos, ou quase neutros. Durante o ensaio de estabilização da matéria orgânica (MO) fresca de Cr1, de classe II de estabilidade, verifica-se que este composto perde gradualmente a acidez, produzindo um novo composto Cr2 de pH 7,8. O composto Csc é um composto estável (classe V), motivo pelo qual não se procedeu à estabiliza-ção da matéria orgânica fresca. A aplicação de Sº no CRV, durante o ensaio de incubação em condições ambientais controladas...

Efeitos da acidificação da água do mar na reprodução de Mytilus edulis

Casimiro, Teresa Margarida das Neves
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Dissertação de mest., Biologia Marinha (Ecologia e Biodiversidade Marinha), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011; A concentração de dióxido de carbono atmosférico tem vindo a aumentar, passando de níveis de cerca de 280ppm, no inicio da revolução industrial para cerca de 380ppm actualmente, devido principalmente a queima contínua de combustíveis fósseis. Com o aumento da pressão de CO2 na atmosfera aumenta a sua diluição no oceano, causando a redução dos valores de pH. Esta “acidificação” da água do mar afecta muitos organismos marinhos, principalmente os com estruturas calcificadas, como bivalves, que se dissolvem em pH mais ácidos. Para além disso, a redução de pH é potencialmente causadora de stress fisiológico sobre os organismos, com consequências em várias fases do ciclo de vida. Assim, este estudo teve por objectivo analisar, em laboratório, o efeito potencial da redução de pH, em 0,4 e 0,7 unidades, tal como previsto nos relatórios do IPCC (International Panel for Climate Change), na gametogénese e sucesso reprodutivo do mexilhão, Mytilus edulis. A experiência abrangeu apenas um período de reprodução, pelo que uma análise mais conclusiva sobre os efeitos da acidificação sobre a reprodução desta espécie é necessária para uma consolidação dos resultados obtidos. Alguns dos indicadores estudados (p.ex. o índice gonado-somático...

Elaboração do queijo mozarela de leite de búfala pelos métodos tradicional e da acidificação direta

BERNARDI,Marta Regina Verruma; DAMÁSIO,Maria Helena; VALLE,José Leonardo Etore do; OLIVEIRA,Antonio Joaquim de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.65%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a elaboração do queijo Mozarela de leite de búfala pelos métodos tradicional e da acidificação direta com ácido cítrico. O pH da acidificação variou de 5,1 a 5,2. Observou-se uma redução de 8 para 3 horas no tempo total de fabricação pelo método da acidificação direta em relação ao tradicional. Esta redução ocorreu devido à diminuição do tempo de coagulação de 50 para 5 minutos e da ausência da etapa de fermentação. A etapa de fermentação durou 4 horas no método tradicional. O rendimento obtido para o queijo Mozarela elaborado pelo método da acidificação direta foi maior que o obtido no tradicional, com valores de 18,0 e 17,3%, respectivamente. Em base seca, observou-se que os processamentos obtiveram rendimento equivalente. O queijo elaborado pelo método de acidificação direta apresentou menor teor de proteína e maior de umidade e, consequentemente, menor teor de sólidos totais em relação ao método tradicional. Os teores de gordura, cinzas e cálcio dos queijos elaborados para ambos os métodos não apresentaram diferenças significativas. Para o teste de aceitabilidade dos queijos, 50 provadores não treinados avaliaram as amostras utilizando escala hedônica de 9 pontos. Não houve diferença significativa na aceitabilidade das amostras...

Efeito do teor de sólidos e da concentração de sacarose na acidificação, firmeza e viabilidade de bactérias do iogurte e probióticas em leite fermentado

Oliveira,Maricê N.; Damin,M. Regina
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Doze lotes de leites fermentados foram preparados a 42ºC nos quais as variáveis estudadas foram o teor de sólidos totais (12 e 15%), o teor de sacarose (0% e 8%) e o tipo de co-cultura (Streptococcus thermophilus e Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus ; Streptococcus thermophilus e Lactobacillus acidophilus ; Streptococcus thermophilus e Lactobacillus rhamnosus). Parâmetros cinéticos para a diminuição do pH até 4,5 foram calculados. Determinações físico-químicas e microbiológicas foram realizadas após um e sete dias de armazenamento dos produtos a 4ºC. Com o aumento do teor de sólidos totais e adição de sacarose, a atividade de água do leite diminuiu e o tempo para atingir pH 4,5 variou conforme a co-cultura empregada. Os leites fermentados por S. thermophilus e L. acidphilus (STLA) apresentaram pós-acidificação mais acentuada. Aqueles fermentados por S. thermophilus e L. rhamnosus (STLR) foram mais estáveis. Os leites contendo maiores teores de sólidos totais foram aqueles com maior acidez total independente da co-cultura usada. Com o aumento do teor de sacarose e de sólidos solúveis houve um aumento da firmeza usando-se as co-culturas STLR e STLA. Após sete dias, o número de bactérias do iogurte e as probióticas não variou significativamente. Em todos os lotes...

Efeito da acidificação, fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (Brassica oleraceae L.) processada pelo calor

Nogueira,J.N.; Cantarelli,P.R.; Gallo,C.R.; Moreno,I.A.M.; Matsuura,F.C.A.V.
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/1993 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de fornecer informações, não encontradas na literatura, sobre o efeito da acidificação (cinco ácidos orgânicos), fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (cultivar Shiromaru III), processada pelo calor. A qualidade da couve-flor processada foi avaliada através de análise física, química, microbiológica e sensorial, após dois meses de armazenamento à temperatura ambiente. Os resultados mostraram a possibilidade de processar couve-flor enlatada, de alta qualidade, em pequenas indústrias, com redução de gastos em equipamentos, instalações e energia. O procedimento da acidificação oferece também uma segurança maior para o consumidor, pois elimina possíveis riscos de incidência do botulismo.

Efeito de fertilizantes nitrogenados na acidificação de um Argissolo Vermelho Amarelo Latossolico Distrofico cultivado com milho.

MELEM JUNIOR, N. J.; MAZZA, J. A.; DIAS, C. T. dos S.; BRISKE, E. G.
Fonte: Amapá Ciência e Tecnologia, Macapá, v. 2, n. 1, p. 75-89, abr. 2001. Publicador: Amapá Ciência e Tecnologia, Macapá, v. 2, n. 1, p. 75-89, abr. 2001.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este trabalho teve por objetivo a determinação dos níveis de influência de dois fertilizantes nitrogenados, sulfato de amonio e nitrato de amonio, no processo de acidificação do solo.; 2001

Aplicação de sistemas microemulsionados ácidos em acidificação de poços

Aum, Pedro Tupã Pandava
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia do Petróleo; Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Engenharia de Petróleo Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia do Petróleo; Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Engenharia de Petróleo
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Stimulation operations have with main objective restore or improve the productivity or injectivity rate in wells. Acidizing is one of the most important operations of well stimulation, consist in inject acid solutions in the formation under fracture formation pressure. Acidizing have like main purpose remove near wellbore damage, caused by drilling or workover operations, can be use in sandstones and in carbonate formations. A critical step in acidizing operation is the control of acid-formation reaction. The high kinetic rate of this reaction, promotes the consumed of the acid in region near well, causing that the acid treatment not achive the desired distance. In this way, the damage zone can not be bypassed. The main objective of this work was obtain stable systems resistant to the different conditions found in field application, evaluate the kinetic of calcite dissolution in microemulsion systems and simulate the injection of this systems by performing experiments in plugs. The systems were obtained from two non ionic surfactants, Unitol L90 and Renex 110, with sec-butanol and n-butanol like cosurfactants. The oily component of the microemlsion was xilene and kerosene. The acqueous component was a solution of HCl 15-26,1%. The results shown that the microemulsion systems obtained were stable to temperature until 100ºC...

Avaliação do efeito da acidificação e da temperatura na fisiologia de Sargassum stenophyllum (Phaeophyceae): subsídios aos estudos relacionados ao aquecimento global e acidificação dos oceanos

Almeida, Rafael Souza
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 42
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.46%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; O aumento do CO2 atmosférico promove o aumento da temperatura média global por incrementar o efeito estufa natural do planeta. Os sistemas climáticos da Terra, que são influenciados pela temperatura, são considerados em termo inércia, onde as consequências do aquecimento global não seriam imediatas nos ambientes. Esse ponto é crucial para as medidas mitigadoras das alterações antrópicas. Dentre os organismos vivos, os produtores primários são aqueles responsáveis por sequestrar carbono da atmosfera e transformar este em compostos orgânicos, que serão aproveitados direta e indiretamente nas cadeias tróficas, sendo chamados também de fixadores de carbono. O objetivo deste trabalho é analisar o impacto na biomassa e fisiologia de macroalgas devido às alterações antrópicas, resultando no aquecimento global, o aumento da emissão de CO2 na atmosfera e consequentemente, a diminuição do pH oceânico. Os indivíduos de Sargassum stenophyllum foram coletados na praia da Armação (27°43'21.83"S, 48°30'13.92"O), na cidade de Florianópolis, Santa Catarina. Em campo as algas foram previamente lavadas em água do mar e armazenadas em potes com água do mar e transportadas até o Laboratório de Ficologia da Universidade Federal de Santa Catarina. O experimento foi realizado utilizando-se 3 temperaturas (32°C...

Efeito da acidificação, fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (Brassica oleraceae L.) processada pelo calor; Effect of acidification, fermentation and addition of calcium on the quality of canned cauliflower (Brassica oleraceae L.)

Nogueira, J.N.; Cantarelli, P.R.; Gallo, C.R.; Moreno, I.A.M.; Matsuura, F.C.A.V.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/1993 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de fornecer informações, não encontradas na literatura, sobre o efeito da acidificação (cinco ácidos orgânicos), fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (cultivar Shiromaru III), processada pelo calor. A qualidade da couve-flor processada foi avaliada através de análise física, química, microbiológica e sensorial, após dois meses de armazenamento à temperatura ambiente. Os resultados mostraram a possibilidade de processar couve-flor enlatada, de alta qualidade, em pequenas indústrias, com redução de gastos em equipamentos, instalações e energia. O procedimento da acidificação oferece também uma segurança maior para o consumidor, pois elimina possíveis riscos de incidência do botulismo.; The present work was developed to provide information currently lacking in the literature on the effect of acidification (five organic acids), fermentation and addition of calcium on the quality of canned cauliflower (cultivar Shiromaru III). Quality evaluation of the processed cauliflowers was determined by physical, chemical, microbiological and sensorial analysis, after a two month storage period at room temperature. The results showed the possibility of processing high quality canned cauliflowers by small canneries with low cost equipment and less energy requirement. The acidification procedure also implies in minor risks due to potential botulism incidence.

Acidificação De Mostos E Vinhos. O Ácido L(+)-Láctico Em Alternativa Ao Ácido L(+)-Tartárico

Carvalho,Estrela C.P.; Costa,Susana; Franco,Claudia; Curvelo-Garcia,A.S.
Fonte: INIAV - DOIS PORTOS (Ex-Estação Vitivinícola Nacional) Publicador: INIAV - DOIS PORTOS (Ex-Estação Vitivinícola Nacional)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
37.72%
Estuda-se comparativamente a acidificação de mostos, vinhos brancos e vinhos tintos, por recurso a dois agentes acidificantes: ácido L(+)-tartárico e ácido L(+)-láctico. O nível de acidificação empregue foi de 22 meq/L. Verificou-se que a acidificação com ácido L(+)-láctico minimiza a ocorrência de precipitações de hidrogenotartarato de potássio, significando, em termos comparativos, uma efectiva redução do esperado poder acidificante do ácido L(+)-tartárico, tendo em consideração os valores de pK dos dois ácidos. Em alguns casos (acidificação de vinhos brancos), a utilização de ácido L(+)-láctico, apresenta mesmo uma maior eficácia quanto ao aumento da acidez total, embora tal se não verifique quanto à diminuição de pH. No que se refere à acidificação de mostos e vinhos brancos, o efeito sobre a diminuição de pH, mais eficiente com ácido L(+)-tartárico, é superior quando realizada em vinho. Por outro lado, o efeito da acidificação sobre o aumento da acidez total é superior quando realizada antes da fermentação (em mosto). Na acidificação de vinhos tintos, a indução de precipitações de hidrogenotartarato de potássio com a utilização de ácido L(+)-tartárico origina que o aumento da acidez total seja idêntico para os dois agentes acidificantes...

Aplicação dos Ácidos L-Tartárico, L-Láctico e DL-Málico na Acidificação de Mostos e Vinhos

Carvalho,Estrela C.P.; Curvelo-Garcia,A.S.
Fonte: INIAV - DOIS PORTOS (Ex-Estação Vitivinícola Nacional) Publicador: INIAV - DOIS PORTOS (Ex-Estação Vitivinícola Nacional)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
Na 79ª Assembleia Geral (1999), o OIV adoptou duas resoluções referentes à utilização de diversos agentes para a acidificação dos mostos e dos vinhos, com a condição que os níveis desta acidificação fossem fixados e aprovados pela Assembleia Geral até 2001. A possibilidade de utilização dos diferentes ácidos é ainda polémica, no que se refere sobretudo à sua eficácia no aumento da acidez total e na diminuição do pH, e na sua eventual influência nas características de tipicidade dos vinhos. Em continuação dos primeiros resultados obtidos, e já publicados, comparou-se a utilização dos ácidos L-tartárico, L-láctico e DL-málico, com 3 níveis de acidificação (1; 2 e 3 g/L). Verificou-se sempre a ocorrência de precipitações de hidrogenotartarato de potássio, na acidificação com ácido L-tartárico, o que se traduz por uma efectiva redução do esperado poder acidificante deste ácido, tendo em conta os valores dos pK dos três ácidos: em alguns casos, a eficácia de acidificação dos ácidos L-láctico e DL-málico é mesmo superior à do ácido Ltartárico. Nenhum dos agentes acidificantes originou precipitações de tartarato de cálcio imediatamente, o que era de esperar tendo em consideração a bem conhecida cinética associada a estas precipitações.