Página 1 dos resultados de 1413 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Importance of retardation and fatigue/interest domains for the diagnosis of major depressive episode after stroke: a four months prospective study; Lentificação e fadiga/interesse no diagnóstico do episódio depressivo maior após o acidente vascular cerebral: um estudo prospectivo de quatro meses

TERRONI, Luisa de Marillac Niro; FRÁGUAS, Renério; LUCIA, Mara de; TINONE, Gisela; MATTOS, Patricia; IOSIFESCU, Dan V.; SCAF, Milberto
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
56.59%
OBJECTIVE: Post-stroke major depressive episode is very frequent, but underdiagnosed. Researchers have investigated major depressive episode symptomatology, which may increase its detection. This study was developed to identify the depressive symptoms that better differentiate post-stroke patients with major depressive episode from those without major depressive episode. METHOD: We screened 260 consecutive ischemic stroke patients admitted to the neurology clinic of a university hospital. Seventy-three patients were eligible and prospectively evaluated. We assessed the diagnosis of major depressive episode using the Structured Clinical Interview for DSM-IV and the profile of depressive symptoms using the 31-item version of the Hamilton Depression Rating Scale. For data analysis we used cluster analyses and logistic regression equations. RESULTS: Twenty-one (28.8%) patients had a major depressive episode. The odds ratio of being diagnosed with major depressive episode was 3.86; (95% CI, 1.23-12.04) for an increase of one unit in the cluster composed by the domains of fatigue/interest and retardation, and 2.39 (95% CI, 1.21-4.71) for an increase of one unit in the cluster composed by the domains of cognitive, accessory and anxiety symptoms. The domains of eating/weight and insomnia did not contribute for the major depressive episode diagnosis. CONCLUSION: The domains of retardation and interest/fatigue are the most relevant for the diagnosis of major depressive episode after stroke.; OBJETIVO: O episódio depressivo maior após acidente vascular cerebral é muito frequente...

Associação entre o episódio depressivo maior após acidente vascular cerebral isquêmico e comprometimento de circuitos neuronais pela lesão: um estudo prospectivo de 4 meses; Association between post-stroke major depressive episode and neural circuits affected by lesion: a four-month prospective study

Terroni, Luisa de Marillac Niro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.74%
INTRODUÇÃO: Alterações em circuito neural têm sido associadas com o transtorno depressivo maior. Entretanto, até o momento não se tem estudos investigando a associação entre a lesão do acidente vascular cerebral neste circuito e a incidência do episódio depressivo maior após o acidente vascular cerebral. Este estudo teve como objetivo principal investigar de modo prospectivo a associação entre o volume da lesão no circuito neural límbico-córtico-estriado-pálido-talâmico no hemisfério esquerdo e a incidência de episódio depressivo maior nos primeiros quatro meses posteriores ao acidente vascular cerebral isquêmico. Como objetivo secundário, visou investigar a associação entre o volume da lesão em regiões específicas do circuito e a incidência do episódio depressivo maior após o acidente vascular cerebral isquêmico. MÉTODOS: Neste estudo foram triados de modo consecutivo 326 pacientes admitidos na enfermaria de neurologia do Hospital das Clinicas de São Paulo. Destes, foram elegíveis 68 pacientes e foram acompanhados prospectivamente. A avaliação psiquiátrica consistiu na aplicação da entrevista clinica estruturada para diagnóstico pelo DSM-IV e no manual estruturado para entrevista da Escala de Hamilton para Depressão; o grau de comprometimento nas atividades de vida diária foi medido pelo Índice de Barthel; o grau de gravidade do acidente vascular cerebral foi mensurado pela escala para acidente vascular cerebral do National Institutes of Health e...

Efeitos da neuroestimulação domiciliar associada ao treino motor em pacientes com acidente vascular cerebral na fase crônica; Effects of home-based neurostimulation associated with motor training in chronic stroke patients

Santos, Renata Laurenti dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.33%
A estimulação somatossensitiva através da estimulação repetitiva de nervos da mão parética é uma abordagem promissora na recuperação motora do membro superior de pacientes com acidente vascular cerebral (AVC) na fase crônica e habitualmente é realizada em ambiente hospitalar. A dificuldade de comparecimento frequente de pacientes com AVC ao hospital pode prejudicar a implementação desta estratégia terapêutica em nosso meio. A reabilitação domiciliar pode ser uma alternativa interessante, além de ser menos dispendiosa do que a reabilitação hospitalar. O atual estudo teve como objetivo principal verificar a melhora em desempenho na função do membro superior parético após uma intervenção de estimulação somatossensitiva associada a treino motor, em ambiente domiciliar. Foi realizado um ensaio clínico aleatorizado, com mascaramento duplo e dois tipos de intervenção: ativa ou controle. Os pacientes do grupo ativo foram instruídos a utilizar um dispositivo de estimulação elétrica do nervo mediano, por duas horas. Os pacientes do grupo controle também foram instruídos a usar o dispositivo durante duas horas, porém sem que houvesse estimulação do nervo. Imediatamente após a utilização do dispositivo...

Saúde oral e deglutição em idosos acometidos por Acidente Vascular Encefálico

Mituuti, Cláudia Tiemi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
As condições dentárias e o uso de próteses mal adaptadas podem contribuir com as dificuldades decorrentes da velhice, as quais podem ser potencializadas por alterações neurológicas, resultando em quadros de disfagia, importante causa de morbidade e mortalidade nessa população. O objetivo do presente trabalho foi verificar se o acometimento cerebral crônico acarreta implicações na função da deglutição em idosos, como também se a condição de saúde oral apresenta relação com o grau de disfunção da deglutição orofaríngea, em idosos acometidos por Acidente Vascular Encefálico (AVE). Foram avaliados 30 idosos com idades entre 61 e 90 anos (mediana 73,5 anos), acometidos por AVE, sendo 15 homens e 15 mulheres. Os pacientes foram submetidos à avaliação odontológica quanto ao número de dentes cariados, perdidos e obturados, uso e condição das próteses, além de índices periodontal e de perda de inserção. Além diso foi aplicada a escala funcional de ingestão oral (FOIS) e realizada avaliação videoendoscópica da deglutição de alimentos de diferentes consistências. A partir dos resultados foram aplicados os testes de correlação de Spearman, para as associações, e o Kruskal Wallis para as comparações. Os indivíduos idosos pós-AVE desta pesquisa foram comparados a um grupo controle de 15 idosos saudáveis...

Distribuição espacial da mortalidade por acidente cerebral vascular e fatores socioeconômicos nos distritos da cidade de São Paulo, Brasil; Spatial distribution of stroke mortality and socioeconomic factors in the districts of the city of São Paulo, Brazil

Souza, Angelita Gomes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.33%
INTRODUÇÃO: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda causa de mortalidade e a principal causa de incapacidade no mundo. Muitos fatores de riscos estão associados ao AVC, sendo o principal a hipertensão arterial. Vários estudos também mostraram a associação de um baixo status socioeconômico com altas taxas de mortalidade pelo AVC. O presente estudo teve como objetivo analisar a distribuição espacial da mortalidade por AVC na cidade de São Paulo de acordo com os fatores socioeconômicos. MÉTODOS: Estudo realizado nos 96 distritos da cidade de São Paulo no período de 2006 a 2008. Foram analisadas taxas de mortalidade por AVC em ambos os sexos. Os fatores analisados foram % de indivíduos com escolaridade nível superior, % domicílios com três pessoas ou mais morando na residência e % de indivíduos das classes D e E em cada distrito. Aplicou-se a metodologia de agrupamento K-means para análise da distribuição da mortalidade por AVC de acordo com os fatores socioeconômicos e uma regressão linear com heterocedasticidade corrigida para avaliar a relevância de cada fator. RESULTADOS: As médias das taxas de mortalidade por AVC foram mais elevadas nos homens xx (72,7/100.000 habitantes) comparados às mulheres (48...

Avaliação da marcha e do equilíbrio em pacientes hemiparéticos: comparação entre acidente vascular encefálico em hemisfério dominante e não dominante; Assessment of gait and balance in hemiparetic patients: a comparison of stroke in the dominant and non-dominant hemispheres

Lopes, Priscila Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.33%
INTRODUÇÃO: Alterações na postura ou no equilíbrio são ocorrências comuns em adultos com hemiparesia após um Acidente Vascular Encefálico (AVE). O objetivo desse trabalho foi estudar de forma comparativa o equilíbrio estático e parâmetros da marcha de pacientes hemiparéticos crônicos após AVE em hemisfério cerebral dominante (esquerdo) e não dominante (direito) e analisar as correlações da oscilação do centro de pressão (COP) com os parâmetros da marcha e com o nível de independência funcional (MIF). MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, os pacientes foram provenientes do ambulatório de hemiplegia do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IMREA-HCFMUSP). A análise da oscilação do COP foi realizada com uma plataforma de força, com olhos abertos e fechados. As variáveis mensuradas foram: área (amplitude de oscilação ântero-posterior e médio-lateral) e velocidade média de oscilação. Na marcha foram avaliados tamanhos do passo e passada, tempo de apoio e balanço, início duplo apoio, velocidade e cadência. RESULTADOS: Foram avaliados 21 pacientes hemiparéticos crônicos após AVE, nove com hemiparesia à direita e 12 à esquerda com predomínio braquial e mais de um ano de lesão. A avaliação da velocidade média de oscilação do COP...

Percepções de cuidadores familiares sobre o programa de preparo de alta hospitalar ao idoso com acidente vascular cerebral : indicativos à educação em saúde

Cesar, Alessandra Medonça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.33%
Um programa de preparo de alta hospitalar, enquanto uma estratégia de Educação em Saúde, pode contribuir para que a família ou o idoso possam dar continuidade aos cuidados no contexto domiciliar, após a alta hospitalar. Assim, este estudo de caráter qualitativo descritivo objetiva analisar a percepção que tem o cuidador familiar de idosos com Acidente Vascular Cerebral (AVC) em relação ao Programa de preparo de alta para o paciente com seqüelas neurológicas de um Hospital Universitário. Após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa da instituição onde foi desenvolvido o presente estudo, foram entrevistados 12 cuidadores familiares de 9 idosos que participaram de tal Programa. As entrevistas foram transcritas e seu conteúdo foi analisado conforme a técnica de análise de conteúdo, emergindo quatro categorias: opinião sobre o programa, adequação das orientações às demandas de cuidados, pontos de melhoria e repercussões do ser cuidador. Assim, sugere-se a implantação de programas similares nos serviços de saúde, bem como o desenvolvimento de estratégias educativas em saúde que contemplem o idoso com AVC e sua família.

Seguimento de recém-nascidos, crianças e adolescentes com acidente vascular cerebral isquêmico

Ranzan, Josiane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.38%
Introdução: O acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI) é a patologia cerebrovascular mais comum na infância e, especialmente, na última década tem sido alvo de muitas pesquisas em todo mundo. O prognóstico do AVCI em crianças e adolescentes parece diferir conforme a população estudada e, as medidas de avaliação de cada estudo. O desfecho também parece estar relacionado à causa base da doença em relação a sua gravidade, ou seja, se o AVCI não está associado à doença grave a maioria dos pacientes tem um bom prognóstico apesar de necessitarem educação especial e uso de medicações. Objetivo: O objetivo da pesquisa é avaliar uma amostra de recém–nascidos, crianças e adolescentes com AVCI em relação a evolução. Seqüelas neurológicas motoras, na linguagem, cognição e comportamento foram as principais variáveis em questão. Metodologia: Em uma série de casos com enfoque prospectivo, foi realizado seguimento neurológico de, no mínimo, 12 meses em 91 dos 101 pacientes com diagnóstico AVCI nas idades de zero a 18 anos. Foram realizadas avaliações psicométrica e fonoaudiológica em parte da amostra. Resultados: Da amostra total, 40 eram AVCI neonatal e o território da artéria cerebral média foi o mais acometido. A média do tempo de seguimento foi de 2...

Análise de custo-efetividade da trombólise com alteplase no acidente vascular cerebral; Analysis of the cost-effectiveness of thrombolysis with alteplase in stroke; Análisis de costo-efectividad de la trombólisis con alteplase en el accidente vascular cerebral

Araújo, Denizar Vianna; Teich, Vanessa Damazio; Passos, Roberta Benitez Freitas; Martins, Sheila Cristina Ouriques
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
Fundamento: Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de óbito no Brasil e pouca informação está disponível sobre custo do tratamento. Objetivo: Elaborar análise de custo- efetividade de trombólise no AVC, até três horas após o início dos sintomas, comparando o tratamento com allteplase versus conservador, sob a perspectiva do Sistema Único de saúde (SUS). Métodos: Modelo de análise de decisão foi desenvolvido para comparar os dois tratamentos. Ciclos foram considerados, durante os quais pacientes poderiam transitar entre cinco estágios de incapacidade pós- AVC, baseados na escala modificada de Rankin . A probabilidade de apresentar hemorragia intracerebral no primeiro ano foi obtida do ensaio NINDS. Para os anos subsequentes, ciclos de um ano foram considerados, para contabilizar a mortalidade dos pacientes. O desfecho foi expresso em Anos de Vida Ajustados pela Qualidade( QALY) . Tanto os custos diretos quanto os indiretos foram considerados na analise. Custos e desfecho foram descontados em 5% ao ano. Resultados: No primeiro ano, o QALY ganho foi de 0,06 para ambos os gêneros, com custo incremental de R$ 2.558 para homens e R$ 2.312 para mulheres. A razão de custo-efetividade incremental em um ano foi de R$ 40.539/ QALY ( USD 28.956) para homens e R$36.640/QALY (USD 26.171) para mulheres. Após o segundo ano...

Intervenções de enfermagem aos pacientes com acidente vascular encefálico: uma revisão integrativa de literatura

Cavalcante,Tahissa Frota; Moreira,Rafaella Pessoa; Guedes,Nirla Gomes; Araujo,Thelma Leite de; Lopes,Marcos Venícios de Oliveira; Damasceno,Marta Maria Coelho; Lima,Francisca Elisângela Teixeira
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.35%
O objetivo do estudo foi analisar o conhecimento sobre as intervenções de enfermagem aos pacientes hospitalizados por acidente vascular encefálico. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura a partir de acesso on-line a cinco bases de dados, no mês de setembro de 2009. Utilizou-se os descritores Cuidados de Enfermagem e Acidente Cerebral Vascular nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Foram encontrados 223 artigos e selecionados 12. Identificou-se nos artigos um maior número de intervenções de enfermagem assistenciais, seguidas das educacionais, gerenciais e de pesquisa. As do domínio assistencial estão mais relacionadas aos aspectos biológicos dos pacientes. Em relação às educativas, os artigos apontam o papel fundamental do enfermeiro, bem como dos familiares e dos cuidadores. A principal intervenção gerencial foi a coordenação dos cuidados. Quanto às intervenções de pesquisa foi identificada apenas uma descrita como o desenvolvimento e aprimoramento da prática de cuidados por meio de evidências clínicas.

Ressecção de mixoma ventricular esquerdo após acidente vascular cerebral embólico

Arruda,Marcus Vinicius Ferraz de; Braile,Domingo Marcolino; Joaquim,Marcos Rogério; Soares,Marcelo José Ferreira; Alves,Raquel Helena
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.43%
Mixoma cardíaco é o tumor primário mais comum do coração. Sua principal localização é no átrio esquerdo, mas pode surgir em qualquer câmara cardíaca. Os sintomas clínicos são variáveis, mas dispnéia e embolia são os mais freqüentes. Relatamos o caso de um jovem com acidente vascular cerebral isquêmico embólico causado por um grande mixoma no ventrículo esquerdo. O paciente foi submetido a cirurgia três semanas após o acidente vascular cerebral. O tumor foi ressecado com cuidado, sem fragmentar. O tratamento cirúrgico foi eficaz. Enfatizamos a raridade da presente localização, juntamente com uma revisão da literatura atual.

Repercussão da pressão positiva expiratória final na pressão de perfusão cerebral em pacientes adultos com acidente vascular hemorrágico

Lima,Wildberg Alencar; Campelo,Antônio Roberto Leite; Gomes,Rodrigo Luís Mousinho; Brandão,Daniella Cunha
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.49%
A pressão positiva intratorácica pode levar a alterações hemodinâmicas com repercussão no compartimento intracraniano, alterando a pressão intracraniana e a pressão de perfusão cerebral. Esse efeito pode se tornar mais intenso quando utilizados elevados valores de pressão positiva expiratória final. OBJETIVO: Medir o impacto que diferentes valores de pressão positiva expiratória final causam na pressão intracraniana, na pressão de perfusão cerebral e pressão arterial média. MÉTODO: O estudo foi desenvolvido em uma unidade de terapia intensiva neurológica envolvendo 25 pacientes adultos com acidente vascular cerebral hemorrágico, ventilados mecanicamente no modo com controle pressórico de vias aéreas. Foram instituídos valores de pressão positiva expiratória final variando de 0 a 14 cmH2O, de forma aleatória através de sorteio, utilizando valores pares. A monitorização das variáveis estudadas ocorreu após cinco minutos em cada patamar de pressão positiva expiratória final. RESULTADOS: O incremento da pressão positiva expiratória final aumentou a pressão intracraniana, (p < 0,001) sem causar alteração estatisticamente significativa na pressão arterial média ou na pressão de perfusão cerebral. CONCLUSÃO: Na população estudada...

Reabilitação de déficits comunicativos pós-acidente vascular cerebral

Gindri,Gigiane; Fonseca,Rochele Paz
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.43%
Os processamentos comunicativos discursivo, léxico-semântico, pragmático-inferencial e/ou prosódico podem apresentar-se deficitários após um acidente vascular cerebral. Esses prejuízos demandam métodos e programas de intervenção para uma reabilitação efetiva da comunicação. Neste contexto, o objetivo desta revisão sistemática foi identificar e descrever métodos utilizados para reabilitação neuropsicológica da comunicação de adultos acometidos por lesão cerebrovascular, mais especificamente, abordagens sistematizadas de intervenção para cada um dos processamentos comunicativos. Foram avaliados resumos publicados nos últimos dez anos na base de dados PubMed, utilizando palavras-chave relacionadas aos construtos reabilitação, acidente vascular cerebral (AVC) e comunicação. Para o construto comunicação foram utilizadas, ainda, palavras específicas dos quatro processamentos comunicativos. Inicialmente, foram encontrados 914 abstracts, dos quais, após exclusão dos repetidos, 460 foram analisados. Os critérios de inclusão de abstracts para análise de seus textos completos foram ser estudo empírico, ter a participação de pelo menos um indivíduo adulto pós-AVC, tratar de reabilitação da comunicação...

Correlação entre a lesão encefálica e a disfagia em pacientes adultos com acidente vascular encefálico

Nunes,Maria Cristina de Alencar; Jurkiewicz,Ari Leon; Santos,Rosane Sampaio; Furkim,Ana Maria; Massi,Giselle; Pinto,Gisele Sant´Ana; Lange,Marcos Christiano
Fonte: Fundação Otorrinolaringologia Publicador: Fundação Otorrinolaringologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.44%
INTRODUÇÃO: A incidência da disfagia orofaríngea, em pacientes com acidente vascular encefálico (AVE), varia de 20% a 90% na literatura. Estudos correlacionam a localização do AVE com a presença de disfagia e outros não a correlacionam. OBJETIVO: Correlacionar a lesão encefálica com a disfagia em pacientes com diagnóstico de AVE, considerando-se o tipo e a localização do AVE. MÉTODO: Estudo prospectivo realizado no Hospital de Clínicas com 30 pacientes com AVE, sendo 18 do sexo feminino e 12 do masculino. Todos realizaram avaliações clínica e nasolaringofibroscópica da deglutição (FEES®) e divididos pela localização da lesão: córtex cerebral, córtex cerebelar e áreas subcorticais e tipo: hemorrágico, isquêmico ou transitório. RESULTADOS: Dos 30, 18 apresentaram AVE tipo isquêmico, dois hemorrágico e 10 transitório. Sobre a localização, 10 a apresentaram no córtex cerebral, três nos córtices cerebral e cerebelar, três no córtex cerebral e subcortical, um nos córtices cerebral, cerebelar e subcortical e três subcortical. Na avaliação clínica houve predomínio da disfagia oral em pacientes com lesão no córtex cerebral e subcortical do tipo isquêmico. No FEES® a diminuição da sensibilidade laríngea predominou no córtex cerebral e tipo isquêmico. Os resíduos faríngeos em valéculas epiglóticas associadas com recessos piriformes predominaram no córtex cerebral em todas as consistências e tipo isquêmico. Um paciente com lesão nos córtices cerebral e cerebelar apresentou penetração laríngea e aspiração traqueal nas consistências líquida e mel...

Trombólise intra-arterial associada a angioplastia adjunta na fase aguda do acidente vascular cerebral isquêmico

Falcão,Carlos Henrique; Falcão,Antônio Luis Eiras; Ulhoa,Alexandre; Rezende,Marco Túlio; Salgado,Constantino González; Malheiros,Waldir Gomes; Silva,José Antônio Corrêa da; Peixoto,Edison Carvalho Sandoval
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.62%
INTRODUÇÃO: A reperfusão precoce da artéria responsável pelo acidente vascular cerebral isquêmico está associada ao salvamento da zona de hipoperfusão adjacente à área central isquêmica. Nosso objetivo foi analisar em uma série retrospectiva de pacientes a eficácia da trombólise intraarterial em restabelecer o fluxo no vaso tratado na fase aguda do acidente vascular cerebral isquêmico e avaliar o grau de incapacidade por meio da escala de Rankin modificada (ERm) no seguimento mínimo de três meses, identificando variáveis prognósticas. MÉTODOS: Série de 30 pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico [tempo entre o início dos sintomas e o início da trombólise (Δt) < 6 horas no território carotídeo e < 12 horas no território vértebro-basilar) associado a oclusão de uma artéria cerebral, angiograficamente comprovada, e sem hemorragia ou sinais de infarto de grande extensão na tomografia computadorizada, submetidos a trombólise intra-arterial, combinada ou não a angioplastia intracraniana adjunta. RESULTADOS: A pontuação admissional na escala do acidente vascular cerebral do National Institute of Health Stroke Scale (NIHSS) foi de 15 ± 17. A trombólise intra-arterial foi iniciada com Δt de 266...

Evuloção cognitiva e funcional de pacientes pós-acidente vascular cerebral - AVC

Costa, Fabricia Azevedo da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.38%
PURPOSE: Stroke is a high-incidence cerebrovascular disease with elevated morbidity that results in impairments such as functional disabilities. This study aimed to investigate the functional evolution of individuals in the first six months post-stroke. METHOD: Longitudinal study with 42 stroke patients. The functional independence measure (FIM) and The National Institutes of Health Stroke Scale (NIHSS) were used by multidisciplinary staff 3 times in each participant; the first application was at admission to rehabilitation and the others three and six months later. RESULTS: Sample predominantly female (57%), married (52%), mean age 65.26 ±10.72 years, elementary schooling level (43%), ischemic stroke (91%), and right cerebral hemisphere (74%). Motor FIM scores and NIHSS scale showed improvement in the 3 evaluations, with significant p-value (<0.001). There was a strong relation between motor FIM evolution and NIHSS evolution (r = - 0.69 p-value< 0.001). CONCLUSIONS: It was observed that functional evolution at 6 months post-stroke was significant and the smaller the evolution of clinical impairment in these patients, the larger the evolution of their functional independence. The study is important because it allows a more appropriate therapeutic planning according with functional evolution in stroke rehabilitation; O Acidente Vascular Cerebral - AVC é uma doença cerebrovascular que corresponde a um dos principais motivos de incapacidade e mortalidade a nível mundial...

La problemática del cuidador familiar con el portador de accidente cerebral vascular; The problematic aspects of the family caregiver of people who suffered strokes; A problemática do cuidador familiar do portador de acidente vascular cerebral

Andrade, Luciene Miranda de; Costa, Maria de Fátima Maia; Caetano, Joselany Áfio; Soares, Enedina; Beserra, Eveline Pinheiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.43%
The purpose of this study was to identify the problematic aspects of the families of people who were hospitalized because of strokes, and discuss the difficulties of the family caregiver toward household care. The sample consisted of 154 families of patients admitted in a public hospital in Fortaleza, Ceará state, Brazil. The results showed that most caregivers are women, 104 (67.5%); 122 cases (79.2%) showed family commitment and changes in the daily life of 115 accompanying partners (74.7%); 150 (97.4%) were not instructed about the care, but 143 (92.9%) felt safe to provide care. The predominant feeling was sadness, in 125 (81.2%) of the subjects, and the main doubts were: eating habits, 64 (41.6%); administering medication, 49 (29.9%); and possible clinical complications after discharge, 49 (29.9%). These results are worth noting for the nurse's role as an educator, not only regarding the prevention of chronic-degenerative diseases, but also concerning delivering instructions to family caregivers about providing care after hospital discharge.; Objetivou-se identificar a problemática da família de pessoas acometidas de acidente vascular cerebral hospitalizadas e discutir as dificuldades do cuidador familiar para o cuidado no âmbito domiciliar. A amostra constou de 154 famílias de pacientes internados em um hospital da rede pública de saúde...

Cuidar de pessoa incapacitada por acidente vascular cerebral no domicílio: o fazer do cuidador familiar; El cuidado de la persona incapacitada por accidente cerebro vascular en el domicilio: el hacer del cuidador familiar; Taking care of persons handicapped by cerebral vascular accident at home: the familial caregiver activity

Perlini, Nara Marilene Oliveira Girardon; Faro, Ana Cristina Mancussi e
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.35%
Estudo exploratório, descritivo e quantitativo que busca identificar e descrever as atividades do familiar que cuida de pessoas incapacitadas por AVC no domicílio. A amostra constituiu-se de 35 cuidadores familiares, predominantemente mulheres, esposas ou filhas. Os cuidados realizados relacionam-se ao grau de incapacidade do familiar. As orientações recebidas denotam falta de compromisso dos profissionais com a continuidade do cuidado. O cuidador aprende a cuidar no cotidiano, com base na observação e auxílio à enfermagem na internação. As dificuldades pautam-se no esforço físico, na desinformação e no medo, no constrangimento e na vergonha em lidar com o corpo do outro. O estudo enfoca a necessidade do preparo para a alta hospitalar, salienta a família como espaço concreto para o cuidado; o aumento da expectativa de vida é uma constatação.; Estudio exploratorio, descriptivo y cuantitativo que busca identificar y describir las actividades del familiar que cuida de personas incapacitadas por ACV en el domicilio. La muestra estuvo constituida de 35 cuidadores familiares, predominantemente mujeres, esposas o hijas. Los cuidados realizados se relacionan con el grado de incapacidad del familiar. Las orientaciones recibidas denotan falta de compromiso de los profesionales con la continuidad del cuidado. El cuidador aprende a cuidar en el cotidiano...

Intervenções de enfermagem aos pacientes com acidente vascular encefálico: uma revisão integrativa de literatura; Intervenciones de enfermería en pacientes con accidente vascular encefálico: una revisión integradora de la literatura; Nursing interventions for stroke patients: an integrative literature review

Cavalcante, Tahissa Frota; Moreira, Rafaella Pessoa; Guedes, Nirla Gomes; Araujo, Thelma Leite de; Lopes, Marcos Venícios de Oliveira; Damasceno, Marta Maria Coelho; Lima, Francisca Elisângela Teixeira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
76.44%
The objective of this study was to analyze the knowledge on nursing interventions for hospitalized stroke patients. An integrative literature review was performed by accessing five online databases, in September 2009. The descriptors used in the search were nursing care and stoke, in Portuguese, English and Spanish. A total 223 articles were found, and 12 were selected. It was found in the articles that there was a greater number of clinical nursing interventions, followed by educational, managerial and research interventions. Clinical interventions are more related to the biological aspects of patients. As to the educational interventions, the articles point at the fundamental role of nurses, as well as that of relatives and caregivers. The main managerial intervention was the coordination of health care. As for research interventions, only one was identified and described as the development and improvement of health care practice through clinical evidence.; O objetivo do estudo foi analisar o conhecimento sobre as intervenções de enfermagem aos pacientes hospitalizados por acidente vascular encefálico. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura a partir de acesso on-line a cinco bases de dados, no mês de setembro de 2009. Utilizou-se os descritores Cuidados de Enfermagem e Acidente Cerebral Vascular nas línguas portuguesa...

Transition of care for the elderly after cerebrovascular accidents - from hospital to the home; Transição do cuidado com o idoso após acidente vascular cerebral do hospital para casa; Transición del cuidado del adulto mayor despues del accidente cerebral vascular del hospital para casa

Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani; Marques, Sueli; Kusumota, Luciana; Santos, Emanuella Barros dos; Fhon, Jack Roberto da Silva; Fabrício-Wehbe, Suzele Cristina Coelho
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2013 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
56.58%
OBJETIVO: examinar a transição do cuidado em famílias que cuidam de idosos que sofreram o primeiro episódio de acidente vascular cerebral. METODOLOGIA: foi utilizado o estudo de caso etnográfico instrumental. A amostra foi constituída por 20 sujeitos, sendo 10 cuidadores e 10 idosos, com 65 anos ou mais, de ambos os sexos, com diagnóstico de primeiro episódio de acidente vascular cerebral, capazes de se comunicarem, demandando cuidado de um cuidador principal na família. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, observações, documentos existentes e notas de campo. Foram utilizadas técnicas de análises qualitativa para codificar, classificar os dados e formular categorias significativas, o que gerou tipologias de cuidado. RESULTADOS E DISCUSSÃO: a ideia central foi a transição do cuidado e mostrou o contexto em três tipologias: o processo de cuidar do idoso dependente, estratégias para o processo de cuidar e impacto e aceitação das limitações. CONCLUSÃO: os dados indicaram que o cuidado com o idoso, após o acidente vascular cerebral, é um desafio para a família. Os dados possibilitaram elaborar uma proposta de modelo para a organização do trabalho, visando a integralidade do cuidado nos serviços de saúde...