Página 1 dos resultados de 235 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Características e fatores associados às quedas atendidas em serviços de emergência; The characteristics and factors of emergency service visits for falls; Características y factores asociados con caídas atendidas en servicios de emergencia

Malta, Deborah Carvalho; Silva, Marta Maria Alves da; Mascarenhas, Marcio Denis Medeiros; Sa, Naiza Nayla Bandeira de; Morais Neto, Otaliba Libanio de; Bernal, Regina Tomie Ivata; Monteiro, Rosane Aparecida; Andrade, Silvania Suely Caribe de Araujo; Gawry
Fonte: REVISTA DE SAUDE PUBLICA; SAO PAULO Publicador: REVISTA DE SAUDE PUBLICA; SAO PAULO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
OBJETIVO: Analisar as características dos atendimentos decorrentes de quedas em serviços de urgência e emergência e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 12.617 atendimentos decorrentes de quedas registrados no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, coletados em 23 capitais e Distrito Federal, de setembro a novembro de 2009, por meio de uma amostra por conglomerado. Foi utilizada a técnica de análise de correspondência, por permitir a observação conjunta de um grande número de variáveis qualitativas. RESULTADOS: A maior parte das vítimas foi do sexo masculino (56,5%), faixa etária de 0 a 19 anos (45,7%) e declarados não brancos (62,2%). A maioria das quedas ocorreu na residência (54,6%) e via pública (17,4%); 14,3% foram relacionadas ao trabalho. Os tipos predominantes foram "queda no mesmo nível" (57,0%) e "queda de escada/degrau" (15,6%). A maioria das lesões foi classificada como entorse, luxação, contusão, corte e laceração (68,3%). Quedas dentre as crianças associaram-se à ocorrência na residência; com os adolescentes na escola; e jovens na prática esportiva. Quedas em adultos estiveram associadas ao local de trabalho, queda de andaimes, telhados, escada/degrau e buracos e uso de álcool. As quedas no mesmo nível resultaram em lesões de menor gravidade...

The prevalence of falls and associated factors among the elderly according to ethnicity

da Silva, Alexandre; Faleiros, Henrique Herculano; Lima Shimizu, William Akira; Nogueira, Luciene de Morais; Nhan, Luciane Lopes; Freitas da Silva, Bruna Maiara; Otuyama, Patricia Miyuji
Fonte: ABRASCO; RIO DE JANEIRO Publicador: ABRASCO; RIO DE JANEIRO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
The historical and cultural characteristics reflect the Brazilian population. Elderly blacks are disadvantaged in socio-economic and demographic, clinical, functional and psychosocial aspects, reducing their social autonomy and functional independence. The decline in functional status due to variables associated with age and ethnicity can contribute to disabling events, such as falls. Socio-demographic, clinical and functional aspects related to falls were analyzed; Mobility, functional status and cognition were measured, with a statistical significance of pd ' 0.05. The sample of 196 elderly people was 48.5% white, 28% brown, 23.5% black, with an average of 69.9 years. There was reduced mobility classified as a medium risk for falls in 60% (p<0.013) among the elderly. With reference to groups analyzed, there were significant differences between variables for family income (p < 0.029), the occurrence of falls (p < 0.006), fear of falls (p < 0.023) and near-falls (p < 0.000). Blacks fall more often (p < 0.03). Statistical significance was revealed between ethnicity and self-reported occurrence of falls, fear of falling and the occurrence of near-falls, functional limitation and medium risk falls due to reduced mobility...

Quedas em idosos e sua relação com a capacidade funcional; Accidental falls in the elderly and their relation with functional capacity; Caídas en el adulto mayor y su relación con la capacidad funcional

Fhon, Jack Roberto Silva; Coelho Fabricio-Wehbe, Suzele Cristina; Pereira Vendruscolo, Thais Ramos; Stackfleth, Renata; Marques, Sueli; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: UNIV SAO PAULO, ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO; RIBEIRAO PRETO Publicador: UNIV SAO PAULO, ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO; RIBEIRAO PRETO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR; ENG; SPA
Relevância na Pesquisa
56.65%
OBJETIVO: determinar a prevalência de quedas em idosos e sua relação com a capacidade funcional. MÉTODO: trata-se de estudo epidemiológico transversal de base populacional, com uma amostra por conglomerado de duplo estágio de 240 sujeitos, com idade acima de 60 anos, de ambos os sexos, residentes em Ribeirão Preto, SP. Os dados foram coletados entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011 e utilizaram-se os questionários: perfil social, avaliação de quedas, Medida de Independência Funcional e Escala de Lawton e Brody. Foi adotado o nível de significância de 0,05. Para a identificação da ocorrência das quedas e sua relação com a capacidade funcional, foram utilizadas razão de prevalência e de chances de prevalência e regressão logística múltipla. RESULTADOS: a média de idade foi de 73,5 anos (±8,4), 25% com 80 anos ou mais, predomínio do sexo feminino; 48,8% estudaram de 1 a 4 anos. Média de 1,33 quedas (±0,472); com maior prevalência em mulheres e idosos mais jovens; o local mais frequente foi o quintal e o banheiro. Houve forte correlação entre o nível de independência funcional e as atividades instrumentais com a idade, e não houve relação entre os idosos que sofreram queda e as variáveis sexo e idade. CONCLUSÃO: houve predomínio de mulheres que sofreram quedas relacionadas à independência funcional...

Effectiveness of a multifactorial falls prevention program in community-dwelling older people when compared to usual care: study protocol for a randomised controlled trial (Prevquedas Brazil)

Cabral, Kelem de Negreiros; Perracini, Monica Rodrigues ; Soares, Aline Thomaz; Stein, Francine de Cristo; Sera, Celisa Tiemi Nakagawa; Tiedemann, Anne ; Sherrington, Cathie ; Jacob Filho, Wilson; Paschoal, Sérgio Márcio Pacheco 
Fonte: BioMed Central; London Publicador: BioMed Central; London
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.49%
Background Falling in older age is a major public health concern due to its costly and disabling consequences. However very few randomised controlled trials (RCTs) have been conducted in developing countries, in which population ageing is expected to be particularly substantial in coming years. This article describes the design of an RCT to evaluate the effectiveness of a multifactorial falls prevention program in reducing the rate of falls in community-dwelling older people. Methods/design Multicentre parallel-group RCT involving 612 community-dwelling men and women aged 60 years and over, who have fallen at least once in the previous year. Participants will be recruited in multiple settings in Sao Paulo, Brazil and will be randomly allocated to a control group or an intervention group. The usual care control group will undergo a fall risk factor assessment and be referred to their clinicians with the risk assessment report so that individual modifiable risk factors can be managed without any specific guidance. The intervention group will receive a 12-week Multifactorial Falls Prevention Program consisting of: an individualised medical management of modifiable risk factors, a group-based, supervised balance training exercise program plus an unsupervised home-based exercise program...

Valor dos instrumentos de avaliação de risco de quedas em idosos com fibrilação atrial; Utility of evaluation tools for assessment of the risk of falls in eldelry patients with atrial fibrillation

Santos, Angela Cristina Silva dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
INTRODUÇÃO: A queda é um fenômeno complexo, altamente prevalente e de alto custo, podendo causar sérias conseqüências inclusive a morte. O idoso com fibrilação atrial se beneficia do uso de anticoagulante. No entanto, a ocorrência de quedas pode restringe o seu uso. Este trabalho objetivou analisar a associação entre a ocorrência de queda e as variáveis obtidas na avaliação clínica e multifatorial em idosos com fibrilação atrial; verificar a freqüência, características e conseqüências das quedas. MÉTODOS: Neste estudo transversal, foram avaliados 107 idosos com 60 anos ou mais com fibrilação atrial crônica do ambulatório de cardiogeriatria do InCor-HCFMUSP. Os participantes foram divididos em dois grupos: (1) sem história de queda no último ano e (2) com história de um ou mais episódios de queda no último ano. Foram submetidos à avaliação que incluiu: dados sóciodemográficos; história da quedas; suas características e conseqüências; questionários de qualidade de vida (BOMFAQ); de nível funcional (HAQ); de risco nutricional (Guigoz); da função psico-cognitiva (Prime MD, Mini-Mental); avaliação do equilíbrio e da mobilidade (escala de Berg, POMA, Timed up & go); avaliação neurológica e de força muscular; avaliação da acuidade visual (tabela de Snellen e teste de Donders) e avaliação auditiva. Todos os dados foram submetidos à análise estatística com teste qui-quadrado ou teste de verossimilhança ou teste exato de Fisher. As médias das variáveis quantitativas foram comparadas com teste t-Student ou teste da soma de postos de Wilcoxon. Os valores de p<0...

Prevalência de quedas referidas e fatores associados na transição e após menopausa; Prevalence of referred falls and factors associated in transition and after menopause

Rezende, Débora Aparecida Paccola de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
INTRODUÇÃO: Frente ao aumento gradativo de quedas da própria altura com o avançar da idade, torna-se imprescindível conhecer os fatores de risco implicados na sua ocorrência em mulheres na transição e após menopausa, com o intuito de contribuir com estratégias de prevenção e promoção da saúde no cotidiano. OBJETIVO: Estimar a prevalência de quedas referidas e caracterizar a associação entre as quedas com variáveis clínicas e epidemiológicas das mulheres da Estratégia de Saúde da Família do Município de Pindamonhangaba, SP. MÉTODOS: Em estudo com delineamento observacional do tipo transversal vinculado ao Projeto de Saúde de Pindamonhangaba (PROSAPIN), foram utilizados dados secundários randomizados de 875 mulheres com idade entre 35 a 65 anos e investigadas por meio de um inquérito domiciliar e medidas antropométricas. A variável queda foi incluída como dependente, enquanto que as independentes foram representadas pela idade, estado civil, renda, escolaridade, raça, ocupação, histórico ginecológico, doenças crônicas referidas e mensuradas, medicamentos, obesidade (índice de massa corpórea), hábito alimentar, consumo de bebidas alcoólicas, tabagismo, sono, depressão e atividade física habitual. RESULTADOS: Participaram do estudo 749 mulheres com média de 47...

Risco de quedas em idosos : revisão integrativa pelo diagnóstico da North American Nursing Diagnosis Association; Risk of falls in the elderly : an integrative review based on the North American Nursing Diagnosis Association; Riesgo de caídas en ancianos : revisión intergrativa por el diagnóstico de la North American Diagnosis Association

Santos, Silvana Sidney Costa; Silva, Marília Egues da; Pinho, Leandro Barbosa de; Gautério, Daiane Porto; Pelzer, Marlene Teda; Silveira, Rosemary Silva da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
Foi objetivo desta pesquisa analisar a produção cientifica de fatores de risco para quedas, a partir do diagnóstico da North American Nursing Diagnosis Association, na literatura cientifica brasileira e estrangeira, de 2005 a 2010. Revisão integrativa, na qual foram utilizados os descritores: acidente por quedas e idoso, nas bases de dados da Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, sendo selecionados 32 artigos para análise de conteúdo. Os resultados são apresentados conforme os fatores de riscos indicados na North American Nursing Diagnosis Association, sendo eles: fatores de riscos ambientais, como, recinto com móveis e objetos/tapetes espalhados pelo chão, pouca iluminação, piso escorregadio; fatores de riscos cognitivos, tais como, estado mental rebaixado; fatores de riscos em adultos, como, idade acima de 65 anos; fatores de riscos fisiológicos, como, equilíbrio prejudicado, dificuldades visuais, incontinência, dificuldade na marcha, neoplasia; fatores de riscos para uso de alguns medicamentos. Através dos fatores de risco de quedas nos idosos surge a necessidade de desenvolvimento de novas estratégias modificadoras dos ambientes e componentes intrínsecos.; Se objetivó en este estudio analizar la producción científica sobre factores de riesgo para caídas...

Exercício físico no contexto da prevenção de quedas em idosos: uma revisão sistemática da literatura

Cunha, Maria Graça Lopes
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
Introdução: As quedas estão associadas à morbilidade e mortalidade em idosos. O objetivo desta revisão sistemática da literatura,foi identificar, descrever e analisar o efeito do exercício físico na redução do risco de quedas em idosos, na comunidade. Metodologia: Realizou-se uma cuidadosa pesquisa nas bases de dados Medline/Pubmed e B-on com os seguintes descritores: “acidental falls”,“aged”, “exercise“. Foram encontrados 97 artigos e, após leitura dos abstracts, e aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, restaram cinco, que fizeram parte da análise final. Todos os artigos incluídos avaliaram indivíduos a partir de 65 anos de idade, submetidos a programas de prevenção de quedas, incluindo exercício físico. Resultados:Os resultados sugerem que o exercício físico é uma estratégia efectiva de redução do risco de quedas. Entre os principais componentes de cada programa, houve predominância de exercícios de fortalecimento muscular, treino de equilíbrio estático e dinâmico e exercícios de coordenação e flexibilidade. Os estudos não apresentaram dados suficientemente esclarecedores em relação á frequência, duração e intensidade das sessões de exercício físico. Conclusão: O exercício físico pode ser determinante na prevenção de quedas em idosos na comunidade...

Accidental falls in the elderly and their relation with functional capacity

Fhon,Jack Roberto Silva; Fabrício-Wehbe,Suzele Cristina Coelho; Vendruscolo,Thais Ramos Pereira; Stackfleth,Renata; Marques,Sueli; Rodrigues,Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 EN
Relevância na Pesquisa
56.65%
AIM: This study aimed to determinate the prevalence of falls in the elderly and its relationship with the functional capacity. METHOD: This is an epidemiological and cross-sectional study; a two-stage cluster sample of 240 male and female subjects aged over 60 years was used. Data were collected from November 2010 to February 2011. The following questionnaires were used: socio-demographic profile, assessment of falls, Functional Independence Measure, Lawton and Brody Scale. Significance was set at 0.05. To identify the occurrence of falls and their relation with functional capacity, the prevalence ratio and prevalence odds ratios were used, as well as multiple logistic regression. RESULTS: Average age was 73.5 years (±8.4); 25% 80 years or more, with preponderance of female gender; 48.8% attended school between 1-4 years. The average was 1.33 falls (±0.472), with prevalence in women and elderly between 60 and 79 years old; the most frequently sites were the backyard and bathroom. Strong correlation between the level of functional independence and instrumental activities and age was found, but no relation between elderly victims of falls and the gender and age variables. CONCLUSION: Women who suffered falls related to functional independence were predominant...

Prospective monitoring and self-report of previous falls among older women at high risk of falls and fractures: a study of comparison and agreement

Garcia,Patrícia A.; Dias,João M. D.; Silva,Silvia L. A.; Dias,Rosângela C.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 EN
Relevância na Pesquisa
46.52%
Background: The identification of the occurrence of falls is an important step for screening and for rehabilitation processes for the elderly. The methods of monitoring these events are susceptible to recording biases, and the choice of the most accurate method remains challenging. Objectives: (i) To investigate the agreement between retrospective self-reporting and prospective monitoring of methods of recording falls, and (ii) to compare the retrospective self-reporting of falls and the prospective monitoring of falls and recurrent falls over a 12-month period among older women at high risk of falls and fractures. Method: A total of 118 community-dwelling older women with low bone density were recruited. The incidence of falls was monitored prospectively in 116 older women (2 losses) via monthly phone calls over the course of a year. At the end of this monitoring period, the older women were asked about their recall of falls in the same 12-month period. The agreement between the two methods was analyzed, and the sensitivity and specificity of self-reported previous falls in relation to the prospective monitoring were calculated. Results: There was moderate agreement between the prospective monitoring and the retrospective self-reporting of falls in classifying fallers (Kappa=0.595) and recurrent fallers (Kappa=0.589). The limits of agreement were 0.35±1.66 falls. The self-reporting of prior falls had a 67.2% sensitivity and a 94.2% specificity in classifying fallers among older women and a 50% sensitivity and a 98.9% specificity in classifying recurrent fallers. Conclusion: Self-reporting of falls over a 12-month period underestimated 32.8% of falls and 50% of recurrent falls. The findings recommend caution if one is considering replacing monthly monitoring with annual retrospective questioning.

Can volunteer companions prevent falls among inpatients? A feasibility study using a pre-post comparative design

Giles, L.; Bolch, D.; Rouvray, R.; McErlean, B.; Whitehead, C.; Phillips, P.; Crotty, M.
Fonte: BioMed Central Ltd. Publicador: BioMed Central Ltd.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 EN
Relevância na Pesquisa
46.5%
Background: Falls in hospital are frequent and their consequences place an increased burden on health services. We evaluated a falls prevention strategy consisting of the introduction of volunteers to 'sit' with patients identified as being at high risk of falling. Methods: Two four bed 'safety bays' located on medical wards in two hospitals within southern Adelaide were used. Ward fall rates (expressed as falls per 1000 occupied bed days) were compared in the baseline period (February-May 2002) with the implementation period (February – May 2003) using incident rate ratios and 95% confidence intervals. The number of hours of volunteered time was also collected. Results: No patient falls occurred on either site when volunteers were present. However, there was no significant impact on overall ward fall rates. In the baseline period, there were 70 falls in 4828 OBDs (14.5 falls per 1000 OBDs). During the implementation period, there were 82 falls in 5300 OBDs (15.5 falls per 1000 OBD). The IRR for falls in the implementation versus baseline period was 1.07 (95%CI 0.77 – 1.49; P = 0.346). Volunteers carried out care activities (e.g. cutting up food), provided company, and on occasions advocated on behalf of the patients. Volunteers donated 2345 hours...

Caracterização de quedas em idosos residentes na comunidade na estrategia saude da familia; Falls characterization in community-dwelling elderly persons in Family Health Strategy

Yuji Magalhães Ikuta
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
O envelhecimento populacional é um fenômeno de amplitude mundial. A ONU considera o período de 1975 a 2025 como a ?era do envelhecimento?. As quedas constituem grave problema de saúde pública com conseqüências para a saúde do idoso, como hospitalização e morte. Assim, torna-se imprescindível o cuidado à pessoa idosa na atenção básica que é a porta do sistema de saúde. Este estudo teve como objetivos determinar a prevalência de quedas e caracterizar os fatores de risco domiciliares e o perfil sócio-demográfico dos idosos. Foi realizado um estudo transversal analítico com uma amostra de 2.080 idosos com idade igual ou superior a 60 anos, adscritos às Unidades de Saúde da Família do município de Amparo, São Paulo. Foram excluídos os idosos acamados e com déficit cognitivo. A coleta de dados foi efetuada mediante a aplicação de questionário, durante a visita domiciliar, com variáveis sócio-demográficas, história de quedas e fatores de risco domiciliares. Os dados foram distribuídos, analisados e comparados com os testes Qui-quadrado, Mann-Whitney e Odds ratio. Adotou-se como nível de significância p<0,05 com IC de 95%. Dos idosos incluídos, 26,88% referiram quedas, sendo que 60,46% relataram uma queda e 39...

Accidental Falls Among Geriatric Patients: Can More Be Prevented?

Johnson, Edwin T.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /08/1985 EN
Relevância na Pesquisa
46.65%
The potential for accidental falls among geriatric patients is of mounting concern. Two hundred forty-one accidental falls over a 12-month period at the VA Medical Center were analyzed retrospectively and the literature reviewed in order to highlight factors that have bearing on the incidence and severity of falls. If a patient's potential for falling could be identified through a grading system based on these premonitory features, preventive measures might be more clearly focused where needed to reduce this frequent hazard in our hospital population.

Risk of falls in the elderly: an integrative review based on the north american nursing diagnosis association; Riesgo de caídas en ancianos: revisión integrativa por el diagnóstico de la north american nursing diagnosis association; Risco de quedas em idosos: revisão integrativa pelo diagnóstico da North American Nursing Diagnosis Association

Santos, Silvana Sidney Costa; Silva, Marília Egues da; Pinho, Leandro Barbosa de; Gautério, Daiane Porto; Pelzer, Marlene Teda; Silveira, Rosemary Silva da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2012 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
56.59%
The objective of this study was to analyze the scientific production regarding risk factors for falls in the elderly, based on the North American Nursing Diagnosis Association found in the Brazilian and international literature from 2005 to 2010. This integrative review was performed using the descriptors: accidental falls and elderly, utilizing the following databases: Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature and Latin-American and Caribbean Health Sciences Literature. Thirty-two articles were selected for content analysis. The results are presented according to the risk factors indicated by the North American Nursing Diagnosis Association, which are: environmental risk factors, such as rooms with excessive furniture and objects/rugs on the floor, poor illumination, and slippery floors; cognitive risk factors such as reduced mental state; risk factors in adults such as age above 65 years; physiological risk factors such as impaired balance, visual difficulties, incontinence, difficulty in walking, and neoplasms; and risk factors associated with the use of certain medications. An examination of the risk factors for falls in the elderly shows the need to develop new strategies to change environments and intrinsic components.; Se objetivó en este estudio analizar la producción científica sobre factores de riesgo para caídas...

Prevalencia de caídas en ancianos asilados del município de Rio Grande, Brasil; Prevalence of falls in institutionalized elderly in Rio Grande, Southern Brazil

Gonçalves, Lílian Gatto; Vieira, Simone Theodosio; Siqueira, Fernando Vinholes; Hallal, Pedro Curi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.68%
OBJETIVO: O aumento da expectativa de vida nos países em desenvolvimento tem provocado preocupação com a qualidade de vida e o bem-estar dos idosos, principalmente a ocorrência de quedas. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi descrever a prevalência de quedas em idosos que vivem em asilos e fatores associados. MÉTODOS: Estudo de delineamento transversal na cidade de Rio Grande (RS), em 2007. Participaram 180 indivíduos idosos (65 anos ou mais) residentes em asilos para acolhimento. Em entrevista, os idosos responderam a questões de instrumento pré-testado sobre a ocorrência de quedas. Além de análise bivariada (Wald), foi realizada análise por regressão de Poisson com cálculo de razões de prevalência e intervalos de confiança de 95%, ajustada para as variáveis de confusão. RESULTADOS: A prevalência de quedas entre os idosos asilados estudados foi de 38,3%. As quedas foram mais comuns no ambiente do asilo (62,3%), sendo o quarto o ambiente onde ocorreu o maior número de quedas (23%). Na análise ajustada, as quedas se mantiveram associadas com cor da pele branca, com os idosos separados e divorciados, com depressão, e maior quantidade referida de medicamentos para uso contínuo. CONCLUSÕES: O estudo mostra que a prevalência de quedas entre idosos asilados é alta. Embora alguns dos possíveis fatores associados sejam passíveis de prevenção...

Causas e conseqüências de quedas de idosos atendidos em hospital público; Falls among older adults seen at a São Paulo State public hospital: causes and consequences

Fabrício, Suzele Cristina Coelho; Rodrigues, Rosalina A Partezani; Costa Junior, Moacyr Lobo da
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2004 POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
OBJETIVO: Investigar a história da queda relatada por idosos, identificando fatores possivelmente relacionados, assim como local de ocorrência, causas e conseqüências. MÉTODOS: A amostra da investigação constou de 50 idosos, de ambos os sexos, com idade de 60 anos ou mais, residentes em Ribeirão Preto, SP, que haviam sido atendidos em duas unidades de um hospital público. Foram consultados prontuários e realizadas visitas domiciliares para aplicação de um questionário estruturado com perguntas abertas, fechadas e mistas relativas à queda. RESULTADOS: Os dados obtidos mostraram uma realidade que não difere substancialmente daquela encontrada em outros países. A maioria das quedas ocorreu entre idosos do sexo feminino (66%), com idade média de 76 anos, no próprio lar do idoso (66%). As causas foram principalmente relacionadas ao ambiente físico (54%), acarretando sérias conseqüências aos idosos, sendo as fraturas as mais freqüentes (64%). A queda teve grande impacto na vida do idoso no que se refere às atividades da vida diária. Provocou maior dependência para a realização de atividades como: deitar/levantar-se, caminhar em superfície plana, cortar unhas dos pés, tomar banho, caminhar fora de casa, cuidar das finanças...

Características e fatores associados às quedas atendidas em serviços de emergência; Características y factores asociados con caídas atendidas en servicios de emergencia; The characteristics and factors of emergency service visits for falls

Malta, Deborah Carvalho; Silva, Marta Maria Alves da; Mascarenhas, Márcio Dênis Medeiros; Sá, Naíza Nayla Bandeira de; Morais Neto, Otaliba Libânio de; Bernal, Regina Tomie Ivata; Monteiro, Rosane Aparecida; Andrade, Silvânia Suely Caribé de Araúj
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2012 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.5%
OBJETIVO: Analisar as características dos atendimentos decorrentes de quedas em serviços de urgência e emergência e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 12.617 atendimentos decorrentes de quedas registrados no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, coletados em 23 capitais e Distrito Federal, de setembro a novembro de 2009, por meio de uma amostra por conglomerado. Foi utilizada a técnica de análise de correspondência, por permitir a observação conjunta de um grande número de variáveis qualitativas. RESULTADOS: A maior parte das vítimas foi do sexo masculino (56,5%), faixa etária de 0 a 19 anos (45,7%) e declarados não brancos (62,2%). A maioria das quedas ocorreu na residência (54,6%) e via pública (17,4%); 14,3% foram relacionadas ao trabalho. Os tipos predominantes foram "queda no mesmo nível" (57,0%) e "queda de escada/degrau" (15,6%). A maioria das lesões foi classificada como entorse, luxação, contusão, corte e laceração (68,3%). Quedas dentre as crianças associaram-se à ocorrência na residência; com os adolescentes na escola; e jovens na prática esportiva. Quedas em adultos estiveram associadas ao local de trabalho, queda de andaimes, telhados, escada/degrau e buracos e uso de álcool. As quedas no mesmo nível resultaram em lesões de menor gravidade...

Accidental falls in the elderly and their relation with functional capacity; Quedas em idosos e sua relação com a capacidade funcional; Caídas en mayores y su relación con la capacidad funcional

Fhon, Jack Roberto Silva; Fabrício-Wehbe, Suzele Cristina Coelho; Vendruscolo, Thais Ramos Pereira; Stackfleth, Renata; Marques, Sueli; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2012 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
56.65%
OBJETIVO: determinar a prevalência de quedas em idosos e sua relação com a capacidade funcional. MÉTODO: trata-se de estudo epidemiológico transversal de base populacional, com uma amostra por conglomerado de duplo estágio de 240 sujeitos, com idade acima de 60 anos, de ambos os sexos, residentes em Ribeirão Preto, SP. Os dados foram coletados entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011 e utilizaram-se os questionários: perfil social, avaliação de quedas, Medida de Independência Funcional e Escala de Lawton e Brody. Foi adotado o nível de significância de 0,05. Para a identificação da ocorrência das quedas e sua relação com a capacidade funcional, foram utilizadas razão de prevalência e de chances de prevalência e regressão logística múltipla. RESULTADOS: a média de idade foi de 73,5 anos (±8,4), 25% com 80 anos ou mais, predomínio do sexo feminino; 48,8% estudaram de 1 a 4 anos. Média de 1,33 quedas (±0,472); com maior prevalência em mulheres e idosos mais jovens; o local mais frequente foi o quintal e o banheiro. Houve forte correlação entre o nível de independência funcional e as atividades instrumentais com a idade, e não houve relação entre os idosos que sofreram queda e as variáveis sexo e idade. CONCLUSÃO: houve predomínio de mulheres que sofreram quedas relacionadas à independência funcional...

Level of physical activity and accidental falls in elderly: a systematic review; Nível de atividade física e quedas acidentais em idosos: uma revisão sistemática

Valim-Rogatto, Priscila Carneiro; Universidade Federal de Lavras. Lavras, MG. Brasil; Rogatto, Gustavo Puggina; Universidade Federal de Lavras. Lavras, MG. Brasil; Corrêa, Áurea Christina de Paula; Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, MG. Brasi
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares","Artigo Solicitado"; ; "Avaliado por Pares", "Artigo Solicitado"; Bibliográfico Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 08/04/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.72%
http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2009v11n2p235 The aim of this study was to analyze studies evaluating the association between the level of physical activity and the occurrence of accidental falls in the elderly. A systematic literature review of the LILACS and MEDLINE databases was conducted. As inclusion criteria, complete scientific articles investigating subjects older than 60 years, published in Portuguese, English or Spanish, were selected. Twenty-nine articles were retrieved, five from LILACS (1982 to 2007), two from MEDLINE (1966 to 1996), and 22 from MEDLINE (from 1997 to 2007). Ten (35%) articles were selected based on the inclusion criteria and 19 (65%) were excluded. A cross-sectional design was the most frequent type of study (60%). The studies identified suggest an association between the level of physical activity and factors related to the occurrence of falls such as functional disability, quality of life and independence to perform daily activities. Falls were found to restrict physical activity in some studies. In view of the heterogeneity of the studies in terms of methods and assessments, it was not possible to determine whether a better level of physical activity is able to decrease the incidence of falls in the elderly.; http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2009v11n2p235 O objetivo do presente estudo foi analisar pesquisas que avaliaram a relação entre o nível de atividade física e a ocorrência de quedas em idosos. O método adotado foi uma revisão sistemática da literatura realizada nas bases de dados LILACS e MEDLINE. Como critérios de inclusão...

Medication as a risk factor for falls in older women in Brazil

Rozenfeld,Suely; Camacho,Luiz Antonio Bastos; Veras,Renato Peixoto
Fonte: Organización Panamericana de la Salud Publicador: Organización Panamericana de la Salud
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 EN
Relevância na Pesquisa
46.51%
OBJECTIVE: To assess the prevalence of falls and their association with the use of medications among elderly women in the city of Rio de Janeiro, Brazil. Falls among the elderly are likely to gain additional public health importance in Brazil and many other developing countries given the rapid growth of the elderly populations in those nations. METHODS: A cross-sectional study was carried out with women who were participating in the educational, cultural, and medical care activities of the Open University of the Third Age (OUTA), a group that works to promote the welfare of elderly people in the city of Rio de Janeiro. The women in the study were all 60 years old or older, were able to walk, had no cognitive impairment, and were living in the community (rather than living in a facility exclusively for older persons). A questionnaire was used that asked about falls within the 12 months prior to the interview, medications used in the previous 15 days, current and past health problems, and demographic characteristics. Women who were interviewed face-to-face also had their blood pressure checked. Two outcome variables were defined: (1) "fallers," who had suffered one or more falls (contrasted with "nonfallers") and (2) "recurrent fallers...