Página 1 dos resultados de 344 itens digitais encontrados em 0.030 segundos

Análise acústica da voz de indivíduos na terceira idade ; Acoustic analysis the voice the elderly speakers

Santos, Ivani Rosa dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
76.17%
O envelhecimento vocal é chamado de presbifonia e consiste na deterioração da voz pela idade. É resultante de um processo de modificações anatômicas e fisiológicas ocorridas na laringe e que interferem na qualidade de voz. Este estudo teve como objetivo analisar acusticamente vozes de indivíduos na terceira idade, investigando as diferenças nos parâmetros acústicos da voz entre jovens adultos e a população geriátrica. Os parâmetros acústicos vocais consistem a forma de caracterizar o sinal da voz. Realizou-se uma entrevista inicial com os participantes, posteriormente foram feitas a aquisição e análise acústica das vozes, com o intuito de obter os parâmetros quantitativos específicos. Os participantes foram divididos em dois grupos experimentais: 180 indivíduos da terceira idade e 52 jovens-adultos, de ambos os gêneros. O programa de análise acústica utilizado foi “Análise de Voz” que possui instrumentos que avaliam vários parâmetros acústicos: um osciloscópio; medidor de intensidade vocal; analisador de espectro; jitter; shimmer; nivelamento espectral de resíduos (SFR), nivelamento de filtro inverso (SFF); amplitude de pitch (PA); coeficiente de excesso (EX) e freqüência fundamental (F0). Os participantes apresentavam bom estado de saúde geral...

"Avaliação da voz e inteligibilidade da fala de surdos antes e depois da terapia fonoaudiológica com recurso computadorizado" ; Evaluation of voice and speech intelligibility of deaf individuals before and after speech therapy utilizing computerized resources.

Lopes, Daniele Cristina Jeronymo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
86.19%
INTRODUÇÃO: A audição é fundamental para aquisição e desenvolvimento da fala. Atualmente, mesmo com o avanço no atendimento ao surdo utilizando a língua de sinais, muitos procuram pelo trabalho oral. OBJETIVO: Avaliar as mudanças na voz e na fala de surdos após a aplicação de um procedimento terapêutico que utiliza como apoio o feedback visual. MÉTODOS: participaram deste estudo 18 indivíduos surdos, com idades entre 12 e 17 anos que realizaram 16 sessões de terapia fonoaudiológica com apoio visual. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Encontraram-se valores de freqüência fundamental e tempos de fonação próximos ao esperado para sujeitos com audição normal e melhora da inteligibilidade da fala e do controle do pitch. Esses achados mostraram que o trabalho com surdos deve abranger a parte vocal, pois esta proporciona melhora na voz e na fala.; Hearing is fundamental for the acquisition and development of speech. Nowadays, even with improved assistance to deaf people using sign language, many of them seek oral language. OBJECTIVE: Evaluate the changes in the voice and speech of deaf people after application of a therapy procedure with the support of visual feedback. METHODS: 18 deaf individuals, aged between 12 and 17, took part in this study consisting of 16 speech therapy sessions using visual support. RESULTS AND CONCLUSIONS: The values of fundamental frequency and phonation times were found to be close to expected values for individuals with normal hearing as well as improved speech intelligibility and pitch control. These findings showed that the work with deaf people should encompass the vocal element as it provides an improvement in voice and speech.

Avaliação de fala de pacientes submetidos à glossectomia após adaptação de prótese rebaixadora de palato; Speech evaluation after palatal augmentation in glossectomy patients

Silva, Viviane de Carvalho Teles da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
86.19%
O objetivo principal deste estudo foi avaliar a influência da adaptação da prótese rebaixadora de palato na inteligibilidade e na ressonância de fala, e nas características acústicas espectrográficas dos três primeiros formantes das vogais orais do português brasileiro de pacientes submetidos à glossectomia. Participaram 36 pacientes, 33 do sexo masculino e 3 do sexo feminino, com idades entre 30 e 80 anos (Média=53,91±10,53 anos), sendo 14 submetidos à glossectomia total, 12 à glossectomia total e mandibulectomia parcial, 6 à hemiglossectomia e, 4 à glossectomia subtotal. Amostras de fala (conversa espontânea e repetição de 18 sílabas) de pacientes com e sem prótese foram randomizadas e a ressonância e inteligibilidade de fala foram julgadas por 2 fonoaudiólogos. Também foi realizada a análise espectrográfica dos formantes das 7 vogais do português brasileiro com e sem prótese, extraindo-se as médias dos três primeiros formantes. Houve melhora significante na inteligibilidade de fala e de sílabas após adaptação da prótese rebaixadora de palato (p < 0,001). Não houve diferença estatística nos julgamentos da ressonância com e sem prótese. Existiu diferença significante na situação com e sem prótese para o primeiro formante nas vogais /a/...

A produção da fala nas diferentes modalidades de reabilitação oral; Speech production in different oral rehabilitation modalities

Rodrigues, Lidiane Cristina Barraviera
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
86.49%
Estudou-se a fala de idosos submetidos a diferentes modalidades de reabilitação oral para verificar se o tipo de modalidade interferiu na produção da fala. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, 36 idosos (média=68 anos) foram avaliados, formando-se 3 grupos: 13 com dentes naturais no mínimo até o 2º pré-molar (A) e outros dois grupos de desdentados reabilitados, sendo um com 13 usuários de prótese total mucosossuportada superior e inferior (B) e outro com 10 usuários de prótese total mucosossuportada superior e implantossuportada inferior (C). Excluíram-se casos com histórico de doenças neurológica, oncológica da região da cabeça e pescoço e psiquiátrica; realização de cirurgia laríngea; etilismo; usuários de medicamentos que causasse xerostomia; malformação craniofacial, má oclusão e disfunção velofaríngea; dificuldade auditiva ou usuário de Aparelho de Amplificação Sonora Individual e alteração cognitiva. A estabilidade das próteses foi avaliada por um cirurgião-dentista e amostras de fala foram registradas e analisadas por 5 fonoaudiólogos, orientados a: identificar articulação exagerada ou fechada, redução dos movimentos labiais e falta de controle salivar na fala espontânea; determinar a freqüência de alteração dos fones na análise da repetição de vocábulos e frases para o cálculo da Porcentagem de Consoantes Corretas (PCC); e a detectar troca de ponto articulatório...

Análise acústica não linear dos padrões visuais de dinâmica vocal (PVDV) de homens adultos; Nonlinear acoustic analysis of the vocal dynamic visual patterns (PVDV) in adults male

Galdino, Debora Godoy
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.16%
O objetivo deste trabalho foi descrever a dinâmica não linear das vozes de homens adultos sem queixas vocais por meio dos padrões visuais de dinâmica vocal (PVDV). Participaram 77 homens falantes nativos do português brasileiro com idades entre 20 a 40 anos (média 30 anos ± 5,54 anos). Para análise não linear foi adotado o método de reconstrução do espaço de fase e gerado um gráfico bidimensional a partir de uma rotina desenvolvida no MatLab® 10.0. Este gráfico foi analisado qualitativamente pela técnica dos PVDV que considera três aspectos da configuração: número de laços das órbitas, regularidade e espaçamento dos traçados. Cada aspecto foi classificado em uma escala de 4 a 0, da melhor para a pior configuração. Todos os indivíduos apresentaram qualidade de voz adaptada na variabilidade normal de acordo com os resultados da avaliação perceptivo-auditiva pelo protocolo CAPE-V e da análise acústica pelo programa MDVP-Kay Pentax. A avaliação do protocolo CAPE-V apresentou média de 18,07 mm (± 4,14 mm), no grau geral da vogal /a/. Na avaliação acústica as médias foram de 125,44 Hz (± 20,78 Hz) para F0; 0,85% (± 0,64%) para jitter; 3,23% (± 1,75%) para shimmer e 0,13 (± 0,02) para NHR. Os resultados da dinâmica não linear por meio dos PVDV se mostrou com número de laços em grau 4 (85...

Impacto do uso do SpeechEasy nos parâmetros acústicos e motores da fala de indivíduos com gagueira; The effect of SpeechEasy on acoustic and motor speech parameters of adults who stutter

Ritto, Ana Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.36%
INTRODUÇÃO: Visando compreender quais são os possíveis efeitos do uso de dispositivos de alteração de feedback auditivo (AFA) sobre a fala, principalmente no que diz respeito às habilidades neuromotoras e à naturalidade de fala, o objetivo deste estudo foi verificar, por meio da análise acústica, as possíveis variações nas habilidades motoras da fala em adultos com gagueira e fluentes com o uso do SpeechEasy. MÉTODOS: Os participantes deste estudo foram 20 adultos, 10 com gagueira (9 do sexo masculino e 1 do sexo feminino - idade média de 30,9 anos) e 10 controles fluentes (9 do sexo masculino e 1 do sexo feminino - idade média de 25,2 anos). O estudo comparou o desempenho dos participantes em quatro tarefas: fala espontânea, diadococinesia alternada, diadococinesia sequencial e emissão de frase alvo, em duas situações distintas: uma sem o dispositivo e uma com o dispositivo. Os aspectos analisados acusticamente foram: (1) para as tarefas de diadococinesia: duração das sílabas, período médio entre as sílabas, pico de intensidade e taxa de diadococinesia, (2) para a tarefa de emissão da frase alvo: tempo de reação, duração do VOT, duração total da emissão, frequência fundamental e intensidade, em cada uma das condições de teste. RESULTADOS: Com relação à comparação entre grupos...

Análise acústica não linear da voz pós laringectomia parcial; Nonlinear acoustic voice analysis after partial laryngectomy

Sanchez, Renata Furia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.2%
Disfonia é a principal sequela cirúrgica do paciente submetido à laringectomia parcial vertical (LPV) com presença de ruído glótico intenso o que dificulta a análise acústica convencional. Por esse motivo a análise não linear (ANL), teoria dinâmica de sistemas não lineares aplicada a séries temporais não lineares, tem sido recentemente adotada como uma nova abordagem para avaliação acústica vocal. Objetivo: aplicar a ANL por meio da escala L-IE na análise acústica da voz de pacientes submetidos à LPV. Método: foram analisadas 31 vozes de pacientes submetidos à LPV, denominado de grupo de pacientes (GP) e 31 vozes de indivíduos sem alteração vocal ou laríngea, denominado grupo controle (GC). Os gráficos bidimensionais gerados a partir dos sinais de voz foram avaliados com base na técnica dos padrões visuais da dinâmica vocal (PVDV), por meio da escala de classificação L-IE para os três parâmetros: número de laços (L), irregularidade (I) e espaçamento (E). Para a correlação dos dados da ANL com a avaliação perceptivo-auditiva da voz, as vozes do GP foram avaliadas por meio da escala GRBAS. Resultados: houve correlação significativa (p<0,05) entre os três parâmetros da escala L-IE para a análise total da amostra GP e GC. Os resultados da escala L-IE para a maioria do pacientes do GP se caracterizaram por: número de laços zero; irregularidade e espaçamento dos traçados...

Análise fonético-acústica da expressividade de emoções em depoimentos reais; Acoustic-phonetic analysis of the expression of emotions in real life speech

Wellington da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.26%
Esta dissertação apresenta um estudo intercultural da percepção de emoções expressas pela fala em situações comunicativas reais conduzido com ouvintes brasileiros e suecos. A literatura sobre o tema mostra que sujeitos ouvintes são capazes de reconhecer emoções expressas na fala em experimentos de percepção com um percentual de sucesso muito superior ao que seria obtido ao acaso, mesmo quando avaliando estímulos em uma língua estrangeira e de uma cultura diferente. Os principais objetivos do estudo apresentado foram investigar quais parâmetros fonético-acústicos dentre os extraídos são afetados pelo estado emocional dos falantes, em quais deles os sujeitos ouvintes se guiam para julgar o grau de expressão dessas emoções nos experimentos de percepção, investigar se os sujeitos realizam melhor essa tarefa para dimensões emocionais do que para emoções discretas, se a cultura e a língua materna dos sujeitos influenciam na percepção das emoções e se os sujeitos brasileiros e suecos se guiam pelos mesmos parâmetros acústicos para fazer esse julgamento. Os corpora utilizados consistem de enunciados de mulheres falantes do português brasileiro e do sueco extraídos de um documentário e de programas de televisão e de rádio. Os enunciados passaram por uma análise acústica...

A influência dos sistemas de reforço sonoro na qualidade acústica de igrejas católicas; Influence of sound reinforcement systems on the acoustical quality of catholic churches

Iara Batista da Cunha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.45%
Nas práticas litúrgicas da Igreja Católica, fala e música compõem as principais atividades, portanto, a qualidade acústica nas igrejas é essencial. Atualmente, do ponto de vista acústico, a compreensão da palavra é a necessidade mais relevante dos ritos católicos. Os sistemas de reforço sonoro (SRS) são utilizados como auxílio na resolução de alguns problemas recorrentes nestes espaços que atingem a qualidade da compreensão da fala, como a dificuldade do alcance da voz humana a grandes distâncias ou a interferência de ruídos urbanos no ambiente interno. Esta pesquisa se propõe a investigar o uso destes sistemas e sua influência na resposta acústica das igrejas, com ênfase na inteligibilidade da palavra. Para isso, três igrejas católicas de diferentes volumes situadas na cidade de Campinas, SP foram avaliadas segundo os parâmetros acústicos Tempo de Reverberação (TR), Tempo de Decaimento Inicial (EDT) e Definição (D50), em bandas de oitava entre 125Hz e 4kHz, além do Índice de Transmissão da Fala (STI) e da Perda de Articulação de Consoantes (ALcons). As medições foram feitas pelo método de resposta impulsiva, em duas situações: com o sinal ligado no SRS e com o sinal ligado na fonte padrão omnidirecional. Desta forma...

Traços acústicos e perceptivos de sons não verbais e da fala

Silva, Susana Maria Capitão da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.11%
Foram analisados parâmetros acústicos extraídos da forma de onda, espectrograma e espectro de estímulos de sons não verbais. Realizou-se uma experiência de percepção em que 8 falantes do Português Europeu produziram onomatopeias para descrever os sons não verbais, analisando-se as características acústicas dos fones utilizados e dos respectivos sons não verbais. Foram também efectuadas duas experiências de percepção em que os sujeitos procuraram identificar os sons não verbais manipulados com filtros passa-banda e com ruído em diferentes gamas de frequências. Os resultados obtidos indicam que as características acústicas dos sons não verbais estão relacionadas com o material que os produz e com o tipo de interacção entre os materiais. Foram também observadas correlações entre as características acústicas dos sons não verbais e as dos sons da fala utilizados para os descrever.; In this study the features of environmental sounds were analysed using parameters extracted from the acoustic signal waveforms, spectrograms and spectra. We also ran a perceptual experiment involving 8 European Portuguese speakers that produced onomatopoeias to describe the environmental sounds. Speech sounds used in onomatopoeias and the environmental sounds were then analysed. Two perception experiments were also developed...

Ataxia espinocerebelar: análise perceptivo-auditiva e acústica da fala em três casos

Barreto,Simone dos Santos; Nagaoka,Joana Mantovani; Martins,Fernanda Chapchap; Ortiz,Karin Zazo
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.4%
TEMA: a disartria é freqüentemente descrita como característica marcante dentre as diversas manifestações clínicas das ataxias espinocerebelares (AEC). OBJETIVO: caracterizar as alterações perceptivo-auditivas e acústicas da fala de três pacientes com ataxia espinocerebelar e verificar a presença de manifestações comuns entre os casos. MÉTODO: amostras de fala de dois homens com AEC-3 e de um com AEC-2 foram coletadas e analisadas acústica e perceptivamente. RESULTADOS: foi identificada voz tensa e soprosa, instabilidade vocal, aumento da proporção ruído-harmônico, redução da diadococinesia oral de sílabas alternadas e redução da velocidade da fala nos três indivíduos, além de desvios ressonantais e da relação s/z. CONCLUSÃO: manifestações fonatórias e dos padrões temporais da fala parecem ser características de pacientes disártricos com ataxia espinocerebelar.

Contrastes e contrastes encobertos na produção da fala de crianças

Berti,Larissa Cristina
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.44%
TEMA: análise acústica da fala. OBJETIVO: analisar acusticamente as "substituições" envolvendo o contraste entre /t/ e /k/ na fala de crianças em aquisição típica e desviante do contraste acima referido, a fim de identificar e quantificar a existência de contrastes encobertos. MÉTODO: foi elaborado um experimento de produção de fala que envolveu a repetição de palavras, que combinavam /t/ e /k/ com /a/ e /u/ na posição acentuada, por 9 crianças divididas em três grupos: crianças em processo de aquisição do contraste investigado (G1); crianças com transtorno fonológico (G2) e crianças com produções típicas (G3). Com o uso do software Praat, as produções foram editadas e analisadas de acordo com os seguintes parâmetros acústicos: características espectrais do burst; transição CV e características temporais. Os testes estatísticos utilizados foram ANOVA de Friedman e Manova. A significância estatística adotada foi menor que 0,05. RESULTADOS: tanto nas produções das crianças do G2 quanto nas produções das crianças do G1, detectamos, em grande medida (80% e 57,4%, respectivamente), a presença de contrastes encobertos nos erros de substituição das oclusivas investigadas. Adicionalmente, a análise acústica revelou diferenças em como as crianças utilizam as pistas fonético-acústicas para marcarem a distinção entre /t/ e /k/. CONCLUSÃO: muitas das substituições presentes da produção de fala de crianças em processo de aquisição típico e desviante tratam-se na verdade de contrastes fônicos encobertos. Além disso...

Análise acústica da voz de mulheres idosas

Cerceau,Janaína da Silva Berto; Alves,Cláudia Fernanda Tolentino; Gama,Ana Cristina Côrtes
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.03%
OBJETIVO: avaliar medidas acústicas da voz de idosas. MÉTODOS: participaram 96 idosas, com idades entre 60 e 103 anos, divididas em três grupos conforme a faixa etária. RESULTADOS: valores da frequência fundamental foram: 193,81 Hz (Grupo 1), 195,71 (Grupo 2) e 187,60 Hz (Grupo 3). Extensão fonatória: 42,10 semitons (Grupo 1); 37,29 semitons (Grupo 2) e 38,75 semitons (Grupo 3). Os valores da frequência mínima e máxima foram, respectivamente, 103,62 Hz e 1099,1 Hz (Grupo 1); 102,28 Hz e 918,10 Hz (Grupo 2) e 88,73 Hz e 876,8 Hz (Grupo 3). Os valores do Tempo Máximo de Fonação da vogal /a/ foram 8,54 segundos (Grupo 1), 7,97 segundos (Grupo 2) e 7,52 segundos (Grupo 3). Para a vogal /i/ os valores foram de 8,82 segundos (Grupo 1), 8,44 segundos (Grupo 2) e 8,05 segundos (Grupo 3). Para a vogal /u/ os valores foram de 9,22 segundos (Grupo 1), 8,09 segundos (Grupo 2) e 7,95 segundos (Grupo 3). CONCLUSÃO: mulheres idosas apresentam uma frequência fundamental mais grave e tempos máximos de fonação das vogais diminuídos. A extensão fonatória máxima apresentou valores semelhantes aos de adultos jovens. Todas as medidas estudadas mostraram uma tendência de diminuição com o avanço da idade.

Apraxia da fala adquirida e desenvolvimental: semelhanças e diferenças

Souza,Thaís Nobre Uchôa; Payão,Luzia Miscow da Cruz
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76.19%
A apraxia da fala é um distúrbio de comunicação em que ocorre uma incapacidade na programação dos movimentos musculares, necessários para a produção e seqüência de fonemas. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a apraxia da fala adquirida e desenvolvimental, buscando semelhanças e diferenças em suas características gerais, métodos de avaliação e intervenção fonoaudiológica. Os resultados demonstraram: um número grande de trabalhos sobre as características gerais da apraxia; as atuais pesquisas genéticas com o intuito de descobrir o foco do problema, dentre as quais se destacam os estudos sobre o FOXP2, os estudos de translocação e os estudos neurodesenvolvimentais; a variabilidade dos sintomas na fala, tanto no adulto como na criança; a utilização de protocolos de análise clínica e da análise acústica no diagnóstico. As informações coletadas demonstram que, apesar de as crianças com apraxia da fala desenvolvimental apresentarem comprometimentos práxicos semelhantes aos apresentados em adultos com apraxia da fala adquirida, ambas possuem características próprias, que vão desde sua etiologia até o prognóstico, o que as torna entidades clínicas distintas. Assim...

Duração do onset vocálico da fala fluente de gagos

Arcuri,Cláudia Fassin; Osborn,Ellen; Schiefer,Ana Maria; Chiari,Brasília Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.31%
OBJETIVO: Comparar a duração da emissão da fala fluente de adultos com diferentes graus de gagueira em tarefa de repetição de frases. MÉTODOS: Seis adultos gagos, com grau de severidade variando de leve a severo, foram pareados com indivíduos sem nenhuma alteração de linguagem. O corpus foi composto pelas palavras "cavalo", "pipoca" e " tapete", inseridas em frases-veículo "Digo......baixinho". As frases foram emitidas pela pesquisadora e repetidas três vezes pelos indivíduos. A fala foi gravada diretamente em computador, tendo sido desconsideradas as emissões disfluentes. Posteriormente, foram realizadas as medidas de duração acústica das amostras, através do programa Praat 4.3. As frases foram divididas em segmentos delimitados por dois onsets vocálicos consecutivos. Os dados foram tabulados e analisados estatisticamente através do Teste-t e da ANOVA (Analysis of variance). RESULTADOS: Os gagos levaram mais tempo para emitir todas as unidades estudadas, com exceção da unidade [ib]. Na comparação entre os diferentes graus de severidade da gagueira, verificou-se que os gagos leves e moderados apresentam medidas de duração semelhantes e diferentes da dos gagos severos. CONCLUSÃO: Os parâmetros acústicos de duração delimitados pela medida dos onset vocálicos demonstraram que os gagos diferem dos não-gagos...

Características da fonetografia em mulheres com equilíbrio dentofacial

Santos,Cibele Carmello; Mituuti,Cláudia Tiemi; Berretin-Felix,Giédre; Teles,Lídia Cristina da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.04%
OBJETIVO: Caracterizar o perfil da extensão vocal de mulheres com equilíbrio dentofacial, por meio da fonetografia. MÉTODOS: Fizeram parte desse estudo 22 estudantes do gênero feminino, com idades entre 18 e 29 anos (x = 20±2 anos), falantes do Português Brasileiro, sem alteração ou treino vocal, que apresentaram tipo de face padrão I e harmonia dento-oclusal. Foi aplicado um formulário específico de auto-resposta e também foi realizada avaliação antropométrica da face, avaliação dento-oclusal, exame da fonetografia e análise acústica da frequência fundamental habitual da voz das participantes, realizados no período pós-menstrual. RESULTADOS: Os valores encontrados para os diferentes parâmetros analisados foram: frequência fundamental mínima: x= 167,32±22,27 Hz ou x= 40,09±2,37 st, frequência fundamental máxima: x= 908,45±210,93 Hz ou x= 69,09±4,13 st, extensão vocal: x= 29,00±3,85 st, intensidade mínima: x= 69,32±4,07 dB, intensidade máxima: x= 113,14±6,10 dB, extensão dinâmica máxima: x= 3,91±5,71 dB, área do fonetograma: x=709,50±182,92 dB.st ou x=31,93±8,23 cm², frequência fundamental habitual da vogal "a": x= 211,00±22,55 Hz. CONCLUSÃO: No presente estudo foram obtidas as intensidades mínimas e máximas para as distintas frequências alcançadas pelas participantes...

Impacto do uso do SpeechEasy® nos parâmetros acústicos e motores da fala de indivíduos com gagueira

Ritto,Ana Paula; Juste,Fabiola Staróbole; Andrade,Claudia Regina Furquim de
Fonte: Academia Brasileira de Audiologia Publicador: Academia Brasileira de Audiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.19%
Objetivo Investigar variações nas habilidades motoras da fala em adultos com e sem gagueira, utilizando o dispositivo de alteração do feedback auditivo SpeechEasy®. Métodos Participaram 20 adultos, dez com gagueira (nove do gênero masculino e um do feminino – média 30,9 anos) e dez controles fluentes (nove do gênero masculino e um do feminino – média 25,2 anos). O estudo comparou o desempenho dos participantes em quatro tarefas: fala espontânea, diadococinesia alternada, diadococinesia sequencial e emissão de frase alvo, com e sem o dispositivo. Os aspectos analisados acusticamente foram: (1) tarefas de diadococinesia: duração das sílabas, período médio entre as sílabas, pico de intensidade e taxa de diadococinesia; (2) tarefa de emissão da frase alvo: tempo de reação, duração do voice onset time, duração total da emissão, frequência fundamental e intensidade. Resultados Tanto na comparação intragrupos quanto intergrupos, apenas a tarefa de fala espontânea apresentou diferenças significativas. Nesta tarefa, o uso do SpeechEasy® resultou em melhora significativa da fluência de fala...

Características da fonetografia em mulheres com equilíbrio dentofacial; Characteristics of phonetography in women with dentofacial balance

SANTOS, Cibele Carmello; MITUUTI, Cláudia Tiemi; BERRETIN-FELIX, Giédre; TELES, Lídia Cristina da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.04%
OBJETIVO: Caracterizar o perfil da extensão vocal de mulheres com equilíbrio dentofacial, por meio da fonetografia. MÉTODOS: Fizeram parte desse estudo 22 estudantes do gênero feminino, com idades entre 18 e 29 anos (x = 20±2 anos), falantes do Português Brasileiro, sem alteração ou treino vocal, que apresentaram tipo de face padrão I e harmonia dento-oclusal. Foi aplicado um formulário específico de auto-resposta e também foi realizada avaliação antropométrica da face, avaliação dento-oclusal, exame da fonetografia e análise acústica da frequência fundamental habitual da voz das participantes, realizados no período pós-menstrual. RESULTADOS: Os valores encontrados para os diferentes parâmetros analisados foram: frequência fundamental mínima: x= 167,32±22,27 Hz ou x= 40,09±2,37 st, frequência fundamental máxima: x= 908,45±210,93 Hz ou x= 69,09±4,13 st, extensão vocal: x= 29,00±3,85 st, intensidade mínima: x= 69,32±4,07 dB, intensidade máxima: x= 113,14±6,10 dB, extensão dinâmica máxima: x= 3,91±5,71 dB, área do fonetograma: x=709,50±182,92 dB.st ou x=31,93±8,23 cm², frequência fundamental habitual da vogal "a": x= 211,00±22,55 Hz. CONCLUSÃO: No presente estudo foram obtidas as intensidades mínimas e máximas para as distintas frequências alcançadas pelas participantes...

Descrição comparativa de aspectos fonetico-acusticos selecionados da fala e do canto em portugues brasileiro

Beatriz Raposo de Medeiros
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2002 PT
Relevância na Pesquisa
76.43%
Este trabalho, assim como diz o título da tese, é uma comparação de aspectos fonético-acústicos entre fala e canto. Os aspectos selecionados são: estrutura temporal, padrão formântico e co-produção entre consoantes e vogais. Para cada aspecto elaboramos um estudo, constituindo-se, assim, a tese, de três estudos. Inicialmente questionamos o mito da má dicção existente no meio musical de que os cantores e, sobretudo, as cantoras cantam sem proporcionar inteligibilidade ao texto cantado. Propomos verificar as semelhanças e diferenças existentes entre o que chamamos de duas modalidades de fala, a fala stricto sensu e a fala cantada, à luz da descoberta de Sundberg (1977), a fim, de levantar hipóteses do ponto de vista da produção sobre a inteligibilidade. A descoberta de Sundberg, que focou seu experimento em notas agudas produzidas por um soprano, é a de que, quanto mais elevada é a freqüência fundamental da nota musical, por exemplo 700 Hz, tanto mais a cantora abaixa a mandíbula, fazendo com que o primeiro formante da vogal cantada pareie com o primeiro harmônico da nota musical ou freqüência de fonação, como diz o autor sueco. Para a elaboração do experimento, levou-se em conta a canção erudita brasileira e uma característica sua própria...

Estrategias de produção de vogais e fricativas : analise acustica da fala de sujeitos portadores de doença de Parkinson; Strategies for the production of vowels and fricatives : acoustic analysis of speakers with Parkinson's disease

Maria Francisca de Paula Soares
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.35%
Este trabalho investiga as adaptações motoras da fala e, por consequência, as estratégias linguîsticas subjacentes, realizadas por sujeitos disártricos hipocinéticos, portadores de doença de Parkinson (doravante DP), no intuito de compensar alterações motoras impostas pela patologia. Para tal, realizamos a análise acústica as produções de vogais e de fricativas, de dois grupos (alvo e controle) falantes do português brasileiro (doravante PB). Participaram do grupo alvo seis sujeitos portadores de DP (três mulheres e três homens) e do grupo controle seis sujeitos sem patologia neurológica (três mulheres e três homens). O corpus foi composto por palavras que continham exemplares das sete vogais do PB (/i, e, E, a, O, o , u/) e de seis fricativas (/f, v, s, z, S, Z/), em posição intervocálica. Os dados foram coletados a partir da gravação em áudio de oito amostras de quatorze sentenças eliciadas por repetição contendo as palavras alvo. A análise acústica das vogais foi realizada pela extração de F1 e F2. Os dados foram avaliados através de medidas estáticas - configuração do espaço vocálico (Bark e z-score) e área do espaço vocálico - e dinâmicas - extensão de F1 e F2 em Bark, variabilidade e dispersão vocálica -. As fricativas foram analisadas por parâmetros acústicos relativos à realização do local de constrição - duração absoluta (ms) e normalizada (z-score) da fricativa...