Página 1 dos resultados de 12 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A intervenção precoce nos ajustamentos do tipo psicótico e a clínica gestáltica : ensaios preliminares

Carvalho, Lilian Cherulli de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.25%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008.; O paradigma da Intervenção Precoce nas Psicoses representa novidade no sistema de saúde brasileiro, referindo-se à gama de terapêuticas possíveis e atuadas o mais cedo possível, com vistas a impedir a cronificação e efeitos deletérios de um episódio do tipo psicótico. A literatura internacional aponta benefícios e importância de sua implementação. Caracteriza-se, a partir de experiências internacionais, a psicoterapia aplicada no paradigma. Já a revisão epistemológica da Gestalt-terapia – fundamentada filosoficamente pelo Humanismo, Existencialismo e Fenomenologia e, teoricamente, pela Psicologia da Gestalt, Teorias Holística, Organísmica e de Campo – a revela como arcabouço psicoterapêutico de grande complexidade e possibilidades de articulação. As posturas, os principais construtos e instrumentos psicoterapêuticos derivados de sua base epistêmica dão idéia de como a Gestalt-terapia se organiza enquanto concepção clínica formalizada. De posse desses referenciais apresenta-se s concepção da Gestalt-terapia sobre a psicopatologia, qual seja a de uma forma de ajustamento criativo enrijecido e cronificado no tempo. Ajustamentos do tipo neurótico e psicótico são diferenciados. O fato de se constituir como abordagem psicológica no contexto de movimento antipsiquiátrico dá à Gestalt posicionamento diferenciado ante o diagnóstico...

Therapeutic responsiveness as a moment-by-moment process of alliance : development of a conceptual-empirical model and an observational system

Sousa, Zita Castorina Ribeiro de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 27/06/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
26.25%
Tese de doutoramento em Psicologia (área de conhecimento de Psicologia Clínica); The therapeutic alliance has been referred regularly in literature as a common factor across psychotherapy approaches with consistent associations to psychotherapy outcomes. The current challenge claims for researchers to better understand the specific therapeutic actions and interactions between the client and the therapist that account for the development of alliance. I decided to focus on Therapeutic Responsiveness hypothesizing that it has a significant role in the development and quality of alliance. My main goal was to explore and understand therapeutic responsiveness, which was believed to be a recursive and reciprocal process between the client and the therapist. Because there was not known any reliable way of assessing therapeutic responsiveness, a second goal was to develop a method to observe and analyze it as a moment-by-moment interactive process. The research project consisted of two studies that examined therapeutic responsiveness based on the observation and analysis of videotaped psychotherapy sessions. Study 1 was a discovery-oriented phase of Task Analysis, which applied conceptual and empirical analyses to intensively study therapeutic responsiveness. Fifteen psychotherapy episodes were used to define a marker whose response points to therapeutic responsiveness...

A integração da família no processo terapêutico do pré- adolescente / adolescente com anorexia nervosa.

Luís, Ana Sofia Frade Cardoso
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde. Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.25%
Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria; A anorexia nervosa (AN) em crianças e adolescentes é uma patologia psiquiátrica importante, dadas as limitações físicas e psíquicas que podem comprometer a sua vida. A importância do afastamento ou presença da família junto destes utentes é controversa e alvo de estudo. Este relatório de projeto foi elaborado no âmbito do segundo Mestrado em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria, da Escola Superior de Saúde – Instituto Politécnico de Setúbal e os seus objetivos consistiram em relatar um Projeto de Intervenção em Serviço (PIS), elaborado com base na Metodologia de Projeto, assim como proceder à análise crítica das competências do Mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria. O PIS teve por base o estágio realizado numa unidade de internamento de Psiquiatria da Infância e Adolescência do nosso país e comtemplou as fases de diagnóstico e de planeamento da metodologia de projeto. Da questão de partida “Como é que num serviço de internamento de Psiquiatria da Infância e Adolescência, a família dos pré-adolescentes / adolescentes internados com AN é integrada no processo terapêutico?”...

Abandono de tratamento na psicoterapia psicanalítica: em busca de definição

Gastaud,Marina Bento; Nunes,Maria Lúcia Tiellet
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.54%
OBJETIVOS: Este artigo tem por objetivo revisar as definições de abandono de tratamento encontradas na literatura sobre psicoterapia, problematizar a dificuldade de definir abandono nas diversas abordagens psicoterapêuticas, refletir sobre os critérios utilizados nas diferentes definições e propor uma definição de abandono para a psicoterapia psicanalítica. MÉTODO: Realizou-se revisão de artigos sobre abandono de tratamento envolvendo diferentes modalidades psicoterapêuticas, encontrados nas seguintes bases de dados: SciELO, Lilacs, Medline e PsycINFO. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Definições de abandono de tratamento são apresentadas em três quadros, divididos pelo referencial teórico do processo psicoterapêutico. Os critérios utilizados nas definições são discutidos. CONCLUSÃO: A fim de construir uma definição padronizada de abandono para psicoterapia psicanalítica, propõe-se três categorias de definição para término de psicoterapia, com base na discussão crítica da literatura revisada.

Intervenções de grupo para sobrecarga de cuidadores de pacientes com demência: uma revisão sistemática

Santos,Raquel Luiza; Sousa,Maria Fernanda Barroso de; Brasil,Denise; Dourado,Márcia
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
16.25%
CONTEXTO: Além de orientações gerais sobre como lidar com o paciente, o cuidador familiar do sujeito com demência deve receber apoio para enfrentar as dificuldades do progresso da doença e aliviar a sua sobrecarga, seus sintomas depressivos e ansiosos. OBJETIVOS: Avaliar os modelos teóricos e metodológicos utilizados, assim como o efeito das intervenções de grupo na sobrecarga de cuidadores de pessoas com demência. MÉTODO: Busca nas bases de dados ISI, PubMed/Medline, SciELO e Lilacs de artigos sobre a eficácia de intervenções não farmacológicas com cuidadores de pessoas com demência, entre janeiro de 1999 e agosto de 2010, utilizando as palavras-chave: "demência", "cuidador", "sobrecarga", "intervenções não farmacológicas" e grupo/grupos". Os estudos encontrados foram organizados em duas categorias: intervenções psicoeducacionais ou psicossociais e psicoterapêuticas. RESULTADOS: Foram selecionados 37 artigos, sendo 31 de abordagem psicoeducacional ou psicossocial e 6, psicoterapêutica, com resultados estatisticamente significativos relacionados à eficácia das intervenções em grupo para a sobrecarga de cuidadores de pacientes com demência. Em 33 casos, houve melhora principalmente nos escores de depressão e estresse dos cuidadores. CONCLUSÃO: Apesar de apresentarem índices de eficácia...

Tratamento farmacológico do transtorno de personalidade limítrofe: revisão crítica da literatura e desenvolvimento de algoritmos

Carvalho,André F.; Stracke,Cristiane B.; Souza,Fábio G. de Matos e
Fonte: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Publicador: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
INTRODUÇÃO: O transtorno de personalidade limítrofe (TPL) é uma síndrome psiquiátrica que causa significativa morbidade e mortalidade para pacientes internados e ambulatoriais tratados por profissionais de saúde mental. Dada a sua alta prevalência na população de pacientes psiquiátricos, esforços são necessários para tratar esse grupo apropriadamente. OBJETIVO: O objetivo do presente artigo é revisar evidências atuais acerca da efetividade das diversas abordagens farmacológicas empregadas como parte do plano de tratamento produzido para indivíduos que enfrentam essa doença. MÉTODOS: Para esse propósito, os autores revisaram o banco de dados MEDLINE em busca de ensaios clínicos publicados entre 1986 e 2003. Borderline personality disorder e clinical trials foram usados com descritores. RESULTADOS: Numerosos trabalhos foram encontrados, mas poucos estudos controlados estavam disponíveis. Notável é o fato de que virtualmente todas as classes de psicofármacos foram testadas nesse grupo de pacientes, comumente com desfechos modestos ou variáveis. Devido a limitações metodológicas na vasta maioria dos ensaios clínicos envolvendo drogas específicas nesse grupo de pacientes, foi difícil estimar o benefício real dos vários agentes testados. A evidência mais forte existe para os inibidores seletivos de serotonina...

Psicoterapias da depressão na infância e na adolescência

Bahls,Saint Clair; Bahls,Flávia Rocha Campos
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
26.25%
A depressão é uma doença comum, freqüentemente crônica, recorrente e familiar, cujo início ocorre, muitas vezes, na infância e na adolescência. E a depressão em crianças e adolescentes aparenta estar aumentando e iniciando cada vez mais precocemente, constituindo atualmente uma das principais preocupações de saúde pública. Pela razão de constituir doença grave e que normalmente prediz sua continuação ou recorrência na idade adulta, sua abordagem terapêutica é de extrema importância. O atendimento adequado da depressão em crianças e adolescentes é realizado com uma aproximação multidisciplinar, envolvendo basicamente recursos psicossociais. Neste artigo revisaremos a condição atual das abordagens psicoterapêuticas empregadas no tratamento da depressão na infância e na adolescência.

Conversando sobre política na situação psicoterapêutica

Gui,Roque Tadeu
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.25%
Neste trabalho, é analisada a intervenção clínica sobre o material político apresentado na situação terapêutica, buscando-se compreender as relações existentes entre desenvolvimento psicológico e desenvolvimento político da personalidade. Utilizou-se a metodologia qualitativa: 24 terapeutas de São Paulo e Brasília, de ambos os sexos e diferentes orientações clínicas, responderam a um questionário, e 7 deles participaram de grupo focal sobre o tema clínica e política. Os terapeutas lidam com material político de maneira preferencialmente simbólica/interpretativa, muitas vezes associada a certa maneira “realista” de considerar o tema. O desenvolvimento político da pessoa é percebido como decorrente do desenvolvimento psicológico ou, então, favorecido por este, mas não ocorrendo necessariamente. Engajamentos políticos são vistos freqüentemente como sintomas de mau-funcionamento psíquico, e os terapeutas não identificam as vivências sociopolíticas como estímulos ao desenvolvimento psíquico. Confirma-se a existência de uma cisão entre a face pública da profissão, que se apresenta apolítica, e a face privada, representada por profissionais que vivem engajamentos sociopolíticos. Sugere-se o aprofundamento dos estudos sobre as relações entre o desenvolvimento psicológico e o desenvolvimento político da personalidade para subsidiar as abordagens psicoterapêuticas no manejo de material político.

Diferentes níveis de abstração no processo de tomada de decisão de psicoterapeutas : um estudo misto exploratório da relação entre técnicas específicas e estratégias gerais

Luz, Catarina Lourenço da Conceição
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.51%
Tese de Mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; A intervenção psicoterapêutica é muitas vezes concetualizada em três níveis de abstração, com intervenções técnicas específicas, estratégias gerais e abordagens teóricas, que representam o caminho de níveis mais baixos para níveis mais elevados de abstração. As principais diferenças entre as abordagens psicoterapêuticas podem ser encontradas no extremo dessa hierarquia. Por sua vez, as semelhanças podem encontrar-se no nível intermédio de abstração (Goldfried, 1980). O objetivo deste estudo é explorar a relação entre as intervenções técnicas específicas e estratégias gerais. Ao tentar compreender o processo de tomada de decisão clínico em ambiente naturalista, estamos interessados na perspetiva dos terapeutas sobre os processos internos, o que lhes ocorre em mente, quando procuram ser sensíveis às necessidades do paciente. Este estudo utilizou uma metodologia mista. Por um lado, 58 participantes preencheram dois instrumentos de autorrelato, de forma a avaliar as intervenções técnicas específicas e as estratégias gerais focadas numa sessão específica e recente. A análise quantitativa revelou uma forte relação entre as técnicas específicas...

Relação Terapêutica: estudo sobre a percepção dos clientes

Lopes, Elisabete Silva
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
26.81%
A Relação Terapêutica, de um modo geral e a Aliança Terapêutica, de um modo particular, são elementos fundamentais da psicoterapia e comuns às diferentes abordagens psicoterapêuticas. Apesar dos estudos nacionais serem escassos, os estudos feitos além-fronteiras testemunham a existência de uma relação entre a relação terapêutica e os resultados da terapia, uma vez que esta tem sido considerada um elemento preditor de resultados, na medida em que a percepção dos clientes acerca da relação é aquela que prediz melhores resultados. No presente estudo pretendemos compreender a Aliança Terapêutica, como uma das dimensões do processo terapêutico, segundo a percepção dos clientes, nas diferentes abordagens terapêuticas consideradas. A amostra é constituída por 60 clientes de psicoterapia, com idade igual ou superior a 18 anos, de três distritos da zona centro do país. A recolha da amostra foi efectuada através de um questionário construído por nós e de um questionário destinado a avaliar a aliança – Inventário da Aliança Terapêutica (Machado & Horvath, 1999). A análise estatística dos resultados obtidos mostra que não existem diferenças estatisticamente significativas entre as abordagens psicoterapêuticas consideradas no estudo...

Abordagens psicoterapêuticas no tratamento das dependências

Vicente, Alda Mariana Gonçalves
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
67.12%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O presente relatório tem como objectivo principal a reflexão crítica da actividade profissional desenvolvida na área da dependência de substâncias psicoactivas numa Equipa de Tratamento do Instituto da Droga e da Toxicodependência. Pretende-se, fundamentalmente, promover uma análise reflexiva acerca da temática da dependência e das diferentes abordagens psicoterapêuticas descritas na literatura bem como a avaliação e adequação das mesmas na intervenção com o sujeito dependente. Num primeiro momento, apresenta-se uma revisão dos quadros teóricos no âmbito da problemática em estudo. No sentido da contextualização do trabalho desenvolvido, é realizada uma caracterização da instituição, considerando-se a globalidade e interacção das valências que aí operam e em particular da consulta de psicologia e dos utentes que a integram. A fase final é dedicada à discussão das intervenções psicoterapêuticas com base nos quadros teóricos e técnicas subjacentes. A metodologia utilizada consiste na recolha e análise bibliográfica em conjunto com os dados provenientes da prática clínica com esta população. Conclui-se que as propostas de intervenção psicoterapêuticas...

Intervenções de grupo para sobrecarga de cuidadores de pacientes com demência: uma revisão sistemática; Group interventions focused on the burden of caregivers of patients with dementia: a systematic review

Santos, Raquel Luiza; Sousa, Maria Fernanda Barroso de; Brasil, Denise; Dourado, Márcia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
16.25%
CONTEXTO: Além de orientações gerais sobre como lidar com o paciente, o cuidador familiar do sujeito com demência deve receber apoio para enfrentar as dificuldades do progresso da doença e aliviar a sua sobrecarga, seus sintomas depressivos e ansiosos. OBJETIVOS: Avaliar os modelos teóricos e metodológicos utilizados, assim como o efeito das intervenções de grupo na sobrecarga de cuidadores de pessoas com demência. MÉTODO: Busca nas bases de dados ISI, PubMed/Medline, SciELO e Lilacs de artigos sobre a eficácia de intervenções não farmacológicas com cuidadores de pessoas com demência, entre janeiro de 1999 e agosto de 2010, utilizando as palavras-chave: "demência", "cuidador", "sobrecarga", "intervenções não farmacológicas" e grupo/grupos". Os estudos encontrados foram organizados em duas categorias: intervenções psicoeducacionais ou psicossociais e psicoterapêuticas. RESULTADOS: Foram selecionados 37 artigos, sendo 31 de abordagem psicoeducacional ou psicossocial e 6, psicoterapêutica, com resultados estatisticamente significativos relacionados à eficácia das intervenções em grupo para a sobrecarga de cuidadores de pacientes com demência. Em 33 casos, houve melhora principalmente nos escores de depressão e estresse dos cuidadores. CONCLUSÃO: Apesar de apresentarem índices de eficácia...