Página 1 dos resultados de 1350 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Collection of Pollen Grains by Centris (Hemisiella) tarsata Smith (Apidae: Centridini): Is C. tarsata an Oligolectic or Polylectic Species?

Goncalves, Lia; da Silva, Claudia Ines; Tunes Buschini, Maria Luisa
Fonte: ACAD SINICA INST ZOOLOGY; TAIPEI Publicador: ACAD SINICA INST ZOOLOGY; TAIPEI
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.95%
Lia Goncalves, Claudia Ines da Silva, and Maria Luisa Tunes Buschini (2012) Collection of pollen grains by Centris (Hemisiella) tarsata Smith (Apidae: Centridini): Is C. tarsata an oligolectic or polylectic species? Zoological Studies 51(2): 195-203. Among pollinator species, bees play a prominent role in maintaining biodiversity because they are responsible, on average, for 80% of angiosperm pollination in tropical regions. The species richness of the bee genus Centris is high in South America. In Brazil, these bees occur in many types of ecosystems. Centris tarsata is an endemic species occurring only in Brazil. No previous studies considered interactions between plants and this bee species in southern Brazil, where it is the most abundant trap-nesting bee. Accordingly, the goals of this study were to investigate plants used by this species for its larval food supply and determine if this bee is polylectic or oligolectic in this region. This work was conducted in the Parque Municipal das Araucarias, Guarapuava (PR), southern Brazil, from Mar. 2002 to Dec. 2003. Samples of pollen were collected from nests of these bees and from flowering plants in grassland and swamp areas where the nests were built. All of the samples were treated with acetolysis to obtain permanent slides. The family Solanaceae was visited most often (71%). Solanum americanum Mill. (28.6%) and Sol. variabile Mart. (42.4%) were the primary pollen sources for C. tarsata in the study area. We found that although C. tarsata visited 20 species of plants...

Seqüenciamento e análise do genoma mitocondrial de Melipona bicolor (Hymenoptera, Apidae, Meliponini).; Sequencing and analysis of mitochondrial genome of Melipona bicolor (Hymenoptera, Apidae, Meliponini).

Silvestre, Daniela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
A seqüência completa do genoma mitocondrial de uma espécie pode ajudar no mapeamento de restrição e desenho de primers para PCR. Estes poderão servir para amplificação e posterior seqüenciamento de regiões específicas de outras espécies e populações relacionadas, para estudos filogenéticos e de dinâmica populacional. Até o momento, temos na literatura a seqüência completa do DNA mitocondrial (DNAmt) de um único himenóptero, Apis mellifera, espécie que é endêmica do Velho Mundo. Nenhum genoma mitocondrial de uma espécie de abelha nativa do Brasil foi até o momento descrito. Com a devastação crescente dos ecossistemas, há a perda de espécies de abelhas ainda pouco estudadas, e talvez até outras ainda não conhecidas. Entre os meliponíneos, há espécies-chave de diversos ecossistemas brasileiros, tendo portanto uma enorme importância ecológica. No decorrer deste projeto, foram amplificados via PCR e seqüenciados 77% do genoma mitocondrial da abelha sem ferrão Melipona bicolor (Apidae, Meliponini), contendo todos os 13 genes mitocondriais codificadores para proteínas, 18 dos 22 genes para RNAt e os dois genes para RNAr (sendo um integral e o outro parcialmente seqüenciado). Além do seqüenciamento...

"Poliginia e monoginia em Melipona bicolor (Apidae, Meliponini): do coletivo para o individual"; "Polygyny and Mongyny in Melipona bicolor (Apidae, Meliponini):from colective to individual"

Aponte, Olga Ines Cepeda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
Cap. 2 Com a finalidade de detectar possíveis diferenças na eficiência do processo de aprovisionamento e postura nas células de cria (POP), comparamos uma colônia monogínica e uma políginica em Melipona bicolor. Ao início das observações na colônia políginica, esta tinha três rainhas das quais uma deixou de ovipositar na metade do período de observações. Por isso separamos em duas partes a base de dados da colônia poligínica de acordo com o número de rainhas poedeiras, três ou duas. Observamos grandes diferenças entre as duas condições das colônias, a monogínica e a poligínica. Nosso estudo permitiu perceber como é a competição entre as rainhas em uma colônia poligínica. Neste tipo de colônia, as rainhas se “precipitavam” por ovipositar e como conseqüência os POPs eram muito mais curtos, diminuindo a postura de ovos tróficos. A rainha da colônia monogínica consumiu mais ovos tróficos e para conseguí-los, aumentava a duração do POP, especificamente a duração do processo de pós-aprovisionamento. O número de operárias em colônias poligínicas que participam do POP, tanto operculadoras quanto aprovisionadoras, também é maior. Isto pode refletir na eficiência do POP em colônias poligínicas: atrai um número maior de operárias que conseguem terminar o processo em menor tempo. Mas também reflete a competição entre as rainhas da colônia poligínica. Nesta...

Termorregulação colonial e a influência da temperatura no desenvolvimento da cria em abelhas sem ferrão, Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini); Nest thermorregulation and the influence of temperature on the brood development in stingless bees Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

Roldão, Yara Sbrolin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.27%
Uma característica dos insetos sociais, entre elas as abelhas, é o controle da temperatura de seus ninhos. Abelhas sociais são denominadas como animais heterotérmicos, ou seja, são endotérmicas quando realizam atividades motoras (adultas) e ectotérmicas quando apresentam inatividade (cria e abelhas jovens). Essa característica está entrelaçada com o comportamento social. As abelhas melíferas (Apidae; Apini: Apis mellifera) são conhecidas por apresentarem uma temperatura ótima dentro de seus ninhos, regulando a temperatura independente da variação de temperatura ambiente (externa). Entretanto, as abelhas sem ferrão (Apidae; Meliponini) não mantém a temperatura dentro de seus ninhos rigorosamente como as abelhas melíferas. Apesar disso, essas abelhas conseguem manter uma temperatura mais ou menos estável para a emergência perfeita da prole. Porém, se ocorrer algum tipo de alteração de temperatura durante a fase do desenvolvimento ontogênico, esses indivíduos podem não desempenhar suas funções com eficiência, podendo trazer malefícios para a colônia. O objetivo do presente trabalho foi registrar essas temperaturas internas e compará-las com as temperaturas externas (ambiente), como também analisar a termorregulação passiva nas abelhas sem ferrão. Além disso...

Atividades de voo de Melipona quadrifasciata Lepeletier, 1836 (Apidae, Meliponinae) e sua preferência floral no Parque das Neblinas, Mogi das Cruzes, SP; Flight activity of Melipona quadrifasciata Lepeletier, 1836 (Apidae, Meliponinae) and its floral preferences in the Parque das Neblinas, Mogi das Cruzes, SP

Abreu, Carina Oliveira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
Os meliponíneos (Apidae, Meliponini) são insetos com organização altamente eussocial, formando colônias com população que varia de centenas a milhares de indivíduos. Em suas colônias, as operárias distribuem suas atividades conforme a faixa etária. As mais jovens são responsáveis pelos cuidados da cria, trabalhos com a cera e cerume, construção e aprovisionamento de células. As mais velhas ocupam as posições de receptoras e desidratadoras de néctar, guardas e forrageiras. As colônias de meliponíneos são perenes. Para isso, as operárias forrageiam continuamente em busca dos recursos florais e estocam grande quantidade de pólen e néctar em potes de alimento. A atividade de voo das campeiras está relacionada aos fatores meteorológicos como: temperatura, intensidade luminosa, umidade relativa, precipitação pluviométrica e vento. Neste estudo investigamos a influência dos fatores meteorológicos (temperatura e umidade relativa), bem como da disponibilidade de recursos florais na coleta de pólen e néctar das operárias de Melipona quadrifasciata Lep. Além disso, analisamos os tipos polínicos encontrados nas corbículas das abelhas forrageiras e nos potes de mel. Cinco colônias foram instaladas em um meliponário no Parque das Neblinas...

Determinantes da densidade e distribuição de ninhos e diversidade de espécies de meliponíneos (Apidae, Meliponini) em áreas de cerrado de Itirapina, SP; Determinants of stingless bees (Apidae, Meliponini) nest density and distribution and species diversity in cerrado areas of Itirapina, SP

Pioker, Fabiana Curtopassi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
A pressão antrópica sobre o cerrado vem transformando sua paisagem em um mosaico de fragmentos naturais imersos em uma matriz antropizada. A qualidade da vegetação dos fragmentos remanescentes depende em grande parte das populações de polinizadores, dos quais as abelhas são o grupo mais representativo. As abelhas sem ferrão (Apidae: Meliponini) compõem a maior biomassa de polinizadores nesse bioma. Seus ninhos são feitos usualmente em cavidades de troncos ou no solo e algumas espécies constróem ninhos expostos. Os fatores que levam os meliponíneos a nidificarem em uma determinada região são, a princípio, a disponibilidade de recursos (sítios de nidificação e alimento) e o comportamento competitivo intra e interespecífico. Mas esses não são os únicos determinantes, pois os fatores que levam as populações a se manterem, se expandirem ou se reduzirem nessa região estão ligados também à resposta de cada espécie ao grau de antropização da paisagem. O objetivo geral dessa tese foi investigar como fatores naturais e antrópicos afetam a nidificação de meliponíneos em ambiente de cerrado, visando responder às seguintes questões: a) Diferenças estruturais entre fitofisionomias de cerrado se refletem na composição de espécies? b) Como a redução das áreas naturais de cerrado e sua substituição por paisagens rurais e urbanas afetam as populações de ninhos de meliponíneos? e c) Como o relacionamento genético e a obtenção de recurso alimentar afetam a distribuição das colônias em uma área de cerrado? Para responder a essas questões...

Adaptações comportamentais de Melipona subnitida (Apidae, Meliponini) às condições ambientais do semiárido brasileiro; Behavioural adaptations of Melipona subnitida (Apidae, Meliponini) to environmental conditions of the Brazilian semiarid region

Silva, Camila Maia da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
Os estudos que visam avaliar a influência dos fatores bióticos (disponibilidade de recursos florais e competição) e abióticos (variáveis climáticas) nas atividades externas (comportamento de forrageamento de pólen) e internas (taxa de construção de células de cria) das colônias de abelhas sem ferrão são importantes para compreender as adaptações comportamentais das espécies. A Caatinga, região semiárida do nordeste brasileiro, é caracterizada por temperaturas anuais elevadas e longos períodos de seca. Nesse estudo, nós investigamos respostas comportamentais de Melipona subnitida Ducke (Apidae, Meliponini) às condições ambientais desse bioma. Os experimentos foram realizados no município de Mossoró/RN, Brasil, esta região foi considerada como uma das 26 áreas de extrema prioridade para a conservação do bioma Caatinga. Na área de estudo nós registramos fontes importantes de pólen e néctar para as abelhas, incluindo espécies fundamentais para a manutenção das colônias durante a estação seca. As abelhas forrageiras de M. subnitida coletaram em um período curto do dia e do ano grandes quantidades de recursos disponíveis, concentrando a força forrageira nas fontes mais lucrativas. Visto que a quantidade de pólen estocado dentro do ninho (oferta) controla a produção de cria...

Análise filogenética das abelhas corbiculadas (Hymenoptera, Apidae, Apinae): uma análise de evidência total; Phylogenetic analysis of corbiculate bees (Hymenoptera, Apidae, Apinae): an analysis of total evidence

Galeano, Zioneth Judith Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Este trabalho avaliou as relações de parentesco entre as abelhas corbiculadas (Apini) utilizando a evidência total disponível: dados morfométricos tradicionais, dados de morfometria geométrica, dados morfológicos, dados comportamentais e dados moleculares. Fontes que historicamente se mostraram incongruentes. Os problemas metodológicos que cada fonte de caracteres oferece foram investigados e corrigidos na análise filogenética de evidencia total. Todos os dados foram analisados com métodos de parcimônia. Vinte e quatro espécies de Apini e quatro espécies dos grupos externos foram analisadas. As análises filogenéticas de onze medidas corporais tradicionais sugeriram grande interferência do tamanho corporal das espécies nos resultados. Ao corrigir esse efeito do tamanho, os dados morfométricos puderam ser utilizados como caracteres filogenéticos confiáveis. O caráter obtido a partir da morfometria geométrica foi altamente convergente na análise filogenética, apesar da relação entre a forma da asa e do tamanho do corpo das espécies aparentemente terem uma restrição filogenética. As análises dos dados moleculares sugeriram a interferência da escolha dos grupos externos nos resultados, diferentes hipóteses filogenéticas surgiram quando se incluiram duas especies mais distantes de Apini nos grupos externos. Com os grupos externos mais distantes...

Enzymes present in the thoracic gland extracts from workers and males of Apis mellifera (Hymenoptera: Apidae)

Costa, Rosiléia A. C.; Da Cruz-Landim, Carminda
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 563-569
ENG
Relevância na Pesquisa
36.95%
This research deals with the analysis of the enzymes present in thoracic gland extracts from newly emerged, nurse workers, forager workers, newly emerged males, and mature males of A. mellifera L. (Hymenoptera, Apoidea, Apidae). The enzymes found in larger quantities in the thoracic gland occurred in all classes of workers and are digestive. Acid phosphatase and Naphtol-AS-BI-phosphohydrolase act in protein synthesis, leucine arylamidase hydrolyses proteins and a-glucosidase actuate in the nectar processing into honey. Naphtol-AS-BI-phosphohydrolase was found in larger quantities only in workers, this suggests action in protein synthesis by the thoracic gland, b-galactosidase is in larger amounts in the newly emerged bees (workers and males) this aids in the provision of other substances to be used as an energy source when glucose or sucrose are absent. Differences between enzymatic profiles from workers and males are usually related to their colony tasks, or related to their physiological necessities per individual in specific life stages.

Um caso de anomalia em Eulaema mimetica Moure (Hymenoptera, Apidae, Euglossinae)

Urban,Danúncia; Moure,Jesús Santiago
Fonte: Sociedade Brasileira De Entomologia Publicador: Sociedade Brasileira De Entomologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
A case of anomaly in Eulaema mimetica Moure (Hymenoptera, Apidae, Euglossinae). Legs deformations in a paratype male of Eulaema mimetica Moure, 1967, from Iquitos, PERU, are related for the first time.

Polinizadores de Bertholletia excelsa (Lecythidales: Lecythidaceae): interações com abelhas sem ferrão (Apidae: Meliponini) e nicho trófico

Santos,Charles F; Absy,Maria L
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.1%
This paper presents an analysis of the foraging behavior and interactions of Xylocopa frontalis Olivier (Apidae: Xylocopini) and Eulaema mocsaryi (Friese) (Apidae: Euglossini) in the presence of stingless bees (Apidae: Meliponini) in flowers of Bertholletia excelsa, the Brazilian nut. The palynological load carried by both species was also examined. This study was conducted in the farm Aruanã, Itacoatiara/ Amazonas state, Brazil, during the flowering peak of B. excelsa. The visitation by the main pollinators X. frontalis and E. mocsaryi were influenced by the presence and activities of stingless bees in the flowers of B. excelsa. Meliponini bees did not have any effect on the visits and collection of floral resources by X. frontalis, while negatively affecting the number of visits by E. mocsaryi. The stingless bees presented a variety of strategies to get access to pollen grains of B. excelsa, grouped into two categories: opportunism -Frieseomelitta trichocerata Moure, Tetragona goettei (Friese), and Tetragona kaieteurensis (Schwarz), and stealing -Trigona branneri Cockerell, Trigona fuscipennis Friese, and Trigona guianae Cockerell. The palynological analysis from X. frontalis showed that the bee collected pollen in a few species of plants...

Nest-mate recognition in Manuelia postica (Apidae: Xylocopinae): an eusocial trait is present in a solitary bee

Flores-Prado, Luis; Aguilera-Olivares, Daniel; Niemeyer, Hermann M
Fonte: The Royal Society Publicador: The Royal Society
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
27.1%
In eusocial Hymenoptera, females are more tolerant towards nest-mate than towards non-nest-mate females. In solitary Hymenoptera, females are generally aggressive towards any conspecific female. Field observations of the nest biology of Manuelia postica suggested nest-mate recognition. Experiments were performed involving two live interacting females or one live female interacting with a dead female. Live females from different nests were more intolerant to each other than females from the same nest. Females were more intolerant towards non-nest-mate than towards nest-mate dead females. When dead females were washed with pentane, no differences in tolerant and intolerant behaviours were detected between non-nest-mate and nest-mate females. Females were more intolerant towards nest-mate female carcasses coated with the cuticular extract from a non-nest-mate than towards non-nest-mate female carcasses coated with the cuticular extract from a nest-mate. The compositions of the cuticular extracts was more similar between females from the same nest than between females from different nests. The results demonstrate for the first time nest-mate recognition mediated by cuticular chemicals in a largely solitary species of Apidae. The position of Manuelia at the base of the Apidae phylogeny suggests that nest-mate recognition in eusocial species apical to Manuelia represents the retention of a primitive capacity in Apidae.

Diversidade e sazonalidade de abelhas Euglossini Latreille (Hymenoptera : apidae) em fitofisionomias do bioma cerrado em Uberlândia, MG; Diversity and seasonality of Euglossini bees Latreille (Hymenoptera : Apidae) in the Cerrado’s phytophisiognomies of Uberlândia, MG

Freitas, Rafael Fosca de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
27.1%
A tribo Euglossini ocorre na região Neotropical, e é composta por abelhas típicas de matas tropicais úmidas. Estudos realizados no Cerrado brasileiro são escassos, principalmente quando este é composto por um mosaico de fitofisionomias. O presente estudo teve como objetivo geral verificar e comparar a abundância e riqueza de espécies de abelhas Euglossini no cerrado sentido restrito e na mata de galeria da Estação Ecológica do Panga (EEP), e no cerrado sentido restrito da Reserva Vegetal do Clube Caça e Pesca Itororó (CCPIU), áreas próximas ao município de Uberlândia, MG. Durante o período de dezembro de 2006 a março de 2008, foram amostrados 619 machos de Euglossini, pertencentes a nove espécies, distribuídas em três gêneros da tribo. As espécies mais abundantes foram Eulaema nigrita (54% do total), Euglossa melanotricha (26,5 %) e Euglossa imperialis (14%). A mata de galeria da EEP foi o sítio de coleta com a maior diversidade de abelhas. A comparação entre os sítios de coleta revelou que apesar da mata de galeria estar bem próxima do cerrado da EEP, este último apresenta uma maior similaridade com o cerrado do CCPIU. A maior parte das espécies foram coletadas na estação quente e úmida, onde também ocorreram as maiores abundâncias. A fauna de Euglossini...

ABELHAS SOCIAIS (HYMENOPTERA : APIDAE) E SEUS RECURSOS FLORAIS EM UMA REGIÃO DE MATA SECUNDÁRIA, ALCÂNTARA, MA, BRASIL

GONÇALVES,Silmary de Jesus M; RÊGO,Márcia; ARAÚJO,Andréa de
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.1%
De julho/1992 a junho/1993 foram feitas coletas em intervalos de ,28 a 30 dias em uma .área de vegetação secundária com 1.650m2, próxima ao rio Pepital, em Alcântara - MA, com o objetivo de conhecer a fauna apícola e suas relações com a flora local. Foram coletados sobre flores 1.076 indivíduos (1.073 fêmeas e 03 machos), pertencentes a 20 espécies e 11 gêneros da família Apidae. Trigona fulviventrís(42,2%), Apis mellifera(24,5%), Trigona pollens(12,5%), Trigona fuscipennis(10,0%), Tetragona clavipes(2,9%) e Melipona puncticollis(2,3%) foram as espécies mais abundantes. O menor número de indivíduos foi coletado em abril (mês chuvoso), e o mês com maior númerode indivíduos capturados foi julho. A maior frequência de Apidae foi observada entre 6:00 e 8:00 horas. As espécies de plantas que receberam o maior número de visitas foram: Borreria verticillata(Rubiaceae), Clusiasp. (Guttiferae), Hyptis atrorubens(Labiatae), Heliotropiumsp. (Boraginaceae) e Crotalaria refusa(Leguminosae). As espécies de Trigonavisitaram quase todas as plantas do local, preferencialmente aquelas das famílias Guttiferae, Rubiaceae e Boraginaceae.

Aptid?o reprodutiva e acasalamentos em condi??es artificiais na abelha sem ferr?o Melipona flavolineata Friese (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

VEIGA, Jamille Costa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.1%
Cap?tulo 1: Maturidade sexual e o in?cio do comportamento de v?o em machos da abelha sem ferr?o Melipona flavolineata Friese (Apidae, Meliponini). Nesse primeiro cap?tulo, tivemos como objetivo investigar em que idade se completa a matura??o sexual dos machos de M. flavolineata, e se esta ? afetada por diferentes contextos sociais vivenciados pelos machos durante a fase adulta. Investigamos, ainda, em que idade se inicia o comportamento de v?o nesses indiv?duos, como parte dos requisitos para alcan?ar a aptid?o reprodutiva. Cap?tulo 2: Atratividade sexual de rainhas virgens de Melipona flavolineata Friese (Apidae, Meliponini) em diferentes idades e a import?ncia do contexto social. No segundo cap?tulo, nosso objetivo foi investigar em que idade e sob quais contextos sociais as rainhas virgens de M. flavolineata se tornam sexualmente atrativas. Tamb?m foi poss?vel acompanhar o desenvolvimento da receptividade sexual nessas rainhas. Cap?tulo 3: Acasalamentos em condi??es artificiais e o controle da c?pula por rainhas virgens de Melipona flavolineata Friese (Apidae, Meliponini). Nesse ?ltimo cap?tulo, objetivamos testar a realiza??o de acasalamentos de machos e rainhas virgens de M. flavolineata em condi??es artificiais. Adicionalmente...

Les abeilles; Honeybees

Pérez, J.
Fonte: Librairie Hachette et Cie, Paris (FRA) Publicador: Librairie Hachette et Cie, Paris (FRA)
Tipo: Livro
FR; FRANçAIS
Relevância na Pesquisa
27.1%
TABLE DES MATIERES : Introduction : Qu'est-ce qu'une abeille? Organisation générale et fonctions, classification des abeilles. Apidae sociales : L'abeille domestique, physiologie de la ruche, extension géographique de l'abeille domestique, ses principales races, autres espèces du genre Apis, les bourdons, les Psithyres, les Mélipones. Apidae solitaires : Les Xylocopides, les Anthophorides, les Gastrilegides, les Osmies, les Anthidies, les Mégachiles, les Chalicodomes, les abeilles parasites, les Stélides, les Nomadines. Andrenides : Acutilingues, les Andrenes, les Halictes, les Sphécodes, les Dasypodes, les Panurgues, les Cilisses, Obtusilingues, les Collètes, les Prosopis, fleurs et abeilles.

As abelhas eussociais (Hymenoptera, Apidae) visitantes florais em um ecossistema de dunas continentais no médio Rio São Francisco, Bahia, Brasil

Neves,Edinaldo Luz das; Viana,Blandina Felipe
Fonte: Sociedade Brasileira De Entomologia Publicador: Sociedade Brasileira De Entomologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Highly eusocial bees (Hymenoptera, Apidae) flower visitors in a continental sand dune ecosystem from the medium São Francisco River, Bahia, Brazil. A community of highly eusocial bees in sand dunes, covered with caatinga vegetation, in the medium São Francisco River, Bahia (10º47' 37"S and 42º49' 25"W) was studied. The local climate is semi arid and hot, with mean temperature of 25.7 ºC and annual precipitation of 653.8 mm. Censuses took place every two months, from February to December of 2000. The bees were sampled on flowers with entomological nets, from 6:00 a.m. to 5:00 p.m. A total of 2,147 individuals of eight species of Apinae were found, of which Apis mellifera Linnaeus (40.2%), Trigona spinipes (Fabricius) (28.7%) and Frieseomelitta silvestri languida Moure (14.7%) were the predominant species. The diversity was H' = 1.53 and the evenness E' = 0.73. The bees were active during the whole year, but there was a significant variation in the monthly abundance of individuals (c2= 799.55; df= 35; p<0.0001). The daily activity was greater between 6:00 a.m. and 8:00 a.m. The low bee diversity observed is a consequence of the low richness of botanical species and of the small amount of sites for the bees' nests. The community of highly eusocial bees from the dunes presents organization patterns similar to those observed in other caatinga areas...

Uma espécie nova de Plebeia do sudeste do Brasil (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae)

Moure, Jesús Santiago; Camargo, João Maria Franco de
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Uma espécie nova de Plebeia — Plebeia poecilochroea (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae) — do sudeste do Brasil é descrita. Abstract A new species of Plebeia — Plebeia poecilochroea (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae) — from southeastern of Brazil is described. Résumé Une nouvelle spèce de Plebeia — Plebeia poecilochroea (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae) — for southeastern of Brazil is described.

Quatro espécies novas de Trigona(s. str.>(Apidae, Meliponinae) da Região Neotropical

Almeida, Maria Christina de
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
36.95%
Quatro espécies novas de Trigona(s. str.>(Apidae, Meliponinae) da Região Neotropical

BEE PLANTS AND RELATIVE ABUNDANCE OF CORBICULATE APIDAE SPECIES IN A BRAZILIAN CAATINGA AREA.; BEE PLANTS AND RELATIVE ABUNDANCE OF CORBICULATE APIDAE SPECIES IN A BRAZILIAN CAATINGA AREA.; BEE PLANTS AND RELATIVE ABUNDANCE OF CORBICULATE APIDAE SPECIES IN A BRAZILIAN CAATINGA AREA.

Martins, Celso Feitosa; Moura, A. Christian de A.; Barbosa, Maria Regina de Vasconcellos
Fonte: Revista Nordestina de Biologia Publicador: Revista Nordestina de Biologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
27.33%
Plantas melíferas e abundância relativa de espécies de Apidae corbiculadas em uma área de caatinga no Brasil. O objetivo deste trabalho foi verificar a utilização floral por parte de espécies de Apidae corbiculados na caatinga nos Cariris Velhos, no estado da Paraíba, Brasil. A área apresenta uma pluviosidade total anual em torno de 300 mm. As abelhas foram capturadas principalmente em flores, num intervalo de duas semanas durante um período de 12 meses. Foram coletados 1154 indivíduos de 15 espécies de abelhas em flores de 48 espécies de plantas pertencentes a 34 famílias. Trigona spinipes foi a espécie de abelha mais abundante, seguida de Scaptotrigona aff. depilis, Apis meilifera, Scaptotrigona aff. tubiba, Frieseomelitta varia dispar, e Trigonisca pediculana. Convolvulaceae (21.7% das visitas), Caesalpiniaceae (18.8%) e Papilionaceae (17.0%) foram as famílias botânicas mais visitadas. As abelhas demonstraram alguma preferência por certas espécies de plantas. Apis mellifera e abelhas sem ferrão apresentaram uma baixa sobreposição no uso dos recursos. Maiores sobreposições foram observadas entre abelhas sem ferrão do mesmo gênero. Trigona spinipes foi a espécie mais abundante e menos especializada observada. A. meilifera apresentou uma baixa abundância na área. Supõe-se que as condições áridas dos Carris Velhos sejam mais adversas para Apis meilifera do que para abelhas da subtribo...