Página 1 dos resultados de 2672 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Aerobic Exercise Training-Induced Left Ventricular Hypertrophy Involves Regulatory MicroRNAs, Decreased Angiotensin-Converting Enzyme-Angiotensin II, and Synergistic Regulation of Angiotensin-Converting Enzyme 2-Angiotensin (1-7)

FERNANDES, Tiago; HASHIMOTO, Nara Y.; MAGALHAES, Flavio C.; FERNANDES, Fernanda B.; CASARINI, Dulce E.; CARMONA, Adriana K.; KRIEGER, Jose E.; PHILLIPS, M. Ian; OLIVEIRA, Edilamar M.
Fonte: LIPPINCOTT WILLIAMS & WILKINS Publicador: LIPPINCOTT WILLIAMS & WILKINS
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.51%
Aerobic exercise training leads to a physiological, nonpathological left ventricular hypertrophy; however, the underlying biochemical and molecular mechanisms of physiological left ventricular hypertrophy are unknown. The role of microRNAs regulating the classic and the novel cardiac renin-angiotensin (Ang) system was studied in trained rats assigned to 3 groups: (1) sedentary; (2) swimming trained with protocol 1 (T1, moderate-volume training); and (3) protocol 2 (T2, high-volume training). Cardiac Ang I levels, Ang-converting enzyme (ACE) activity, and protein expression, as well as Ang II levels, were lower in T1 and T2; however, Ang II type 1 receptor mRNA levels (69% in T1 and 99% in T2) and protein expression (240% in T1 and 300% in T2) increased after training. Ang II type 2 receptor mRNA levels (220%) and protein expression (332%) were shown to be increased in T2. In addition, T1 and T2 were shown to increase ACE2 activity and protein expression and Ang (1-7) levels in the heart. Exercise increased microRNA-27a and 27b, targeting ACE and decreasing microRNA-143 targeting ACE2 in the heart. Left ventricular hypertrophy induced by aerobic training involves microRNA regulation and an increase in cardiac Ang II type 1 receptor without the participation of Ang II. Parallel to this...

Comparison between breathing and aerobic exercise on clinical control in patients with moderate-to-severe asthma: protocol of a randomized trial

Evaristo, Karen B; Saccomani, Milene G; Martins, Milton A; Cukier, Alberto; Stelmach, Rafael; Rodrigues, Marcos R; Santaella, Danilo F; Carvalho, Celso RF
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
66.52%
Abstract Background Asthma is a chronic inflammatory airway disease characterized by reversible obstruction, inflammation and hyperresponsiveness to different stimulus. Aerobic and breathing exercises have been demonstrated to benefit asthmatic patients; however, there is no evidence comparing the effectiveness of these treatments. Methods/design This is a prospective, comparative, blinded, and randomized clinical trial with 2 groups that will receive distinct interventions. Forty-eight asthmatic adults with optimized medical treatment will be randomly divided into either aerobic (AG) or breathing exercises (BG). Patients will perform breathing or aerobic exercise twice a week for 3 months, totalizing 24 sessions of 40 minutes each. Before intervention, both groups will complete an educational program consisting of 2 educational classes. Before and after interventions, the following parameters will be quantified: clinical control (main outcome), health related quality of life, levels of anxiety and depression, daily living physical activity and maximal exercise capacity (secondary outcome). Hyperventilation syndrome symptoms...

Efeitos do treinameno físico aeróbico sobre a lesão pulmonar induzida por exposição à fumaça de cigarro em camundongos C57BI6; Aerobic exercise attenuates pulmonary alterations induced by exposure to cigarette smoke in mice

Tolêdo, Alessandra Choqueta de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.6%
O exercício aeróbio foi recentemente descrito como capaz de reduzir a função pulmonar e diminuir o risco de desenvolver DPOC entre fumantes ativos. A plausibilidade biológica da influência da atividade física sobre o declínio da função pulmonar está relacionada aos efeitos anti-inflamatórios efeitos da atividade física, que tem sido descritos em estudos experimentais. A hipótese é que haveria uma interação entre exercício aeróbio e o desenvolvimento da doença. A fim de explorar mais a fisiopatologia da DPOC induzida pela exposição à fumaça de cigarro e os efeitos do exercício no desenvolvimento do enfisema, utilizamos um modelo experimental de DPOC. C57Bl6 foram divididos em quatro grupos: Controle, Fumo, Exercício e Fumo/Exercício. Os animais dos grupos Fumo foram expostos à fumaça de cigarro por 30 minutos por dia, 5 dias por semana, durante 24 semanas. Os animais dos grupos Exercício foram treinados em intensidade moderada durante 60 minutos por dia, 5 dias por semana durante 24 semanas. Os resultados demonstraram que o treinamento físico aeróbio regular de intensidade moderada inibiu o desenvolvimento de enfisema, o aumento do total de células inflamatórias e a produção de espécies reativas de oxigênio no LBA...

Efeito do exercício aeróbico sobre a resposta fisiológica à hiperinsulinemia aguda em mulheres pós-menopausadas em uso ou não de terapia estrogênica; Acute effect of aerobic exercise on physiological responses to hyperinsulinemia in post - menopause women who are receiving or not estrogen therapy

Pinto, Luiz Gustavo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.55%
INTRODUÇÃO: A infusão aguda de insulina, simulando a resposta insulinêmica a uma refeição rica em carboidratos, promove aumento da atividade nervosa simpática (ANS) e do fluxo sanguíneo (FS) muscular, resultando em aumento da pressão arterial sistólica (PAS) e manutenção da pressão arterial diastólica (PAD) em mulheres pós menopausadas. Nesta população, a execução de uma única sessão de exercício aeróbico promove diminuição da ANS e aumento do FS, reduzindo os níveis de pressão arterial pós-exercício. Entretanto, os efeitos deste exercício sobre as respostas fisiológicas à hiperinsulinemia aguda ainda não foram investigados em mulheres pós menopausadas, que podem ou não estar em uso de terapia estrogênica (TE). OBJETIVO: Avaliar os efeitos agudos do exercício aeróbico prévio sobre a sensibilidade à insulina (SI) e as respostas da PA, ANS, FS muscular e freqüência cardíaca (FC) em condições basais e em resposta à infusão aguda de insulina em mulheres histerectomizadas e pós menopausadas, que estavam em uso ou não de TE. MÉTODOS: 13 mulheres, foram aleatoriamente divididas em 2 grupos: 7 receberam TE (valerato estradiol, 1 mg/dia) e 6 Placebo. Após 6 meses de terapia, os grupos se submeteram a 2 sessões experimentais: exercício físico (cicloergômetro...

Efeito do exercício físico aeróbio em mulheres submetidas à gastroplastia Bypass y de Roux; Effect of aerobic exercise in women undergoing gastric Bypass Roux-em-y

Zwarg, Marcela Grisólia Grisoste
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.49%
O presente estudo avaliou o efeito do exercício aeróbio em mulheres obesas, pós gastroplastia Bypass Y de Roux. Dentre os objetivos específicos, comparou o percentual de gordura por dobras cutâneas, antes e após o programa de treinamento e o peso corporal em Kg pré e pós intervenção. A amostra foi composta por 11 mulheres com média de 31,45 anos (± 8,27) e a altura de 1,63 metros (± 0,03), durante 12 semanas, realizaram 60 minutos de exercício físico aeróbio (caminhada/corrida), 5 vezes na semana, com FC controlada. A média da prescrição da FCM foi entre 142,18 bpm (± 2,63) e 157,90 bpm (± 3,41), correspondendo a 55 e 70% da FCM. Antes do início e após o término do programa de treinamento, foi avaliado o método duplamente indireto de composição corporal. Dentre as medidas antropométricas foram coletadas a estatura; o peso; as circunferências e as dobras cutâneas. A análise dos dados foi realizada pelo programa estatístico SPSS versão 16.0. Os resultados da estatística descritiva foram expressos como média e desvio padrão (± dp) e, em todas as análises, foi adotado como nível de significância p<0,05. A adesão ao programa de exercício físico aeróbio durante 12 semanas foi um procedimento eficaz e significante para a redução do peso corporal...

Efeito do treinamento físico aeróbio sobre as células progenitoras endoteliais derivadas da medula óssea em ratos espontaneamente hipertensos; EFFECT OF AEROBIC EXERCISE TRAINING ON THE ENDOTHELIAL PROGENITOR CELLS DERIVED FROM BONE MARROW OF SPONTANEOUSLY HIPERTENSIVE RATS

Fernandes, Tiago
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.4%
O treinamento físico aeróbio (TF) tem sido utilizado como um importante tratamento não farmacológico da hipertensão arterial (HA), uma vez que ele corrige a rarefação microvascular e reduz a pressão arterial; entretanto, os mecanismos envolvidos são pouco conhecidos. Investigamos se o número e a capacidade funcional das células progenitoras endoteliais (CPE) derivadas da medula óssea, sabidamente diminuídas na HA, melhoram pós TF, potencialmente contribuindo para a neovascularização e regressão da doença. O efeito do TF sobre a pressão arterial, freqüência cardíaca, tolerância ao esforço, consumo de oxigênio (VO2), morfologia e bioquímica da musculatura esquelética foram estudados em ratos espontaneamente hipertensos (SHR, n=28) e Wistar Kyoto (WKY, n=28) com 12 semanas de vida e divididos em 4 grupos: SHR, SHR treinado (SHR-T), WKY e WKY Treinado (WKY-T). O TF promoveu redução da pressão arterial em SHR e bradicardia de repouso acompanhado por um aumento da atividade da citrato sintase muscular, tolerância ao esforço e VO2 nos grupos de animais treinados. Concomitantemente, o TF corrigiu a alteração na distribuição dos tipos de fibra muscular e a rarefação capilar em SHR, mediado em grande parte por um aumento nos níveis protéicos periféricos de VEGF...

Efeitos do treinamento físico aeróbio sobre as alterações vasculares estruturais, mecânicas e funcionais de ratos espontaneamente hipertensos: mecanismos implicados; Effects of aerobic exercise trining on the vascular structural mechanical and functional alterations of spontaneously hipertensive rats: mechanisms involved

Redondo, Fernanda Roberta Roque
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.44%
A hipertensão arterial (HA) é um importante problema de saúde pública e representa um dos fatores de risco mais relevantes na etiologia das doenças cardiovasculares. O incremento na resistência vascular periférica (RVP) é a principal característica da HA e está diretamente associado a alterações vasculares estruturais, mecânicas e funcionais. O aumento do estresse oxidativo tem sido considerado um importante fator que contribui para o desenvolvimento e estabelecimento da HA. A prática regular de exercício físico aeróbio, utilizada como medida não farmacológica para o tratamento da HA, tem se mostrado efetiva em reduzir os valores de pressão arterial através da promoção de diversas adaptações cardiovasculares. Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do treinamento físico (TF) aeróbio sobre as alterações vasculares de artérias coronárias e mesentéricas de resistência induzidas pela HA. Para isso ratos espontaneamente hipertensos (SHR) foram submetidos a um protocolo de TF aeróbio. Este TF promoveu alterações estruturais, avaliadas através de um miógrafo de pressão, como o remodelamento vascular em coronárias e redução de colágeno com aumento na área das fenestras da elastina em mesentéricas...

Efeitos do treinamento físico aeróbico sobre o remodelamento do ventrículo esquerdo e sua correlação com a ativação neuro-humoral em pacientes com infarto agudo do miocárdio; Effects of aerobic exercise training on left ventricular remodeling and its correlation with neurohumoral activation in patients with acute myocardial infarction.

Santi, Giovani Luiz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.51%
A literatura mostra um número substancial de trabalhos que descrevem a influência do treinamento físico sobre o remodelamento ventricular em pacientes no contexto do pós-infarto agudo do miocárdio (IAM). Entretanto, essas publicações têm apresentado resultados conflitantes. O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do treinamento físico aeróbico de moderada intensidade, realizado em pacientes pós-IAM, sobre o remodelamento ventricular, e sua correlação com a ativação neuro-humoral. Foram avaliados 14 pacientes, de ambos os gêneros, idade média de 55,1 ± 10,8 anos, acometidos por um único IAM de parede anterior, divididos em dois grupos: grupo treinado (GT) (n=07) e grupo controle (GC) (n=07). O período de seguimento para esse estudo foi de 12 semanas. Antes e após o período de seguimento, os pacientes realizaram exames laboratoriais, avaliação antropométrica, coleta da freqüência cardíaca (FC) de repouso, teste cardiopulmonar e ressonância magnética cardíaca. O GT realizou treinamento físico aeróbico supervisionado em esteira ergométrica, três vezes por semana, com intensidade definida pela FC atingida no limiar de anaerobiose ventilatório. A análise estatística foi realizada através do teste não paramétrico da Soma de Postos de Wilcoxon (análise intragrupo) e teste não paramétrico de Mann-Whitney (análise intergrupo)...

Efeitos do treinamento físico aeróbico em pacientes com disfunção microvascular coronária; Effects of aerobic exercise training in patients with coronary microvascular dysfunction

Carvalho, Eduardo Elias Vieira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.37%
Embasamento racional: O uso rotineiro da cineangiocoronariografia tem demonstrado que nem todos os pacientes com suspeita clínica de doença arterial coronária (DAC) apresentam-se com lesões obstrutivas nas artérias coronárias epicárdicas. Esse achado de dor precordial associado a coronárias angiograficamente normais é relativamente comum, estando presente em aproximadamente 30 % dos pacientes que realizam cateterismo cardíaco para investigação de DAC. Em uma parcela destes pacientes a isquemia miocárdica está presente e pode ser demonstrada através de um teste ergométrico convencional ou até mesmo pela aplicação da cintilografia miocárdica de perfusão (CMP) que é um método de maior acurácia para detecção da extensão/gravidade da isquemia. Pacientes que apresentam o quadro de dor precordial associada a coronárias angiograficamente normais e defeitos perfusionais reversíveis (DPR) na CMP são diagnosticados como portadores de disfunção microvascular coronária (DMC). Ainda que muito se conheça em relação à sua fisiopatologia, essa síndrome ainda não dispõe de opções terapêuticas adequadas. Objetivo: O objetivo do presente estudo é avaliar o efeito do treinamento físico aeróbico (TFA) sobre as alterações da perfusão miocárdica...

Contribuição da via de sinalização IGF-I/Akt/mTOR na atrofia muscular desencadeada pela insuficiência cardíaca: influência do treinamento físico aeróbico; Contribution of IGF-I/Akt/mTOR signaling pathway to the muscular atrophy induced by heart failure: influence of aerobic exercise training

Bacurau, Aline Villa Nova
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.59%
A insuficiência cardíaca (IC) é a via final comum da maioria das cardiomiopatias e outras doenças do aparelho circulatório. Considerando a prevalência crescente e a morbimortalidade associada representa um importante problema de saúde pública. Em quadros mais avançados, além do comprometimento funcional, portadores de IC apresentam perda de massa muscular excessiva que pode culminar em caquexia cardíaca; condição que contribui para o mau prognóstico e a mortalidade aumentadas. A massa muscular é regulada pelo balanço entre estímulos anabólicos e catabólicos. A quinase Akt vêm sendo considerando uma importante quinase na regulação do crescimento muscular por controlar o anabolismo proteico. Dessa forma, ativadores da Akt (IGF-I e insulina), bem como proteínas alvo da sinalização da Akt (mTOR e GSK3) são importantes mediadores na manutenção da massa muscular e podem ser regulados por estímulos metabólicos, nutricionais e mecânicos. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a contribuição da via de sinalização IGF-I/Akt/mTOR na atrofia muscular desencadeada pela IC tanto em humanos quanto em modelo experimental, bem como o efeito do treinamento físico aeróbico (TFA). Nossos resultados demonstraram que em biópsias do vasto lateral de pacientes portadores de IC classe II houve redução na expressão de mRNA de todas as isoformas de IGF-I e na expressão das proteínas IGFBP-3...

Contribuição do estresse oxidativo para a ativação das vias NF-kB, FOXO e MAPK para atrofia muscular associada à insuficiência cardíaca: efeito do treinamento físico aeróbico; Contribution of oxidative stress to NF-kB, FOXO and MAPK signaling pathway activation in atrophy induced by heart failure: role of aerobic exercise training

Cunha, Telma Fátima da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
A musculatura esquelética tem um papel fundamental para a manutenção da homeostase do organismo. A perda de massa muscular está relacionada a prejuízos na qualidade de vida de indivíduos saudáveis, além de piorar o prognóstico de pacientes com doenças sistêmicas, como o câncer, o diabetes e a insuficiência cardíaca. Em quadros mais graves de insuficiência cardíaca, a perda excessiva de massa muscular associada a um reduzido consumo de oxigênio de pico, são considerados como preditores independentes de mortalidade. O aumento do estresse oxidativo tem sido apontado como um dos principais desencadeadores do aumento da degradação de proteínas na atrofia muscular. Na presente tese, investigamos a contribuição do estresse oxidativo para a ativação das vias de sinalização NF-kB, FOXO e MAPK na atrofia muscular desencadeada pela insuficiência cardíaca. Para compreender melhor os mecanismos envolvidos na ativação dessas vias pelo estresse oxidativo, utilizamos a linhagem de células musculares C2C12. Observamos que o tratamento com peróxido de hidrogênio (1,2mM, 12h) induziu um aumento do estresse oxidativo, o qual foi capaz de aumentar a atividade do proteassoma, desencadeando a atrofia dos miotúbulos. Verificamos também um aumento da expressão proteica de alguns componentes dessas vias de sinalização...

O exercício aeróbio atenua a inflamação pulmonar induzida pelo Streptococcus pneumoniae; Aerobic exercise attenuates pulmonary inflammation induced by Streptococcus pneumoniae

Olivo, Clarice Rosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
O treinamento aeróbio moderado tem sido reconhecido como um importante estimulador do sistema imune, no entanto o efeito deste na infecção bacteriana não tem sido extensivamente estudado. Nosso objetivo foi avaliar se o exercício aeróbio moderado prévio à infecção por S. pneumoniae influencia a resposta inflamatória pulmonar. Camundongos BALB/C foram divididos em 4 grupos: Controle (animais sedentários; não infectados); S. pneumoniae (animais sedentários e posteriormente infectados); Exercício (animais treinados; não infectados); Exercício + S. pneumoniae (animais treinados e posteriormente infectados). Os animais foram submetidos a um programa de treinamento físico aeróbio durante 4 semanas, e 72 horas após a última sessão de exercício, os animais receberam instilação nasal de S. pneumoniae (linhagem M10) e foram avaliados 12 horas (fase aguda) ou 10 dias (fase tardia) após a instilação. Na fase aguda, o grupo S. pneumoniae apresentou um aumento de: resistência e elastância do sistema respiratório, número total de células, neutrófilos, linfócitos e macrófagos no lavado broncoalveolar (BAL), células polimorfonucleares no parênquima pulmonar e TNF-alfa e IL-1beta no homogenato pulmonar. O exercício físico atenuou significantemente esses parâmentros. Além disso...

Amitriptyline and aerobic exercise or amitriptyline alone in the treatment of chronic migraine: a randomized comparative study

Santiago,Michelle Dias Santos; Carvalho,Deusvenir de Souza; Gabbai,Alberto Alain; Pinto,Mariana Machado Pereira; Moutran,Andrea Regina Correa; Villa,Thais Rodrigues
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2014 EN
Relevância na Pesquisa
66.49%
To compare the preventive treatment benefits of amitriptyline and aerobic exercise or amitriptyline alone in patients with chronic migraine. Method Sixty patients, both genders, aged between 18 and 50 years, with a diagnosis of chronic migraine, were randomized in groups called amitriptyline and aerobic exercise or amitriptyline alone. The following parameters were evaluated: headache frequency, intensity and duration of headache, days of the analgesic medication use, body mass index (BMI), Beck Depression Inventory (BDI) and Beck Anxiety Inventory (BAI) scores. Results In the evaluated parameters, was observed decrease in headache frequency (p=0.001), moderate intensity (p=0.048), in headache duration (p=0.001), the body mass index (p=0.001), Beck Depression Inventory (p=0.001) and Beck Anxiety Inventory scores (p=0.001), when groups were compared in the end of third month. Conclusion In this study, the amitriptyline was an effective treatment for chronic migraine, but its efficacy was increased when combined with aerobic exercise.

Cardiovascular and autonomic modulation by the central nervous system after aerobic exercise training

Martins-Pinge,M.C.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 EN
Relevância na Pesquisa
66.48%
The autonomic nervous system plays a key role in maintaining homeostasis under normal and pathological conditions. The sympathetic tone, particularly for the cardiovascular system, is generated by sympathetic discharges originating in specific areas of the brainstem. Aerobic exercise training promotes several cardiovascular adjustments that are influenced by the central areas involved in the output of the autonomic nervous system. In this review, we emphasize the studies that investigate aerobic exercise training protocols to identify the cardiovascular adaptations that may be the result of central nervous system plasticity due to chronic exercise. The focus of our study is on some groups of neurons involved in sympathetic regulation. They include the nucleus tractus solitarii, caudal ventrolateral medulla and the rostral ventrolateral medulla that maintain and regulate the cardiac and vascular autonomic tonus. We also discuss studies that demonstrate the involvement of supramedullary areas in exercise training modulation, with emphasis on the paraventricular nucleus of the hypothalamus, an important area of integration for autonomic and neuroendocrine responses. The results of these studies suggest that the beneficial effects of physical activity may be due...

Efeito do exercício aeróbico e resistido no controle autonômico e nas variáveis hemodinâmicas de jovens saudáveis; Effect of resistance and aerobic exercise on the autonomic control and hemodynamic variables in health young individuals

Cal Abad, César Cavinato; Silva, Ricardo Severino da; Mostarda, Cristiano; Silva, Ivana Cinthya de Moraes da; Irigoyen, Maria Cláudia
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
A prática de exercícios aeróbicos e resistidos provoca ajustes agudos e crônicos distintos. Já foram documentadas diferenças hemodinâmicas e musculares entre os exercícios; todavia, quanto aos ajustes autonômicos, os estudos são escassos e controversos. O objetivo deste estudo foi analisar as adaptações hemodinâmicas e autonômicas após uma sessão de exercício aeróbico (30 minutos, bicicleta ergométrica) e resistido (três séries de 12 repetições para os principais grupamentos musculares), em indivíduos jovens e saudáveis. Para tanto, utilizamos medidas da pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC), cálculo do duplo produto e análise da variabilidade da FC (VFC) nos domínios do tempo e da frequência e a Plotagem de Poincaré. Neste protocolo, a FC durante o exercício aeróbico foi maior do que no resistido (153,32 ± 2,76 vs. 143,10 ± 3,38 bpm, respectivamente). O exercício aeróbico gerou aumento da PA sistólica durante o exercício (7,25 ± 1,97 mmHg). Já o exercício resistido provocou aumento tanto da PA sistólica quanto da diastólica durante sua execução (14,83 ± 1,53; 11,92 ± 1,69 mmHg, respectivamente). Não foi observada hipotensão pós-exercício para nenhuma das sessões. Ao comparar o exercício aeróbico com o resistido na fase de recuperação...

Acute Aerobic Exercise Increases Brain-Derived Neurotrophic Factor Levels in Elderly with Alzheimer's Disease

Melo Coelho, Flavia Gomes de; Vital, Thays Martins; Stein, Angelica Miki; Arantes, Franciel Jose; Rueda, Andre Veloso; Camarini, Rosana; Teodorov, Elizabeth; Santos-Galduroz, Ruth Ferreira
Fonte: IOS Press Publicador: IOS Press
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 401-408
ENG
Relevância na Pesquisa
66.61%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Processo FAPESP: 11/10051-6; Studies indicate the involvement of brain-derived neurotrophic factor (BDNF) in the pathogenesis of Alzheimer's disease (AD). Decreased BDNF levels may constitute a lack of trophic support and contribute to cognitive impairment in AD. The benefits of acute and chronic physical exercise on BDNF levels are well-documented in humans, however, exercise effects on BDNF levels have not been analyzed in older adults with AD. The aim of this study was to investigate the effects of acute aerobic exercise on BDNF levels in older adults with AD and to verify associations among BDNF levels, aerobic fitness, and level of physical activity. Using a controlled design, twenty-one patients with AD (76.3 +/- 6.2 years) and eighteen healthy older adults (74.6 +/- 4.7 years) completed an acute aerobic exercise. The outcomes included measures of BDNF plasma levels, aerobic fitness (treadmill grade, time to exhaustion, VO2, and maximal lactate) and level of physical activity (Baecke Questionnaire Modified for the Elderly). The independent t-test shows differences between groups with respect to the BDNF plasma levels at baseline (p = 0.04; t = 4.53; df = 37). In two-way ANOVA...

Aerobic Exercise, Diet, and Neurocognition among Individuals with High Blood Pressure

Smith, Patrick Josey
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Dissertação
Publicado em //2009
Relevância na Pesquisa
66.58%

In addition to the adverse effects of high blood pressure (HBP) on cardiovascular disease, HBP is also associated with increased risk of stroke, dementia, and neurocognitive dysfunction. Although aerobic exercise and dietary modifications have been shown to reduce blood pressure, no studies have examined the effects of a combined aerobic exercise and dietary intervention on neurocognition among individuals with HBP, a group at elevated risk for neurocognitive dysfunction. As part of a larger investigation, the ENCORE study, this study examined the effects of dietary modification alone and combined with aerobic exercise on neurocognitive function among individuals with HBP. One hundred twenty five individuals with high normal blood pressure were randomized to an aerobic exercise and dietary modification group (DASH + WM), dietary modification alone (DASH-A), or a usual care control group. Participants completed a battery of neurocognitive tests assessing executive function and vigilance at baseline and again following the four month intervention. Following the intervention, participants in the DASH + WM and DASH-A groups exhibited modest improvements in neurocognitive function relative to controls, and these changes appeared to be mediated by improved cardiovascular fitness and weight loss. A combined aerobic exercise and dietary intervention improves neurocognitive function among individuals with HBP.

; Dissertation

Aerobic exercise training revert pathologic cardiac hypertrophy and improves the diastolic function in obese Zucker rats; Treinamento físico aeróbio previne à hipertrofia cardíaca patológica e melhora a função diastólica em ratos Zucker obesos

Barretti, Diego Lopes Mendes; Carmo, Everton Crivoi do; Rosa, Kaleizu Teodoro; Irigoyen, Maria Claudia Costa; Oliveira, Edilamar Menezes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
A obesidade é uma patologia diretamente relacionada com o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Por outro lado, o treinamento físico aeróbio atenua o desenvolvimento da obesidade e promove benefícios cardíacos em obesos. Dessa forma, nosso objetivo foi investigar se a obesidade altera a função cardíaca e se sua associação com o treinamento físico aeróbio promove melhora na função cardíaca em ratos Zucker obesos. Os ratos Zucker foram divididos da seguinte forma: grupo magro (GM), grupo obeso (GO), grupo magro treinado (GMTR) e grupo obeso treinado (GOTR). O protocolo de treinamento aeróbio de natação foi realizado por um período de 10 semanas com cinco sessões semanais de 60 minutos de duração. A frequência cardíaca de repouso, a pressão arterial sistólica, a hipertrofia e função cardíaca foram avaliadas no final do período de treinamento físico. Ambos os grupos treinados apresentaram uma queda de 12% da frequência cardíaca de repouso, quando comparado com seus respectivos controles. Ainda, nossos resultados demonstraram que o treinamento aeróbio reduziu o aumento da massa cardíaca em 13% e melhorou a função diastólica na obesidade em 43%. Em conclusão, nossos dados demonstraram que o treinamento físico aeróbio reverteu os prejuízos cardíacos causados pela obesidade.; Obesity is profoundly involved in cardiovascular diseases. On the other hand...

Efeito do exercício aeróbico e resistido no controle autonômico e nas variáveis hemodinâmicas de jovens saudáveis; Effect of resistance and aerobic exercise on the autonomic control and hemodynamic variables in health young individuals

Cal Abad, César Cavinato; Silva, Ricardo Severino da; Mostarda, Cristiano; Silva, Ivana Cinthya de Moraes da; Irigoyen, Maria Cláudia
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
A prática de exercícios aeróbicos e resistidos provoca ajustes agudos e crônicos distintos. Já foram documentadas diferenças hemodinâmicas e musculares entre os exercícios; todavia, quanto aos ajustes autonômicos, os estudos são escassos e controversos. O objetivo deste estudo foi analisar as adaptações hemodinâmicas e autonômicas após uma sessão de exercício aeróbico (30 minutos, bicicleta ergométrica) e resistido (três séries de 12 repetições para os principais grupamentos musculares), em indivíduos jovens e saudáveis. Para tanto, utilizamos medidas da pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC), cálculo do duplo produto e análise da variabilidade da FC (VFC) nos domínios do tempo e da frequência e a Plotagem de Poincaré. Neste protocolo, a FC durante o exercício aeróbico foi maior do que no resistido (153,32 ± 2,76 vs. 143,10 ± 3,38 bpm, respectivamente). O exercício aeróbico gerou aumento da PA sistólica durante o exercício (7,25 ± 1,97 mmHg). Já o exercício resistido provocou aumento tanto da PA sistólica quanto da diastólica durante sua execução (14,83 ± 1,53; 11,92 ± 1,69 mmHg, respectivamente). Não foi observada hipotensão pós-exercício para nenhuma das sessões. Ao comparar o exercício aeróbico com o resistido na fase de recuperação...

Aerobic exercise intensity can be controlled by palpation of the radial artery DOI:10.5007/1980-0037.2010v12n3p186; Controle da intensidade do exercício aeróbio pela palpação da artéria radial DOI:10.5007/1980-0037.2010v12n3p186

Perez, Anselmo José; Universidade Federal do Espírito Santo; Dias, Kezia Donadia; Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, ES. Brasil; Carletti, Luciana; Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, ES. Brasil
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; ; Avaliado por Pares; experimental Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 28/03/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.59%
Heart rate (HR) during exercise has been used for the control of aerobic exercise intensity. Palpation is the most popular and accessible method for this purpose. The responses obtained in laboratory tests are used for field application and are suggested to be similar. The objective of this study was to correlate the HR measures obtained by palpation and with a heart rate monitor (HRM) in four sessions of aerobic exercise, and to compare the results obtained in the laboratory and in the field. Fifteen healthy young women underwent four sessions of aerobic training of 40 min each at a continuous load, including two sessions on a treadmill and two in the field (50-60% and 80-85% HRmax). During the sessions, HR was recorded minute-by-minute with an HRM (Polar Accurex) and measured at 10-minute intervals by pulse palpation. There were significant differences in ∆HR values obtained by palpation and with the HRM between exercise sessions performed on the track and in the laboratory. Strong correlations (r = 0.95) and moderate to strong (r = 0.73) correlations were observed between palpation and HRM in the four sessions. HR during exercise obtained by palpation was underestimated by no more than 5%, but there were no significant differences in mean absolute HR measured by HRM and palpation. For the same exercise intensity...