Página 1 dos resultados de 93 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Desenvolvimento profissional de professores de matemática do 2º ciclo do ensino básico : o insucesso escolar e estratégias para o minorar

Silva, Rosa Maria Fernandes
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
O insucesso escolar é um conceito abrangente que inclui quer a qualificação escolar, quer a qualificação social. Referindo-se ao fracasso escolar, o insucesso significa que o aluno não atingiu os objectivos mínimos requeridos para concluir com êxito uma etapa da sua escolaridade. De facto, é no insucesso escolar em matemática que o presente estudo se centra. Tendo por objectivos: (i) compreender a ligação entre o desenvolvimento profissional dos professores de Matemática, o insucesso escolar dos alunos do 2º ciclo nesta disciplina e as acções e preocupações dos pais a este nível e (ii) identificar acções para minimizar o insucesso escolar em Matemática. Pretendendo dar resposta aos objectivos deste estudo, fez-se um levantamento, das concepções de 20 professores de Matemática e 98 alunos do 2º ciclo, de três escolas EB 2/3, acerca do insucesso escolar em Matemática, suas causas e sugestões para o minorar. Indagaram-se igualmente as perspectivas de sete mães, na qualidade de Encarregados de Educação desses alunos, acerca da Matemática e sobre os seus comportamentos perante a situação do(a) filho(a) relativamente à disciplina de Matemática. Para tal, foram utilizados três instrumentos de recolha de informação...

Intuições e aprendizagem de probabilidades : uma proposta de ensino de probabilidades no 9.º ano de escolaridade

Fernandes, José António
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //1999 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
A investigação realizada compõe-se de dois estudos: (1) um primeiro ‘Estudo sobre intuições probabilísticas’, em que se identificaram e caracterizaram intuições probabilísticas de alunos do 8º ano e do 11º ano, e (2) um segundo ‘Estudo sobre o ensino de probabilidades’, em que se concebeu, implementou e avaliou uma experiência de ensino contemplando as intuições probabilísticas em alunos do 9º ano, por comparação com um ensino tradicional. No primeiro estudo, formularam-se as três seguintes questões de investigação: 1. Que intuições probabilísticas possuem alunos do 8º ano de escolaridade comparativamente com alunos do 11º ano de escolaridade? 2. Há diferenças nas respostas correctas em relação às variáveis ano escolar, desempenho em matemática, sexo, ensino de probabilidades e interpretação do conceito de probabilidade, entre alunos do 8º ano e/ou do 11º ano de escolaridade? 3. Há diferenças na confiança nas respostas, em relação às variáveis ano escolar, desempenho em matemática, sexo e ensino de probabilidades, entre alunos do 8º ano e/ou do 11º ano de escolaridade? Tendo por referência estas questões de investigação, verificou-se que os alunos de ambos os anos escolares revelaram intuições mais limitadas e primitivas nas probabilidades em experiências compostas (e.g....

A WebQuest no ensino da matemática : aprendizagem e reacções dos alunos do 8º ano de escolaridade

Guimarães, Daniela Eduarda da Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/03/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Tese Mestrado em educação; O presente estudo tira partido das Novas Tecnologias ao dispor da Sociedade, no auxílio de práticas lectivas capazes de suscitarem interesse e aprendizagem nos alunos. Utilizou-se a World Wide Web, desenvolvendo-se uma WebQuest de longa duração com 8 sessões de 45 minutos, na área da Matemática, para o 8º ano, no capítulo dos “Polinómios”. O estudo implementado visou investigar acerca da possibilidade da utilização da WebQuest como forma de ensino alternativo e válido - solicitando-se a elaboração de um portefólio e uma apresentação em PowerPoint como síntese à turma - comparativamente com o ensino ministrado pelo professor e o ensino ministrado pelo professor e complementado com um trabalho em PowerPoint. Assim, utilizaram-se três grupos: grupo WQ, com 24 sujeitos, que utilizou a WebQuest; grupo A, constituído por 23 sujeitos, com ensino ministrado apenas pelo professor; e grupo B, com 22 sujeitos, com ensino através do professor e com a realização de um trabalho em PowerPoint. Devido às características do estudo e uma vez que as turmas já estavam formadas no início do ano lectivo, desenvolveu-se um estudo de tipo quasi-experimental. Para a sua consecução, foram utilizados vários instrumentos de recolha de dados...

A WebQuest na sala de aula de Matemática : um estudo sobre a aprendizagem dos “Lugares Geométricos” por alunos do 8º ano

Cruz, Ivete
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 04/07/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação Mestre em Educação; Este estudo descreve uma experiência que envolveu a aplicação de uma WebQuest, criada e desenvolvida pela investigadora, relacionada com a unidade “Lugares Geométricos” do programa do 8º ano de escolaridade, tendo como personagem principal o Harry Potter. Esta WebQuest, de longa duração, foi elaborada com o objectivo de aquisição e aplicação dos conhecimentos desta unidade, implicando que cada díade fizesse o seu portefólio com as actividades propostas ao longo das sessões. Os objectivos deste estudo centraram-se em: (a) analisar, na perspectiva do aluno e na da professora, as motivações para aprender no ambiente tecnológico com recurso à WebQuest; (b) verificar se e como se processam as relações de cooperação e de colaboração entre os elementos; (c) identificar se, como, quando e porquê as atitudes mudam ao longo da actividade e (d) verificar se a WebQuest fomenta a motivação e o gosto pela disciplina e se vai de encontro às expectativas e gostos dos alunos. Tendo em consideração os objectivos do estudo optou-se por desenvolver um estudo de caso. Para a recolha de dados utilizaram-se os instrumentos: guião de observação das sessões, questionários e entrevistas semi-estruturadas. Foram também analisados os portefólios elaborados pelos alunos...

A integração das TIC nas aulas de matemática : perspectivas de um grupo de professores do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico

Sousa, Sílvia Cristina da Costa e
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 08/11/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação mestrado; A Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) são as ferramentas chave da sociedade em que hoje vivemos, a Sociedade de Informação. Se a sua utilização nos mais diversos sectores da sociedade é já uma realidade, no dia-a-dia escolar a sua presença é ainda pouco assídua. Constrangimentos diversos servem de álibi para esta situação: falta de formação dos professores, falta de recursos materiais, muitos alunos por turma, ... Vários projectos foram lançados ao longo de mais de 20 anos para a integração das TIC na escola. Quisemos, com este estudo saber, que impacto tiveram estas iniciativas e os diversos estudos que defendem a integração do computador no processo ensino - aprendizagem da Matemática e de que forma esta integração está a ser feita nas aulas de Matemática, do ensino básico. Participaram neste estudo 202 professores de Matemática dos três ciclos do ensino básico. Os dados foram recolhidos através de um questionário aplicados aos professores. Os resultados parecem indicar que os professores consideram as TIC vantajosas para o ensino da Matemática mas pouco as utilizam com os alunos. Frequentam bastantes acções de formação nesta área, mas de âmbito generalista. Poucos têm formação na utilização das TIC na aula de Matemática. Sugere-se...

Funções e cálculadoras gráficas : análise de algumas inferências erróneas

Gomes, Paula Cristina da Costa
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 03/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Tese mestrado em matemática, área de especialização em ensino; O principal objectivo desta tese é o de clarificar, através de um estudo sistemático, as variadas implicações para o ensino das funções reais de variável real do tratamento do conjunto dos números reais como conjunto finito, discreto e limitado que a calculadora gráfica nos oferece. Os actuais programas do Ensino Secundário de Matemática prevêem a utilização de calculadoras gráficas não apenas como meros instrumentos de cálculo que devem estar à 0disposição dos alunos mas, sobretudo, como meios de incentivo ao espírito de pesquisa. Defendem, esses programas, que a formalização e a estruturação do conhecimento matemático enquanto sistema dedutivo não são pontos de partida mas sim metas a atingir com a ajuda, em particular, de meios tecnológicos. As máquinas de calcular afirmam-se como instrumentos didácticos indispensáveis na concretização de objectivos gerais fundamentais da aprendizagem da Matemática, mas também na concretização de competências específicas do ensino de determinados tópicos. De facto, a utilização das calculadoras gráficas nas salas de aula pode permitir a resolução de problemas mais realísticos...

Influência do exame nacional do 9.º ano de escolaridade nas práticas de ensino e de avaliação em matemática

Rosário, Marília André do
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/07/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de Mestrado em Educação - Área de Especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino da Matemática; Este estudo teve como principal objectivo avaliar a influência do Exame Nacional de Matemática do 9.º ano, quer nas práticas de ensino, quer nas práticas de avaliação. Neste sentido estabelecerem-se as seguintes questões de investigação: 1. Quais os efeitos do Exame Nacional de Matemática do 9.º ano (avaliação externa) nas práticas de ensino e de avaliação dos professores (avaliação interna)?; 2. Como explicam os professores possíveis discrepâncias entre as práticas de avaliação externa e as práticas de avaliação interna?; 3: Como analisam os professores os resultados dos seus alunos no Exame Nacional do 9.º ano? Através de uma metodologia qualitativa, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas a um conjunto de quinze professores de Matemática de escolas diferentes do distrito do Porto. A partir da análise de conteúdo do discurso dos professores (bem como de materiais pedagógicos usados pelos mesmos), procurou-se estudar os efeitos, a posteriori , da introdução da “avaliação externa” nas práticas avaliativas e pedagógicas. O estudo teve como principais referentes teóricoconceptuais a literatura científica...

A escola virtual na prendizagem e no ensino da matemática : um estudo de caso no 12º ano

Santos, Maria Idalina Lourido Figueiredo dos
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 06/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.59%
Dissertação mestrado Educação, área de Especialização Tecnologia Educativa; A integração das Tecnologias de Informação e Comunicação no processo de ensino-aprendizagem promove novas formas de aprender, de ensinar e de pensar. O emergir de novos ambientes na educação propicia a que os intervenientes assumam novos papeis e encarem a Escola sob uma perspectiva diferente. No âmbito da presente dissertação de mestrado, desenvolveu-se um estudo com o objectivo de analisar o impacto da integração de uma plataforma de gestão de aprendizagem – Escola Virtual – na aprendizagem e no ensino da Matemática, em ambiente de sala de aula e extra aula. O estudo realizado foi um estudo de caso. A investigação decorreu na ES/3 de Carvalhos, durante seis meses, no contexto da disciplina de Matemática do 12º ano e envolveu 51 alunos de dois grupos e 2 professoras, sendo uma delas a investigadora. Para a recolha de dados foram desenvolvidos os seguintes instrumentos: Ficha de Identificação, um Questionário sobre Preferências de Aprendizagem e Questionário de Opinião. A análise dos dados obtidos permitiu concluir, que a utilização da Escola Virtual influenciou de modo positivo a motivação dos alunos e facilitou a compreensão dos conteúdos leccionados. No que concerne às professoras...

Os registos gráficos das crianças no jardim de infância e a aprendizagem da matemática

Maia , João José Gramaxo de Sampaio
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 21/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Tese de Doutoramento em Educação - Área do Conhecimento em Metodologia do Ensino da Matemática; O objectivo deste trabalho foi o estudo da evolução dos registos gráficos produzidos pelas crianças no jardim de infância e a importância dessa evolução nas aprendizagens matemáticas conceptuais e representativas realizadas durante desse período. Levantaram-se três questões fundamentais às quais se tentou responder: – À medida que as crianças de um grupo de jardim de infância vão usando, nos seus registos gráficos, representações cada vez mais complexas, eventualmente, criando algumas, de que forma essas representações se vão organizando e estruturando, ao longo do tempo de permanência das crianças no jardim de infância? – Que relação existe entre essas representações gráficas, em especial as criadas pelas crianças, e a linguagem matemática, em particular a sua aprendizagem? – A crescente complexidade e eventual estruturação dessas representações têm influência na aprendizagem dos conceitos matemáticos que a criança vai adquirindo enquanto frequenta o jardim de infância? O enquadramento teórico incluiu uma abordagem geral ao tema “aprendizagem” e aos modelos pedagógicos construtivistas actuais. Centrou-se depois na análise dos temas matemáticos tratados no jardim de infância...

Ensino da estocástica no 6.º ano de escolaridade : opções metodológicas e dificuldades sentidas pelos professores; Teaching of stochastics in the 6th grade : methodological options and difficulties felt by teachers

Nunes, Alexandra Raquel da Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 23/04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de Mestrado em Estudos da Criança - Área de Especialização em Ensino e Aprendizagem da Matemática; Os objectivos do presente estudo são caracterizar o ensino implementado, identificar e compreender as opções metodológicas e as dificuldades sentidas pelos professores no ensino da unidade de Estatística do 6.º ano de escolaridade. Neste sentido, procura-se dar resposta às seguintes questões: (1) Como se caracteriza o ensino da estocástica implementado em salas de aula de Matemática do 6.º ano de escolaridade?; (2) Quais as razões que explicam as opções dos professores no ensino da unidade de Estatística do 6º ano de escolaridade?; (3) Quais as dificuldades sentidas pelos professores em estocástica? O estudo insere-se num paradigma de investigação qualitativa, adoptou-se uma metodologia de estudo de caso e nele participaram três professores do 2.º ciclo do ensino básico que leccionavam a disciplina de Matemática numa mesma escola. Como métodos de recolha de dados, recorreu-se à observação e registo em vídeo das aulas em que os professores leccionaram a unidade de Estatística do 6.º ano de escolaridade, a uma grelha de observação de aulas e a duas entrevistas semi-estruturadas...

Impacto da utilização de um ambiente de geometria dinâmica no ensino-eprendizagem da geometria por alunos do 4.º ano do 1.º ciclo do ensino básico

Bravo, Fernando José de Barros
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 30/03/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Ensino Aprendizagem da Matemática); Actualmente o computador é visto, no meio escolar, como um instrumento incontornável de trabalho, pesquisa, análise e troca de informações (Battista, 2000; Goldenberg, 2000; Miskluin et al., 2005; Papert, 1998; Ponte, 1988). Os ambientes de geometria dinâmica (AGD) podem constituir-se como ferramentas fundamentais para a descontextualização do processo de raciocínio dos alunos. Com o intuito de tentar perceber qual seria a contribuição de um AGD para esse processo de descontextualização, em alunos dos primeiros anos de escolaridade, foi realizado um estudo com crianças de nove anos, alunos do 4º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico, que teve como ponto de partida o problema de saber qual seria o impacto que a utilização de um AGD teria no ensino-aprendizagem da geometria, ao nível do ano de escolaridade referido. No âmbito da problemática geral enunciada, foram identificadas três questões a investigar: a) Que concepções revelam alunos do 4º ano de escolaridade relativamente à matemática em geral e à geometria em particular? b) Que competências manifestam alunos do 4º ano de escolaridade decorrentes da utilização de um AGD? c) Que dificuldades revelam alunos do 4º ano de escolaridade quando utilizam um ambiente de geometria dinâmica para resolver questões de geometria? Foi realizado um estudo de caso de natureza qualitativa com alunos de uma turma do 4º ano. Para a recolha de dados empíricos foram usadas tarefas...

Laboratórios virtuais de matemática como um espaço de apoio à actividade do professor do século XXI : um estudo de caso

Simões, Maria Manuela de Abreu Ferreira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 06/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Tese de doutoramento em Educação (área de conhecimento em Metodologia da Matemática); Neste tempo intensamente tecnológico e globalizado, uma questão de fundo é a de como viver com tecnologia, e em particular com as tecnologias da informação e da comunicação, tirando delas o melhor partido. Os sistemas educativos, imersos numa sociedade, ela própria, em transformação profunda, vêm-se compelidos a adquirir uma compreensão mais alargada do significado e potencialidades da dimensão virtual que a Internet nos possibilita. O propósito deste estudo, no entanto, não é o de uma investigação sobre tecnologia, mas sim sobre a sua utilização para apoiar o pensamento, o ensino e a aprendizagem da Matemática, e de uma forma mais geral as diferentes dimensões da actividade profissional de um professor de Matemática, cidadão desta Sociedade da Informação, educador dos seus alunos, parceiro e formador de outros professores. Nesta perspectiva foram definidas as linhas orientadoras da presente investigação, através da formulação das seguintes questões: - Como vive um professor de Matemática enquanto profissional da educação e cidadão da Sociedade da Informação a intrusão no seu dia-a-dia de todo o arsenal tecnológico? - Como poderá o espaço virtual...

O trabalho colaborativo como meio de desenvolvimento do conhecimento didáctico de professores de Matemática no tema de Análise Combinatória

Carvalho, Bárbara Vilamarim do Alvar
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino da Matemática); Neste estudo investigou-se o impacto do trabalho colaborativo no desenvolvimento do conhecimento didáctico em Combinatória de duas professoras, centrado nas duas questões de investigação seguintes: 1. O trabalho colaborativo é facilitador da promoção de uma atitude reflexiva e investigativa dos professores, face às dificuldades apresentadas pelos alunos em Combinatória?; e 2. De que forma o trabalho colaborativo se reflecte no desenvolvimento do conhecimento didáctico dos professores em Combinatória? Na investigação realizada adoptou-se uma metodologia de estudo de caso (Bogdan & Biklen, 1994; Ponte, 1994; Yin, 2005), em que Maria e Margarida constituíram os casos estudados e a investigadora assumiu um papel de ―observadora participante‖. A recolha de dados efectuou-se entre Setembro e Dezembro de 2008 e foi feita através de duas entrevistas às professoras – uma antes e outra depois da leccionação da Combinatória, notas de campo, registos escritos produzidos pelas participantes e da observação de aulas e das sessões de trabalho. Nas sessões de trabalho, num total de 14 e com uma duração média de duas horas...

A resolução de problemas que envolvem a generalização de padrões em contextos visuais : um estudo longitudinal com alunos do 2.º ciclo do ensino básico

Barbosa, Ana Cristina Coelho
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 02/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (área de conhecimento em Matemática Elementar); A resolução de problemas constitui uma capacidade matemática fundamental e simultaneamente uma abordagem privilegiada para a aprendizagem de diversos conceitos, representações e procedimentos matemáticos. É, por isso, preocupante o insucesso apresentado pelos nossos alunos, no que refere à resolução de problemas, tanto nas aulas de Matemática como em estudos de avaliação nacionais e internacionais. As tarefas que envolvem a exploração de padrões proporcionam um maior envolvimento dos alunos na actividade matemática, promovendo a utilização de um raciocínio organizado, baseado na formulação e teste de conjecturas, na generalização e na argumentação, o que pode contribuir para que melhorem a capacidade de resolver situações problemáticas. Por outro lado, é fundamental na resolução de problemas que os alunos apresentem um raciocínio flexível, sendo capazes de compreender e utilizar diferentes tipos de estratégias, quer visuais quer analíticas. No entanto, a componente visual é frequentemente negligenciada nas aulas de Matemática, fazendo com que os alunos privilegiem contextos numéricos. Neste sentido...

O conhecimento matemático e didáctico, com incidência no pensamento algébrico, de professores do primeiro ciclo do ensino básico : que relações com um programa de formação contínua?

Cardoso, Maria Teresa Pimentel
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 08/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (área de conhecimento em Matemática Elementar); Este estudo centra-se num programa de formação contínua em Matemática para professores do 1.º ciclo do Ensino Básico lançado em Portugal a partir de 2005 e procura compreender a influência da dinâmica da formação em quatro professores participantes. Em particular, pretendia-se investigar o impacto do programa no seu conhecimento matemático e didáctico, com incidência no pensamento algébrico, nas suas perspectivas sobre a matemática e o seu ensino e aprendizagem e nas atitudes e aprendizagens dos alunos envolvidos. Estes professores foram acompanhados durante dois anos na sua actividade profissional no contexto da sua frequência do programa de formação numa Escola Superior de Educação e, durante o segundo ano, foi-lhes sugerido o tema do pensamento algébrico para ancorarem o seu trabalho autónomo, já que, entre outros factores, era um tema com fortes potencialidades no ensino e aprendizagem da matemática e que estes professores não dominavam visto não fazer parte dos conteúdos do Programa de Matemática em vigor. Trata-se de uma investigação de natureza qualitativa e interpretativa, concretizada na modalidade de estudo de caso longitudinal de quatro professores. Privilegiou-se uma recolha de dados com base em entrevistas...

Aprendizagem da Matemática em ambientes online

Pereira, Rosa Maria Almeida
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 23/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Ensino e Aprendizagem da Matemática); No sentido de se apreciarem indicadores das implicações do uso de ambientes online na aprendizagem da Matemática, o estudo desenvolveu-se em torno de três temas fundamentais: a influência dos ambientes online no processo e nos resultados de aprendizagem em Matemática; o nível de satisfação dos alunos quando utilizam um ambiente online no apoio à aprendizagem da Matemática e o tipo de interacção que os alunos desenvolvem quando utilizam os ambientes online na resolução de problemas. O estudo decorreu numa escola do distrito do Porto com alunos do 5.º Ano, do 2.º Ciclo do Ensino Básico (2.ºCEB), durante o 2.º e 3.º período do ano lectivo 2006/2007. A parte experimental do estudo relativamente à influência dos ambientes online no processo e nos resultados de aprendizagem em Matemática desenvolveu-se no ambiente de sala de aula. Nos procedimentos experimentais participaram 73 alunos do 5.º ano de escolaridade que constituíam 3 turmas completas, em que duas das turmas integraram os grupos experimentais e a outra turma integrou o grupo de controlo. Nas turmas experimentais foram administradas tarefas desenvolvidas na plataforma moodle...

A compreensão da divisão partitiva nas crianças do pré-escolar

Silva, Maria Amália de Oliveira e
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Ensino e Aprendizagem da Matemática); Esta dissertação pretende perceber como as crianças de 4 e 5 anos entendem as relações lógicas da divisão partitiva de quantidades discretas. Procurou-se saber como as crianças pequenas compreendem a relação inversa entre divisor e quociente, quando o dividendo se mantém constante; e ainda, como entendem a divisão de quantidades discretas em partes iguais. Este estudo incidiu num grupo de crianças de 4 e 5 anos de Jardins de Infância do concelho de Esposende, Braga. As crianças realizaram tarefas de divisão partitiva de quantidades discretas envolvendo conjuntos de 12 e 24 unidades. Os dados foram recolhidos a partir de entrevistas individuais, estruturadas, tendo-se recorrido à gravação áudio e vídeo. Utilizou-se uma metodologia quantitativa na análise dos dados. Esta análise centrou-se nas estimativas das crianças para o quociente nas divisões, nos procedimentos por elas utilizados, nas suas justificações e nos desempenhos por elas apresentados. Os resultados indicam que as crianças de 4 e 5 anos conseguem efectuar estimativas para o quociente quando varia o divisor e o dividendo se mantém constante. Nestas condições...

Histórias com problemas e a sua ligação à promoção da numeracia e da literacia no 1.º ciclo do ensino básico

Sardinha, Fátima
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 07/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (área de especialização em Matemática Elementar); As “histórias com problemas” constituem parte de uma estratégia de ensino que visa a formulação e a resolução de problemas e que, através de uma metodologia específica, deverá permitir a integração da matemática com a língua materna e o desenvolvimento significativo de competências de ambas as áreas. Este estudo analisa a implementação desta estratégia de ensino que agrega os conhecimentos da Matemática à Língua Portuguesa, no sentido da promoção de uma educação para a numeracia e para a literacia no 1.º Ciclo do Ensino Básico. São discutidos estudos realizados no âmbito da promoção e da avaliação de competências a nível internacional e nacional e apresentadas definições fulcrais para a compreensão deste método de ensino, nomeadamente ao nível da resolução e formulação de problemas e da construção de histórias, bem como de outros conceitos relativos à integração. Os dados, recolhidos numa observação longitudinal, foram analisados de acordo com um conjunto de questões a que pretendíamos dar resposta. As observações realizaram-se em contexto extra-lectivo e a implementação do método contou com a participação de dois grupos de alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico. O estudo dividiu-se em duas intervenções que ocorreram durante dois anos lectivos consecutivos. No primeiro ano lectivo...

Explorando padrões nos 1º e 2º ciclos do ensino básico : uma experiência em sala de aula

Silva, Joana Andreia Malheiro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino do 1.º 2.º Ciclo do Ensino Básico; Este projeto centrado no tópico “Regularidades” procura compreender os efeitos de uma abordagem aos padrões em alunos dos 2.º e 6.º anos de escolaridade do Ensino Básico, analisando como estes exploram, trabalham e entendem as regularidades. Deste modo, procurar-se-á responder às seguintes questões: 1) Que tipos de tarefas se conseguem explorar na resolução de problemas envolvendo padrões matemáticos, em contexto de sala de aula? 2) Que tipos de estratégias foram usados pelos alunos na resolução de problemas envolvendo padrões matemáticos? 3) Quais foram as dificuldades e as facilidades sentidas pelos alunos na realização de problemas sobre padrões matemáticos? Adotou-se uma metodologia de investigação qualitativa em ambos os ciclos, sendo que no 1.º Ciclo recorreu-se ao estudo de casos múltiplos. Em ambos os casos foi desenvolvida uma intervenção com características do modelo de investigação-ação. A recolha de dados recaiu sobre gravação com vídeo das aulas, fotografias dos trabalhos dos alunos, anotações escritas do investigador e fichas de trabalho e testes realizados pelos alunos. Os resultados revelam que as crianças do 1.º Ciclo foram capazes de continuar...

Ensinar números racionais no 1º CEB : uma experiência com alunos do 4º ano em período de transição de documentos curriculares

Fernandes, Magda Sofia Lourenço
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Ensino e Aprendizagem da Matemática); Este estudo procura perceber como as crianças no final do 1.º Ciclo constroem o conceito de número racional quando este é trabalhado nos significados quociente, parte-todo, operador e medida, após terem sido previamente expostas a um contacto com o Programa de matemática tradicional. Para tal, procurar-se-á entender: como os alunos compreendem a representação, a ordenação e a equivalência de fração em cada um dos significados; e como estes articulam os diferentes modos de representação de um número racional nestes significados. A metodologia adotada é de natureza qualitativa, de tipo de estudo de caso, tendo sido realizados seis estudos de caso. Para foco dos estudos de caso foram selecionados alunos com 9 e 10 anos. O investigador deste estudo é igualmente o professor da turma. A recolha de dados recorreu a técnicas como observação com registos vídeo e áudio, registos escritos dos alunos e notas de campo. Os alunos em estudo realizaram uma trajetória de aprendizagem de 12 sessões, onde tiveram contacto com tarefas envolvendo números racionais com diferentes significados e diferentes representações. Os dados do estudo permitem caracterizar o desenvolvimento da compreensão do número racional realizado pelos alunos com esta trajetória...