Página 1 dos resultados de 564 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Condomínios empresariais nas áreas metropolitanas do Estado de São Paulo: produção imobiliária e localização da indústria; Business condominiums in the metropolitan areas of São Paulo: production of real estate and loation of the industry

Finatti, Rodolfo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
Os condomínios empresariais são produtos imobiliários do período contemporâneo capazes de influenciar a decisão locacional de atividades econômicas, em especial, indústria e serviços. Esta dissertação tem como objetivo permitir a compreensão da relação entre a produção imobiliária e a localização industrial. Com base em entrevistas com agentes imobiliários responsáveis por estes empreendimentos e representantes de empresas que se instalaram nos condomínios, foi possível analisar alguns aspectos desta relação. A necessidade de caracterizar este fenômeno exigiu o monitoramento da produção e dispersão dos condomínios empresariais nas áreas metropolitanas do Estado de São Paulo, que permitiu ser feito seu mapeamento, bem com a elaboração de sua definição, classificação e periodização. Estes empreendimentos são expressão de um novo processo no que tange à localização de indústrias, pois implica considerar o agente imobiliário, interessado em influenciar estas decisões, diferentemente de momentos anteriores, quando estavam alicerçadas apenas no âmbito microeconômico ou a partir da ação do Estado. Participando deste processo, os condomínios intensificam o uso corporativo do território...

A perspectiva do lazer entre lideranças sindicais das áreas metropolitanas de São Paulo e de Lisboa

Goncalves Junior, Luiz; Mizuno Lemos, Fabio Ricardo; Correa, Denise Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 443-455
POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
We intended, in this study, to understand the sense of the leisure, due to the new work relationships in times of globalization, for syndical leaders that act in entities of metropolitan areas of São Paulo (Brazil) and Lisbon (Portugal). The methodology used was Phenomenology, Situated Phenomenon. Based on the data originated in the interviews, we established the following thematic categories: A) The request for the reduction of the work day, B) Actions related to the use of the leisure, C) Leisure as recovery for the work. We consider that in the globalization times, after diverse conquests of the workers, unhappily, we have attended in the last few decades, increasing precariousness of rights of the workers in the two searched countries, generating unreliability of the worker ahead of the experience of its work and of its leisure in independent way, it exempts, creative, significant and humanized.; Pretendemos, neste estudo, compreender qual o sentido do lazer, diante das novas relações de trabalho em tempos de globalização, para líderes sindicais que atuam em entidades das áreas metropolitanas de São Paulo/Brasil e de Lisboa/Portugal. A metodologia adotada foi a Fenomenologia, Fenômeno Situado. Com base nos dados originados nas entrevistas...

Poluição do ar por veículos automotores e tipos de tempo em áreas metropolitanas: a elaboração de um roteiro metodológico

Heiber, Rafael Figueiredo Duarte
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 114 f. : il., mapas, gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.59%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Geografia - IGCE; A sociedade contemporânea sofre intensos efeitos negativos e degradantes causados pela emissão de substâncias diversas na atmosfera. Doenças, redução das aptidões físicas, desconforto térmico, transformação de paisagens e mudanças climáticas que envolvem escalas do nível local ao global são apenas alguns exemplos da ação dos poluentes atmosféricos. Na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), expoente maior das áreas metropolitanas na América do Sul, o uso intenso dos veículos, congestionamentos e grandes percursos no espaço intra-urbano induzem episódios de grande poluição do ar. Nesta pesquisa é desenvolvido e apresentado um roteiro metodológico, baseado no paradigma do ritmo climático, para o estudo da poluição do ar causada por veículos automotores em áreas metropolitanas, confrontando episódios de intensa poluição e os tipos de tempo reinantes com uso da técnica de análise rítmica. O roteiro metodológico, aplicado à Região Metropolitana de São Paulo, com dados da estação Ibirapuera (CETESB) nos invernos de 2001, 2002, 2003 e 2004, mostrou que os episódios representativos de intensa poluição por monóxido de carbono (CO)...

Comparação de metodologias de análise espacial para definição de zonas urbanas homogéneas

Ramos, Rui A. R.; Silva, Antônio Nélson Rodrigues da; Miranda, Vasco Peixoto
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2004 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O objectivo desta comunicação é apresentar uma comparação entre duas abordagens para delimitação de Áreas urbanas homogéneas que se baseiam na hipótese de que a densidade populacional, na ausência de outras medidas que descrevam os movimentos dos indiví­duos, permite avaliar, ainda que indirectamente, o ní­vel de actividade e dinâmica do território. A primeira abordagem recorre a técnicas de Análise Exploratória de Dados Espaciais para delimitar regiões a partir de zonas que podem ser consideradas como uniformes, relativamente à  variável analisada. A outra abordagem recorre à  atribuição de um í­ndice, resultante do seu ranking relativamente à  variável em análise num contexto espacial, tanto local como nacional, a cada uma das zonas censitárias. O í­ndice obtido varia entre 0 e 1 e é mais próximo da unidade quando a zona é relevante tanto ao nível local como ao nível nacional e vai reduzindo de valor conforme a zona vai perdendo importância em qualquer dos níveis. Assim, pela análise do índice obtido para cada zona e pela agregação de áreas vizinhas com índice elevado é possível delimitar regiões consideradas uniformes. O caso de estudo aqui descrito, conduzido para Portugal Continental permite comparar a implementação das duas metodologias. Os dados adoptados nas análises espaciais correspondem à distribuição decorrente dos dados populacionais dos Censos de 2001. Para a região em estudo é feita uma primeira análise espacial considerando a freguesia...

Comparação entre metodologias para a definição de zonas urbanas homogéneas mediante uma aplicação ao noroeste de Portugal

Miranda, Vasco Peixoto; Ramos, Rui A. R.
Fonte: Associação Portuguesa de Geógrafos Publicador: Associação Portuguesa de Geógrafos
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /10/2004 POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
Um dos problemas que se coloca às actuais políticas de planeamento e ordenamento do território é a existência de aglomerações urbanas cujos limites territoriais não correspondem à divisão administrativa estabelecida. Estas aglomerações ultrapassam os limites administrativos de uma cidade/município, correspondendo frequentemente a um agrupamento de municípios vizinhos. São muitos os problemas associados ao Planeamento e Ordenamento do Território que advêm desta forma de organização espacial que não coincide com as delimitações administrativas instituídas e daí a necessária preocupação com a delimitação destas conurbações ou áreas metropolitanas. As metodologias desenvolvidas com este objectivo variam em termos de dados de base utilizados e de métodos de cálculo, conduzindo a diferentes resultados. O objectivo desta comunicação é apresentar uma comparação entre duas metodologias para a definição de zonas urbanas homogéneas que se baseiam na hipótese de que a densidade populacional, na ausência de outras medidas que descrevam os movimentos dos indivíduos, permite avaliar, ainda que indirectamente, o nível de actividade e dinâmica do território. A primeira metodologia recorre a técnicas de Análise Exploratória de Dados Espaciais (Exploratory Spatial Data Analyses - ESDA) e a segunda metodologia recorre à atribuição de um índice...

Exclusão social nas áreas metropolitanas: alguns indicadores estatísticos de enquadramento comparativo

Pegado, Elsa; Gonçalves, Helena Seita; Saleiro, Sandra Palma
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/1999 POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Tendo como quadro de referência a problemática da exclusão social nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto (AM), procura-se traçar o cenário onde se configuram esses fenómenos recorrendo a alguns indicadores das estatísticas oficiais. A caracterização geral das populações e respectivas condições de vida aqui apresentada segue uma lógica duplamente comparativa - temporal e espacial. Por um lado, analisa-se a evolução dos indicadores seleccionados a partir de 1981 nos vários níveis territoriais em questão. Por outro lado, compara-se a situação das AM uma com a outra e com a do país e a situação dos concelhos centrais - Lisboa e Porto - com a dessas AM.; Taking the issue of social exclusion in the Lisbon and Oporto Metropolitan Areas (AM’s) as its reference framework, the article seeks to use a number of official statistical indicators in order to describe the scenario in which this phenomenon occurs. The overall characterization of the populations concerned and their respective living conditions obeys a twin comparative logic which addresses both temporal and spatial factors. On the one hand it analyses the evolution of the chosen indicators at the various territorial levels in question from 1981 onwards. On the other it compares the situation in each of the two AM’s with each other...

Violência e insegurança urbana: um fenómeno em crescimento ou em transformação? O caso da Área Metropolitana de Lisboa

Ferreira, Eduardo Viegas
Fonte: CET - Centro de Estudos Territoriais Publicador: CET - Centro de Estudos Territoriais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2003 POR
Relevância na Pesquisa
46.24%
Neste artigo é discutida e analisada, de forma necessariamente sucinta, a relação existente entre a violência urbana e a insegurança revelada nas grandes áreas metropolitanas, tendo em consideração os principais factores que parecem estar subjacentes a essa relação. Tendo como referência alguns dados empíricos disponíveis sobre a área metropolitana de Lisboa, é ainda analisada a evolução recente destes dois fenómenos, bem como um conjunto de estratégias de prevenção que têm vindo a ser desenvolvidas ou que poderão vir a ser accionadas num futuro próximo por forma a atenuar a insegurança que é revelada por um elevado número de actores urbanos.

Os Municípios e as Entidades Metropolitanas no Desenvolvimento Local e Regional: Análise Comparativa entre as Áreas Metropolitanas de Lisboa e Barcelona

Marques, Bruno Pereira
Fonte: Associação Portuguesa de Geógrafos e Universidade de Évora Publicador: Associação Portuguesa de Geógrafos e Universidade de Évora
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
Marques, B.P. (2013) "Os Municípios e as Entidades Metropolitanas no Desenvolvimento Local e Regional: Análise Comparativa entre as Áreas Metropolitanas de Lisboa e Barcelona", in Atas do IX Congresso da Geografia Portuguesa, ApGeo e UÉvora, Évora, pp. 640-645, ISBN 978-972-99436-6-9; O presente texto representa o projecto de Dissertação de Doutoramento em Estudos Urbanos. O nosso objecto de estudo passará pela análise comparativa dos processos de desenvolvimento local à escala metropolitana em Lisboa e Barcelona. Os principais objectivos deste trabalho passam por analisar e compreender as vantagens competitivas que os poderes políticos locais e metropolitanos têm em relação ao Estado Central no que se refere à criação de condições favoráveis à produtividade e competitividade das empresas; analisar novas formas de participação política democrática, nomeadamente no que se refere à governança territorial, entendida como a gestão dos assuntos públicos, em articulação com associações de cidadãos e as suas organizações, numa perspectiva abrangente de convergência entre os interesses do Estado e dos seus cidadãos; comparar dois modelos diferentes de organização metropolitana e debater a sua aplicação à realidade portuguesa e...

O Planeamento Estratégico Territorial como um Instrumento de Apoio ao Desenvolvimento Local e Regional. Algumas reflexões no âmbito do Trabalho de Projecto de Mestrado

Marques, Bruno Pereira
Fonte: Associação Portuguesa de Geógrafos Publicador: Associação Portuguesa de Geógrafos
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.24%
MARQUES, B.P. (2011) "O Planeamento Estratégico Territorial como um Instrumento de Apoio ao Desenvolvimento Local e Regional. Algumas reflexões no âmbito do Trabalho de Projecto de Mestrado", in Atas do VIII Congresso da Geografia Portuguesa, Lisboa, 6 páginas, ISBN 978-972-99436-4-5.; O presente trabalho representa um resumo do Trabalho de Projecto de Mestrado que se pretende desenvolver, constituindo também uma primeira hipótese para um futuro Doutoramento. Neste sentido, os objectivos centrais do mesmo passam por realizar uma análise comparativa dos processos de desenvolvimento local à escala metropolitana, nomeadamente as vantagens competitivas que as autarquias locais podem ter sobre o Estado Central no que dizem respeito à criação de medidas favoráveis à produtividade e competitividade das empresas, assim como estudar novas formas de participação política democrática, designadamente ao nível da Governança Territorial. Ainda que não seja objecto de análise no presente artigo, pretendemos usar como futuros estudos de caso comparativos as Áreas Metropolitanas de Lisboa e de Barcelona.

Mudanças na composição e adequação nutricional da dieta familiar nas áreas metropolitanas do Brasil (1988-1996)

Monteiro,Carlos Augusto; Mondini,Lenise; Costa,Renata BL
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
56.71%
OBJETIVO: Atualizar a tendência secular (1962-1988) da composição e da adequação nutricional da dieta familiar praticada nas áreas metropolitanas do Brasil, com base em nova pesquisa sobre orçamentos familiares realizada em meados da década de 90. MÉTODOS: Utilizaram-se como fontes de dados as pesquisas sobre orçamentos familiares (POF) da Fundação IBGE, realizadas entre março de 1987 e fevereiro de 1988 (13.611 domicílios) e entre outubro de 1995 e setembro de 1996 (16.014 domicílios), tendo ambas como universo de estudo as áreas metropolitanas do Brasil. Nas duas pesquisas chegou-se à disponibilidade domiciliar diária per capita de alimentos, dividindo-se o total de alimentos adquiridos no mês pelo número de pessoas residentes no domicílio e pelo número de dias do mês. O padrão alimentar foi caracterizado com base na participação relativa de grupos selecionados de alimentos e de nutrientes na disponibilidade calórica total. A comparação entre as duas pesquisas levou em conta o conjunto das áreas metropolitanas do País e estratos dessas áreas correspondentes às regiões menos desenvolvidas (Norte e Nordeste) e mais desenvolvidas (Centro-Oeste, Sudeste e Sul). RESULTADOS: Observou-se intensificação do consumo relativo de carnes...

Abordagens de governança em áreas metropolitanas da América Latina: avanços e entraves

Frey,Klaus
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
Este artigo discute alguns aspectos empíricos e teórico-conceituais das transformações das estruturas e práticas de governança em áreas metropolitanas na América Latina. Inicia-se com os problemas e desafios que se colocam na atual conjuntura para a governança das regiões metropolitanas, para, na sequência, examinar algumas mudanças institucionais ocorridas na América Latina nas últimas décadas. Maior ênfase é dada aos casos emblemáticos e antagônicos do Brasil e da Colômbia, sendo o primeiro caracterizado por uma inserção num Estado federativo com forte autonomia municipal e uma - de fato - omissão por parte do Estado nacional quanto às regiões metropolitanas; e o segundo pelo papel crucial exercido pelo Estado central na busca da criação de uma governabilidade metropolitana, no contexto de um sistema estatal unitário com autoridades locais frágeis. A partir dessa contraposição, possíveis estratégias institucionais alternativas são discutidas, sobretudo as possibilidades de novas práticas interativas de cooperação em rede no âmbito da governança metropolitana. Por fim, são apresentados alguns desafios da governança metropolitana na América Latina visando promover práticas políticas mais interativas e democráticas entre as autoridades estatais e a sociedade civil.

Relações de cooperação em consórcios públicos de regiões metropolitanas: análises do CONDIAM/PB e consórcio grande Recife

Nascimento, Alex Bruno Ferreira Marques do
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
With the disorganized decentralization occurred in Brazil after the 1988 Constitution, municipalities have risen to the level of federal entities. This phenomenon became known as "municipalism" also brought some negative effects such as low capacity financial, economic and political of these entities. In the face of this reality , the municipalities sought in models of collaborative features to address public policy issues ultrarregionais, one of these models are the Public Consortia. Characterized as the organization of all federal entities that aim to solve public policy implementation alone that they could not, or spend great resources for such. This reality of the municipalities have an aggravating factor when looking at the situation in Metropolitan Regions (MRs). This is because the RMs has a historical process of formation that does not encourage cooperation, since that were created top-down during the military regime. Furthermore, the metropolitan municipalities have significant power asymmetries, localist vision, rigidity earmarked revenues, different scenarios conurbation, difficulty standardization of concepts and others that contribute to the vision of low cooperation of these metropolitan areas. Thus, the problem of this work is in the presence of collaborative arrangements...

Gestión urbana y gobierno de áreas metropolitanas

Rodríguez, Alfredo; Oviedo, Enrique
Fonte: CEPAL Publicador: CEPAL
ES
Relevância na Pesquisa
46.45%
Incluye Bibliografía; A comienzos de siglo las ciudades y principalmente las áreas metropolitanas se han constituido en unidades complejas de funcionamiento y gestión. Esto ha significado revisar -de manera permanente- las formas y opciones que signifiquen dotar de mejores capacidades a las instancias encargadas de gestionar estas áreas, en el marco de procesos de desarrollo que no pueden desprenderse de la necesidad de contar con una mejor funcionalidad y calidad de vida. Es en esta perspectiva que se presenta un análisis y propuesta en torno a los diferentes modelos de gobierno de áreas metropolitanas. El énfasis ha sido relevar las formas de abordar el siempre complejo problema de la coordinación de acciones e inversiones en el contexto de marcos normativos y legales que promueven la descentralización, la participación ampliada, el aumento de las libertades ciudadanas y la equidad social. Como aporte al debate y como parte de los procesos de reforma urbana en marcha en los países de la región se postulan modelos alternativos de carácter supramunicipal o intermunicipal en sus dimensiones operativas y políticas. Común a ellos es la necesidad de articular consensos estratégicos y pactos sociales sobre prioridades y objetivos.

Migracion en areas metropolitanas de America Latina: un estudio comparativo: primera parte

Alberts, Joop
Fonte: CELADE Publicador: CELADE
ES
Relevância na Pesquisa
46.3%
Incluye Bibliografía; El trabajo constituye un informe de progreso del estudio comparativo de algunas encuestas de migracion hacia areas metropolitanas de America Latina. Especial enfasis se ha dado a las encuestas de Santiago, Lima y Caracas; en lo posible se incluyeron resultados generales de encuestas realizadas en Monterrey, San Salvador, Asuncion y ciudades importantes de Brasil, como Rio de Janeiro y Sao Paulo, entre otras. Este documento incluye dos de los cuatro grandes temas que abarca el estudio: a).los patrones de migracion, donde se hace referencia al volumen de la migracion, la distancia, la procedencia y la migracion en etapas; b).la selectividad, donde se analizan diferencias entre la poblacion migrante y la no migrante de las areas de procedencia en cuanto a sexo, edad, estado civil, educacion y ocupacion.

Criterios para identificar y delimitar las areas metropolitanas; memorandum

Gatica, Fernando
Fonte: PISPAL Publicador: PISPAL
ES
Relevância na Pesquisa
46.42%
Incluye Bibliografía; El sentido original del termino metropolis es de caracter ecologico-demografico e incluye dos aspectos principales: un tamano de poblacion superior a un umbral minimo y una vasta extension areal. La metropolizacion es el proceso de concentracion de la poblacion en aglomeraciones urbanas sobre un umbral de tamano. Parece existir acuerdo entre los expertos en cuanto a que los cien mil habitantes constituyen un seguro y ponderado umbral minimo para definir el caracter metropolitano de una aglomeracion (p4). En la determinacion de los limites de las areas metropolitanas se aplican tres criterios basicos, de tipo legal, funcional y fisico. Si se persigue el estudio de las relaciones entre las variables socio- economicas y las variables ecologico-demograficas, el criterio legal es el unico estadisticamente viable. Partiendo de esta base, se proponen algunas recomendaciones y pasos metodologicos a seguir en la identificacion y delimitacion de las Areas Metropolitanas.

La curva de phillips aplicada a las trece principales áreas metropolitanas en Colombia: estimación empírica por panel de datos

Vela Cruz, Leidy Lorena
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Ciencias Económicas; Economía Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Ciencias Económicas; Economía
Tipo: bachelorThesis; Trabajo de grado Formato: pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.42%
El objetivo de este trabajo es analizar la posible existencia de una curva de Phillips en las trece principales áreas metropolitanas en Colombia para el periodo 2001-2008 mediante el modelo econométrico de datos panel, el cual permite medir los cambios estructurales y temporales de las variables estudio. Las estimaciones realizadas podrían estar explicados por dos modelos: el primero mediante el modelo de la curva de Phillips inicial, tasas de inflación y desempleo, evidenciándose una relación directa de largo plazo en las dos variables para las trece áreas metropolitanas, lo cual se adecua a la teoría Austriaca de una curva de Phillips con pendiente positiva. Y el segundo modelo, estará explicado, por la tasa de crecimiento de la inflación, la inflación esperada y el desempleo, evidenciándose que la inflación está siendo explicada por la inflación esperada y no por la tasa de desocupación, es decir que lo agentes manejan expectativas adaptativas.

Evolução do desemprego feminino nas áreas metropolitanas; Texto para Discussão (TD) 756: Evolução do desemprego feminino nas áreas metropolitanas; Evolution of female unemployment in metropolitan areas

Lavinas, Lena; Amaral, Marcelo Rubens do; Barros, Flávio
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Este artigo, de natureza fortemente empírica, tem por finalidade evidenciar como evoluiu o desemprego feminino nas áreas metropolitanas, entre 1982 e 1998, utilizando como base de dados (mensal) a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE. Seu maior interesse reside na desagregação dos microdados segundo nível de escolaridade, cruzando setores de ocupação e grau da atividade econômica (PIB). Dentre algumas das características do desemprego feminino apontadas neste trabalho cabe citar sua forte elevação no final da década de 90, quando passa a sobrepujar a taxa de desemprego masculina, afetando sobremaneira as mulheres com nível de instrução intermediário, com impacto crescente no setor de serviços. O desemprego feminino é ainda mais sensível às variações do PIB que o masculino. Uma constatação interessante é a crescente disputa entre homens e mulheres pelas vagas ofertadas, o que é evidenciado pela correlação negativa entre taxas de atividade femininas e masculinas.; 29 p. : il.

Veinte años de suburbanización en España (1981-2001). El perfil de sus protagonistas

Susino, Joaquín; Duque Calvache, Ricardo
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2013 SPA
Relevância na Pesquisa
46.33%
La suburbanización, consustancial al fenómeno metropolitano, ha propiciado importantes cambios en el panorama urbano español durante las últimas décadas. En paralelo al desarrollo metropolitano, se han transformado las características de los actores individuales que tomaban parte en él. Esta investigación se centra en las variaciones en los perfiles de edad, sexo y condición sociolaboral de los protagonistas de la movilidad residencial, dentro de la cual la suburbanización no es sino el tipo de movimiento más característico. Se utilizan las matrices de movilidad de los censos de 1991 y 2001 de las áreas metropolitanas españolas, analizadas conjuntamente. Los resultados muestran un cambio en las pautas por edad de la movilidad metropolitana y, sobre todo, la generalización, durante los años noventa, de la alta movilidad residencial en todas las categorías sociales. Tendencia que muestra la creciente importancia de la movilidad como parte constitutiva de la vida urbana.; La suburbanització, consubstancial al fenomen metropolità, ha propiciat canvis importants al panorama urbà espanyol durant les darreres dècades. En paral·lel al desenvolupament metropolità, s’han transformat les característiques dels actors individuals que en formaven part. Aquesta recerca se centra en les variacions dels perfils per edat...

Mudanças na composição e adequação nutricional da dieta familiar nas áreas metropolitanas do Brasil (1988-1996); Secular changes in dietary patterns in the metropolitan areas of Brazil (1988-1996)

Monteiro, Carlos Augusto; Mondini, Lenise; Costa, Renata BL
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2000 POR
Relevância na Pesquisa
56.73%
OBJETIVO: Atualizar a tendência secular (1962-1988) da composição e da adequação nutricional da dieta familiar praticada nas áreas metropolitanas do Brasil, com base em nova pesquisa sobre orçamentos familiares realizada em meados da década de 90. MÉTODOS: Utilizaram-se como fontes de dados as pesquisas sobre orçamentos familiares (POF) da Fundação IBGE, realizadas entre março de 1987 e fevereiro de 1988 (13.611 domicílios) e entre outubro de 1995 e setembro de 1996 (16.014 domicílios), tendo ambas como universo de estudo as áreas metropolitanas do Brasil. Nas duas pesquisas chegou-se à disponibilidade domiciliar diária per capita de alimentos, dividindo-se o total de alimentos adquiridos no mês pelo número de pessoas residentes no domicílio e pelo número de dias do mês. O padrão alimentar foi caracterizado com base na participação relativa de grupos selecionados de alimentos e de nutrientes na disponibilidade calórica total. A comparação entre as duas pesquisas levou em conta o conjunto das áreas metropolitanas do País e estratos dessas áreas correspondentes às regiões menos desenvolvidas (Norte e Nordeste) e mais desenvolvidas (Centro-Oeste, Sudeste e Sul). RESULTADOS: Observou-se intensificação do consumo relativo de carnes...

Mudanças na composição e adequação nutricional da dieta familiar nas áreas metropolitanas do Brasil (1988-1996)

Monteiro,Carlos Augusto; Mondini,Lenise; Costa,Renata BL
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
56.71%
OBJETIVO: Atualizar a tendência secular (1962-1988) da composição e da adequação nutricional da dieta familiar praticada nas áreas metropolitanas do Brasil, com base em nova pesquisa sobre orçamentos familiares realizada em meados da década de 90. MÉTODOS: Utilizaram-se como fontes de dados as pesquisas sobre orçamentos familiares (POF) da Fundação IBGE, realizadas entre março de 1987 e fevereiro de 1988 (13.611 domicílios) e entre outubro de 1995 e setembro de 1996 (16.014 domicílios), tendo ambas como universo de estudo as áreas metropolitanas do Brasil. Nas duas pesquisas chegou-se à disponibilidade domiciliar diária per capita de alimentos, dividindo-se o total de alimentos adquiridos no mês pelo número de pessoas residentes no domicílio e pelo número de dias do mês. O padrão alimentar foi caracterizado com base na participação relativa de grupos selecionados de alimentos e de nutrientes na disponibilidade calórica total. A comparação entre as duas pesquisas levou em conta o conjunto das áreas metropolitanas do País e estratos dessas áreas correspondentes às regiões menos desenvolvidas (Norte e Nordeste) e mais desenvolvidas (Centro-Oeste, Sudeste e Sul). RESULTADOS: Observou-se intensificação do consumo relativo de carnes...