Página 1 dos resultados de 1076 itens digitais encontrados em 0.100 segundos

Pexe oxemoarai: brincadeiras infantis entre os índios Parakanã; Pexe oxemoarai: children’s play in the Parakanã Indians

Gosso, Yumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
35.66%
Este trabalho teve como objetivo investigar o lugar da brincadeira nas atividades das crianças indígenas Parakanã e descrevê-las no contexto do modo de vida desses índios. Os índios Parakanã ainda mantêm muitas de suas tradições culturais, tais como, a língua, o preparo da farinha, a pintura corporal, as reuniões diárias (tekatawa) para solução de problemas da aldeia, a caça e os festejos. A população é predominantemente jovem e o espaçamento de nascimentos é de aproximadamente dois anos e meio. Foram observadas 29 crianças indígenas Parakanã (16 F e 13 M), de quatro a 12 anos, da aldeia Paranowaona, sudeste do estado do Pará. O método de observação utilizado foi sujeito focal com sessões de cinco minutos. O número médio de sessões para cada criança foi 11. As crianças foram subdivididas nas classes etárias konomia (quatro a seis anos) e otyaro (sete a doze anos), conforme categoria de idade dos próprios índios. Os resultados indicaram que: a) as crianças passam a maior parte do seu tempo brincando; b) meninas trabalham mais que meninos; c) a brincadeira simbólica e a de construção ocorrem com maior freqüência entre as crianças mais jovens e posteriormente começam a surgir os jogos de regras; d) crianças brincam com companheiros do mesmo sexo e grupo etário; e) as brincadeiras simbólicas são representações muito próximas das atividades dos adultos. De uma maneira geral...

"Do sertão para o mar - um estudo sobre a experiência portuguesa na América, a partir da colônia: o caso do diretório dos índios (1751-1798)" ; Of the hinterland for the sea - a study on the portuguese experience in America, from the Colony: the case of the Directory of the Indians (1751-1798)

Coelho, Mauro Cezar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
35.64%
Este trabalho tem por objeto de estudo o Directorio que se deve observar nas Po-voaçoens dos Índios do Pará, e Maranhão em quanto Sua Magestade não mandar o contrário - legisla-ção implementada no Estado do Grão-Pará e Maranhão, entre os anos de 1758 e 1798. Ela-borada em meio às intervenções do ministério de Sebastião José de Carvalho e Melo para a região, essa lei tem sido vista pela historiografia como uma lei pombalina. A análise bus-cou acompanhar os processos de formulação da lei. Assim, a tese propõe uma compreen-são distinta da comumente aceita: o Diretório dos Índios (como a lei ficou conhecida) sur-giu como um desdobramento dos conflitos havidos entre a Metrópole portuguesa e sua Colônia americana. Logo, não se trata de uma lei pombalina, mas de uma resposta do mi-nistério de Carvalho e Mello ao conflito que se lhe apresentou – a qual incorpora demandas coloniais e metropolitanas. Por outro lado, a tese buscou compreender o exercício da lei e, nesse sentido, tratou de evitar concebê-lo como o desdobramento lógico do que dispunham os seus dispositivos legais. Antes, tratou de entendê-lo como relacionado ao contexto que o fez emergir. Dessa forma, a tese busca evidenciar que os conflitos que provocaram a lei foram determinantes para a conformação da sua aplicação e trata de analisar...

Ritmos biológicos em índios Guarani adultos; Biological rhythms in Guarani adult indians

Lapa, Daniela Wey Camilo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
Comunidades que vivem em regiões sem energia elétrica apresentam suas atividades sincronizadas pelo ciclo dia/noite e por compromissos sociais podendo haver uma diferença sazonal no comportamento. No ambiente urbano a energia elétrica cria a possibilidade de nos organizarmos temporalmente de acordo com os nossos interesses. Este comportamento tem sido apontado como uma das causas para a ausência de sazonalidade nos ritmos biológicos humanos. Este estudo fenomenológico naturalístico em índios Guarani que viviam em casas sem energia elétrica nos permitiu refletir sobre a presença de sazonalidade nos ritmos biológicos. O ritmo de temperatura do punho em 21 índios e o ciclo de atividade/repouso em 16 índios foram comparados entre o inverno e verão. O perfil temporal da temperatura não se alterou nas duas épocas, mas houve diferença nos valores de amplitude e MESOR que pode ser explicada pela variação sazonal do padrão de dissipação de calor através da pele. Não houve diferença entre o inverno e verão para os valores de acrofase, e os índios mais novos apresentaram horários de acrofase da temperatura mais tardios que os índios mais velhos. Do inverno para o verão observamos um atraso nos horários de repouso sem alteração significativa na duração. Não verificamos diferença nos horários e na duração do repouso entre os dias de semana e fins de semana. O padrão de atividade/repouso não apresentou relação com a duração/alocação da noite no inverno e verão e houve uma correlação negativa com os valores de temperatura do punho. Os índios adultos da Aldeia Boa Vista apresentam ritmos biológicos com características típicas de uma comunidade de transição. As atividades na aldeia são sincronizadas pelas diferentes relações sociais que se estabelecem em cada época do ano.; Communities living in areas without electricity present biological rhythms synchronized by the day/night cycle and social schedules; it seems possible to detect seasonal differences in their behaviour. In urban areas electricity allow us to organize our activities according to our interests. This behaviour has been pointed as a cause for the absence of seasonality in human biological rhythms. The present naturalistic phenomenological study of Guarani indians that living in no electricity houses allowed us to think about the presence of seasonality in biological rhythms. Wrist temperature and activity/rest rhythms of 21 indians were compared between winter and summer. The temperature profile did not change...

Mawa'aiaká - escola de resgate cultural: a trajetória da escola entre os índios Kamaiurá, de 1976 a 2004.; Mawa'aiaká - school of cultural rescue: the trajectory of the school between Kamaiurá indians, from 1976 to 2004.

Carvalho, Jailton Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
35.61%
Esta pesquisa é uma tentativa de iniciar a historiografia de uma experiência escolar que está apenas começando: "Mawa'aiaká. Escola de Resgate Cultural". Trata-se do projeto escolar dos índios Kamaiurá, que habitam o Parque Indígena do Xingu, no estado do Mato Grosso. O período abrangido, de 1976 a 2004, se estende desde o ano em que foi construída a primeira escola no Parque, num Posto Indígena da FUNAI, próxima à aldeia Kamaiurá, até o ano de 2004, no qual estes índios, que até então se recusavam a participar dos projetos oficiais ali realizados, desenvolveram seu próprio projeto e construíram uma escola dentro de sua aldeia. Após uma apresentação do contexto histórico antropológico próprio da região do Alto Xingu e da inserção ali do povo Kamaiurá, recolhe depoimentos de lideranças, professores indígenas da aldeia, ex-professoras, não índias, contratadas pela FUNAI durante este período, para constatar, baseado na história das disciplinas escolares e conforme a sociologia da mudança, de Georges Balandier, que este povo busca, através do controle direto da Escola e de seus currículos, um posicionamento político que fortaleça sua identidade no contato com a nossa sociedade.; The research now proposed is a trial to begin a historiography of a school experience which is only starting: "Mawa'aiaká. Escola de Resgate Cultural". It deals about the school project from Kamaiurá indians whose live in the Parque Indígena do Xingu in the Mato Grosso state. The embraced period (1976 - 2004) contains since the first built school in the Parque in a FUNAI Indian Station near to Kamaiurá Village till 2004 when the indians whose...

O Serviço de Proteção aos Índios e o estabelecimento de uma política indigenista republicana junto aos índios da reserva de Dourados e Panambizinho na área da educação escolar (1929 a 1968)

Girotto, Renata Lourenço
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 250 f. il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
35.66%
Pós-graduação em História - FCLAS; Este trabalho trata da política indigenista do Estado Republicano ao sul de Mato Grosso, tendo como objeto específico o processo de educação escolar na Reserva de Dourados e Aldeia Panambizinho, no período de 1929 a 1968. Os referenciais teórico-metodológicos adotados baseiam-se, primordialmente, na História Cultural, na História Social, na Antropologia e na Etnografia, com a contribuição das fontes da História Oral. Intenta-se a construção de uma História que, ao mesmo tempo em que evidencia a violência cometida contra os povos indígenas, os reconhece como agentes sociais. Ao longo do trabalho, analisamos as concepções da política indigenista oficial em suas contradições e ambigüidades, passando do plano discursivo ao prático. Buscamos reconstituir o processo de criação da Reserva Indígena de Dourados e da Terra Indígena do Panambizinho, fazendo uma breve contextualização dos condicionamentos históricos recentes da migração dos Terena e dos Guarani até a região, perpassando pela caracterização de sua conformação étnico-cultural, em seus aspectos mais relevantes. Com base em documentos escritos e orais, demonstramos o entrelaçamento do Serviço de Proteção ao Índio com a Missão Evangélica Caiuá...

Vilas de indios no Ceara Grande : dinamicas locais sob o Diretorio Pombalino

Isabelle Braz Peixoto da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
35.72%
Este trabalho se insere no conjunto das pesquisas histórico-antropológicas recentemente desenvolvidas, cujo objetivo é repensar a relação entre povos indígenas e ocidentais, no Brasil colonial. Reavaliando a perspectiva que propõe a radical oposição entre conquistadores e índios, este estudo enfatizao papel dos índios como atores políticos e sociais, ainda que em contexto de dominação. A complexidadecom a qual nos deparamos revela que, no processo de construção da hegemonia colonial e do subseqüente Estado nacional, não houve apenas imposições, mas também negociações, e adequações, entre os diversos segmentos sociais e agentes do mundo colonial (governadores, administradores, magistrados, padres, colonos, escravos, índios, entre outros). Analisando as formas como o Diretório Pombalino - instrumento legal que regulou a política indigenista, implementado pelo futuro Marquês de Pombal em meados do século dezoito - constituiu-se em prática social, constatamos que certas interpretações acerca da história colonial brasileira são passíveis de revisão. A transformação das aldeias missionárias em vilas propiciou a incorporação das populações indígenas à nova ordem, ao invés da sua exclusão e isolamento...

Xukuru : memorias e historia dos indios da Serra do Ororuba (Pesqueira/PE), 1950-1988; Xukuru : memories and history of the Serra do Ororuba Indians (Pesqueira/PE), 1950-1988

Edson Hely Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
35.66%
Este estudo procurou, a partir das memórias orais dos índios Xukuru e da pesquisa em registros escritos, discutir as conexões temporais entre as mobilizações indígenas pelas terras, nos anos 1980, e as ocorridas na década de 1950, quando os Xukuru conquistaram o reconhecimento oficial com a implantação de um Posto do Serviço de Proteção aos Índios (SPI) na Serra do Ororubá, em Pesqueira/PE. Em ambos os períodos, os índios afirmaram seus direitos baseados nas memórias de seus antepassados que receberam as terras como recompensa pela participação na Guerra do Paraguai, em um contexto de disputas pelas terras do oficialmente extinto Aldeamento de Cimbres/Ororubá em fins do século XIX. A pesquisa das memórias possibilitou perceber os elos de uma história coletiva, de um pertencimento em um conjunto de situações e experiências históricas que conferem uma identidade baseada em um espaço ancestral comum. Nos relatos das memórias orais dos Xukuru do Ororubá, é possível perceber outros acontecimentos que expressaram o cotidiano, os espaços e momentos de sociabilidades vivenciados na Serra do Ororubá, o significado de Cimbres como um espaço de referência da memória mítico-religiosa para a afirmação da identidade do grupo...

Uma etnografia sobre a pluralidade de modelos de atenção à saúde entre os índios Munduruku na terra indígena Kwatá Laranjal, Borba, Amazonas

Scopel, Daniel
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 262 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
35.64%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2013.; Esta tese visa analisar as relações e redes sociais de apoio mútuo e cuidados a partir das práticas indígenas de autoatenção à saúde e às enfermidades entre os Índios Munduruku do Rio Canumã. Na Terra Indígena Kwatá-Laranjal vivem 2500 índios Munduruku. O estudo é etnográfico e admitiu múltiplas técnicas de pesquisa (observação participante, entrevistas, acompanhamento de itinerários terapêuticos, etc.). Entende-se que as redes de relações sociais são decisivas nos processos de saúde/doença/atenção (MENÉNDEZ, E. L., 2009). Essa temática se insere entre os estudos antropológicos sobre saúde indígena no Brasil (LANGDON, 2004) e tem foco na relação entre diferentes saberes de atenção (MENÉNDEZ, E. L., 2009) por meio da compreensão de que os diversos atores sociais agem em um campo plural de intermedicalidade (FOLLÉR, 2004; GREENE, 1998; LANGDON, 2004). O recorte teórico-metodológico parte da autoatenção em sentido estrito (MENÉNDEZ, E. L., 2003) por meio das práticas e estratégias intencionais de atores ?leigos? na busca por prevenir...

Preliminares sobre a fonética e a fonologia da língua falada pelo primeiro grupo de índios Korúbo recém-contatados

Oliveira, Sanderson Castro Soares de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
35.64%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, 2009.; A presente dissertação tem como principal objetivo apresentar uma primeira descrição do sistema fonético e fonológico da língua Korúbo, além de apresentar notas sobre a cultura e sobre a história do povo que a fala e também demonstrar as primeiras evidências lingüísticas de que essa língua pertence à família Pano e que pode ser classificada como mais próxima das línguas Mayorúna e Matís. Os dados dessa pesquisa foram coletados durante três sessões de campo entre o grupo de índios Korúbo contatados em 1996, que estão localizados na margem esquerda do baixo rio Ituí (afluente do Itaquai, que por sua vez é afluente do Javari), no sudoeste do estado do Amazonas. Na transcrição fonética buscou-se detalhar ao máximo os sons da língua Korúbo, de forma a embasar a análise fonológica e dar conta das peculiaridades sonoras dessa língua. Na análise fonológica, baseada numa descrição articulatória, buscou-se verificar como os sons se organizam e funcionam nessa língua (cf. Hyman 1975:2). Todo o estudo está baseado no conceito de fonema (cf. Trubetzkoy 1939:10; Swadesh 1934), mas considera ainda o conceito de traços distintivos (cf. Jakobson at al. 1942; Jakobson and Halle 1956; Halle e Clements 1992). A função distintiva dos sons foi checada através de pares mínimos e análogos...

Siendo enfermera de los indios. Relato de la experiencia sobre el cuidado del indio en el sur de Brasil.; Sendo enfermeira de índios- relato de experência sobre o cuidar do índio no sul do brasil; Being a nurse of indians - account of an experience in the care of the indian in the south of brazil.

Marroni, M.A.; Mancussi e Faro, Ana Cristina
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
35.66%
Este artículo tiene por objetivo relatar la experiencia vivida en ayudar a la población indígena en el interior de Rio Grande del Sur (RS) - Brasil, cuando trabajé en una aldea indígena con indios kaigang. Relata la situación de vida de estos indios, cuando fue realizado el diagnóstico de la salud en la tribu, demostrando, todavía, la preocupación con los indios en general, distribuidos en todo el territorio nacional, los cuales presentan las mismas precariedades y sufrimientos para mantener sus vidas con la mejor calidad.; ABSTRACT: The object of this article is to relate the living experiences inside of the indian population inside of the Rio Grande do Sul (RS) - Brasil one state in south of Brazil and to work in a indian place of living with Kaigang indians. To relate the situation and thir lives, to do one diagnosis of the health in that people, showing the worries about, then in general, distributiel around all the nacional territory and who living in poor condition of to mantain a good qualiy of live.

Cultura e memória entre os índios Terena: conflitos, transformações e preservação ; Terena indians' culture and memory: conflicts, transformations and preservation

Souza, Solange Bertozi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
35.64%
Estuda a influência da memória social na preservação da identidade indígena. Também observa se a cultura e a tradição indígena estão sendo repassadas pelos índios idosos urbanos para seus descendentes; analisa como os índios idosos percebem que seus descendentes as recebem; observa se tem ocorrido a descaracterização cultural na população urbana e de que modo isso se expressa na percepção dos sujeitos; identifica se há (e como) formas de resistência cultural; avalia a barbárie no confronto desigual de culturas e os silêncios para a construção de uma sociedade realmente democrática. Os sujeitos são oito índios idosos residentes em um bairro localizado no perímetro urbano de Campo Grande-MS. A pesquisa se caracteriza como qualitativa e as técnicas de coleta de dados são: observações e entrevistas gravadas, ambas subordinadas a roteiros. A observação proporciona a análise dos hábitos, do local de residência, das roupas e de como estas práticas confirmam (ou não) os discursos nas entrevistas. Os dados obtidos na pesquisa concluem: a memória social influencia na preservação da identidade indígena; a cultura e a tradição indígena estão sendo transmitidas pelos idosos, já residentes nas cidades. Sugere ainda...

Ler, escrever e contar : praticas de numeramento-letramento dos Kaiabi no contexto de formação de professores indios no Parque Indigena do Xingu

Jackeline Rodrigues Mendes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2002 PT
Relevância na Pesquisa
35.64%
O objetivo deste trabalho consiste em apresentar uma discussão sobre as práticas de numeramento-Ietramento do grupo Kaiabi no contexto de formação de professores índios do Parque Indígena do Xingu, procurando estabelecer uma relação entre essas práticas e a prática dominante representada pela instituição escola, do ponto de vista dos professores índios e da professora-formadora-analista. O conceito de numeramento adotado neste estudo é apresentado a partir de relações traçadas entre as áreas de estudo de Letramento (Street, 1984, 1995), Antropologia Social Cognitiva (Lave, 1988) e Etnomatemática (D'Ambrósio, 1985, 1990, 1997; Sebastiani-Ferreira, 1991, 1997 e Knijnik, 1996). Os dados que compõem a análise são provenientes de registros, coletados etnograficamente, compostos por diário de campo; gravações em áudio das aulas, das entrevistas com os professores Kaiabi, das avaliações dos cursos e das assembléias com as lideranças; os textos produzidos para o livro de matemática em língua indígena, na parte de elaboração de problemas, e os diários de classe dos professores Kaiabi. A análise das práticas de numeramento-Ietramento dos professores Kaiabi no contexto formação no PIX aponta um caráter de apropriação da prática dominante no sentido proposto por de Certeau (1996). Indica também a afIrmação de identidade étnica (Cunha...

Koenukunoe emo'u : a lingua dos indios Kinikinau; Koenukunoe emo'u : the language of the Kinikinau indians

Ilda de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
35.64%
O objetivo deste trabalho é apresentar uma descrição da língua kinikinau, pertencente à família Aruak, falada por um reduzido número de índios da mesma denominação. Nesta descrição, apresento um capítulo com dados históricos e etnográficos sobre esse pequeno grupo indígena, pelo fato de ser pouco conhecido e de estarem povo e língua em vias de extinção. Apresento aspectos da fonologia, da morfologia de nomes e verbos, bem como da estrutura sintática. Os Kinikinau vivem na aldeia São João, região da Serra da Bodoquena, próximo à cidade de Bonito, MS, região Centro Oeste do Brasil. A terra pertence aos índios Kadiwéu, com quem os Kinikinau se relacionam em situação de vassalagem desde os mais remotos documentos históricos, quando viviam no Chaco paraguaio. Devido ao contato prolongado, havia hipótese sobre a língua, que possivelmente teria sido substituída pela língua do dominador. Outra hipótese é que a língua, em contato com as línguas kadiwéu, terena e portuguesa, teria crioulizado. E, ainda, uma terceira hipótese, que a língua falada pelos Kinikinau seria a língua terena. Esta língua não foi anteriormente descrita, porque foi dada como uma língua extinta desde o Handbook of South American Indians (1946). O resultado desta pesquisa refuta as três hipóteses e vem afirmar que existe uma língua kinikinau...

Cada qual tem um pouco de médico e louco : políticas de saúde e mediações culturais entre o SPI (Serviço de Proteção aos Índios) e os indígenas; Each one is a little doctor and crazy : health political and cultural mediation between SPI and indians

Priscila Enrique de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
35.69%
As doenças dos indígenas foram um entrave para que o SPI desenvolvesse seus projetos civilizadores e principalmente dificultaram a inserção dos índios no mundo do trabalho. Esta pesquisa visa mostrar as políticas de saúde, particularmente do SPI a que foram submetidos os índios, e como a partir da medicalização, sanitarismo e atendimento médico os indígenas estabeleceram relações com os funcionários e outros agentes do Serviço. A partir destas mediações o SPI foi obrigado a repensar suas ações constantemente e os índios foram forçados a transformar seu universo a partir das novas situações impostas pelo contexto da sedentarização. As mudanças engendradas pelo contato ocorreram em meio a lógicas, visões de mundo e experiências próprias dos índios e dos não índios que circunscreveram este processo de transformação e ainda determinaram as respostas dadas às situações. Para evidenciar este processo foram analisados os Postos Indígenas da IR7 e a experiência dos Kaingang. Em seguida, como uma lente de aumento, foram estudados os índios Xokleng de Santa Catarina em seu processo de contato a partir da experiência da doença e dos procedimentos de cura utilizados no interior do Posto.; The Brazilian indians diseases were an impediment to SPI to implement their civilizing projects and mainly hampered the indians to enter the labor world. This research aims to present health policies...

Os indios aldeados no Rio de Janeiro colonial : novos suditos cristãos do Imperio Portugues

Maria Regina Celestino de Almeida
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
35.71%
Este trabalho pretende analisar o papel dos índios integrados à colonização, entendendo-os como grupo étnico-social específico construído no interior das aldeias através da experiência compartilhada com grupos étnicos e sociais diversos. Insere-se numa linha de pesquisa interdisciplinar que partindo da concepção de cultura histórica tem repensado as relações de contato entre os índios e os colonizadores. A partir dessa concepção é possível entender que colaborar com os europeus e aldear-se podia significar uma forma de resistência adaptativa, através da qual os povos indígenas re-socializavamse, reelaborando valores, culturas e tradições no contato cotidiano das aldeias repleto de tensões, negociações e conflitos entre todos os agentes sociais ali envolvidos. Sem negar a violência da colonização sobre os povos indígenas, a pesquisa visa a enfatizar o papel das aldeias no processo de re-socialização dos índios, entendendo-as, pois, como espaço que além de português e cristão foi também dos índios, no qual encontraram as possibilidades de recriar suas histórias, culturas e identidades. Uma vez aldeados, os índios tornavam-se súditos cristãos do Rei, adquiriam direitos e deveres e passavam a vivenciar uma nova situação na qual aprendiam novas práticas culturais e políticas que manejavam com considerável habilidade. As evidências empíricas sobre as aldeias e os índios no Rio de Janeiro colonial permitem afirmar que...

A ousadia dos índios : a ação política no aldeamento de Barueri (séc. XVIII); Aldacious indians : political action iin Barueri village during the eighteenth century

Daniel Moretto Martini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
35.7%
Esta dissertação de mestrado tem como objetivo principal a investigação da aldeia de Barueri ao longo do século XVIII. Baseando-se em pesquisas recentes, a intenção é entender como os índios dessa aldeia se inseriram dentro da sociedade colonial e como transformaram a identidade de índios aldeados em uma forma de lutar pelos direitos que essa condição supostamente lhes garantia. Para fazer isso esses índios tiveram que se inserir no jogo político da capitania de São Paulo e lidar com os problemas e conflitos entre as diversas autoridades que tinham interesses sobre o trabalho deles. Através dessa interação os índios conseguiram garantir formas particulares de ocupar as terras da aldeia e possibilidades de negar serviços que lhes eram ordenados. Essa situação começou a se transformar com o Diretório dos Índios que passou a exigir uma mudança territorial e, consequentemente, uma mudança de comportamento dos índios. Por fim, buscamos mostrar que existia uma população ativa e que formava famílias dentro da aldeia de Barueri, o que contradiz a bibliografia que vê esse lugar como decadente e despovoado ao longo do século XVIII.; This thesis focuses on the Indian settlement of Barueri, Captaincy of São Paulo...

Reflections about the consequences of contact between Indians and non Indians in Brazil: the case of the Indians of the city of Ponta Grossa, Paraná State.; Reflexiones acerca de las consecuencias del contacto entre indios y no indios en Brasil: el caso de los indios de la ciudad de Ponta Grossa

Luiz Fernando Taques Fonseca Buzato; Solange Aparecida Barbosa de Moraes Barros; Constantino Ribeiro de Oliveira Junior
Fonte: Universidad del Norte Publicador: Universidad del Norte
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
35.72%
This present paper aims to approach some issues related to indigenous people in Brazil to understand better the current situation of the peasants Indians who transiting in the cities to search of survival alternatives. Thus, the search will go primarily a bibliographical study that addresses the construction of the figure of the Indian in Brazilian thought, analising subsequently how if established the relationship between the state (colonial and national) society and indigenous peoples from these representations. At the end, will be presented a reflection about the condition of these indians, having as example the indians of the city of Ponta Grossa/PR, Brazil. These analyzes will glimpse that the history of relations between Indians and non-Indians in Brazil has been marked by conflict, in view of the various negative ways of representing the Indian, and that, despite the recent gains in the political and juridical camp, there is still discriminatory practices and attitudes.; El presente trabajo pretende abordar algunas cuestiones relacionadas a los pueblos indígenas en Brasil a fin de comprender mejor la situación actual de los indios aldeados que transitan por las ciudades en busca de alternativas de supervivencia. Así, la investigación iniciará primero de un estudio bibliográfico que aborda la construcción de la figura del indio en el pensamiento brasileño...

A aldeia de São Nicolau do Rio Pardo : histórias vividas por índios guaranis (séculos XVIII-XIX)

Melo, Karina Moreira Ribeiro da Silva e
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
35.64%
Esta dissertação tem como objetivo principal compreender aspectos sobre a formação, manutenção e extinção do aldeamento de São Nicolau do Rio Pardo. De meados do século XVIII até o terceiro quartel do XIX ele se manteve como um espaço eminentemente indígena. Durante os oitocentos sua trajetória e as histórias das pessoas que o compuseram são menos conhecidas. Assim, procura-se recompor as relações sociais e de poder em que estiveram inseridos os indígenas, levando em conta seus papéis de agentes sociais, percebendo suas participações ativas no processo histórico a partir dos contatos que eles estabeleceram com outros agentes. As fontes históricas centrais são documentos da Diretoria Geral dos Índios e do aldeamento, ofícios, editais e correspondências da câmara de vereadores de Rio Pardo, relatórios de presidente de Província e relatos de viajantes. Além disso, a pesquisa aborda questões sobre aspectos que envolvem disputas entre os índios e a sociedade envolvente pelas terras do aldeamento, suas participações nas guerras provinciais e os discursos políticos e eclesiásticos produzidos sobre eles. Tais elementos podem ser articulados com processos de formação de identidade dos índios guaranis no sul do Brasil.; This dissertation's main objective is to understand aspects of the formation...

Representações sociais construídas sobre os índios em Sergipe: ausência e invisibilização; Las representaciones sociales construidas de los indígenas en Sergipe; Social representation about Indians in Sergipe: absence and invisibility

Lima, Marcus Eugênio Oliveira; Almeida, Alan Magno Matos de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
35.64%
O objetivo do estudo foi analisar as representações sociais construídas pelos sergipanos sobre os índios. Foram entrevistados 378 moradores de seis cidades (cinco em Sergipe e uma em Alagoas). Os resultados obtidos indicam o predomínio de uma representação social cujo núcleo central é formado por elementos que referem um tempo passado e remoto, ou que denotam a distância física e cultural (como "matas", "florestas", "nudez", "pintura"). Igualmente, quando perguntados sobre o que lembram dos índios na história do Brasil, os entrevistados raramente referem acontecimentos recentes e têm mesmo dificuldade para produzir qualquer enunciação. O fato de morar longe ou perto de uma tribo indígena teve menos impacto nas representações sociais do que esperávamos. As conclusões indicam que, para muitos dos pesquisados, os índios existem apenas como uma ausência ou ainda de um modo naturalizado, como reminiscências fenotípicas e culturais de uma história de 500 anos de violência e extermínio.; Con el objetivo de se comprender cuales son las representaciones sociales construidas sobre los indígenas, fueran entrevistados 378 habitantes de 6 ciudades (5 en Sergipe y 1 en Alagoas). Las entrevistas fueron hechas em las casas de los residentes. Los resultados indican el predominio de una representación social de los indígenas anclada en el pasado remoto y es demostrada em los signos "bosques"...

Prevalência de anticorpos contra os papovavirus BK e JC em populações isoladas; Prevalence of antibodies to the BK and JC papovaviruses in isolated populations

Candeias, J. A. N.; Baruzzi, R. G.; Pripas, S.; lunes, M.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1977 ENG
Relevância na Pesquisa
35.66%
Foram estudados 173 soros de índios brasileiros, sendo 39 da área Diauarum, 68 do Alto Xingú e 66 índios Kren-Akorore. A pesquisa de anticorpos inibidores da hemaglutinação para os papovavirus BK e JC mostrou uma percentagem global de positividade (;>;; 40) para os virus BK de 5,2% e para o virus JC de 1,7%. A distribuição dos soros positivos segundo sua origem foi a seguinte: dos 39 índios Diauarum somente um apresentou titulo significante para o virus BK e nenhum deles foi positivo para o virus JC; dos 68 índios do Alto Xingú, 4 apresentaram título significante para o virus BK e 3 para o virus JC, sendo estes últimos diferentes dos indivíduos positivos para o virus BK; dos 66 índios Kren-Akorore, 4 mostraram possuir título significante para o virus BK, sem positividade para o virus JC. O número reduzido de soros não permitiu estabelecer o momento da ser o conservação, em termos de idade, como não permitiu relacionar as taxas de positividade com o maior ou menor "contato" com a população branca.; A total of 173 sera from isolated Brazilian Indian populations, 39 from the Diauarun area, and 68 from the Alto Xingú area, respectively in the North and the South of the Xingú National Park and 66 Kren-Akorore Indians...