Página 1 dos resultados de 3918 itens digitais encontrados em 0.084 segundos

O licenciamento ambiental de portos de areia da bacia do rio Corumbataí como instrumento para a recuperação de áreas de preservação permanente; Evaluating the efficiency of the licensing process of sand mining sites in the Corumbatai River basin as a extrategy for the restoration of riparian vegetation

Vieira, Elisa Hardt Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
95.86%
Este trabalho avaliou se os instrumentos legais do licenciamento ambiental da extração de areia contribuem para a recuperação das Áreas de Preservação Permanente (APP), além disso, investigou as condições e os recursos dos órgãos envolvidos e o grau de informação dos proprietários. A área de estudo foi a Bacia Hidrográfica do Rio Corumbataí, localizada no Estado de São Paulo. A estratégia de estudo se baseou: a) na análise dos processos de licenciamento ambiental e mineral dos 36 empreendimentos existentes na bacia; b) na análise de campo dos plantios em APP de 21 portos de extração de areia de leito de rio; c) em entrevistas com 15 empreendedores e 15 funcionários dos cinco principais órgãos envolvidos. Foi verificado que a maioria dos órgãos envolvidos apresentam alguma dificuldade na atribuição de suas funções dentro do licenciamento, o que reside principalmente da carência de recurso humano, além da carência de recursos financeiros e materiais e de condições de preparo dos técnicos envolvidos. As irregularidades ambientais e legais dos portos de areia são função de uma soma de fatores, entre eles, a falta de informação e negligência dos empreendedores e a lentidão e os elevados custos do licenciamento ambiental e mineral. A avaliação final mostrou que 52% dos plantios podem ser classificados como ruins...

Efetividade de manejo de duas unidades de conservação de proteção integral no Estado do Pará; Management Effectiveness of two Protected Areas of Integral Protection in the State of Pará

Costa, André Luís Souza da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
86.01%
Na Amazônia, o avanço da perda de biodiversidade por diversas formas de pressão antrópica cresce a cada ano, com destaque para os crescentes índices de desmatamento. As unidades de conservação têm um papel fundamental na proteção dos recursos naturais e culturais e a criação de novas áreas protegidas representa uma das estratégias utilizadas pelos países com o mesmo tipo de problema. Nos próximos anos, o governo do Estado do Pará pretende elevar em 24,07% o número de unidades de conservação em seu território. Entretanto, a conservação da biodiversidade não é garantida apenas com a existência de unidades de conservação, é preciso implementálas e manejá-las adequadamente para que alcancem seus objetivos, avaliando de forma sistemática a qualidade de manejo das mesmas. Essa pesquisa teve como objetivo avaliar a efetividade de manejo de duas unidades de conservação de proteção integral no Pará, o Parque Estadual da Serra das Andorinhas/Martírios - PESAM, localizado no sul do Estado, com 25.000 hectares e o Parque Ambiental de Belém - PAB, localizado na região metropolitana de Belém, com 1.200 hectares. A efetividade de manejo foi avaliada por meio da qualificação de indicadores pré-estabelecidos e aplicados em áreas protegidas em vários países. Os resultados apontaram que os dois Parques alcançaram a média de 30...

Complexidade da acumulação de elementos químicos por árvores nativas da Mata Atlântica; Complexity of the accumulation of chemical elements by native trees of the Atlantic Forest

Araújo, André Luis Lima de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
95.85%
Plantas acumulam elementos químicos devido aos mais variados fatores como atendimento às necessidades estruturais e fisiológicas e características ambientais. Em estudos de biomonitoração, é comum a seleção de uma espécie para a avaliação da qualidade ambiental. A bioacumulação de vários elementos químicos já foi demonstrada para as espécies arbóreas mais abundantes da Mata Atlântica na parcela permanente do Parque Estadual Carlos Botelho (PECB), uma das áreas mais preservadas da Mata Atlântica. Contudo, dado o elevado nível de alteração ambiental e a alta biodiversidade do bioma, torna-se necessário avaliar os padrões de bioacumulação em outras regiões da Mata Atlântica. Uma das areas mais significativas da Mata Atlântica para o Estado de São Paulo é o Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), com exemplos de áreas bem preservadas e outras sob grande pressão antrópica. O núcleo Picinguaba é um dos núcleos mais conservados do parque que alcança a zona costeira. Por outro lado, o núcleo Itutinga-Pilões tem sido constantemente impactado por atividades humanas. Por exemplo, há muitos relatos sobre os efeitos da poluição na vegetação próxima aos centros urbanos e complexos industriais de São Paulo e Cubatão. Assumindo-se a hipótese de que a proximidade das unidades de conservação com o oceano e grandes centros urbanos pode influenciar a absorção de elementos químicos por plantas...

Contaminação biológica e o uso de animais de montaria no Parque Nacional da Serra do Cipó - MG ; Biological contamination and horse hiding in the Serra do Cipó National Park MG

Andrade, Fabiola Saporiti Angerami de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
85.99%
O Parque Nacional da Serra do Cipó tem passado por um importante desafio de manejo que é a definição sobre o uso de animais de montaria por parte dos visitantes. Recentemente, o Governo Brasileiro lançou um documento intitulado Diretrizes para visitação em unidades de conservação o qual dita algumas normas para essa atividade de uso público. No entanto, há questões relevantes de incoerências deste com o Sistema Nacional de Unidades de Conservação. A presença dos animais numa unidade de conservação pode causar diversos impactos ambientais, entre eles, a entrada e dispersão de espécies exóticas causando contaminação biológica em área protegida. Os cavalos e muares utilizados pelos visitantes podem ser veículo de entrada dessas espécies exóticas, seja por meio dos pelos, das patas e também das fezes. Esta investigação teve por objetivo investigar se há relação entre o uso de animais de montaria e a contaminação biológica de gramíneas exóticas pelas fezes dos animais no Parque Nacional da Serra do Cipó. Para tanto foram selecionadas duas trilhas do Parque, a do Capão dos Palmitos e a trilha da Farofa, sendo que as mesmas apresentam diferenças relevantes em termos de relevo e de histórico de uso. Com base no trabalho de Campbell e Gibson (2001) definiu-se o método. Em cada uma das trilhas procedeu-se a coleta de fezes eqüinas e de amostras de solo em dois períodos do ano (outono e verão). As amostras foram distribuídas em dois experimentos de germinação...

A regeneração natural como indicadora de conservação, de sustentabilidade e como base do manejo adaptativo de fragmentos florestais remanescentes inseridos em diferentes matrizes agrícolas; Natural forest regeneration as an indicator of conservation, sustainability and as the basis of adaptive management of forest remnants embedded in different agricultural matrices

Mangueira, Julia Raquel de Sá Abilio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
95.82%
O cenário atual do estado de São Paulo reflete o cenário de degradação observado na Floresta Atlântica do país, onde os remanescentes florestais estão muito fragmentados, degradados e imersos em uma paisagem agrícola, dominada predominantemente por matrizes de cana de açúcar e pastagens. Neste contexto, objetivamos investigar se a regeneração natural da borda de fragmentos florestais tem características distintas nessas duas matrizes agrícolas dominantes. Nossa hipótese foi que de a regeneração natural em fragmentos inseridos em matrizes de cana de açúcar e pastagem são distintas, porque essas matrizes definem diferentes trajetórias de degradação sobre a flora de fragmentos naturais. Este trabalho foi desenvolvido na bacia do rio Corumbataí, onde indivíduos de espécies arbustivo e arbóreas do estrato regenerante (mínimo de 30cm de altura até 15 cm de perímetro à altura do peito) foram amostrados em 60 transectos de 30x2m (subdivididos em transectos contíguos de 10x2m) sistematicamente distribuídas a partir da borda de 12 fragmentos selecionados na bacia. Primeiramente, foi feita uma caracterização florística geral da regeneração natural das bordas de fragmentos florestais inseridos nas duas matrizes agrícolas. Posteriormente...

A agroecologia como estratégia de gestão de Unidades de Conservação de Uso Sustentável no Vale do Ribeira − SP, Brasil; Agroecology as a management strategy for Sustainable Conservation Units in Vale do Ribeira – SP, Brazil

Narezi, Gabriela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
85.99%
Este trabalho apresenta elementos de reflexões acerca dos distintos modelos de gestão que são concebidos para as áreas naturais protegidas. Nosso interesse se voltou, em particular, para os debates acerca das Unidades de Conservação de Uso Sustentável do estado de São Paulo - Brasil. Atualmente, na região do Vale do Ribeira, possuidora de um dos maiores remanescentes contínuos de Mata Atlântica do país, é possível encontrar disputas por diferentes modelos de gestão destas áreas. O estudo da implantação das Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) permite analisar as mais recentes formas de reconhecimento do direito de permanência de populações tradicionais no interior de áreas naturais protegidas no Brasil, em especial, na faixa de Mata Atlântica do litoral sul paulista. Nesta perspectiva, buscou-se analisar a inserção da temática da agroecologia como estratégia de gestão, em meio a conflitos socioambientais. A metodologia de pesquisa comportou levantamento bibliográfico e coleta de dados primários, graças a anotações em cadernos de campo, obtenção de relatos orais nos espaços participativos de gestão e uso do território da RDS do Despraiado, no âmbito da recategorização da Estação Ecológica Juréia-Itatins em mosaicos de UCs e entrevistas semi-estruturadas junto aos gestores e pesquisadores das UCs do Vale do Ribeira. A pesquisa ainda contou com um estágio doutoral no Institute des Hautes Études sur l'Amerique latine...

Conflitos fundiários e meio ambiente: estudo de caso do Mosaico de Unidades de Conservação do Jacupiranga Vale do Ribeira - SP; Land conflicts and the environment: a study case of Mosaic of Conservation Units of Jacupiranga Vale do Ribeira - SP

Duarte, Mara Gazzoli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86%
Esta pesquisa teve, como objetivo geral verificar o processo de criação do Mosaico de Unidades de Conservação do Jacupiranga (MOJAC), localizado na região do Vale do Ribeira e Litoral Sul, no sudeste do Estado de São Paulo, onde se concentra a maior área de mata atlântica conservada do Brasil. O Mosaico do Jacupiranga compreende diversas unidades de conservação que formam um corredor contínuo de remanescentes maduros bem conservados da mata atlântica, tendo sido criado em 2008 por meio de um grande trabalho de levantamento de informações de toda ordem pelos órgãos estaduais, com envolvimento dos moradores, ONG, prefeituras, etc. Originou-se do Parque Estadual do Jacupiranga, criado em 1969 ignorando muitas comunidades tradicionais, que habitavam diversas das áreas transformadas em parque e permanecendo muitos anos sem uma gestão eficaz para a conservação da área. Assim os conflitos ambientais, sociais e fundiários foram se agravando ao longo dos anos, com ocupações por diferentes grupos sociais, de camponeses a grileiros, sendo a criação do mosaico uma forma de resolver, ou ao menos minimizar, os conflitos existentes. Esta região, assim como muitas outras do país, possui grande quantidade de terras devolutas...

Análise da efetividade das unidades de conservação marinhas de proteção integral do estado de São Paulo; The effectiveness of no-take marine protected areas in São Paulo State

Banzato, Barbara de Moura
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.01%
As unidades de conservação são componentes essenciais para a proteção da biodiversidade, e desempenham um importante papel para o bem-estar da sociedade. Contudo, somente a criação de unidades de conservação não é suficiente para assegurar este patrimônio natural, sendo necessária uma gestão eficaz para o cumprimento dos objetivos de cada UC. O uso de ferramentas de avaliação é essencial em qualquer processo de gestão, a fim de apontar as fragilidades e pontos fortes do manejo que vem sendo realizado, de forma a corrigir rumos e estabelecer novas metas. Áreas de proteção marinhas são essenciais para a manutenção dos recursos marinhos regionais, como a pesca, pela proteção de áreas reprodutivas; para a proteção de habitats vulneráveis e espécies ameaçadas; para a redução do impacto do turismo e outras atividades humanas, e por serem aliadas na mitigação e adaptação às mudanças climáticas. O Brasil possui, considerando as reentrâncias, mais de 8500 km de linha de costa e, apesar da importância econômica, ecológica e social de áreas marinhas, apenas cerca de 1,5% desse território é protegido. Além disso, as poucas unidades existentes são carentes de condições e infraestrutura para fiscalização...

A criação do parque nacional da serra do divisor no Acre 1989 e sua inserção nas políticas federais de implantação da unidades de conservação federais no Brasil; The creation of the Serra do Divisor National Park in Acre (1989) and their involvement in federal policy Conservation Units deployment in Brazil

Lira, Elisandra Moreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.04%
O objetivo desta tese é analisar a criação doParque Nacional da Serra do Divisor (PNSD), no Acre, em 1989, como parte de um longo processo histórico de implantação de Unidades de Conservação no Brasil. Também procuramos avaliar como se deu a escolha da área onde se localiza o Parque e os procedimentos de elaboração e implantação do Plano de Manejo desta unidade. Antes de analisar o caso brasileiro, consideramos importante acompanhar como se deu a criação de áreas de conservação em outros países. Desde a criação do Parque Nacional de Yellowstone, em 1872, nos Estados Unidos, até a instalação da União Internacional pela Conservação da Natureza (UICN), em 1948, e sua atuação em defesa da criação de áreas protegidas nos vários continentes. A União também foi fundamental no estabelecimento de padrões internacionais para estas áreas. Pela pesquisa, pudemos observar que as primeiras Unidades de Conservação no Brasil, os Parques Nacionais dos anos 1930, seguiram o modelo norte-americano, que tinha como objetivo a preservação da natureza e a contemplação das belezas cênicas, não permitindo a presença de moradores. Já noano 2000, quando foi criado o Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC...

Conflitos em áreas de conservação ambiental : o caso de Caravelas e do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, Bahia

Nogueira, Fernanda Silveira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.78%
Este trabalho buscou compreender um cenário de conflito ambiental na região do município de Caravelas e do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, incluindo seu entorno, no sul da Bahia, Brasil. Trata-se de uma área que abrange ecossistemas mundialmente ameaçados e interdependentes (fragmentos de Mata Atlântica, manguezais e recifes de corais) onde ocorre elevado grau de endemismo de espécies, e se localiza a principal área de reprodução da baleia jubarte (Megaptera novaeagliae). Historicamente, esta região tem presenciado diversas atividades. Destacam-se a extração de pau-brasil, a caça das baleias jubarte, e a exportação de café, madeira, cacau e coco através da Estrada de Ferro Bahia-Minas. Verifica-se também a propagação de instituições ambientalistas e do monocultivo de eucalipto, bem como a presença do turismo de mergulho e observação de baleias, da pesca artesanal e da mariscagem. Objetivando entender os conflitos ambientais em torno das práticas de conservação e de projetos de desenvolvimento no município de Caravelas e no ParNaM dos Abrolhos, esta pesquisa se utilizou da abordagem construtivista da sociologia ambiental e dos estudos de conflitos ambientais articulados com as percepções sociais...

A Nova abordagem de gestão de áreas de conservação e suas implicações socioespaciais : o caso de Chimanimani no centro de Moçambique

Matos, Elmer Agostinho Carlos de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86%
A presente pesquisa analisa a produção do território de conservação sob as influências de diversos atores localizados a diferentes escalas de poder e gestão. A partir da abordagem de Territorialização – Desterritorialização – Reterritorialização, analisa-se a passagem de Chimanimani como uma área comunitária, formada por várias comunidades, cuja identidade encontra-se sacralizada nos diversos locais sagrados da área, para um território de conservação, que implicou na (re)estruturação do espaço para atender ao ecoturismo e a conservação. As transformações que ocorreram e que estão ocorrendo em Chimanimani são parte de um processo global, iniciado nos finais da década de 80 com a introdução dos Programas de Reabilitação Econômica. Estas transformações submeteram o local ao global e deslocaram a comanda da área para outras escalas de poder e gestão. As transformações pelas quais Chimanimani foi passando implicaram numa transição da agricultura como a base de sobrevivência para o ecoturismo. A dependência ao ecoturismo como a atividade que melhor compatibiliza a exploração dos recursos naturais numa área de conservação parece não encontrar um enquadramento na dinâmica da atividade turística em Moçambique...

Especificidades da gestão de unidades de conservação marinhas : zoneamento tridimensional

Carvalho, Denise Arantes de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
95.74%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2007.; Na esfera Federal, a metodologia para elaboração de plano de manejo de unidades de conservação de proteção integral tem por ponto focal o bioma terrestre. Porém, a experiência na elaboração desses planos demonstra que o método apresenta lacunas quando aplicado nas UC marinhas, necessitando de adaptações, principalmente na forma proposta de estabelecer o zoneamento e seus critérios de delimitação. Neste contexto, o presente trabalho apresenta um estudo de caso na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, no Estado de Santa Catarina. No zoneamento dessa Reserva, para cada zona ecológica: superfície marinha, zona pelágica e a zona bentônica foi estabelecido um zoneamento distinto e sobreposto. Os três níveis de zoneamento conformam o zoneamento ambiental tridimensional (ZATRI), o qual vem acrescentar o uso múltiplo às zonas marinhas. A partir da experiência do uso do ZATRI em Arvoredo e da análise da metodologia em questão é proposta uma série de novos critérios para a delimitação do zoneamento tridimensional. Esses critérios têm por foco central a incorporação de questões de natureza socioambiental relacionadas ao bioma e às UC marinhas. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; In the Federal sphere...

Políticas públicas, conservação e movimentos sociais em uma área de expansão de fronteira : a criação de unidades de conservação no âmbito do Plano BR 163 sustentável

Schittini, Gilberto de Menezes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2009.; O objetivo principal deste trabalho foi analisar os fatores (históricos, políticos, sociais e ambientais) que motivaram e determinaram a criação de unidades de conservação como parte de um plano de desenvolvimento territorial para o entorno da rodovia BR 163 Cuiabá-Santarém, uma área de expansão da fronteira agrícola sobre a Amazônia. Para uma melhor compreensão do contexto em que o tema se insere, foi mapeada a evolução histórica de aspectos conceituais envolvidos no debate sobre a criação e gestão de áreas para proteção à natureza; foi feita a identificação dos problemas e riscos ambientais típicos de fronteiras; e foram levantadas as motivações e disposições dos atores sociais envolvidos no processo de criação, as suas percepções acerca da conservação, das áreas protegidas e seu papel na sustentabilidade da região. O governo federal procurou, com as unidades de conservação dar respostas, ao avanço do desmatamento e da ocupação desordenada da área de influência da BR 163. Em certa medida os movimentos sociais daquela região apoiaram politicamente as unidades como parte de sua estratégia de luta pela sobrevivência territorial. A criação das unidades de conservação isolada de ações complementares ou no âmbito de políticas contraditórias prejudica sua contribuição para com o ordenamento territorial...

Avaliação de efetividade de gestão de unidades de conservação : o mosaico do Apuí - Amazonas/AM

Silva, Daniela de Oliveira e
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
85.99%
Dissertação (Mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2012.; O objetivo desta dissertação foi avaliar a eficiência de gestão de unidades de conservação em relação aos impactos na conservação da biodiversidade e na utilização sustentável dos recursos naturais. Para tanto, foi construído um histórico das disposições e motivações relacionadas com a criação de áreas protegidas – entre elas as unidades de conservação – no mundo e, mais especificamente no Brasil. Foram apresentadas, também, as ferramentas de avaliação de efetividade de gestão de áreas protegidas e o momento em que elas surgiram. Por fim, foi realizado, como estudo de caso, a análise dos dados da aplicação da Ferramenta de Avaliação de Unidades de Conservação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (FAUC) e de indicadores de impacto complementares no Mosaico do Apuí, no estado do Amazonas, ao longo do período de 2005 a 2010. Os índices de eficiência de gestão foram auferidos utilizando-se três metodologias de cálculo. Os resultados obtidos e sua relação com os indicadores de impactos (integridade da paisagem e acesso aos recursos naturais pelas comunidades) foram utilizados para avaliar a efetividade de dois objetivos do Mosaico: (i) prevenir e mitigar o desmatamento e (ii) permanecer como área fonte de recursos naturais e de renda para as comunidades locais e do entorno. A análise dos índices de eficiência de gestão permitiu que se observasse uma relação positiva com os indicadores de impacto...

Construção de modelos para disseminação dos levantamentos florísticos em unidades de conservação da Cidade de Curitiba

Oliveira, Sonia Mara Ferraz de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
95.84%
Resumo: Este documento descreve a construção de modelo informacional capaz de registrar os levantamentos florísticos em Unidades de Conservação em Curitiba. Trata-se de uma necessidade do Plano de Governo no Programa BIOCIDADE em disseminar informações sobre a vegetação nativa para a comunidade. A pesquisa qualitativa tem abordagem descritiva e de observação, investiga o acervo documental e bibliográfico nas áreas de Botânica, Gestão da Informação e Design e Arquitetura da Informação. Desenvolvida com equipe multidisciplinar, a pesquisa utilizou acervo do Herbário MBM e métodos botânicos, observação em campo e processos para transformação do conhecimento. Empregou conceitos no processo de aquisição e disseminação, representação da informação e modelo informacional. A partir do banco de dados do MBM, foram listadas as plantas nativas e criado um banco de dados específico no programa ArcView®, georreferenciando as espécies vegetacionais. A transformação do conhecimento tácito dos especialistas balizou toda a pesquisa. As informações foram disponibilizadas em link na página da Associação dos Amigos do Jardim Botânico de Curitiba. Aplicado aos moradores de Curitiba, um questionário estruturado validou o modelo...

Áreas protegidas, normas e território usado: o sistema nacional de unidades de conservação da natureza (SNUC) como um instrumento de ordenamento territorial

Freitas, André Vieira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
86%
Contemplando o modelo brasileiro de áreas protegidas, a presente dissertação constitui uma leitura do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) como um instrumento de Ordenamento territorial. Trata-se da problematização das unidades de conservação no país e da investigação do seu escopo, a proteção ambiental, na qualidade de norma, como orientação de usos nesses compartimentos do território e a sua pretendida articulação sistêmica. A discussão inicia-se no campo teórico com os conceitos de espaço, ambiente e território – entendido como território usado – e as noções de proteção, preservação e conservação ambiental. Pensando a atuação do Estado no território, a discussão se volta para as políticas públicas, com a reflexão acerca do ordenamento territorial e sua dimensão ambiental, quando se chega à discussão sobre as áreas protegidas. Analisando o histórico da atuação do Estado para as dimensões territorial e ambiental do planejamento, a discussão recai sobre a estruturação do modelo brasileiro de áreas protegidas, até a aprovação do SNUC. Por fim, a discussão se volta para a implementação do SNUC e as suas implicações geográficas – identificando o conjunto das unidades de conversão como indicativas de uma situação geográfica caracterizada pela difusão da proteção ambiental como norma na dinâmica de uso do território brasileiro – e para o mérito do SNUC como um instrumento de ordenamento territorial. _____________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Contemplando el modelo brasileño de áreas protegidas...

Unidades de conservação no Brasil : o plano estrategico nacional de areas protegidas e a viabilização da zona de amortecimento; Conservation units in Brazil : the national strategic plan of protected areas and the viability of the buffering zones

Isis Felippe de Freitas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.01%
As Unidades de Conservação (UCs) são o tipo de área protegida que se configuram como a principal estratégia do poder público para promover a conservação da biodiversidade e recursos naturais à ela associados. A integração dessas unidades à dinâmica territorial, intervindo e alterando-a, quando necessário, é essencial para que sejam cumpridos os seus objetivos de criação. A zona de amortecimento é um dos instrumentos do plano de manejo das UCs que respondem pela integração da unidade ao território. No presente trabalho foram analisados o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), o Plano Estratégico Nacional de Áreas Protegidas e os planos de gestão do território cujos objetivos e diretrizes influenciam a implementação das zonas de amortecimento. Com a finalidade de entender o isolamento inicial das áreas protegidas no Brasil, foram recuperados os marcos históricos da estruturação político-institucional do Estado brasileiro na área de conservação ambiental: das primeiras ações de proteção dos recursos naturais na época do império até a territorialização da conservação da biodiversidade, que culminou com a criação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). Os planos de gestão do território foram apresentados e analisados segundo a perspectiva de integração das UCs aos diversos usos do território. Os critérios para a delimitação física da zona de amortecimento definidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) foram listados e...

Unidades de conservação como política de proteção à biodiversidade : uma caracterização perceptiva de grupos sócioculturais do entorno da APA do Catolé e Fernão Velho, estado de Alagoas; Natural protected areas as biodiversity protection policies: perceptive characterization of sociocultural groups from the surrounding of the EPA of Catolé and Fernão Velho, State of Alagoas, Brazil

Silva, Gilda Acioli da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Desenvolvimento sustentável Regional; Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Desenvolvimento sustentável Regional; Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86%
Natural protected areas as biodiversity protection policies: perceptive characterization of sociocultural groups from the surrounding of the EPA of Catolé and Fernão Velho, State of Alagoas, Brazil - Nowadays, the world is passing through out a great increasing of devastation in natural environments, which have been drastically changed by different cultures. The discussion focusing the few protected areas which retain the biodiversity leads to reflections about what have been done in order to preserve the natural resources still remaining in the planet. In this direction, most of the nations that are preoccupied on the level of environmental degradation are creating legal procedures in order to protect their natural ecosystems. The appropriation and the neglect behavior of the human being related to the indiscriminate use of the natural resources of the planet have been made on an egoistic form. There is no consideration on the property pertaining to all generations. So, alternatives arise focusing to protect the natural wealth of human kind. Amongst them, it must be emphasized the creation of natural protected areas (called in Brazil Unidades de Conservação UCs), included in two different categories: 1. integral protection and 2. sustainable use. One of them is the Área de Proteção Ambiental APA (Environmental Protected Areas - EPA)...

Unidades de conservação como política de proteção à biodiversidade : uma caracterização perceptiva de grupos sócioculturais do entorno da APA do Catolé e Fernão Velho, estado de Alagoas; Natural protected areas as biodiversity protection policies: perceptive characterization of sociocultural groups from the surrounding of the EPA of Catolé and Fernão Velho, State of Alagoas, Brazil

Silva, Gilda Acioli da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Desenvolvimento sustentável Regional; Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Desenvolvimento sustentável Regional; Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86%
Natural protected areas as biodiversity protection policies: perceptive characterization of sociocultural groups from the surrounding of the EPA of Catolé and Fernão Velho, State of Alagoas, Brazil - Nowadays, the world is passing through out a great increasing of devastation in natural environments, which have been drastically changed by different cultures. The discussion focusing the few protected areas which retain the biodiversity leads to reflections about what have been done in order to preserve the natural resources still remaining in the planet. In this direction, most of the nations that are preoccupied on the level of environmental degradation are creating legal procedures in order to protect their natural ecosystems. The appropriation and the neglect behavior of the human being related to the indiscriminate use of the natural resources of the planet have been made on an egoistic form. There is no consideration on the property pertaining to all generations. So, alternatives arise focusing to protect the natural wealth of human kind. Amongst them, it must be emphasized the creation of natural protected areas (called in Brazil Unidades de Conservação UCs), included in two different categories: 1. integral protection and 2. sustainable use. One of them is the Área de Proteção Ambiental APA (Environmental Protected Areas - EPA)...

Participação Social na Criação e Implantação de Unidades de Conservação no Brasil: O caso do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange

Quadros, Juliana; Universidade Federal do Paraná; Giraldi-Costa, Ana Clara; Universidade Federal do Paraná; Sezerino, Fernanda de Souza; Universidade Federal do Paraná; dos Santos, Péricles Augusto; Universidade Federal do Paraná
Fonte: Editora de Livros IABS Publicador: Editora de Livros IABS
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.8%
Os conselhos são considerados um dos mecanismos mais importantes de participação social no país, principalmente após a promulgação da Constituição de 1988. No campo ambiental, podemos destacar o papel dos conselhos consultivos ou deliberativos na gestão de Unidades de Conservação, estabelecidos pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). O SNUC é reconhecido internacionalmente como modelo de inclusão social e gestão participativa de áreas protegidas. Para exemplificar os processos participativos na gestão das UC, analisamos a experiência do Conselho Consultivo do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange (PNSHL), no Litoral do Paraná. Podemos concluir que apesar das inovações nas legislações ambientais, assegurando a participação social, ela não é totalmente efetivada na prática. O caso do PNSHL é um dos poucos exemplos na região, comprometido com a aplicação dos instrumentos que possibilitam a inclusão das comunidades do entorno e da sociedade civil em geral nos processos de gestão da Unidade.