Página 1 dos resultados de 1316 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Avaliação da interferência do ácido ascórbico na detecção da glicosúria; Evaluation of ascorbic acid interference in the detection of glycosuria

Costa, Jaime Murilo Fernandes; Mendes, Maria Elizabete; Sumita, Nairo Massakazu
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
67.01%
INTRODUÇÃO: O ácido ascórbico (vitamina C) é comumente ingerido como suplemento vitamínico. É uma vitamina hidrossolúvel, excretada pela urina e pode interferir nos ensaios laboratoriais, como nas reações de oxirredução para detecção da glicosúria. OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo avaliar a interferência do ácido ascórbico na detecção de glicosúria pelo método de química seca por meio do uso de tiras reagentes. MATERIAIS E MÉTODOS: Amostras de urina foram avaliadas no analisador da marca Clinitek Atlas (Siemens Healthcare Diagnostics Inc., EUA). Foram selecionadas quatro amostras de urina com diferentes concentrações de glicose: 100 mg/dl, 250 mg/dl, 500 mg/dl e 1.000 mg/dl. Para cada concentração de glicose foram criadas cinco alíquotas, adicionando-se uma solução de ácido ascórbico 200 mg/dl, suficiente para obter uma concentração final de ácido ascórbico de 20 mg/dl no primeiro tubo, de 50 mg/dl no segundo tubo, de 270 mg/dl no terceiro tubo, de 1.000 mg/dl no quarto tubo e de 2.000 mg/dl no quinto tubo. Após essa adição, as amostras foram novamente avaliadas no analisador Clinitek Atlas. RESULTADOS: Nas amostras com concentração de 20 mg/dl de ácido, não se evidenciou interferência. Nas concentrações iguais e acima de 50 mg/dl...

"Determinantes morfológicos do efeito do ácido ascórbico na isquemia/reperfusão experimental do intestino delgado" ; Morphological determinants of ascorbic acid effect in an experimental small bowel ischemia/reperfusion

Higa, Oscar Haruo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
A lesão de isquemia/reperfusão(I/R) do intestino delgado é de importância fundamental em procedimentos cirúrgicos. Alguns radicais livres de oxigênio gerados atuam durante este período. Utilizamos o ácido ascórbico para atenuar as lesões de I/R. Cinqüenta ratos foram separados e cinco grupos, cada grupo com 10 ratos. Os grupos foram sumetidos à isquemia mesentérica e isquemia/reperfusão. Os grupos experimentos receberam ácido ascórbico. Foi realizada a análise histológica morfométrica. Os grupos com ácido ascórbico mostraram uma redução significativa do infarto anti-mesentérico. (p = 0,009) na isquemia/reperfusão e redução da necrose das vilosidades na isquemia. O ácido ascórbico é eficaz na redução dos danos intestinais causados pela I/R em ratos ; Intestinal injury resulting from ischemia-reperfusion (I/R) is of fundamental importance in surgical procedures. Some oxygen-derived free radicals generated during this time possibly play an important role. We used ascorbic acid to attenuate I/R injury. Fifty male rats were divided into five groups, each containing 10 rats. The groups were submitted to mesenteric ischemia and ischemia/reperfusion, experimental groups received ascorbic acid. The intestinal histological morphometric analysis was performed. The ascorbic acid groups showed a significant reduction of antimesenteric villous infarct (p=0...

Correlação entre ácido ascórbico plasmático, contagem de células somáticas no leite e o perfil metabólico de vacas secas e em lactação; Correlation between plasma ascorbic acid, milk somatic cell count and metabolic profile in lactating and dry cows

Santos, Marcos Veiga dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/1998 PT
Relevância na Pesquisa
67.1%
Vacas em lactação apresentam capacidade de síntese endógena de ácido ascórbico para suprir os seus requerimentos, no entanto, sob condições estressantes como altas temperaturas e umidade, elevadas produções de leite, parasitoses e incidência de doenças, pode haver produção insuficiente de ácido ascórbico para as demandas metabólicas do animal. Foram objetivos do presente estudo avaliar o efeito do estágio de lactação e número de lactações sobre a concentração plasmática de ácido ascórbico de 153 vacas em lactação e 40 vacas no período seco em 3 fazendas leiteiras, e sua correlação com: a contagem de células somáticas (CCS) no leite, níveis de glicose plasmática, níveis de ácidos graxos não-esterificados (AGNE), níveis de insulina plasmática, níveis de beta-hidroxibutirato (BHBA) plasmático, níveis de aspartato-aminotransferase (AST) plasmática, níveis de produção de leite e escore de condição corporal. Os animais foram escolhidos ao acaso e agrupados em 5 grupos de acordo com o estágio de lactação (estágio 1: 1-28 dias; estágio 2: 29-56 dias; estágio 3: 57-140 dias; estágio 4: 141-280 dias e estágio 5: vacas secas) e de acordo com o número de lactações (primíparas ou multíparas). Amostras de sangue foram coletadas para determinação de ácido ascórbico plasmático utilizando técnica de cromatografia líquida de alta pressão. A análise estatística foi realizada com o uso do programa computacional SAS. A concentração média (mg/L) de ácido ascórbico plasmático foi de 2...

Uso de película comestível, cloreto de cálcio e ácido ascórbico para a conservação do melão 'Amarelo' minimamente processado; Application of edible coating, calcium chloride and ascorbic acid for conservation of minimally processed melon

Miguel, Ana Carolina Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da utilização de película comestível, ácido ascórbico e cloreto de cálcio sobre a conservação do melão 'Amarelo' minimamente processado. Primeiramente, visando à obtenção de um produto conveniente foram estudados os aspectos microbiológicos e os efeitos dos tratamentos sobre a taxa respiratória e a produção de etileno de produtos de melão durante o armazenamento refrigerado. Os frutos depois de selecionados, lavados e higienizados em solução de dicloroisocianurato de sódio dihidratado (200ppm) tiveram a polpa cortada em cubos (3cm de aresta), que foi imersa em solução de dicloroisocianurato de sódio dihidratado (100ppm) e drenada. A seguir, foram divididos em 4 lotes, cujos cubos foram imersos nas soluções de cloreto de cálcio a 1%, ácido ascórbico a 1% e película a base de alginato (1%) e um lote foi deixado sem tratamento, o qual serviu de testemunha. Após a segunda drenagem, os melões tratados foram acondicionados em bandejas de tereftalato de polietileno (PET) e armazenados a 5°C. Verificou-se que, em todos os tratamentos, houve redução da taxa respiratória ao longo do período de armazenamento e foi detectada baixa produção de etileno. Quanto à qualidade microbiológica...

Utilização do ácido ascórbico como tentativa de reverter o efeito da desproteinização com hipoclorito de sódio na dentina radicular, utilizando diferentes sistemas de cimentação; Redox potencial of ascorbic acid after sodium hypochlorite deproteinization to root dentine with different adhesive systems

Cunha, Leonardo Fernandes da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de ácido ascórbico após a desproteinização da dentina radicular, utilizando um cimento auto-adesivo e comparando-o a outros dois sistemas adesivos. Possíveis diferenças de união adesiva entre os terços radiculares também foram avaliadas. Quarenta e cinco raízes de incisivos bovinos foram divididas em três grupos, conforme o tratamento da raiz: irrigação com soro fisiológico; desproteinização com NaOCl (5%) por 10 minutos; irrigação com NaOCl por 10 min seguida da aplicação de ácido ascórbico por 10 min. O cimento autoadesivo Rely X U100 foi utilizado para cada um dos grupos citados. O cimento Rely X ARC foi utilizado com outros dois adesivos, para efeito de comparação: Single Bond e Clearfil SE Bond. Os espécimes foram armazenados em água destilada por 24 horas e testados quanto à resistência à extrusão (push-out). Os resultados foram submetidos ao teste ANOVA a três critérios e Dunnet T3 (=0.05). Não foram encontradas diferenças estatisticas entre os materiais utilizados. A desproteinização resultou em resistência adesiva diminuída, enquanto o tratamento subsequente com ácido ascórbico foi capaz de devolver a resistência adesiva em valores semelhantes aos do grupo controle. Diferenças entre os terços radiculares foram encontradas na seguinte sequência: coronal>médio>apical. O cimento auto-adesivo utilizado se comportou da mesma forma que os demais sistemas adesivos. O ácido ascórbico foi capaz de reverter o efeito de oxidação causado pela desproteinização.; The aim of this study was to evaluate the effect of ascorbic acid after root dentin treatment with sodium hypochlorite. A self-adhesive cement was compared with other two adhesive systems. The bond strength was also evaluated at different depths (coronal...

Determinação da dose de segurança de ácido ascórbico utilizada no tratamento da obstrução de cateter venoso central totalmente implantado; Determining the safe dosage of ascorbic acid used in the treatment of occluded totally implanted central venous catheter

Vasquês, Christiane Inocencio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67%
A obstrução de cateter venoso central totalmente implantado (CV-TI) é uma das complicações relacionadas ao seu uso. A recuperação da permeabilidade do CVC-TI é a maneira mais adequada de lidar com esta complicação por se tratar de uma intervenção mais rápida e de menor custo quando comparado com o reposicionamento ou a troca do dispositivo. O ácido ascórbico (AA) vem sendo utilizado em alguns hospitais brasileiros e resultados satisfatórios têm sido obtidos. Estudos in vitro relataram que o AA atua no processo fibrinolítico e pode contribuir para a desobstrução de cateter venoso central de longa permanência. O presente estudo tem por finalidade determinar a dose de segurança do ácido ascórbico para o tratamento da obstrução de cateter venoso central totalmente implantado. Trata-se de ensaio clínico fase II, randomizado em três grupos de tratamento (50mg, 100mg e 200mg de ácido ascórbico), não controlado, conduzido em quatro hospitais brasileiros. Para isso, foram incluídos 21 sujeitos com idade média de 53 anos, a maioria com diagnóstico de câncer de mama. Seis sujeitos obtiveram sucesso com o tratamento proposto, apresentando a desobstrução do cateter. Dentre eles, quatro receberam a dose de 50 miligramas e apresentaram desobstrução completa ou parcial. Em relação ao tempo de desobstrução...

Efeitos do ácido ascórbico em biomarcadores de estresse oxidativo em nadadores de alto rendimento de Ribeirão Preto/SP; Effects of ascorbic acid on oxidative stress biomarkers in high-performance swimmers of Ribeirão Preto/SP

Picchi, Monike Gárlipp
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.99%
O exercício físico intenso altera o sistema antioxidante, aumentando a geração de radicais livres e/ou diminuindo a concentração de antioxidantes. Assim o objetivo deste estudo foi verificar os efeitos da oferta de vitamina C através de um suplemento alimentar e dieta rica em ácido ascórbico no estresse oxidativo induzido pelo exercício. A amostra foi composta por 13 nadadores de elite (6 homens e 7 mulheres), com idades entre 18 e 26 anos, IMC médio 21,8kg/m², que treinavam em média 19,4h semanais. Os atletas foram submetidos à carga de exercício aguda em 3 fases, controle (C), dieta rica em vitamina C (D) e suplemento de vitamina C (S), nas quais amostras de sangue foram colhidas antes, imediatamente após e 24 horas depois do exercício, para determinação bioquímica e do estresse oxidativo. O uso de suplementos alimentares foi feito pela maioria dos nadadores (92,3%), e os suplementos mais usados eram Maltodextrina, associação de proteína e carboidrato, enquanto o relato do consumo de antioxidantes não foi muito freqüente (25%). Em relação ao consumo de antioxidantes, os nadadores apresentavam consumo alimentar variável de vitamina C, sendo que muitos deles apenas adequaram o consumo devido à adição feita pelo estudo. O consumo de vitamina E foi inadequado para todos os atletas...

Teores de licopeno e ácido ascórbico em morangos cv. Vila Nova produzidos em sistemas de cultivo orgânico e convencional; Licopene and ascorbic acid contents of Vila Nova strawberries produced in organic or conventional cultivation systems

Amaro, Francisco Stefani
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.96%
Na passagem para o século XX, a agricultura sofreu transformações no modelo de produção. Atualmente, a maior parte dos alimentos são produzidos no modelo da agricultura convencional baseada na utilização intensiva de insumos químicos e alta produtividade, em contraponto, a agricultura orgânica está alicerçada na independência de insumos externos e na qualidade dos alimentos. O morango (Fragaria x Ananassa Duch), reconhecido por suas vitaminas e compostos quimioprotetores, tais como o ácido ascórbico e licopeno, é uma cultura produzida tanto no sistema orgânico, quanto no convencional. Entretanto, não existem informações sobre os tipos de sistemas existentes dentro destas duas formas de fazer agricultura e nem dados sobre os conteúdos de ácido ascórbico e de licopeno. Os objetivos deste trabalho foram: tipificar os sistemas de cultivo praticados e identificar as características básicas da produção de morango em Porto Alegre; quantificar os indicadores nutricionais licopeno e ácido ascórbico em morangos cv. Vila Nova, oriundos de diferentes sistemas de cultivo e avaliar a possibilidade dessas substâncias servirem como descritores da qualidade biológica dos frutos produzidos nestas diferentes formas de fazer agricultura. Foram escolhidos cinco sistemas de produção de morangos no bairro Lami...

Investigação do efeito do ácido ascórbico em modelos animais preditivos de ação antidepressiva

Binfaré, Ricardo Wabner
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 110 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
67.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências.; Ascorbic acid, commonly known as vitamin C, is a water-soluble antioxidant vitamin that participates in a wide range of physiological reactions and is highly concentrated in the cerebrum, being considered as a neuromodulator. This study investigated the effect of ascorbic acid in the tail suspension test (TST) and in the forced swimming test (FST) in mice. In addition, it was investigated the contribution of the monoaminergic system and NMDA receptors to its antidepressant-like effect of ascorbic acid in the TST, as well as the effect of this vitamin in the chronic unpredictable stress model (CUS) in mice. Moreover, the effects of the antidepressants fluoxetine, imipramine and bupropion in combination with ascorbic acid in the TST were investigated. Ascorbic acid (0.1-10 mg/kg, i.p., 1-10 mg/kg p.o. or 0.1 nmol/mice i.c.v.) produced an antidepressant-like effect in the TST, but not in the FST, without altering the locomotor activity of the animals in the open-field test. Ascorbic acid (1 mg/kg, p.o.) produced an antidepressant-like effect in the TST 60 minutes after its administration. The effect of ascorbic acid (0.1 mg/kg...

Envolvimento de diferentes tipos de canais de potássio no efeito tipo-antidepressivo do ácido ascórbico no teste de suspensão pela cauda

Ribeiro, Camille Mertins
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 61
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.02%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; Considerando que a administração de ácido ascórbico causa um efeito tipo-antidepressivo em camundongos por um mecanismo que envolve uma interação com receptores N-metil-D-aspartato e a via L-arginina-óxido nítrico- GMPc e levando em conta que a estimulação dessa via está associada com a ativação de canais de potássio (K+), este estudo investigou o envolvimento de diferentes tipos de canais de K+ no efeito do ácido ascórbico no teste de suspensão pela cauda (TSC). A administração intracerebroventricular de tetraetilamônio (TEA, um inibidor de canais de K+ não específico, 0,5 pg/sítio), glibenclamida (um bloqueador de canais de K+ sensíveis a ATP, 0,5 pg/sítio), caribdotoxina (um inibidor de canais de K+ ativados por cálcio de larga e intermediária condutância, 25 pg/sítio) ou apamina (um inibidor de canais de K+ ativados por cálcio de baixa condutância, 10 pg/sítio) foi capaz de produzir um efeito sinérgico com uma dose sub-ativa de ácido ascórbico (0,1 mg/kg) administrada oralmente (p.o.). O efeito tipo-antidepressivo do ácido ascórbico (1 mg/kg, p.o.) no TSC foi prevenido pelo pré-tratamento dos camundongos com os ativadores de canais de K+ cromacalim (10 μg/sítio...

Suplementação com ácido ascórbico tem efeito citoprotetor na cirrose biliar secundária: estudo experimental em ratos jovens

Passoni,Cynthia R. Matos Silva; Coelho,Cláudio Antônio Rabello
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
OBJETIVO: Testar se a suplementação com ácido ascórbico tem algum afeito citoprotetor em um modelo de cirrose biliar secundária em ratos jovens. MÉTODOS: Foram estudados 40 ratos Wistar desmamados no 21º dia pós-natal. Cada grupo de 10 foi submetido a um dos seguintes quatro tratamentos, até o 49º dia pós-natal, quando foram submetidos a eutanásia: 1) LC - ligadura dupla e ressecção do ducto biliar comum e administração diária de ácido ascórbico [100 mg/g de peso corporal (pc)]; 2) LA - ligadura dupla e ressecção do ducto biliar comum e administração diária de veículo aquoso (1 mL/g pc); 3) SC - operação simulada e administração diária de ácido ascórbico (100 mg/g pc); 4) SA - ligadura dupla e ressecção do ducto biliar comum e administração diária de veículo aquoso (1 mL/g pc). Os ratos eram pesados diariamente. No 27º dia pós-operatório, eles receberam injeção intraperitoneal de 1,5 mg/g pc de pentobarbital sódico, e o tempo de sono induzido pelo pentobarbital foi medido. Coletou-se sangue para determinação de atividade sérica de alanina aminotransferase e de aspartato aminotransferase, níveis de albumina e globulina séricas, e o fígado foi analisado quanto à conteúdo de água e gordura. Os dados foram submetidos à ANOVA two-way...

Avaliação dos efeitos da radiação gama nos teores de carotenóides, ácido ascórbico e açúcares do futo buriti do brejo (Mauritia flexuosa L.)

Lima,Antonio Luís dos Santos; Lima,Keila dos Santos Cople; Coelho,Maysa Joppert; Silva,Jaqueline Michele; Godoy,Ronoel Luiz de Oliveira; Pacheco,Sidney
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
67.02%
Buriti do Brejo (Mauritia flexuosa L.) é um típico fruto da Amazônia, Nordeste e Centro-Oeste brasileiro, muito utilizado na culinária para produção de sucos, doces e vinhos. É considerado uma excelente fonte de carotenóides precursores da vitamina A, apresentando maior concentração de β-caroteno. Além dos carotenóides também encontramos ácido ascórbico e açúcares. O ácido ascórbico administrado em quantidades suficientes pode prevenir os sinais clínicos de deficiência conhecida como escorbuto. O emprego da radiação ionizante gama tem mostrado um potencial efeito na redução de perdas pós-colheita, mantendo a qualidade nutricional dos alimentos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da radiação gama, nas doses de 0,5 kGy e 1,0 kGy, na concentração de carotenóides totais, ácido ascórbico e açúcares do buriti. A determinação dos carotenos (α, β e luteína), ácido ascórbico e açúcares foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e os carotenóides totais por espectrofotometria. Os resultados demonstraram que o Buriti é uma excelente fonte de carotenóides totais (44600μg/100g), podendo ser utilizado no combate à hipovitaminose A. A irradiação dos frutos de buriti na dose de 0...

Efeito de diferentes processamentos sobre o teor de ácido ascórbico em suco de laranja utilizado na elaboração de bolo, pudim e geléia

Silva,Patricia Teixeira da; Lopes,Maria Lúcia Mendes; Valente-Mesquita,Vera Lúcia
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
67%
Este estudo teve por objetivo avaliar a estabilidade do ácido ascórbico em suco de laranja cv. "Pêra" utilizado como ingrediente na elaboração de bolos, pudins e geléia. Os bolos e os pudins foram assados em forno convencional e de microondas, e a geléia foi elaborada em tacho aberto. Estas preparações foram submetidas a análises para determinação dos teores de ácido ascórbico e de sólidos solúveis totais, da acidez total titulável e do pH. Os teores de ácido ascórbico em bolos e pudins, quando comparados ao do suco de laranja in natura apresentaram redução de, respectivamente, 76,09% e 41,76%, quando assados em forno de microondas, e de 84,21% e 46,71%, quando assados em forno convencional. A geléia de laranja apresentou redução de 24,86% no teor de ácido ascórbico em relação ao suco de laranja in natura. A cocção de bolos e pudins realizada em forno de microondas proporcionou maior retenção do ácido ascórbico, quando comparada àquela realizada em forno convencional. Estas preparações apresentaram perda superior à da geléia, elaborada em tacho aberto. Foi observado, também, que os bolos perderam mais ácido ascórbico do que os pudins, em ambos os métodos de cocção avaliados.

Determinação das constantes cinéticas de degradação do ácido ascórbico em purê de pêssego: efeito da temperatura e concentração

Toralles,Ricardo Peraça; Vendruscolo,João Luiz; Vendruscolo,Claire Tondo; Del Pino,Francisco Augusto Burkert; Antunes,Pedro Luiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
O ácido ascórbico, vitamina C, é usado extensivamente na indústria de alimentos, não só devido ao seu valor nutricional, mas devido a suas contribuições funcionais na qualidade do produto. Existem muitos estudos sobre a estabilidade cinética do ácido ascórbico em bebidas, mas nenhum estudo foi encontrado sobre as constantes cinéticas de degradação do ácido ascórbico adicionado em purê de pêssego. Neste trabalho, estudou-se a cinética de degradação do ácido ascórbico em purê de pêssego da cultivar Jade, em condições anaeróbicas e na faixa de 70 a 90 °C. As concentrações de purês testadas foram 12, 22 e 32 °Brix. A análise cinética dos dados sugere que a degradação foi significativamente representada pelos modelos cinéticos de zero e primeira ordem. A velocidade de degradação do ácido ascórbico foi dependente da temperatura. A energia de ativação média foi de 45 kJ.mol-1 e independente da concentração de sólidos solúveis.

Impacto da estocagem sobre atividade antioxidante e teor de ácido ascórbico em sucos e refrescos de tangerina

Moreira,Carolina Ferraz Figueiredo; Lopes,Maria Lúcia Mendes; Valente-Mesquita,Vera Lúcia
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67%
OBJETIVO: Objetivou-se avaliar a estabilidade do ácido ascórbico em suco in natura de tangerina cultivar Ponkan sob diferentes condições de armazenamento, e em 13 amostras de bebidas industrializadas de tangerina, bem como a estabilidade da atividade antioxidante no suco in natura. MÉTODOS: O suco in natura de tangerina foi armazenado em três temperaturas: ambiente, refrigeração e congelamento. Amostras de tangerinas foram armazenadas sob refrigeração. Treze marcas de bebidas industrializadas de tangerina foram adquiridas e mantidas sob refrigeração. Foram determinados o teor de ácido ascórbico pelo método titulométrico de Tillmans (Association of Official Analytical Chemists) e a atividade antioxidante por meio da capacidade sequestradora do radical 2,2-difenil-1-picril-hidrazila. RESULTADOS: O suco in natura apresentou teor médio de ácido ascórbico de 32,40mg/100mL; a taxa de redução deste nutriente foi maior em temperatura de estocagem mais elevada. A atividade antioxidante média foi de 89,74% de inibição do radical 2,2-difenil-1-picril-hidrazila, apresentando variações de até 4,26% durante o armazenamento. Nas bebidas industrializadas, o teor médio de ácido ascórbico variou entre 1,01 e 10,72mg/100mL...

Uso de própolis e ácido ascórbico na criopreservação do sêmen caprino

Castilho,Erick Fonseca de; Guimarães,José Domingos; Martins,Leonardo Franco; Pinho,Rogério Oliveira; Guimarães,Simone Eliza Facioni; Espeschit,Cláudio José Borela
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Os objetivos neste estudo foram verificar se a própolis e o ácido ascórbico têm efeito sobre a integridade da membrana plasmática dos espermatozoides de caprinos e investigar o potencial desses antioxidantes no uso de meios diluidores de criopreservação de sêmen caprino. Foram utilizados cinco bodes adultos das raças Alpina (n = 2) e Saanen (n = 3). Após a coleta de sêmen, realizaram-se o exame físico do sêmen e morfológico dos espermatozoides, o teste supravital e o teste hiposmótico. Em seguida, o sêmen fresco foi diluído com o diluidor Bioxcell® (controle); Bioxcell® + 0,25% de extrato liofilizado de própolis; Bioxcell® + 0,5% de extrato liofilizado de própolis; Bioxcell® + 0,05% de ácido ascórbico; ou Bioxcell® + 0,25% de ácido ascórbico. Após as diluições finais, foram avaliados a motilidade e o vigor espermático obtidos com cada diluidor e posteriormente o sêmen foi submetido a envase, resfriamento e congelamento. No sêmen fresco, os aspectos físicos e morfológicos e os resultados dos testes supravital e hiposmótico não diferiram entre os animais nem entre raças. As médias gerais de motilidade e vigor espermático e dos testes supravital e hiposmótico obtidos logo após o descongelamento e após 3 horas de teste de termorresistência diferiram entre si...

Interferência do ácido ascórbico nas determinações de parâmetros bioquímicos séricos: estudos in vivo e in vitro

Martinello,Flávia; Silva,Edson Luiz da
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
INTRODUÇÃO: O ácido ascórbico, quando presente em amostras biológicas, pode interferir nos ensaios laboratoriais que utilizam reações de oxidorredução. OBJETIVOS: Estabelecer o grau de interferência do ácido ascórbico nas determinações bioquímicas séricas em relação à dose de vitamina C, ingerida e ao tempo de coleta das amostras e comparar com o efeito interferente in vitro. MÉTODOS: Voluntários saudáveis (n = 18) consumiram doses crescentes e sucessivas de 0,25 a 4g/dia de vitamina C durante uma semana cada dose. As determinações bioquímicas de ácido úrico, bilirrubina, colesterol total, glicose e triglicerídeos foram realizadas antes e 4, 12 e 24 horas após a última ingestão de cada dose. No estudo in vitro, concentrações crescentes de ácido ascórbico foram adicionadas ao soro humano e os analitos foram determinados até 24 horas após a adição. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Os níveis séricos de ácido ascórbico aumentaram significativamente após a ingestão da vitamina C, provocando inibição nas determinações de ácido úrico e bilirrubina total 4, 12 e 24 horas após a ingestão (p < 0,01). Em contrapartida, a ingestão de vitamina C não interferiu nas determinações de glicose, colesterol e triglicerídeos. O ácido ascórbico inibiu in vitro as reações dos analitos estudados...

Avaliação da interferência do ácido ascórbico na detecção da glicosúria

Costa,Jaime Murilo Fernandes; Mendes,Maria Elizabete; Sumita,Nairo Massakazu
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.01%
INTRODUÇÃO: O ácido ascórbico (vitamina C) é comumente ingerido como suplemento vitamínico. É uma vitamina hidrossolúvel, excretada pela urina e pode interferir nos ensaios laboratoriais, como nas reações de oxirredução para detecção da glicosúria. OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo avaliar a interferência do ácido ascórbico na detecção de glicosúria pelo método de química seca por meio do uso de tiras reagentes. MATERIAIS E MÉTODOS: Amostras de urina foram avaliadas no analisador da marca Clinitek Atlas (Siemens Healthcare Diagnostics Inc., EUA). Foram selecionadas quatro amostras de urina com diferentes concentrações de glicose: 100 mg/dl, 250 mg/dl, 500 mg/dl e 1.000 mg/dl. Para cada concentração de glicose foram criadas cinco alíquotas, adicionando-se uma solução de ácido ascórbico 200 mg/dl, suficiente para obter uma concentração final de ácido ascórbico de 20 mg/dl no primeiro tubo, de 50 mg/dl no segundo tubo, de 270 mg/dl no terceiro tubo, de 1.000 mg/dl no quarto tubo e de 2.000 mg/dl no quinto tubo. Após essa adição, as amostras foram novamente avaliadas no analisador Clinitek Atlas. RESULTADOS: Nas amostras com concentração de 20 mg/dl de ácido, não se evidenciou interferência. Nas concentrações iguais e acima de 50 mg/dl...

Estudos visando a síntese de híbridos de tocoferol com ácido ascórbico

Pinto de Albuquerque Melo, Rosanne; Malvestiti, Ivani (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.02%
A atividade antioxidante do tocoferol e ácido ascórbico, bem como a capacidade deste último em regenerar o tocoferol, gerou o grande interesse na preparação de compostos que tivessem estas duas unidades ligadas e atuasse como captador autoregenerável de radical livre. Com o intuito de obter uma molécula híbrida do a-tocoferol e do ácido ascórbico, onde a hidroxila fenólica do a-tocoferol e o sistema 2,3- enediol do ascorbato estão livres de substituição, foram realizados estudos modelos que levassem à síntese convergente de unidades de tocoferol e ascorbato unidas por vários espaçadores entre a posição 5 do tocoferol e a posição 6 do ácido ascórbico. Considerando o 5,6-O-isopropilideno-L-ácido ascórbico (11) como material de partida, obteve-se primeiramente em 78% o 2,3-di-O-benzoil-5,6-O-isopropilideno-L-ácido ascórbico (12), com as hidroxilas 2 e 3 protegidas por grupos benzoíla. A desproteção das hidroxilas 5 e 6 do composto (12) nos forneceu em 58% o 2,3-di-O-benzoil-L-ácido ascórbico (13), que através de uma reação com cloreto de tosila e piridina leva em 75% ao composto 2,3-di-O-benzoil-6-O-tosil-L-ácido ascórbico (18). Na reação de halogenação realizada no a-tocoferol...

Consumo de ácido ascórbico y niveles séricos en hombres adultos fumadores y no fumadores de la CD. de Hermosillo, Sonora, México

Méndez E,Rosa Olivia; Wyatt,C. Jane; Saavedra,Javier; Ornelas,Alicia
Fonte: Sociedad Latinoamericana de Nutrición Publicador: Sociedad Latinoamericana de Nutrición
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 ES
Relevância na Pesquisa
67.09%
El ácido ascórbico es uno de las antioxidantes más importantes a nivel extracelular, sin embargo su papel preventivo de enfermedades degenerativas se puede comprometer al disminuir sus niveles séricos. Bajos valores de ácido ascórbico sérico se han reportado en hombres fumadores. En el presente estudio se estimó la ingestión de ácido ascórbico en 25 hombres adultos sanos de Hermosillo, Sonora, México, divididos en dos grupos: fumadores y no fumadores; se compararon los niveles séricos de ácido ascórbico de los dos grupos y se midió el efecto de fumar sobre dichos niveles. El consumo de ácido ascórbico se estimó utilizando un recordatorio de 24 h y la base de datos Nutritionist IV, mientras que el ácido ascórbico sérico se cuantificó con el método de la 2,4-dinitrofenilhidrazina. El consumo de ácido ascórbico en los fumadores fue de 64 ± 11 mg/d, mientras que en los no fumadores fue de 70 ± 12 mg/d. Los fumadores no alcanzaron la recomendación de 100 mg diarios. Los niveles séricos fueron de 24.2 ± 6.9 µmol/L y de 30.9 ± 3.7 µmol/L para fumadores y no fumadores, respectivamente, sin diferencia estadística significativa. A pesar de que los valores medios de los grupos estudiados se sitúan dentro del rango normal se observó que fueron inferiores a los valores normales reportados en otros estudios...