Página 1 dos resultados de 56 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Influ??ncia das f??bricas de fertilizantes na composi????o das ??guas da chuva e subterr??nea (Rio Grande , RS)

Garcia, Marina Reback Domingues; Mirlean, Nicolai; Casartelli, Maria Regina de Oliveira; Baisch, Paulo Roberto Martins
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
47.04%
A concentra????o de fluoreto foi determinada, atrav??s do m??todo potenciom??trico, com eletrodo ??on seletivo, na ??gua da chuva e na ??gua subterr??nea, no munic??pio de Rio Grande. Os teores de fluoreto na ??gua da chuva variaram de 0,05 a 4,40 ppm, enquanto que na ??gua subterr??nea as concentra????es de fluoreto variaram entre 0,08 e 2,20 ppm. Os resultados mostram que os teores de fluoreto na ??gua da chuva coletada no ponto de amostragem est?? relacionada ?? dire????o do vento e aos par??metros de chuva (pH e condutividade). Mesmo em regi??es mais afastadas das f??bricas (10 km de dist??ncia), as concentra????es de fluoreto podem atingir valores que superam muitas vezes o teor de background mundial para ??guas de chuva, apresentando forte evid??ncia do efeito das atividades industriais realizadas nas f??bricas de fertilizantes. As concentra????es de fluoreto nas ??guas subterr??neas mostram uma tend??ncia de diminui????o com afastamento das f??bricas.; Fluoride concentration was determined by potentiometric method in rainwater and in groundwater at Rio Grande city. In rain water, the range of fluoride concentration was 0.05 ??? 4,40 ppm, and in ground water it was 0,08 ??? 2,20 ppm. It was concluded that fluoride concentration in rainwater has relation to wind direction and rain parameters (pH and conductivity). Up until distant places from the factories (10 km)...

Fluxos subterr??neos de nutrientes e metais tra??o para a Lagoa Mangueira (RS)

Milani, Idel Cristiana Bigliardi; Andrade, Carlos Francisco Ferreira de; Attisano, Karina Kammer; Niencheski, Luis Felipe Hax; Santos, Isaac Rodrigues dos; Burnett, William
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
47.26%
N??s investigamos a distribui????o do tra??ador geoqu??mico natural (222Rn) na coluna d?????gua e na ??gua subterr??nea da Lagoa Mangueira, Sul do Brasil, como uma aproxima????o da descarga de ??gua subterr??nea. A Lagoa Mangueira ?? um corpo d?????gua raso e faz parte de um grande sistema de lagoas costeiras (Patos-Mirim-Mangueira). Amostragens foram realizadas em agosto de 2006 depois de um per??odo de alta precipita????o e em janeiro de 2007 (baixa precipita????o). A atividade de 222Rn na ??gua subterr??nea da Lagoa Mangueira foi de 2-3 ordens de magnitude mais elevada que as ??guas superficiais. Ap??s feito os apropriadas ajustes de entradas e perdas, foi utilizado o balan??o de rad??nio para estimar os fluxos de ??guas subterr??nea que advectam na lagoa. Como a Lagoa Mangueira n??o apresenta tribut??rios, as taxas de advec????o subterr??nea s??o dominantes. Este trabalho descreve a descarga de ??gua subterr??nea, como uma importante fonte de nutrientes e elementos tra??o para as ??guas superficiais da Lagoa Mangueira. Este estudo demonstrou uma importante liga????o entre as ??guas superficiais e subterr??neas quanto ao aporte de nutriente, o que faz com que a Lagoa Mangueira se distinga da Lagoa Mirim, devido a sua mais efetiva rela????o com as ??guas do len??ol fre??tico.; We investigate the distribution of naturally-occurring geochemical tracers (222 Rn) in the water column and groundwater of Mangueira Lagoon...

Balan??o h??drico superficial da Lagoa dos Patos e sua influ??ncia sobre a ??gua subterr??nea

Machado, Caroline dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
57.27%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Engenharia Oce??nica, Escola de Engenharia, 2007.; Nas ??guas subterr??neas da regi??o de restinga localizada entre a Lagoa dos Patos e o oceano Atl??ntico, ocorre um mecanismo mais din??mico do que o que se observa na maioria dos aq????feros,fato este, devido ?? presen??a de uma recarga(Lagoa dos Patos) localizada pr??xima ?? descarga(oceano Atl??ntico)e a presen??a de sedimentos arenosos perme??veis entre ambas. A avalia????o dedados de n??vel superficial simulados ao longo da Lagoa dos Patos indicou que, apesar de consider??veis varia????es entre o norte e o sul da lagoa, n??o se observou varia????es significativas de n??vel entre uma margem e outra nas regi??es em estudo, que abrangem a regi??o intermedi??ria dalagoa. Tal fato permitiu que dados de n??vel da margem oeste fornecidos pela Ag??ncia Nacional de ??guas representassem a margem leste em interesse, uma vez que o aq????fero costeiro em estudo localiza-se neste lado da lagoa. Com a obten????o dos dados de n??vel p??de-se avaliar a influ??ncia das ??guas superficiais da lagoa sobre o aq????fero em estudo, onde constatou-se que suas ??guas, juntamente com a precipita????o...

Avalia??o da exposi??o da popula??o de Passagem de Mariana (MG) aos elementos-tra?o, com ?nfase ao ars?nio

Mendes, Louise Aparecida
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Evolu??o Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Evolu??o Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.13%
O distrito de Passagem de Mariana, localizado na por??o sudeste do Quadril?tero Ferr?fero, MG, constitui uma ?rea intensamente afetada pela explora??o aur?fera desde o s?culo XVIII. As minas de ouro antigas exp?em minerais sulfetados ? oxida??o, liberando lentamente elementos-tra?o, com destaque para o As, para ?guas subterr?neas e superficiais. O abastecimento em determinadas resid?ncias desse distrito ? feito atrav?s de capta??o de ?guas de minas abandonadas, isentas de tratamento e monitoramento de qualidade, sendo essas utilizadas para consumo dom?stico. Neste contexto, o objetivo desse estudo foi a caracteriza??o geoqu?mica das ?guas de consumo de reservat?rios da esta??o de tratamento de ?gua e de antigas minas de ouro abandonadas e avaliar a exposi??o da popula??o aos elementos-tra?o, com ?nfase ao ars?nio atrav?s das an?lises de urina e cabelo. Nas ?guas de minas e da esta??o de tratamento de ?gua (ETA) o ?nion principal foi o bicarbonato (HCO3?), e o c?tion predominante foi o c?lcio, sendo, portanto classificadas como bicarbonatadas-c?lcicas. Observou-se que todas as amostras apresentaram concentra??es de ars?nio acima do limite de quantifica??o (LQ), por?m quatro amostras ultrapassaram o valor m?ximo permitido estabelecido pela Portaria 518 do Minist?rio da Sa?de de 10 ?g.L-1. As concentra??es de ars?nio nas amostras de ?gua variaram de 0...

Influ?ncia do leito de contato na efici?ncia de remo??o de ferro de ?guas subterr?neas

LIMA, Rosete Ferreira de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
77.11%
Este trabalho teve como objetivo avaliar a influ?ncia da unidade leito de contato na efici?ncia de remo??o ferro em Esta??o de Tratamento de ?gua (ETA) tipo desferriza??o que trata ?gua subterr?nea. Os ensaios foram realizados em uma instala??o piloto, composta por um aerador tipo tabuleiro, um leito de contato de fluxo ascendente e um filtro r?pido de fluxo descendente, que tem capacidade para tratar cerca de 1,7m3/h. A ETA - piloto foi instalada no Setor Profissional do Campus Guam? da UFPA, sendo a ?gua bruta proveniente de manancial subterr?neo, que contem ferro em teores elevados (em torno de 2mg/L). Na ETA - Piloto foram aplicadas taxas de filtra??o de 180m3/m2xdia, 270m3/m2xdia e 360m3/m2xdia em triplicata em duas fases experimentais: a primeira com leito de contato e segunda sem leito de contato. Foram monitoradas a carreira de filtra??o, a perda de carga e as vari?veis: pH, Cor Aparente, Ferro (Total e Ferroso) e Turbidez. Para a Fase I as efici?ncias de remo??o de ferro total obtidas para as taxas de filtra??o de 180m3/m2xdia, 270m3/m2xdia e 360m3/m2xdia foram de 93% a 94%, 85% a 95% e 91% a 92%, respectivamente. Para a Fase II as efici?ncias de remo??o de ferro total ficaram em torno de 91% a 93%, 91% a 93% e 88% a 93%...

Condi??es s?cio-ambientais da bacia hidrogr?fica do rio Caet? (Par?, Brasil)

GUIMAR?ES, Danielly de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
A aus?ncia de gerenciamento em bacias hidrogr?ficas, na regi?o Amaz?nica, tem afetado seus recursos h?dricos nos ?ltimos anos. Por esta raz?o, esta tese visa estudar os aspectos sociais e ambientais de dezoito comunidades rurais ao longo da Bacia Hidrogr?fica do Caet?, bem como o efeito da descarga de ?gua residual lan?ada no estu?rio do Caet? e no rio Cereja, na cidade de Bragan?a. A metodologia adotada para o levantamento do perfil socioecon?mico e das condi??es de vida e moradia foi baseada na aplica??o de question?rios estruturados e semi-estruturados. Em algumas comunidades, a produ??o dom?stica de lixo foi estimada e catalogada, em 20% das resid?ncias. Quanto ? qualidade da ?gua subterr?nea, an?lises das vari?veis f?sicoqu?micas e microbiol?gicas (turbidez, cor real, cor aparente, pH, temperatura, ferro dissolvido, nutrientes dissolvidos, coliformes termotolerantes e coliformes totais) foram realizadas nos principais po?os que abastecem as comunidades rurais estudadas. Coletas oceanogr?ficas (com medidas de vari?veis hidrol?gicas e hidrodin?micas) como tamb?m an?lises microbiol?gicas foram realizadas nas ?reas mais urbanizadas do estu?rio do Caet? e do rio Cereja, para caracterizar a qualidade das ?guas nos setores estudados. Os principais impactos ambientais foram identificados...

Aplica??o dos m?todos el?trico e eletricomagn?tico para o estudo hidrogeol?gico no munic?pio de Altamira-Par?

BAPTISTA, Jo?o J?nior
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
Este trabalho trata da aplica??o dos m?todos geof?sicos eletroresistivo e eletromagn?tico no munic?pio de Altamira, regi?o central do Estado do Par?, com a finalidade de fazer o mapeamento da espessura das camadas aq??feras, bem como a ocorr?ncia de intrus?es de diab?sio na ?rea do munic?pio, permitindo uma melhor loca??o de pontos para perfura??o com fins de capta??o ? ?gua subterr?nea. Na ?rea estudada, verificam-se afloramentos de rochas cristalinas do embasamento coberto por sedimentos com idade variando desde o Paleoz?ico ao Quatern?rio, com esperan?a de se obter ?gua nos sedimentos do Devoniano Inferior, mais precisamente na forma??o Maecuru. Foram executadas 34 sondagens el?tricas verticais com arranjo Schlumberger com AB/2 variando de 100 a 500 metros. 108 sondagens eletromagn?ticas transientes tamb?m foram executadas com arranjo "loop coincidente", com 50 metros de lado. Por problemas eletr?nicos adicionados aos ru?dos de fen?menos supraparamagn?ticos, os resultados das sondagens eletromagn?ticas apresentaram-se muito distorcidos, n?o tendo sido poss?vel extrair deles informa??o geol?gica de relev?ncia. Por isso, foram criados modelos eletromagn?ticos sint?ticos representando a situa??o geol?gica da ?rea. Os dados obtidos no campo em forma de curvas de resistividade aparente...

Compara??o do desempenho dos m?todos eletroresistivo e transiente eletromagn?tico num caso espec?fico de prospec??o de ?guas subterr?neas

CARRASCO, Alfredo Moises Vallejos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
77.11%
O m?todo eletroresistivo ? um dos m?todos de prospec??o geof?sica mais empregados na explora??o de ?gua subterr?nea. Todavia, ele apresenta a desvantagem de ser de dif?cil uso em locais habitados. De fato, para realizar sondagens el?tricas ? necess?rio, muitas vezes, expandir cabos el?tricos at? um quil?metro ou mais, dependendo da profundidade que se deseja investigar, o que nem sempre ? poss?vel em ?reas urbanas. O m?todo transiente eletromagn?tico no dom?nio do tempo, ? usado tamb?m para a explora??o de ?gua subterr?nea e n?o apresenta as mesmas desvantagens, porque este m?todo indutivo emprega uma bobina quadrada cujo tamanho n?o ? um impedimento para ser utilizado em locais habitados. Por outro lado, o m?todo eletromagn?tico ? mais sens?vel a ru?dos devido a instala??es el?tricas. Para comparar as vantagens e desvantagens dos dois m?todos em ?reas urbanas foram utilizados programas para a modelagem sint?tica das sondagens el?tricas verticais e das sondagens transientes eletromagn?ticas, ambos desenvolvidos por RIJO (1994ab, 1996). Para tal prop?sito foram considerados dois casos: no primeiro, foram definidos quatro tipos de modelos (H, K, A e Q) com base nos horizontes geoel?tricos em Palestina do Par?. No segundo caso, se considerou os modelos obtidos pelas 21 sondagens el?tricas verticais tipo Schlumberger da mesma ?rea. Com base nestes modelos...

Eletroresistividade aplicada ao estudo de ?gua subterr?nea no munic?pio de Salvaterra-Maraj?-Par?

BEZERRA, Cesar Augusto Campos de Alencar
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
57.04%
A partir de 1974, quando da implanta??o do N?cleo de Ci?ncias Geof?sicas e Geol?gicas da UFPa., come?ou a ser desenvolvido um estudo de ?gua subterr?nea na Ilha do Maraj?, sob o titulo de Projeto Maraj?, financiado pela FINEP, que visava definir e delinear aqu?feros em algumas ?reas piloto da ilha. Este trabalho, realizado em uma dessas ?reas piloto, no munic?pio de Salvaterra, Maraj?, busca determinar ?reas favor?veis para explora??o de ?gua subterr?nea, atrav?s do uso do m?todo geof?sico de eletroresistividade. A ?rea, de 200 Km2, foi prospectada atrav?s de 65 sondagens el?tricas verticais e 6 perfilagens horizontais, tendo sido utilizado o dispositivo Schlumberger nas sondagens e o dispositivo Wenner nas perfilagens. Os dados foram inicialmente interpretados atrav?s do m?todo do Ponto Auxiliar, quando se obteve uma vis?o geral do comportamento resistivo dos terrenos sondados, sendo depois reinterpretados usando t?cnica computacional, indicando existir na ?rea camadas com resistividades que variam desde 5 at? 43000 ohms-metro. Observou-se a exist?ncia de um pacote formado por uma sucess?o de camadas que apresentaram resistividades com valores de 500 a 4000 ohms-metro, interpretado como constitu?do de sedimentos arenosos com ?gua doce (aqu?fero)...

Estudo de ?guas subterr?neas com m?todos el?tricos na regi?o do semi-?rido de Patos - Pb

VITORINO FILHO, Sebasti?o
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
77.18%
O Nordeste do Brasil, em particular a regi?o semi-?rida do Estado da Para?ba, ? muito castigada pelos per?odos de grandes estiagens e escassez de recursos h?dricos. A ?gua de superf?cie n?o supre a demanda da regi?o, portanto, a busca de ?gua subterr?nea e sua explora??o ? uma constante nos programas dos Governos Federal e Estadual. Nesta regi?o, ocorrem geralmente apenas aqu?feros aluviais rasos e aqu?feros nas fraturas do embasamento cristalino. Tradicionalmente, as fraturas no cristalino s?o prospectados atrav?s de estudos aerofotogram?tricos e geoestruturais, com m?dia de 30% de furos secos. O dimensionamento dos aqu?feros aluviais ? feito atrav?s de perfura??es sistem?tica do subsolo, que ? uma metodologia muito demorosa e cara. O objetivo deste trabalho ? mostrar que o emprego de m?todos geof?sicos, especialmente os m?todos geoel?tricos, s?o eficazes e econ?micos para localizar e avaliar ?reas promissoras de ?gua subterr?nea, tanto nos aqu?feros aluviais como nos cristalinos. Neste trabalho, foram aplicados o convencional m?todo da eletroresistividade e o m?todo eletromagn?tico, ainda pouco usado na prospec??o de ?gua subterr?nea, em tr?s ?reas selecionadas na regi?o semi-?rida de Patos - Pb, sendo duas representantes dos aqu?feros aluviais e uma representante dos aqu?feros cristalinos. Nos aqu?feros aluviais...

Estudo geof?sico regional sobre ?guas subterr?neas na Ilha do Maraj?-Par?-Brasil

GONZ?LEZ CARRASQUILLA, Antonio Abel
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
77.02%
Nos ?ltimos dez anos foram realizadas na parte leste da Ilha de Maraj? (regi?o dos campos naturais) pelo IDESP e NCGG, mais de 800 SEVs para fins hidrogeol?gicos. Na ?poca, grande parte dessas SEVs n?o foram totalmente interpretadas em forma quantitativa, devido ? falta de recursos t?cnicos para faz?-lo de forma eficiente. Agora, usando meios mais modernos para interpreta??o autom?tica de SEVs, voltou-se a interpret?-las com a finalidade de apresentar uma vis?o regional dos principais aqu?feros da ?rea, agrupar as SEVs em fam?lias caracter?sticas, testar at? que ponto essa interpreta??o ? confi?vel e propor o modelamento bidimensional como t?cnica alternativa para interpretar as SEVs realizadas em certos locais da ?rea em quest?o. Como resultado dessa interpreta??o, com base na teoria convencional dos meios estratificados, foram definidos tr?s tipos de sistemas de aqu?feros. 1. O primeiro, denominado de aqu?fero profundo, situado a profundidades maiores que 50m, estende-se por toda a regi?o prospectada, estando provavelmente associada ?s camadas superiores da Forma??o Maraj? ou ?s litologias altamente resistivas das camadas mais profundas do Grupo Par?. 2. O segundo, denominado de aqu?fero raso e de m?dia profundidade, localiza-se na parte sul e sudeste da regi?o a profundidades compreendidas entre 10 a 50m...

Estudo da hidrogeologia no munic?pio de Palestina do Par? usando o m?todo de eletroresistividade

MONTEIRO, Edson Cardoso
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
Esse trabalho de geof?sica aplicada ? hidrogeologia, foi realizado numa ?rea localizada na por??o sudeste do estado do Par?, mas precisamente na cidade de Palestina ? margem esquerda do rio Araguaia. Ironicamente existem problemas de abastecimento de ?gua pot?vel para a popula??o da cidade. Esse problema deve-se ao fato que, no momento, ? antiecon?mico o tratamento e transporte de ?gua do rio para a cidade. Considerando que a extra??o de ?gua subterr?nea ? economicamente mais vi?vel para a solu??o desse problema, o Departamento de Geof?sica e o curso de P?s-gradua??o de Geof?sica da Universidade Federal do Par? (UFPa), por solicita??o da prefeitura daquele munic?pio e da Funda??o Nacional de Sa?de (FNS), participaram no levantamento geof?sico de eletroresistividade para investigar os poss?veis locais de ocorr?ncia de ?gua subterr?nea. Foram realizadas, na ?rea, 21 Sondagens El?tricas Verticais (SEVs) medidas na superf?cie, utilizando o arranjo Schlumberger com abertura m?xima dos eletrodos AB e MN de 500m e 50m, respectivamente. Para a sua interpreta??o foram usados os programas de modelagem direta (EGSLIB/SEV1D) e inversa (EGSLIB/SEV1DIN) de RIJO (1994), de modelos de n camadas horizontais, homog?neas e isotr?picas. Com base nos resultados da interpreta??o das 21 SEVs...

Geof?sica aplicada ao mapeamento de aqu?feros da Regi?o Metropolitana de Bel?m

MENDES, Ronaldo Lopes Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.88%
Hoje, cerca de 46% da ?gua pot?vel consumida na regi?o de Bel?m prov?m dos mananciais subterr?neos, o que mostra a grande import?ncia desta fonte, mesmo em uma regi?o rica em ?gua superficial (rios, igarap?s, furos e at? mesmo uma ba?a). Isso decorre da falta de execu??o do planejamento previsto, al?m de que os custos de obras de capta??o de ?guas superficiais s?o muito elevados. A alternativa para Bel?m tem sido a ?gua subterr?nea, como um bom, saud?vel e econ?mico paliativo. A exist?ncia de uma enorme quantidade desses recursos nos sedimentos Barreiras e na Forma??o Pirabas contribui para esta alternativa. Os sedimentos Barreiras foram depositados em ambiente fluvial e estuarino, enquanto que a Forma??o Pirabas possui f?cies de origem estearina, de mangue e marinha. No contexto apresentado, mostra-se ent?o a necessidade de investigar tais recursos com o intuito de fazer ?timo proveito destes. Para tanto, foram usadas duas metodologias geof?sicas de forma integrada: a Sondagem El?trica Vertical (SEV) e a Perfilagem Geof?sica de Po?o, usando raios gama, potencial espont?neo e resist?ncia el?trica. Pode-se discernir dois ambientes aqu?feros. O primeiro at? cerca de 160 m de profundidade, em que prevalecem corpos arenosos em formas de canal e lentes entrecortados ou n?o...

Geof?sica aplicada ? prospec??o de ?gua subterr?nea na ?rea do Rio Paracauari ? Ilha de Maraj? - Par?

CAVALCANTI, Gerardo Majela Lima
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.78%
A regi?o do Rio Paracauari apresenta s?rios problemas h?dricos devido o excesso de chuvas no inverno e escassez de ?gua no ver?o. A ind?stria agropecu?ria, principal atividade econ?mica da regi?o, sofre tremendamente durante o per?odo de secas. Foram realizados estudos geof?sicos atrav?s do m?todo de resistividade para localizar e mapear os aqu?feros rasos de boa potencialidade. Foram feitas 53 sondagens el?tricas verticais, do tipo Schlumberger, e 5 perfis de resistividade do tipo Wenner. Foi utilizada a t?cnica do ponto auxiliar e, depois, os diagramas coletivamente foram tratados e processados no computador, para obten??o de modelos aproximados. Depois da interpreta??o, foi poss?vel separar duas ?reas distintas. A primeira com resistividade alta at? 950 ?.m, com predomin?ncia de areia, ? constitu?da de excelentes aqu?feros e, provavelmente, trata-se de "Paleocanais". A segunda, com resistividade baixa at? 0,5 ?.m, com predomin?ncia de sedimentos argilosos, s?lticos, com ?gua salobra. Com os mapas de resist?ncia transversal total e de resistividade foram definidas as ?reas mais favor?veis ? explora??o de ?gua pot?vel. A ?rea favor?vel ? somente 30% da ?rea total. Foi feita coleta das ?guas rasas e superficiais da ?rea, e suas resistividades variam de 362 ?.m a 1...

Hidrogeologia da ?rea piloto Ponta de Pedras - Ilha do Maraj?

PIUCI, Jacyro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
67.55%
Constatou-se um aqu?fero pouco profundo, substancial para o desenvolvimento da regi?o em estudo: sistema aqu?fero Ponta de Pedras. Esse aqu?fero ? livre em alguns locais e semi-confinado em sua maior parte. Sua profundidade de topo m?xima encontrada foi de 14,0 m, por?m, em v?rias sondagens no ocidente da ?rea e na sondagem em Igarap? Vilar, seu topo n?o foi atingido, podendo estar a mais de 16,0 m de profundidade. As profundidades de sua base e as espessuras desse aqu?fero s?o maiores que 34,0 m e 17,0 m, respectivamente, na sondagem de Mangabeira. Sua alimenta??o ? feita principalmente por ?guas mete?ricas. Taxas de infiltra??o entre 106 a 107 m3 por dia em 1 Km2, foram estimadas para o m?s de fevereiro de 1977. Suas porosidades efetivas, estimadas entre 25% e 37%, permitiu calcular um volume de ?gua subterr?nea pr?ximo de 250x106m3. O coeficiente de Darcy (K) m?dio ? de aproximadamente 200 litros por dia por cent?metro quadrado do sistema aqu?fero. As ?guas subterr?neas estudadas t?m as seguintes caracter?sticas f?sico-qu?micas: pH sempre ?cido entre 2,4 e 6,7; condutividade el?trica entre 13 a 2.000 micromhos por cent?metro, sendo que as mais condutivas s?o as da regi?o da bacia do Rio Tijucaquara; s?lica com teor m?dio de 10...

Mapeamento de aqu?feros na cidade de Manaus (AM) utilizando perfilagem geof?sica de po?o e sondagem el?trica vertical

SOUZA, Lena Simone Barata
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
O sistema de ?guas subterr?neas vigentes na cidade de Manaus (AM) ? pertencente ao Aq??fero Alter do Ch?o, o qual ? caracterizado por f?cies sedimentares arenosa, argilosa, areno-argilosa e ?Arenito Manaus? depositadas em ambiente fluvial e fl?vio-delt?ico. Estima-se que 32.500 km3 de ?gua possam ser explorados, fornecendo po?os confinados a semiconfinados com vaz?o de at? 300 m3/h em po?os de aproximadamente 220 m de profundidade. Grandes distor??es, contudo, t?m sido notadas, Manaus, em foco neste trabalho, tem po?os com baixo rendimento (de 78 m3/h), devido ? m? coloca??o de filtros em conseq??ncia da falta de informa??es sobre os aq??feros. Atrav?s do uso integrado de perfilagem geof?sica de po?o (perfis de raio gama, de potencial espont?neo e de resist?ncia el?trica), sondagem el?trica vertical e informa??es litol?gicas de amostragem de calha, mapearam-se camadas litol?gicas permo-porosas com elevado potencial aq??fero nas zonas norte e leste da cidade de Manaus. Foram identificadas duas zonas aq??feras. A primeira zona ? marcada pelos 50 m iniciais de profundidade. Nesta zona distinguem-se tr?s tipos de litologias: argilosa, arenosa e areno-argilosa com as mais variadas dimens?es. Estas duas ?ltimas litologias apresentam elevado potencial aq??fero. Mesmo assim...

M?todos geof?sicos aplicados a prospec??o de ?gua subterr?nea no munic?pio de Ponta de Pedras - Ilha de Maraj? - Par?

KOBAYASHI, Carmelina Nobuko
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
Este trabalho foi realizado numa ?rea de 25 km2 em Ponta de Pedras, Ilha de Maraj?. Tem por objetivo o dimensionamento geom?trico e sele??o de zonas favor?veis ? ?gua subterr?nea. Foram utilizados dois m?todos geof?sicos: s?smica de refra??o e eletroresistividade. O m?todo s?smico foi empregado em car?ter experimental, visando verificar a viabilidade de sua aplica??o na ?rea. Os resultados da interpreta??o confirmaram a suspeita inicial, da exist?ncia de horizontes geol?gicos pouco profundos, n?o poss?veis de serem distinguidos pelo m?todo s?smico. Com o m?todo de eletroresistividade foram feitas sondagens verticais e perfis horizontais. Os resultados da interpreta??o indicaram ?reas promissoras na parte central e numa faixa ao norte da ?rea prospectada. A espessura do aqu?fero raso varia entre 0 e 50 m.; ABSTRACT: This work was perfomed in an area of 25 km2 in Ponta de Pedras, Maraj? Island. The purpose of this work was to study the geometry of the aquifers and to select favorable zones for development of ground water. Two geophysical methods were used: seismic refraction and electroresistivity. The first one was used experimentally intending to find out the possibility of its application in the area. The seismic results obtained confirm the original expectance of the existence of shallow geologic horizon at the subsurface...

S?ntese da hidrogeologia nas bacias sedimentares do Amazonas e do Solim?es: Sistemas Aqu?feros I??-Solim?es e Alter do Ch?o

SOUZA, Eliene Lopes de; GALV?O, Paulo Henrique Ferreira; PINHEIRO, Cleane do Socorro da Silva; BAESSA, Marcus Paulus Martins; DEM?TRIO, Jos? Geilson Alves; BRITO, Wilker Roberto Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Mapas geol?gicos e cartas estratigr?ficas das bacias sedimentares do Amazonas e do Solim?es foram revisados, ?enfatizando-se as forma??es Alter do Ch?o, I?? e Solim?es, detentoras das maiores reservas de ?gua doce subterr?nea, nessas bacias. A car?ncia de informa??es sobre essas forma??es foi minimizada pela utiliza??o de amostras de sondagens estratigr?ficas e de perfis construtivos, litol?gicos e geof?sicos de po?os de capta??o de ?gua e de petr?leo obtidos na Base Operacional Ge?logo Pedro de Moura, regi?o de Urucu, cerca de 650 km a sudoeste de Manaus (AM). Na Bacia do Amazonas, o Sistema Aqu?fero Alter do Ch?o comporta aqu?feros livres e confinados, com coeficiente de transmissividades entre 1,5 x 10-3 e 9,1 x 10-3 m2/s, indicados para abastecimento p?blico; na Bacia do Solim?es, esse Sistema ? confinado pelo Aquiclude Solim?es, ao qual se sobrep?e o Sistema Aqu?fero I??-Solim?es. A reserva de ?gua estimada ? de 33.000 km3. O Sistema Aqu?fero I??-Solim?es, em Urucu, ? livre-confinado, com dois aqu?feros hidraulicamente conectados: o mais superficial, com topo e base em profundidades pr?ximas de 20 e 70 m, respectivamente, e o mais profundo, entre 50 e 120 m. Com ?rea de afloramento na Bacia do Solim?es de 948.600 km2...

Determina??o da velocidade e sentido do fluxo de ?guas subterr?neas utilizando radiois?topos pela t?cnica do po?o ?nico

NERY, Jos? Reinaldo Cardoso; FERREIRA, Leopoldino dos Santos; MOURA, Helyelson Paredes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
97.22%
Metodologia radioisot?pica, atrav?s da t?cnica do po?o ?nico, foi empregada com o objetivo de determinar a velocidade e o sentido de deslocamento do fluxo de ?guas subterr?neas, utilizando tra?adores radioativos, em po?os piezom?tricos situados no campus da Universidade Federal do Par? (UFPA), em Bel?m-PA, ?s margens do Rio Guam?. Foi utilizado o iodo-131 como radiotra?ador e a aquisi??o dos dados foi feita atrav?s de sistema espectrom?trico, utilizando detectores de radia??o. A aplica??o dessa t?cnica na determina??o conjunta da velocidade e sentido do fluxo, embora n?o seja usual, permitiu concluir que se trata de uma alternativa promissora que pode ser aplicada rotineiramente, proporcionando clareza e seguran?a nos resultados.; ABSTRACT: Radioisotope methodology through the single-well technique have been used with the objective of determining velocity and direction of groundwater flow with radioactive tracers in boreholes located at Universidade Federal do Par? (UFPA), Bel?m-PA, Brazil, next to Guam? river. We used radiotracer iodine-131 and data was acquired by means of espectrometric system with radiation detectors. The application of this technique to determine jointly velocity and direction of flow, despite not usual, appeared to be a good alternative for further practical applications.

?guas subterr?neas em Rond?nia: an?lise estat?stica de dados hidroqu?micos, organol?pticos e bacteriol?gicos

ZUFFO, Catia Eliza; ABREU, Francisco de Assis Matos de; CAVALCANTE, Itabaraci Nazareno; NASCIMENTO, Gerson Fl?res
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
97.56%
Com vistas a contribuir e aprimorar o processo de gest?o em andamento das ?guas subterr?neas do Estado de Rond?nia, os dados de 384 resultados de an?lises f?sico-qu?micas e/ou bacteriol?gicas de po?os constantes nos arquivos do 2? Zoneamento S?cio-Econ?mico-Ecol?gico do Estado de Rond?nia ? ZSEE/RO, apresentados por localidades, foram tratados e reorganizados por bacia hidrogr?fica. Buscou-se a caracteriza??o da qualidade de ?guas subterr?neas nas principais bacias hidrogr?ficas do Estado de Rond?nia, considerando propriedades f?sicas (cor, pH e turbidez), qu?micas (cloreto, ferro total, sulfato, oxig?nio consumido, dureza total, dureza em c?lcio, dureza em magn?sio, s?lidos totais, nitrog?nio nitrito, nitrog?nio nitrato, g?s carb?nico livre e alcalinidade HCO3) e bacteriol?gicas (contagem padr?o de bact?rias, n?mero mais prov?vel de coliformes totais, n?mero mais prov?vel de coliformes fecais e n?mero mais prov?vel de col?nias - m?todo membrana filtrante). Para testar o ajuste dos dados ? distribui??o normal foi utilizado o m?todo de Kolmogorov-Smirnov, modificado por Lilliefors. O estudo demonstrou que as ?guas subterr?neas analisadas possuem boa qualidade f?sico-organol?ptica. As bacias dos rios Madeira e Machado apresentam maiores altera??es nos valores de pH...