Página 9 dos resultados de 161486 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

Design e auto-produção : novos paradigmas para o design de artefactos na sociedade pós-industrial : a contribuição das tecnologias digitais

Dias, Pedro João Jacinto da Silva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Tese de doutoramento, Belas-Artes (Design de Equipamento), Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas-Artes, 2015; Partindo de um plano de fundo identificado com os princípios que definem a sociedade pós-industrial, aborda-se nesta tese as relações da nova conjuntura societal com a produção de bens físicos e as várias contexturas que delineiam a acção do design, com enfoque na actual pertinência alternativa para o design auto-produzido. Observando-se o processo de mutação da sociedade, mercê do desenvolvimento preponderante no sector das tecnologias e da sequente globalização, com todas as suas implicações sociais, políticas e económicas, também os fundamentos do design para a indústria se transformam, conquanto o sistema industrial, a sua tecnologia e o seu mercado, estão em concorde mudança. A actual praxis do design estabeleceu-se na predominância do sector dos serviços que caracteriza a sociedade pós-industrial, e hoje concentra-se no seu serviço, diluindo-se nos conceitos estratégicos, distribuídos e partilhados de criatividade e inovação – disseminando-se por múltiplos sectores e por diversificados níveis e funções nas multíplices tipologias dos processos. Assim o design tende hoje a tornar-se um campo sem uma configuração definitivamente estabelecida...

Sobre o avanço, o progresso e a dignidade humana numa sociedade da informação

Queiroz, Alcimar
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
O artigo presente refere-se ao contexto geral dos direitos humanos, seus estágios ao longo do tempo (também chamados “gerações” dos direitos humanos) a fim de diferenciar conceitualmente avanço tecnológico de progresso tecnológico. O conceito de dignidade humana é igualmente utilizado no questionamento das finalidades e dos valores presentes numa sociedade que se pretende em rumo da “sociedade da informação” – defendida por vários autores como o estado atual da sociedade, visto que esta usa as tecnologias da informação e comunicação (TIC) de modo amplo e geral. Propõe-se que é imperativo refletir sobre o papel dos direitos humanos no reconhecimento dos valores que regem os fins, os meios e os princípios da ciência e da tecnologia na sociedade da informação.; The present paper is inserted in the general context of human rights, their stages over time (also referred to as human rights "generations") in order to differentiate conceptually technological advance of technological progress. The concept of human dignity is also mobilized in questioning the purposes and values in a society that aims at the "information society" - advocated by some authors as the current societal state, as it broadly and generally makes use of information and communication technology (ICT). It is proposed that it is urgent to reflect about the role of human rights in the assessment of the principles...

Medo e vergonha: emoções comunitárias e emoções sociais

Dores, António Pedro
Fonte: Sociedade Angolana de Sociologia Publicador: Sociedade Angolana de Sociologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Thomas J. Scheff defende ser a vergonha a emoção social por excelência. A tese deste artigo é a de que o medo está para a vergonha como a comunidade está para a sociedade. Por mais seguro que seja o ambiente social, continuamos a sentir medo quando nos ameaçam com exclusão na escola ou no emprego ou na família. Como comunidade e sociedade, também o medo e a vergonha são dois aspectos da mesma realidade confundidos um no outro, distintos pelos diferentes tempos de actuação. Tomam-se para estudo três casos ilustrativos da co-presença de medo e vergonha em comunidade e em sociedade. Conclui-se que a teoria social dominante se auto-limita a uma visão construtiva da sociedade, deixando-se colonizar acriticamente por emoções de vergonha e repugnância ao medo, em vez de as analisar, de enfrentar os respectivos incómodos e tirar os respectivos proveitos.

Cinema como reflexo social e cultural : Truffaut e a temática do amor na sociedade e cultura francesas da década de 1970

Cunha, Ana Isa Ribeiro da
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Arte e Sociedade desde sempre estiveram relacionadas. O pressuposto deste trabalho é o de procurar e clarificar uma pequena vertente desta relação. Os filmes da década de 1970 de François Truffaut e a sociedade francesa da mesma década, a par das suas reformas políticas, servem o propósito deste trabalho, sendo esses os elementos chave para esta relação entre cinema e sociedade. França, década de 1970, encontramos um país marcado pelo Maio de 68, pelo movimento feminista e por uma crise económica mundial. Além das problemáticas económicas a resolver, são várias as reformas sociais que se impõem. O Governo de Giscard vem resolver alguns destes problemas, liberalizando o aborto, legalizando o uso de contraceptivos ou procurando impulsionar a economia. A par de uma sociedade em mudança, encontramos sempre uma cultura em renovação e a par destas as suas formas artísticas. Nesta década encontramos uma renovação do estado artístico francês, a influência de todas as alterações económicas e sociais manifestam-se numa crescente politização deste. Nos anos 70, surgem no cinema francês ideias marxistas, existencialistas, feministas, entre outras. A crescente liberdade sexual encontra, também...

A metamorfose do aprender na sociedade da informação

Assmann,Hugo
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
A sociedade da informação precisa tornar-se uma sociedade aprendente. As novas tecnologias da informação e da comunicação assumem, cada vez mais, um papel ativo na configuração das ecologias cognitivas. Elas facilitam experiências de aprendizagem complexas e cooperativas. O hipertexto não é uma simples técnica. É uma espécie de metáfora epistemológica para a interatividade. As redes e a conectividade podem abrir nossas mentes para a sensibilidade solidária. A sociedade da informação requer um pensamento reansversal e projetos transdisciplinares de pesquisa e aprendizagem.

A sociedade da informação no Brasil: um ensaio sobre os desafios do Estado

Ferreira,Rubens da Silva
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Aborda os desafios do Estado na consolidação de uma sociedade da informação no Brasil. Esses desafios são representados pelo analfabetismo, pela necessidade de capacitação dos recursos humanos da burocracia do Estado e pela dificuldade do cidadão comum ao acesso às tecnologias de informação. Entende que a sociedade da informação é algo ambivalente para o Estado brasileiro. Ela representa os desafios e as oportunidades para o desenvolvimento em uma ordem informacional, caracterizada pela velocidade das mudanças no contexto da sociedade contemporânea. Portanto, o Estado precisa elaborar e aplicar políticas públicas comprometidas com a real superação desses desafios, para a construção de uma sociedade da informação mais eqüitativa no Brasil.

Sociedade da Informação no Brasil e em Portugal: um panorama dos Livros Verdes

Rodrigues,Georgete Medleg; Simão,João Batista; Andrade,Patrícia Simas de
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Apresentaram-se, neste trabalho, as ações e esforços do Brasil e de Portugal para a construção de uma sociedade da informação. Mediante um estudo do Livro Verde do Brasil e de Portugal, foi possível comparar as ações dos dois países na delineação das estratégias para a implantação da sociedade da informação e também as dificuldades enfrentadas. O Índice da Sociedade da Informação (ISI) é usado para avaliar a capacidade das nações em acessar e absorver informações e tecnologia de informações. É possível concluir que Portugal tem mais chances de ser bem-sucedido em suas políticas em virtude do apoio financeiro concedido pela União Européia e da sua infra-estrutura razoável de telecomunicações, bem como da facilidade para administrar um país pequeno com uma população de aproximadamente 10 milhões de cidadãos.

O revivescimento da aprendizagem?

Hamilton,David
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este artigo é uma provocação. Ele focaliza a sociedade da aprendizagem, sua substância e retórica. Os protagonistas da sociedade da aprendizagem defendem a idéia de que a escolaridade está morrendo e que a educação deveria passar por uma reengenharia. Propõe uma nova infra-estrutura em torno do conceito de aprendizagem em linha. Entretanto, essa visão da sociedade da aprendizagem padece de, pelo menos, três defeitos. Primeiro, ela pressupõe que se pode transmitir tudo o que se pode imaginar; segundo, que fazer alguma coisa funcionar é tão simples como conceber uma infra-estrutura; e, finalmente, que a sociedade da aprendizagem pode se libertar das relações de poder que marcaram seus predecessores.

Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: Secularização, atualização, inversão, revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais

Alexander,Jeffrey C.
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
O artigo se apóia numa discussão da obra do sociólogo francês Alain Touraine para encaminhar uma conceituação da relação entre movimentos sociais e sociedade civil nos quadros do neofuncionalismo. Desafiando o modelo marxista clássico e outros que de algum modo compartilham com ele supostos utilitários, embora nem sempre teleológicos, o autor enfatiza o elemento simbólico e cultural na constituição dos movimentos sociais e o papel da contingência no desenho da história, criticando ainda a idéia de que os "novos movimentos sociais" teriam um caráter revolucionário. Alternativamente, postula que os movimentos sociais são uma tradução da sociedade civil, dentro da qual inclusões e exclusões da vida social, a própria idéia de comunidade, são definidas. Estes movimentos operam uma articulação, em grande medida de caráter discursivo, dos problemas de esferas institucionais particulares da sociedade com a metalinguagem da sociedade civil.

Arte em Herbert Marcuse: formação e resistência à sociedade unidimensional

Chaves,Juliana Castro; Ribeiro,Daviane Rodrigues
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este trabalho é resultado de uma pesquisa teórica que teve como objetivo analisar a contribuição de Herbert Marcuse, autor da teoria crítica da sociedade, para pensar a relação entre arte, sujeito e formação para a resistência à sociedade unidimensional. Foram estudados os seguintes textos escritos entre 1941 e 1977: Razão e revolução (1941/1978), Eros e civilização (1955/1969), Ideologia da sociedade industrial: o homem unidimensional (1964/1973), Ideias sobre uma teoria crítica da sociedade (1969/1981) e A dimensão estética (1977/1999). Para Marcuse, a arte é política, apresenta universalidade, alteridade, transcendência, forma estética e negação e confirmação da realidade. A arte é objetivação e não trabalho alienado, ela realiza a sublimação e provoca sensibilidade, diferenciando-se da mercadoria que se apropria da cultura, fazendo-a esvaziar-se em seu sentido. Ao analisar a arte, esse autor contribuiu para uma psicologia social crítica que revela a arte como mediação psicossocial para um sujeito não adaptado.

Desenvolvimento sustentável e a sociedade da informação: uma parceria natural?

Furnival,Ariadne C.
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Nci forma de uma revisão da literatura, é examinada a hipótese de que o advento da cliamada "sociedade pós industrial" ou "sociedade da informação" tem dado lugar a um período de atividade socio-econômico que representa uma mudança radical do modo anterior de desenvolvimento. E discutido o consenso de que a dinâmica desta nova forma de sociedade favorece um tipo de desenvolvimento econômico e social ecologicamente mais sustentável, principalmente porque o novo paradigma tem como seu eixo a informação e atividades relacionadas a ela, o que promoveria uma suposta "desmaterialização" da sociedade. A questão das formas com as quais este novo paradigma de desenvolvimento pode, ou não, afetar os chamados "países recém desenvolvidos" é também discutida.

O problema da desigualdade social na teoria da sociedade de Niklas Luhmann

Torres Junior,Roberto Dutra
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
A teoria da sociedade de Niklas Luhmann é frequentemente acusada de conservadorismo, visto que negligencia a relevância das estruturas de desigualdade na sociedade moderna. Este artigo propõe uma leitura alternativa dessa teoria, a qual implica uma reconsideração do papel das estruturas de desigualdade para a reprodução dos sistemas sociais. O argumento principal é que as estruturas de desigualdade orientam o modo pelo qual os sistemas sociais selecionam os indivíduos para suas operações. Ao mesmo tempo, é feita uma defesa da tese luhmanniana sobre o primado da diferenciação funcional, pois, enquanto as estruturas de desigualdade podem variar, assumindo formas contingentes, cuja transformação não representa a transformação da sociedade, a diferenciação funcional, ao contrário, representa a própria identidade da sociedade, permanecendo como uma dimensão invariável e necessária nos horizontes de sentido da modernidade.

Estado e organizações da sociedade civil no Brasil contemporâneo: construindo uma sinergia positiva?

Faria,Cláudia Feres
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este artigo busca analisar o padrão de relação mantido pelo governo Lula com os movimentos e as organizações da sociedade civil (OSCs) no péríodo de 2003 a 2006. O objetivo é investigar se e quais janelas de oportunidades foram criadas para o estabelecimento de uma "sinergia positiva" entre o Estado e a sociedade civil durante esse mesmo período. A hipótese da qual partimos é de que a criação de novos espaços participativos, embora seja condição importante para assegurar uma dinâmica inclusiva efetiva, não é suficiente. A análise empreendida mostra que apesar de o governo Lula ter construído as bases de um novo pacto com a sociedade civil organizada por meio da criação, ampliação e institucionalização de novos espaços participativos, tal prática não se transformou em uma política de governo majoritariamente sustentada. Desta forma, os esforços empreendidos até aqui para a construção e o aperfeiçoamento da participação das organizações da sociedade civil nas políticas públicas do governo Lula tornam-se marginais e seletivos, comprometendo, assim, as potencialidades inclusivas que estes mesmos esforços poderiam gerar.

Pós-modernidade: sociedade da imagem e sociedade do conhecimento

Fridman,Luis Carlos
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
O artigo aborda as configurações institucionais da sociedade contemporânea nas teorias da pós-modernidade. Distingue duas grandes caracterizações, a sociedade da imagem e a sociedade do conhecimento, e a delimitação das estruturas sociais nessas concepções. Observa a pertinência do debate sobre a pós-modernidade e a fertilidade das questões aí apresentadas.

A participação da sociedade civil nos conselhos de saúde e de políticas sociais no município de Piraí, RJ (2006)

Andrade,Gabriela Rieveres Borges de; Vaitsman,Jeni
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Os conselhos de políticas sociais começaram a ser implantados nos municípios brasileiros durante os anos de 1990, primeiro para o setor saúde e depois se espalhando para outros, com o propósito de incluir a sociedade civil na gestão das políticas municipais. Estudos apontam, entre os avanços, a formação de uma rede de atores governamentais e não governamentais para a resolução de problemas setoriais e, entre os desafios, a limitação da participação à aprovação acrítica de programas governamentais. Este artigo aborda a participação de conselheiros, representantes da sociedade civil, no conselho de saúde, como inserida em uma rede que envolve conselhos e organizações da sociedade civil, em um município pequeno. A partir de entrevistas com conselheiros representantes da sociedade civil, realizadas com um roteiro semiestruturado, analisa-se duas dimensões da participação: a relação entre demanda por participação gerada pela atividade simultânea de vários conselhos setoriais e a base participativa existente na cidade e a relação entre os problemas que os entrevistados identificam e a sua atuação como conselheiros. Por fim, o artigo discute o potencial dos conselhos municipais em contribuírem com uma gestão intersetorial dos problemas da cidade.

Memória de velhas professoras: a natureza e a relação sociedade-natureza

Mercadante,Marilu; Cavalari,Rosa Maria Feiteiro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
Este artigo tem como objetivo identificar, a partir da memória de velhas professoras, as concepções de natureza e de relação sociedade-natureza presentes nos depoimentos de professoras que atuaram na rede pública estadual de uma cidade do interior do estado de São Paulo, nas décadas de 1960 e 1970. Constatou-se, por meio das leituras das narrativas, que as professoras apresentam a natureza por meio de diferentes concepções. No que diz respeito à relação sociedade-natureza, evidencia-se a relação conflituosa que se estabelece entre o homem e a natureza. No geral, o homem foi apresentado como aquele que destrói a natureza, caracterizado pelas professoras como ruim e ignorante. Tentar compreender como a natureza e a relação sociedade-natureza se fazem presentes na memória dessas professoras pode contribuir para a construção de novas formas de relação sociedade-natureza nos dias atuais.

A sociedade cibernética

Vieira,Euripedes Falcão
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.02%
O artigo analisa as mudanças ocorridas na sociedade na transposição de uma época, a modernidade industrial, à outra, a modernidade cibernética. São épocas marcadas por acontecimentos diferenciados no campo da tecnologia, do conhecimento e da informação. Nas duas últimas décadas, particularmente, a mudança em todos os segmentos da sociedade produziu transformações de escala no arcabouço cognitivo, alterando comportamentos e modos de ação e reação ante a nova realidade. Claramente, a nova realidade se impôs e avançou como sociedade cibernética, a sociedade do ciberespaço-tempo com suas narrativas, ainda curtas, dos eventos econômicos, sociais e culturais.

Legitimidade da sociedade falida após o encerramento do processo de falência : subsistência da personalidade

Shimura, Sérgio Seiji
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Comenta sobre a legitimidade da sociedade comercial falida após o término do processo de falência, enfocando a análise acerca da extinção ou subsistência da personalidade jurídica da sociedade após o processo falimentar, versando também sobre as etapas a serem cumpridas pela sociedade comercial para promover o processo extintitivo de suas obrigações.

Dissolução da sociedade conjugal no Código Civil de 2002 : separação consensual judicial e extrajudicial

Martins, Humberto Eustáquio Soares
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Parte de Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Comenta que o direito de família no Brasil atravessa uma fase de intensas mudanças. Discorre sobre a dissolução da sociedade conjugal no Código Civil de 2002. Enumera rol de causas extintivas da sociedade e do vínculo conjugal. Trata do fundamento jurídico-político e problemas constitucionais da nova espécie de separação e procedimento da separação extrajudicial consensual. Aborda a intervenção do Ministério Público. Discorre sobre os efeitos da dissolução da sociedade conjugal por meio da separação judicial por mútuo consentimento ou pela separação extrajudicial e restabelecimento da sociedade conjugal.

A sociedade civil na identificação dos objetos do licenciamento ambiental municipal

Fernandes, Jeferson Nogueira
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.02%
Tece algumas considerações sobre a exercício do poder democrático e a participação da sociedade civil na gestão das políticas públicas, tendo em vista os objetos a serem submetidos ao licenciamento ambiental municipal e tem por escopo legitimar a atuação da sociedade civil. Indica que cabe a sociedade civil participar através dos conselhos de políticas públicas da identificação dos objetos a serem submetidos ao licenciamento ambiental municipal.