Página 9 dos resultados de 11333 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Preparo e administração de medicamentos : análise de questionamentos e informações da equipe de enfermagem; Preparación y administración de medicamentos : análisis de cuestionamientos e informaciones del equipo de enfermería; Medication preparation and administration : analysis of inquiries and information by the nursing team

Silva, Daniela Odnicki da; Volpe, Cris Renata Grou; Miasso, Adriana Inocenti; Cassiani, Silvia Helena De Bortoli
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR; ENG; ESP
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este estudo analisou os questionamentos apresentados por técnicos e auxiliares de enfermagem aos enfermeiros durante o preparo e administração de medicamentos. Para coleta dos dados utilizou-se um formulário entregue aos enfermeiros de unidades de internação de um hospital geral do interior paulista, solicitando que anotassem as dúvidas dos profissionais da equipe que lhe fossem endereçadas. Foram registrados pelos enfermeiros 255 questionamentos sendo que a maioria destes estava relacionada à diluição do medicamento (103). Com relação às respostas dos enfermeiros às dúvidas, somente 7,5% destas foram obtidas através dos profissionais da farmácia. Ressalta-se que 35,5% das respostas emitidas pelos enfermeiros estavam incorretas ou parcialmente corretas podendo constituir fator para erros na administração de medicamentos. Somado a isto, inexistem farmacêuticos nas unidades de internação nos hospitais brasileiros, os quais poderiam, juntamente com o enfermeiro, facilitar a orientação dos profissionais de enfermagem quanto aos medicamentos, no momento do preparo e administração dos mesmos, bem como ao próprio paciente. ___________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This study analyzed questions presented by nursing technicians and auxiliaries during medication preparation and administration. Data were collected through a form in which nurses who worked in the hospitalization unit of ageneral hospital in São Paulo...

Alinhamento entre a regulação sanitária e as políticas públicas de medicamentos no Brasil; Alignment between sanitary regulation and drug policies in Brazil

Taveira, Rodrigo Abrão Veloso
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, 2013.; O debate sobre o papel e competência das agências reguladoras federais, especialmente com relação ao alinhamento de sua atuação às macro políticas e orientações dos órgãos centrais de governo, tem ocupado um importante espaço na agenda de discussões sobre regulação realizada no país. A fim de contribuir para o debate, esta dissertação teve como objetivo verificar o alinhamento existente entre as Resoluções da Diretoria Colegiada - RDC´s relacionadas a medicamentos publicadas pela Anvisa entre os anos de 1999 e 2012 e as diretrizes e eixos estratégicos definidos, respectivamente, pela Política Nacional de Medicamentos - PNM e Política Nacional de Assistência Farmacêutica - PNAF. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo levantamento de dados, baseado no método de pesquisa quantitativa e utilizando-se elementos da pesquisa qualitativa documental. Foram utilizadas as resoluções da Anvisa publicadas entre 1999 e 2012. Essas resoluções foram divididas em “normativas” e “não normativas” e agrupadas em doze temas. As resoluções relacionadas a medicamentos foram organizadas em categorias...

Desperdício de medicamentos em ambiente hospitalar : identificação dos pontos críticos no circuito, impacto no consumo de recursos e estratégias de controlo

Baptista, Catarina Duarte Galhardo
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Outros
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
RESUMO - Numa época de constrangimento orçamental, os hospitais do SNS vêm-se na obrigação de melhorar a eficiência de utilização dos recursos disponíveis, por forma a contribuir para o seu equilíbrio financeiro. Cabe a cada prestador analisar a sua posição, avaliar as suas oportunidades e adoptar estratégias que a curto, médio ou longo prazo se traduzam numa efetiva melhoria na eficiência. A análise e o controlo do desperdício associado à prestação de cuidados de saúde apresentam-se, globalmente, como uma dessas oportunidades. Neste trabalho são exploradas oportunidades de redução de desperdício em medicamentos, numa perspectiva meramente operacional, a nível das funções desempenhadas pelos Serviços Farmacêuticos (SF). No hospital em estudo acompanhou-se as diferentes linhas de produção dos SF, nomeadamente as tarefas envolvidas no processo de Distribuição Individual Diária em Dose Unitária, na distribuição de medicamentos para o Serviço de Urgências (SU) e na preparação de citotóxicos e imunomoduladores para o Hospital de Dia de Oncologia. Durante o ano de 2013, os SF devolveram aos fornecedores 0,07% e abateram 0,05% da despesa em medicamentos. A análise dos erros de medicação registados reflete o tipo de distribuição adotado para a maioria dos serviços de internamento do hospital. As melhorias encontradas a este nível passam pelo reforço de recursos humanos a desempenhar as tarefas de dispensa de medicamentos mas também pela implementação de uma cultura de registo de erros e acidentes...

Prevalência do uso de medicamentos na gravidez e relações com as características maternas

Gomes,Keila R O; Moron,Antonio F; Souza e Silva,Rebeca de; Siqueira,Arnaldo Augusto Franco de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
INTRODUÇÃO: Há no Brasil crescente utilização de medicamentos industrializados, inclusive durante o ciclo reprodutivo feminino. Na gestação os efeitos dos medicamentos no feto pode resultar em toxicidade com possíveis lesões irreversíveis. Nesse sentido, foi verificada a prevalência do uso de medicamentos, durante a gravidez, na população estudada e sua relação com as características maternas, grupos farmacológicos e fonte de indicação. MÉTODOS: Foram avaliadas, quanto ao uso de medicamentos, 1.620 mulheres que deram à luz em cinco hospitais de atendimento público, privado ou conveniado, da cidade de São Paulo, de julho a setembro de 1993. Os dados referentes ao uso de medicamentos e de outras variáveis foram coletados, por meio de entrevista estruturada, no intervalo de 30 dias consecutivos junto às puérperas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: A relação entre escolaridade materna e atendimento hospitalar revelou desigualdade social no acesso aos diversos tipos de serviço de assistência ao parto. A prevalência do uso de pelo menos um medicamento foi de 97,6%, com média de 4,2 medicamentos por mulher. A prevalência do uso de medicamentos por indicação médica e por automedicação foi de 94,9% e 33,5%, respectivamente. As medicações mais usadas...

Avaliação da qualidade do uso de medicamentos em idosos

Mosegui,Gabriela B G; Rozenfeld,Suely; Veras,Renato Peixoto; Vianna,Cid M M
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
OBJETIVO: Avaliar a qualidade do uso de medicamentos através da análise do padrão do uso, do grau de concordância com listas de medicamentos essenciais, do valor terapêutico e das interações medicamentosas encontradas entre mulheres com mais de 60 anos. MÉTODOS: Foram pesquisadas 634 mulheres que freqüentam a Universidade Aberta da Terceira Idade da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados através de questionário padronizado e testado. As variáveis utilizadas foram relativas aos medicamentos e a seu modo de utilização. As unidades de análise foram o medicamento e o indivíduo. RESULTADOS: Das 634 mulheres estudadas, 9,1% não tomam qualquer tipo de medicamento. A média de medicamentos consumidos foi de 4,0 por mulher. Das 2.510 especialidades farmacêuticas citadas, há 538 princípios ativos diferentes. Cerca de 26% dos medicamentos são concordantes com as recomendações da Organização Mundial da Saúde, e 17%, com as da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais. Cerca de 17% dos medicamentos são inadequados para o uso. No que diz respeito a redundâncias, 14,1% das mulheres podem sofrer conseqüências decorrentes desse evento. Quanto às interações medicamentosas, 15,5% das entrevistadas estão expostas às principais interações. CONCLUSÕES: Os dados sugerem que o padrão do uso dos medicamentos entre as idosas é bastante influenciado pela prescrição médica e que sua qualidade é prejudicada pela baixa seletividade do mercado farmacêutico.

Intercambialidade de medicamentos: abordagem clínica e o ponto de vista do consumidor

Rumel,Davi; Nishioka,Sérgio de Andrade; Santos,Adélia Aparecida Marçal dos
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
A construção racional do arsenal terapêutico, considerando a necessidade do paciente, a segurança e a disponibilidade do medicamento, e o melhor custo-benefício pressupõem embasamento na tríade: segurança, eficácia e qualidade. Mas na prática diária, a efetividade do medicamento é o que mais influencia a decisão do prescritor, que considera critérios que aumentem a adesão ao tratamento, tais como toxicidade relativa, conveniência de administração, custo e experiência de emprego. A entrada no mercado de novas moléculas para mesmos fins terapêuticos, acompanhada de grande publicidade, interfere no processo decisório do prescritor, assim como práticas de bonificações da indústria para venda nos balcões das farmácias repercutem na decisão de compra do paciente. O confronto entre a conhecida variabilidade biológica dos seres humanos e a não similaridade absoluta entre medicamentos da mesma classe terapêutica ou mesmo medicamentos genéricos, tem impacto na lista individualizada de medicamentos, que deve englobar os conceitos de droga de primeira escolha e segunda escolha. O desconhecimento desta discussão por parte dos prescritores é determinante do uso irracional de medicamentos, um problema de saúde publica. Assim...

Utilização de medicamentos e fatores associados entre crianças residentes em áreas pobres

Santos,Djanilson Barbosa; Barreto,Mauricio Lima; Coelho,Helena Lutescia Luna
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
OBJETIVO: Descrever o perfil de uso de medicamentos entre crianças residentes em áreas pobres e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional que incluiu 1.382 crianças entre quatro e 11 anos de idade, selecionadas por amostragem aleatória de 24 micro-áreas representativas das zonas mais pobres da população residente no município de Salvador, BA, em 2006. A variável dependente foi o consumo de medicamentos nos 15 dias anteriores à realização dos inquéritos. Foram considerados três grupos de variáveis explanatórias: socioeconômicas, estado de saúde da criança e utilização dos serviços de saúde. A análise ajustada utilizou regressão de Poisson seguindo um modelo conceitual hierarquizado. RESULTADOS: A prevalência de consumo de medicamentos em crianças foi de 48%. As crianças do sexo feminino apresentaram prevalência de utilização de medicamentos superior ao sexo masculino, 50,9% e 45,4%, respectivamente (p=0,004). A prevalência de uso de medicamentos diminuiu significativamente com a idade (p<0,001) em ambos os sexos. Os grupos farmacológicos mais utilizados foram os analgésicos/antitérmicos (25,5%), antibacterianos sistêmicos (6,5%) e antitussígenos/expectorantes (6,2%). Na análise multivariada os fatores determinantes de maior utilização de medicamentos foram: idade (quatro a cinco...

Ações judiciais: estratégia da indústria farmacêutica para introdução de novos medicamentos

Chieffi,Ana Luiza; Barata,Rita de Cássia Barradas
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
OBJETIVO: Analisar a concentração na distribuição dos processos judiciais segundo medicamento (fabricante), médico prescritor e advogado impetrante da ação. MÉTODOS: Estudo descritivo que analisou processos judiciais cadastrados em sistema de controle judicial do Estado de São Paulo, em 2006, gastos realizados com o atendimento às ações judiciais e gastos totais de medicamentos. RESULTADOS: Em 2006, foram gastos 65 milhões de reais pelo estado de São Paulo com o cumprimento das decisões judiciais para atender a cerca de 3.600 pessoas. O gasto total em medicamentos foi de 1,2 bilhão de reais. No período estudado foram analisadas 2.927 ações, que foram ajuizadas por 565 agentes, dos quais 549 eram advogados particulares (97,2% do total de agentes). Os medicamentos solicitados nas demandas judiciais analisadas foram prescritos por 878 médicos diferentes. Ao analisar o número de ações ajuizadas por advogado, observa-se que 35% das ações foram apresentadas por 1% dos advogados. CONCLUSÕES: Os dados das ações com os medicamentos classificados pelo seu fabricante mostram que poucos advogados são responsáveis pela maioria das demandas judiciais desses medicamentos. A observação de que mais de 70% das ações ajuizadas para certos medicamentos são de responsabilidade de um advogado pode sugerir uma relação estreita entre o advogado e o fabricante do medicamento.

Um enfoque sanitário sobre a demanda judicial de medicamentos

Figueiredo,Tatiana Aragão; Pepe,Vera Lúcia Edais; Osorio-de-Castro,Claudia Garcia Serpa
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
No Brasil, apesar dos avanços da assistência farmacêutica, permanecem falhas na garantia do acesso dos cidadãos aos medicamentos pelo Estado. Nos últimos anos, vem crescendo a reivindicação de medicamentos por parte do cidadão via sistema judiciário. Os objetos dessas solicitações são tanto os medicamentos em falta na rede pública como aqueles ainda não incorporados pelo Sistema Único de Saúde. Este fenômeno pode ser analisado sob diferentes perspectivas, inclusive a sanitária, entendida aqui como os desfechos sobre a saúde dos indivíduos que demandam estes medicamentos. O presente texto busca discutir as principais características das demandas judiciais frente aos seguintes aspectos: o uso racional de medicamentos, o uso de evidências científicas para a indicação terapêutica proposta e o quanto as demandas se justificam diante do conceito de acesso adotado pelo campo da assistência farmacêutica. Ponderações podem ser feitas no sentido de minimizar os riscos à saúde dos demandantes de medicamentos por via judicial, sobretudo quando o objeto da ação são medicamentos não pertencentes às listas de fornecimento público, ou com uso off label, ou desprovidos de registro no país. Considera-se que o Judiciário...

Estoque domiciliar de medicamentos na comunidade ibiaense acompanhada pelo Programa Saúde da Família, em Ibiá-MG, Brasil

Ribeiro,Maria Ângela; Heineck,Isabela
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
O objetivo do estudo foi examinar o estoque de medicamentos na comunidade Ibiaense acompanhada pelo Programa Saúde da Família (PSF). Buscou-se descrever as características dos usuários, as condições de armazenamento, as classes terapêuticas, as formas farmacêuticas e a procedência dos medicamentos do estoque caseiro. Foram visitados 285 domicílios, no período de julho a setembro de 2004. Verificou-se que a média de medicamentos por domicílio foi de 8,4, e que 93,5% das famílias entrevistadas apresentaram pelo menos um medicamento em estoque. Os medicamentos estocados em maior número foram: analgésicos (11,15%), seguidos dos diuréticos (6,42%), antibacterianos para uso sistêmico (5,82%), anti-inflamatórios (5,08%) e antiácidos (4,10%). Embora seja considerável o número de medicamentos estocados nos domicílios, foi pequeno o número de medicamentos sem prescrição médica procedentes do Sistema Público de Saúde, sendo este um reflexo favorável dos serviços de Assistência Farmacêutica do Município. Apesar disso, foi verificado um elevado percentual (41,6%) de medicamentos adquiridos em farmácias sem a devida prescrição médica (automedicação). Foi encontrado um percentual de 18,5% de medicamentos vencidos. Verificou-se...

Contribuição do uso de medicamentos para a admissão hospitalar

Mastroianni,Patrícia de Carvalho; Varallo,Fabiana Rossi; Barg,Marina Souza; Noto,Ana Regina; Galduróz,José Carlos Fernandez
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
As Reações Adversas a Medicamentos (RAM) podem ser responsáveis por 2,4% a 11,5% das admissões hospitalares. O estudo objetivou conhecer o perfil demográfico dos pacientes internados por possíveis RAM, identificar os medicamentos e as queixas mais freqüentemente relacionadas e estimar a incidência de admissão hospitalar pelo uso de medicamentos. Durante um mês, os pacientes internados em um hospital geral foram entrevistados quanto ao uso de medicamentos antes da internação e as queixas que o levaram ao hospital; as informações foram analisadas, usando-se a base de dados MICROMEDEX® e outras bases oficiais. Observou-se que as admissões por uso de medicamentos ocorreram predominantemente em idosos [47,5% (66/139)] e mulheres [62% (87/139)]. Os medicamentos mais freqüentes foram: omeprazol (16), analgésicos (31), antihipertensivos (31), sinvastatina (7) e formoterol (6); e normalmente os sintomas associados foram do sistema digestório (20,5%), circulatório (20,2%), respiratório (18,2%) e SNC (13,9%). Estima-se que em 15,5% (139/897) das internações, possivelmente, a razão foi o uso de medicamentos. Os dados sugerem medidas de prevenção, como o acompanhamento farmacoterapêutico dos pacientes no âmbito da assistência primária à saúde...

Política de saúde: um estudo sobre o acesso da população Picoense a medicamentos excepcionais

Silva Moura, Naerton; Cristina de Souza Vieira, Ana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este trabalho propôs-se, de um modo geral, a identificar os principais obstáculos ao acesso a medicamentos excepcionais por parte da população picoense. Mais especificamente, a descrever o funcionamento, distribuição e gestão dos medicamentos excepcionais no âmbito das políticas públicas nacionais e em Picos, interior do estado do Piauí; e avaliar o acesso da população a esses medicamentos, enquanto direito à saúde, na realidade de Picos, PI. A metodologia empregada para a concretização dos objetivos propostos desenvolve-se segundo uma abordagem qualitativa de pesquisa, mediada pela estratégia do estudo de caso, em duas etapas: 1) Levantamento e discussão da produção literária especializada e documental em torno do tema de opção deste estudo; e 2) Imersão em campo, para a realização de um trabalho do tipo exploratório, tendo como objetivo identificar os principais obstáculos ao acesso de medicamentos excepcionais por parte da população picoense. Os principais resultados obtidos revelaram que são diversos os obstáculos que impedem a realização do direito à saúde pela via do acesso aos medicamentos excepcionais, dentre os quais se pode mencionar, como mais expressivos, a judicialização da saúde...

Utilização de medicamentos por idosos com diabetes do município de Goiânia, Goiás; Drugs utilization by the elderly people with diabetes in the city of Goiania, Goias

Nunes, Marcus Vinicius Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Introduction. In Brazil, the percentage of elderly people is increasing considerably over the years. As a consequence, it is observes the increasing of chronical diseases such as diabetes mellitus. It is a disease that requires special attention, because it exposes elderly people to a long care period and to the continued use of medicines, sometimes using multidrugs. Moreover, elderly people are often affected by other comorbidities, by complications of the disease and its treatment. Objective. Analyze the use of medicines by the elderly people with diabetes mellitus in the city of Goiania, Goias, Brazil. Methodology. It is a population-based cross-sectional study carried out with a sample of 173 elderly individuals with diabetes mellitus and medications referred, selected by cluster. Data were collected by household interviews from December 2009 to April 2010 and they were analyzed by the Software Stata 12.0. The identified medicines were classified according to the Anatomical Therapeutic Chemical classification of the World Health Organization. The study was approved by Ethics Committee of the Federal University of Goias . Results. The mean age of old people with diabetes mellitus was 72.5 years and 61.8% were female. The most used medicines were acetylsalicylic acid (20.2%)...

Avalia??o da utiliza??o e seguran?a de medicamentos em pacientes idosos internados em um hospital universit?rio

CUENTRO, Vanessa da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
O aumento da popula??o idosa colabora para a maior preval?ncia de in?meras e variadas patologias, cujos tratamentos em geral incluem recursos farmacol?gicos, que levam ? pr?tica de polifarm?cia, fator esse que tem grande impacto na seguran?a do paciente idoso, tendo em vista que a polifarm?cia ? a grande respons?vel pelas rea??es adversas a medicamentos e intera??es medicamentosas. O objetivo foi avaliar a seguran?a e a utiliza??o de medicamentos em prescri??o de pacientes idosos com idade igual ou maior que 60 anos internados no Hospital Universit?rio Jo?o de Barros Barreto, da Universidade Federal do Par?. Trata-se de um estudo transversal, observacional de car?ter descritivo e explorat?rio, para coleta de dados foi realizada an?lise de prontu?rios; os dados foram processados no programa estat?stico SPSS 20.0. Os resultados demonstraram que a m?dia de idade foi de 71,9 anos, sendo 52,7% mulheres; o sexo feminino apresentou pacientes idosos mais velhos que no sexo masculino. O tempo de interna??o obteve uma m?dia de 21,7 dias, a m?dia de diagn?sticos por paciente foi de 2,6. O principal diagn?stico de internamento hospitalar foi doen?as do aparelho circulat?rio (20,3%). A m?dia de medicamentos prescritos por interna??o foi de 6,8. Os medicamentos mais utilizados faziam parte do sistema digest?rio e metab?lico (32...

Diagnóstico del sistema de dispensación de medicamentos a una unidad de cuidados intensivos.

Herrera Bórquez, Jéssica Andrea
Fonte: Universidad Andrés Bello Publicador: Universidad Andrés Bello
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
36.86%
Tesis (Químico Farmacéutico); Los Errores de Medicación (EM) producidos en la dispensación de medicamentos en el ámbito hospitalario han sido reconocidos como un problema de gran importancia para la salud pública, produciendo una gestión ineficiente del recurso humano y del uso racional de medicamentos. Es por ello que el objetivo de este trabajo, fue evaluar el proceso de dispensación de medicamentos que realiza la Unidad de Farmacia (UF) a la Unidad de Cuidados Intensivos (DCI) del INCA, durante la segunda quincena del mes de Abril hasta fines de Junio del año 2007, para focalizar los recursos y los esfuerzos en objetivos prioritarios así como en los puntos críticos para la mejora de la asistencia sanitaria. Se describió estructural, funcional y organizacionalmente cada una de las Unidades Clínicas involucradas en el proceso de dispensación describiendo además, los distintos sistemas de dispensación de medicamentos existentes. Se analizaron las devoluciones de medicamentos realizadas por la UCI en comparación con las dosis dispensadas, agrupándolas por grupo farmacológico y por medicamentos reutilizables y no reutilizables. Se detectó y cuantificó los EM pesquisados realizando para esto, la revisión del proceso de dispensación que realiza el Técnico Paramédico de Farmacia y la revisión de todas las recetas recibidas desde el Servicio Clínico. Se midió el grado de satisfacción de usuario del personal técnico y profesional de UCI y del personal técnico de Recetario de Farmacia. Durante el periodo de estudio...

Gestão da Assistência Farmacêutica: módulo 4: unidade 3: programação, aquisição, armazenamento e distribuição de medicamentos

Blatt, Carine Raquel; Campos, Célia Maria Teixeira de; Becker, Indianara
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto com 91 páginas no formato pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
A eficiência do gerenciamento de estoques de medicamentos é fundamental para suprir as necessidades de medicamentos das instituições de saúde, além de colaborar também para diminuir gastos. Baseado nisso, a proposta de conteúdo visa detalhar as etapas de programação, aquisição, distribuição e armazenamento de medicamentos. Inicialmente, o conteúdo discutirá como desenvolver a atividade de programação nos serviço público, detalhando os diferentes métodos para este fim (consumo histórico, perfil epidemiológico, oferta de serviços, consumo ajustado...). Na sequência, serão abordadas as etapas da aquisição dos medicamentos, de modo a esclarecer os trâmites burocráticos desse processo. E, por fim, serão apresentados os cuidados no armazenamento e na distribuição, para evitar perdas e organizar o estoque de medicamentos, bem como o manejo dos resíduos de saúde. Ao final do desta unidade, espera-se que o especializando compreenda a importância do que foi discutido, para o gerenciamento da assistência farmacêutica.; 1.0; Ministério da Saúde

Fatores associados à utilização de medicamentos por pacientes atendidos no ambulatório de cardiologia do hospital regional de Ceilândia – DF

Cordeiro, Thuany de Moura
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este estudo teve como objetivo principal avaliar os fatores relacionados à utilização de medicamentos pela população atendida no Ambulatório de Cardiologia do Hospital Regional da Ceilândia. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo transversal, realizado no período de 14 de abril a 14 de maio de 2011. Foram entrevistadas no total de 100 pessoas, sendo que apenas 80 foram incluídas no estudo. Os medicamentos constituem uma poderosa ferramenta utilizada no tratamento de doenças e, portanto a utilização destes tornou-se um processo social que é influenciado por vários fatores, sendo os mais relevantes a adesão a terapêutica e o acesso a medicamentos. Os principais motivos que dificultam o acesso ao tratamento farmacoterapêutico envolvem erros no ciclo da assistência farmacêutica. Os indivíduos acometidos por doenças crônicas podem ter sua qualidade de vida melhorada com terapia medicamentosa contínua e mudanças no estilo de vida, no entanto, percebe-se que existe um dificuldade de adesão ao tratamento por estes indivíduos. 87,5% dos pacientes dependiam do SUS para aquisição dos medicamentos, e o principal fator relacionado a dificuldade deste acesso foi a falta de medicamentos nos centros de saúde. A média de medicamentos utilizados por paciente encontrada foi de 1...

Frequência de eventos adversos a medicamentos em um hospital universitário

Veroneze, Cleni
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 93 f. : il., tabs., grafs., algumas color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.86%
Orientadora : Profª. Drª. Eliane Mara Cesário Pereira Maluf; Co-orientadora : Profª. Drª. Fabíola Giordani; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 10/07/2015; Inclui referências : f. 72-78; Resumo: Introdução: Os eventos adversos a medicamentos (EAM), definidos como danos ocasionados pelo uso do medicamento, ocorrem com alta frequência e contribuem para o aumento do sofrimento dos pacientes. Sua ocorrência está relacionada a vários fatores, sendo os principais associados aos profissionais de saúde, estrutura, método, materiais e produtos utilizados. Objetivo: identificar a frequência dos eventos adversos a medicamentos que ocasionaram a hospitalização e os ocorridos durante a internação, categorizá-los quanto à causalidade e ao grau de dano causado, com o intuito de conhecer o impacto negativo do cuidado prestado e oferecer elementos para modificação do resultado, em benefício dos pacientes. Método: Foi realizado um estudo transversal, com coleta de dados retrospectivos, em 192 prontuários de pacientes adultos, hospitalizados em 2011. Foram excluídos os internamentos por tempo inferior a 48 horas...

Contribuição do uso de medicamentos para a admissão hospitalar

Mastroianni, Patrícia de Carvalho; Varallo, Fabiana Rossi; Barg, Marina Souza; Noto, Ana Regina; Galduróz, José Carlos Fernandez
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
As Reações Adversas a Medicamentos (RAM) podem ser responsáveis por 2,4% a 11,5% das admissões hospitalares. O estudo objetivou conhecer o perfil demográfico dos pacientes internados por possíveis RAM, identificar os medicamentos e as queixas mais freqüentemente relacionadas e estimar a incidência de admissão hospitalar pelo uso de medicamentos. Durante um mês, os pacientes internados em um hospital geral foram entrevistados quanto ao uso de medicamentos antes da internação e as queixas que o levaram ao hospital; as informações foram analisadas, usando-se a base de dados MICROMEDEX® e outras bases oficiais. Observou-se que as admissões por uso de medicamentos ocorreram predominantemente em idosos [47,5% (66/139)] e mulheres [62% (87/139)]. Os medicamentos mais freqüentes foram: omeprazol (16), analgésicos (31), antihipertensivos (31), sinvastatina (7) e formoterol (6); e normalmente os sintomas associados foram do sistema digestório (20,5%), circulatório (20,2%), respiratório (18,2%) e SNC (13,9%). Estima-se que em 15,5% (139/897) das internações, possivelmente, a razão foi o uso de medicamentos. Os dados sugerem medidas de prevenção, como o acompanhamento farmacoterapêutico dos pacientes no âmbito da assistência primária à saúde...

Drugs used in bone marrow transplantation: a study about combinations of antimicrobial potentially interactives; Medicamentos utilizados en casos de trasplante de médula ósea: un estudio sobre combinaciones antimicrobianas potencialmente interactivas; Medicamentos utilizados em transplante de medula óssea: um estudo sobre combinações dos antimicrobianos potencialmente interativos

Fonseca, Rosimeire Barbosa; Secoli, Silvia Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.86%
The study aimed at characterizing the profile of the drugs and identify combinations between potentially interactive anti-microbial drugs used in patients who underwent bone marrow transplantation (BMT). The analysis covered 70 prescription medications for BMT patients hospitalized at Instituto do Coração, São Paulo, Brazil. Medications were classified according to the Alpha system, listing their interactive potential and pharmacological characteristics according to literature. Data were analyzed through descriptive statistics. Results showed that 72.7% of drugs presented an interactive potential, with precipitators (79.2%) and fluconazole (85.7%), high-lighted as the most involved anti-microbial in the combinations, associated to omeprazole in 40% of the samples. BMT patients were frequently administered combinations of potentially interactive drugs. This condition, when associated with simultaneous schedules, could predispose patients to undesirable events, thus affecting the security of the therapy.; El objetivo del estudio fue determinar el perfil de medicamentos e identificar combinaciones por administración conjunta de antimicrobianos potencialmente interactivos y otros agentes. Fueron analizadas 70 prescripciones médicas de pacientes sometidos a trasplante de médula ósea (TMO)...