Página 9 dos resultados de 13940 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

A emergência da infância

Gondra,José Gonçalves
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Neste artigo, procuro analisar três aspectos que funcionarão como ferramenta para pensarmos a emergência da infância. Em um primeiro momento, refiro-me a algumas experiências-limite da vida, na medida em que elas ajudam a arranhar as visões que naturalizam a vida e a infância, em especial aquelas forjadas no interior do campo médico. Na sequência, tento demonstrar que a ideia de infância não pode ser pensada no exterior das instituições que lhe são associadas, como a casa e a escola. Por fim, procuro chamar atenção para o fato de que a institucionalização geral da infância se encontra profundamente acoplada a projetos de governo da população, inclusive da "população infantil", projeto este que, por sua vez, se vê ancorado em saberes oriundos da demografia, da higiene pública e do urbanismo, por exemplo.

O lugar simbólico da criança no Brasil: uma infância roubada?

Gurski,Roselene
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Este artigo analisa o lugar simbólico da infância no Brasil. Partimos da reflexão sobre o conceito de experiência em Walter Benjamin e de algumas noções da Psicanálise. Inicialmente, revisamos a construção sócio-histórica do conceito de infância no mundo ocidental e no país. Para tal, fizemos um breve percorrido sobre as principais ações e políticas públicas do Estado desde o século XIX. Uma das interrogações do escrito remete à reflexão sobre a simultaneidade da posição de majestade/dejeto das crianças brasileiras, especialmente no que se refere à histórica diferença no tratamento dado às crianças de diferentes estratos sociais. O artigo sugere a ausência de um estatuto simbólico da criança, no que se refere às duas facetas da infância; questionamos, sobretudo, a existência de uma espécie de roubo da infância, na medida em que não são ofertadas às crianças condições passíveis de realizar a experiência da infância.

A infância como acontecimento singular na complexidade dialética da história

Pretto,Zuleica
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Tradicionalmente a infância tem sido entendida por concepções universais, desenvolvimentistas, naturalizantes. No complexo cenário da contemporaneidade se impõe novamente a indagação e o debate sobre a infância e as crianças. Entende-se que a compreensão de Jean-Paul Sartre sobre a constituição da infância pode contribuir com esse debate a partir de alguns entendimentos: da infância como um acontecimento histórico, produto de uma complexa dialética do tecido social, diferenciada conforme tal tecido, o que leva à impossibilidade de falar de uma infância, mas de infâncias, rompendo com a noção de naturalização e universalização; de que as crianças forjam o seu ser a partir de um confronto de projetos posto pelo seu contexto familiar e sua rede de relações, constituindo seu projeto de ser como uma realidade nova, rompendo com o determinismo; que as crianças possuem um saber legítimo, não sendo seres puramente passivos, rompendo com a visão adultocêntrica.

O Conselho Tutelar e a rede social na infância

Frizzo,Kátia Regina; Sarriera,Jorge Castellá
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
A infância constitui uma estrutura social cujas origens remontam às estruturas sociais, políticas e culturais da modernidade. O presente ensaio contextualiza, inicialmente, as principais transformações do último século, analisando as repercussões sobre as condições de vida na infância. A partir desses elementos, aborda os principais problemas da infância na atualidade e sinaliza a emergência de novas perspectivas institucionais no trato desses problemas, com a formação de uma rede social cuja principal característica é a de ser formada por instituições da esfera pública, o que marca o rompimento da idéia de que as questões relativas à infância são da esfera privada, como se pensava anteriormente. Por fim, procura-se analisar o papel do Conselho Tutelar dentro dessa rede e sua responsabilidade social frente ao trato público das questões relativas à infância brasileira.

Arte e metáforas contemporâneas para pensar infância e educação

Loponte,Luciana Gruppelli
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Nesse trabalho é discutida a relação entre arte, educação e infância a partir das seguintes questões: de que forma podemos saber mais sobre a infância a partir de metáforas da arte contemporânea? O que a arte contemporânea pode dizer para a docência da infância? De que modo a docência vê a infância e sua arte? Podemos pensar em uma dimensão estética da formação docente para a infância? Na esteira dessas questões, debato também sobre o lugar da arte nas políticas públicas para educação infantil, especialmente no que diz respeito à formação docente e à ampliação do ensino fundamental para nove anos. Como interlocutores privilegiados para essa discussão, Deleuze, Nietzsche e Agamben.

A criança e o brinquedo-TV: análise sobre o discurso publicitário direcionado para a infância na Rede Globo de Televisão

Barbosa, Antonio Carlos do Amaral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia; Comunicação midiática: práticas sociais e produção de sentido Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia; Comunicação midiática: práticas sociais e produção de sentido
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Esta investigación es un análisis del contexto actual que rodea a la publicidad brasileña, más concretamente, la publicidad discurso televisivo dirigido a los niños en Brasil. Análisis de los documentos se basa en la revisión retórica (Leach, 2004) (SODRE, 2006) A partir de la primera supuesta inadecuación de algunos de sus contenidos al público para que se comunican. También investiga las posibilidades de regulación y la educación del consumidor y el papel de los medios de comunicación en la sociedad mediante la movilización exigiendo el cumplimiento y la mejora de la legislación vigente, evitando los posibles abusos y distorsiones de las secciones generales de la ley. Hemos llevado a cabo por separado se analiza en los niños y sus conceptualizaciones y la función social, abordando también el juguete y el acto de jugar hoy y su sede histórica en un intento de crear una fundación que apoya el análisis de la relación entre la infancia y la publicidad y el consumo, basado en obras de Roger Silverstone, Kapferer, Leontiev y Walter Benjamin. También se hicieron inferencias basadas en estudios de Pablo Del Río, sobre las posibles consecuencias psicológicas del consumo de medios por los niños, sin embargo, en arvorarmos llevar a cabo investigaciones en el estudio de la recepción. Se enfrentarán...

A concepção de infância presente no Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova de 1932: a presença do pensamento de John Dewey (1859-1952)

Oliveira, Marco Aurélio Gomes de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Esta dissertação tem como objetivo central investigar a concepção histórico-filosófica de infância presente no documento intitulado A reconstrução educacional no Brasil: Ao povo e ao governo. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, com intuito de analisar em que medida o pensamento escolanovista deweyano contribuiu com o movimento de renovação pedagógica no Brasil no decorrer das décadas de 1920 e 1930. Para tanto, o trabalho está organizado em dois capítulos: no primeiro, analisamos a matriz teórica do filósofo John Dewey (1859-1952) com o propósito de entender como a infância concebida pelo educador estadunidense está relacionada a um projeto social mais amplo que envolve uma renovação no campo educacional e social. No segundo capítulo, investigamos como a concepção de infância, de educação, de democracia e de liberdade defendida por Dewey contribuiu para a construção do discurso dos Pioneiros da Educação Nova em prol de uma “nova” infância que pudesse participar do processo de reconstrução nacional. É possível perceber por meio das análises que a concepção de infância presente no documento defendida pelos Pioneiros representa um consenso entre eles, na medida em que o escolanovismo deweyano...

Educação, infância e família na imprensa uberlandense do estado Novo (1937-1945); Education, Childhood and family on the Uberlandia’s news agency in the New State (1937-1945)

Sousa, Marcos Paulo de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
O presente trabalho tem como objetivo principal reconstituir relações estabelecidas entre educação, infância e família, estabelecidas no discurso jornalístico na cidade mineira de Uberlândia, entre os anos de 1937 e 1945. Realiza-se uma pesquisa, no campo da história da educação, pela imprensa, de modo foi levantada a existência de três jornais locais, a saber, O Repórter, A Tribuna e Correio de Uberlândia. Os jornais se caracterizam como uma rica fonte de pesquisa, através da qual é possível compreender relações tecidas no cenário histórico, político e educacional varguista do Estado Novo, sob controle e censura realizada pelos órgãos governamentais. Nos vários momentos de enaltecimentos às proezas varguistas na condução da política nacional, articulistas locais e nacionais sublinharam os direcionamentos dados à família nacional e a necessidade de se ater sobre a formação da infância. A linha diretiva do Estado Brasileiro estava nítida a partir da legislação que constantemente era publicada e renovada, delineando concepções governamentais acerca da estruturação familiar. Com a Constituição de 1937, a família fora responsabilizada pela educação, vários conteúdos foram abordados ressaltando a atenção dispensada pelo novo regime à família e à infância. Se de um lado a carta magna tributava ao Estado cuidados especiais à família...

Gobernanza de la Política Pública de Infancia y Adolescencia - Estudio de caso en los municipios de Aquitania y Sogamoso en Boyacá (2006-2013)

Orduz Rodríguez, Rosa Omaira
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Tipo: masterThesis; Tesis de Grado Maestría Formato: Pdf
Relevância na Pesquisa
36.7%
Los esfuerzos que se han venido desarrollando para garantizar y proteger integralmente los derechos de la infancia y la adolescencia, están directamente relacionados con la forma en que los gobernantes del nivel local direccionan y ejercen liderazgo de la política pública de infancia y adolescencia de acuerdo con las funciones y responsabilidades indelegables señaladas en la Ley 1098 de 2006. Esta problemática ha sido analizada recientemente por la literatura académica internacional a través del concepto de gobernanza. A partir de la concreción de dicho concepto en cinco categorías analíticas, esta tesis examina la gobernanza de la política pública de infancia y adolescencia en distintas administraciones municipales. Concluye que la gobernanza introduce la necesidad de un proceso de interacción, de consenso y dialogo en doble vía entre gobernantes y gobernados que permita regular las relaciones cada vez más complejas, dinámicas, interdependientes de la sociedad, en la medida en que el gobierno tiene una capacidad limitada. La tesis logra responder las siguientes preguntas: ¿cómo se ha configurado la gobernanza de la política de infancia y adolescencia en algunos municipios de Colombia? ¿Cuáles han sido las principales dificultades para la territorialización de esta política en el ejercicio de la gobernanza local? y ¿Cómo influye la gobernanza multinivel de la política de infancia y adolescencia del orden nacional y departamental en los municipios?.; The efforts that have been developed to ensure full protection and rights of children and adolescents are directly related to the way in which local governments exercise leadership and addressed public policy for children and adolescents under the undelegated functions and responsibilities outlined in the Ley 1098 of 2006. This problem has recently been addressed by the international academic literature through the concept of governance. From the concretion of this concept in five analytical categories...

Una mirada a la educación de la primera infancia

Meng González del Río, María Olga
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Dissertação de Mestrado
SPA
Relevância na Pesquisa
36.7%
La educación infantil es una realidad cada vez más extendida sobre todo en el mundo occidental como consecuencia, entre otras, del desarrollo de políticas educativas dirigidas a la primera infancia. Con este trabajo nos proponemos echar una mirada a la educación infantil desde la perspectiva de estas políticas, centrándonos en dos de los elementos sobre los que se sustentan: la imagen y los derechos de la infancia. Revisaremos, también, algunas de las direcciones que éstas están tomando en la actualidad y veremos algunas experiencias de políticas educativas construidas sobre una nueva imagen de la infancia y los derechos de los niños y niñas, ejemplos, a nuestro entender, de buenas prácticas innovadoras y de calidad, respetuosas con la infancia y sus familias.; Máster en Investigación e Innovación en Contextos Educativos

Memoria de la infancia en el cine: Oporto de mi infancia de Manoel de Oliveira y Una habitación y media de Andrey Khrzhanovsky

Martínez Illán, Antonio; Noguera, María
Fonte: T&B editores Publicador: T&B editores
Tipo: info:eu-repo/semantics/publishedVersion; info:eu-repo/semantics/conferenceObject Formato: application/pdf
Publicado em //2011 SPA
Relevância na Pesquisa
36.7%
Esta comunicación aborda las semejanzas y diferencias en la evocación de la infancia y la descripción de la propia ciudad en dos películas: Porto da Minha Infância/Oporto de mi infancia (Manoel de Oliveira, 2001) y Polotory Komnaty/Una habitación y media (Andrey Khrzhanovsky, 2009). Se muestra cómo en ambos filmes aparecen cuestiones vinculadas a la rememoración de la ciudad de la niñez (memoria, falta de recuerdo y mitologización del espacio). El objetivo consiste en analizar, a través del análisis fílmico y textual, cómo estos temas son representados en el cine. En particular, el análisis se centra en la subjetividad, en los elementos documentales, en las imágenes de archivo, en las fotografías y en la voz en off, para atender al vínculo que se establece entre las ciudades y la memoria personales y para comprobar cómo estas películas son una reescritura la historia de Oporto y de San Petersburgo.; This paper discusses the similarities and differences between two recreations of childhood and two description of the own city in two films: Porto da Minha Infância/ Porto of my Childhood (Manoel de Oliveira, 2001) and Polotory Komnaty/A Room and a Half (Andrey Khrzhanovsky, 2009). The paper focuses on each film’s successful representation of the themes linked with the evocation of city childhood (memory...

Concepção dos educadores de infância sobre a importância da aquisição da consciência fonológica em crianças em idade pré-escolar

Morganheira, Mónica Susana Martins
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
A consciência fonológica é a capacidade que o individuo tem para reflectir sobre os sons da fala. O objectivo central do estudo é compreender as concepções que os educadores de infância têm sobre a importância da consciência fonológica em crianças em idade pré-escolar. A amostra foi constituída por 15 educadoras de infância que trabalham em salas de jardim de infância heterogéneas nos Agrupamentos de Escolas de Ponte de Sor e de Avis. A recolha de dados foi efectuada num só momento, durante os meses de Junho e Julho de 2011, através de uma entrevista semi-estruturada às educadoras de infância. Para a análise dos resultados recorreu-se à metodologia qualitativa - técnica de análise de conteúdo das entrevistas semi-estruturadas. Os resultados demonstraram que os educadores de infância têm pouco presente o conceito de consciência fonológica, no entanto, sabem que a consciência fonológica é importante para a aprendizagem da leitura e escrita; ABSTRACT:Phonological awareness is the ability that the individual has to reflect on the sounds of speech. The main objective of the study is to understand the conceptions that kindergarten teachers have about the importance of phonological awareness in preschool children. The sample consisted in 15 kindergarten teachers that work in kindergarten classrooms with heterogeneous groups...

A idade tem influência nas relações de cooperação entre as crianças de jardim de infância?

Costa, Mafalda Alexandra Sebastião da
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; O presente relatório, “A Idade tem influência nas relações de cooperação entre crianças de Jardim de Infância”, decorrente do Mestrado em Educação Pré-escolar, surge no âmbito da Prática Profissional Supervisionada desenvolvida em dois contextos educativos: Creche e Jardim de Infância. No relatório são apresentadas as intencionalidades pedagógicas que orientaram a minha ação. Para o seu desenvolvimento foram determinantes o apoio e participação das equipas educativas, funcionários das Instituições, bem como das famílias. Destaco ainda a importância do envolvimento das 14 crianças do grupo de Creche, bem como das 18 crianças do grupo de Jardim de Infância, determinantes para o desenvolvimento de toda a Prática Profissional Supervisionada. Partindo do geral para o particular, após a análise reflexiva sobre a minha prática pedagógica, apresentarei a problemática mais significativa. No trabalho de investigação procurei estudar as relações de cooperação que são estabelecidas por crianças em idade pré-escolar, verificando se a idade destas é um fator de influência. A análise dos dados será feita recorrendo à análise quantitativa e qualitativa. Na abordagem quantitativa os dados serão tratados e organizados em tabelas de frequência. Na interpretação qualitativa serão apresentados incidentes críticos que remetam o leitor para a realidade da sala de Jardim de Infância onde decorreu a Prática Profissional Supervisionada. Numa fase final será apresentada uma reflexão articulando os elementos da investigação com a influência que poderão ter na minha futura prática profissional...

“Amizade é…felicidade (Freng, 5 anos)”. As relações sociais entre crianças no quotidiano do Jardim de Infância

Cunha, Mariana Palma Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; Tendo em conta que, para as crianças, a amizade é um valor fundamental, nem sempre fácil de alcançar (Trevisan, 2007), proponho-me, neste relatório, a partilhar as descobertas efetuadas, com as crianças da Sala 2, de um Jardim-de-Infância (JI), na cidade de Lisboa, sobre os enredos da cultura de pares instituída, bem como sobre as conceções e significados atribuídos, pelas crianças, no âmbito das relações que estabelecem. No presente Relatório, começo por caraterizar, de forma reflexiva, os contextos educativos onde decorreu a minha intervenção, enquanto educadora-estagiária, e analiso a minha prática, em Creche e JI, no âmbito da unidade curricular Prática Profissional Supervisionada (PPS). Pretendo, ainda, partilhar o caminho percorrido em torno da problemática central: a amizade entre as crianças, no quotidiano do jardim-de-infância. Para operacionalizar a investigação proposta, optou-se por uma metodologia qualitativa, onde recorri a três técnicas principais: a observação, que decorreu no período de 8 de janeiro a 13 de fevereiro (creche) e 19 de fevereiro a 29 de maio (JI), a entrevista e a consulta documental. Os dados recolhidos foram analisados à luz de duas áreas fulcrais: a pedagogia da infância e a sociologia da infância. A investigação realizada sobre a amizade entre as crianças aponta para um processo complexo...

Vinculação aos pais e adversidade na infância: sintomatologia psicopatológica e objetivos de vida em adultos

Silva, Maria de Fátima Marques
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica; A qualidade da vinculação às figuras parentais tem vindo a ser apontada como um elemento relevante no ajustamento e bem-estar psicológico do indivíduo ao longo de todo o percurso desenvolvimental, funcionando, como um fator importante face a experiências adversas na infância. O caráter negativo das experiências adversas na infância parece funcionar, ainda, como um fator de risco para o desenvolvimento de sintomatologia psicopatológica. O objetivo do presente estudo prende-se com a análise do papel da qualidade da vinculação aos pais na associação entre experiências adversas na infância e sintomatologia psicopatológica em adultos. A amostra é constituída por 511 indivíduos com idades entre os 25 e os 50 anos de idade. Para a recolha dos dados recorreu-se ao Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe, Adverse Childhood Experiences Study Questionnaire e Brief Symptom Inventory. Os resultados sugerem que a qualidade da vinculação aos pais e as experiências adversas na infância são relevantes na predição de sintomatologia psicopatológica (depressão, somatização e ansiedade). Os resultados serão analisados à luz da teoria da vinculação, considerando a importância das experiências adversas na infância na compreensão dos processos psicopatológicos na adultícia.; The quality of attachment to parents in childhood has been addressed as a relevant factor to the biological and psychosocial development and adjustment...

A legislação portuguesa para a pequena infância: uma visão sociológica sobre a infância

Tadeu, Bárbara; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Este artigo tem por objetivo a análise crítica à legislação portuguesa para a pequena infância. Pretende-se, através da perspetiva sociológica da infância, analisar as principais problemáticas existentes no atendimento de crianças dos 0 aos 3 anos de idade. Desta forma, pretende-se refletir sobre o estado da educação para a pequena infância, em Portugal, sendo os principais problemas apontados: a negligência manifesta pelo Governo em legislar e a desresponsabilização praticada pelo Ministério da Educação em não assumir a tutela da valência de creche, isto é, o atendimento de crianças dos 0 aos 3 anos (Conselho Nacional de Educação [CNE], 2011; Coutinho, 2002, 2010; Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico [OCDE], 2000, Tadeu, 2012). Ao longo deste artigo, serão igualmente apresentadas e analisadas algumas das fragilidades a que todos os profissionais de educação que trabalham com crianças pequenas estão expostos, tais como: a falta de reconhecimento por parte do Estado relativamente à contagem dos anos de serviço; a existência de preconceitos pejorativos em considerar-se que para educar/cuidar de crianças pequenas não é necessário possuir-se formação académica desvalorizando-se e desqualificando-se o trabalho pedagógico realizado por todos os profissionais que opcionalmente (ou não) desenvolvem a sua prática pedagógica com crianças dos 0 aos 3 anos; entre outros. (CNE...

Das cinzas aos mafuás: infância e morte na lírica de Manuel Bandeira

Aguiar, Rosiane de Sousa Mariano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Cet article étudie la poésie de l'enfance et de la mort de Manuel Bandeira, à partir de la relation entre l'expérience, le langage et le sens, afin de mettre en place une nouvelle perspective sur ce thème, qui sert de guide et structure son Estrela da vida inteira (1966). Pour cela, il faut introduire la notion de lyrique, discutée par Theodor Adorno, pendant la conférence Lírica e sociedade (1958), à promouvoir la compréhension du poète, comme c'est le cas de Bandeira, implique son art par le biais de la dimension négative face à une situation de fétichisation des choses, afin d'appréhender des expériences qui constituent la substance de la vie et l'essence de la poésie. À cette perspective de lyrique s ajoutent les concepts de l'enfance et de la mort, exploités par Giorgio Agamben, dans les oeuvres Infância e história (2005) et A linguagem e a morte (2006), étant largement favorables à la compréhension de la poétique de l'enfance chez Manuel Bandeira, comme une sorte de discours qui récupère l'idée d'expérience dans l actualité, en marquant la limite entre une expérience muette et une expérience de la langue, de même, la mort apporte des implications relatives à la négativité, comme une brèche par laquelle l'auteur explore la signification de sa lyrique et la«dénoue» des incrustations du monde réifié...

A educação infantil no olho do furacão : o movimento político e as contribuições da sociologia da infância; The Brazilian early childhood education into eye of the storm : the political movement and the sociology of childhood contributions

Fabiana Oliveira Canavieira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.7%
Esta pesquisa que surge a partir da realidade da Educação Infantil de São Luís - MA, se desenvolve no "olho do furacão" dos acontecimentos do meio acadêmico e das políticas públicas para a Educação Infantil na contemporaneidade. Fundamentada por um referencial interdisciplinar das Ciências Sociais, aprofunda a partir da revisão de literatura a discussão acerca das infâncias, relacionando os estudos sociais da infância com as escolas sociológicas e problematizando colonialismos e hegemonias epistemológicas. Propõe um diálogo do paradigma teórico-metodológico da Sociologia da Infância com a construção da política nacional de Educação Infantil, através da vasta documentação regulatória elaborada nos governos Lula (2003-2010), refletindo sobre a batalha das idéias entre as diferentes concepções de Educação Infantil, as contradições, avanços e retrocessos inerentes a articulação do movimento social, meio acadêmico e o atual governo, que configuram as disputas desse campo. Para tanto, analisa e problematiza os seguintes documentos: Orientações sobre a Política de Conveniamento, Indicadores de Qualidade na Educação Infantil, Projeto de Cooperação Técnica para construção de Orientação Curricular...

A cidade (re)criada pelo imaginário e cultura lúdica das crianças : um estudo em Sociologia da Infância

Nascimento, Nayana Brettas
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 19/10/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Sociologia da Infância); A tese A Cidade (Re)Criada pelo Imaginário e Cultura Lúdica das Crianças – Um Estudo em Sociologia da Infância – objetiva realizar uma investigação sociológica sobre as (re)criações e apropriações lúdicas dos espaços e equipamentos urbanos pelas crianças de forma a problematizar as possibilidades de (re)construção da cidade a partir do imaginário e da cultura lúdica da infância. A investigação parte do pressuposto de que as crianças são atores sociais com direito à cidade, portadoras de um conhecimento próprio sobre o espaço urbano que habitam. Realiza-se um estudo de três formas de participação urbana infantil - a participação auto-convidativa em que as crianças se convidam a participar e interagir com uma cidade pensada e construída por adultos para adultos, participação convidativa com os adultos convidando as crianças a participar e pensar sobre a cidade levando em considerações suas idéias, propostas e desejos e participação nas políticas públicas tendo o poder público convidando as crianças a pensar sobre a cidade em que moram integrando suas propostas ao planejamento urbano. Com o intuito de alcançar o objetivo proposto utiliza-se uma metodologia compósita que abrange três métodos – etnografias urbanas itinerantes e específicas com observações diretas da relação infância e cidade em todos os espaços urbanos ou em locais pré-determinados...

Memória de cuidados na infância, estilo de vinculação e qualidade da relação com pessoas significativas: estudo com grávidas adolescentes

Rodrigues, Ana; Figueiredo, Bárbara; Pacheco, Alexandra P.; Costa, Raquel A.; Cabeleira, Cristina; Magarinho, Rute
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Este estudo teve como principal objectivo estimar a influência das memórias das relações com pais na infância no estilo de vinculação e na qualidade das relações com pessoas significativas na gravidez. Contou com uma amostra de 48 adolescentes a quem se administrou, no terceiro trimestre da gravidez, a versão portuguesa dos seguintes instrumentos, Inventory for Assessing Memories of Parental Rearing Behaviour (EMBU) (Perris, Jacobson, Lindstorm, von Knorring, & Perris, 1980), Attachment Style Interview (ASI) (Bifulco, Brown, & Harris, 1995) e Self Evaluation and Social Support (SESS) (Brown, Bifulco, Veiel, & Andrews, 1990), no sentido de avaliar, respectivamente, as memórias de cuidados parentais na infância, o estilo de vinculação e a qualidade do suporte e do relacionamento com a mãe e com o companheiro. Os resultados sugerem que a qualidade dos cuidados parentais durante a infância é um factor determinante para a qualidade da vinculação que observamos em grávidas adolescentes, sobretudo a rejeição e a ausência de suporte emocional por parte de ambos os pais parecem ser decisivos na emergência de estratégias inseguras de vinculação. A qualidade dos cuidados parentais durante a infância, sobretudo o suporte emocional por parte da mãe e a rejeição por ambos os pais...