Página 9 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Qualidade de vida e maus-tratos do idoso na comunidade

Fernandes, Eduarda Sofia Vieira
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 07/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
O presente estudo acerca dos maus-tratos e qualidade de vida no idoso tem como objectivos avaliar a influência do risco do abuso ou negligência na qualidade de vida dos idosos; avaliar o risco de abuso e/ou negligência e avaliar a qualidade de vida dos idosos no contexto comunitário. Optou-se pela investigação quantitativa do tipo descritiva-exploratória, de natureza transversal, a 48 indivíduos de ambos os géneros com 65 e mais anos, inscritos nos três Centros Sociais Municipais de Santana. O critério de exclusão de maior relevo foi a incapacidade cognitiva para responder oralmente às questões, para essa avaliação aplicou-se o Mini Mental State Examination (MMSE). A amostra foi do tipo não-probabilístico por conveniência à qual foram aplicados os seguintes instrumentos: o questionário sócio-demográfico; a versão portuguesa do WHOQOL-Bref (avalia a qualidade de vida); o H-S/EAST (identifica o risco de violência contra o idoso) e as perguntas de eliciação de abuso ou negligência a adultos idosos (determina as condições de vida dos adultos idosos). A maioria dos inquiridos são do género feminino (79,2%) e a idade média é de 73,86 anos com um desvio padrão de 5,9. A maioria são casados (homens: 70%; mulheres: 31...

O idoso institucionalizado e a familia

Moura, Sandra Cristina Mendo; Brás, Manuel; Anes, Eugénia
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
A velhice é um fenómeno biológico, psicológico, cultural, difícil de ser circunscrito. Quando, não é possível a manutenção dos idosos no seu meio familiar ou social, a institucionalização é a única forma de garantir ao idoso uma vida confortável, respeitando a sua independência. Conhecer a funcionalidade familiar após a institucionalização é importante para o desenvolvimento de estratégias de assistência ao idoso, visto que o suporte familiar contribui de maneira significativa para a manutenção da integridade física e psicológica do indivíduo. Optamos por um estudo exploratório, descritivo e transversal, recorrendo ao método quantitativo. A presente investigação foi realizada numa instituição do nordeste transmontano, em Novembro de 2011, a uma amostra de 26 idosos institucionalizados. Após aprovação da Direcção, foi feita uma reunião de esclarecimento a todos os idosos, os quais decidiram participar voluntariamente. O instrumento de recolha de dados seleccionado foi o formulário, constituído por duas partes: Parte I - variáveis sóciodemográficas dos idosos e das suas famílias; Parte II - escala de APGAR Familiar. Os inquiridos, têm idades compreendidas entre 73 e 92 anos. Relativamente ao género sexual...

A relação da família com o idoso institucionalizado

Marcos, Alipio; Ribas, Belandina; Brás, Manuel; Carvalho, Norberto; Moura, Sandra Cristina Mendo
Fonte: ACES Nordeste Publicador: ACES Nordeste
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
A velhice é um fenómeno biológico, psicológico e cultural, difícil de ser circunscrito. Quando, já não é possível a manutenção dos idosos no seu meio familiar ou social, a institucionalização é a única forma de garantir ao idoso uma vida confortável, respeitando tanto quanto possível a sua independência. O conhecimento da funcionalidade familiar após a institucionalização é importante para o desenvolvimento de estratégias de assistência ao idoso, visto que o suporte familiar contribui de maneira significativa para a manutenção e integridade física e psicológica do indivíduo. Face ao tema em estudo e aos objectivos traçados, optámos por um estudo exploratório, descritivo e transversal, recorrendo ao método quantitativo. A presente investigação foi realizada no Lar de Castelãos, em Novembro de 2011, a uma amostra de 26 idosos institucionalizados. Após aprovação da Direcção do Lar de Castelãos à prossecução do estudo, foi feita uma reunião de esclarecimento a todos os idosos, os quais decidiram participar voluntariamente. O instrumento de recolha de dados seleccionado foi o formulário, constituído por duas partes: Parte I - variáveis sócio demográficas dos idosos e das suas famílias; Parte II - escala de APGAR Familiar. Com a elaboração deste estudo...

Fatores ambientais como coadjuvantes na comunicação e no cuidar do idoso hospitalizado; Environmental factors as supportive components in communication and care for hospitalized elderly; Factores ambientales como coadyuvantes en la comunicación y cuidado de ancianos hospitalizados

Prochet, Teresa Cristina; Silva, Maria Julia Paes da
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Estudo exploratório com abordagem qualitativa desenvolvido com 117 graduandos e profissionais da área da saúde, no interior paulista, com o objetivo de identificar os fatores ambientais que interferem na comunicação do profissional da saúde com o idoso. As respostas puderam ser ordenadas e analisadas em sete agrupamentos: fatores sonoros e vibratórios, decorativos e espaciais, luminosos, cores e texturas, térmicos e ventilatórios, higiênicos e de segurança profissional e sinalizadores visuais. Considera-se que a utilização dos fatores ambientais durante o processo de cuidar seja uma possibilidade efetiva do cuidado, uma vez que interfere no bem estar do idoso, na sua recuperação e no relacionamento entre o binômio profissional-idoso.

Percepção e compreensão de profissionais e graduandos de saúde sobre o idoso e o envelhecimento humano; The perception and understanding of health professionals and undergraduate students regarding aging and the elderly; Percepción y comprensión de profesionales y estudiantes de salud sobre el anciano y el envejecimiento humano

Schimidt, Teresa Cristina Gioia; Silva, Maria Julia Paes da
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Estudo qualitativo desenvolvido com 117 profissionais e graduandos na área da saúde, que participaram da capacitação em comunicação não verbal em gerontologia, com objetivo de identificar a percepção e compreensão de graduandos e graduados da área da saúde, sobre o que é o idoso e o envelhecimento humano. Os resultados sobre o entendimento sobre envelhecimento humano permitiu a construção das categorias: evolução da vida que traz experiências; natural, misteriosa e com experiências acumuladas; perda da alegria e ganho do isolamento; época de valorização do carinho e respeito; etapa inevitável com desgaste, preconceito, limitações e exige atenção; consequência da vida e presença de doenças e processo fisiológico global. Quanto à percepção do idoso, as respostas foram classificadas em positivas, negativas, mistas e neutras. Consideramos que a compreensão do idoso e do envelhecimento foi limitada e pessimista, sendo necessário que tenhamos a consciência de que a visão que se possui interfere na maneira pela qual nos relacionamos.

Vivência de enfermeiros no cuidado do idoso moribundo hospitalizado -a perspectiva fenomenológica; The experience of nurses caring for hospitalized elderly dying patients - a phenomenological perspective

Ojeda Vargas, Ma Guadalupe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
As inquietações por estudar esta temática apreendendo quais significados atribuem os enfermeiros ao cuidar do paciente idoso, hospitalizado, em fase terminal, surgiu a partir de experiências pessoais. Minha inquietação aumentou com a prática profissional, notando que, o pessoal que atendia aos idosos, em fase terminal, em sua maioria, era auxiliar de enfermagem, sem nenhuma formação específca para este cuidado. Assim, ao surgir a oportunidade de ingressar no doutorado em enfermagem, emergiu, novamente, a inquietação que há muitos anos vinha se instalando: O quê significa para a enfermeira o cuidado do idoso, em seu encontro com a morte, no mundo hospitalar? Desta forma, a proposta foi possibilitar que suas experiências, manifestadas por meio do discurso verbal e não verbal, pudessem aproximar-me do mundo que elas habitam nos hospitais e saber quais significados atribuem a esta experiência para propor um novo pensar sobre este cuidado. Tratou-se de um estudo conduzido segundo uma abordagem qualitativa, pertinente às questões muito particulares de um objeto cuja natureza não pode ser quantificada. A investigação foi desenvolvida com enfermeiros que trabalham nos hospitais públicos, na cidade de Celaya, Guanajuato...

Comunicação pública dos serviços de saúde para o idoso: análise da produção e percepção da cartilha 'Viver Mais e Melhor'; Public communications of health services for the elderly: analysis of production and perception of the booklet 'Viver Mais e Melhor' (Live Better and Longer)

Reis, Devani Salomão de Moura
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
O objeto de estudo da tese foi a comunicação pública procedente do Ministério da Saúde e direcionada à população da terceira idade que utiliza os serviços das unidades de saúde, especificamente na cidade de São Paulo; bem como entender as atitudes constitutivas da população idosa que a recebeu. Para tanto examinamos a trajetória, desde seu planejamento até a sua recepção, da cartilha Viver Mais e Melhor. Nossas metas foram analisar a forma e o conteúdo do instrumento; sua adequação ao público alvo; avaliar qualitativamente a efetividade do conteúdo informativo da publicação para o idoso usuário das unidades públicas de saúde e, também, identificar que mídias são consideradas importantes na transmissão de informações sobre saúde, na visão do público alvo, dos técnicos de comunicação e dos técnicos de saúde. Os resultados indicam que a seleção da mídia e os modos de produção da cartilha, pelo Ministério da Saúde, seguiram procedimentos recomendados na Política de Saúde do Idoso. O órgão, em decorrência de precária pesquisa, não considerou adequadamente as especificidades do receptor, ao escolher a forma e o conteúdo das mensagens com o objetivo de contribuir para a melhoria de saúde e qualidade de vida; mas a recepção pelo idoso foi adequada...

Relação entre sobrecarga do cuidador familiar e alterações comportamentais e funcionais do idoso com doença de Alzheimer; Relationship between family caregiver overload and behavioral and functional alterations in elderly individuals with Alzheimer

Storti, Luana Baldin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
A doença de Alzheimer (DA) é a demência mais prevalente entre os idosos, com manifestações como alterações cognitivas, comportamentais e funcionais. A presença de sintomas neuropsiquiátricos é frequente na demência e pode resultar em sofrimento para os pacientes e seus familiares, além de ocasionar sobrecarga para quem cuida. É comum o idoso apresentar DA associada à demência vascular, caracterizando a demência mista (DM). Assim, o objetivo geral deste estudo foi: analisar a relação entre a sobrecarga do cuidador familiar, o desempenho funcional e a presença de sintomas neuropsiquiátricos em idosos com diagnóstico médico de DA ou DM, atendidos em um Ambulatório de Geriatria e Demências de um Hospital Geral Terciário. Trata-se de um estudo quantitativo, não experimental, descritivo, transversal e exploratório, realizado com 96 idosos com DA ou DM e seus respectivos cuidadores familiares. Para a coleta de dados, utilizaram-se um questionário para caracterização dos idosos e de seus cuidadores, o Índice de Katz, a Escala de Lawton e Brody, o Inventário Neuropsiquiátrico (NPI) e a Escala de Sobrecarga do Cuidador. Quanto aos idosos, 68,7% eram mulheres, média de idade 80,8 anos, 50,0%, viúvos(as)...

Percepções de cuidadores familiares sobre o programa de preparo de alta hospitalar ao idoso com acidente vascular cerebral : indicativos à educação em saúde

Cesar, Alessandra Medonça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Um programa de preparo de alta hospitalar, enquanto uma estratégia de Educação em Saúde, pode contribuir para que a família ou o idoso possam dar continuidade aos cuidados no contexto domiciliar, após a alta hospitalar. Assim, este estudo de caráter qualitativo descritivo objetiva analisar a percepção que tem o cuidador familiar de idosos com Acidente Vascular Cerebral (AVC) em relação ao Programa de preparo de alta para o paciente com seqüelas neurológicas de um Hospital Universitário. Após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa da instituição onde foi desenvolvido o presente estudo, foram entrevistados 12 cuidadores familiares de 9 idosos que participaram de tal Programa. As entrevistas foram transcritas e seu conteúdo foi analisado conforme a técnica de análise de conteúdo, emergindo quatro categorias: opinião sobre o programa, adequação das orientações às demandas de cuidados, pontos de melhoria e repercussões do ser cuidador. Assim, sugere-se a implantação de programas similares nos serviços de saúde, bem como o desenvolvimento de estratégias educativas em saúde que contemplem o idoso com AVC e sua família.

Cuidador domiciliar do idoso e o cuidado de si : uma análise através da teoria do cuidado humano de Jean Watson; Elderly home caregiver and self-care : an analysis through Jean Watson’s Human care theory; Cuidador domiciliario del anciano y el cuidado de sí mismo : un análisis a Través de la teoría del cuidado humano de Jean Watson

Schossler, Thaís; Crossetti, Maria da Graça Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Este estudo objetivou conhecer a percepção do cuidador domiciliar do idoso sobre o cuidado de si, através da Teoria do Cuidado Humano de Jean Watson. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo exploratório-descritiva, desenvolvida na Unidade de Saúde da Vila Floresta, com nove cuidadores domiciliares de idosos integrantes do Programa de Assistência Domiciliar. As informações foram coletadas no período de agosto a outubro de 2006, através da entrevista semi-estruturada, cuja análise e interpretação se deu a partir da análise de conteúdo de Bardin, emergindo as seguintes categorias: compartilhar o cuidado ao idoso – uma possibilidade para cuidar de si; descansar, passear, dormir, a gente não tem mais esse direito; presença da família: uma necessidade sentida pelo cuidador domiciliar; (des)equilíbrio do corpo físico e mental, uma resultante percebida no (des)cuidado de si. Conclui-se que o cuidador domiciliar é o principal responsável pelo cuidado ao idoso e que o cuidado de si faz parte da sua realidade.; Este estudio tuvo como objetivo conocer la percepción del cuidador domiciliario del anciano acerca del cuidado de sí mismo, teniendo como base teórica a Jean Watson en su Teoría del Cuidado Humano. La investigación se caracterizó por un abordaje cualitativo...

Avaliação do estado nutricional do idoso hospitalizado

Louro, Carla Alexandra Santos
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese+relatório); 30 cm
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Resumo da tese: A percentagem de pessoas idosas está a aumentar na maioria dos países em todo o mundo, tendo-se mantido constante ao longo das últimas três décadas. O envelhecimento envolve uma sequência de alterações fisiológicas que contribuem para o desenvolvimento de problemas de várias etiologias na população idosa, entre eles a desnutrição. Embora a idade, por si só, não leve necessariamente à desnutrição, existe uma maior propensão para problemas nutricionais no indivíduo idoso, que tende a agravar quando há internamento hospitalar. O MNA (Mini Nutritional Assessment) foi utilizado como instrumento validado para avaliação do estado nutricional, nomeadamente a desnutrição no doente idoso hospitalizado. Neste contexto, o presente trabalho teve como principais objectivos: avaliar o EN na admissão e data de alta hospitalar; relacionar o EN com a proveniência do idoso, com o tempo de internamento e com o grau de severidade da doença; avaliar a relação do tempo de internamento na proveniência e severidade da doença; avaliar o grau de severidade na perda de apetite; analisar eventuais associações entre as diferentes variáveis na admissão; averiguar eventuais diferenças das diferentes variáveis do MNA entre a admissão e a alta hospitalar. Foram incluídos 135 doentes idosos...

Perceção do apoio social versus estado de saúde no idoso no concelho de Mangualde

Correia, Alexandra Fernandes
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 30/04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
A presente dissertação tem como temática “A perceção do apoio social versus estado de saúde dos idosos no concelho de Mangualde”, tendo como principal objetivo empírico verificar a perceção dos idosos em relação à rede do suporte social e do seu estado de saúde. Na sua singularidade, este trabalho pretende abordar o envelhecimento, as políticas sociais e a perceção dos idosos sobre o apoio social e o seu estado de saúde, mas também integrá-los no campo das ciências sociais e sobretudo na sua intervenção social. Nesta perspetiva foi realizada uma investigação empírica para aferir a perceção do idoso sobre o apoio social e o seu estado de saúde, procurando estabelecer relações e perceber os seus significados. As variáveis estudadas são as sociodemográficas e duas de conteúdo: saúde e apoio social, variáveis independentes e dependentes. É um estudo transversal, descritivo, correlacional e de tipo quantitativo. Sendo que o seu desenvolvimento se divide em três partes: a primeira, constituída pela fundamentação teórica, aborda os principais conceitos; a segunda, constituída pela descrição dos procedimentos metodológicos que foram adotados; por fim a última parte apresenta o tratamento...

Construção de tutoriais audiovisuais para o uso da comunidade miOne pelo idoso

Caldas, Catarina; Veloso, Ana Isabel; Antunes, Maria João
Fonte: Faculdades Integradas "Campos Salles" Publicador: Faculdades Integradas "Campos Salles"
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
Considerando o crescente envelhecimento populacional e a proliferação das tecnologias da informação e comunicação (TIC), a disponibilização de meios adequados ao idoso para a apreensão das TIC mostra-se como uma mais-valia. O artigo apresenta a investigação desenvolvida para conceber, planear, realizar e avaliar quatro tutoriais audiovisuais que permitam ao idoso: i) registar-se na comunidade miOne; ii) conhecer a comunidade miOne, através do tutorial Visita à comunidade miOne; iii) saber usar o correio eletrónico da comunidade miOne; e iv) como conversar na comunidade miOne. A comunidade miOne foi construída com e para o idoso no âmbito do projeto SEDUCE. A investigação foi desenvolvida em três fases, cada uma delas recorrendo a umametodologia diferente, exploratória, investigação-ação e avaliação, respetivamente. Na fase exploratória foram reunidos os conceitos fulcrais que permitiram desenvolver na fase de investigação-ação os guiões de voz-off, através da técnica de focus group. Os quatro tutoriais posteriormente realizados foram avaliados por um grupo de idosos, em diferentes categorias e subcategorias. Os resultados apontam para que os tutoriais audiovisuais concebidos para a comunidade miOne são percetíveis para pessoas que utilizem diariamente as TIC. Ressalvando-se que para iniciantes do uso do Computador e da Internet...

Ser idoso hoje

Martins, Rosa
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2008 OTHER
Relevância na Pesquisa
36.76%
O idoso tem sido encarado de formas diferentes ao longo dos tempos e nas diversas culturas. Por exemplo nas sociedades Orientais é-lhe atribuído um papel de dirigente pela experiência e sabedoria. Nas sociedades Ocidentais, apesar de ter sido considerado, até há algum tempo atrás, como um elemento fundamental na sociedade, pelos seus conhecimentos e valores para as populações mais jovens, actualmente tem uma imagem e um papel social quase insignificante, sendo a diminuição das suas capacidades, num contexto de produtividade, um dos factores mais referenciados. Por outro lado, o idoso, por usufruir de reformas e pensões muito baixas, viver muitas vezes em habitações degradadas e ter grandes despesas com a saúde, fica numa posição social muito vulnerável à precariedade económica. O idoso é ainda vulnerável à exclusão social, pela condição de reformado, sem relação com o trabalho e com os colegas, pela dificuldade de comunicação com as gerações mais jovens, pelo isolamento em relação à família, pela perda de autonomia física e funcional e ainda pelas dificuldades da adaptação às novas tecnologias (Sílvia, 2001).

A depressão no idoso

Drago, Susana Margarida Mestre Santos; Martins, Rosa Maria Lopes, orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.76%
A depressão é considerada hoje em dia, um problema de saúde importante que afecta pessoas de todas as idades, levando a sentimentos de tristeza e isolamento social que muitas vezes têm como desfecho o suicídio. Neste sentido, este estudo teve como principal objectivo determinar os níveis de depressão no idoso bem como a influência dos aspectos sócio - demográficos, grau de satisfação com a vida e nível de independência nas actividades básicas de vida diária. A colheita de dados englobou a caracterização sócio - demográfica da amostra; a avaliação do grau de satisfação com a vida em quatro domínios específicos: saúde física, saúde mental, capacidade física e envolvimento social; o nível de dependência nas actividades básicas de vida diária e a depressão no idoso. Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo não experimental (correlacional - preditivo), sendo a amostra não probabilística, seleccionada segundo uma amostragem por conveniência. Participaram nele 119 idosos, com uma média de idades de 78 anos, residentes nos concelhos, de Tavira, Olhão e de Faro, a viver no domicílio ou a frequentar a ACASO – Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão, tanto os residentes no Lar, como em Regime de Centro de Dia. Os resultados verificados indicam que a maioria dos idosos da amostra encontram-se com depressão ligeira. Aspectos sócio - demográficos como o género...

Análise da produção científica sobre o idoso na REBEn

Rocha,Francisca Cecília Viana; Brito,Cleidiane Maria Sales de; Luz,Maria Helena Barros Araújo; Figueiredo,Maria do Livramento Fortes
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Pesquisa bibliográfica que objetivou analisar a produção científica sobre o idoso na Revista Brasileira de Enfermagem, no período de 2000 a 2006. Foram utilizadas bases de dados bibliográficos com os seguintes descritores: idoso, enfermagem, gerontologia. Analisou-se dezoito artigos científicos. Em 2004 ocorreu o maior número de publicações. Quanto à titulação dos autores dos artigos, a maioria teve a participação de doutores, a maioria desta produção concentrou-se na região sudeste com abordagem qualitativa e preponderância do cenário hospitalar. A produção científica de Enfermagem sobre idoso mostrou-se inicial, recente e relevante.

Necessidades de saúde do idoso: perspectivas para a enfermagem

Lima,Cristina Alves de; Tocantins,Florence Romjin
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Este estudo apresenta como temática central as necessidades de saúde do idoso. Tem como objetivos: compreender as expectativas do idoso que experiencia ações de enfermagem na atenção básica e apontar as necessidades do idoso neste contexto. Foi desenvolvido mediante a abordagem teórico-metodológica da fenomenologia social de Alfred Schutz. Utilizou-se a entrevista fenomenológica junto a idosos tendo como questão central: quais são as suas expectativas com relação à enfermagem? Emergiram como categorias do vivido: Encontrar o outro (humano) na atitude da enfermagem e estabelecer relações com outras pessoas. O estudo aponta para a importância das ações denominadas não técnicas da enfermagem como necessidade de saúde.

Cuidados domiciliares ao idoso que sofreu Acidente Vascular Cerebral

Pedreira,Larissa Chaves; Lopes,Regina Lúcia Mendonça
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
O objetivo foi identificar a produção do conhecimento sobre acidente vascular cerebral no idoso cuidado no domicílio. Estudo bibliográfico cuja coleta foi através dos resumos datados de 1997 a 2007, nos bancos de dados LILACS e SciELO. Utilizou-se como descritores: assistência domiciliar, idoso e acidente cerebrovascular. Foram encontradas 52 referências no LILACS, nove na SciELO Brasil e três no SciELO Cuba. A maioria dos trabalhos foi realizada em 2000. Quanto ao método, pesquisas com abordagem qualitativa predominaram, Sendo o tema principal relacionado ao cuidador, aspectos clínicos e epidemiológicos da doença. Observou-se que esse conhecimento está sendo solidificado no Brasil e temas importantes relacionados à pessoa sujeita dos cuidados e a violência domiciliar ao idoso são pouco explorados.

Fatores ambientais como coadjuvantes na comunicação e no cuidar do idoso hospitalizado

Prochet,Teresa Cristina; Silva,Maria Julia Paes da
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Estudo exploratório com abordagem qualitativa desenvolvido com 117 graduandos e profissionais da área da saúde, no interior paulista, com o objetivo de identificar os fatores ambientais que interferem na comunicação do profissional da saúde com o idoso. As respostas puderam ser ordenadas e analisadas em sete agrupamentos: fatores sonoros e vibratórios, decorativos e espaciais, luminosos, cores e texturas, térmicos e ventilatórios, higiênicos e de segurança profissional e sinalizadores visuais. Considera-se que a utilização dos fatores ambientais durante o processo de cuidar seja uma possibilidade efetiva do cuidado, uma vez que interfere no bem estar do idoso, na sua recuperação e no relacionamento entre o binômio profissional-idoso.

Papel da autonomia na auto-avaliação da saúde do idoso

Fonseca,Maria das Graças Uchôa Penido; Firmo,Josélia Oliveira Araújo; Loyola Filho,Antônio Ignácio; Uchôa,Elizabeth
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
OBJETIVO: Compreender os significados atribuídos à auto-avaliação da saúde do idoso. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo qualitativo, realizado com 17 idosos (> 70 anos) de ambos os sexos residentes em Bambuí, MG, em 2008. Foi utilizada abordagem antropológica baseada no modelo de signos, significados e ações que relaciona ações individuais, códigos culturais e contexto macrossocial. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas centradas na auto-avaliação da saúde, descrição de saúde "boa" e saúde "ruim" e nos critérios utilizados pelos idosos na auto-avaliação da saúde. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A idéia organizadora dos relatos vincula a autoavaliação da saúde do idoso às lógicas "participar da vida" e "ancoragem à vida". A primeira tem a autonomia como fio condutor, englobando as seguintes categorias: permanecer ativo dentro das capacidades funcionais instrumentais avançadas, ser dono da própria vida (como oposição a ser dependente), ser capaz de resolver problemas e poder agir como desejar. A segunda lógica unifica as seguintes categorias: capacidade de interação, estar engajado em relações significativas e poder contar com familiares, amigos ou vizinhos. CONCLUSÕES: A saúde é entendida pelos idosos como ter autonomia no exercício de competências funcionais demandadas pela sociedade...