Página 8 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Cuidado integral da saúde do idoso

Universidade Aberta do SUS da Universidade de Brasília - UNA-SUS/UnB
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
O presente módulo busca promover a integração dos profissionais das equipes de Saúde da Família para a prestação da assistência aos pacientes, reconhecendo a importância de manter e restaurar o estado funcional e a qualidade de vida do idoso, no âmbito da Atenção Básica/Estratégia Saúde da Família. É composto por quatro lições que englobam o processo de envelhecimento; grupos de convivência; práticas de cuidado integral à saúde do idoso nas UBS e saúde da família; violência – Estatuto do Idoso e redes de apoio social; relações familiares; cuidados em gerontologia e prevenção de acidentes; assistência domiciliar; atenção ao cuidador; os cinco Is da geriatria (iatrogenia, imobilidade, instabilidade, incontinência e insuficiência das funções cognitivas) condições crônicas de saúde; alterações na acuidade visual e auditiva; sexualidade do idoso e cuidados paliativos assistência ao óbito em domicílio.; Fundo Nacional de Saúde - FNS

Saúde do idoso: enfermagem

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto no formato PDF. 104 páginas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Neste módulo, iremos discutir e refletir sobre a atenção à saúde do idoso no âmbito da atenção básica com o intuito de instrumentalizar o trabalho dos profissionais da equipe saúde da família para assistir essa população específica com ênfase na promoção da saúde, incluindo políticas direcionadas ao idoso no Brasil e no mundo, papel dos membros da equipe de saúde da família no planejamento de ações e avaliação de riscos em saúde do idoso, bem como as ações da clínica e do cuidado relacionados aos principais agravos de saúde, e de forma integral e personalizada, considerando seu contexto social, cultural, econômico e político e determinantes de saúde.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS

Saúde do idoso: medicina

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto no formato PDF. 112 páginas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Neste módulo, iremos discutir e refletir sobre a atenção à saúde do idoso no âmbito da atenção básica com o intuito de instrumentalizar o trabalho dos profissionais da equipe saúde da família para assistir essa população específica com ênfase na promoção da saúde, incluindo políticas direcionadas ao idoso no Brasil e no mundo, papel dos membros da equipe de saúde da família no planejamento de ações e avaliação de riscos em saúde do idoso, bem como as ações da clínica e do cuidado relacionados aos principais agravos de saúde, e de forma integral e personalizada, considerando seu contexto social, cultural, econômico e político e determinantes de saúde.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS

Saúde do idoso: odontologia

Xavier, André Junqueira; Mello, Ana Lúcia; Martini, Jussara Gue; Botelho, Lúcio José
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto no formato PDF. 98 páginas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Neste módulo, iremos discutir e refletir sobre a atenção à saúde do idoso no âmbito da atenção básica com o intuito de instrumentalizar o trabalho dos profissionais da equipe saúde da família para assistir essa população específica com ênfase na promoção da saúde, incluindo políticas direcionadas ao idoso no Brasil e no mundo, papel dos membros da equipe de saúde da família no planejamento de ações e avaliação de riscos em saúde do idoso, bem como as ações da clínica e do cuidado relacionados aos principais agravos de saúde, e de forma integral e personalizada, considerando seu contexto social, cultural, econômico e político e determinantes de saúde.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS

A violência contra o idoso: análise a partir dos dados da central judicial do idoso – cji 2012 - 2013

Ferreira, Glaudeth Rêgo dos Santos
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Esta pesquisa teve como objetivo analisar a violência praticada contra os idosos no Distrito Federal. Para isso usou-se o método qualiquantitativo analisando-se os dados da Central Judicial do Idoso dos anos de 2012 e 2013. Os resultados indicaram que as denúncias de crimes contra os idosos aumentaram de 298 casos em 2012 para 417 em 2013, um aumento significativo de 28, 53%. Constatou-se também que o âmbito onde mais acorre a violência é dentro da própria residência e os principais autores são os filhos. A violência mais praticada contra o idoso de acordo com a pesquisa da CJI é a psicológica, representando 31,81% dos casos. No que se refere aos encaminhamentos, nota-se um aumento das demandas para o Serviço Social demonstrando que os idosos têm procurado cada vez esse atendimento. Daí a importância do trabalho do Assistente Social na defesa e garantia dos direitos dos idosos.; Serviço Social

A violência contra o idoso: análise a partir dos dados da Central Judicial do Idoso – CJI 2012 – 2013.

Ferreira, Glaudeth R. dos Santos
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Esta pesquisa teve como objetivo analisar a violência praticada contra os idosos no Distrito Federal. Para isso usou-se o método qualiquantitativo analisando-se os dados da Central Judicial do Idoso dos anos de 2012 e 2013. Os resultados indicaram que as denúncias de crimes contra os idosos aumentaram de 298 casos em 2012 para 417 em 2013, um aumento significativo de 28, 53%. Constatou-se também que o âmbito onde mais acorre a violência é dentro da própria residência e os principais autores são os filhos. A violência mais praticada contra o idoso de acordo com a pesquisa da CJI é a psicológica, representando 31,81% dos casos. No que se refere aos encaminhamentos, nota-se um aumento das demandas para o Serviço Social demonstrando que os idosos têm procurado cada vez esse atendimento. Daí a importância do trabalho do Assistente Social na defesa e garantia dos direitos dos idosos.; Serviço Social

A violência contra o idoso: análise a partir dos dados da Central Judicial do Idoso – CJI 2012 – 2013.

Ferreira, Glaudeth R. dos Santos
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Esta pesquisa teve como objetivo analisar a violência praticada contra os idosos no Distrito Federal. Para isso usou-se o método qualiquantitativo analisando-se os dados da Central Judicial do Idoso dos anos de 2012 e 2013. Os resultados indicaram que as denúncias de crimes contra os idosos aumentaram de 298 casos em 2012 para 417 em 2013, um aumento significativo de 28, 53%. Constatou-se também que o âmbito onde mais acorre a violência é dentro da própria residência e os principais autores são os filhos. A violência mais praticada contra o idoso de acordo com a pesquisa da CJI é a psicológica, representando 31,81% dos casos. No que se refere aos encaminhamentos, nota-se um aumento das demandas para o Serviço Social demonstrando que os idosos têm procurado cada vez esse atendimento. Daí a importância do trabalho do Assistente Social na defesa e garantia dos direitos dos idosos.; Serviço Social

Estatuto do idoso: avanços com contradições; Texto para Discussão (TD) 1840: Estatuto do idoso: avanços com contradições; Status of the elderly: advances with contradictions

Camarano, Ana Amélia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
O artigo discute avanços e contradições de algumas ações propostas pelo Estatuto do Idoso, considerando que, em 2013, este completará dez anos. Tem como objetivo principal regular os direitos das pessoas idosas em múltiplas esferas e dimensões. Apresenta em uma única e ampla peça legal muitas das leis e políticas previamente aprovadas. Incorpora novos elementos e enfoques, dando um tratamento integral ao estabelecimento de medidas que visam proporcionar o bem-estar dos idosos, com uma visão de longo prazo. A essência do Estatuto está nas normas gerais que dispõem sobre a “proteção integral” aos idosos. Afirma que estes gozam de todos os direitos inerentes à pessoa humana e que o envelhecimento é um direito personalíssimo e a sua proteção, um direito social. Os principais direitos estabelecidos são: direito à vida, à proteção, à saúde, ao trabalho, à previdência social, à educação, à cultura, ao lazer, à moradia e ao voto. Muito embora as leis aprovadas no estatuto signifiquem grandes avanços no sentido de políticas sociais de inclusão dos idosos, não foram estabelecidas prioridades para a sua implementação nem fontes para o seu financiamento. Por isso, os custos de algumas das medidas propostas estão sendo divididos com a sociedade...

SUPORTE NUTRICIONAL NO PACIENTE IDOSO: DEFINIÇÃO, DIAGNÓSTICO, AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO; NUTRITIONAL SUPPORT IN GERIATRIC PATIENTS: DEFINITION, DIAGNOSIS, ASSESSMENT AND THERAPEUTIC

Marchini, Júlio Sérgio; Ferriolli, Eduardo; Moriguti, Julio Cesar
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/1998 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Atualmente, vem ocorrendo um aumento importante no número de pacientes idosos submetidos a internação hospitalar, mantidos em casas de repouso ou atendidos em regime ambulatorial, cujo estado nutricional pode ser considerado crítico. Assim, é fundamental que as alterações próprias do envelhecimento sejam o mais precocemente possível diferenciadas dos sinais clínicos de desnutrição. Um alto grau de suspeita clínica de pacientes idosos desnutridos, e que, conseqüentemente, necessitam de terapêutica nutricional, pode ser obtido por meio da história clínica, exame físico e dados laboratorias apropriados. A má nutrição que ocorre no idoso pode ser devida às alterações fisiológicas do envelhecimento, às condições sócio-econômicas, às doenças e à interação entre nutrientes e medicamentos. Assim sendo, as principais causas de má nutrição podem ser catalogadas como secundárias ao envelhecimento, menor rendimento econômico, isolamento, a morte de entes queridos, doenças e outros fatores relacionados. Como resultado, o idoso apresenta sério comprometimento do estado geral e uma maior morbidade e mortalidade em geral. A intervenção nutricional utiliza nutrientes, como fármacos, visando o tratamento de doenças. Por fim...

TRAUMA NO IDOSO; TRAUMA IN ELDERLY

Hirano, Elcio S.; Fraga, Gustavo Pereira; Mantovani, Mario
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
A ocorrência de trauma no idoso vem crescendo de forma significativa, mediante ao crescimento desta população. Atualmente, o estilo de vida mais ativa do idoso eleva a exposição ao risco de acidentes. Além desse fator, o próprio envelhecimento fisiológico contribui: diminuição da acuidade visual, diminuição da audição, uso de medicações, doenças associadas e marcha lentificada. Outros sistemas orgânicos também possuem diminuição de suas funções: renal, pulmonar, cardiovascular, osteomuscular e endócrino. A queda é o mecanismo de lesão mais freqüente, seguido por atropelamento. Após o trauma o idoso possui uma decadência na sua qualidade de vida, não conseguindo retornar plenamente ao seu estado inicial. A prevenção por meio da redução de exposição aos riscos de trauma é a melhor ferramenta para diminuir a morbidade e mortalidade. Qualquer mínima alteração dos parâmetros fisiológicos pode ser indício de uma lesão potencialmente letal. Portanto, a abordagem inicial do idoso traumatizado deve ser realizada com maior atenção e rigorosamente monitorizada.; The occurrence of trauma in the elderly is growing significantly due to the increase of number of this population. Currently, the more active lifestyle of the elderly leads them to be more exposed to the risk of accidents. Besides that...

O Idoso em Contexto Rural: o Exemplo do Concelho de Penela

Marmé, Sara Margarida Rasteiro Rodrigues
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a população com mais de 60 anos, a nível mundial, aumentará cerca de 22%, isto no horizonte até 2050. Em Portugal, embora este fenómeno abranja todo o território, é nas áreas rurais e sobretudo de interior que este mais se faz sentir. Como consequência deste fenómeno, surge o agravamento de um outro problema social muito evidente em Portugal que se prende com a exclusão social. Este problema social impede a população com mais de 60 anos de participar ativamente na vida cívica, quer porque a situação económica não lho permite quer porque apresenta uma mobilidade física reduzida. Numa tentativa de minimizar o impacto negativo, as políticas públicas introduziram um novo conceito designado por “inclusão social”. Este conceito tem como principal objetivo garantir às pessoas em risco ou socialmente debilitadas o acesso aos recursos necessários que permitam envelhecer de forma saudável, com a qualidade de vida a que têm direito. É com base nestes pressupostos que se pretende enfatizar o papel do idoso na sociedade em que vivemos, sobretudo nas áreas rurais, através de uma abordagem que integra as escalas Europeia, Nacional e Concelhia. Importante também será compreender o comportamento e a forma como se relaciona com o território que o circunda...

Perfil do familiar cuidador de idoso fragilizado em convívio doméstico da grande Região do Porto, Portugal; Perfil del familiar cuidador de anciano fragilizado en convivencia doméstica en la gran Región de Porto, Portugal; Profile of the caregiver of dependent elderly family members in a home environment in the city of Porto, Portugal

Pimenta, Graça Maria Ferreira; Costa, Maria Arminda da Silva Mendes Carneiro da; Gonçalves, Lucia Hisako Takase; Alvarez, Ângela Maria
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
Estudo descritivo com o objetivo de caracterizar o perfil do familiar cuidador, cujo método foi a aplicação dos instrumentos QPFC e WHOQOL-Bref da OMS a uma amostra de 120 familiares cuidadores de idosos dependentes, representantes da população referida de três Centros de Saúde da Região do Porto, Portugal. Os dados foram coletados durante o período de 01/2005 a 03/2005. Destacou-se, como cuidador principal, a mulher na idade em torno de 55 anos, que tem aos seus encargos, além do idoso, outros dependentes da família. As circunstâncias de cuidado, sejam pelas necessidades do idoso, ou requerimentos familiares, impunham conseqüências negativas à vida e à saúde. Contudo, ao mesmo tempo, esses cuidadores manifestavam suas percepções e sentimentos positivos da sensação confortadora, da dignificação de suas vidas, ao assumirem o papel de cuidador do idoso. Em conclusão, como enfermeiros, é essencial considerar o binômio cuidador e idoso dependente, pois exige atenção especial de cuidados da vida e saúde por parte dos serviços de saúde.; Estudio descriptivo con el objetivo de caracterizar el perfil del familiar cuidador y cuyo método fue la aplicación de los instrumentos: QPFC e WHOQOL-Bref de la OMS a una muestra de 120 familiares cuidadores de ancianos dependientes...

PERCEPTION OF NURSES ON THE PRESENCE OF A COMPANION TO THE HOSPITALIZED ELDERLY; PERCEPCIÓN DE LAS ENFERMERAS SOBRE LA PRESENCIA DEL ACOMPAÑANTE EN LA INTERNACIÓN HOSPITALAR DEL ANCIANO; PERCEPÇÃO DAS ENFERMEIRAS SOBRE A PRESENÇA DO ACOMPANHANTE NA INTERNAÇÃO HOSPITALAR DO IDOSO

Mendes, Juliana; Maftum, Mariluci Alves; Lacerda, Maria Ribeiro; Mantovani, Maria de Fátima
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Pesquisa qualitativa e exploratória desenvolvida no Centro de Terapia Semi-Intensiva de um Hospital Público de Ensino de Curitiba, em 2008, com o objetivo de conhecer como o enfermeiro percebe a presença do acompanhante no cuidado de enfermagem ao idoso internado. Participaram da pesquisa sete enfermeiras, e os dados foram coletados mediante entrevista semiestruturada e apresentados em categorias. Evidenciou-se, pela percepção dos sujeitos, que o acompanhante deveria permanecer com o idoso durante o período de internação por ser agente facilitador do cuidado, entretanto foram relatadas dificuldades com relação ao espaço físico para sua acomodação. O abandono foi expresso como obstáculo à continuidade do cuidado após a alta hospitalar. Concluiu-se que, para o cuidado integral ao idoso há necessidade de a equipe de enfermagem introduzir o acompanhante nos cuidados, no sentido de favorecer seu preparo e treinamento, com vistas à continuidade do cuidado ao idoso no domicílio.; A qualitative and exploratory study was developed at the Center for Semi-Intensive Therapy in a Public Teaching Hospital of Curitiba...

The profile of elderly people assisted in an ambulatory university service; El perfil del anciano asistido en el servicio universitario dispensarial; O perfil do idoso assistido em serviço universitário ambulatorial

Marino, Jacira Guiro; UFPE; Leal, Márcia Carrera Campos; UFPE; Marques, Ana Paula de Oliveira; UFPE; da Rocha, Enivaldo Carvalho; UFPE; Mendes, Paula Tiyemi Shinozaki; UFPE
Fonte: Editora da UFPR Publicador: Editora da UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Objetivos: Elaborar un banco de datos de los ancianos asistidos en el Núcleo de Atenção ao Idoso – NAI/UFPE; identificar el perfil del anciano en función de variables sociales demográficas y de la salud; evaluar elresultado obtenido en un Micro Examen del Estado Mental (MEEM). Metodología: pesquisa de naturalezade exploración descriptiva que consistió en el análisis de 1194 relatos escritos de los ancianos participantesentre los años de 2000 y 2004. Resultados: Con relación a la distribución por género, 23,4% de los ancianosson del sexo masculino y 76,6% del femenino. En relación a la escolaridad 60% tenían menos de cuatroaños de estudio. El número de viudas (38%) fue tres veces mayor que el de los viudos (12%). Los registrosclínicos más prevalentes sobre la salud de los ancianos fueron: problema de visión, hipertensión arterial,antecedente quirúrgico, dislipidemía, vértigo, catarata, fractura del hueso, reacción alérgica y sedentarismo.El desarrollo en el Micro Examen del Estado Mental presentó una media 24 (DP = 3,7) y mediana 23,5.Destacase que 4...

THE SOCIAL REPRESENTATION OF THE FAMILIAR BOND BY THE SENIOR; LA REPRESENTACIÓN SOCIAL DEL VINCULO FAMILIAR POR EL ANCIANO; A REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO VÍNCULO FAMILIAR PELO IDOSO

Cubas, Márcia Regina; Lisboa, Maria do Carmo; Chaves, Maria Heloísa Madruga
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
The bond established between the senior citizens and the other members of family facilitates or not family relationships and the calm passage through this vital cycle. The representations of aging process in a familiar bond context in the view of the senior citizen strengthen the assistance given to the senior citizen and the family. The objective of this study is to present the senior citizens group speech about familiar bond in the aging process. It is a qualitative research whit social approach, using the “Speech of the Collective Citizen” methodology tool. A group of eight senior citizens from metropolitan region of Curitiba/Pr were the subjects of the research. The senior citizen reports the family as a vital human structure. Recognizes that the family is in constant crisis and its concept goes beyond blood bonds; he/she is worried about the family survival; violence and “institutionalization” are pointed out, the first one does not have a negative connotation if it’s seen as an originator of bonds and second deserves further discussion given the complexity of the subject that still is considered a taboo. It is imperative to affirm that working with family involves seen it as a continuous process...

O conforto do doente idoso crónico em contexto hospitalar: contributos para uma revisão sistemática da literatura

Ribeiro,Patrícia Cruz Pontífice Sousa Valente; Costa,Maria Arminda Mendes
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
Este artigo constitui o relatório de um estudo com contributos para uma revisão sistemática da literatura (RS), centrado na temática do conforto na prática de cuidados de enfermagem ao doente idoso crónico hospitalizado. Diretamente relacionado com o fenómeno de conforto do doente idoso crónico hospitalizado, não se encontrou qualquer trabalho em contexto nacional, verificando-se a existência de poucos trabalhos de investigação em contexto internacional, em amostras de doentes ou prestadores de cuidados/enfermeiros que procuram perceber as perspetivas/vivências dos diferentes atores. O objetivo é determinar a melhor evidência disponível relativamente ao processo de conforto - estrutura, construção e resposta do conforto - do doente idoso crónico hospitalizado - incluindo como participantes doentes idosos e enfermeiros/prestadores de cuidados, divulgando assim aspetos fundamentais da literatura. Na condução desta RS foi utilizada a metodologia PI[C]OD e a técnica de análise e integração de dados por metasumário. Foram identificados apenas quatro estudos, cujos achados foram analisados e sintetizados. Embora os achados revelem algumas pistas, não são suficientemente conclusivos e específicos para dar resposta à questão central do estudo. Recomenda-se o desenvolvimento de investigação que possibilite a compreensão da natureza do processo de conforto do doente idoso com vivência de uma situação crónica num contexto situacional de hospitalização.

A formação de profissionais para a atenção integral à saúde do idoso: a experiência interdisciplinar do NAI - UNATI/UERJ

Motta,Luciana Branco da; Caldas,Célia Pereira; Assis,Mônica de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
A capacitação de profissionais para atuar na área de envelhecimento e saúde do idoso é uma das ações prioritárias da política nacional do idoso no Brasil, em função do acelerado envelhecimento populacional do país. O Núcleo de Atenção ao Idoso, serviço do Hospital Universitário Pedro Ernesto, vinculado à Universidade Aberta da Terceira Idade/UERJ, desenvolve programa de ensino nesta área, a partir da experiência assistencial, tendo como eixo a integralidade da atenção e o trabalho interdisciplinar. O programa inclui modalidades de ensino em nível de residência, especialização, treinamento profissional e estágio de graduação. A programação teórica inclui um curso de Introdução à Saúde do Idoso, comum às diversas áreas profissionais. A capacitação teórica e prática específica é coordenada pelos preceptores das respectivas áreas. As atividades práticas ocorrem em diferentes cenários, incluindo o acolhimento, a promoção da saúde, a atenção ambulatorial, a hospitalar e a de longa permanência. A interdisciplinaridade é um exercício contínuo que supõe abertura a estratégias inovadoras. A experiência representa uma contribuição à demanda social crescente de capacitação profissional em um modelo de atenção comprometido com princípios do SUS e com o cuidado integral.

A configuração do trabalho da enfermeira na atenção ao idoso na Estratégia de Saúde da Família

Pinheiro,Gleide Magali Lemos; Alvarez,Angela Maria; Pires,Denise Elvira Pires de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
Este artigo teve como objetivo descrever a configuração do trabalho da enfermeira com o idoso na Estratégia de Saúde da Família (ESF), destacando as ações nas quais se concentram a sua atuação. Caracterizou-se como um estudo exploratório-descritivo de natureza qualitativa que teve como informantes enfermeiras que atuam na ESF do município de Florianópolis/SC. As informações foram coletadas por meio da entrevista narrativa e os resultados foram submetidos à técnica de Análise de Conteúdo, originando três categorias temáticas e suas respectivas subcategorias: O cuidado individual: a consulta de enfermagem com o idoso; O cuidado coletivo: a atuação em grupos; e, O Cuidado no domicílio: a visita como espaço de atuação. Os resultados mostram que o trabalho da enfermeira na promoção da saúde do idoso na ESF vem estruturando-se com as demandas que emergem no cotidiano da população, apresentando algumas contradições em relação ao modelo de atenção em curso, situação que a coloca diante do desafio de revisar suas práticas e repensar os modos de operar o trabalho na atenção ao idoso, com vistas a desenvolver instrumentos e metodologias fundamentados em conhecimentos políticos e socialmente instituídos no intuito de conquistar e demarcar seu espaço de atuação no campo da saúde coletiva.

A prescrição medicamentosa sob a ótica do paciente idoso

Teixeira,Jorge Juarez Vieira; Lefèvre,Fernando
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
INTRODUÇÃO: Os medicamentos modernos beneficiam em muito os pacientes idosos, porém seu uso por esse grupo etário apresenta maior risco. Os idosos são particularmente vulneráveis, utilizam múltiplos medicamentos e, conseqüentemente, apresentam mais reações adversas. O objetivo do estudo foi identificar a relação do paciente idoso com a prescrição de medicamentos. MÉTODOS: Desenvolveu-se um estudo descritivo de corte qualitativo mediante entrevistas semi-estruturadas, numa amostra intencional de 30 pacientes idosos, residentes da região urbana de Maringá, PR. Empregou-se a técnica de análise temática de discurso, utilizando-se três figuras metodológicas -- a Idéia Central, as Expressões-chave e o Discurso do Sujeito Coletivo. RESULTADOS: O consumo médio de medicamentos por idoso foi de 3,6 num intervalo entre 1 a 8. As idéias centrais apresentadas pelos sujeitos coletivos foram: consigo tomar sozinho; alguém me ajuda; eu tomo mais tarde; eu nunca esqueço; tem que ir no médico; nunca fez mal; eu costumo; às vezes eu leio, às vezes não; eu sempre dei um jeito de compra; já deixei. CONCLUSÕES: Formas mais eficientes para o seguimento da terapia instituída e o acompanhamento farmacoterapêutico do paciente idoso devem ser investigados.

UNIVERSIDADES ABERTAS A TERCEIRA IDADE: delienando um novo espaço educacional para o idoso

Oliveira, Rita de Cássia da Silva; Scortegagna, Paola Andressa; Oliveira, Flávia da Silva
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Atualmente um dos grandes desafios da sociedade mundial é o envelhecimento da população que tem provocado mudanças significativas no desenho demográfico apresentando diferentes demandas para esta parcela da população que cresce vertiginosamente. As universidades enquanto instituições  baseadas nos tripé de ensino, pesquisa e extensão oportunizam diferentes intervenções na área da educação, Este artigo resulta de uma pesquisa bibliográfica sobre a temática, sob o recorte da educação. Tem como objetivo refletir sobre a educação para o idoso, a educação permanente, uma revisão histórica sobre o surgimento das atividades educacionais voltadas para os idosos na sociedade brasileira. Objetiva também a explanação sobre o surgimento da gerontologia como ciência e área de estudo/pesquisa; aborda a história da criação e implementação da Universidade Aberta para a Terceira idade (UATI) na Universidade Estadual de Ponta Grossa, explicitar os objetivos e a estrutura da UATI enquanto Programa extensionista na UEPG. A UATI/UEPG oferece diferentes atividades aos idosos, distribuídas em quatro grandes eixos: saúde, nutrição e qualidade de vida; educação, cultura e arte; educação, esporte e lazer; direito...