Página 8 dos resultados de 944 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Especialização fisiológica de Puccinia triticina no Brasil em 2002

Chaves,Márcia S.; Barcellos,Amarilis L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
A ferrugem da folha é uma das principais doenças que afetam a cultura do trigo (Triticum aestivum). Nas regiões tritícolas da Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Bolívia têm ocorrido todos os anos epidemias da moléstia, as quais podem ocasionar perdas de até 50% no rendimento de grãos de cultivares suscetíveis, se não for efetuado controle com fungicidas. No Chile, a importância da moléstia tem aumentado, especialmente em cultivares de trigo de inverno. Na maior parte dessa região o patógeno está presente durante todos os meses do ano, o que favorece o surgimento precoce da moléstia, o desenvolvimento de epidemias, e a seleção e fixação de novas raças, sendo freqüente a superação da resistência em cultivares comerciais. O objetivo deste trabalho foi identificar as raças do fungo causador da ferrugem da folha do trigo que ocorreram no Brasil durante a safra de 2002 e determinar sua freqüência, distribuição geográfica e alterações de virulência. Foram identificadas 38 combinações de virulência, agrupadas em 12 raças distintas, de acordo com o sistema brasileiro. Esse conjunto representa um grande espectro de virulência, abrangendo todos os genes da série diferencial, embora a Lr16 e Lr21 a virulência tenha se expressado em nível intermediário. Duas novas combinações de virulência foram identificadas...

Progresso de doenças fúngicas e correlação com variáveis climáticas em mamoeiro

Suzuki,Márcio Shiguero; Zambolim,Laércio; Liberato,José Ricardo
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Avaliou-se o progresso de doenças fúngicas do mamoeiro e os efeitos dos fatores climáticos em três áreas experimentais: 1- área de produção de mamão conduzida no sistema convencional, que recebeu irrigação por gotejamento; 2- área de produção de mamão conduzida no sistema convencional, que recebeu irrigação por aspersão; 3- área de produção de mamão cultivada no sistema orgânico, com irrigação por microaspersão. Na área 1 foram avaliados três sistemas diferentes de condução: 1) sem a aplicação de fungicidas e sem sanitização das plantas (testemunha sem sanitização); 2) sem a aplicação de fungicidas e com sanitização das plantas (testemunha com sanitização); e 3) com a aplicação de fungicidas para o controle de doenças foliares e sem sanitização (padrão do produtor). Em cada sistema de condução foram demarcadas quatro parcelas (repetições) com 20 plantas, sendo 10 plantas consideradas úteis. Foram avaliadas a incidência e a severidade da mancha-de-ascoquita, pinta-preta e do oídio como doenças foliares. Nos frutos, após a colheita foram avaliadas as incidências da antracnose, mancha-chocolate e podridão-peduncular. As epidemias da mancha-de-ascoquita ocorrem em temperaturas variando de 15 ºC a 20 ºC; para a pinta-preta as condições favoráveis ao desenvolvimento de epidemias foi temperatura variando de 25 ºC a 30 ºC e umidade relativa variando de 80 % a 100 %...

Evaluación de barreras vegetales en el manejo integrado de la mancha anular del papayo (PRSV-P) en Michoacán, México

Rivas-Valencia,Patricia; Mora-Aguilera,Gustavo; Téliz-Ortiz,Daniel; Mora-Aguilera,Antonio
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 ES
Relevância na Pesquisa
16.77%
El efecto de barreras vegetales como componente de un programa de manejo integrado (MI), se validó y adaptó en 1999 en Michoacán, México, para controlar la Mancha Anular del Papayo, enfermedad causada por el Papaya ringspot potyvirus type-P (PRSV-P). Se estableció un experimento en parcelas divididas con dos factores experimentales: barreras vegetales (Hibiscus sabdariffa), y componentes de MI: MI sin aspersión de citrolina (1.5%) (MI-A), MI sin eliminación de plantas con síntomas iniciales de virosis antes de floración (MI-D) y MI. Las barreras vegetales sembradas 20 días antes del trasplante del papayo y el desplante retrasaron en 19 días el inicio del progreso de epidemias en el MI lo que resultó en una mayor producción (14.2%) que el resto de tratamientos, aunque fue superado por MI-A en vigor (4% en diámetro de tallo). La citrolina fue fitotóxica, disminuyó el vigor de plantas (5.3%) y no limitó significativamente el desarrollo de la enfermedad ya que la intensidad de las epidemias (X0 = 47días, Yf = 84% y ABCPE = 3220% días) fue similar al testigo. El uso de barreras vegetales por si sola aparentemente no es suficiente para la reducción de la incidencia y dispersión de la enfermedad. Los áfidos más abundantes...

A doença meningocócica em São Paulo, Brasil, no século XX: características epidemiológicas

Moraes,José Cássio de; Barata,Rita Barradas
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Este estudo analisa o comportamento epidemiológico da doença meningocócica na cidade de São Paulo, Brasil, ao longo do século XX. Utilizando dados de prontuários, atestados de óbito e do sistema de vigilância epidemiológica os autores descrevem a tendência secular da doença, sua variação sazonal, a distribuição espacial e por idade e sexo. A tendência secular mostra incidência constante nos períodos endêmicos, interrompida pela presença de epidemias. As quatro epidemias registradas durante o século XX ocorreram em momentos de graves perturbações sociais e foram produzidas pelos sorogrupos A, A e C, e B e C. A variação sazonal com exacerbação no outono/inverno mantém-se constante durante todo o século. A distribuição espacial acompanha os deslocamentos da população pobre no espaço urbano. A distribuição por idade e sexo mantém-se inalterada em todos os períodos endêmicos, mostrando maior risco entre os menores de um ano e decréscimos acentuados à proporção que aumenta a idade. Os períodos epidêmicos, com exceção do último, mostram alteração significante na distribuição etária, com aumento do risco entre jovens e adultos jovens, e ocorrência de casos em todas as faixas etárias.

Dengue: inquérito populacional para pesquisa de anticorpos e vigilância virológica no Município de Campinas, São Paulo, Brasil

Lima,Virgília Luna Castor de; Rangel,Osias; Andrade,Valmir Roberto; Silveira,Naoko Yanagizawa Jardim da; Oliveira,Susely Salviano de; Figueiredo,Luiz Tadeu M.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Estudou-se a epidemiologia do dengue no Município de Campinas, São Paulo, Brasil, por meio de um inquérito populacional aleatório realizado em 1998, visando à detecção dos níveis de anticorpos para dengue, e de dados de vigilância epidemiológica do período de 1996 a 2003, com ênfase na vigilância virológica. Foram coletadas 1.260 amostras, por meio de punção digital, utilizando-se papel de filtro, sendo as amostras testadas pelo teste imunoenzimático em culturas celulares infectadas (EIA-ICC). Observou-se que a prevalência de soro reagentes (14,79%) é mais baixa que as encontradas em outros inquéritos realizados no país e superior às encontradas em dois inquéritos realizados em cidades do Estado de São Paulo. Detectou-se uma prevalência de soro reagentes muito superior à incidência de casos notificados e confirmados laboratorialmente durante as epidemias de 1996, 1997 e 1998. Não se encontrou proporcionalidade entre a prevalência de anticorpos para dengue e a incidência de casos durante a epidemia nos diferentes Distritos de Saúde da cidade. Sugerem-se um estudo aprofundado do significado dos indicadores de transmissão utilizados em epidemias e uma vigilância virológica mais intensa, principalmente em anos com níveis de transmissão baixos.

Avaliação do Plano Nacional de Controle da Dengue

Pessanha,José Eduardo Marques; Caiaffa,Waleska Teixeira; César,Cibele Comini; Proietti,Fernando Augusto
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Este estudo teve como objetivo descrever os padrões das epidemias de dengue após a implantação do Plano Nacional de Controle da Dengue (PNCD) e avaliar os resultados, considerando, como parâmetro, as metas alcançadas em municípios definidos como prioritários pelo PNCD. Para tanto, foram feitos estudos descritivos dos indicadores epidemiológicos após a implantação do PNCD e análise estatística considerando as taxas de incidência de dengue do período anterior, dados climáticos, demográficos e sócio-econômicos, utilizando regressão linear e múltipla. Detectamos associação estatisticamente significativa entre a ocorrência de dengue no período pós PNCD (2003-2006) e a incidência pré PNCD (2001-2002), após ajustamento para indicadores geográficos e climáticos. Os resultados indicam que não foram integralmente alcançadas as metas estabelecidas pelo PNCD. A situação atual da doença, com repetidas epidemias sazonais, sugere a necessidade de alterações nas estratégias atualmente utilizadas e aprimoramento das ações de vigilância.

A epidemia de AIDS no Brasil e as desigualdades regionais e de oferta de serviço

Grangeiro,Alexandre; Escuder,Maria Mercedes Loureiro; Castilho,Euclides Ayres de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Identificar diferentes perfis da epidemia de AIDS no Brasil relacionando-os à organização do setor saúde, às situações relacionadas ao risco de infecção e ao grau de implantação da resposta. Municípios brasileiros foram agrupados segundo magnitude e tendência da epidemia entre 2002 e 2006, e estudados por meio de indicadores obtidos em bases de dados secundários. Municípios com epidemias de grande magnitude (39%) apresentaram um maior número de situações associadas ao risco e os com tendência de aumento da incidência (11,5%) menor grau de implantação da resposta. Cidades com grandes epidemias que reduzem/estabilizam concentraram 68,6% dos Centros de Testagens, 75,8% dos ambulatórios e 81,4% dos exames anti-HIV feitos no sistema de saúde. Ações preventivas em escolas e na atenção básica apresentaram baixa cobertura comparativamente à área assistencial. Diferenças entre regiões foram observadas. Desigualdades no grau de implantação da resposta ao HIV podem contribuir para a ocorrência de diferentes perfis da epidemia no país.

Protocolos de cuidados frente a doenças decorrentes de bioterrorismo

Ercole,Flávia Falci; Costa,Roberta dos Santos
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
Epidemias conseqüentes a ações de bioterrorismo e medidas de prevenção e controle dessas infecções têm preocupado não só os governantes, mas, também, profissionais de saúde em geral. Profissionais de saúde devem reconhecer precocemente essas doenças. Informações e atualizações sobre o tema fazem-se necessárias. Este artigo traz uma revisão de literatura realizada na base de dados MEDLINE e LILACS, livros e informações online (referentes ao período de 1993 a 2001) sobre os aspectos epidemiológicos das principais doenças decorrentes do bioterrorismo e as recomendações de cuidados para o controle de infecção e minimização dos riscos ocupacionais. Os profissionais da enfermagem, que prestam assistência direta a pacientes, devem estar preparados para atender casos isolados ou aqueles ocorridos em epidemias.

Epidemia e mídia: sentidos construídos em narrativas jornalísticas

Rangel-S.,Maria Ligia
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
O objetivo deste estudo é analisar a construção de sentidos em narrativas jornalísticas sobre problemas de saúde relevantes, como são as epidemias. O estudo focaliza a cobertura realizada por quatro jornais de Salvador, Bahia-Brasil, a uma epidemia de leucopenia por exposição ocupacional ao benzeno, ocorrida no Pólo Petroquímico de Camaçari-Ba, Brasil, nos anos de 1990 e 1991. A análise da ampla cobertura e diversidade das abordagens jornalísticas permite refletir sobre o papel da media no crescimento da consciência crítica da sociedade na proteção da saúde de coletividades. Analisa-se a narrativa construída pela articulação das 217 notícias publicadas sobre o tema ao longo de dezoito meses, com base na Teoria da Interpretação de Paul Ricoeur. A referência para a análise é a interpretação técnico-científica do evento, reconstituída através de análise documental e de entrevistas realizadas com pesquisadores, profissionais de saúde e de segurança do trabalho envolvidos com as ações de diagnóstico e controle da situação e proteção da saúde dos trabalhadores na ocasião da epidemia. Mediante diferentes níveis de análise, foram identificados quatro distintos sentidos da epidemia produzidos pelos diferentes jornais. Os argumentos que sustentaram os sentidos são descritos e analisados como meio de validar as hipóteses formuladas inicialmente...

Avaliação dos atributos de aceitabilidade e estabilidade do sistema de vigilância da dengue no estado de Goiás, 2011

Santos,Kelli Coelho dos; Siqueira Júnior,João Bosco; Zara,Ana Laura de Sene Amâncio; Barbosa,Jakeline Ribeiro; Oliveira,Ellen Synthia Fernandes de
Fonte: Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil Publicador: Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.77%
OBJETIVO: avaliar os atributos de aceitabilidade e estabilidade do sistema de vigilância da dengue no estado de Goiás, Brasil, em 2011. MÉTODOS: estudo descritivo utilizando o método do Centers for Disease Control and Prevention (CDC/USA), com aplicação de questionário a profissionais envolvidos na vigilância da dengue. RESULTADOS: 134 profissionais participaram do estudo, representando 41,5% (102/246) dos municípios goianos; dificuldades para o encerramento dos casos graves foram referidas por 34,5% dos coordenadores de vigilância; aproximadamente 70% dos participantes informaram desconhecer a existência de um plano de contingência para o enfrentamento de epidemias de dengue e 59% responderam que todos os casos suspeitos de dengue deveriam ser confirmados laboratorialmente, independentemente da ocorrência de epidemias; para 75% dos entrevistados, a digitação das fichas de notificação/investigação foi realizada sem intercorrências. CONCLUSÃO: o sistema de vigilância da dengue apresentou funcionamento estável; porém, as limitações observadas remetem à necessidade de seu aprimoramento.

MOdelo Epidêmico Discreto SIR com estrutura etária e aplicação de vacinação em pulsos e constante

Sabeti, Mehran; Augusto Rodrigues Castilho, César (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.77%
Nesta tese estudaremos a dinâmica de vacinação do modelo epidêmico discreto SIR em que são consideradas indivíduos de um universo em três categorias possíveis; suscetível, infectado e recuperado em relação a algum estado prêdefinido. Um aspecto importante do trabalho é o ponto de vista distinto para estudar o modelo epidemiológico SIR, que concorda com os modelos contínuos e é mais prático para aplicar os dados reais. Este trabalho está dividido em duas partes. Na primeira parte, foi desenvolvido um modelo matemático SIR baseado nos dados biológicos discretos. O modelo inclui a estrutura etária da população humana através da dinâmica da matriz de Leslie. Na segunda parte, aplicamos dois tipos de estratégias de vacinação, vacinação constante e vacinação em pulso, e comparamos os resultados obtidos nestas estratégias. Mostramos que, sob um regime previsto a vacinação em pulsos o sistema converge para uma solução estável, com número de indivíduos infecciosos sendo igual a zero. Mostramos também que a vacinação em pulsos implicará na eliminação de epidemias se certas condições a respeito da magnitude da taxa de vacinação e da duração dos pulsos forem observadas. Os resultados teóricos são confirmados por simulações numéricas. A introdução básica de variações sazonais no modelo SIR conduz à dinâmica periódica e caótica da epidemia. É mostrado que...

Investigação de arbovírus (gênero flavivírus) de interesse à saúde pública em primatas não humanos nos Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul

Rocha, Tatiana Carneiro da
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
16.77%
Resumo: Os arbovírus de maior interesse em saúde pública pertencem à família Flaviviridae, gênero Flavivirus. Os Flavivirus são transmitidos por vetores artrópodes hematófagos e têm nos animais vertebrados, como os primatas não humanos e o homem, os seus hospedeiros. Estes vírus representam um sério problema de saúde pública no Brasil e no mundo devido ao seu potencial epidêmico e por serem responsáveis por elevadas taxas de morbidade e mortalidade. Esta situação requer estudos para identificação destes vírus nos seus hospedeiros e vetores, possibilitando a previsão de epidemias em humanos. A implementação de metodologias virológicas como a reação de transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase pode desempenhar um importante papel no diagnóstico de Flavivirus. O objetivo deste trabalho foi investigar a presença de arbovírus (gênero Flavivirus) de interesse em saúde pública em primatas não humanos nos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, aplicando técnicas de biologia molecular a fim de fornecer subsídios aos serviços de saúde pública para contribuir na prevenção e controle de epizootias e epidemias a partir das informações epidemiológicas sobre a circulação de Flavivirus nas regiões estudadas. Foram utilizadas amostras de sangue (46) e soro (34) de 80 primatas não humanos de três diferentes gêneros: Alouatta...

Políticas públicas de controle da dengue no Estado do Paraná : uma abordagem geográfica

Araujo, Wiviany Matozzo de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 125f. : il. algumas color., tabs., grafs., maps.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
16.77%
Orientador : Prof. Dr. Francisco Mendonça; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Geografia. Defesa: Curitiba, 21/05/2013; Inclui referências; Resumo; Na atualidade, os estudos referentes ao campo da saúde vêm ganhando cada vez mais destaque, a dengue e sua reemergência se configuram como um dos mais graves problemas de saúde pública em diferentes áreas do mundo e se apresenta como uma doença complexa. Os casos de dengue no Brasil como no estado do Paraná vêm se tornando cada vez mais recorrentes. Além de um questionamento socioambiental sobre a manifestação das epidemias, o diferencial desta dissertação foi de encontrar nas políticas públicas de controle da dengue uma dimensão geográfica. Para isso, o recorte temporal foi selecionado com base na última epidemia registrada no estado, abrangendo para uma melhor análise os meses de outubro de 2010 a março de 2012. A utilização do método hipotético-dedutivo associado a diferentes abordagens, como a abordagem multicausal, serviu para a sustentação da pesquisa. O primeiro passo consistiu no levantamento do referencial bibliográfico acerca das diferentes temáticas, passando para a coleta de dados (casos de dengue...

A dengue em área de fronteira internacional : riscos e vulnerabilidades na Tríplice Fronteira de Foz do Iguaçu

Aquino Junior, José
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 193f. : il. algumas color., maps.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
16.77%
Orientador : Prof. Dr. Francisco de Assis Mendonça; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Geografia. Defesa: Curitiba, 29/08/2014; Inclui referências; Resumo: Atualmente a dengue se configura como a arbovirose, mais relevante do mundo. Estima-se que aproximadamente 42% da população mundial vive em territórios, onde o vírus da doença pode ser transmitido. A Tríplice Fronteira entre os municípios de Foz do Iguaçu, no Brasil, Ciudad del Este, no Paraguai e Puerto Iguazu, na Argentina, merece destaque, pois além de oferecer as condições ambientais ideais ao desenvolvimento do Aedes aegypti, vetor da dengue, faz parte de uma área vulnerável à doença, em especial, devido ao seu alto fluxo de pessoas e mercadorias, bem como formação de cenários urbanos marcados por desigualdades socioeconomicas e culturais. Estas cidades evidenciam um modelo de desenvolvimento socioambiental desequilibrado. Dentre os vários problemas gerados deste desequilíbrio, destacam-se as epidemias de dengue que acometem uma parcela significante da população. O controle da doença se afirma como uma das mais importantes campanhas de saúde pública dos municípios envolvidos. Neste contexto o presente trabalho coloca em destaque a formação de situações de risco e vulnerabilidade socioambiental à dengue em face do processo de urbanização e das condições climáticas...

A dengue em área de fronteira internacional : riscos e vulnerabilidades na Tríplice Fronteira de Foz do Iguaçu

Aquino Junior, José
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 193f. : il. algumas color., maps.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
16.77%
Orientador : Prof. Dr. Francisco de Assis Mendonça; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Geografia. Defesa: Curitiba, 29/08/2014; Inclui referências; Resumo: Atualmente a dengue se configura como a arbovirose, mais relevante do mundo. Estima-se que aproximadamente 42% da população mundial vive em territórios, onde o vírus da doença pode ser transmitido. A Tríplice Fronteira entre os municípios de Foz do Iguaçu, no Brasil, Ciudad del Este, no Paraguai e Puerto Iguazu, na Argentina, merece destaque, pois além de oferecer as condições ambientais ideais ao desenvolvimento do Aedes aegypti, vetor da dengue, faz parte de uma área vulnerável à doença, em especial, devido ao seu alto fluxo de pessoas e mercadorias, bem como formação de cenários urbanos marcados por desigualdades socioeconomicas e culturais. Estas cidades evidenciam um modelo de desenvolvimento socioambiental desequilibrado. Dentre os vários problemas gerados deste desequilíbrio, destacam-se as epidemias de dengue que acometem uma parcela significante da população. O controle da doença se afirma como uma das mais importantes campanhas de saúde pública dos municípios envolvidos. Neste contexto o presente trabalho coloca em destaque a formação de situações de risco e vulnerabilidade socioambiental à dengue em face do processo de urbanização e das condições climáticas...

Maus ares e malária: entre os pântanos de Natal e o feroz mosquito africano (1892-1932)

Anaya, Gabriel Lopes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em História; História e Espaços Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em História; História e Espaços
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.77%
The development of epidemiological practices in the last years of the nineteenth and early twentieth century was characterized by both an influence of medical geography and the emergence of microbes and vectors of diseases. Both theories were used to explain outbreaks in Rio Grande do Norte specially in Natal. In this process were organized new institutions linked to public health, unhealthy spaces and prescribed hygiene measures. The redefinitions of the spaces were linked to updated elements of Hippocratic medicine such as aerism and emphasis on medical topography. How the physicians of the town were organized in the face of new meanings and fields of expertise in the demarcation of diseases and regulation of their own practices against the illegal medical practitioners? Likewise, the very occurrence of epidemics mobilized people, urban institutions and apparatuses. But how the Hippocratic legacy that leads to the idea of bad air originated by swamps from the eighteenth and nineteenth century has been linked to new microbial assumptions and disease vectors in the early twentieth century? How an invader from Africa, (the mosquito A. gambiae) mobilized transnational efforts to combat malaria and redefined the epidemiological practices? The aim of this work is to understand how epidemiological practices redefine the way we define spaces...

O processo de dessacralização da morte e a instalação de cemitérios no Seridó, séculos XIX e XX; The process of death and desecration of cemeteries in the installation of Seridó, nineteenth and twentieth centuries

SANTOS, Alcineia Rodrigues dos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em História; História Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em História; História
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.77%
The beginning of this research lies at the wish of understanding the relation among the population from the region of Seridó, the death and the dead when cholera morbus, smallpox and yellow fever‟s epidemic outbreak exterminated part of the population from that region, causing deep modifications in the funeral culture. Thus, our aim is to analyze how this epidemic impact contributed to a changing action towards people‟s funeral habits and attitudes concerning death and the dead in Seridó as from 1850. During the 18th century and the first half of the 19th century, the attitudes of the inhabitants from the Province of Rio Grande do Norte regarding life‟s finite limit were based on the familiarity between the living and the dead, which led to a relation characterized by rituals after the death and the burial inside churches. This procedure was largely used by the Catholic Christians and it allowed a close contact between the dead and the living because when the congregation was inside the church they would walk around, sit and pray on the grave. The impact of the epidemic was fundamental to change the funeral culture. The diseases were responsible for a high mortality rate and consequently the burial inside the churches turned out being unfeasible because there was no time enough to the bodies‟ decomposition. As a result...

Caracterização da investigação laboratorial de casos suspeitos de dengue no estado de Goiás; Characterization of laboratory investigation of supected cases of dengue in state of Goiás

Licks, João Guilherme da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.77%
The economic impact of dengue is quite significant, with considerable medical and hospital expenses, vector control and loss of work days. Laboratory confirmation of dengue cases is essential to the identification of the serotype circulating responsible for epidemics. Thus, the dengue surveillance system must be constantly reviewed and updated, contributing for planning and decision making in order to contain the outbreak and prevent damage to the population. This study aimed to characterize the laboratory investigation, taken by the public laboratories of the surveillance system of the state of Goiás, for confirmation of suspected cases of dengue in the health regions. An observational cross-sectional, quantitative study was conducted, analyzing secondary data; and primary data collected with the application of a mixed questionnaire. Additional data were obtained by information from the laboratory test system of the Central Public Health Laboratory of Goiás. The state is divided into 17 health regions, being the Central region the most populous. Two regions are devoid of dengue diagnosis laboratory, two regions are with 2 labs each and the others are with just one each. The Central region was the one that had the highest number of reported cases and deaths due to dengue in the studied period; it’s being also the region with the highest estimated annual and monthly tests performed by laboratory. The study included 73 Coordinators of Epidemiological Nuclei Surveillance from 15 health regions. 100% of the participants in all regions...

Identificação e caracterização molecular do vírus dengue em indivíduos sintomáticos atendidos na rede pública de saúde de Goiânia – Goiás, durante o período epidêmico 2012-2013; Identification and molecular characterization of dengue vírus in symptomatic individuals seen in public basic health care of Goiânia – Goiás during the epidemic period 2012-2013

Guimarães, Vanessa Neiva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia das Interações PH (IPTSP); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia das Interações PH (IPTSP); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.77%
Dengue is a major challenge to public health in Brazil and worldwide. Dengue virus (DENV) is an arbovirus of the family Flaviviridae, genus Flavivirus, classified into four antigenically distinct serotypes DENV1-4. Since the introduction of DENV1 in Goiás, the current situation consisted of successive epidemics of dengue fever with change among prevalence serotypes. One of the factors that have been associated with the pathogenesis of this infection is the occurrence of a cross-serotype immune response in secondary infections. Thus, the identification of circulating serotypes and also the characterization of the genomic variants have been considered important on disease surveillance, since the introduction of new variants can be a risk factor for severe dengue. In this context, the present study aimed to investigate the occurrence of DENV infection in individuals treated at health centers in Goiânia, Goiás in the epidemic period 2012-2013, using serological and molecular methods for determining the rate of positivity and identification of serotypes/genotypes in the circulating virus. For this, 278 samples from suspected individuals of DENV infection, which were submitted to the research of serological markers NS1, IgM and IgG using a commercial kit...

Vamos ? vacina?: doen?as, sa?de e pr?ticas m?dico-sanit?rias em Bel?m (1904 a 1911)

AMARAL, Alexandre Souza
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.77%
Desde o final do s?culo XIX e, at?, o in?cio do s?culo XX, Bel?m na fala do intendente Antonio Lemos era conhecida como a ?necr?pole? paraense. Doen?as e epidemias estavam no centro do debate das pr?ticas m?dico-sanit?rias. O higienismo de m?dicos tornou se discurso recorrente de interven??o no espa?o cotidiano dos moradores, onde as campanhas de profilaxias foram al?adas enquanto respons?veis pela cura da cidade. As a??es propostas por escul?pios cientistas geraram tens?es entre moradores e autoridades p?blicas diante a alian?a do saber m?dico e o poder p?blico, sobre a qual me propus analisar para explicar o dia-a-dia das medidas coercitivas, no intuito de entender essa alian?a. Analisando artigos na imprensa, literatos, jornalistas, pol?ticos, relatos m?dicos, mensagens de governo, relat?rios, fotografias e charges foi poss?vel acompanhar os significados atribu?dos pelos contempor?neos em rela??o as epidemias da var?ola, tuberculose e febre amarela, por exemplo, por parte dos saberes m?dico-sanit?rios. A belle ?poque em Bel?m deixou de ser nessa disserta??o um cristal historiogr?fico, diante as adversidade do viver de sujeitos an?nimos. Bel?m tornou-se um laborat?rio de experi?ncias, os m?dicos propunham cur?-la para alcan?ar o t?o propalado desenvolvimento econ?mico ou progresso. A consolida??o dessa alian?a coube ? responsabilidade do renomado sanitarista Oswaldo Cruz...