Página 6 dos resultados de 1305 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Rotinas de tempo livre e lazer da velhice rural em cenários brasileiros; Routines of free time and leisure of the rural elderly in brazilian sceneries

Terezinha de Jesus Campos de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Nesta pesquisa analisamos o tema da velhice rural sob a perspectiva das rotinas de tempo livre e lazer. Com base em abordagem qualitativa, investigamos como as formas de apropriação do tempo livre e as manifestações de lazer vivenciadas por sujeitos com idade de sessenta anos e mais, se configuram como conduto de expressão de seus modos de vida. O lazer é compreendido como um campo através do qual é possível refletir a respeito da sociedade e de seus grupos, sua sociabilidade e seus conflitos. As interrogações decorrentes deste estudo enfocam o contexto público-privado dos velhos, a partir da influência educativa do lazer tanto localizado nas redes de transferência de apoio intergeracional entre estes e suas famílias como nas relações de sociabilidade. O estudo aponta, ainda, o trabalho - no espaço doméstico, na lavoura ou na atividade pesqueira - como valor importante para a vida dos velhos rurais, portanto, este é o elemento que estabelece os contornos da rotina de tempo livre, do lazer e das formas de sociabilidade. Neste contexto, as manifestações de lazer se expressam de forma particular e sutil em momentos de tempos não demarcados, mas trazidos em meio à rotina da faina diária.; In this study, it is analyzed the theme of rural elderly from the perspective of the routines of free time and leisure. Based on a qualitative approach...

Envelhecimento demográfico e mudanças na transição à velhice entre brasileiros de distintas gerações; Demographic aging and changes in transition to old age among Brazilians of different generations

Carolina Alondra Guidotti Gonzalez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Como parte do processo de transição demográfica, que inclui substancial aumento da longevidade, a população brasileira experimenta uma série de mudanças que reconfiguram seu mapa etário e repercutem na sociedade como um todo. Dentro desse cenário de envelhecimento da população, o foco deste trabalho é conhecer as mudanças que experimentam distintas gerações na medida em que atingem as idades nas quais passam a ser consideradas como população idosa. As análises focalizam três dimensões específicas: na condição da população no âmbito doméstico, no mercado de trabalho e em relação às condições de saúde, atentando para os diferenciais entre homens e mulheres e segundo condição socioeconômica. Para esse fim, a perspectiva teórica privilegiada é a do curso de vida. Esta perspectiva propõe um marco conceitual que permite considerar os processos de mudança social e os processos demográficos como interdependentes. Dessa forma, o envelhecimento é considerado como processo, dando destaque à interseção entre a mudança no tempo biológico dos indivíduos ¿ demarcada fortemente pela idade ¿ com as mudanças no tempo histórico (com enfoque na dimensão política, econômica, demográfica e social) e com a sucessão de coortes. Parte-se da hipótese de que a população idosa é um grupo heterogêneo...

Trabalho e velhice: as implicações da aposentadoria nas condições de vida dos aposentados da Eletrosul Centrais Elétricas S.A

Marquesi, Dinéia Cristiane
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 106 f.| grafs., tabs.
Relevância na Pesquisa
36.96%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Serviço Social.; O presente trabalho apresenta reflexões acerca das implicações decorrentes da aposentadoria, no que se refere aos aposentados da Eletrosul Centrais Elétricas S.A. O estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa quanti-qualitativa, utilizando o instrumento de questionário aplicado a dez aposentados da Eletrosul. Para auxiliar na compreensão do objeto em estudo, analisamos a categoria trabalho como a principal atividade do homem, uma vez que norteia e é integrante de sua identidade. Nesse contexto, a aposentadoria, por representar a ruptura com o papel profissional formal, se não bem planejada através de programas voltados a este fim, pode ocasionar graves desequilíbrios, tanto biopsicossociais, quanto econômicos e políticos. Buscamos compreender as ações dos Assistentes Sociais junto aos trabalhadores em pré-aposentadoria e visualizamos a importância de um profissional capacitado a interagir diante de aspectos ligados à velhice e a política previdenciária, possibilitando assim ao trabalhador que se encontra em processo de aposentadoria, um melhor planejamento para vivenciar esta nova fase da vida, bem como o acesso às políticas públicas que este segmento populacional tem direito.

As diferenças de gênero na velhice

Figueiredo,Maria do Livramento Fortes; Tyrrel,Maria Antonieta Rubio; Carvalho,Cecília Maria R. Gonçalves de; Luz,Maria Helena Barros Araújo; Amorim,Fernanda Claúdia Miranda; Loiola,Nay Leite de Araújo
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Estudo de natureza qualitativa que teve como objeto investigar as questões de gênero presentes e determinantes da saúde e da qualidade de vida das pessoas que envelhecem. Os sujeitos foram 20(vinte) idosos do Programa Terceira Idade em Ação PTIA. A entrevista semi-estruturada foi utilizada como técnica de coleta de dados. Das falas emergiram informações que responderam as inquietações da investigação e possibilitaram a formulação de três categorias de analises. Na 1ª destacou-se a baixa auto-estima vivenciada pelos homens ao envelhecerem, já na 2ª evidenciou-se à autonomia e a liberdade conquistada pelas mulheres idosas, e na 3ª o aprendizado ocorrido entre as mulheres idosas que se inseriram no PTIA. Concluindo-se que existe influência das questões de gênero na saúde e qualidade de vida na velhice.

Papéis sociais de gênero na velhice: o olhar de si e do outro

Fernandes,Maria das Graças Melo
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este estudo objetivou apreender a auto e a heteropercepção de homens e mulheres idosos acerca dos papéis sociais de gênero na velhice. O material empírico foi captado por meio de uma oficina de reflexão, envolvendo seis homens e dez mulheres que aceitaram participar da pesquisa. Os dados foram examinados através da técnica de análise de discurso e ancorados no referencial de gênero. Os achados demonstram que os idosos demandam, tanto para si como para o outro (do sexo oposto), o exercício de papéis sociais determinados por padrões verificados na sociedade sexista, estabelecidos a partir das relações efetuadas entre os domínios do público e do privado, sendo o masculino associado ao mundo público, e o feminino, ao domínio da casa.

Velhice, corpo e narrativa

Delgado,Josimara
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
O artigo aborda a construção da memória e da identidade de trabalhadores aposentados a partir de narrativas de histórias de vida coletadas em uma pesquisa na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. A principal questão apresentada é a percepção desses trabalhadores acerca das mudanças que vivenciam na velhice, num contexto de transformações sociais. Na análise interpretativa desse material, são discutidas as relações entre dimensões importantes no universo dos velhos trabalhadores como a experiência do trabalho, as trocas intergeracionais, o corpo, os papéis de gênero e geração.

Representações sociais sobre a saúde na velhice: um diagnóstico psicossocial na Rede Básica de Saúde

Teixeira,Maria Cristina Triguero Veloz; Schulze,Clélia Maria Nascimento; Camargo,Brigido Vizeu
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
O estudo tratou da temática da representação social da saúde na velhice. Participaram do estudo quatro grupos de sujeitos: um grupo de idosos doentes, um grupo de idosos saudáveis; um grupo de trabalhadores de um Centro de Saúde da rede municipal do Sistema Único de Saúde de Florianópolis e um grupo de pessoas que cuidavam de idosos no Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. Os dados foram coletados através da técnica de entrevista e a análise dos mesmos foi realizada com a ajuda de um software de análise quantitativa de dados textuais denominado Alceste. Os resultados mostraram que, ao que parece, os locais pesquisados ainda não conseguiram implementar todos os programas necessários para resolver os problemas de saúde da população idosa que atende. A teoria das representações sociais mostrou ser uma ferramenta muito importante para explorar necessidades de saúde sentidas pelos idosos participantes da pesquisa.

Velhice, instituição e subjetividade

Maia,Gabriela Felten da; Londero,Susane; Henz,Alexandre de Oliveira
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este ensaio refere-se a um percurso de trabalho e a algumas ferramentas teórico-práticas produzidas para uma clínica com velhos. O compartilhamento de alguns conceitos que permeiam os limites entre velhice e sofrimento torna-se um articulador de fundamental importância para essa clínica, exigindo outras intervenções frente às tradicionalmente realizadas, especialmente em situação de institucionalização. A proposta de uma clínica com velhos parte do interesse em relação a essa etapa da vida, mais especificamente, em relação à presença de um discurso moralizante e de modos de subjetivação hegemônicos que a qualificam como a banda podre da vida.

Chap??u de palha: espa??o de sociabilidade da velhice no Balne??rio Cassino

Pereira, Cristiano Oll??; Xavier, Jo??o Francisco Santana; Ghiggi, Micheli Verg??nia; Silveira, Raquel da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Essa pesquisa pretende relatar historicamente o surgimento de um espa??o p??blico, que hoje ?? ponto de refer??ncia para pr??ticas de lazer da comunidade do balne??rio Cassino. A partir de uma primeira aproxima????o com o campo de investiga????o, identificamos que no Chap??u de Palha acontecem encontros para jogos e campeonatos de bocha, envolvendo especialmente homens. No entanto, neste espa??o s??o produzidas outras formas de sociabilidade e, assim, ?? pretens??o deste estudo mapear estas pr??ticas sociais, identificando os processos de sociabilidade na velhice, assim como as rela????es desses participantes com a pr??tica da bocha, utilizando, como metodologia, as ferramentas da etnografia.; This research aims to reconstruct historically the emergence of a public space, which is now a reference point for leisure practices of the community to Cassino???s beach. From a first approximation to the field of research, we identified that in ???Chap??u de Palha??? happen meetings to bowl games and championships, especially involving men. However, this space is produced other forms of sociability and thus pretention of this study is to map these social practices, identifying the processes of social interaction in the oldness, as well as the relationships of these participants with the practice of the bowl...

Um estudo sobre a modalidade de atendimento não-asilar Centro de convivência: assistência à velhice e à família?

Leite Sena, Kaline; Falcão de Oliveira, Edelweiss (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.96%
A família, historicamente, ocupou lugar relevante como fonte de apoio informal, seja instrumental, emocional ou financeiro a seus membros, dentre os quais a pessoa idosa. Contemporaneamente, a família tem sentido os rebatimentos das transformações que vem ocorrendo na sociedade nos campos econômico, social e político. Desemprego, desestruturação do mercado de trabalho, posicionamento do Estado na produção e reprodução social, além da redefinição do lugar da mulher no conjunto das relações sociais que apontam para outros determinantes. Desse modo, a disponibilidade de apoio informal vem diminuindo e colocando ao Estado novas demandas no apoio à pessoa idosa. A modalidade de atendimento não-asilar, como o centro de convivência, surge como resposta. O presente trabalho é de caráter qualitativo e tem como objeto de investigação a modalidade de atendimento não-asilar, centro de convivência, na relação com a família. Buscou-se investigar se a existência dessa modalidade se apresenta também como apoio a família. No bojo desta questão, procuramos identificar o entendimento que a família tem sobre o centro de convivência e sobre a velhice, a partir da singularidade do Centro de Convivência de Idosos Francisco Azevedo de Vasconcelos...

Resiliência e bem-estar psicológico na velhice: um estudo com idosos institucionalizados

Félix, Lúcia Cristina Ferreira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
O envelhecimento demográfico é uma realidade inegável. Os desafios com que os idosos se confrontam, tornam por vezes necessário a sua institucionalização. Tentando destacar os aspectos positivos do funcionamento psicológico do idoso, sob uma possível situação de risco, objectivou-se compreender as relações entre o bemestar psicológico, resiliência e factores relevantes à sua promoção. A amostra foi constituída por 55 sujeitos, residentes em lares, com idades compreendidas entre os 65 e os 98 anos. Os principais resultados, obtidos por meio das Escalas de Bem-estar Psicológico e da Escala de Resiliência, revelaram a presença dos dois construtos nesta população, bem como relações estatisticamente significativas entre ambos. Ao nível da análise de regressão linear múltipla, surgiram importantes predictores, que permitaram destacar os seguintes factores como tendo uma influência significativa no bem-estar psicológico e na resiliência: representações positivas da velhice, avaliação do estado de saúde; e satisfação com a residência e apoio recebido; ABSTRACT: The demographic aging is a undeniable reality. The challenges to face up these actual facts sometimes became necessary the institutionalization of aged people. Trying to highlight the positive aspects of psychological functioning in the elderly...

Velhice, solidariedades familiares e política social: itinerário de pesquisa em torno do aumento da esperança de vida

Fernandes, Ana Alexandre
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
O envelhecimento demográfico das populações é um fenómeno irreversível das nossas sociedades modernas. Os impactes que se têm vindo a fazer sentir, entre os quais sobressai a sustentabilidade financeira dos sistemas de reformas, interferem nos equilíbrios individuais e colectivos, relativos às idades da vida e ao ciclo de vida ternário. Velhos e reformados são agora duas categorias sociais, dois conceitos que tendem a demarcar-se. A velhice surge então associada às dificuldades decorrentes da aquisição gradual de incapacidades. A família, as solidariedades intergeracionais e as políticas sociais debatem-se com este desafio, procurando encontrar as melhores soluções e as respostas mais adequadas à diversidade dos problemas.; The demographic ageing of the population is an irreversible phenomenon of our modern societies. Its impacts - particularly on the financial sustainability of retirement systems - are interfering with both individual and collective balances in terms of age and the ternary life cycle. The elderly and the retired are now social categories - concepts - that are tending to demarcate themselves from the rest of society. Old age is increasingly an issue that is associated with the gradual acquisition of disabilities. The family...

O autocuidado da velhice: uma perspectiva fenomenológica

Sá, Luiz Rener Campos de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este artigo é uma reflexão teórica entre tensões que circundam as ideias de velhice, autocuidado e fenomenologia em diferentes áreas do saber ao se pautar nos eixos representados respectivamente por Beauvoir, Orem e Husserl. Desse modo, pretende-se promover o diálogo por meio da proposição de pontos de convergência possíveis bem como com suas distinções. Assim, como resultado, encontramos uma rica troca de modo a valorizar a fluidez dessas transecções. Eis que os intercâmbios tratam-se por ser um ponto de partida orientador não só a cuidadores mas também a todos que já se interessem na temática do autoconhecimento e sua autopercepção em vida com as questões de autocuidado em idade avançada.; Psicologia

Velhice dos estereótipos de velhos: ironia em O'Neill e Mário de Carvalho

Simões, Maria João
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Velhice dos estereótipos de velhos: ironia em O'Neill e Mário de Carvalho

A VELHICE DE VELHOS TRABALHADORES

Haddad, Eneida Gonçalves da Macedo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1995 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Para explicar sociologicamente o objeto desta pesquisa foram feitas ditas ordens de levantamento: recorreu-se a dados secundários de estudos demográficos e foram gravados, através de entrevistas livres, depoimentos orais de vinte e um operários idosos aposentados, residentes em bairros periféricos da cidade de SâoPaulo. Como técnica complementar, utilizou-se a entrevista dirigida. Tratando-se de um levantamento qualitativo, os dados coletados foram trabalhados em profundidade a partir dos eixos temáticos: trabalho, aposentadoria e velhice.

Elderliness and violence in print media; Velhice e violência na mídia impressa

Côrte, Beltrina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Como as notícias veiculadas nos jornais são tratadas? Simples informação, devendo obedecer aos princípios da objetividade, imparcialidade, neutralidade? Estas perguntas nortearam a pesquisa que analisou a cobertura da violência cometida contra o idoso na imprensa paulista. A partir de coleta de textos a respeito da velhice e envelhecimento em quatro jornais diários que circulam na cidade de São Paulo, foram selecionados aqueles correspondentes à violência. Analisaram-se 209 notícias de um total de 1980 matérias, extraídas de 736 edições, durante seis meses não consecutivos, entre 2004 e 2005. As páginas dos jornais impressos constatam o que está cristalizado como discurso sobre a violência, e têm, entre outros, papel de construtores da revisão da arena simbólica de uma sociedade que cada vez mais se vê obrigada a conviver com a longevidade humana.; What is the approach given to news in newspapers? Are they taken for simple information, under principles of objectivity, impartiality, neutrality? These questions have guided a research on São Paulo’s press news coverage regarding violence against the elderly. After gathering pieces related to the subject of elderness and getting old from four daily newspapers published in the city it was made a selection of the ones involving violence. 209 pieces were chosen for study from a total of 1980...

Cartografando estilizações do homoerotismo na velhice: pistas metodológicas nos estudos sobre sexualidades; Cartographying stylizations of the homoerotism in the old age: methodological clues in sexuality studies

dos Santos, Daniel Kerry; Universidade Federal de Santa Catarina; Lago, Mara Coelho de Souza; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Esse artigo problematiza a cartografia como possibilidade metodológica em pesquisas sobre sexualidades. A partir da aproximação entre algumas perspectivas dos estudos de gênero e queer e o pensamento cartográfico proposto por Gilles Deleuze e Félix Guattari, procura-se destacar pontos em comum entre essas abordagens. Após uma introdução que procura aproximar tais vertentes, apresentam-se algumas notas de pesquisa de campo onde se cartografou modos de estilização do homoerotismo na velhice entre homens num bar na cidade de Florianópolis (SC, Brasil). Procurou-se enfatizar os efeitos do/no corpo do pesquisador (de afetar e ser afetado) no processo de habitar tal território de sociabilidade.; This paper problematizes cartography as a methodological possibility on research about sexualities. Bringing together some gender studies and queer perspectives and the cartographic thinking proposed by Gilles Deleuze and Félix Guattari, it attempts to stress common grounds among these approaches. After an introduction that aims to approximate such strands, it presents some fieldwork notes of a research that aimed to cartography ways of stylizations of the homoeroticism in the old age among men in a bar in the city of Florianópolis (SC...

Velhice e lazer: um olhar etnográfico para um projeto de idosos

Zabaleta, Ariane Silveira Dias
Fonte: LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer Publicador: LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Nesse trabalho me propus a compreender o que significa e como se vivencia a velhicedentro do Centro de Esporte, Lazer e Recreação do Idoso (CELARI), localizado naEscola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em PortoAlegre (RS). A partir de uma incursão etnográfica (observação participante; entrevistas;análise de documentos) desenvolvida de abril a dezembro de 2011, compartilhei, com osparticipantes, diversos momentos de convívio, como oficinas de atividades físicas,atividades sociais, reuniões, passeios, e outras situações de convivência. Após esselongo período de produção de dados, examinei o material obtido, desenvolvi categoriasde análise e cheguei a interpretações que foram apresentadas em diferentestópicos/aspectos/temáticas que me ajudaram a responder às perguntas do estudo, e quese relacionaram: ao sentimento de pertencimento; às perspectivas de corpo e saúdepresentes naquele contexto; e às lógicas de sociabilidade que sustentavam as dinâmicassociais daquele universo. Sobre pertencimento, compreendi que vivenciar a velhice noCELARI significa compartilhar um ambiente predominantemente feminino onde osentimento de pertencer permeia as relações cotidianas. Observei que a concepção desaúde dos idosos ultrapassa a condição biológica e se relaciona com felicidade...

Identidades transversais nas representações da velhice e do envelhecimento em três contos de Sagarana, de Guimarães Rosa

Santana, Jorges Alves; Universidade Federal de Goiás
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Estratégias de representação cultural da velhice formam nosso foco analítico de três contos de Sagarana, de Guimarães Rosa: O burrinho pedrês, São Marcos e A hora e a vez de Augusto Matraga. Este universo ficcional está vinculado à produção cultural, observada como extensão criativa e crítica da sociedade que lhe funciona como base e fornece elementos múltiplos e heterogêneos para a produção de identidades transversais.

Vivendo e aprendendo: processos de mudança em grupos marginalizados pela “deficiência” e pela velhice “incapacitada”

Da Ros, Silvia Zanatta; UFSC - Florianópolis - SC
Fonte: Núcleo de Publicações do CED - UFSC Publicador: Núcleo de Publicações do CED - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2000 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
A longevidade dos seres humanos demanda novos olhares à qualidade de vida das pessoas. Grupos geralmente marginalizados como o de pessoas com história de deficiência ou aqueles compostos pela velhice "carente" destacam-se neste panorama como alvos de atenção. O presente artigo relata um trabalho que estudou a viabilidade de uma formação ocupacional para os primeiros, como mediadores de atividades artísticas e de lazer, e para as senhoras que vivem num asilo situado numa das praias de Florianópolis. Com base em aportes teóricos de Vygotski e Feuerstein, foi possível acompanhar os processos de compensação e modificabilidade vivenciados.; The longevity of the human beings demand new glances to the quality of the people 's life. Groups usuaslly marginalized as those of people with deficiency history, or those composed by the neglected elderies, stand out in this panorama as the targets of attention. The present article report a work whith had studied the viability of na occupacional formation for the first groups, whose members became the mediators of artistic and leisure activities for ladies who live at an asylum located in one of the Florianópolis's beaches. Based on the theoretical contributions of Vygotski and Feuerstein...