Página 6 dos resultados de 1001 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Conhecimentos dos professores do ensino regular sobre a perturbação de hiperatividade com défice de atenção

Rodrigues, Carla Sofia de Sousa Lourenço Batista Gonçalves
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
A Perturbação de Hiperatividade com Défice Atenção (PHDA) é uma perturbação do comportamento que se caracteriza pela hiperatividade, impulsividade e défice de atenção, afetando diversas áreas da vida das crianças e jovens. As crianças com PHDA apresentam défices na aprendizagem, problemas de relacionamento social e dificuldades no cumprimento de regras e normas sociais. As pessoas que lidam com os indivíduos com PHDA também são afetadas, pois estão sujeitas a níveis de stress elevados, em especial, as suas famílias. A utilização de fármacos deixou de ser vista como o único método de intervenção na PHDA, pois os estudos realizados acerca desta perturbação concluíram que a medicação é mais bem-sucedida quando combinada com outros métodos de intervenção (intervenção na escola, acima de tudo), que passam pela atuação de uma equipa multidisciplinar (atuação conjunta de pais, professores e pessoal médico e técnico). Só uma atuação conjunta poderá representar melhorias em todos os aspetos da vida dos jovens com PHDA. O presente estudo pretendeu aferir quais os conhecimentos de estratégias de intervenção por parte dos professores do ensino regular para lidarem com alunos com PHDA, permitindo-nos concluir que os professores...

Formas de intervenção das artes marciais na hiperatividade

Soares, Isabel Maria Cabral Ferreira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física, nos Ensinos Básico e Secundário; Este trabalho incidirá na problemática das Artes Marciais e da hiperatividade, onde iremos focar os fatores da hiperatividade e se a prática das artes marciais tem estratégias para a combater. Este trabalho está dividido em duas partes fundamentais. Na primeira parte faremos uma revisão da literatura sobre a problemática em questão e na segunda parte apresentamos o ponto de análise para a longa viagem que é a profissão docente/treinador/Sensei (mestre). Esta análise é um diário de vida em edificação onde irei refletir e relatar as diversas vivências do meu percurso consolidadas ao longo do constante processo de aprendizagem, terminando com enquadramento da prática profissional onde são feitas referências ao contexto institucional e funcional.; This work will focus on the issue of Martial Arts and hyperactivity, where we will focus on the factors of hyperactivity and practice martial arts have strategies to combat it. This work is divided into two key parts. In the first part we review the literature on the issue in question and the second part we present the analysis point to the long journey that is the teaching profession / coach / Sensei (teacher). This analysis is a diary of life in the building where I will reflect and report on the various experiences of my journey consolidated over constant learning process...

Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: proposta de avaliação neuropsicológica para diagnóstico

Amaral,Ana Helena do; Guerreiro,Marilisa M.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDA/H) é caracterizado por padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade/impulsividade. O objetivo desta pesquisa foi propor uma bateria de avaliação neuropsicológica e analisar a precisão individual dos testes utilizados. O material compreendeu 10 crianças com TDA/H e 10 crianças sem queixas na faixa etária de 7 a 11 anos. Os critérios de inclusão foram: comportamentos típicos de TDA/H; diagnóstico positivo para TDA/H pelo DSM-IV; nível intelectual dentro da média ou superior; exame neurológico tradicional normal e autorização dos pais. Utilizou-se completa bateria neuropsicológica. Os resultados mostraram que as crianças com TDA/H apresentaram desempenho inferior em todos os testes. O item erros do WCST mostrou diferença estatística levemente significativa entre os grupos, sendo pior no grupo-caso. Concluímos que a bateria neuropsicológica contribuiu de maneira objetiva para o diagnóstico de TDA/H, apesar de não ter atingido níveis estatisticamente significativos na maioria dos testes.

Modelagem neurocomputacional do circuito tálamo-cortical: implicações para compreensão do transtorno de défi cit de atenção e hiperatividade

Madureira,Daniele Q.M.; Carvalho,Luis Alfredo V. de; Cheniaux,Elie
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
CONTEXTO: A desatenção no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é principalmente associada à hipoatividade dopaminérgica mesocortical. Contudo, variações dopaminérgicas mesotalâmicas também afetam o controle da atenção e, possivelmente, originam alterações atencionais no TDAH. OBJETIVO: Elaboração de um modelo neurocomputacional a partir do conhecimento do funcionamento bioquímico dos sistemas dopaminérgicos mesocortical e mesotalâmico, a fim de investigar a influência dos níveis de dopamina na via mesotalâmica sobre o circuito tálamo-cortical e suas implicações nos sintomas de desatenção do TDAH. MÉTODO: Através de um conjunto de equações modelamos propriedades fisiológicas de neurônios talâmicos. A seguir, simulamos computacionalmente o comportamento do circuito tálamo-cortical variando os níveis de dopamina nas vias mesotalâmica e mesocortical. RESULTADOS: Em relação à via mesotalâmica, a hipoatividade dopaminérgica dificulta o deslocamento do foco de atenção, e a hiperatividade dopaminérgica acarreta desfocalização atencional. Quando tais situações são acompanhadas de hipoatividade dopaminérgica mesocortical, surge uma incapacidade em perceber estímulos, devido à competição sem vencedores entre regiões talâmicas pouco ativadas. A desatenção no TDAH também se origina em desequilíbrios dopaminérgicos na via mesotalâmica...

Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Pires,Thiago de Oliveira; Silva,Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis,Simone Gonçalves de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo, RJ, em 2005. Foram analisados 479 escolares da rede pública selecionados por amostragem por conglomerados em três estágios. Foi utilizada a escala Child Behavior Checklist para medição do desfecho. Foi aplicado um questionário para pais/responsáveis acerca dos fatores de exposição analisados: perfil da criança e da família, variáveis de relacionamento familiar, violências físicas e psicológicas. O modelo regressão log-binomial com enfoque hierarquizado foi empregado para a análise. RESULTADOS: Quociente de inteligência mais alto associou-se inversamente à frequência do transtorno (RP = 0,980 [IC95% 0,963;0,998]). A prevalência de transtorno nas crianças foi maior quando havia disfunção familiar do que entre famílias com melhor forma de se relacionar (RP = 2,538 [IC95% 1,572;4,099]). Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação no último ano (RP = 4,7 [IC95% 1,254;17,636]). CONCLUSÕES: Relações familiares negativas estão associadas aos sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Sua associação com quociente de inteligência reitera a importância da base genética e ambiental na origem do transtorno.

Características das prescrições no transtorno de déficit de atenção/hiperatividade

Camargos Jr.,Walter; Nicolato,Rodrigo
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
OBJETIVO: O trabalho busca conhecer, no atual momento, a realidade das prescrições para o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. MÉTODO: Revisão não sistemática dos descritores "transtorno de falta de atenção/ hiperatividade" e "prescrição de medicamentos" e seus similares em inglês. Foram utilizados os seguintes limitadores: publicações de 10 anos até novembro de 2008, idiomas inglês, francês, espanhol e português, nas bases de dados do Medline, SciELO, Lilacs, áreas especializadas e Cochrane. Não foram utilizados os artigos referentes ao uso ilícito e aspectos clínicos em geral. RESULTADOS: Foram tratados 8 itens: sistema de prescrições, características socioculturais, os sistemas de saúde que influenciam as prescrições, tempo de uso das medicações, aumento das prescrições, aspectos em comum, dosagens e prescrição em idades abaixo de 5 anos. CONCLUSÕES: Alguns aspectos são preocupantes, como a baixa adesão aos tratamentos medicamentosos, doses médias de metilfenidato relativamente baixas e aumento das prescrições de psicoestimulantes para crianças de até 3 anos. Características sociais e o sistema de saúde utilizado pelo afetado também geram grandes variações na prática clínica. Uma questão interessante é a evidência de que o sistema brasileiro de prescrições não é o mais restritivo.

Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade na infância e na adolescência: considerações clínicas e terapêuticas

Rohde,Luis Augusto; Miguel Filho,Eurípedes Constantino; Benetti,Lúcia; Gallois,Carolina; Kieling,Christian
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
OBJETIVOS: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) é um transtorno mental com alta prevalência em crianças e adolescentes, causando prejuízos importantes no funcionamento dos indivíduos acometidos. A presente revisão visa a orientar o psiquiatra sobre alguns dilemas clínicos e terapêuticos freqüentemente encontrados no tratamento desses pacientes. MÉTODOS: Revisão abrangente, não sistemática da literatura sobre as seguintes questões: a) diferenciação normalidade/presença do transtorno; b) importância clínica do critério de idade de início de prejuízo dos sintomas; c) a fronteira com quadros de transtorno de humor bipolar (THB); d) diretrizes terapêuticas na presença de comorbidades. RESULTADOS: São apresentadas dicas clínicas para caracterizar o diagnóstico sem aumentar significativamente a proporção de falsos positivos no grupo dos portadores do transtorno, bem como para auxiliar tanto no diagnóstico diferencial com THB quanto no manejo farmacológico do transtorno na presença de comorbidades. CONCLUSÕES: O correto diagnóstico, evitando-se critérios muito flexíveis, é fundamental para um transtorno com constructo dimensional na população, bem como a adequada utilização de medicação para um transtorno com alta prevalência de comorbidades.

Percurso desenvolvimental dos portadores da perturbação de hiperatividade com déficit de atenção

Ramalho,Joaquim
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
A Perturbação de Hiperatividade com Déficit de Atenção (PHDA) constitui uma perturbação com características desenvolvimentais de caráter crônico, que embora seja atenuada com o decorrer da idade, nomeadamente na sua componente hipercinética e impulsiva, a continuidade da presença de sintomatologia de desatenção afeta as capacidades de resposta ao meio ao longo de todo o ciclo vital. Estudos efetuados recentemente têm vindo a demonstrar que entre 50 e 80% dos sujeitos que manifestaram PHDA durante a infância, experimentam ainda dificuldades significativas relacionadas com esta perturbação durante a fase adulta. Desta forma, o presente artigo tem como objetivo apresentar o percurso desenvolvimental dos portadores desta perturbação, desde a primeira e segunda infância até à vida adulta, demonstrando como esta perturbação tem implicações cognitivas, emocionais e sociais e relevantes ao longo de todo o ciclo vital.

Hiperatividade: doença ou essência um enfoque da gestalt-terapia

Antony,Sheila; Ribeiro,Jorge Ponciano
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este trabalho discute a hiperatividade considerando a metáfora do corpo da criança e o seu funcionamento psicológico, de forma a esclarecer se a sua expressão constitui doença ou um modo próprio de ser. O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) tem sido extensivamente investigado em pesquisas que visam aprimorar os critérios diagnósticos e conhecer sua etiologia. Poucos estudos são orientados para elucidar a dimensão psíquica da criança hiperativa. A Gestalt-Terapia é uma abordagem fenomenológico-existencial assentada em teorias holísticas que reconhecem a multidimensionalidade do humano, enfocando a relação (o contato) como ontológica à existência humana.

Genes de suscetibilidade no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Roman,Tatiana; Rohde,Luis Augusto; Hutz,Mara Helena
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos mais comuns da infância e adolescência, afetando entre 3% a 6% das crianças em idade escolar. Essa patologia caracteriza-se por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, apresentando ainda uma alta heterogeneidade clínica. Embora as causas precisas do TDAH não estejam esclarecidas, a influência de fatores genéticos é fortemente sugerida pelos estudos epidemiológicos, cujas evidências impulsionaram um grande número de investigações com genes candidatos. Atualmente, apesar da ênfase dada a este tópico, nenhum gene pode ser considerado necessário ou suficiente ao desenvolvimento do TDAH, e a busca de genes que influenciam este processo ainda é o foco de muitas pesquisas. O objetivo desse artigo é, portanto, sumarizar e discutir os principais resultados das pesquisas com genes candidatos no TDAH.

Impacto do metilfenidato sobre a frequência e a gravidade das crises epilépticas em crianças com o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) associado a epilepsias de difícil controle

Santos, Kléber Cavalcante
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.17%
Objetivo – o objetivo do estudo foi avaliar a eficácia e a segurança do tratamento do Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade em crianças e adolescentes com epilepsia e crises epilépticas em atividade.Métodos – 22 de um total de 75 crianças com média de idade (11,4± 3,7) recebendo tratamento com drogas antiepiléticas, atendidas em um centro de atendimento terciário para epilepsia, tiveram os critérios de inclusão no estudo, apresentando pelo menos uma crise epiléptica nos últimos três meses. O diagnostico do Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) foi realizado por uma entrevista clínica com identificação de sintomas de acordo com os critérios do DSM-IV. Também foram realizados o Kiddie-SADS e o SNAP-IV. Durante os três meses iniciais do estudo as crianças foram tratadas apenas com Fármacos antiepilépticos (FAE). Nos 3 meses restantes o Metilfenidato (MFD) foi iniciado e ajustado para doses terapêuticas. A segurança no tratamento com o MFD foi avaliada pelas mudanças na frequência e na gravidade das crises epilépticas comparando o período do baseline ao período de tratamento com o MFD. As escalas de HASS e Barkley foram utilizadas, respectivamente, para avaliar mudanças sobre a gravidade das crises e os efeitos adversos provocados com a prescrição do MFD. Melhora nos sintomas do TDAH foram avaliadas pelos escores do SNAP-IV.Resultados – A análise de todo o grupo demonstrou melhora na frequência e na gravidade das crises epilépticas pelo efeito da intervenção com o MFD.Conclusão – O MFD...

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção: casuística de um Centro Secundário; Attention deficit and hyperactivity disorder: case series of a secondary center

Coelho, J.; Melo, C.; Rocha, F.; Santos, S.; Barros, S.; Martins, C:
Fonte: Centro Hospitalar do Porto Publicador: Centro Hospitalar do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: A Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA) é o distúrbio neuro comportamental mais frequente em crianças em idade escolar e caracteriza-se pela dificuldade em controlar a atividade motora, a impulsividade e dificuldade em controlar a atenção. Objetivos: Caracterização das crianças com PHDA seguidas num hospital distrital. Material e Métodos: Estudo retrospetivo de crianças com o diagnóstico de PHDA. Analisadas as variáveis: idade, sexo, antecedentes familiares e pessoais, sintomatologia, co morbilidades, tratamento e resposta terapêutica. Resultados: Analisadas 45 crianças, 75,5 % do sexo masculino. À data do diagnóstico, 62,2 % das crianças apresentavam entre cinco e oito anos. Antecedentes familiares relacionados com PHDA foram identificados em 40% dos casos. Em 44,5%, a referenciação foi efetuada pela consulta de Pediatria Geral, sendo os motivos mais frequentes as dificuldades da aprendizagem (37,8%) e as alterações do comportamento (35,5%). A maioria das crianças (55,5%) apresentava associação de hiperatividade e défice de atenção. Realizada avaliação cognitiva em 90%, sendo que 39% apresentaram coeficiente intelectual inferior ao normal. As co morbilidades mais frequentes foram: alterações da linguagem...

Avaliação do Stress Parental em Mães de Crianças com Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção

Santos Silva, Rita; Hospital Pediátrico Integrado, Centro Hospitalar de S. João; Corujeira, Susana; Hospital Pediátrico Integrado, Centro Hospitalar de S. João; Reis Melo, Ana; Hospital Pediátrico Integrado, Centro Hospitalar de S. João; Almeida, Pa
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: Pretendeu-se identificar os níveis de stress nas mães de crianças e adolescentes com perturbação de hiperatividadecom défice de atenção e verificar se existe uma associação entre o stress percecionado por estas mães e o funcionamento familiar.Métodos: Foram utilizados o índice de stress parental, versão reduzida, que caracteriza o stress parental total de acordo comtrês dimensões (dificuldade parental, interação pais / criança e criança difícil), e a escala de avaliação da adaptabilidade e coesãofamiliar, que classifica as famílias em equilibradas, meio-termo ou extremas.Resultados: Participaram neste estudo 89 mães. Obtiveram-se valores médios no questionário índice de stress parental acimado percentil 85 (valor de cutoff) nas subescalas interação disfuncional criança-pais, criança difícil e no valor de stress total.Verificou-se ainda que havia uma forte correlação entre stress total e as três subescalas, isto é, mães com níveis mais elevadosde stress tendem a ter uma maior perceção de dificuldade parental, de interação disfuncional com a criança e de criança difícil.Não se verificaram diferenças estatisticamente significativas entre o tipo de família (equilibrada versus meio-termo ou extrema...

Hiperatividade e défice de atenção em contexto escolar; estudo comparativo das perceções e impacto em professores do Ensino Básico

Santos, Paulo Alexandre Rodrigues dos
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor; A Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação do sistema nervoso central com um quadro sintomático diversificado. Surge na infância e é caracterizada por significativas dificuldades em manter a atenção, impulsividade e hiperatividade. Tendo em conta o contexto profissional e o desafio que esta perturbação representa no contexto de sala de aulas, torna-se pertinente saber intervir nestes alunos, de forma adequada, com recurso a estratégias/práticas educativas e comportamentais diversificadas, para que se possa promover o seu sucesso académico. Através deste trabalho, pretendeu-se: saber quais as perceções dos professores do Ensino Básico em relação aos alunos com PHDA; verificar de que forma a presença de alunos com PHDA pode influenciar a sua intervenção pedagógica, contribuindo deste modo para um maior conhecimento e melhor atendimento de alunos com PHDA nas escolas, naquele nível de ensino. Para que os objetivos suprareferidos pudessem ser alcançados...

Programa de intervenção psicomotora para crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade - TDAH = Psychomotor intervention program for children with attention deficit hyperactivity disorder - ADHD; Programa de intervenção psicomotora para crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade - TDAH

Mariana Coelho Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este estudo teve como objetivo verificar a eficácia de um programa de intervenção psicomotora em crianças com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Especificamente o estudo comparou o desempenho psicomotor e cognitivo (atenção e funções executivas), pré e pós testagem, em crianças com TDAH submetidas ao programa de intervenção psicomotora; comparou o desempenho psicomotor e cognitivo (atenção e funções executivas), pré e pós testagem, em crianças com TDAH não submetidas ao programa de intervenção psicomotora; além da comparação do desempenho psicomotor e cognitivo de crianças com TDAH e crianças controle na avaliação pré e pós-testagem. Participaram do estudo 26 crianças do gênero masculino, sendo 14 com TDAH, divididas em grupo experimental I e II (GEI e GEII) e 12 com desenvolvimento típico agrupados no grupo controle (GC), com idade cronológica entre 07 e 11 anos (M=9,00) e cursando do 2º ao 6º ano do ensino fundamental de escolas públicas e particulares. As crianças passaram por avaliação psicomotora e cognitiva. Os resultados deste estudo foram organizados em dois artigos, o primeiro referente ao desempenho psicomotor de crianças com TDAH e o segundo apresentando o efeito de um programa de intervenção psicomotora em crianças com TDAH. Os dados apresentados no primeiro artigo mostrou que as crianças com TDAH foram classificadas como "Eupráxico" 2(42...

O gene do transportador de dopamina e a suscetibilidade genética ao Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade em crianças

Genro, Júlia Pasqualini
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) está entre as doenças psiquiátricas mais comuns na infância e adolescência, afetando 5,3% de crianças em todo mundo. O TDAH é uma doença bastante heterogênea caracterizada por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, determinando prejuízo significativo na qualidade de vida dos pacientes. A partir destes sintomas três tipos clínicos são reconhecidos: predominantemente desatento, predominantemente hiperativo-impulsivo e combinado (combinação dos sintomas de ambos os grupos). Embora sua etiologia ainda não esteja totalmente esclarecida, existem fortes evidências mostrando que os genes desempenham um papel importante na doença. O transportador de dopamina (DAT) é uma proteína plasmática de membrana que controla a neurotransmissão dopaminérgica através da recaptação da dopamina liberada pelos neurônios pré-sinapticos. O DAT também é o principal sítio de ação do metilfenidato, que é o estimulante mais usado no tratamento do TDAH. O metilfenidato bloqueia a ação do DAT aumentando as concentrações sinápticas de dopamina. Esta evidência justifica o gene transportador de dopamina (DAT1 ou SLC6A3) como um candidato central no TDAH. A grande maioria dos estudos de associação com este gene concentram-se na região 3’ não traduzida do gene (3’ UTR)...

Avaliação da troca do metilfenidato de liberação imediata para o metilfenidato de liberação prolongada no transtorno de déficit de atenção / hiperatividade

Maia, Carlos Renato Moreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: O metilfenidato de liberação imediata (MFD-LI) é um psicofármaco receitado mundialmente para o tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção/hiperatividade (TDAH). Embora eficaz, o MFD-LI está associado a problemas de adesão ao tratamento, uma vez que os pacientes necessitam ingerir os comprimidos várias vezes ao dia. O Spheroidal Oral Drug Absorption System (SODAS™) é uma formulação de metilfenidato de liberação prolongada (MFD-LP) que mimetiza a administração de MFD-LI duas vezes ao dia, e que apresenta menor flutuação nos níveis séricos. Nesta formulação, cinqüenta por cento dos grânulos com revestimento para liberação entérica são liberados aproximadamente 4 horas após a administração, proporcionando um perfil de ação semelhante a duas tomadas ao dia do MFD-LI. O MFD SODAS™ libera de imediato 50% do medicamento, proporcionando um rápido início de ação quando comparado ao sistema de liberação OROS®. Poucos estudos avaliaram a troca do MFD-LI para o MFD-LP, sendo que desses, apenas crianças e adolescentes foram avaliados, e nenhum verificou os preditores de insatisfação da troca do MFD-LI para o MFD-LP. Objetivos: Este estudo tem como objetivo avaliar os sintomas de TDAH...

A formação do aluno de educação física da universidade católica de Brasília em relação ao transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Diaz, Suely Moisés
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este estudo teve como objetivo analisar se os alunos do curso de Educação Física em Licenciatura estão preparados para dar aulas a crianças que apresentem Distúrbio de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), tendo em vista os grandes benefícios que a prática de atividade física pode trazer a estas crianças que futuramente poderão em algum momento, estar nas aulas destes futuros professores, formados pela Universidade Católica de Brasília. Para isto foi elaborado um questionário adaptado de Santos (2007) contendo oito questões, abertas e fechadas. A amostra utilizada foi composta por 60 alunos, no quinto semestre ou mais do curso de Educação Física em licenciatura da Universidade Católica de Brasília. A partir dos dados analisados, concluiu-se que a grande maioria destes alunos apenas ouviu falar do TDAH, mas infelizmente não estão preparados nem sabem como agir diante destes alunos com o transtorno.; Educação Física

Um estudo de caso sobre o Transtorno de D??ficit de Aten????o/Hiperatividade - TDAH

Sousa, Maria Dolores Cunha de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de D??ficit de Aten????o/Hiperatividade (TDAH) ?? um transtorno do desenvolvimento de autocontrole que consiste em problemas com per??odo de aten????o, com controle de impulso e com o n??vel de atividade. Este trabalho tem como objetivo entender este problema por meio do estudo de caso de uma crian??a portadora de TDAH, com vistas a propor sugest??es para a supera????o desse problema. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa e os instrumentos de pesquisa foram a entrevista para a coleta de dados com pais, o especialista que atendeu a crian??a e o professor. Tamb??m, foi utilizada a observa????o da crian??a. As categorias escolhidas foram: Pais: Caracter??sticas do filho que levou os pais a suspeitarem do quadro de TDAH; Provid??ncias adotadas a partir da constata????o; Rea????o e principais dificuldades dos pais encontradas ao tomarem conhecimento do diagn??stico; Tratamentos indicados; Opini??o dos pais quanto ao tratamento medicamentoso; e Dificuldades apresentadas no ??mbito familiar ou escolar. Professores: Percep????o do professor diante do problema; Caracter??sticas comportamentais de TDAH; Postura adotada pelo professor diante de ???Y???; Busca de informa????es sobre o comportamento de ???Y???; A????es e postura tomadas diante do caso; Conseq????ncias ben??ficas das a????es tomadas; e Dificuldades encontradas. Especialista: Confirma????o para ser portador de TDAH; Caracter??sticas reconhecidas pelos profissionais da educa????o; Momento em que o profissional de sa??de auxilia o profissional de educa????o; Rela????o da crian??a com os colegas em sala de aula; Sugest??es transmitidas aos professores e pais; e Opini??o do especialista sobre treinamento espec??fico para professores. Observadora: Processo ensino-aprendizagem (atitudes e comportamento); Rela????o professor-aluno; Rela????o aluno com os colegas; Comportamento nas brincadeiras e jogos; Organiza????o dos objetos pessoais; Aten????o por parte do professo; e Atividades desenvolvidas dentro do prazo solicitado pelo professor. Alguns dos resultados deste trabalho foram: a falta de aten????o em sala de aula...

Assessment of working memory in children with attention deficit hyperactivity disorder; Évaluation de la mémoire de travail dans des enfants avec bouleversement du déficit d’attention et hiperatividade; Avaliação da memória de trabalho em crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Evaluación de la memoria de trabajo en niños con transtorno de déficit de atención e hiperctividad

Messina, Lucinete de Freitas; Tiedemann, Klaus Bruno
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Ce projet a enquêté aux habilités plus cognitives de la Mémoire de Travail d’enfants et d’adolescents avec le « Bouleversement du Déficit Atenção et de Hyperactivité » (TDAH). L’essai TIHC-Teste Infantile à d’Habilités Plus cognitives informatisé a été apliqué, en évaluant principalement 5 habilités les plus cognitives Raisonnement Inductives (IL RIT), Mémoire de Stockage Auditif (MAA) et Aspect et Mémoire de Travail Auditive (MTA) et Aspect (MTV) en utilisant le modèle de Cattell-Horn-Carroll. L’essai a été appliqué dans 62 sujets, en étant 32 avec TDAH de l’Hôpital du Clínicas-SEPIA-USP et 30 sujets contrôle « normal » de l’enseignement fondamental du filet municipal de 1ª à la 8ª séries, avec des âges entre 7 à 15 ans, des tous les deux sexes. Les analyses exécutées ont indiqué l’existence de différences dans de divers aspects rapportés à la mémoire dans les types particuliers d’enfants avec TDAH. Il s’est vérifié que les enfants avec TDAH ont obtenu bonne performance dans les preuves de mémoire visuelle dans détriment les preuves de mémoire auditive. La corrélation des résultats de TIHC s’est vérifiée que le temps de réaction de la preuve de mémoire de stockage visuel a maintenu une corrélation significative avec la preuve de calcul.; Ese proyecto investigó las capacidades cognitivas y la memoria de trabajo en niños y jóvenes con transtorno de déficit de atención e hiperctividad (TDAH). Se aplicó el test TIHC-Teste Infantil de Habilidades Cognitivas informatizado...