Página 5 dos resultados de 950 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

A localização da indústria de transformação brasileira nas últimas três décadas

Souza, Filipe Lage de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
NONE
Relevância na Pesquisa
75.83%
None

Emprego, capital, produtividade e salarios : estimativas de suas evoluções na indústria de transformação paulista : l975/85

Zuque, Carlos Alberto
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
75.85%
Trata dos problemas do emprego e da remuneração da força de trabalho industrial no Estado de São Paulo. Estabelece uma associação entre acumulação de capital, produtividade e salários reais, caracterizando o tipo do processo de capitalização adotado, e apontando deficiências no repasse dos acréscimos produtivos aos salários, na indústria de transformação paulista. Compara ocorrências pr´sticas com enunciados teóricos, utilizando estimativas obtidas a partir dos dados estatísticos pesquisados

Salários e ordenados : um estudo de caso na indústria de transformação

Zurrón Ocio, Domingo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.85%
Dado que a determinação dos salários e ordenados de forma substancial a demanda agregada, pois constitui a forma básica de distribuição da renda, torna-se necessários o estudo das causas que influem nesta determinação e que serão abordadas mais sistematicamente através de um modelo econométrico, e de forma mais ampla em função das diretrizes gerais da política econômica vigente no período. Neste contexto justifica-se, portanto, a análise do comportamento do salário mínimo, dos índices de produtividade e de lucratividade do setor em foco e da economia em geral

Caracterização, análise e perspectivas da matriz energética do setor de papel e celulose

Almeida, Vinícius Bononi de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.86%
O segmento de papel e celulose é um dos mais importantes segmentos industriais eletrointensivos do país. As unidades industriais são intensivas tanto no uso de energia térmica quanto elétrica, nas diversas etapas da produção de celulose e posteriormente na fabricação de papel. Grande parte dessa demanda energética é suprida por combustíveis provenientes do próprio processo, como o licor negro e biomassa florestal, entretanto, em muitos casos as unidades não são autossuficientes em energia. A matriz energética dessa indústria se baseou, inicialmente, no suprimento através do óleo combustível, abundante e barato. Todavia, com as crises de petróleo e a recessão estabelecida no país na segunda metade da década de 70, ocorreram rápidas e significativas mudanças, motivadas pelo incentivo do uso do licor negro em caldeiras de recuperação química. O gás natural, com a exploração das bacias de Santos e Campos, bem como com a construção do Gasoduto Brasil-Bolívia, também se tornou uma boa opção energética para a substituição do óleo combustível. Nesse trabalho buscou-se analisar as possíveis trajetórias da matriz energética da indústria de papel e celulose brasileira, no horizonte de curto e médio prazo...

Conflito e negociação : estudo de caso em uma indústria de transformação do Rio Grande do Sul

Michelon, Regina Maria Coelho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.85%
Esta pesquisa trata do tema conflito e negociação. O objetivo geral foi mapear e analisar situações de conflito e o seu processo de negociação em uma indústria de transformação do Rio Grande do Sul. Utilizou-se tanto o método do estudo de caso para uma pesquisa exploratória e de caráter descritivo, como a pesquisa-ação. Os sujeitos da pesquisa foram 21 alunos de um curso de “Negociação” em abril de 2002, o superintendente e a chefia do setor Talentos Humanos da empresa. Para a coleta dos dados foram utilizadas observações participantes, análise de documentos, filmagens e entrevistas semi-estruturadas. A coleta de dados ocorreu entre abril de 2002 e abril de 2003. Investigou-se e foi realizada intervenção na dinâmica dos conflitos no âmbito interno da empresa, diagnosticando os conflitos e analisando os resultados obtidos por meio do método de negociação desenvolvido na Universidade de Harvard. Os resultados demonstraram que a iniciativa para a escolha do modelo negocial integrativo ou competitivo partia da chefia; os subordinados apenas reagiam seguindo o modelo proposto, ou seja, de forma integrativa ou competitiva. Em se tratando de negociações entre colegas e com fornecedores, o modelo integrativo era adotado por iniciativa dos sujeitos...

"Um estudo sobre diferenciação de salarios na industria de transformação da região metropolitana de Curitiba"

Rinaldo Aparecido Galete
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
Não informado; Not informed

Política econômica, dinâmica setorial e a questão ocupacional no Brasil; Economy policy, sectorial dynamic and the occupation discussion in Brazil

Leandro Horie
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
Esta dissertação teve como objetivo principal analisar a estratificação social no Brasil, baseado no universo dos ocupados, nos anos de 1981, 1995, 2004 e 2009. A hipótese central é que a interação entre as questões macroeconômicas e seus impactos setoriais vão gerar dinâmicas econômicas distintas e que, por sua vez, irão gerar postos de trabalho com determinado perfil ocupacional, impactando diretamente na estratificação social do país. Para isso, a partir da metodologia de Quadros (2008), estruturou-se a dissertação da seguinte forma: i) uma análise sobre os determinantes do modelo econômico atual, que foi consequência das grandes transformações ocorridas na economia brasileira a partir do início da década de 1980 e que são responsáveis pelo cenário atual, onde o crescimento do setor de serviços e do comércio ocorreu (e ainda ocorre) paralelamente a uma "reespecialização produtiva" da indústria de transformação; ii) abordagem sobre as especificidades do mercado de trabalho brasileiro, fruto da formação do capitalismo brasileiro e onde excedente de mão de obra e vulnerabilidade da inserção ocupacional permanecem presentes, mesmo com períodos de crescimento econômico e movimentos de uma retomada de sua estruturação; iii) e por fim...

Competitividade sistêmica no setor de cerâmica de revestimento de Santa Catarina

Miranda, Joseane Borges de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 110 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico; A abertura econômica e o plano de estabilização de 1994 marcaram a economia brasileira na década de 90. Os dois fatores determinaram a reestruturação da indústria de transformação nacional. Este trabalho tem como objetivo principal verificar o impacto dessas mudanças através dos fatores sistêmicos de competitividade sobre o setor de cerâmica para revestimento. Este setor passou com sucesso pela reestruturação, e sofreu o impacto no desempenho competitivo da valorização cambial do período. O método básico foi o estudo multicaso, o qual envolveu entrevistas em quatro empresas. O elevado grau de competição e representatividade nas exportações do pólo sul catarinense de revestimento cerâmico justificam a opção pelo setor e pelas empresas. Levando-se em conta uma revisão bibliográfica e os resultados do estudo multicaso, conclui-se que os fatores sistêmicos influenciam na competitividade do setor. E a taxa de câmbio real como variável representante dos fatores sistêmicos macroeconômicos refletiu sobre o setor de duas maneiras: primeiro de forma positiva facilitando a importação de máquinas e equipamentos, o que resultou em um parque fabril tecnologicamente atualizado; segundo de forma negativa...

Maximização do resultado na indústria de lacticínios através da otimização do mix de produção com utilização das UEPS, unidades de esforço de produção como fator de limitação da margem de contribuição

Kmit, Wlamir
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 149 f.| il.,tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.79%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Este estudo visa propor um modelo de Sistema de Maximização do Resultado, aplicável à indústria de laticínios, que determine o mix ideal de produtos a serem fabricados de maneira a maximizar o lucro, servindo como instrumento de planejamento da produção. O modelo utiliza dados do Sistema de Informações, e do Sistema de Gestão de Custos. O Sistema de Informações fornece informações (internas e externas) ao Sistema, como oferta de insumos, demanda de produtos, valores de compra e venda, carga tributária, fretes e comissões. O Sistema de Gestão de Custos é uma combinação dos conceitos do princípio de custeio variável e de absorção integral, com os métodos de custeio das UEPs (unidades de esforço de produção) para os custos de transformação e do custo-padrão para os custos de matéria-prima. O modelo utiliza informações do processo tecnológico de produção e determina as seguintes informações: custo fixo, custo variável, margem de contribuição, fatores de limitação da margem de contribuição e unidades de esforço de produção. O Sistema de Maximização do Resultado utiliza esses dados e conceitos da Teoria das Restrições. Esse conjunto de dados fornece as restrições do modelo...

Tecnologia da informação e produtividade na indústria brasileira

Mendonça,Marco Aurélio Alves de; Freitas,Fernando de Almeida; Souza,Jano Moreira de
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.82%
O artigo tem por objetivo mensurar os impactos decorrentes da adoção de tecnologia da informação na produtividade dos trabalhadores da indústria de transformação brasileira. O trabalho utilizou amostra de 26.776 firmas, cujos dados são provenientes da Pesquisa Industrial Anual (PIA) e da Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica (PINTEC), ambas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), da Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC); e do Censo de capitais estrangeiros, do Banco Central do Brasil. O banco de dados foi organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O modelo econométrico de corte transversal estimado refere-se ao ano de 2003. Os resultados indicam que a adoção de TI afeta positivamente a produtividade da mão-de-obra.

Investimento direto estrangeiro e transbordamento de produtividade na indústria de transformação brasileira, no período de 2000 a 2005; Foreign direct investment and productivity spillover in the Brazilian manufacturing industry, from 2000 to 2005.

Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DAE - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DAE - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.84%

Análise dos reflexos tributários em uma indústria de transformação com a implementação do fator acidentário de prevenção: uma abordagem geral

Dimer, Vanessa Evaldt
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.85%
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado para obtenção de grau de Bacharel, no curso de Ciências Contábeis, da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; O Fator Acidentário de Prevenção, embora previsto em lei desde 2003, teve sua aplicação efetiva somente em janeiro de 2010. Esse novo multiplicador, utilizado para alterar a alíquota de contribuição ao Riscos Ambientais do Trabalho, foi divulgado como uma forma de premiar as empresas que apresentam números de acidentes relacionados ao trabalho abaixo da média do seu setor e punir aquelas cuja acidentalidade estiver acima desta. Assim, incentiva investimentos em segurança buscando a redução deste tipo de acidentes. Esta metodologia gerou preocupação por parte dos empresários, temerosos de que fosse aplicada com o intuito de aumentar sua carga tributária. O objetivo deste estudo consiste em avaliar quais os reflexos financeiros na contribuição de uma indústria de transformação para o Riscos Ambientais do Trabalho com as alterações trazidas pela aplicação do Fator Acidentário de Prevenção, utilizando-se para tal de um estudo de caso em uma empresa na região de Criciúma. Neste estudo é apresentada a fundamentação teórica sobre acidentes de trabalho...

Dinâmica do emprego industrial no Brasil entre 1990 e 2009: uma visão regional da desindustrialização; Texto para Discussão (TD) 1673: Dinâmica do emprego industrial no Brasil entre 1990 e 2009: uma visão regional da desindustrialização

Cruz, Bruno Oliveira; Santos, Iury Roberto Soares
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
75.85%
O presente trabalho busca analisar o processo de desindustrialização segundo uma ótica regional. A perda da importância da Indústria de Transformação tanto no valor adicionado do Produto Interno Bruto PIB como no total do emprego não é neutra em termos espaciais. A partir de dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), em uma desagregação geográfica do nível de microrregiões, encontramos evidência de uma desconcentração industrial. O ganho de relevância industrial de algumas microrregiões, no entanto, parece estar condicionado a um maior volume de emprego em indústrias menos avançadas tecnologicamente, evidenciando que apesar de as regiões industriaisconsolidadas terem perdido importância, no geral elas continuam liderando o país quando se considera o conteúdo tecnológico das indústrias.; 45 p. : il.

Desindustrialização: luzes e sombras no debate brasileiro; Texto para Discussão (TD) 1747: Desindustrialização: luzes e sombras no debate brasileiro

Squeff, Gabriel Coelho
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
75.85%
Este texto discute a hipótese de desindustrialização brasileira a partir de indicadores não encontrados usualmente na literatura sobre o tema. A avaliação foi feita com base na estrutura e dinâmica da indústria de transformação vis-à-vis o restante da economia e, adicionalmente, sob a ótica intraindustrial a partir da classificação das atividades econômicas segundo intensidade tecnológica da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Ambos os métodos permitiram discutir este tema sob uma perspectiva mais ampla e acurada, identificando-se dados que corroboram e contrariam a hipótese de que o Brasil está passando por um processo de desindustrialização de sentido pejorativo.; 52 p. : il.

Taxa de câmbio real e heterogeneidade estrutural na indústria de transformação brasileira: uma avaliação preliminar

Amitrano, Cláudio Roberto; Squeff, Gabriel Coelho; Pires, Murilo José de Souza; Araújo, Victor Leonardo de
Fonte: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
75.82%
A taxa de câmbio é um dos preços mais estratégicos de qualquer economia. Seu nível, variação e volatilidade são aspectos sempre levados em consideração nas decisões de consumo e investimento, o que implica que a taxa de câmbio afeta a taxa de poupança e, sobretudo, a estabilidade macroeconômica de um país. Assim, o comportamento da taxa de câmbio sempre foi alvo de preocupação de pesquisadores e dos governos. Sendo assim, o objetivo deste estudo é lançar luz sobre essas questões tecendo alguns comentários a respeito das possíveis relações existentes entre o comportamento da taxa de câmbio real e a indústria, tanto no que concerne à composição nas Contas Nacionais quanto no que se relaciona com as exportações de manufaturados. Esta delimitação de escopo é pertinente na medida em que ganhou notoriedade nos últimos anos a discussão a respeito da hipótese de desindustrialização e doença holandesa no Brasil.; p. 39-45 : il.

O trabalho industrial feminino; Texto para Discussão (TD) 764: O trabalho industrial feminino; The female industrial work

Melo, Hildete Pereira de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
75.85%
O crescimento da participação feminina na força de trabalho brasileira repete um fenômeno que nas últimas décadas do século XX ocorreu em todo o subcontinente latino-americano. Os diversos estudos feitos sobre o tema concluem que o dinamismo da entrada feminina no mercado de trabalho não foi acompanhado de uma diminuição das desigualdades profissionais entre os sexos. No Brasil, a novidade é que a violenta reestruturação produtiva da indústria de transformação nacional não expulsou a mão-de-obra feminina do mercado de trabalho, com sua taxa de participação mantendo-se no mesmo patamar de meados da década de 80. Assim, ao contrário do esperado, essa reestruturação não produziu uma “volta ao lar” das trabalhadoras industriais. Este texto estuda o emprego feminino industrial diante dessas mudanças estruturais ocorridas no processo produtivo manufatureiro, analisando se as potencialidades presentes nos novos paradigmas produtivos ampliaram as oportunidades de acesso ao emprego e melhoria das condições de permanência das mulheres no trabalho industrial. Com esta preocupação como fio condutor, a ocupação feminina industrial foi analisada nos anos de 1985, 1993 e 1997 na indústria de transformação nacional. A avaliação foi feita utilizando-se as variáveis: sexo...

Crescimento da Produtividade no setor de serviços e da indústria no Brasil: dinâmica e heterogeneidade; Crescimento da Produtividade no setor de serviços e da indústria no Brasil: dinâmica e heterogeneidade

Jacinto, Paulo de Andrade; Ribeiro, Eduardo Pontual
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
O presente estudo analisa a evolução da produtividade do setor de serviços focando na relação entre estrutura e crescimento. A partir das informações das Contas Nacionais e da Pesquisa Anual de Serviços e do uso de decomposições para explorar a dinâmica da produtividade, os resultados mostram que o setor de serviços é um setor com alta produtividade. No período de 2002 a 2009, a evolução da produtividade desse setor foi positiva com um desempenho superior ao da indústria de transformação desde 1996. Não há evidências favoráveis para a existência da doença de custos no Brasil e tanto na indústria como nos serviços, não se verificou uma associação positiva entre mudanças na estrutura e ganhos de produtividade, o chamado bônus estrutural.; This work aimed to evaluate the evolution of the service sector productivity focusing on the relationship between structure and growth. Information from the National Accounts and from the Annual Services Survey (PAS in Portuguese) was used, as well as decompositions to investigate productivity dynamics. The results show that the service sector is a sector with high productivity. Productivity growth in services was positive from 2002 to 2009 and since 1996 its performance was superior to manufacturing. There is no evidence supporting the existence of the cost disease in Brazil and neither in industry nor in services a positive relation between changes in the structure and productivity gains...

Indústria de Transformação e Crescimento: uma interpretação para o desempenho da Economia Brasileira nos anos 1990 e 2000

Lamonica, Marcos Tostes; Universidade Federal Fluminense; Feijó, Carmem Aparecida; Universidade Federal Fluminense
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
75.84%
Como a economia brasileira tem crescido relativamente menos que demais economias emergentes, assume-se que a perda de importância da manufatura no PIB pode em parte explicar esta performance. Porém, o relativo baixo crescimento tem sido acompanhado de uma melhora no padrão de vida da população, considerando que a expansão recente tem sido liderada pelo consumo das famílias. A contribuição deste trabalho é, fazendo uso de estatísticas descritivas, analisar a evolução da estrutura produtiva da segunda metade dos anos 1990 até 2011 argumentando que o baixo crescimento deve ser entendido como o resultado da interação entre a evolução da estrutura produtiva com estímulos da conjuntura econômica.

UM ESTUDO SOBRE O COMPORTAMENTO DA PRODUTIVIDADE INDUSTRIAL DO TRABALHO NAS REGIÕES DO BRASIL NO PERÍODO DE 1996 A 2010

Galeano, Edileuza Vital; Wanderley, Lívio Andrade
Fonte: Departamento e Programa de Pos-Graduação em Geografia da UFES Publicador: Departamento e Programa de Pos-Graduação em Geografia da UFES
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
O objetivo deste artigo é apresentar um estudo empírico sobre o comportamento da produtividade industrial do trabalho nas regiões do Brasil no período de 1996 a 2010 por grupos de intensidade tecnológica. Foi utilizado o método shift-share. Os resultados apresentados indicaram que nos grupos de setores que apresentaram taxas de crescimento positivas foram as vantagens competitivas inerentes a cada região que explicaram, em sua maioria, o crescimento da produtividade do trabalho. Houve predominância de setores absorvedores de tecnologia em detrimento dos setores geradores de spillovers tecnológicos. O crescimento da produtividade do trabalho na indústria extrativa apresentou tendência de crescimento enquanto a indústria de transformação apresentou tendência de queda, evidenciando uma estagnação da produtividade do trabalho a nível nacional. Há evidências de um processo de reprimarização das atividades industriais através da especialização em commodities.

Industrial coagglomeration: some state-level evidence for Brazil

Resende, Marcelo; Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
75.85%
O artigo quantifica a coaglomeração industrial entre pares de setores da indústria de transformação no Estado do Rio de Janeiro, em 2010. Para tanto, considera-se o índice de coaglomeração avançado por Ellison et al. (2010) e procura se relacionar com indicadores que aproximariam o uso de trabalhadores semelhantes (labor pooling), proximidade com fornecedores e clientes, e vantagens naturais. Observaram-se algumas similaridades com evidência anterior para os EUA, mas também contrastes importantes. A evidência econométrica exploratória pareceu indicar um papel mais forte para as variáveis aproximando labor pooling e intensidade do uso de insumos.