Página 5 dos resultados de 944 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Primeiro registro de epidemias causadas pelo vírus Oropouche nos Estados do Maranhão e Goiás, Brasil

Vasconcelos,Pedro Fernando da Costa; Travassos da Rosa,Jorge Fernando Soares; Guerreiro,Sueli Corrêa; Dégallier,Nicolas; Travassos da Rosa,Elizabeth Salbé; Travassos da Rosa,Amélia Paes de Andrade
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1989 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Os autores descrevem a ocorrência de epidemias causadas pelo vírus Oropouche (ORO) nos Estados do Maranhão (MA) e Goiás (GO) em 1988. 36 amostras de vírus foram obtidas a partir da inoculação do sangue de 120 pacientes em camundongos recém nascidos. A doença foi caracterizada por febre, cefaléia, dores musculares, articulares, fotofobia, dor retro ocular, náuseas e tontura. 128 das 197 pessoas examinadas em Porto Franco, MA, tinham anticorpos inibidores da hemaglutinação (IH) para o agente e, em 106 foram detectados anticorpos IgM por MAC ELISA. Todos os grupos etários foram infectados, embora a incidência tenha sido mais elevada entre aqueles com 10 a 19 anos de idade. Quanto ao sexo, a infecção ocorreu igualmente em ambos os sexos. Recorrência dos sintomas foi observada em 56% dos casos positivos estudados. A inoculação em camundongos Swiss recém nascidos de 3.624 Culicoides paraensis (Ceratopogonidae) e 1.970 Culex (Culex) quinquefasciatus (Culicidae), coletados em Porto Franco-MA, resultou em um único isolamento do vírus ORO a partir dos Culicoides. Essa é a primeira descrição de casos confirmados de infecção pelo vírus Oropouche nos Estados do Maranhão e Goiás, Brasil.

Mapas de zonas de risco de epidemias e zoneamento agroclimático para o Cancro Cítrico no Estado de São Paulo

Lopes,Mariana Vilela; Barreto,Modesto; Scaloppi,Érika Auxiliadora Giacheto; Barbosa,José Carlos; Brunini,Orivaldo
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
O cancro cítrico, causado pela bactéria Xanthomonas axonopodis pv. citri Valterin et alii 1995, é uma doença conhecida mundialmente e sempre constituiu séria ameaça para a citricultura brasileira. O objetivo do presente trabalho foi analisar as condições climáticas do Estado de São Paulo e desenvolver mapas de zonas de maior risco de epidemias de cancro cítrico. Foram utilizados dados meteorológicos referentes aos anos de 2002 a 2005, os quais foram baseados no modelo de previsão desenvolvido por Campbell & Madden (4) e Hau & Kranz (10). A freqüência dos dados foi horária e quando alguma estação apresentava falha, esses eram extrapolados da estação mais próxima. Foram contabilizados os índices de favorabilidade e posteriormente calculadas as porcentagens de dias favoráveis à ocorrência da doença no período de um ano. A partir destas informações, foram gerados os mapas temáticos do Estado de São Paulo, com a distribuição espacial da porcentagem de dias favoráveis à ocorrência de cancro cítrico. A região Noroeste do Estado foi a que apresentou a maior porcentagem de dias favoráveis à ocorrência de cancro cítrico.

Epidemias

Barata,Rita de Cássia Barradas
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1987 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
A questão das epidemias, presente desde o início da história do Homem, é tratada nesse artigo, com especial destaque para as alterações sofridas pelo conceito durante o desenrolar da história e para as diversas práticas de controle desenvolvidas em resposta a elas. Através de diversas citações extraídas de pensadores e cientistas de diferentes épocas buscou-se retratar essas alterações históricas.

Contato, epidemias e corpo como agentes de transformação: um estudo sobre a AIDS entre os Índios Xokléng de Santa Catarina, Brasil

Wiik,Flávio Braune
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
A partir da análise dos episódios de AIDS que acometeram os Índios Xokléng em 1988, o presente artigo visa referir fenômenos de doença a rupturas e transformações socioculturais ocorridas nesse universo com base na história de contato com a sociedade abrangente. A interpretação e a análise da relação estabelecida são feitas à luz de teorias antropológicas acerca da centralidade que corpo, corporalidade e processos corporais degenerativos ocupam nas sociedades indígenas brasileiras. Propõe-se que corpo, sociedade e agentes macroconjunturais são articulados pela práxis; por isso, devem ser relacionados nos estudos socio-antropológicos concernentes aos fenômenos de doença. O artigo traz a descrição sucinta das epidemias advindas com o contato, tentando vinculá-las aos contextos históricos específicos que o marcaram. Categorias da etnomedicina, cosmologia e corporalidade Xokléng são associadas à organização social e aos casos de AIDS. Estes são apresentados tendo, como enfoque principal, a ligação estabelecida entre seu advento e as transformações no universo Xokléng em função da construção da Barragem Norte junto a sua Terra.

Dinâmica intra-urbana das epidemias de dengue em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 1996-2002

Almeida,Maria Cristina de Mattos; Assunção,Renato Martins; Proietti,Fernando Augusto; Caiaffa,Waleska Teixeira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Este estudo teve como objetivo descrever os padrões espacial e temporal das epidemias de dengue em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, entre 1996 e 2002, analisando o endereço de residência como marcador do local de exposição. Casos de dengue notificados foram agrupados segundo semana epidemiológica do início dos sintomas e setor censitário de residência. O índice de Moran local foi utilizado para avaliar a autocorrelação espacial dos coeficientes de incidência. Também foi verificada a reincidência dos setores nas diferentes ondas epidêmicas. Por meio da função K de Ripley, foram comparadas as distribuições espaciais de dois grupos populacionais, supondo terem diferentes comportamentos em relação ao seu deslocamento pela cidade. Foram analisados 99.559 casos, evidenciando-se sete alças epidêmicas com diferentes durações e intensidades, com concentração de casos numa parcela reduzida de setores e tendência de dispersão espacial e temporal. A distribuição de casos dos dois grupos populacionais evidenciou padrões diferenciados, apontando a necessidade de melhorar o registro do provável local de infecção. O padrão de endemização da doença encontrado requer estratégias específicas e constitui um maior desafio para a vigilância em saúde.

O princípio do fim: o "torna-viagem", a imigração e a saúde pública no Porto do Rio de Janeiro em tempos de cólera

Rebelo,Fernanda; Maio,Marcos Chor; Hochman,Gilberto
Fonte: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getúlio Vargas Publicador: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Este artigo aborda as relações entre saúde pública, imigração e epidemias, tendo como foco os navios de imigrantes acometidos pela cólera, que chegaram ao porto do Rio de Janeiro entre o final do século XIX e início do XX. A análise é organizada a partir de quatro navios de imigrantes, que deveriam ter permanecido em quarentena, mas foram obrigados a retornar viagem aos portos de origem por apresentarem cólera a bordo. São analisados os esforços dos serviços sanitários para impedir o ingresso de doenças no país e, ao mesmo tempo, garantir o fluxo de mercadorias e de mão de obra imigrante.

Emergências de saúde pública: conceito, caracterização, preparação e resposta

Carmo,Eduardo Hage; Penna,Gerson; Oliveira,Wanderson Kleber de
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Nos últimos anos, tem havido uma maior preocupação internacional com a disseminação ou propagação de agentes etiológicos e doenças, de natureza infecciosa, química e radionuclear. Visando adequar os conceitos e as medidas para evitar ou reduzir o risco dessa disseminação, foi adotado pelos países o novo conceito de emergência de saúde pública de importância internacional, no âmbito do RSI (2005), e implementadas novas estratégias para preparação e resposta a essas emergências. Com base em análise de risco contextualizada sobre eventos de saúde que podem se disseminar internacionalmente, busca-se contar com instrumentos mais oportunos que permitam a identificação e a atuação precoce sobre esses eventos. A adaptação desse conceito, para o propósito da vigilância em saúde e rede de atenção dos serviços de saúde nacional, tem permitido um melhor gerenciamento dos eventos de saúde que constituem risco de disseminação ou propagação de doenças ou agravos dentro do território nacional, além de oferecer uma resposta mais oportuna. A análise sobre esses eventos, realizada no presente trabalho, indica que a ocorrência de desastres ambientais, em número mais reduzido quando comparada com os eventos de natureza infecciosa...

Imigração e epidemias no estado de São Paulo

Telarolli Junior,Rodolpho
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1996 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Esse artigo tem por objetivo apresentar e discutir aspectos de interesse sanitário no processo de imigração estrangeira para o estado de São Paulo, na primeira década após a proclamação da República. Objetiva também apresentar as relações da imigração com a formação dos serviços sanitários estaduais e com a elaboração do modelo tecno-assistencial por eles adotado a partir da década de 1890. Num momento em que a febre amarela era a mais freqüente e letal das epidemias que afetavam o estado, matando principalmente os estrangeiros, a defesa do fluxo migratório foi um dos fios condutores das ações em saúde pública. A combinação entre os interesses da cafeicultura, a expansão ferroviária, imigração e febre amarela definiu os rumos da ação sanitária promovida pelas oligarquias no poder nesse período em São Paulo. A organização autoritária do Estado brasileiro não dava espaço à implantação de ações individuais de assistência à saúde. Sempre reivindicada pela população urbana e rural, somente com o desenvolvimento da medicina previdenciária no país, na década de 1930, difundiram-se as ações de assistência individual à saúde.

Las epidemias de cólera en Córdoba a través del periodismo: la oferta de productos preservativos y curativos durante la epidemia de 1867-1868

Carbonetti,Adrián; Rodríguez,María Laura
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 ES
Relevância na Pesquisa
26.77%
La enfermedad es un momento de crisis tanto individual como social. La cercanía de la muerte debido a la dolencia genera en las sociedades estrategias para evadirla o curarla. Las epidemias y especialmente las de cólera tuvieron una impronta muy fuerte en la sociedad argentina y especialmente en la cordobesa ya que la primera de ellas fue devastadora en términos demográficos y sociales. En este artículo pretendemos analizar el ofrecimiento de productos, que se publicaba en la prensa escrita en la primer epidemia del año 1867/68. Partimos de la hipótesis de que los productos que se ofrecían desarrollaban un comercio de carácter suntuario que no eran objeto de transacciones comerciales habitualmente por la población en momentos no epidémicos y que a su vez estaban dirigidos hacia los sectores de mayor nivel adquisitivo.

Poder e saude na America do Sul: os congressos sanitarios internacionais, 1870-1889

Chaves,Cleide de Lima
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Analisa os congressos sanitários internacionais que aconteceram na América do Sul em 1873 e 1887, e que envolveram o Império do Brasil e as Repúblicas da Argentina e do Uruguai, numa perspectiva de integração a eventos similares ocorridos na Europa e na América do Norte a partir da segunda metade do século XIX. Discutem-se os interesses dos países envolvidos no que se refere às relações comerciais e ao fluxo imigratório europeu, diretamente atingidos pelas epidemias, e apontam-se as repercussões desses acordos sanitários nos demais países do continente americano. As convenções sanitárias americanas do final do século XIX representaram as primeiras iniciativas do continente para solucionar os problemas de saúde pública internacional.

Crônica de uma praga anunciada epidemias agrícolas e história ambiental do café nas Américas

Mccook,Stuart
Fonte: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais. Publicador: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
As epidemias agrícolas fornecem um ponto de vista privilegiado para a história ambiental global e transnacional de commodities. A epidemia da ferrugem, causada pelo fungo Hemileia nastatrix, é uma das mais sérias doenças que têm atingido a indústria global de café. No século XIX, ela devastou as plantações de café no Velho Mundo. Também reduziu agudamente a produção de café do tipo arábica na África, Ásia e no Pacífico. Esse foi um dos fatores que permitiu aos países da Américas dominarem a produção global no século XX. Essa epidemia foi detectada nas Américas pela primeira vez na década de 1970. A sua história nas Américas, e as tentativas de seu controle lançam luzes sobre dois paradigmas maiores que moldaram a história ambiental do café no final do século XX. São eles: o paradigma tecnicista, dominante entre meados do século XX até o início dos anos 1990; e o paradigma da sustentabilidade, cujo domínio emergiu em meados dos anos 1980 e se mantém até o presente.

A "peste branca" nos navios negreiros: epidemias de varíola na Amazônia colonial e os primeiros esforços de imunização

Sá,Magali Romero
Fonte: Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental Publicador: Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
O presente trabalho aborda as epidemias de varíola ocorridas em Belém do Pará nos séculos XVIII e XIX enfatizando, a partir de relatos dos viajantes e registros dos Arquivos Públicos do Pará, os primeiros esforços de imunização empreendidos pelos missionários e governo colonial na região.

O SIGNIFICADO SOCIAL DOS TERMOS E EXPRESSÕES REFERENTES A EPIDEMIAS NO CEARÁ OITOCENTISTA

LEITE,Francisco de Freitas; ALMEIDA,Maria de Fátima
Fonte: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.77%
Este artigo objetiva analisar o significado social dos termos e expressões referentes a epidemias de cólera e de varíola que acometeram milhares de pessoas no Ceará durante o século XIX, sobretudo a partir de um corpus constituído da novela de 1899, Violação, de Rodolfo Teófilo; e de textos jornalísticos do semanário O Araripe, impresso de 1855 a 1864 em Crato-Ceará. É um trabalho que se situa no âmbito da Linguística Histórica lato sensu, sendo utilizada como metodologia de análise essencialmente aquela da História Social da Linguagem, nos moldes dos trabalhos de Burke e Porter (1993, 1997) e Burke (2010). Também subjazem ao nosso trabalho analítico as propostas teóricas de Benveniste (1995, 1989), principalmente aquelas que abordam a relação que se estabelece entre língua e realidade ou entre léxico e cultura. Nossas conclusões, advindas das análises, apontam para a necessidade de entendermos a linguagem não como simulacro da realidade, mas como parte viva da realidade social, cultural e histórica do homem. A relação entre as palavras e as doenças pode ser marcada por concepções e preconceitos históricos e socioculturais e revelar as funções sociais que tem a linguagem.

Análise espacial e temporal de epidemias de patógenos de solo.

BERGAMIN FILHO, A.; HAU, B.; AMORIM, L.; LARANJEIRA, F. F.
Fonte: In: POLTRONIERI, L. S.; VERZIGNASSI, J. R. Fitossanidade na Amazônia: inovações tecnológicas. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2007. p. 17-36. Publicador: In: POLTRONIERI, L. S.; VERZIGNASSI, J. R. Fitossanidade na Amazônia: inovações tecnológicas. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2007. p. 17-36.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.77%
A epidemia é um sistema e como tal comporta-se como um todo em resposta a estímulos dirigidos a qualquer parte. Obviamente o patógeno, o hospedeiro e a doença constituem-se em subsistemas do sistema epidemia. Dependendo do interesse do observador, qualquer um dos três subsistemas pode ser elevado à categoria de sistema e estudado isoladamente: isto é fácil de ser visualizado no caso do hospedeiro, que não depende nem do patógeno nem da doença para sua existência, mas também é possível no caso do patógeno, seja quando se considera sua sobrevivência na ausência do hospedeiro, seja quando se considera seu crescimento saprofítico em meio outro que a planta. A doença é a interação entre patógeno e hospedeiro, sob a influência do ambiente e do homem. A análise epidemiológica temporal e espacial, apresentada a seguir, aplica-se indistintamente tanto a epidemias causadas por patógenos aéreos quanto àquelas causadas por patógenos veiculados pelo solo.; 2007; Acesso em: 23 out. 2009. Disponível em: http://www.cpatu.embrapa.br/livro-fitosanidade/LIVRO-FITO-PARTE-1.pdf

O ambiente e as epidemias de ferrugem asiática.

GODOY, C. V.; DEL PONTE, E. M.
Fonte: Cultivar, Pelotas, v. 7, n. 80, p. 28-29, dez./jan. 2005/06. Publicador: Cultivar, Pelotas, v. 7, n. 80, p. 28-29, dez./jan. 2005/06.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.77%
2005

A cidade de papel: a epidemia de peste bubônica e as críticas em torno da saúde pública na cidade do Rio Grande (1903-1904)

Silva, Raquel Padilha da
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.77%
Na presente tese foi analisada a postura do governo municipal do Rio Grande e do Estado frente às incisivas críticas do jornal “Echo do Sul” ao descaso dos poderes públicos para com a necessidade de implantação das políticas de higiene e saúde, em meio à epidemia de peste bubônica que assolou a cidade entre os anos de 1903-1904. Notou-se que o processo de higienização da cidade do Rio Grande, que por força de leis e pela necessidade diante da crise, somente se desenvolveu em fins de 1905. Essa iniciativa das autoridades públicas, muito incentivada pelo jornal “Echo do Sul”, não apenas foi um instrumento para combater as epidemias, mas principalmente, uma força remodeladora do modo de vida da população rio-grandina. Portanto, buscou-se nessa temática compreender as posturas do governo e da imprensa frente à crise endêmica, como também a transformação social e cultural da população rio-grandina.; This thesis has examined the attitude of the municipal government of Rio Grande and the front of the incisive criticism of "Echo do Sul" to the neglect of the public to the need for implementation of policies on health and hygiene, in the midst of the epidemic bubonic plague that struck the city between the years of 1903-1904. It was noted that the process of cleaning the city of Rio Grande...

“Saberes históricos e práticas cotidianas sobre o saneamento: desdobramentos na Porto Alegre do século XIX (1850-1900)”

Ávila, Vladimir Ferreira de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.77%
O trabalho aborda do ponto de vista histórico a forma como teria se processado os serviços de saneamento da cidade de Porto Alegre no século XIX. Para isso, desenvolvemos um estudo que se divide em três partes. Na primeira, discorremos sobre a história do saneamento desde a antiguidade até o século XIX, destacando a importância da obra de Hipócrates “Ares, águas e lugares” como elemento a dar base ao desenvolvimento de ações empreendidas sobre o saneamento das cidades ao longo do tempo. Na segunda parte, destacamos a influência do pensamento hipocrático nas ações públicas direcionadas ao saneamento da Porto Alegre oitocentista, ressaltando a participação dos diferentes agentes históricos, os quais denominamos de “agentes do saneamento”, como componentes essenciais no desenvolvimento desta história. Para encerrar, tratamos na terceira parte sobre a contínua relação existente na cotidianidade da cidade entre os agentes do saneamento (indivíduos), os saberes (hipocráticos) e as epidemias (doenças), como elementos que davam suporte às políticas públicas empreendidas sobre o espaço social da cidade. É visualizando esta constante interação, que procuramos descrever o processo de passagem ou de deslocamento entre um dado ideal de limpeza e conseqüentemente de saúde para um dado momento em que a saúde (coletiva) passa a ser percebida como o ideal de higiene.; The work includes the way how the sanitation services from Porto Alegre city would have been processed in the nineteenth century...

Análises estatísticas em redes complexas: propriedades topológicas, críticas e dinâmicas

Almeida, Maurício Lopes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Física; Física da Matéria Condensada; Astrofísica e Cosmologia; Física da Ionosfera Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Física; Física da Matéria Condensada; Astrofísica e Cosmologia; Física da Ionosfera
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.77%
In this thesis, we address two issues of broad conceptual and practical relevance in the study of complex networks. The first is associated with the topological characterization of networks while the second relates to dynamical processes that occur on top of them. Regarding the first line of study, we initially designed a model for networks growth where preferential attachment includes: (i) connectivity and (ii) homophily (links between sites with similar characteristics are more likely). From this, we observe that the competition between these two aspects leads to a heterogeneous pattern of connections with the topological properties of the network showing quite interesting results. In particular, we emphasize that there is a region where the characteristics of sites play an important role not only for the rate at which they get links, but also for the number of connections which occur between sites with similar and dissimilar characteristics. Finally, we investigate the spread of epidemics on the network topology developed, whereas its dissemination follows the rules of the contact process. Using Monte Carlo simulations, we show that the competition between states (infected/healthy) sites, induces a transition between an active phase (presence of sick) and an inactive (no sick). In this context...

Caridade e sa?de p?blica em tempo de epidemias. Bel?m 1850-1890

COSTA, Magda Nazar? Pereira da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.77%
Obrigados a enfrentar uma grave crise epid?mica desencadeada ao longo de quase toda a segunda metade do s?culo XIX, os habitantes de Bel?m assistem, a partir daquele momento, a uma intensa mobiliza??o social em prol da preserva??o da sa?de p?blica, que h? muito deixara de ser objeto de interesse do Governo Provincial e que agora se via amea?ada pela f?ria da febre amarela, da c?lera e da var?ola, que vinham desordenadamente fazendo suas v?timas pela cidade. Diante disso, esta disserta??o procura analisar alguns mecanismos empregados para conter o aumento dos casos das doen?as na Capital da Prov?ncia do Par?, destacando as estrat?gias sanit?rias propostas pelos facultativos ligados ? ci?ncia m?dica, levadas a cabo, muitas vezes sem resultado, pelo poder p?blico, mas que interferiram e modificaram significativamente as pr?ticas de assist?ncia aos enfermos mais necessitados, que geralmente eram socorridos em nome da caridade no Hospital da Santa Casa de Miseric?rdia. A falta de conhecimento sobre a etiologia das mol?stias trouxe ? tona ainda um acirrado conflito ideol?gico entre os m?dicos, que divergiam quanto aos poss?veis fatores que motivaram as epidemias e o tipo de terap?utica a ser aplicada aos doentes, ao mesmo tempo em que o perigo da contamina??o agu?ou tamb?m a ?compaix?o? e a ?caridade? de todos que se viram direta ou indiretamente amea?ados por aqueles males.; ABSTRACT: Forced to face a serious epidemic crisis that started nearly throughout the second half of the XIX century...

Tres epidemias de peste en Murcia en el siglo XIV

Torres Fontes, Juan
Fonte: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
26.77%