Página 5 dos resultados de 226 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Como el Uruguay no hay - : terror de Estado e segurança nacional Uruguai (1968-1985) : do pachecato à ditadura civil-militar

Padrós, Enrique Serra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
O presente trabalho analisa a ditadura civil-militar uruguaia (1973-1984) a partir da perspectiva da política de Terror de Estado, mecanismo implementado para aplicar as premissas da Doutrina de Segurança Nacional e defender os interesses dos setores dominantes locais. Da mesma forma, possibilitou o disciplinamento da força de trabalho, exigência implícita nas novas demandas do capitalismo mundial, o que significou, na prática, a destruição do questionamento social e das manifestações por mudanças promovidas pelas distintas organizações populares nos anos 60 e 70. Este período, aliás, foi marcado, na América Latina, tanto pela efervescência produzida pela Revolução Cubana quanto pelo esforço dos EUA em disseminar as concepções contra-insurgentes e reforçar a pentagonização regional. Foi durante as administrações de Pacheco Areco e de Bordaberry (1968-1973), marcadas por acentuada guinada autoritária ainda em regime democrático, que começaram a ser aplicadas determinadas práticas repressivas de Terror de Estado, fato que se projetou, ampliou e consolidou posteriormente, com o regime de exceção. O objetivo norteador da pesquisa foi estudar o conceito de Terror de Estado e analisar sua aplicação na experiência concreta da ditadura uruguaia enquanto metodologia de atuação de um sistema repressivo complexo que abrangeu as múltiplas dimensões da sociedade Assim...

A missivista, a prisão e a resistência : as estratégias e táticas nas cartas de Flávia Schilling (Uruguai, 1972-1980)

Silva, Diego Scherer da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
O trabalho analisa parte da trajetória da brasileira Flávia Schilling (nascida em 1953), a partir das cartas que ela escreveu no cárcere político no Uruguai entre 1972 e 1980, com foco nas estratégias de repressão e nas táticas de resistência empreendidas por ela e suas companheiras. Vivendo em Montevidéu, Flávia dedicou-se à militância política no grupo Tupamaros, e foi lá que, aos 18 anos, em novembro de 1972, acabou presa. Durante o seu encarceramento, escreveu constantemente para sua família, narrando, dentro dos limites possíveis, seu dia-a-dia no cárcere. Utilizando essas cartas como fonte principal, pretendeu-se responder as seguintes questões: (1) De que forma é possível perceber nas missivas estratégias de repressão presentes nas prisões políticas uruguaias? (2) Quais as táticas utilizadas por Flávia e suas companheiras para enfrentar essas estratégias que podem ser observadas nas cartas publicadas nos livros “Querida família:” (1978) e “Querida liberdade” (1980)? Em termos teóricos, são discutidos os seguintes conceitos: “instituição total” (E. Goffman), “poder disciplinar” (M. Foucault), “táticas” e “resistências” (M. de Certeau).

Lugar de Mulher é na Prisão? Uma Reflexão sobre o Aumento do Encarceramento Feminino no Brasil Contemporâneo através da Perspectiva de Gênero

Zacher, Laura Fernanda
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%

A inefetividade da função ressocializadora da pena de prisão no sistema carcerário brasileiro

Bianchi, Luciano Passos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
O sistema prisional brasileiro sempre apresentou sérios problemas estruturais, nunca sendo destinatário de verba pública suficiente para equilibrar o caráter preventivo e ressocializatório da pena corporal com os direitos individuais dos apenados, garantidos principalmente pela Constituição Federal. Grande parte da sociedade cobra do Estado, cada vez mais, o efetivo encarceramento dos criminosos, e o agravamento das penas, na intenção de diminuir a sensação geral de impunidade e insegurança. Todavia, os direitos dos apenados raramente entram na discussão. O resultado é ausência de vagas no regime prisional, o que reflete a perda de racionalidade e a inversão das funções legítimas do sistema. Assim, a presente monografia pretende, por meio de um estudo interdisciplinar, analisar a realidade do sistema penal brasileiro, incluindo a do presídio central de Porto Alegre. A seguir, pretende tratar do problema da ressocialização, instituto frequentemente ignorado pelos governantes e pela sociedade. Por fim, objetiva-se demonstrar a tendência do judiciário local, bem como os princípios norteadores e as reais funções de um Direito Penal legítimo.; The Brazilian prison system always presented serious structural problems...

Epidemiologia da tuberculose em uma penitenciária do Rio Grande do Sul

Kühleis, Daniele Chaves
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
A ocorrência de tuberculose (TB) nas penitenciárias de muitos países tem sido descrita como um problema de saúde pública, especialmente naqueles em fase de desenvolvimento sócio-econômico. No Brasil, a dimensão do problema é pouco conhecida, entretanto a introdução, em 2007, da informação sobre a origem prisional do caso de TB na ficha de notificação do SINAN aumentou a visibilidade do problema e permitiu a primeira avaliação nacional. Em 2011, a população privada de liberdade representou 0,2% da população geral, porém contribuiu com 6,8% dos casos de tuberculose notificados. Somada à alta endemicidade, também é particularmente elevada a frequência de formas resistentes e multirresistentes, relacionadas ao tratamento irregular e à detecção tardia de casos de resistência. Este trabalho teve como objetivo realizar um inquérito entre a população privada de liberdade com sintomas respiratórios de tuberculose, a fim de estimar a incidência da doença, analisar o perfil de sensibilidade aos fármacos e o genótipo dos isolados de Mycobacterium tuberculosis (M.tuberculosis), em uma penitenciária, na cidade de Charqueadas, Rio Grande do Sul. Foi aplicado um questionário de triagem entre os 1900 privados de liberdade da penitenciária...

Utilidade da ultra-sonografia no manejo do derrame pleural parapneumônico em crianças

Pinotti, Karin Franco
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 48 f.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Pós-graduação em Bases Gerais da Cirurgia - FMB; A radiografia simples de tórax (RX) é um exame já consagrado, no derrame pleural parapneumônico (DPP), mas através dela não é possível determinar a viscosidade do líquido, presença de loculações ou encarceramento pulmonar, que podem ser avaliados pela ultrassonografia torácica (US). Avaliar prospectivamente a utilidade da US feita antes da drenagem em crianças internadas com DPP. Todas as crianças internadas com diagnóstico de DPP após RX deveriam passar pela US onde eram avaliadas: loculação pleural, ecogenicidade e quantidade de líquido estimada. Após punção era avaliado o aspecto, pH e bioquímicos do líquido pleural. Nos drenados era aferido o volume do líquido drenado para comparação com o volume estimado pela US. Os pacientes sem melhora clínica ou radiológica após drenagem eram encaminhados para procedimento cirúrgico maior. De agosto de 2001 a julho de 2003 foram avaliadas 52 crianças (31?, 21?) com idade de 5 meses a 13 anos, predominando a faixa etária menor que 2 anos. Destas, foi realizada US em 48, das quais 35 foram drenadas e 13 tratadas clinicamente. Dois dos drenados necessitaram de cirurgia maior. A US mostrou derrame livre em 38 e loculado em 10 casos. Dos livres foram drenados 25 (65...

Compressão extrínseca da artéria poplítea em indivíduos assintomáticos atletas e não atletas

Almeida, Marcelo José de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 79 f. : il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Pós-graduação em Bases Gerais da Cirurgia - FMB; A Síndrome do Aprisionamento da Artéria Poplítea (SAAP) é uma doença caracterizada pela compressão extrínseca dessa artéria, causada pelo desvio de seu trajeto anatômico habitual ou por estruturas músculo-tendinosas da fossa poplítea. Os sintomas clínicos costumam aparecer quando os indivíduos realizam esforços físicos. Distinguem-se dois tipos de SAAP: a clássica ou congênita e a funcional ou adquirida. Na forma clássica, distúrbios do desenvolvimento embrionário provocam anomalias da artéria poplítea ou de estruturas adjacentes que ocasionam a compressão. Na forma funcional ou adquirida, identifica-se apenas hipertrofia dos músculos gastrocnêmios como possível causa do encarceramento. O diagnóstico, em ambos os tipos, é feito pela detecção de oclusão ou estenose significativa da artéria poplítea às manobras de dorsiflexão e hiperextensão ativa dos pés, utilizando-se o mapeamento dúplex, a ressonância magnética ou a arteriografia. A identificação desses testes positivos em indivíduos assintomáticos e sem alterações anatômicas, trouxe questionamentos a respeito da especificidade dos testes diagnósticos. Neste trabalho é feita uma revisão da SAAP anatômica e funcional...

O adolescente em conflito com a lei na cidade de Assis-SP

Santos, José Roberto Oliveira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 103 f. : il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Psicologia - FCLAS; Historicamente no Brasil, as crianças e adolescentes foram vítimas da falta, ou descontinuidade, de políticas públicas que garantissem seu pleno desenvolvimento. Um outro fator que também contribuiu para agravamento deste quadro foi o envolvimento de crianças e adolescentes com a violência, principalmente como autores de infrações. No século XX, houve tentativas de solucionar este problema, através dos Códigos de Menores de 1927 e 1979. Nos anos 80, houve a consolidação das Fundações Estaduais do Bem-Estar do Menor (FEBEM), que ficaram marcadas como modelos de encarceramento de adolescentes. Com a nova Constituição Federal de 1988 e, finalmente, em 1990, com a promulgação o Estatuto da Criança e Adolescência (ECA), criaram-se instrumentos fundamentais para a defesa dos direitos das crianças e adolescentes. O principal diferencial do ECA em relação as outras leis é concepção de que a família, a sociedade e o estado são responsáveis pela promoção dos direitos das crianças e adolescentes. Mais especificamente na cidade de Assis-SP, a situação do adolescente em conflito com lei, tem sido atendida...

Trabalho em tempos de crise: a superexploração do trabalho penal nos Centros de Ressocialização Femininos do Estado de São Paulo

Massaro, Camilla Marcondes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 368 f. : il., gráfs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; O interesse de análise da pesquisa apresentada abrange as diversas dimensões do trabalho penal realizado por mulheres presas em três unidades de Centros de Ressocialização (CR) para cumprimento de pena em regime fechado no Estado de São Paulo. Uma das intenções deste estudo é procurar compreender as razões que incidem sobre o atual processo de encarceramento em massa e o interesse de diversas empresas em oferecer postos de trabalho a essa população. Pressupomos que o fenômeno decorre da necessidade que o sistema do capital tem de minimizar os efeitos mais negativos da crise estrutural que o acomete, advindos, sobretudo, das transformações que as políticas neoliberais vêm provocando sobre as esferas produtiva e subjetiva da classe-que-vive-do-trabalho. A escolha pela análise desse processo nos CR femininos se justifica por dois motivos fundamentais: para que possamos apreender os desdobramentos da crise hodierna, é necessário voltar o olhar para o segmento mais prejudicado por esse processo, o das mulheres. É a elas que cabe o trabalho mais desqualificado, nas piores condições de estrutura, jornada e remuneração. Além disso...

O mundo como catastrofe e representação : testemunho, trauma e violencia na literatura do sobrevivente; The world as catastrophe and representation: testimony, trauma and violence in the literature of the survivor

Pablo Augusto Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.49%
Este trabalho é uma análise de obras autobiográficas de indivíduos que tiveram uma experiência traumática com a realidade, vivenciada nas instituições carcerárias do Brasil contemporâneo (1970-2000). Há nestas narrativas, enquanto exercícios de rememoração, uma grande riqueza que nos permite compreender a trajetória social de indivíduos que sofreram a experiência - única - do trauma. O encarceramento como o centro de suas vidas, o evento que no bem e no mal marcou toda a sua existência. Esse novo modo de fazer literatura - que pode ser chamado de literatura carcerária e/ou das prisões - emerge nos anos 1980, ganhando visibilidade principalmente no início dos anos 1990. Atualmente, vem tendo êxito no mercado editorial, despertando e dividindo o interesse da crítica cultural pelo tema. Portadoras de um teor testemunhal - como as obras de escritores que tratam da experiência judaica nos campos de concentração (Lagers) durante a 11 Guerra Mundial, e de escritores latino-americanos que narram a violência sofrida durante as ditaduras nos anos 1950/60/70 -, tais autobiografias são, antes de tudo, o testemunho do Sobrevivente da Era da Catástrofe, como pode ser resumido o breve século xx; This work consists of an analysis of auto-biographical accounts written by individuais who have undergone traumatic experiences with reality in correctional facilities in contemporary Brazil (1970-2000). These accounts...

A construção da identidade narrativa nas Memorias do Carcere de Graciliano Ramos; The construction of the narrative identy in Memories of Prision by Graciliano Ramos

João Ribeiro Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
16.49%
Este trabalho faz uma investigação da construção da identidade narrativa, como formulada por Paul Ricoeur (1988), nas Memórias do Cárcere de Graciliano Ramos. Reflete sobre as condições históricas dos fatos narrados, especialmente sobre as condições de seu encarceramento na constituição da sua identidade. Analisa as características do texto de memórias e da sua relação com a autobiografia, a confissão e a ficção. Verifica a relação entre a obra de ficção de Graciliano e a obra memorialística pela forte presença daquela no texto desta, e analisa o processo de criação da identidade na elaboração do texto das memórias. Palavras-chave: memórias, identidade narrativa, estado de exceção, ipseidade, cárcere; This paper explores the construction of the narrative identity developed by Paul Ricoeur (1988) in Memories of Prision by Graciliano Ramos. It aims to reflect on the historical conditions of the reported facts, especially about his imprisonment in his identity formation. An analysis was carried out to verify the characteristics of the memoirs text and to identify its relation to the autobiography, the confession and the fiction. It establishes the relationship between Graciliano Ramos?s work of fiction and the literary production of memoirs. Key-words: memories...

Entre as normas e a invenção : a atuação dos burocratas de rua nas medidas socioeducativas em meio aberto; Between the rules and the invention : the work of street-level bureaucrats in educational measures

Marina Stefani de Almeida
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.49%
Há décadas se discute a ineficiência da privação da liberdade como política no combate à criminalidade juvenil. O fracasso da política de encarceramento levado a cabo até a década de 80, que culminou com sangrentas rebeliões nas FEBENs paulistas, impulsionaram a adoção das medidas socioeducativas em meio aberto. Entretanto, a trajetória de implementação e execução das medidas socioeducativas em meio aberto não é livre de impasses e conflitos. São inúmeros os trabalhos na área a apontar para a execução de uma política burocrática, sendo o ciclo da implementação comumente considerado o grande vilão da política. Nesse contexto, essa tese analisa a implementação das medidas socioeducativas em meio aberto no Estado de São de Paulo. Para tal, acompanhamos a execução da política em três municípios paulistas com portes diferenciados ¿ Ribeirão Preto, Franca, Patrocinio Paulista ¿ e que apresentam dilemas de gestão diversos. O objetivo da tese é demonstrar os impasses dessa política pública por meio da observação da sua implementação, vendo na atuação do burocrata de nível de rua um meio privilegiado de análise, local de encontro das normas burocráticas, das instituições, dos elementos contextuais...

A dimensão felicidade-prazer no processo de viver saudavel individual e coletivo : uma questão bioetica numa abordagem holistico-ecologica

Patricio, Zuleica Maria
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ix, 215f.| il
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Saude; A consciência da necessidade de um novo paradigma para abordagem da vida, gerou um estudo qualitativo baseado num referencial de enfoque holístico-ecológico. Apresenta subsídio teórico-prático que possam mediar transformações na abordagem de saúde-educação dentro de padrões éticos e estéticos de bem viver individual-coletivo. Compõe-se de dados da literatura, de práxis e dos dados do trabalho de campo junto a brasileiros, no Brasil e EUA, vivendo situações desde cotidiano até limitação de qualidade de vida em razão de AIDS, câncer, encarceramento penitenciário e por afastamento do País. Integra Ciência, Tradição, Filosofia e Arte por um processo de conhecimento e compreensão da realidade centrado na interação Transpessoal e Transcultural com os sujeitos, através de técnicas específicas, envolvendo razão, sensação, intuição, sentimento e mística. Por Análise-Reflexão-Síntese, apresenta: o Ser Humano na tragédia do processo de viver buscando ser feliz e ter prazer a partir de concepções da vida privada e pública; a família, os adultos em geral, responsáveis pelo processo de ser saudável da criança-adolescente; situação de limite na vida como causadores de outras limitações ou como propulsoras da busca de novas satisfações; a felicidade-prazer como o motivo de viver...

O princípio constitucional da individualização das penas de privação de liberdade aplicado aos condenados por tráfico de drogas no Espírito Santo

Kiffer, Walace Pandolpho
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito; Busca-se verificar se o princípio constitucional da individualização da pena de privação de liberdade aplicado aos condenados por tráfico de drogas permite ao operador jurídico a substituição da pena de prisão por outros tipos de apenamentos, visando evitar o encarceramento, uma vez que a prisão não é instrumento apto para assegurar as finalidades que são atribuídas, na atualidade, à pena: retribuição, intimidação, ressocialização e incapacitação do condenado.

Polícia comunitária

Cimolin, Valter
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2009; Trata-se de uma pesquisa exploratória e empírica sobre a crise de legitimidade do sistema de justiça criminal e de sua incapacidade para resolver os conflitos sociais, tendo como marco teórico a Criminologia crítica. Discorre sobre as alternativas abolicionistas e minimalistas para tal crise, sem olvidar do crescimento do eficientismo penal, que tenta ignorar a crise mencionada e via políticas de "tolerância zero" aumenta cada vez mais o encarceramento. Foca o estudo nas ações da Polícia Militar, mais precisamente na mudança em voga, ou seja, do modelo tradicional (centralizado e reativo) para o modelo comunitário (descentralizado e preventivo), destacando, nesse contexto, o papel da "Nova Prevenção". Explora através de pesquisa empírica aplicada na comunidade da Grande Santa Luzia as limitações e expectativas do modelo de polícia comunitária. Para tal, entrevista 420 pessoas moradoras na área do estudo, bem como 150 policiais militares que atuam no policiamento na cidade de Criciúma - SC. Os resultados da pesquisa sugerem que o modelo de polícia comunitária...

Controle penal atuarial e prisão cautelar

Teixeira, Daniela Felix
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., gafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2009.; A presente Dissertação de Mestrado em Direito do Curso de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina, tem como tema principal as Políticas Criminais para segurança pública e intitula-se CONTROLE PENAL ATUARIAL E PRISÃO CAUTELAR: o modelo de segurança pública no Município de Florianópolis (2004 a 2008). Pretende-se com o trabalho a pesquisa qualitativa dos dados constantes nos Registros Carcerários do Presídio Público Masculino de Florianópolis/SC, entre os anos de 2004 a 2008, objetivando traçar o perfil sociológico dos presos daquele espaço-tempo, mapear as condutas típicas cometidas e o tempo médio de encarceramento em regime cautelar, compreendido pelas prisões em flagrante delito, temporária e preventiva. Para tanto, necessário se faz a escolha pelo método de abordagem dedutivo, por via do procedimento monográfico, utilizando-se das técnicas de pesquisa bibliográfica e documental. A dissertação estrutura-se em três capítulos delimitados pelos temas centrais do debate: o modelo atuarial de controle penal, a segurança pública e as prisões cautelares. O Capítulo 1 aborda o que se denomina por modelo atuarial de controle penal...

Puerpério em ambiente prisional

Bez Birolo, Ioná Vieira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2010; Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, do tipo exploratório descritivo que teve como objetivo: Compreender como as detentas vivenciam o puerpério em ambiente prisional. O referencial teórico foi pautado nos ensinamentos de Florence Nightingale e na utilização de conceitos de Carraro e Radünz, entre outros estudiosos da área. A pesquisa foi desenvolvida na ala feminina de uma unidade prisional de Santa Catarina, com a participação de dez detentas com idade entre 21 e 35 anos que vivenciaram, pelo menos, duas semanas de puerpério na prisão. Para coletar os dados, utilizaram-se observação e entrevista semiestruturada. Para adentrar no presídio, solicitou-se autorização e apresentou-se o projeto para os responsáveis. Durante todo o período de desenvolvimento da pesquisa, respeitaram-se os princípios éticos com fundamento na resolução do Conselho Nacional de Saúde nº. 196 de 1996. Os dados foram analisados utilizando a técnica de análise de conteúdo de Bardin e apresentados textualmente. Emergiram duas categorias de análise: Encarceramento Feminino e...

Jovens encarcerados e os sentidos de suas experiências criadoras

Canetti, Ana Lúcia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 159 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2010; A pesquisa foi realizada nos Centro de Socioeducação Curitiba e São Francisco, ambos localizados no Estado do Paraná, e investigou a produção de sentidos de jovens, que cumprem medidas socioeducativas privativas de liberdade, sobre suas experiências de criação estética dentro das celas. Na pesquisa foi possível identificar diversas criações realizadas pelos internos, muitas delas proibidas pelas instituições, como origami, máquinas de tatuagem, acessórios tecidos com fios de coberta ou de toalhas, músicas, desenhos e até instalações de papelão que montam espaços privados dentro dos alojamentos coletivos. Foram realizadas entrevistas abertas com roteiro norteador, observações e registros em diário de campo. O procedimento de análise dos discursos dos jovens se deu a partir das contribuições teóricas de Vigotski e do Círculo de Bakhtin. Os resultados apontaram que estas experiências criadoras colaboram na (sobre)vivência destes jovens no encarceramento e são modos contraditórios de se compartilhar afetos, realizar trocas e de se buscar reconhecimento social. Verificou-se também que estas ações criadoras têm um sentido de resistência às privações cotidianas vividas nestas instituições promotoras de várias formas de violências. A criação mostrou-se como uma necessidade para o viver dentro da privação de liberdade e uma maneira encontrada pelos jovens para reafirmarem suas existências sensíveis. A análise dos discursos trabalhou com a processualidade viva na historicidade de jovens encarcerados...

A Cultura do controle do crime

Miranda, Roberta Espindola
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
As sociedades contemporâneas, desde as últimas décadas do século passado, apresentam profundas transformações estruturais e culturais no seu modo de vida que impulsionam as formas de reação social ao crime. Os novos arranjos do controle do crime intensificam a exclusão social, a essencialização e alienação de grupos, as diferenças e preconceitos, a demonização e construção de inimigos públicos, o medo, a expansão do sistema penal e o agravamento de seus procedimentos, a sensação de insegurança pública, o descrédito estatal, a crescente participação privada no controle, a segregação punitiva, a banalização de vida descartáveis, o emparedamento dos jovens pobres, a extrema vigilância social, o encarceramento em massa e tendências de autoritarismo. Tais características constituem a cultura do controle do crime que reproduzem uma certa ordem social nas sociedades pós-modernas. A pós-modernidade é compreendida, por alguns, como o período vivido diante da quebra das metanarrativas e valores modernos. Outros não entendem por essa ruptura, mas pela continuidade do projeto da modernidade tanto como consequências como programa. Ainda assim, existem muitas outras maneiras de classificar o presente como sociedade do controle...

Políticas de segurança pública

Nascimento, Deise Maria do
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
16.49%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Florianópolis, 2011; Este trabalho tem por objetivo identificar quais as condições de possibilidade de emergência do discurso do Movimento Lei e Ordem e como os princípios desse discurso incitam práticas e tecnologias de segurança na perspectiva do recrudescimento da punição. No processo de pesquisa realizamos uma analise arqueológica de alguns enunciados de segurança pública, constituídos por documentos que expressam propostas de governo para o setor. Também transversalizamos a análise com algumas leis publicadas entre 1984 e 2003 que, em seu conteúdo, informam a direção da política de segurança pública. A tese que defendemos se centra na compreensão de que as políticas de segurança pública se constituem em estratégia para um governo das condutas, onde conceitos, e vamos inferir que desenvolvidas a partir da perspectiva da lei e ordem, são tecnologias de segurança que trazem em seu bojo a ampliação do encarceramento, a judicialização das relações cotidianas e conduzem a práticas de disciplinamento, de normatização. No processo de análise, organizamos recortes de séries discursivas que apontam para as investigações necessárias à complexidade da população...