Página 4 dos resultados de 28381 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Assistência em planejamento familiar em um programa de saúde da família no município de Ribeirão Preto - SP; Family Planning Care in a Family Health Program in Ribeirão Preto-SP.

Santos, Luzia Aparecida dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
O planejamento familiar é uma ação de saúde que permite a regulação da fecundidade, faz parte da Atenção Básica, atualmente vem sendo oferecido através do Programas de Saúde da Família é um direito reprodutivo. A qualidade da assistência em planejamento familiar é imprescindível para os índices de saúde reprodutiva e sexual, sendo a oferta, a livre escolha por métodos contraceptivos e a informação dada aos clientes são elementos fundamentais para garantir a qualidade dessa assistência. Este estudo teve como objetivo descrever a assistência prestada em planejamento familiar segundo as mulheres em idade fértil e os profissionais de saúde do Núcleo de Saúde de Família I no município de Ribeirão Preto, São Paulo. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 242 mulheres em idade fértil cadastradas no Núcleo de Saúde da Família I e por 11 profissionais de saúde que atuavam neste serviço. Os dados foram coletados através de entrevistas estruturadas em domicilio e no serviço de saúde. A estatística descritiva e os testes quiquadrado de Pearson ou Exato de Fisher foram utilizados para a análise dos dados. Os resultados revelam que a maioria das mulheres (69...

Formulação de modelos de processo para o planejamento da produção em refinarias de petróleo.; Development of process models for the production planning in petroleum refineries.

Guerra Fernández, Omar José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Durante muitos anos tem-se usado a técnica de programação linear (Linear programming- LP) para abordar o problema do planejamento da produção em refinarias de petróleo. Esta técnica é baseada na linearização do comportamento não linear dos processos num conjunto particular de condições operacionais. Contudo, modelos lineares não são uma boa representação da operação dos processos de refino, pois estes envolvem diferentes operações físicas (separação de fases, mistura de correntes intermediárias, etc.) e químicas (reações de craqueamento, reações de hidrotratamento, etc.) caracterizadas pelo seu comportamento não linear. Como conseqüência, os resultados (plano de operação) de modelos de planejamento da produção baseados na técnica de programação linear são de difícil implementação na operação. Por outro lado, recentes avanços na capacidade de cálculo dos computadores, assim como nas ferramentas matemáticas (algoritmos de otimização) utilizadas para solucionar os modelos de planejamento da produção, permitem a implementação de modelos não lineares de processos em modelos de planejamento da produção. Este trabalho é focado na formulação de modelos de processos adequados (boa aproximação da operação e baixo custo computacional) para o planejamento da produção em refinarias de petróleo. Inicialmente...

Análise de ferramentas computacionais para planejamento estratégico do uso do solo e transportes; Analysis of computer tools for strategic land use-transport planning

Rocha, Gustavo Rennó
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
A constante ausência de planejamento urbano nos países em desenvolvimento é um dos principais fatores responsáveis pela ineficiência da infraestrutura pública de suas cidades, o que é agravado pelo fato de que muitas dessas cidades permanecem em processo de crescimento. Essa falta de planejamento gera inúmeros problemas, principalmente com relação à mobilidade e ao transporte, que por sua vez desencadeiam uma série de outros problemas. Dentre as principais limitações do planejamento sob tais condições, destaca-se a falta de ferramentas apropriadas. Propõe-se assim a caracterização de um modelo para o planejamento estratégico do uso do solo e transportes, com o qual é realizada uma aplicação na cidade de São Carlos, utilizando dados e ferramentas disponíveis. Dessa forma, são analisados os procedimentos executados tanto do ponto de vista técnico do planejamento, quanto do ponto de vista operacional das ferramentas e programas utilizados. Com isso, busca-se construir uma base referencial no sentido de auxiliar o uso, adaptação e desenvolvimento de ferramentas computacionais de planejamento urbano, principalmente para aplicações em cidades médias de países em desenvolvimento e com enfoque no transporte por ônibus. Baseando-se nas principais técnicas de planejamento compatíveis com essa abordagem...

Contradições do Planejamento Territorial do Turismo no Brasil: o Distrito de São Franscisco Xavier, São José dos Campos (SP); Contradictions of territory planning of tourism in Brazil: the district of São Francisco Xavier, São José dos Campos (SP)

Araujo, Renato Suano Pacheco de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Este trabalho é uma contribuição ao estudo do planejamento territorial do turismo no Brasil, analisando suas contradições, que podem ser observadas entre o que está escrito nos planos e o que é realizado na prática. As contradições aparecem na medida em que há uma falta de consciência planejadora no país. Sabendo que o planejamento do turismo é inseparável do planejamento urbano e regional, faz-se necessário uma releitura dos tipos de planejamento no país, refletindo sobre as principais propostas e realizações desta atividade, especialmente no período atual: o neoliberalismo. A partir de então, uma análise criticados dos documentos acerca do planejamento do turismo, pensando sua metodologia e a forma como ele está inserido no planejamento do país atualmente. Toma-se como objeto de estudo, com o objetivo de comprovar a falta de consciência planejadora, o Distrito de São Francisco Xavier, localizado no município de São José dos Campos, no estado de São Paulo. O Distrito passa por uma transformação importante: de região essencialmente rural para, nos últimos doze anos, uma crescente utilização do seu território para o turismo. O turismo nascente em São Francisco Xavier, baseado em segunda residência...

Tratamento de incertezas no planejamento do fechamento de mina.; Dealing with uncertainty in the mine closing planning.

Neri, Ana Claudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Incertezas são inerentes ao planejamento de fechamento de mina, atividade que requer o trato de complexas questões técnicas, sociais, econômicas e ambientais em perspectiva de longo prazo e com base em informação e conhecimentos fragmentados e não sistemáticos. Incertezas nas tomadas de decisões podem resultar em ações de fechamento ineficazes e/ou ineficientes, ou seja, que não alcancem os objetivos esperados e/ou demandem vultosos recursos financeiros, humanos e outros. Esta pesquisa procurou compreender a natureza das incertezas presentes no processo de planejamento de fechamento de mina por meio da definição de suas causas, tipos e formas de tratamento e analisar como são abordadas em guias de boas práticas. Incerteza, no contexto do planejamento de fechamento de mina, é entendida como uma situação na qual há conhecimento incompleto, imprevisibilidade ou não há um único entendimento do processo a ser gerenciado. Nesse contexto, as principais causas das incertezas são, respectivamente, insuficiência de conhecimento, variabilidade do comportamento dos componentes do processo, no tempo e no espaço e diferentes enfoques ou recortes da situação analisada. Foram definidos oito tipos de incertezas pertinentes ao planejamento de fechamento de mina...

Planejamento estratégico como ferramenta para a definição de estratégias conjuntas para o setor de saúde SUS de Santa Maria - RS; Strategic planning as a tool for setting strategies joint for the sector of Santa Maria SUS health - RS

Luz Junior, Roberto da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
No Brasil pós Constituição Federal de 1988, que instituiu a universalização dos serviços de saúde mediante a implantação do Sistema Único de Saúde, as unidades produtoras de serviços de saúde públicas ou credenciadas para a prestação de serviços ao Sistema, vêem-se cada vez mais, desafiadas a profissionalizar a gestão, o que vem exigindo a adoção de ferramentas como o planejamento estratégico. No caso de Santa Maria, apesar de realizar mesmo que parcialmente, as atividades de planejamento estratégico, alguns deles não o faziam, nem tampouco possuíam experiência nessa técnica administrativa. Dessa forma, era necessário utilizar e disponibilizar uma ferramenta comum de planejamento estratégico, que pudesse responder, de maneira adequada, às várias especificidades. Neste contexto, surge a questão central objeto de estudo: "De que forma o planejamento estratégico pode auxiliar o processo de formulação de estratégias conjuntas para os estabelecimentos de saúde que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Maria?". Para responder à pergunta de pesquisa definiu-se como objetivo principal avaliar a eficácia do planejamento estratégico como uma ferramenta para a formulação de estratégias conjuntas para os estabelecimentos de saúde que atendem ao Sistema Único de Saúde em Santa Maria. A revisão bibliográfica focou modelos de planejamento estratégico...

O planejamento regional brasileiro pós-constituição federal de 1988: instituições, políticas e atores; The regional planning after the Brazilian Constitution of 1988: polity, policy and politics

Silva, Simone Affonso da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Considerando que a Constituição Federal de 1988, além de legar uma série de inovações no plano político, econômico e social, representa um marco entre os processos de crise e de retomada do planejamento regional no país, o objetivo desta pesquisa foi analisar criticamente o planejamento regional brasileiro pós-Constituição Federal de 1988, buscando identificar e caracterizar mudanças de paradigmas de natureza política, administrativa e econômica imbricados nesse processo, tendo como parâmetro a comparação com o período precedente (século XX). Foram analisadas as três dimensões que compõem as políticas públicas, segundo a metodologia da Policy Analysis: a estrutura institucional (polity), o processo político que envolve a formulação, a implementação e a execução de políticas públicas (politics) e o conteúdo concreto das decisões políticas (policy), como o arcabouço legislativo e os planos e programas governamentais. No âmbito da polity foram identificadas e caracterizadas as instituições ligadas ao planejamento regional na esfera da Administração Pública Federal, especialmente Ministérios, Secretarias e autarquias, a saber, o Ministério da Integração Nacional, a Sudam, a Sudene, a Sudeco...

Planejamento territorial e modernizações seletivas. A expansão do meio técnico-científico-informacional no Rio Grande do Norte, Brasil; Territorial planning and selective modernizations. The expansion of scientific-technical-informational environment in the state of Rio Grande do Norte

Barbosa, Jane Roberta de Assis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
O planejamento das ações do Governo do Estado do Rio Grande do Norte é uma prática desenvolvida desde os anos de 1960. A primeira instituição no território norte-rio-grandense com status de planejamento foi o Conselho Estadual de Desenvolvimento CED, criado através da Lei n. 2.796 de 01 de maio de 1962. Desde então, essa prática vem sendo ressignificada. O estudo analisou a trajetória do planejamento praticado no Rio Grande do Norte e sua relevância para o processo de modernização territorial. Esta tese compreende o planejamento do território como um instrumento de ação política, fomentador de práticas sociais e criador de dinâmicas territoriais. Trata-se de uma possibilidade de antecipar o futuro de forma racional, mesmo que as dinâmicas territoriais produzam contradições. O objetivo de uma ação planejada é promover um uso mais justo do território. Isso implica, segundo Bret (2009) o conhecimento da sociedade e dos territórios onde habitam os diferentes sujeitos, a fim de tornar possível aos homens e mulheres uma vida mais justa. Neste sentido, Béhar (2000) afirma que o território deve ser a finalidade e o método da ação pública. Com base nessas premissas, buscou-se compreender a trajetória do planejamento norte-rio-grandense a partir da realização de uma periodização de eventos...

Método para diagnóstico e diretrizes para planejamento de canteiros de obras de edificações

Saurin, Tarcísio Abreu
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
O planejamento de canteiro é definido como o planejamento do layout e da logística das instalações provisórias, instalações de movimentação e armazenamento de materiais e instalações de segurança. Apesar da sua grande importância, o planejamento de canteiro geralmente não recebe muita atenção da parte dos gerentes, sendo a prática usual no setor resolver os problemas a medida em que os mesmos surgem no decorrer da execução da obra. A tarefa de planejamento de layout, célula básica do processo de planejamento de canteiro, raramente é feita de modo formal e segundo diretrizes e padrões consistentes. Tal deficiência é uma das características que melhor retratam o atraso da indústria da construção em relação à indústria da transformação, na qual práticas semelhantes são inadmíssiveis. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo desenvolver um método para diagnóstico e estabelecer diretrizes para o planejamento de canteiros de obra de edificações residenciais e comerciais. Adicionalmente é proposto um método para padronização de canteiros e alguns indicadores para avaliar a eficiência do planejamento realizado. Foram realizados nove planejamentos de layout de canteiros, três trabalhos de padronização e diversas aplicações do método de diagnóstico...

Caminhando juntos: o planejamento estratégico e a conservação integrada no início do século XXI em Sobral (CE)

de Carvalho Nogueira Domingues, Jacqueline; Lacerda Gonçalves, Norma (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
No Brasil, diversos centros históricos tombados enfrentam o problema da degradação e da ausência de políticas de desenvolvimento que resultem na sua conservação. Essas áreas possuem vocação para o turismo, embora sejam vulneráveis aos impactos negativos que o aumento do fluxo de visitantes pode acarretar sobre elas. Em cidades históricas e turísticas, é necessário que haja o planejamento adequado dessa atividade. O tipo de planejamento turístico selecionado para estudo nesta dissertação é o planejamento estratégico, que tem como base metodológica o planejamento estratégico urbano. O principal objetivo da pesquisa é verificar se o Planejamento Estratégico do Turismo contribui para a Conservação Urbana dos centros históricos , compreendendo se essas duas ferramentas do planejamento urbano podem caminhar juntas , resultando em desenvolvimento para as cidades. O município de Sobral (CE) sofreu significativas intervenções de recuperação do patrimônio histórico na última década, tendo algumas dessas ações origem no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo de Sobral (PEDTS), elaborado em 2001, razão por que a experiência foi escolhida como estudo de caso. O método de pesquisa escolhido foi o estudo de caso do tipo exploratório com vistas a identificar o que foram e como ocorreram as mencionadas intervenções. A pesquisa de campo realizada...

Marcos referenciais do planejamento

Botelho, Lúcio José; Lacerda, Josimari Telino de; Colussi, Cláudia Flemming
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Tópico 1 – Inrodução O tópico apresenta o conceito missão/ imagem das organizações, por meio do qual é possível conhecer seus objetivos e funções, diferenciando a missão das organizações de saúde privadas e públicas, ressaltando sua importância para o sucesso do trabalho realizado, uma vez que é a missão que agrega pessoas e orienta a ação permitindo a gestão, o ciclo administrativo – o processo de planejamento, a organização e desenvolvimento de logística e estratégias para gestão de competências, execução das ações, o controle e avaliação que permite o planejamento de um novo ciclo. Também é apresentada a diferença entre meta e objetivo, sendo o segundo o propósito a ser atingido pela primeira. Tópico 2 – Por que planejamento na área de saúde O tópico mostra a importância do planejamento na área de saúde, na qual é necessário que coexistam diferentes programas e serviços de modo a atender às necessidades dos usuários, desenvolvendo processos, técnicas e atitudes administrativas para avaliar as consequências de decisões do presente para influenciar o futuro, mostrando como o planejamento, por diferentes métodos, é exercício sistemático que potencializa o alcance de objetivos reduzindo incertezas. Tópico 3 – Planejamento normativo e planejamento estratégico-situacional O tópico apresenta os conceitos e as diferenças entre os dois tipos de planejamento – o normativo (mais tradicional e fechado a alterações durante o processo...

Atenção integral à saúde da mulher no planejamento familiar para enfermeiro

Santos, Evanguelia Kotzias Atherino dos; Zampieri, Maria de Fátima Mota; Oliveira, Maria Conceição de; Carcereri, Daniela Lemos; Correa, Ana Patrícia; Tognoli, Heitor; Freitas, Tanise Gonçalves de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Tópico 1 – Planejamento Familiar no Brasil: considerações históricas e situação atual O tópico apresenta um histórico das políticas de saúde, no passado, com ações direcionadas à gravidez e ao parto que abordavam a mulher apenas do ponto de vista biológico e como cuidadora da família. Mostra que, a partir de 1984, a PAISM começou a apresentar princípios norteadores para a saúde da mulher, desenhado políticas de planejamento familiar, secundado pelo CIDD/1994 e pela Lei de Planejamento Familiar, em 96, garantindo direito à sexualidade e reprodução, proibindo o controle demográfico. Apresenta, também, a NOAS-SUS de 2001, inserindo o planejamento familiar na AB, terminando com uma reflexão sobre o tema. Tópico 2 – Indicadores de taxa de fecundidade no Brasil O tópico compara as altas taxas de fecundidade do passado, no país, com os índices atuais, mostrando o gráfico da história do planejamento familiar durante mais de 50 anos, interpretando a tendência de declínio verificada. Tópico 3 – Principais eixos e o papel do enfermeiro da ESF no Planejamento Familiar O tópico apresenta os principais eixos do planejamento familiar e o papel do enfermeiro na estrutura da ESF, a saber: aumento da oferta de métodos anticoncepcionais; ampliação de acesso à esterilização cirúrgica; introdução à reprodução humana assistida no SUS. Trata da importância da humanização e da integralidade do atendimento garantindo prioridade à questão da reprodução na AB e da proposta do MS de educação para a livre escolha informada. Aborda diversidade de métodos contraceptivos para homens e mulheres e o papel de orientação da enfermagem para escolha acertada do método e para as ações preventivas e educativas de planejamento familiar. Tópico 4 – Métodos contraceptivos com sua aceitabilidade...

Aplicando técnicas de aprendizado de máquina em planejamento

Sousa, Jean Lucas de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Em termos de abordagem clássica, sistemas de planejamento ou planejadores concentramse em gerar automaticamente uma sequência de ações que transforma uma con guração (estado) inicial de objetos em outro estado em que um dado objetivo é satisfeito. Sistemas de planejamento foram utilizados para resolver uma variedade de problemas com sucesso. Apesar disso, nenhum planejador é melhor que todos os outros quando aplicados a problemas distintos. O planejamento probabilístico é uma extensão do planejamento clássico que trabalha sobre um ambiente não determinístico. Assim como no planejamento clássico, diversos planejadores foram propostos para resolver problemas, porém nenhum planejador é capaz de superar totalmente os outros em todos os problemas. Neste trabalho, descreve-se uma abordagem que consiste em extrair características do problema a ser resolvido e determinar, a partir de um conjunto de planejadores clássicos e probabilísticos, um que seja capaz de resolver o problema com e ciência. Em nossa abordagem, são utilizados algoritmos de aprendizado de máquina para determinar o melhor planejador dentre o portfólio que resolve o problema. A seleção dos planejadores se mostrou e ciente nos testes tendo mostrado bons resultados nos experimentos ao superar os planejadores de portfólio que conseguiram os melhores resultados nas competições de planejamento em ambas as áreas (planejamento clássico e probabilístico). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; In terms of classical planning...

Colet??nea planejamento e or??amento governamental: volume 1: pref??cio

Amaral, Helena Kerr do
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Cap??tulo de Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Pref??cio da colet??nea, estabelece seu objetivo de fornecer material did??tico focado no desenvolvimento profissional da administra????o p??blica brasileira.; N??mero de p??ginas: 5 p.; Planejamento Governamental; Colet??nea Planejamento e Or??amento SUM??RIO Pref??cio 7 Introdu????o Jos?? Luiz Pagnussat 9 Cap??tulo I ??? Teoria do planejamento p??blico 67 Dois s??culos de teoria do planejamento: uma vis??o geral 69 John Friedmann Cap??tulo II ??? Metodologias de planejamento 113 O plano como aposta 115 Carlos Matus O Quadro L??gico: um m??todo para planejar e gerenciar mudan??as 145 Peter Pfeiffer Cap??tulo III ??? Planejamento no Brasil 191 A experi??ncia brasileira em planejamento econ??mico: uma s??ntese hist??rica 193 Paulo Roberto de Almeida A retomada do planejamento governamental no Brasil e seus desafios 229 Ariel Pares e Beatrice Valle A metodologia de gest??o estrat??gica do NAE 271 N??cleo de Assuntos Estrat??gicos (NAE)

Colet??nea planejamento e or??amento governamental: volume 1: introdu????o

Pagnussat, Jos?? Luiz
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Cap??tulo de Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Esta introdu????o, al??m de apresentar e contextualizar cada tem??tica, objetiva ser um texto did??tico b??sico para os cursos da ENAP. Nesse sentido, traz, adicionalmente, uma s??ntese dos temas desenvolvidos nos respectivos textos da colet??nea.; N??mero de p??ginas: 60 p.; Planejamento Governamental; Colet??nea Planejamento e Or??amento SUM??RIO Pref??cio 7 Introdu????o Jos?? Luiz Pagnussat 9 Cap??tulo I ??? Teoria do planejamento p??blico 67 Dois s??culos de teoria do planejamento: uma vis??o geral 69 John Friedmann Cap??tulo II ??? Metodologias de planejamento 113 O plano como aposta 115 Carlos Matus O Quadro L??gico: um m??todo para planejar e gerenciar mudan??as 145 Peter Pfeiffer Cap??tulo III ??? Planejamento no Brasil 191 A experi??ncia brasileira em planejamento econ??mico: uma s??ntese hist??rica 193 Paulo Roberto de Almeida A retomada do planejamento governamental no Brasil e seus desafios 229 Ariel Pares e Beatrice Valle A metodologia de gest??o estrat??gica do NAE 271 N??cleo de Assuntos Estrat??gicos (NAE)

Colet??nea planejamento e or??amento governamental: volume 1: o quadro l??gico - um m??todo para planejar e gerenciar mudan??as

Pfeiffer, Peter
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Cap??tulo de Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
O texto traz uma s??ntese do Enfoque do Quadro L??gico e constr??i um exemplo da matriz de planejamento do projeto, que ilustra para o leitor a estrutura do QL; N??mero de p??ginas: 49 p.; Planejamento Estrat??gico; Colet??nea Planejamento e Or??amento SUM??RIO Pref??cio 7 Introdu????o Jos?? Luiz Pagnussat 9 Cap??tulo I ??? Teoria do planejamento p??blico 67 Dois s??culos de teoria do planejamento: uma vis??o geral 69 John Friedmann Cap??tulo II ??? Metodologias de planejamento 113 O plano como aposta 115 Carlos Matus O Quadro L??gico: um m??todo para planejar e gerenciar mudan??as 145 Peter Pfeiffer Cap??tulo III ??? Planejamento no Brasil 191 A experi??ncia brasileira em planejamento econ??mico: uma s??ntese hist??rica 193 Paulo Roberto de Almeida A retomada do planejamento governamental no Brasil e seus desafios 229 Ariel Pares e Beatrice Valle A metodologia de gest??o estrat??gica do NAE 271 N??cleo de Assuntos Estrat??gicos (NAE)

Contribuições ao planejamento da força de trabalho em saúde para a atenção básica; Contribution to workforce planning at primary health care

Manoela de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Esta pesquisa teve por objeto de investigação o processo de planejamento da força de trabalho em saúde do SUS, especialmente voltado à Atenção Básica. O objetivo geral foi analisar as condições determinantes e as consequências da ausência de práticas institucionalizadas de planejamento da força de trabalho em saúde no Brasil, ao longo do período de implementação do SUS. Para tanto, utilizou-se dos recursos da pesquisa bibliográfica e documental cujas fontes foram artigos e textos científicos publicados e disponíveis, na sua maioria, em bases de dados virtuais; bibliografia sobre o tema do planejamento em saúde, planejamento da força de trabalho, gestão do trabalho e modelos assistenciais em saúde, políticas sociais e de saúde que guardavam relação com o objeto estudado. Também foram utilizados documentos oficiais emitidos pela Organização Pan- Americana de Saúde e pelo Ministério da Saúde, principalmente no período posterior à criação do SUS, portarias, normas e decretos relacionados à gestão e planejamento da força de trabalho em saúde e a Política Nacional de Atenção Básica. Para definir o percurso do estudo, foram considerados os pressupostos de que o planejamento da força de trabalho em saúde é determinado pelas políticas sociais vigentes e...

Atenção integral à saúde da mulher no planejamento familiar para enfermeiro

Santos, Evanguelia Kotzias Atherino dos; Zampieri, Maria de Fátima Mota; Oliveira, Maria Conceição de; Carcereri, Daniela Lemos; Correa, Ana Patrícia; Tognoli, Heitor; Freitas, Tanise Gonçalves de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Conteúdo Online do módulo de Atenção integral à saúde da mulher: Atenção integral à saúde da mulher no planejamento familiar para enfermeiro. Unidade 2 do módulo 12 para dentista que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saú
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Tópico 1 – Planejamento Familiar no Brasil: considerações históricas e situação atual O tópico apresenta um histórico das políticas de saúde, no passado, com ações direcionadas à gravidez e ao parto que abordavam a mulher apenas do ponto de vista biológico e como cuidadora da família. Mostra que, a partir de 1984, a PAISM começou a apresentar princípios norteadores para a saúde da mulher, desenhado políticas de planejamento familiar, secundado pelo CIDD/1994 e pela Lei de Planejamento Familiar, em 96, garantindo direito à sexualidade e reprodução, proibindo o controle demográfico. Apresenta, também, a NOAS-SUS de 2001, inserindo o planejamento familiar na AB, terminando com uma reflexão sobre o tema. Tópico 2 – Indicadores de taxa de fecundidade no Brasil O tópico compara as altas taxas de fecundidade do passado, no país, com os índices atuais, mostrando o gráfico da história do planejamento familiar durante mais de 50 anos, interpretando a tendência de declínio verificada. Tópico 3 – Principais eixos e o papel do enfermeiro da ESF no Planejamento Familiar O tópico apresenta os principais eixos do planejamento familiar e o papel do enfermeiro na estrutura da ESF, a saber: aumento da oferta de métodos anticoncepcionais; ampliação de acesso à esterilização cirúrgica; introdução à reprodução humana assistida no SUS. Trata da importância da humanização e da integralidade do atendimento garantindo prioridade à questão da reprodução na AB e da proposta do MS de educação para a livre escolha informada. Aborda diversidade de métodos contraceptivos para homens e mulheres e o papel de orientação da enfermagem para escolha acertada do método e para as ações preventivas e educativas de planejamento familiar. Tópico 4 – Métodos contraceptivos com sua aceitabilidade...

Análise do processo de planejamento estratégico em empresas: um estudo de casos múltiplos em empresas nacionais de tecnologia da informação; Analysis of strategic planning process in companies: a multiple case study of national information technology companies

Peixe, Maicol de Aguiar e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
A presente pesquisa teve como objetivo identificar as particularidades das práticas de planejamento estratégico adotadas nas empresas de tecnologia da informação que representam entraves para o processo de implementação, buscando responder ao seguinte problema de pesquisa: como ocorre o processo de planejamento estratégico nas empresas da área da tecnologia da informação e porquê existem insucessos em sua implementação? A pesquisa descritiva deu-se na forma de estudo de casos múltiplos através da análise de quatro empresas atuantes no mercado brasileiro da área da tecnologia da informação. O estudo torna-se relevante diante de fatores socioeconômicos que, impulsionados pela globalização, ampliaram o acesso à tecnologia a todas as classes sociais, viabilizando que diversas linhas de produtos e serviços alcançassem consumidores dos mais variados tipos. Tais fatores impactaram o mercado impulsionando as empresas brasileiras a tornarem-se cada vez mais competitivas para, dessa forma, se fortalecerem frente ao aumento da demanda nacional e internacional, passando a ter como competidores diretos não somente aqueles já conhecidos, mas também empresas de diversas culturas, idiomas e tamanhos. Nos casos analisados foi possível identificar pontos - já levantados em trabalhos anteriores - que dificultam a implementação do planejamento estratégico...

Planejamento estratégico pessoal DOI:10.5007/2175-8077.2011v13n30p118; Personal strategic planning

Estrada, Rolando Juan Soliz; Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Neto, Luis Moretto; Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.; Augustin, Eziane Samara; Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Conciliar as habilidades pessoais com as exigências de um mercado globalizado e competitivo tornou-se um pré-requisito para os profissionais que aspiram sucesso em suas carreiras. A busca por realização pessoal tem incentivado as pessoas a procurarem ferramentas que desenvolvam seus talentos e equilibrem seus esforços, a fim de conquistarem uma vida melhor, mais feliz e saudável. Como alternativa, o planejamento, que até então se detinha a uma ferramenta organizacional, hoje vem sendo igualmente utilizado pelos indivíduos que desejam o sucesso pessoal. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo desenvolver um modelo de Planejamento Estratégico Pessoal que contemple as diversas áreas de atuação e desempenho humano. O modelo proposto neste trabalho está dividido em: Planejamento Individual, Planejamento Profissional, Planejamento Familiar, Planejamento de Negócios Pessoais e Planejamento da Participação Política, Social e Religioso/Espiritual e seus respectivos campos. Foi utilizada a pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, por meio da utilização de fontes primárias e secundárias de dados, a fim de analisar e validar o modelo. A partir dos resultados obtidos pelo modelo, é possível considerar sua importância para futuras pesquisas...