Página 4 dos resultados de 1001 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Hiperatividade com Défice de Atenção

Vaz, Isabel Maria Lemos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este trabalho visa compreender um aluno a frequentar o 6º ano de escolaridade com diagnóstico de Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA) e promover uma resposta pedagógica que permita minimizar as caraterísticas que lhe estão associadas: hiperatividade, desatenção e impulsividade. O aluno apresenta dificuldades em manter o empenho nas atividades e consequentemente exibe comportamentos que podem provocar sentimentos de frustração em professores e no aluno. Para contextualizar esta temática elaboramos uma reflexão sobre a PHDA e atentamos sobre as estratégias que, segundo a literatura, poderão ser adotadas em sala de aula. Considerando que os alunos com PHDA necessitam de atividades dinâmicas e estimulantes, orientámos o nosso estudo para a observação do aluno, em contexto de sala de aula, na interação com ferramentas digitais concebidas especificamente para o efeito, estratégia pedagógica utilizada com o objetivo de otimizar o estilo de aprendizagem do aluno e melhorar a relação pedagógica entre quem aprende e quem ensina. Os resultados mostram com clareza que os alunos com PHDA beneficiam com a utilização das tecnologias de comunicação e informação (TIC), aumenta a sua atenção e concentração e diminuem os comportamentos disruptivos.; Orientador : Rafael Pereira

Avaliação da memória de trabalho em crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Assessment of working memory in children with attention deficit hyperactivity disorder; Évaluation de la mémoire de travail dans des enfants avec bouleversement du déficit d’attention et hiperatividade; Evaluación de la memoria de trabajo en niños con transtorno de déficit de atención e hiperctividad

MESSINA, Lucinete de Freitas; TIEDEMANN, Klaus Bruno
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Esse projeto investigou as habilidades cognitivas da Memória de Trabalho de crianças e adolescentes com o “Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade” (TDAH). Foi aplicado teste TIHC - Teste Infantil de Habilidades Cognitivas informatizado, avaliando principalmente cinco habilidades cognitivas Raciocínio Indutivas (RI), Memória de Armazenamento Auditiva (MAA) e Visual e Memória de Trabalho Auditiva (MTA) e Visual (MTV) usando o modelo de Cattell-Horn-Carroll. O teste foi aplicado em 62 sujeitos sendo 32 com TDAH do Hospital das Clínicas-SEPIA-USP e 30 sujeitos controle “normal” do Ensino Fundamental da rede municipal de 1ª à 8ª séries com idades entre 7 e 15 anos, de ambos os sexos. As análises executadas indicaram a existência de diferenças em diversos aspectos relacionados à memória nos tipos peculiares de crianças com TDAH. Verificou-se que as crianças com TDAH obtiveram bom desempenho nas provas de memória visual em detrimento as provas de memória auditiva. A correlação dos resultados do TIHC verificara que o tempo de reação da prova de memória de armazenamento visual manteve uma correlação significativa com a prova de cálculo.; This research investigated the cognitive abilities and the Working Memory in children and youngsters with Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder (ADHD). The results of a computerized test called Infant Cognitive Abilities Test (TIHC)...

Desenvolvimento psicológico e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): a construção do pensamento operatório; Psychological development and Attention Deficit Hyperactitity Disorder (ADHD): the construction of operational thinking

Folquitto, Camila Tarif Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos de maior prevalência na infância e adolescência. Pesquisas recentes demonstram que, ao menos do ponto de vista cognitivo, existem diferenças importantes no desenvolvimento de crianças com TDAH quando comparadas com crianças sem qualquer diagnóstico psiquiátrico. O presente trabalho pretende contribuir para o campo de pesquisa sobre o TDAH, buscando uma compreensão mais dinâmica deste transtorno, ultrapassando o nível descritivo dos sintomas, incorporando aspectos da Psicologia do Desenvolvimento. Acreditamos que a teoria de Piaget acerca do desenvolvimento psicológico, do processo de transição do estágio pré-operatório para o estágio operatório concreto de desenvolvimento, é um subsídio teórico importante para a compreensão deste transtorno, em especial a construção operatória da noção de tempo. A hipótese geral foi a de que crianças com TDAH apresentariam déficits no desenvolvimento de noções operatórias, como a conservação, reversibilidade e apreensão temporal. Foram entrevistadas 62 crianças, com idades entre 6 a 12 anos, subdividas em dois grupos: uma amostra clínica de crianças diagnosticadas com TDAH (n=32)...

Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade: um caso clínico ou invenção pedagógica?; Disorder of attention deficit with hyperactivity of: a clinical case or an invention pedagogic?

Souza, Warley Carlos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O presente trabalho procurou confrontar a produção acadêmica sobre transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, e os desdobramentos do laudo, no contexto familiar, escolar e da saúde. Para conhecer melhor os critérios de elaboração dos laudos do transtorno, foram realizadas leituras de prontuários, seguida de entrevista junto aos profissionais responsáveis pela elaboração do diagnóstico. No contexto escolar, a pesquisa se desenvolveu tendo como base primeiramente a observação dos alunos diagnosticados com o transtorno. Tal observação foi seguida de entrevista junto aos professores que atuavam diretamente com os alunos. Junto às famílias, a pesquisa se desenvolveu por meio de entrevista com os responsáveis juridicamente pelas crianças. O objeto de nosso estudo foi o atendimento que as crianças diagnosticadas com o transtorno do déficit de atenção recebem nos segmentos mencionados, ou seja, a família, a saúde e a educação. Dessa forma, a pesquisa incide no atendimento que é destinado a essa criança. No contexto educacional, com o intuito de perceber se o princípio de educação para todos é assegurado de fato, para tanto, quais ações são realizadas no interior das unidades de ensino a fim de assegurar tal princípio. No contexto da saúde...

Distúrbios da linguagem falada no transtorno do déficit de atenção/hiperatividade; Distúrbios da linguagem falada no transtorno do déficit de atenção/hiperatividade

Periotto, Maria Cecilia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO /HIPERATIVIDADE (TDA/H) afeta memória operacional, planejamento, auto-regulação de motivação e limiar para a ação dirigida, alterando funções executivas, inclusive linguagem. Crianças com TDA/H apresentam distúrbios da linguagem, mostrando baixo rendimento nos testes de vocabulário, sintaxe, fluência, memória operacional e discurso. OBJETIVOS: avaliar tipo e freqüência das alterações da linguagem oral em crianças com TDA/H; verificar a evolução desses distúrbios após dois meses de tratamento com metilfenidato; correlacionar produção do discurso do tipo recontagem com memória operacional. MÉTODOS: trinta e seis pacientes de sete a 14 anos de idade com diagnóstico de TDA/H pelos critérios do DSM-IV, QI 85, sem co-morbidades definidas, sem déficits sensoriais e com avaliação neuropsicológica prévia foram submetidos à seguinte avaliação fonoaudiológica: anamnese; avaliação clínica do sistema estomatognático; função respiratória; discriminação auditiva; praxias orais; teste de imitação do protocolo ABFW; teste de vocabulário Boston Naming test; discurso narrativo e análise da recontagem de estória (gramática da história, número de frases, freqüência e tipo de erros). A avaliação fonoaudiológica foi aplicada antes do início do tratamento com metilfenidato sendo que seus resultados foram comparados com o grupo controle. Após dois meses de tratamento medicamentoso as crianças foram reavaliadas e os resultados foram comparados com a avaliação inicial. Verificou-se evolução da linguagem falada após dois meses de tratamento com medicamento estimulante. RESULTADOS: Os pacientes mostraram comprometimento no sistema estomatognático...

Avaliação neuropsicológica das funções executivas e da atenção em crianças com transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH); Neuropsychological assessment of the executive functions and attention in children with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD)

Bolfer, Cristiana Pacheco Martini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
INTRODUÇÃO: O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um problema de saúde mental bastante freqüente em crianças, adolescentes e adultos em todo o mundo. É caracterizado pela presença de três grupos de sintomas: desatenção, hiperatividade e impulsividade. As pesquisas internacionais e nacionais indicam que os indivíduos portadores do TDAH podem também apresentar, além dos déficits atencionais, alterações nas funções executivas. As crianças e adolescentes com TDAH apresentam prejuízos claros no seu funcionamento do aprendizado escolar e no desenvolvimento social e emocional. O diagnóstico do TDAH é clínico, baseado nos critérios do DSM-IV, porém os estudos dos prejuízos atencionais e das funções executivas nos pacientes com TDAH têm permitido uma melhor caracterização dos diferentes subtipos clínicos, além de serem fundamentais na elucidação diagnóstica de algumas co-morbidades e na proposta de intervenção e/ou reabilitação. O objetivo desta pesquisa é a utilização de testes neuropsicológicos para auxílio na avaliação da atenção e das funções executivas em pacientes com TDAH. MÉTODOS: Neste estudo transversal realizado entre Setembro de 2006 a Junho de 2008, foram selecionados 23 pacientes do sexo masculino...

Qualidade de vida de crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade; Quality of life of children with attention-deficit hyperactivity disorder

Bilhar, Juliana Cristina Fernandes de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) é uma condição neurobiológica que atinge de 3 a 7% da população pediátrica Possui como característica um padrão persistente de desatenção, hiperatividade e/ou impulsividade, mais frequente e grave do que aquele tipicamente observado em indivíduos em nível equivalente de desenvolvimento. O TDAH está associado a prejuízos em vários contextos, incluindo o desempenho acadêmico, comportamento escolar, as relações entre colegas e o funcionamento familiar, influenciando diretamente na qualidade de vida de seus portadores. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida de crianças com TDAH do tipo combinado, utilizando a escala PedsQLTM. Foram avaliadas crianças com idade de oito a doze anos, comparando com um grupo sem o transtorno e relacionando com a percepção de seus pais e/ou cuidadores. No total 88 crianças participaram do estudo, em todos os casos os respectivos pais e/ou cuidadores também responderam ao questionário de qualidade de vida. Destas 45 pertenciam ao grupo de estudo e 43 ao grupo controle. Não houve diferença estatística entre os grupos nas variáveis: sexo, renda familiar, estado civil dos pais, escolaridade do pai e escolaridade da mãe...

Revisão de literatura das psicoterapias para crianças e adolescentes com Déficit de Atenção e Hiperatividade, TDAH; Literature review of psychotherapies in children and adolescents with Attention-Deficit Hyperactivity Disorder, ADHD

Munhoz, Déa Bertran
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Esta revisão de literatura apresenta uma análise dos trabalhos sobre Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, TDAH, quanto às psicoterapias e aos tratamentos psicológicos ofertados a crianças e adolescentes, recuperados nas principais bases de dados da área. Transtorno de grande prevalência na população escolar, com sérios prejuízos pessoais e sociais, pois comportamentos de hiperatividade, desatenção e impulsividade, em graus atípicos, comprometem as funções executivas como concentração, planejamento de ações e controle sobre impulsos, o TDAH é conceito que gera controvérsias na comunidade científica. De um lado têm-se as perspectivas da terapia comportamental e cognitivo-comportamental, com o objetivo de reeducação comportamental, apoiada pela psiquiatria e psicofarmacologia. De outro, as linhas compreensivas e a psicanálise buscam não só comportamentos observáveis, mas a singularidade de cada envolvido, ou seja, a contribuição da família e/ou da cultura nesses quadros. A fim de mapear as publicações nessa área, foram analisadas as produções dos últimos dez anos (20002010) locadas nas bases de dados MEDLINE, PsycINFO, SciELO, LILACS e PSICODOC, por meio do termo TDAH, cruzado com tratamento psicológico e psicoterapia...

Desempenho de escolares com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em habilidades de leitura e escrita; Performance of Students with Attention Deficit Hyperactivity Disorder in Reading and Writing Skills

Gonçalves, Talita Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é o distúrbio neuropsiquiátrico mais comum da infância e está entre os mais prevalentes entre escolares. O TDAH é uma condição genético neurológica, muitas vezes manifestada cedo na vida do portador, porém somente no início da escolaridade os sintomas tornam-se perceptíveis, podendo apresentar, em sua história acadêmica, o fracasso escolar, determinado por alterações na entrada da informação. Tanto o processo diagnóstico quanto o tratamento do TDAH são complexos, não só pelo caráter dimensional dos sintomas de desatenção e/ou hiperatividade, mas também pela alta frequência de comorbidades apresentadas pelos pacientes. O tratamento dos sintomas de TDAH pode melhorar a habilidade de priorizar estímulos relevantes, a memória operacional (de trabalho), o armazenamento e a recuperação do material aprendido. Atualmente, já é possível a aplicação de procedimentos de avaliação que possibilitam aos pesquisadores a verificação do uso de habilidades do processamento fonológico, como a Consciência Fonológica, a Memória de Trabalho e a Nomeação Rápida em populações de leitores proficientes ou com alterações no processo de aprendizagem na leitura. O processamento fonológico refere-se à informação fonológica recebida auditivamente...

Estudo comparativo do desempenho cognitivo de portadores adultos do Transtorno de Déficit de Atenção Hiperatividade (TDAH) associado a Transtorno por Uso de Substâncias Psicoativas (TUSP) e portadores adultos de TDAH sem a presença de TUSP; Comparative study of the cognitive performance in adults with Attention-Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) with Substance Use Disorder (SUD) and a group of adults with ADHD without SUD

Miguel, Carmen Silvia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Objetivo: O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e o Transtorno por uso de substancias psicoativas (TUSP) são frequentemente comórbidos. Apesar disso, observa-se que poucos dados foram publicados a respeito do desempenho cognitivo e de impulsividade de adultos TDAH com e sem dependência de cocaína e/ou crack. Este estudo procurou verificar a presença de diferenças cognitivas em funções executivas, memória verbal e em impulsividade em grupos de adultos com TDAH com e sem dependência de cocaína e/ou crack, e se a presença de outras comorbidades psiquiátricas influencia estas diferenças. Desenho: Uma amostra de adultos com TDAH com dependência de cocaína e/ou crack (grupo experimental) e uma amostra de adultos TDAH sem dependência de qualquer substância psicoativa (grupo controle). Métodos: A amostra foi formada por pacientes de ambos os sexos, com idade entre 18 e 60 anos, diagnosticados de acordo com os critérios do DSM-IV. Formaram o grupo experimental adultos com TDAH e dependência de cocaína e/ou crack (TDAH+COC) internados na Associação Promocional Oração e Trabalho (APOT), e nas enfermarias do Hospital Geral de Taipas, e do Programa do Grupo Interdisciplinar de Estudo de Álcool e Drogas (GREA) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq- HCFMUSP). O grupo controle foi formado por adultos com TDAH sem dependência de qualquer substância psicoativa atendidos no ambulatório do Programa de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (PRODATH) do IPq-HCFMUSP. Instrumentos: O desempenho cognitivo foi verificado por: Vocabulário (WASI); Raciocínio Matricial (WASI); Rey Auditory Verbal Learning Test (RAVLT); Torre de Hanói; Memória Lógica (WMS III); FAS; Digit Span (WAIS III); Sequência de Números e Letras (WAIS III); Reading Mind in the Eyes Task; Stroop...

Características linguísticas de crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Linguistic characteristics of children with attention deficit hyperactivity disorder

Barini, Nayara Salomão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é o diagnóstico dado a indivíduos que apresentem quadros de desatenção, hiperatividade e impulsividade. As crianças diagnosticadas com TDAH apresentam uma população heterogênea, com graus variáveis e com a possibilidade de outros transtornos ocorrerem em associação. Existe uma correlação importante entre o diagnóstico de TDAH e a ocorrência de baixo rendimento escolar, distúrbios de aprendizagem e distúrbios de linguagem. Vários trabalhos vêm confirmando dificuldades psicolinguísticas e linguísticas em crianças com TDAH, sendo elas consideradas de risco para alterações de linguagem. Este trabalho investigou as características linguísticas de crianças com TDAH, comparando esta população com seus pares sem alteração quanto ao vocabulário receptivo, compreensão verbal e habilidades pragmáticas, e ainda, comparando as classificações dos resultados dos testes de vocabulário receptivo e compreensão verbal dos indivíduos com TDAH e com desenvolvimento tipico de Linguagem (DTL). Foram selecionados 40 sujeitos, em idade escolar, cuja faixa etária varia entre 7 e 10 anos e 11 meses, de ambos os sexos, sendo 20 deles com diagnóstico interdisciplinar de TDAH (Grupo Experimental GE) e 20 com DTL (Grupo Controle GC)...

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) dignosticado na infância: a narrativa do adulto e as contribuições da psicanálise; Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) diagnosed in childhood: the narrative of the adult and the contributions of psychoanalysis

De Luccia, Danna Paes de Barros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Trata-se de um trabalho que apresenta elaborações teóricas e pesquisa de campo, na modalidade de pesquisa qualitativa, e que teve como objetivo investigar os sentidos e significados atribuídos ao diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) por adultos clinicamente avaliados como portadores do transtorno na infância. Utilizou-se na pesquisa de campo o instrumento de entrevistas semi-dirigidas, ao qual se buscou engajar o espectro da história oral como suporte para esse instrumental. A condução das entrevistas e posterior análise dos resultados foram psicanaliticamente orientadas através do referencial teórico freud-lacaniano. Com o estudo teórico e a revisão da literatura, analisamos as configurações psíquicas que tais fenômenos, como o TDAH, suscitam e seus efeitos no estabelecimento do laço social. Constatou-se, também, que os modos de organização da vida social na atualidade, evidenciam determinadas formas de pensar e agir, dentre as quais se incluem fenômenos como a desatenção, a hiperatividade e a impulsividade. Na pesquisa de campo, dispôs-se um espaço de encontro com os entrevistados, convocando-os a falar sobre o conjunto de sintomas agenciado pelo transtorno, destacando-se suas implicações nos âmbitos da vida familiar...

Avaliação do desempenho motor e acadêmico de crianças com e sem transtorno de déficit de atenção/ hiperatividade; Motor skills and academic performance assessment of children diagnosed with and without attention déficit hyperactivity disorder

Palácio, Siméia Gaspar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
INTRODUÇÃO: 0 transtorno de déficit de atenção com hiperatividade é um distúrbio neurobiológico comum na infância que pode acarretar prejuízos no desempenho motor em 30 a 50% dos casos, além de déficits no aprendizado escolar e no desenvolvimento social e emocional, tornando a criança mais propensa ao abandono dos estudos, a repetência, suspensão, expulsão e mais vulnerável a necessidade de reforço. OBJETIVO: O objetivo desta pesquisa foi avaliar o desempenho motor e acadêmico de crianças com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade matriculadas na rede municipal de ensino de Maringá. METODOLOGIA: Foram selecionadas 55 crianças de ambos os gêneros, matriculadas no 2º ao 4º ano do ensino fundamental, entre 7 a 10 anos, com diagnóstico clínico confirmado do respectivo transtorno, sem comorbidades associadas exceto o Transtorno Opositor Desafiante e dificuldades de aprendizagem, além de 55 crianças do grupo controle para efeitos de comparação, seguindo os mesmos parâmetros com relação ao ano escolar cursado, idade e sexo. Na sequência foram realizadas as avaliações do desempenho motor e acadêmico, utilizando a segunda edição do Movement Assessment Battery for Children e o Teste do Desempenho Escolar. Para a análise estatística foi utilizado o programa estatístico Statistical Package for Social Science versão 20 e empregado os testes Shapiro-Wilk...

Compreensão de pais sobre o Tratamento de Déficit de Atenção/Hiperatividade em adolescentes e a exposição desses em situações de violência; Parents´ understanding about Attention Deficit Disorder / Hyperactivity Disorder in adolescents and their exposure to situations of violence

Stefanini, Jaqueline Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é caracterizado por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade. Surge na infância e pode persistir ao longo da vida, podendo ocasionar dificuldades pessoal, acadêmica, familiar, social e profissional. Este trabalho objetivou compreender os sentidos e os significados para os pais ou responsáveis por adolescentes com TDAH acerca do transtorno e as respectivas relações que esses adolescentes estabelecem no convívio familiar ou fora deste. Para tanto foi realizado um estudo qualitativo com uso da história oral temática. Participaram do estudo 9 pais dos adolescentes com TDAH atendidos no Ambulatório de Psiquiatria Juvenil de um hospital público universitário do interior do Estado de São Paulo. A entrevista temática foi realizada no domicílio dos participantes. A análise das narrativas permitiu construir quatro unidades temáticas: "Sentidos e significados acerca do TDAH"; " Compreensão dos pais sobre o diagnóstico e tratamento do TDAH"; "Conflitos no convívio familiar"; "Conflitos no contexto da escola e da comunidade". Os pais percebem que tanto eles como os profissionais das escolas apresentam dificuldades ao lidar com o adolescente portador do TDAH. Reconhecem que desde a infância seus filhos manifestam comportamentos diferentes de outras crianças. Referiram falta de conhecimento...

Controle das emoções de crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e validação do instrumento Expression and Emotion Scale for Children para o português; Management of emotions of children with attention deficit and hyperactivity disorder and validation of Expression and Emotion Scale for Children instrument for the Portuguese

Simon, Margarete Andreozzi Vaz Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
INTRODUÇÃO: O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurocomportamental caracterizado pela combinação de déficit de atenção, hiperatividade e impulsividade. Acarreta prejuízos à relação familiar, escolar e ao convívio social devido à impulsividade emocional aumentada e ausência de controle das em consequência do desenvolvimento cerebral tardio. OBJETIVO GERAL: Validar e traduzir para a língua portuguesa o instrumento Expression and Emotion Scale of Children - EESC. ESPECÍFICO: Avaliar a expressão emocional (EE) pelos pacientes com TDAH. MÉTODO: Aplicou-se a técnica Probe e testes psicométricos à validação. A avaliação da EE dos pacientes com TDAH, uma amostra de 126 sujeitos foi dividida em grupos quanto à comorbidade, idade e gênero. RESULTADOS: Diante da técnica Probe obteve-se 96,9% de compreensão à versão final traduzida e adaptada para o português. Cronbach alfa = 0,7597, CIC 0,66 e a acurácia 71%. Quando comparado amostra com TDAH e Controle, houve significância na EE favorável a amostra Controle. Não houve significância entre a amostra com TDAH com e sem comorbidade, em tratamento, e a mesma quanto ao gênero, na EE. Em relação à idade, a amostra de pacientes com TDAH obteve significância na mudança na EE favorável ao Controle...

Caracterização de crianças com dislexia com e sem transtornos de déficit de atenção/hiperatividade; Characterization of dyslexic children with and without attention deficit and hyperactivity disorder

Alves, Débora Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Entender o funcionamento cerebral da aquisição e desenvolvimento da leitura e da escrita e consequentemente seus desarranjos, tem sido objeto de investigação de diversos pesquisadores de todo o mundo. Por ser uma atividade cognitiva complexa, a atividade de leitura e escrita requer o recrutamento de diversas regiões cerebrais, promovendo a integração de múltiplas habilidades linguístico-cognitivas dentre as quais, as do processamento fonológico. Consciência fonológica, memória operacional fonológica e acesso lexical são habilidades que integram o processamento fonológico sendo responsáveis pela forma como as informações são processadas, armazenadas e utilizadas. Uma falha no processo de aprendizagem da leitura, resultante de um déficit no componente fonológico da linguagem, em que se observa dificuldades tanto com a fluência correta na leitura quanto com a habilidade de decodificação e ortografia é chamada de Dislexia do Desenvolvimento (DD). O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é o transtorno neuropsiquiátrico que tem como característica sintomas como a desatenção, hiperatividade e impulsividade. Tanto a DD quanto o TDAH são bastante frequentes na infância, estando ambos entre as causas mais comuns de fracasso escolar. Assim sendo...

Associação entre resposta clínica e eventos adversos ao metilfenidato e genes dopaminérgicos e serotoninérgicos em crianças e adolescentes com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade

Zeni, Cristian Patrick
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: Poucos estudos sobre a farmacogenética do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) foram conduzidos até o momento, apesar da extensa literatura sobre a participação de genes na etiologia do TDAH. Os estudos farmacogenéticos podem auxiliar na identificação a priori dos indivíduos que se beneficiarão de determinados tratamentos e dos que possivelmente apresentarão intolerância aos agentes farmacológicos. A maior parte dos estudos, até o momento, avaliou genes do sistema dopaminérgico e resultou em achados tanto positivos quanto negativos. Métodos: em um estudo naturalístico avaliamos os efeitos dos polimorfismos dos genes candidatos dopaminérgicos (DRD4, DAT1) e serotoninérgicos (HTR1B, HTR2A e 5-HTT) na resposta ao tratamento em 111 pacientes para os quais foi prescrito metilfenidato. As medidas de desfecho (Swanson, Nolan, and Pelham scale - versão IV – anexo I, Children Global Assessment Scale – anexo II, Barkley’s Stimulants Side Effects Rating Scale – anexo III) foram aplicadas no momento de avaliação e um mês após a intervenção. Resultados: Participaram do estudo 111 famílias de crianças e adolescentes eurobrasileiros de ambos os sexos que apresentavam TDAH segundo o DSM-IV. Estes pacientes foram consecutivamente triados no Programa de Déficit de Atenção/Hiperatividade do Hospital de Clínicas de Porto Alegre entre janeiro de 2003 e maio de 2004. Não foi detectada associação significativa entre os polimorfismos dos genes dopaminérgicos e serotoninérgicos avaliados e a resposta ao metilfenidato ou presença de eventos adversos. Conclusão: Os achados deste estudo quanto aos genes dopaminérgicos são negativos...

Genes da via serotoninérgica e o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade/Impulsividade (TDAH) em adultos

Contini, Veronica
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade/ impulsividade (TDAH) é um transtorno bastante comum, afetando aproximadamente 5.3% das crianças em idade escolar e 4.4% dos adultos. O Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-IV) da Associação Norte-Americana de Psiquiatria divide os sintomas do TDAH em dois grupos: desatenção e hiperatividade/ impulsividade. A contribuição genética é substancial no TDAH e, embora muitos genes sejam considerados como possíveis fatores de susceptibilidade ao transtorno, poucos apresentam claras evidências de associação. No presente estudo, foram abordados polimorfismos em genes candidatos do sistema serotoninérgico. Selecionamos para tanto o polimorfismo MAOA-uVNTR, no gene que codifica a enzima monoamino oxidase A (MAOA), e os polimorfismos HTR2A A-1438G, HTR1B –A161T, T-261G e G861C nos genes codificadores dos receptores de serotonina 2A e 1B.A amostra foi composta por 377 adultos com TDAH. As entrevistas psiquiátricas seguiram os critérios do DSM-IV, utilizando o K-SADS-E para o TDAH e transtorno de oposição desafiante e o SCID-I e MINI para as comorbidades. Os grupos controle foram compostos por 235 homens doadores de sangue e 217 mulheres avaliadas no laboratório de análises da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Os polimorfismos foram genotipados com técnicas envolvendo reação em cadeia da polimerase (PCR)...

Estudo da prevalência do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade na infância, adolescência e idade adulta

Polanczyk, Guilherme Vanoni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é caracterizado por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, que têm início na infância e podem persistir até a idade adulta. Um grande número de estudos investigou a prevalência do TDAH entre crianças e adolescentes em diversos países, inclusive no Brasil. Os estudos geraram dados conflitantes, permanecendo dúvidas quanto à influência de características demográficas e metodológicas sobre a variabilidade das estimativas. Entre adultos, há dados escassos sobre a prevalência do TDAH em todo o mundo e inexistem estudos realizados em nosso meio. Este cenário é reforçado por incertezas sobre a validade dos critérios diagnósticos e instrumentos de avaliação do TDAH nesta etapa do desenvolvimento. Objetivos Buscamos estudar a prevalência do TDAH na infância, adolescência e idade adulta, abordando as lacunas existentes na literatura.Métodos Realizamos uma revisão sistemática da literatura buscando estudos que tenham avaliado a prevalência do TDAH na infância e adolescência em amostras comunitárias nos últimos 25 anos. Agregando os estudos encontrados, avaliamos a influência de características metodológicas e da localização geográfica onde foram conduzidos sobre a heterogeneidade dos resultados através de uma análise de metaregressão. Entre adultos...

Atualização sobre comorbidade entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID); Update on the comorbidity of attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD) and pervasive developmental disorder (PDD)

Segenreich, Daniel; Mattos, Paulo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
CONTEXTO: Atualmente, a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID) não pode ser estabelecida por meio dos critérios da DSM-IV. Entretanto, diversos pesquisadores questionam esta impossibilidade descrevendo quadros clínicos de pacientes que apresentam características de ambos os transtornos. Esta revisão busca estes achados e propõe uma reflexão sobre o assunto. OBJETIVO: Revisar, de modo seletivo, estudos mais significativos da literatura para compilar uma atualização sobre a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID). MÉTODO: Por meio de busca no sistema Medline, selecionaram-se todos os artigos em inglês, publicados entre 2000 e 2005, sobre sintomas de TDAH em pacientes com TID, sintomas autistas em pacientes com TDAH e duplo diagnóstico TDAH/TID, utilizando-se os termos "ADHD", "pervasive", "autism", "ADD", "Asperger" e "PDD". RESULTADOS: Encontraram-se 10 artigos que atendiam aos critérios. Embora haja poucos estudos com amostras pequenas, diferentes autores identificaram um subgrupo distinto de pacientes com TID e maior freqüência e gravidade de sintomas de desatenção e hiperatividade...