Página 4 dos resultados de 567 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

O Recuo Brutalista

Gimenez, Luis Espallargas
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná; Curitiba Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná; Curitiba
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Em conformidade com a dúvida de seu título, o difundido livro The New Brutalism: Ethic or Aesthetic? de Reyner Banham não é possível explicar o Brutalismo como manifestação artística coesa, dotada de consistência e reprodutibilidade formal. A citação de arquitetos famosos, porém divergentes, parece associar e comparar obras ásperas com a pretensão de reerguer uma arquitetura moderna considerada ascética, monótona e insuficiente e gera um teoricismo da aparência crua e do moralismo dos objetos. Discurso que oculta, ou desvia a atenção do retorno artístico à sublimidade e construção artesanal. O Brutalismo é aceito como evolução natural dos estágios modernos anteriores e sanciona artefatos toscos, pesados e inacabados como se fossem filiados ao processo moderno desinfestado. Esconde contradições e disfarça seu rompimento com o moderno para prolongar a expressão Movimento moderno. Mas o objeto claro, econômico e preciso é repudiado pelo consumidor e, por ser pouco representativo, o artista faz sua maquiagem com episódios contrastantes e monumentais na informalidade das cidades espontâneas. No entanto, parece possível suspender a noção positiva e corretiva do Brutalismo para entendê-lo como um recuo artístico vulgarizador que despreza aperfeiçoamento e afronta a atitude moderna com banalização conceptiva...

O processo de reestruturação da PUCCAMP : a contribuição do "Projeto Pedagogico" : (1981-1984)

Alzira Leite Carvalhais Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/1989 PT
Relevância na Pesquisa
25.92%
A história do Ensino Superior Brasileiro nos mostra a falta de uma identidade cultural e política ao longo de sua existência. O cultivo de um modelo cultural genuíno, o exercicio pleno da autonomia universitária, a organicidade e a integração curricular, o papel de refletir a realidade social e de nela interferir efetivamente não são características do passado de nosso Ensino Superior. Os efeitos da Reforma Universitaria de 1968 e o dos demais mecanismos legais de repressão empobreceram ainda mais o Ensino Superior, pondo em risco a qualidade do ensino, inviabilizando a pesquisa, diminuindo os recursos materiais e financeiros, aviltando as condições de trabalho do professor. Acima de tudo, estabeleceu-se a "pobreza" política: aos alunos e professores foi imposto o exercício do silêncio, das meias-verdades, e a participação autêntica e democrática deixou de existir. A reação a esse estado de coisas surgiu no final da década passada. Como em varias instituições brasileiras de Ensino Superior, na PUCCAMP também se registrou um movimento com vistas ã sua reestruturação. Os caminhos para fazer frente ã situação da crise universitária eram vários. E a PUCCAMP escolheu fazê-lo pela construção do seu Projeto Pedagógico...

O cuidado ao adulto jovem com doença crônica

Muniz, Rosani Manfrin
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde.; O trabalho relata uma experiência vivida por uma enfermeira e o Ser adulto jovem portador de doença crônica durante a prática assistencial. Teve como objetivo conhecer o seu cotidiano e perceber as possibilidades e limitações para o próprio cuidado a partir de uma abordagem humanística. O referencial teórico-metodológico foi construído com base na experiência profissional da autora, como enfermeira clínica e fundamentado na Teoria Humanística de Paterson e Zderad. A implementação deste referencial foi realizado junto a duas mulheres jovens portadoras de doença crônica que vivenciam o processo do adoecer no domicílio. O método possibilitou uma compreensão intuitiva, um exame analítico, uma síntese e conceituação que originou a descrição da experiência estudada. O referencial teórico utilizado favoreceu a compreensão do ser humano na sua singularidade, à medida que se aprendeu a ouvir o que não verbalizavam, e ver o que não se mostrava a primeira vista, buscando na essência destes seres o que não conseguiram expressar. Esta experiência fortaleceu as situações humanas no cenário vivido a partir da relação EU-TU...

A argumentação em matemática : investigando o trabalho de duas professoras em contexto de colaboração

Boavida, Ana Maria, 1955-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
25.93%
Tese de doutoramento em Educação (Didáctica da Matemática), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Ciências, 2005; Este estudo é uma investigação com o professor sobre o seu trabalho. Tem dois objectivos: (1) descrever e analisar o trabalho de duas professoras orientado para o envolvimento dos seus alunos em actividades de argumentação matemática; (2) compreender potencialidades e problemas emergentes do desenvolvimento de um projecto de investigação colaborativa centrado na reflexão sobre as práticas destas professoras. Ao primeiro objectivo associam-se questões que visam dar a conhecer desafios com que as professoras se confrontaram ao prepararem o ensino e ao criarem nas suas aulas contextos facilitadores da emergência e desenvolvimento de argumentação matemática. Do segundo objectivo decorreram questões focadas em aspectos considerados relevantes ou problemáticos no desenvolvimento do projecto e naquilo que o facilitou ou constrangeu. A problemática da argumentação na aula de Matemática é analisada no enquadramento teórico do presente estudo a partir de contributos da área da filosofia e da educação matemática. É também abordado o tema da colaboração, discutindo-se significados atribuídos a este conceito e analisando-se possíveis modos de desenvolver uma investigação colaborativa. Em termos metodológicos o estudo insere-se no paradigma interpretativo colaborativo que aceita a existência de diversas formas legítimas de conhecer o mundo. Este paradigma enquadra diferentes modalidades de investigação que assentam no pressuposto de que a partilha deste conhecimento num grupo regulado por normas de comunicação autêntica...

O tempo das reformas : o papel da companhia de Jesus no enfrentamento com ideais protestantes na Europa do Sul : uma proposta pedagógica

Silva, José Manuel Goes Ferreira da, 1956-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Relatório de Prática de Ensino Supervisionada, Mestrado em Ensino da História e da Geografia no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário, Universidade de Lisboa, 2014; O presente trabalho constitui-se como a proposta didática e pedagógica, do candidato, à unidade didática Renascimento e Reforma, inserida no tema Expansão e Mudança nos Séculos XV e XVI, do currículo do 8º ano do Ensino Básico, experiência, simultaneamente científica, formadora e de algum modo inovadora, que realizámos com os alunos da turma D do referido ano, na Escola Básica do Alto dos Moinhos, na Terrugem. Nos finais do século XIV, assistimos a uma Europa em transição da Idade Média para a Época Moderna. Recuperada finalmente das fomes, peste e guerras que tinham marcado todo o século XIV, a Europa está em crescimento demográfico, em desenvolvimento da agricultura e do artesanato, em renascimento da atividade comercial. Em muito fruto das viagens realizadas por portugueses e espanhoís, desencadeada pelo encontro com novos povos, novas culturas, outros hábitos e valores, a visão do mundo alarga-se. A consequente mundialização da economia e o desenvolvimento de uma burguesia comercial e citadina forte, em detrimento de uma nobreza...

O uso do discurso reportado direto por uma pessoa com afasia na construção de uma narrativa

Oliveira,Lívia Miranda de; Oliveira,Mônika Miranda de
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
25.92%
Objetivo : investigar o uso do discurso reportado direto por uma pessoa com afasia ao construir uma narrativa sobre acidente vascular cerebral (AVC).Métodos : assumindo uma perspectiva qualitativa de análise, que se fundamenta em abordagens interacionais em linguística, e utilizando o método de geração de dados denominado grupo focal, busca-se compreender a estruturação da narrativa da participante deste estudo, que consiste em uma pessoa que apresenta afasia, construída ao longo da conversa que emergiu em uma interação face a face em grupo gravada em vídeo e transcrita para investigação.Resultados : a análise dos dados revelou que i) o fato de a narradora apresentar afasia não a impossibilitou de construir uma narrativa que apresentasse todos os elementos estruturais de narrativas canônicas, e ii) o uso do discurso reportado direto, mesmo funcionando como uma estratégia para lidar com o déficit linguístico, garantindo a inteligibilidade da narrativa, criou esperados efeitos na narração (envolvimento, validação, autenticação, entre outros). Além disso, tal análise nos permite advogar que pessoas com afasia...

Bondade fundamental e presença autêntica: a visão de formação humana no pensamento de Chögyam Trungpa Rinpoche

Tavares, Ana Cláudia Ribeiro; Freitas, Alexandre Simão de (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Na contemporaneidade parece haver uma recusa dos princípios e valores que esse projeto propunha em termos de inteligibilidade para a compreensão do humano, instalando uma crise sem precedentes nas concepções de realidade e de sujeito até então hegemônicas. Os ecos dessa reflexão têm reverberado profundamente no campo educacional (HERMANN, 2010; SEVERINO, 2006; RODRIGUES, 2002), pondo em xeque a ideia da educação como processo de formação humana. Compartilhando as reflexões abordadas por Vasconcellos (2012, p. 18) sobre “o sentir-se falso, ou a experiência vivida como sendo falsa; o sentimento de superficialidade; e o sentimento de vazio, ou seja, de não existência ou de não ser real”, decidimos, finalmente, tematizar a noção de autenticidade e suas implicações para o campo pedagógico. A presente tese reflete acerca do diagnóstico da degradação do ideal da autenticidade, elaborado pelo filósofo canadense Charles Taylor, e suas implicações para a educação apreendida como processo de formação humana, mobilizando, nesse percurso, uma visão radical do ser humano expressa pelo pensamento filosófico-espiritual de um dos mestres budistas tibetanos mais dinâmicos do século XX: Chögyam Trungpa Rinpoche. Para seu biógrafo Maurice Midal...

O silêncio do arguido no direito processual penal brasileiro

Hartmann, Helen
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
25.92%
Resumo: A primeira Constituição brasileira a consagrar expressamente o direito ao silêncio foi a Constituição da República de 1988 (inciso LXIII do artigo 5.º). O Código de Processo Penal em vigor, por sua vez, prevê, desde 1941, o direito ao silêncio (artigo 186); este dispositivo, entretanto, ao admitir que do exercício do direito ao silêncio pudessem emanar prejuízos ao cidadão que o invocasse, inviabiliza a efetividade material do direito. Com o advento da CR de 1988, tem-se revogada esta redação do artigo 186 do CPP; na prática, porém, o exercício do direito ao silêncio por parte do cidadão continuou frequentemente interpretado em seu desfavor. A Lei n.º 10.792, promulgada em 1.º dezembro de 2003, alterou, dentre outros, o artigo 186 do CPP: acrescentou-lhe o parágrafo único, pelo qual não se admite interpretar o exercício do direito ao silêncio em prejuízo da defesa. Não obstante, novamente, a realidade de quem exerce ou poderia exercer o direito ao silêncio pouco se alterou. Faz-se pertinente, portanto, estudar o direito ao silêncio no direito processual penal brasileiro para compreender seu alcance e (in)efetividade material. A compreensão do direito ao silêncio em âmbito processual penal se confunde com a própria evolução histórica dos sistemas processuais penais. Para tanto...

Onde está o espírito do senhor ali reina a liberdade: fundamentação pneumatológica e trinitária da liberdade em Jürgen Moltmann

Nienov, Ricardo
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
25.92%
Neste trabalho de pesquisa, o tema a ser abordado é a liberdade. Ela será contemplada sob diferentes aspectos, desde a visão na sociedade, em diferentes períodos da história, passando pela dimensão bíblica, para desembocar na compreensão cristã. Esta última é o grande interesse desse desenvolvimento, pois é ela a verdadeira e autêntica liberdade humana. A libertação do ser humano só é possível e plena mediante a perspectiva cristã, para tanto é preciso olhar com carinho para a pessoa de Jesus, a maior referência de liberdade para os homens e mulheres. Ele torna-se modelo no instante que se deixa conduzir pelo Espírito de Deus, isto é, o Espírito Santo. Contemplamos vários autores, mas a centralidade toda está no teólogo Jürgen Moltmann, o qual tem uma teologia profundamente imbuída do espírito, principalmente no livro O Espírito da Vida: uma pneumatologia integral. Nesta obra ele ressalta a vitalidade que o espírito gera na pessoa, tornando-a capaz de viver a sua liberdade, deixando de ser escrava e fazendo-a livre em toda sua plenitude. As três liberdades citadas e compreendidas por Moltmann, ele as define como: liberdade de domínio, comunhão e de futuro. A primeira, segundo ele, própria do mundo burguês; a segunda na construção de uma sociedade fraterna...

O PAPEL DO CETICISMO NA FILOSOFIA DO JOVEM HEGEL

Silva, Edney Jose da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Ce travail veut montrer que le scepticisme n‟est pas q‟un des principaux défis pour la philosophie moderne jusqu‟a la déflagration da la Reforme Protestante, la redecouverte et la traduction des textes de Sexte Empirique. La reception de ce scepticisme n‟est q‟un des principaux facteurs qui determinent le noveau fondament da la philosophie moderne avec base dans la subjectivité. Dans ce contexte d‟un nouveau fondament de la philosophie sous la base de la subjectivité, Hegel aborde le problème du scepticisme. La pensé developpé par Hegel dans période de Jena (1801-1807), principalement dans l‟écrit de la Differance parmi les philosophies de Fichte e Schelling, et dans les articles du Journal Critic de Philosophie, Relation du scepticisme avec la philosophie et Foi et Savoir, part du dialogue avec la philosophie d‟idealisme allemand, qui est le point plus haut du subjectivisme dans la philosophie developpé à partir du retour du scepticisme. Hegel essaye à travès l‟interpretation et la superation du scepticisme, établir une nouvelle base pour la philosophie. Alors, le scepticisme, dans cette période de la philosophie d‟Hegel, a la function d‟être la negativité propre à la authentique philosophie qui anéante le point de vue des les philosophies de la subjectivité. Cette manière comme Hegel intégre la scepticisme à sa philosophie...

Lógos e noûs no Fedro de Platão

Oliveira, Lucas Mafaldo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
25.92%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; O objetivo dessa tese é estudar a relação entre lógos e noûs no diálogo Fedro de Platão. Consideramos que a tensão entre essas duas noções serve de fio condutor para organizar uma série de questões levantadas ao longo do diálogo. Em particular, consideramos que um dos objetivos de platão ao escrever o Fedro é retirar a discussão do lógos do contexto especializado da retórica e inserí-lo em uma discussão mais ampla a partir de uma discussão ontológica. Nesse sentido, consideramos que Platão está simultaneamente dialogando com a obra de dois oradores importantes: Górgias e Isócrates. Platão segue o primeiro em estabelecer uma relação entre lógos e éros,mas o abandona ao mostrar que erós, enquanto uma dynamis capaz de mover a alma humana, não serve necessariamente para provocar o engano,mas pode levar à alma em direção ao seu melhor. Em seguida, argumentos que essa direção desejável para alma seria justamente a noção de noûs enquanto ato de percepção do inteligível. Dito isso, passamos a discutir os princípios ontológicos expostos no diálogo, mostrando que o segundo dicurso de Sócrates mostra haver uma relação de semelhança entre o sensínvel e o inteligível.Essa relação leva platão a apresentar uma nova interpretação de eikós...

A Problemática do Plágio como Questionamento da Transtextualidade (Análise da Relação Literária na Leitura Comparativa de O Crime do Padre Amaro com La Faute de L'Abbé Mouret)

Jorge, Carlos Jorge Figueiredo
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
25.93%
"Sem resumo feito pelo autor"; - Quando Machado de Assis, no comentário crítico que fez a O Primo Basílio e O Crime do Padre Amaro, acusou este último romance de ser uma simples imitação de La Faute de l'Abbé Mouret, iniciou um processo retórico de restrições nos códigos de leitura do romance criticado cujas consequências, do nosso ponto de vista, dificilmente poderão ser alteradas. Entre estas, a mais evidente é a que leva a associar quase sempre ao romance de Eça a questão do plágio. Contudo, não se trata de uma acusação evidente de plágio a que fez o mestre brasileiro. O processo, como veremos melhor na primeira parte do nosso trabalho, é insidioso e ambíguo. Em grande parte, podemos admiti-lo, os resultados da acusação foram os esperados por Machado de Assis. Contudo, a dimensão das consequências, na sua globalidade, talvez tivesse ultrapassado não só as expectativas do crítico como as dos leitores seus contemporâneos. De certo modo, o desenvolvimento da nossa argumentação será avaliar, fugindo o mais possível à simples apologética, o conjunto de problemas que o comentário do escritor e crítico brasileiro levantou, bem como procurar perspectivar, do ponto de vista da teoria da literatura, a importância do conceito "plágio" no interior das abordagens científicas que buscam o conhecimento da literatura. Parece-nos indiscutível que a acusação feita por Machado de Assis a Eça de Queirós...

Los e-portafolios de aprendizaje como recurso de reflexión y evaluación auténtica: Una experiencia con estudiantes universitarios de psicología

Díaz Barriga Arceo, Frida; Romero Martínez, Eric; Heredia Sánchez, Abraham
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
ES
Relevância na Pesquisa
26.03%
Se reporta una experiencia de diseño tecnopedagógico de portafolios electrónicos de aprendizaje conducida con 18 estudiantes universitarios de psicología. El modelo de e-portafolio se sustenta en el enfoque de enseñanza situada y evaluación auténtica y se apoya en las metáforas del portafolio como espejo, mapa y soneto. Se incluye la descripción del modelo de e-portafolio, las capacidades y aprendizajes esperados en los alumnos, las preguntas clave para la reflexión, las entradas mínimas a incluir y el tipo de evidencia o artefactos esperados, así como los recursos tecnológicos empleados. Se aportan ejemplos de los portafolios desarrollados, de las reflexiones de los estudiantes y de los resultados de las auto y co evaluaciones realizadas. Las conclusiones apuntan a que los e-portafolios de aprendizaje permiten no sólo la recuperación y sistematización de producciones y experiencias de aprendizaje significativas, sino que pueden funcionar como una herramienta para el seguimiento y la autorregulación del aprendizaje así como para la reflexión sobre la propia identidad profesional y la trayectoria personal y académica.

¡¡Por la libertad!! 20 Nov. Alicante /

Falange Española de las J.O.N.S. Auténtica
Fonte: Madrid : Graf. Santa Marta, Publicador: Madrid : Graf. Santa Marta,
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em //1976 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
26.08%

Por una democracia sindicalista y comunal lucha junto a nosotros : no basta con votar /

Falange Española de las J.O.N.S. Auténtica
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em //1979 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
26.08%

Por una sociedad de hombres libres

Falange Española de las J.O.N.S. Auténtica
Fonte: Madrid : Gràf. Santa María, Publicador: Madrid : Gràf. Santa María,
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em //1977 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
26.08%
Dibuix de José Antonio Primo de Rivera

Busca y vota al más decente, sea quién sea, y si no, abstente

Falange Española de las J.O.N.S. Auténtica
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em //1979 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
26.08%

Frente a esta Constitución abstención : abstenerse es votar por otra Constitución justa, democrática ... /

Falange Española de las J.O.N.S. Auténtica
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em //1978 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
26.08%

Relações eu-­tu: o caminho da santidade por meio da Torah

Pfeffer, Renato; FUMEC
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2008 POR
Relevância na Pesquisa
26.08%
Em suas reflexões filosóficas, Martin Buber (1878–1965) aponta para a missão fundamental das almas humanas: elas deveriam transformar a criação em reino de Deus. Nos relacionamentos concretos cotidianos, essas almas, cada qual respeitando o mistério da outra, deveriam orientar-­e ao infinito pela ação, numa busca constante de uma existência autêntica. Assim, Deus deu a Torah ao homem como um presente para que ele pudesse contribuir para construção de seu reino. É responsabilidade do homem colocar em prática seu projeto pessoal e conduzir toda a humanidade para uma existência autêntica vinculada a Deus.

ENTREVISTA REALIZADA (DE SETEMBRO A DEZEMBRO DE 2013) COM O PROF. DR. JOSÉ CARLOS REIS

Batista, Dimas José; Manieri, Dagmar; Clemente, Marcos Edilson de Araujo
Fonte: Escritas: Revista do Curso de História de Araguaína Publicador: Escritas: Revista do Curso de História de Araguaína
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
26.08%
José Carlos Reis é historiador e filósofo, professor na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atua na área de História, com ênfase em Teoria da História e História da Historiografia. Autor de 11 livros, José Carlos Reis é uma das principais referências da Teoria da História no Brasil e América Latina. Suas publicações mais recentes são: O desafio historiográfio (Editora da FGV, 1ª Ed. 2010); A história, entre a Filosofia e a Ciência (Editora Autêntica, 4ª Ed. 2011); Teoria & História: tempo histórico, história do pensamento histórico ocidental e pensamento brasileiro (Editora da FGV, 1ª Ed., 2012); História da "consciência histórica" Ocidental Contemporânea: Hegel, Nietzsche, Ricoeur (Editora Autêntica, 3ª Ed. 2013).