Página 3 dos resultados de 54581 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Determinantes da atitude e comportamento do consumidor face à publicidade móvel : um estudo empírico

Pocinho, Hélia Maria Ferreira
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.42%
Uma das preocupações dos profissionais de marketing é a busca constantemente de novas estratégias e táticas para comunicar e interagir com os consumidores. As elevadas taxas de penetração do telemóvel, aliado ao rápido desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação, evidenciam o telemóvel como uma emergente ferramenta de comunicação e de interação direta com o consumidor. No entanto, a decisão de utilizar um meio de comunicação tão pessoal, não pode ser tomada sem perceber qual a atitude e comportamento dos consumidores perante esta abordagem. Neste sentido, este estudo busca perceber quais as variáveis que afetam positiva e negativamente a atitude e comportamento dos consumidores portugueses face à publicidade móvel. Bem como, quais as diferenças de perceção de consumidores jovens e adultos em relação às variáveis em estudo. Para tal, seguimos a linha de Investigação de Ünal et al. (2011) e Tanakinjal (2010), tendo como base a Teoria de Ação Racional desenvolvida por Ajzen e Fishbein (1975, 1980) e a Teoria do Comportamento Planeado (Ajzen e Madden, 1986). Os resultados do questionário de investigação realizado a 403 consumidores demonstram que a atitude dos consumidores portugueses face à publicidade móvel é parcialmente negativa...

O impacto da cultura no comportamento do consumidor : uma abordagem geral

Marques, Pedro Joel Neto
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.4%
Há quem defenda que o estudo do comportamento do consumidor está demasiado focado na fase de aquisição, deixando para segundo plano a compreensão da origem do desejo do consumidor (Pham, 2013). A cultura influencia a forma como o ser humano vive e se relaciona (Salomon et al., 2013). A literatura já há muito reconheceu que o comportamento do consumidor varia entre culturas. Porém os mecanismos por trás desta variação continuam pouco claros (Parker & Tavassoli, 2000). Esta dissertação pretende aclarar alguns desses mecanismos. O objetivo principal desta dissertação é estudar o impacto da cultura no comportamento do consumidor de uma forma geral. A cultura será avaliada tendo por base a teoria das dimensões culturais de Hofstede (Hofstede, 2003), através da CVSCALE – Individual Cultural Value Scale (Yoo, Donthu, & Lenartowicz, 2010). Os consumidores são parte de uma cultura e a cultura é o sistema global em que todos os outros sistemas estão organizados (Salomon et al., 2013). Relativamente ao comportamento do consumidor pretende-se ter uma visão geral, pelo que serão avaliadas áreas do comportamento do consumidor, já descritas na literatura como sendo influenciadas pela cultura: a compra por impulso (Kacen & Lee...

Comportamento social de machos e fêmeas castrados do gato doméstico (Felis catus L.) em confinamento.; Social behavior of neutered domestic cat (Felis catus L.) in confinement.

Oliveira, Ana Paula Ferreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
O gato doméstico (Felis catus L.) exibe uma grande flexibilidade em seu comportamento social e no seu estilo de vida. Isto é devido a vários fatores, entre eles, disponibilidade de alimento e refúgio, mudanças ambientais, interação com o homem, composição dos grupos, características genéticas e a castração. Os animais machos e fêmeas não castrados e de vida livre exibem um repertório comportamental distinto, os machos tendem a ter uma vida mais solitária vagando por amplas extensões territoriais, enquanto que as fêmeas exibem uma vida mais gregária. O objetivo deste trabalho foi examinar o comportamento social de gatos domésticos castrados, machos e fêmeas, em confinamento com a intenção de se verificar os efeitos da castração no comportamento e se o repertório comportamental de ambos é sexualmente dimórfico, através das análises de freqüência e seqüência das categorias comportamentais. Foram levantadas 18 categorias comportamentais sociais e 12 categorias não sociais e foi observado o comportamento de 40 gatos domésticos machos (n=18) e fêmeas (n=22) num ambiente confinado (gatil) com área total de 19,2 metros quadrados, durante um período de 11 meses totalizando 160 horas de observação. Cada animal foi observado durante 15 minutos em cada sessão de observação...

Alteração do comportamento maternal após injeção local de morfina na PAG rostral lateral de ratas lactantes; Maternal behavior disruption through morphine infusion in rostral lateral PAG of lactating rats

Moura, Luciana Monteiro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.4%
Em estudos anteriores do laboratório, mediante paradigma farmacológico de injeção sistêmica de morfina, foi examinada a influência dos opióides no desempenho do comportamento maternal em ratas. Foi verificado que injeções centrais de naloxona e de CCK na PAG rostral lateral (rPAGl) revertem a inibição opioidérgica desse comportamento. Dando continuidade ao estudo da ação da PAG no comportamento maternal, foi proposto investigar neste trabalho possíveis alterações dele por meio da administração local de morfina na rPAGl de ratas lactantes. Esse tem se mostrado um paradigma eficiente e capaz de fornecer pistas do arcabouço farmacológico e neurofisiológico que integram a intrincada rede neuroanatômica que o permeia. Assim, por meio de um método adequado como a estereotaxia, é possível avaliar em termos neuroanatômicos, de modo mais isolado e eficiente, a interação da PAG nesse comportamento. As ratas lactantes, da linhagem Wistar, que receberam injeções centrais de morfina apresentaram diferenças estatisticamente significantes nos parâmetros de prénutrição do comportamento maternal. A busca e agrupamento e a construção de ninho foram interrompidos por meio do tratamento opióide. Com esse mesmo tratamento...

Comportamento, atividade e interações sociais entre rainhas e operárias de Metapolybia docilis (Vespidae: Polistinae: Epiponini); Behavior, activity and social interaction between queens and workers of Metapolybia docilis (Vespidae: Polistinae: Epiponini).

Pizarro, Laura Elena Chavarría
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.4%
As sociedades de vespas da tribo Epiponini caracterizam-se pela variação no número de rainhas durante o ciclo colonial, o que implica na ocorrência cíclica de muitas rainhas (poliginia), poucas (oligoginia) e até uma rainha (monoginia). Durante as primeiras fases do ciclo colonial existe um número maior de rainhas, mas conforme a colônia cresce, o número de rainhas diminui. Os Epiponini também são caracterizados pela complexidade morfológica e as síndromes de diferenciação de castas. Entretanto, para algumas espécies dentro dos Polistinae, a única forma de separar as fêmeas reprodutoras das não reprodutoras é pelo comportamento ou pelo grau de desenvolvimento dos ovários. O estudo do comportamento e as interações sociais junto com os estudos morfométricos podem ajudar no entendimento da evolução da complexidade encontrada dentro dos Epiponini. Por isso o objetivo deste trabalho é descrever o comportamento das rainhas e operárias em Metapolybia docilis, e suas interações. Foram realizadas observações individuais do comportamento das rainhas e operárias previamente marcadas de quatro colônias de M. docilis. Foi feito um catálogo dos atos comportamentais observados com maior frequência. Para as rainhas os comportamentos incluíam tanto displays como comportamentos relacionados às necessidades básicas como alimentação e higiene...

Influência da pressão atmosférica no comportamento sexual dos insetos; Influence of atmospheric pressure on the sexual behavior of insects

Pellegrino, Ana Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.4%
Tempestades acompanhadas por diferentes combinações de ventos, chuvas, variações bruscas de temperatura e de radiação solar são manifestações climáticas frequentemente associadas com queda na pressão atmosférica. Para os insetos, especialmente os pequenos insetos, estas condições de mau tempo são desfavoráveis e podem acarretar alta mortalidade na sua população. Neste trabalho foi demonstrado que as mudanças na pressão atmosférica influenciaram várias atividades do comportamento sexual nos insetos em ao menos três ordens, representados por Pseudaletia unipuncta (Haworth) (Lepidoptera: Noctuidae), Macrosiphum euphorbiae (Thomas) (Hemiptera: Aphididae) e Diabrotica speciosa (Germar) (Coleoptera: Chrysomelidae). Os parâmetros comportamentais observados foram: (i) Resposta de atração do macho ao feromônio sexual (para D. speciosa); (ii) comportamento de chamamento das fêmeas (para P. unipuncta e M. euphorbiae); e (iii) comportamento de cópula (para D. speciosa, P. unipuncta e M. euphorbiae). Estes parâmetros, por sua vez, foram analisados sob diferentes condições de pressão atmosférica no Brasil (Bra) e Canadá (Can). Levando-se em conta dados históricos nestes locais, foi definido como condições estáveis de pressão atmosférica variações de ±1...

Valores e comportamento ecológico: uma análise comparativa e evolutiva dos alunos de dois cursos de graduação da USP; Values and ecological behavior: Comparative and evolutive analysis on two groups of undergraduate students at University of São Paulo

Franco, Isamaura Krauss
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.42%
O comportamento ecológico é a manifestação favorável a questões ambientais traduzidas em situações de consumo, podendo ser intencional, consciente carregada de autointeresse ou natural e introjetada. O comportamento ecológico, assim como o comportamento dos indivíduos de maneira geral, é resultado de combinações entre fatores sociais, culturais, individuais e psicológicos no ambiente em que este indivíduo se insere. Os valores interrelacionam-se com os fatores sociais, culturais, individuais e psicológicos, sendo conceituados como manifestos das visões de mundo que um indivíduo expressa através de suas atitudes e comportamentos. Definem-se ainda como crenças duradouras acerca de estados finais ideais norteadores das ações, atitudes e julgamento. Seja em termos culturais ou individuais, estes valores apresentam-se de forma hierarquizada, ao que se dá o nome de Estrutura de Valores. Os valores são apontados pela literatura como preditores de comportamentos, relação esta que é intermediada por outras variáveis como, por exemplo, a ocupação e a classe social de um indivíduo. Este trabalho teve por objetivo identificar a relação entre a estrutura de valores e o comportamento ecológico dos alunos dos cursos de Medicina e Administração da USP Ribeirão Preto...

O comportamento de viagens de acesso a aeroportos considerando a confiabilidade do tempo de viagem; Airports access travel behavior considering travel time reliability

Alves, Bianca Bianchi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.4%
A confiabilidade do tempo de viagem é atualmente considerada como um fator de elevada importância nos estudos de demanda por transportes, com base no reconhecimento que sistemas congestionados são uma realidade inevitável nos grandes centros urbanos, gerando incertezas nas estimativas do tempo de viagem e tornando sua representação através de uma variável de tempo médio excessivamente simplista. O acesso terrestre aos aeroportos em São Paulo constitui um contexto interessante para o estudo da confiabilidade, considerando os altos custos atribuídos à eventual perda do voo e o ambiente de alta variabilidade de tempos de viagem na região. O estudo da confiabilidade do tempo de viagem tem sido em geral desenvolvido com um enfoque exclusivamente quantitativo, usando modelos matemáticos que se baseiam em teorias de maximização da utilidade estimados a partir de dados de preferência declarada. Em geral, são ignorados: (i) os efeitos de fatores latentes no comportamento, (ii) o fato de que o comportamento nem sempre reflete as intenções, (iii) a complexidade dos fatores envolvidos nas escolhas e (iv) os fatores que descrevem o contexto em que ocorre a decisão. O trabalho utiliza métodos mistos para a coleta e análise dos dados...

Categorias psicológicas ordinárias, comportamento e análise do comportamento; Ordinary psychological categories, behavior, and behavior analysis

Vieira, Filipe Lazzeri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.42%
Este trabalho diz respeito às três seguintes questões gerais (e que possuem certas inter-relações): (i) Qual seria o lugar do comportamento em uma análise plausível das categorias psicológicas ordinárias (tais como as emoções, os humores, as chamadas atitudes proposicionais, dentre outras)? (ii) O que é comportamento, isto é, quais são as condições que delimitam o que conta e o que não conta como tal? (iii) Seria ou não valiosa a adoção de conceitos psicológicos ordinários em análise do comportamento? Com respeito à questão (i), eu procuro: (i.1) clarificar o leque de categorias exatamente envolvidas nela, por meio da elaboração de uma taxonomia relativamente neutra dessas categorias; e (i.2) formular e apoiar uma forma de perspectiva comportamental como resposta, com base em algumas abordagens comportamentais anteriores, dentre outras. Com respeito à questão (ii), procuro: (ii.1) clarificar a noção de comportamento, elucidando suas diferentes acepções e, em especial, as fronteiras que delimitam o que conta como comportamento em uma acepção aqui relevante dela (a saber, comportamento como ocorrência de uma ação ou reação de um organismo), por meio de análise conceitual; e (ii.2) apontar dificuldades (conceituais) em várias definições de comportamento (naquela acepção específica) encontradas na literatura científica e filosófica. Com respeito à questão (iii)...

Efeito do estresse sobre o comportamento sexual de fêmeas : participação da angiotensina II

Feil, Helena Cláudia de Pelegrin Basso
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Situações estressantes provocam a ativação dos eixos hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA) e simpato-adrenal. A ativação destes sistemas leva a alterações comportamentais e periféricas que melhoram a habilidade do organismo para enfrentar a ameaça estressora e retornar à homeostase, aumentando, desta forma, a sua chance de sobrevivência. Dentre as alterações produzidas pela resposta ao estresse inclui-se a inibição da função reprodutiva, atribuída à ação central do hormônio liberador de corticotropina (CRH). Além da ativação dos eixos HPA e simpato-adrenal, os estímulos estressantes aumentam o nível de Angiotensina II (Ang II) central e periférico. Além das múltiplas funções bem conhecidas na regulação do equilíbrio hídrico e da pressão arterial, a Ang II exerce também um papel inibidor do comportamento sexual e é um importante estimulador do eixo HPA, por estimular a secreção do CRH. Neste trabalho foi testada a hipótese de que a inibição do comportamento sexual, produzida pelo estresse, ocorre via estimulação do eixo HPA, pela Ang II, na porção parvocelular do núcleo paraventricular hipotalâmico (PVN). Para tanto, o trabalho foi dividido em dois experimentos. O primeiro estudou o “Efeito da administração sistêmica crônica de Losartan sobre a inibição do comportamento de fêmeas...

O impacto da influência social na intenção de fumar e no comportamento tabágico dos adolescentes portugueses

Vitória, Paulo dos Santos Duarte
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Doutoramento em Psicologia Social e Organizacional; O comportamento tabágico afecta gravemente a saúde e o bem estar. Os modelos sócio-cognitivos apontam a influência social e a intenção de fumar como os principais determinantes do comportamento, mas esta relação não tem sido confirmada empiricamente e os resultados dos programas de prevenção baseados nestes modelos são fracos. A finalidade deste trabalho foi aprofundar o estudo da relação entre a influência social, a intenção de fumar e o comportamento tabágico. Foi proposto e testado um modelo de influência social que combina referentes (pais e pares) com processos de influência (normas subjectivas e descritivas). Foram realizados quatro estudos com adolescentes entre os 13 e os 15 anos (idade do pico da iniciação do comportamento). Os resultados i) confirmaram a intenção de fumar, a auto-eficácia e a influência social como os principais determinantes do comportamento tabágico, mas sugeriram que é necessário rever a definição e a operacionalização da influência social; ii) em desacordo com o previsto pelos modelos sócio-cognitivos, não confirmaram o papel da intenção como mediadora dos efeitos de outras variáveis no comportamento e a sua posição como variável mais próxima do comportamento; iii) sugerem que os pais e os pares influenciam a intenção e o comportamento através de processos diferentes e que a influência social tem um impacto directo no comportamento através das normas descritivas; e iv) confirmaram os bons resultados obtidos em Portugal por um programa de prevenção baseado nestes modelos. Estes resultados têm implicações teóricas e práticas e podem contribuir para melhorar os resultados dos programas de prevenção do tabagismo dirigidos aos adolescentes portugueses.; Smoking behaviour has serious consequences on health and well being. Sociocognitive models point out social influence and intention to smoke as the main determinants of smoking...

Cães de protecção e cães de condução de gado: Aspectos de comportamento e de endocrinologia

Gonçalves, Maria Amália Lopes
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2002 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Legal; Os cães de protecção e os cães de condução de gado expressam em contexto de trabalho padrões de comportamento muito diferentes. Os cães de protecção de gado, para os animais do rebanho, exibem sequências de comportamento social e raramente expressam em algum momento da sua ontogenia comportamento predatório definido. Os cães de condução de gado, exibem um comportamento homólogo ao padrão motor predatório do ancestral lobo mas truncado numa fase precoce. Este trabalho teve como objectivos: a análise qualitativa e quantitativa dos padrões elementares de comportamento exibidos pelo cão Serra da Estrela, em contexto de trabalho; a análise de níveis plásmicos de testosterona em cães de protecção e em cães de condução de gado. Os padrões elementares de comportamento do cão Serra da Estrela, observados em contexto de trabalho, são os característicos de um cão de protecção de gado; sequências de comportamento social que têm como receptor o gado, marcação odorífera, vocalização em resposta a estímulos novos e significantes, errar em patrulha. Não expressa comportamento predatório. Também a análise quantitativa está de acordo com os dados da literatura; o cão surge adormecido a maior parte do tempo mas a frequência do padrão de comportamento vigilância é alta. Os dados indicam que há diferenças estatisticamente significativas entre cães de protecção e cães de condução de gado (machos) nos níveis plásmicos de testosterona. Mais...

Comportamento aleatório: algumas considerações

Barba,Lourenço de Souza
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.42%
Este estudo defende que o comportamento aleatório pode tornar-se legítimo objeto de estudo de uma ciência do comportamento. Analisamos inicialmente algumas considerações que B. F. Skinner formulou sobre o comportamento aleatório em suas Contingências do Reforço. Segundo Skinner (1969/1975), o comportamento aleatório "não apresenta interesse como processo de comportamento". Apresentamos uma rigorosa definição de "comportamento aleatório". Sustentamos que o comportamento aleatório pode constituir objeto de análise funcional, examinando alguns estudos empíricos que se têm conduzido sobre o comportamento aleatório. Apresentamos ainda algumas dificuldades empíricas e teóricas que podem afetar as investigações nessa área. Concluímos que o comportamento aleatório é um fascinante e importante tópico para uma completa ciência do comportamento.

Comportamento socioambiental empresarial x choques e pressões dos Stakeholders : o caso da Nokia do Brasil Tecnologia Ltda

Lima de Carvalho Sidrim, Simônica; Regina Pasa Gómez, Carla (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.43%
As empresas socialmente responsáveis consideram na sua gestão ações que permitem estabelecer um comportamento social e ambiental que atendam as diversas expectativas da sociedade e as pressões e choques dos stakeholders para que essas adotem um comportamento socioambiental, tem se tornado cada vez mais frequente, promovendo uma nova forma de pensar e agir dos gestores. As divergências de entendimento e avaliação relacionadas a esse comportamento têm gerado inúmeras discussões principalmente quanto ao consenso a respeito de quanta atenção deve ser concedida a essas pressões e quais ferramentas são oportunas para mensurar tal comportamento. Com isso, as empresas tentam encontrar premissas que promovam as dimensões sociais elevando-as à mesma categoria das ambientais, a partir do uso de ferramentas que avaliam seu comportamento socioambiental. Com o intuito de identificar esse comportamento, considerando que o seu comportamento socioambiental pode ser uma ação ou reação, frente às pressões ou choques dos stakeholders, faz-se importante desenvolver procedimentos de avaliação dos impactos das ações sociais e ambientais. Em geral, a identificação do comportamento socioambiental das empresas permite aos gestores realizar uma tomada de decisão mais eficaz frente às pressões dos seus stakeholders. Baseando-se nesse pressuposto...

Maus tratos, comportamento externalizante e autoestima: um estudo comparativo

Melo, Débora Cristina Fava
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.43%
Os maus tratos vividos pela criança são considerados prejudiciais ao desenvolvimento infantil e um fator de risco para o surgimento de problemas de comportamento na adolescência. Têm sido associados ao comportamento externalizante e a baixa autoestima, que podem influenciar negativamente o desenvolvimento psicológico, comportamental e social do indivíduo. Esta dissertação de mestrado deriva de um projeto maior desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Faculdade de Psicologia/PUCRS, a partir do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD), intitulado “Exposição a maus tratos na infância e a relação com a cognição, a adaptação psicológica e a ocorrência de psicopatologia em adolescentes, adultos e idosos”. O objetivo do estudo de origem (PNPD) é investigar os efeitos da exposição a maus tratos na infância sobre a cognição e a expressão de psicopatologia na adolescência, na adultez e na velhice. A presente dissertação é apresentada em duas partes, sendo o estudo 1 “Relação entre maus tratos, comportamento externalizante e autoestima: um estudo comparativo”, e o estudo 2 “Fatores de risco para desenvolvimento de comportamento externalizante em adolescentes”. O objetivo do estudo 1 foi investigar a relação entre maus tratos...

Comportamento de cocriação de valor do consumidor: moderação e consequências

Frio, Ricardo Saraiva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.41%
O debate acerca da cocriação de valor começou a despertar maior interesse entre acadêmicos de marketing a partir da proposição da lógica de serviço dominante. O tema está bastante presente em publicações, entretanto poucos são os trabalhos empíricos. Se percebe, com base na literatura, a necessidade de se identificar antecedentes e consequências desse comportamento. A partir da proposição de Yi e Gong (2013), observa-se o comportamento de cocriação de valor do consumidor como um constructo de terceira ordem composto por oito constructos de primeira ordem: busca de informação, compartilhamento de informação, comportamento responsável e interação pessoal, relacionados com participação, advocacia, feedback, ajuda e tolerância, correspondendo ao comportamento cidadão. Assim o objetivo do presente estudo foi testar o comportamento de cocriação de valor do consumidor como antecedente da satisfação e lealdade. Além disso, buscou-se avaliar o tempo de relacionamento como uma moderadora dos constructos de segunda e terceira ordem. Duas coletas de dados foram realizadas. Em um primeiro momento validou-se a escala de comportamento de cocriação de valor do consumidor, a partir de uma amostra de 515 estudantes. Os resultados mostraram a necessidade de exclusão de cinco variáveis...

Elaboração e padronização de escala avaliativa do comportamento de crianças em sua primeira consulta odontológica; Elaboration and standardization of evaluating children’s behavior scale in the first pediatric dentistry attendance

Tambellini, Marcela Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.42%
A Odontopediatria e a Psicologia se inter-relacionam e completam, principalmente quando existe necessidade de atendimento odontopediátrico. Quando o paciente é criança em idade pré-escolar, torna-se imperioso uma interação entre estas áreas, para que o resultado final traga benefícios para o paciente. A observação do comportamento das crianças em Odontopediatria é ferramenta importante para a elaboração do plano de tratamento. Levantamento bibliográfico sobre instrumentos para avaliação do comportamento de crianças em ambiente odontológico, mostrou que escalas eram o instrumento mais utilizado, porém, não se encontrou escalas aplicáveis às faixas etárias abaixo de 36 meses. Predominantemente, escalas para avaliação de comportamento estavam direcionadas a medir medo e ansiedade, pressupondo sua existência. Nesta pesquisa buscou-se elaborar e aplicar uma escala observacional para avaliação do comportamento, em primeira consulta odontológica, em crianças entre um e três anos de idade. A escala foi denominada EOCI – Escala de Observação do Comportamento Infantil. A finalidade era avaliar o comportamento em todas as etapas do primeiro atendimento, identificando o grau de cooperação e participação, e não quantificar ou classificar a presença de medo ou ansiedade. A escala foi aplicada em 398 sujeitos de ambos os sexos...

Efeitos da moxidectina no comportamento sexual de ratos machos; Effects of moxidectin on male rats' sexual behavior

Rodrigues Alves, Patricia de Sá e Benevides
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
A moxidectina é uma droga antiparasitária, do grupo das milbemicinas, utilizada em animais domésticos. Em mamíferos seu mecanismo de ação envolve o GABA, neurotansmissor que tem um papel relevante na regulação do comportamento sexual. Assim, o presente trabalho estudou os efeitos da moxidectina no comportamento sexual de ratos machos. Uma vez que alterações na função motora podem interferir na manifestação deste comportamento, avaliou-se, inicialmente, a atividade geral no campo aberto e a coordenação motora na trave elevada, e posteriormente, o comportamento sexual de ratos inexperientes e experientes. A avaliação da atividade geral dos ratos observados no campo aberto mostrou que, mesmo em altas doses (2,0 e 20,0mg/kg), a moxidectina não altera o comportamento de ratos no campo aberto. Esta droga, porém, prejudicou a coordenação motora dos animais avaliados na trave elevada, sendo este efeito atribuído, ao menos em parte, à ação da moxidectina em receptores GABAérgicos. Os resultados obtidos na avaliação do comportamento sexual de ratos inexperientes mostraram redução da motivação sexual dos animais que receberam 0,2mg/kg de moxidectina e foram observados 24 ou 72horas depois. Nenhuma alteração significante foi observada nos diferentes parâmetros do comportamento sexual dos ratos experientes...

O comportamento exploratório de bebês e o comportamento de mães com indicadores de depressão no contexto da psicoterapia breve mãe-bebê: um olhar objetivo e subjetivo; Infants' exploratory behavior and the behavior of mothers with depression indicators in the context of brief mother-infant psychotherapy: an objective and subjective view

Alfaya, Cristiane; Lopes, Rita de Cássia Sobreira; Prado, Luís Carlos
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
O presente estudo examinou o comportamento exploratório dos bebês, e o comportamento das mães com indicadores de depressão, frente ao comportamento exploratório dos bebês, durante a psicoterapia breve mãe-bebê, no primeiro ano de vida dos bebês. Foram considerados os aspectos objetivos e subjetivos da interação, envolvidos no comportamento exploratório do bebê. Para tanto, foram realizados três estudos de casos atendidos em sessões de psicoterapia. O comportamento exploratório foi descrito e analisado conforme as categorias manipulação exploratória fina e ampla, e de locomoção exploratória em direção ao ambiente e ao brinquedo. O comportamento materno foi descrito e analisado conforme as categorias direto e indireto, construídas a partir da descrição da observação. Apoiando-se na teoria de separação–individuação, os resultados mostraram que os bebês apresentaram comportamentos de manipulação exploratória fina, ampla, locomoção exploratória em direção ao ambiente...

Superstitious Behavior in Multiple Schedules: a Study About Interaction Among Verbal Behavior and Behavior Maintained by Accidental Relationship with Reinforcement; Comportamento supersticioso em esquemas múltiplos: estudo sobre a interação do comportamento verbal com o comportamento mantido por relação acidental com reforço

Benvenuti, Marcelo; PUC-SP; Panetta, Paulo; da Hora, Cássia; Ferrari, Silvia
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
The interaction between “superstitious” behavior and verbal behavior was evaluated in three experiments. The participants received different instructions suggesting that responses could score points. In experimental sessions, a rectangle’s color on the computer screen indicated a situation of point presentarion regardless of the participant’s responses or another situation in which the points could not be presented (mult VT 8 s EXT). At the end of each session, participants had to describe what they were doing. In three experiments, only a few participants developed “superstitious” behavior, regardless of the kind of instruction presented at the beginning of the session. At the end of the sessions, participants described their own behavior. The results indicate that the non verbal performance of the participants controlled their self-assessment and that the very contingencies of multiple schemes were responsible for the “superstitious” behavior, more than self-assessment or instructions.   Keywords:  "superstitious" behavior; contiguity; instructions; verbal behavior.  ; A interação do comportamento “supersticioso” com o comportamento verbal foi avaliada em três experimentos. Os participantes receberam diferentes instruções sugerindo que responder poderia produzir pontos. Nas sessões experimentais...