Página 2 dos resultados de 44699 itens digitais encontrados em 0.028 segundos

O desenvolvimento do capital intelectual e sua relatividade na alavancagem de actividade fim da Petrobras

Santos, Marival Matos dos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Na era da multiplicação da informação, do saber e da Ciência, as nações e suas empresas estão evoluindo aceleradamente para uma sociedade do conhecimento interligada em rede. Nessa perspectiva, o novo DNA das Organizações são os bits, bytes, terabytes, informação, conhecimento e a sua transformação em inteligência econômica, e não mais, exclusivamente, a posse e a propriedade de capital financeiro e de matérias-primas transformáveis. Um dos fatores para esse avanço é a permanente geração do Capital Intelectual e a sua transformação em resultados. Assim, as Organizações empresariais que não criam conhecimentos e não inovam seus processos, produtos e serviços, na era da infovia, estão condenadas à entropia. A PETROBRAS, em face das suas necessidades operacionais e considerando o modelo de desenvolvimento incipiente das Universidades brasileiras, desde meados dos anos 50, verticalizou o processo de desenvolvimento técnico-científico, isto é, a produção do Capital Intelectual, visando a alavancagem da sua atividade-fim. A presente tese é um mergulho na dinâmica do desenvolvimento do Capital Intelectual da PETROBRAS ao longo de suas diferentes trajetórias tecnológicas, considerando seus saberes...

O impacto do nível de transparência no custo do capital próprio das empresas do Ibovespa; The impact of how disclosure it is in the own capital cost of Ibovespa companies

Mazer, Lílian Perobon
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.55%
A diminuição do custo do capital das empresas por meio de um maior nível de transparência na divulgação de informações é apoiada pela literatura em duas correntes teóricas. A primeira afirma que um maior disclousure aumenta a liquidez das ações no mercado e, assim, reduz o custo de capital da organização pela redução dos custos de transação ou pelo aumento na demanda por títulos da empresa. A segunda corrente de pensamento sugere que maior transparência pode reduzir o custo de capital pela redução do risco não diversificável de estimativa. Com base nisso, o objetivo desta pesquisa é verificar a existência de relação entre o nível de transparência das empresas que compunham o índice BOVESPA na data base de 29 de dezembro de 2005 e o custo de capital próprio dessas empresas. Além das variáveis custo de capital próprio e transparência, foram usadas como variáveis de controle, o tamanho da empresa, o grau de endividamento e a relação entre o preço da ação e o valor patrimonial da empresa. Para testar a relação entre transparência e custo de capital próprio no mercado brasileiro, foi utilizada uma regressão múltipla do tipo seção transversal entre a variável dependente custo de capital e a variável independente transparência. O R-múltiplo foi de 0...

Modelo de avaliação de capital intelectual para os cursos de mestrado profissional em administração: uma contribuição para a gestão das instituições de ensino superior

Peroba, Tiago Luiz Cabral
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.55%
O presente trabalho tem por objetivos verificar a importância da avaliação do capital intelectual em instituições de ensino superior e elaborar um modelo capaz de avaliar o capital intelectual dos cursos de mestrado profissional em administração, possibilitando a comparação entre diferentes cursos e o acompanhamento de suas metas e de seus objetivos estratégicos. Desse modo, defende-se a tese da importância da avaliação do capital intelectual em instituições de ensino superior e também da viabilidade da elaboração de um modelo de avaliação de capital intelectual capaz de evidenciar os ativos intangíveis críticos dos cursos de mestrado profissional em administração (MPA). Para alcançar os objetivos, foi realizada uma pesquisa sobre a teoria de capital intelectual, buscando entender como são identificados e avaliados os ativos intangíveis de diferentes organizações. Foram pesquisadas, ainda, as principais iniciativas mundiais que buscaram a sua avaliação, com foco especial naqueles modelos que são dedicados às instituições de ensino. Com isso, foi possível propor um modelo inicial para avaliação do capital intelectual dos cursos de MPA, estruturado em três seções: (i) plano estratégico; (ii) ativos intangíveis críticos; e (iii) indicadores de capital intelectual agrupados por capital estrutural...

Capital bancário e crédito: um estudo empírico no mercado brasileiro de 2003 a 2012

Yoshida Junior, Valter Takuo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Este trabalho realiza um teste empírico associando capital bancário e oferta de crédito livre no mercado brasileiro de 2003 a 2012. Em uma primeira etapa, propõem-se a estimativa do capital alvo, ativamente gerenciado pelos bancos de acordo com seu risco, características idiossincráticas e expectativas; e o cálculo do capital excedente a partir deste capital alvo. Na segunda etapa, investiga-se se este capital excedente e outros indicadores de capital associam-se com o crescimento do crédito livre. Os resultados indicam relação positiva, mas economicamente modesta (contrariando a premissa da alavancagem constante), entre o crescimento do crédito livre e o capital excedente. A relação é mais forte na segunda parte do período de análise, de setembro de 2008 a dezembro de 2012. O crescimento do crédito livre e os indicadores contábeis (Patrimônio Líquido sobre Ativo Total e índice de Basileia) apresentam relação positiva neste segundo período, também com efeitos econômicos modestos. Nos bancos públicos, não se encontrou relação significante entre o capital excedente – assim como entre os outros indicadores de capital – e o crescimento do crédito livre.; This paper performs an empirical test associating bank capital and credit supply in the Brazilian market from 2003 to 2012. In a first step...

A evolução do capital humano e sua importância no crescimento econômico das microrregiões paranaenses no período de 1999 a 2006

Raiher, Augusta Pelinski
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Muitos estudos dão suporte à idéia de que o capital humano possui um papel importante na determinação da taxa de crescimento econômico de uma região. Entretanto, é discutível a maneira como esse fator afeta o dinamismo econômico: se é diretamente, via o aumento da produtividade dos trabalhadores; se é através das novas inovações; ou indiretamente, por meio da difusão tecnológica. Além disso, alguns trabalhos vêm dando destaque quanto às diferenciações da ação do capital humano sobre a renda quando se considera os seus aspectos quantitativos e quando se leva em conta os seus aspectos qualitativos. Neste contexto, o objetivo deste estudo é analisar a influência do capital humano na taxa de crescimento econômico per capita das microrregiões paranaenses, entre 1999 e 2006. Mais precisamente, buscou-se mensurar o estoque de capital humano em cada microrregião paranaense, caracterizando a sua distribuição espacial e a sua evolução, analisando as semelhanças existentes entre as microrregiões frente a essa variável. Em seguida, analisou-se a relação existente entre o capital humano e a taxa de crescimento econômico per capita, identificando os canais de sua ação e a importância das variáveis qualitativas e quantitativas do capital humano nesta relação. Como resultado...

O processo primário de abertura de capital

Niada, Andrea Lucia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
A presente dissertação teve como objetivo pesquisar a abertura inicial de capital de uma empresa- do inglês Initial Public Offerings- IPO. O estudo caracterizado como revisão bibliográfica, apresenta os principais conceitos de IPO na visão de diversos autores relativos ao tema proposto. Apresenta também as vantagens , custos e dificuldades enfrentadas por uma empresa para a abertura inicial do seu capital . O estudo mostra que um dos motivadores para o lançamento de ações no mercado é a captação de recursos, utilizada para a ampliação da empresa, fortalecimento de sua imagem no mercado, aquisição de novos equipamentos, aumento de capital e projetos de investimentos, sem a cobrança de juros, que são cobrados em um empréstimo no mercado. Além dos conceitos, vantagens e custos em relação a abertura de capital, foi apresentado como exemplo o processo de abertura de capital do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (BANRISUL). O banco foi criado em 1928, atua como banco múltiplo e é o principal agente financeiro do Estado do Rio Grande do Sul. Atende às necessidades dos clientes de varejo bem como pequenas e médias empresas e entidades do setor público. Mostra as etapas necessárias para uma abertura de capital...

As novas formas de capital nas organizações sem fins lucrativos : um estudo de caso na Delegação de Fafe da Cruz Vermelha Portuguesa

Pereira, Teresa Raquel das Neves
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Dissertação de mestrado em Economia Social; O setor não lucrativo tem vindo a assumir-se como uma força económica significativa na prestação de serviços de cariz social e, por isso, tem sido objeto de um crescente número de estudos a nível internacional. O atual contexto socioeconómico coloca, contudo, em causa a capacidade para assegurar a manutenção das suas atividades, dificultada em grande parte por constrangimentos ao nível do apoio financeiro e do financiamento de projetos. Este estudo procura, assim, introduzir uma abordagem inovadora na investigação sobre as instituições não lucrativas, ao questionar as potencialidades das novas formas de capital neste contexto. Pretende-se, assim, compreender em que medida estas são percebidas pelas diferentes tipologias de membros e valorizadas enquanto fator de capacitação destas organizações. Para o efeito recorreu-se à metodologia de investigação por inquérito, realizando-se um estudo de caso numa instituição sem fins lucrativos, mediante a aplicação de um questionário a todos os seus membros. Os principais resultados sugerem que os voluntários salientam a importância do capital humano, enquanto os colaboradores destacam também o capital social e os elementos da direção afirmam ser o capital financeiro o tipo de capital a que é atribuída maior importância na instituição. Conclui-se...

Divulgação de informação sobre capital intelectual em Portugal: factores determinantes da divulgação de informação sobre capital intelectual: estudo empírico de empresas do sector financeiro e de sectores não financeiros

Cruz, Juliana Catarina Santos
Fonte: Escola Superior de Ciências Empresariais Publicador: Escola Superior de Ciências Empresariais
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Dissertação de Mestrado em Contabilidade e Finanças; Esta dissertação tem como objectivo principal a análise do nível de divulgação de informação sobre capital intelectual por parte das organizações da amostra. Ao longo do tempo, tem-se verificado que o valor contabilístico de uma organização difere do seu valor de mercado e que este gap resulta em parte da dificuldade de reconhecimento e mensuração dos activos intangíveis. O capital intelectual engloba, também, os intangíveis que não são reconhecidos, por não cumprirem os requisitos da definição de activo, mas que criam valor. Daí a relevância da sua divulgação. Da literatura analisada, encontramos um consenso quanto ao facto de o capital intelectual ser caracterizado como um modelo constituído por três componentes: Capital Humano, Capital Relacional e Capital Estrutural. Destacamos, ainda, o papel da teoria na tentativa de explicação da divulgação voluntária de informação, neste caso, sobre capital intelectual. Utilizamos a análise de conteúdo para proceder à recolha de informação sobre capital intelectual e à análise descritiva e estatística. Testamos a relação entre a dimensão, o sector de actividade, a idade e o coeficiente de endividamento de cada organização e o nível de divulgação de informação relativa ao capital intelectual e os seus componentes. Aplicamos a regressão logística para validar as hipóteses. Verificamos...

Social capital and internet usage: a study in Lisbon

Neves, Bárbara Andreia Barbosa
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 13/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Tese de Doutoramento em Ciências Sociais na especialidade de Sociologia; Esta tese explora a relação entre capital social e utilização da Internet. Apesar da sua natureza polissémica, o capital social pode ser um conceito central no debate sobre os efeitos da Internet na sociedade: A Internet reforça e complementa o capital social? Ou isola e diminui o capital social? Este estudo investiga esta relação através de três dimensões do capital social, nomeadamente bonding, bridging e recursos. Estas três dimensões são analisadas separadamente e depois combinadas para a constituição da variável capital social. A principal hipótese deste estudo é que o capital social está associado positivamente com a utilização da Internet. Esta investigação baseia-se numa abordagem metodológica mista, que combina métodos quantitativos e qualitativos. Numa primeira fase, um inquérito é aplicado a uma amostra aleatória estratificada de 417 indivíduos, com mais de 17 anos de idade, residentes em Lisboa. Numa segunda fase, são conduzidas entrevistas semi-estruturadas a 14 dos indivíduos da amostra inicial. Os resultados mostram que o capital social e a utilização da Internet estão positivamente relacionados: os utilizadores mais frequentes de Internet têm maior probabilidade de ter um nível mais elevado de bonding...

Capital intelectual e a vantagem competitiva

Nunes, André Gomes Ferreira dos Santos
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Mestrado em Ciências Empresariais; Capital Intelectual pode ser o mais importante activo de uma empresa no desenvolvimento e criação de valor para ela própria e obtenção de uma vantagem competitiva sustentável. Representando o conhecimento necessário para fazer face ao ambiente externo o Capital Intelectual é único no mercado. Esta investigação reúne evidências de que o Capital Intelectual tem influência na Vantagem Competitiva de uma organização. O caminho que leva o Capital Intelectual a impactar sobre a Vantagem Competitiva tem início em investimentos sobre o Capital Humano que deverá transformar as suas competências em Capital Estrutural e posteriormente em Capital Relacional para que através deste se atinja a Vantagem Competitiva.; Intellectual Capital can be the most important asset for the development and achievement of a sustainable competitive advantage of a company. Being the so necessary knowledge to get through organizations competitiveness, Intellectual Capital is a unique and highly valuable resource. This investigation shows Intellectual Capital to have influence on a company’s Competitive Advantage. The path allowing Intellectual Capital to be influent on Competitive Advantage begins with investments on Human Capital that must transform its competencies in Structural Capital and consequently in Relacional Capital so Competitive Advantage can be reached throughout.

Gross Capital Flows : Dynamics and Crises

Broner, Fernando; Didier, Tatiana; Erce, Aitor; Schmukler, Sergio L.
Fonte: Banco Mundial Publicador: Banco Mundial
Relevância na Pesquisa
36.56%
This paper analyzes the joint behavior of international capital flows by foreign and domestic agents -- gross capital flows -- over the business cycle and during financial crises. The authors show that gross capital flows are very large and volatile, especially relative to net capital flows. When foreigners invest in a country, domestic agents tend to invest abroad, and vice versa. Gross capital flows are also pro-cyclical, with foreigners investing more in the country and domestic agents investing more abroad during expansions. During crises, especially during severe ones, there is retrenchment, that is, a reduction in both capital inflows by foreigners and capital outflows by domestic agents. This evidence sheds light on the nature of shocks driving capital flows and helps discriminate among existing theories. The findings seem consistent with shocks that affect foreign and domestic agents asymmetrically, such as sovereign risk and asymmetric information.

Are Price-Based Capital Account Regulations Effective in Developing Countries?

David, Antonio C.
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Relevância na Pesquisa
36.56%
The author evaluates the effectiveness of policy measures adopted by Chile and Colombia, aiming to mitigate the deleterious effects of pro-cyclical capital flows. In the case of Chile, according to his Generalized Method of Moments (GMM) analysis, capital controls succeeded in reducing net short-term capital flows but did not affect long-term flows. As far as Colombia is concerned, the regulations were capable of affecting total flows and also long-term ones. In addition, the co-integration models indicate that the regulations did not have a direct effect on the real exchange rate in the Chilean case. Nonetheless, the model used for Colombia did detect a direct impact of the capital controls on the real exchange rate. Therefore, the results do not seem to support the idea that those regulations were easily evaded.

The Financing and Growth of Firms in China and India : Evidence from Capital Markets

Didier, Tatiana; Schmukler, Sergio L.
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.55%
This paper studies the extent to which firms in China and India use capital markets to obtain financing and grow. Using a unique data set on domestic and international capital raising activity and firm performance, it finds that the expansion of financial market activity since the 1990s has been more limited than what the aggregate figures suggest. Relatively few firms raise capital. Even fewer firms capture the bulk of the financing. Moreover, firms that issue equity or bonds are different and behave differently from other publicly listed firms. Among other things, they are typically larger and grow faster. The differences between users and non-users exist before the capital raising activity, are associated with the probability of raising capital, and become more accentuated afterward. The distribution of issuing firms shifts more over time than the distribution of those that do not issue, suggesting little convergence in firm size among listed firms.

Capital Account Liberalization : What Do Cross-Country Studies Tell Us?

Eichengreen, Barry
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.56%
Capital account liberalization, it is fair to say, remains one of the most controversial and least understood policies of our day. One reason is that different theoretical perspectives have very different implications for the desirability of liberalizing capital flows. Another is that empirical analysis has failed to yield conclusive results. The answer, another influential strand of thought contends, is that this efficient-markets paradigm is fundamentally misleading when applied to capital flows. Limits on capital movements are a distortion. It is an implication of the theory of the second best that removing one distortion need not be welfare enhancing when other distortions are present.

Financial Constraints, Working Capital and the Dynamic Behavior of the Firm

Chan, Rosanna
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.55%
Financial constraints are widespread in developing countries, where even short-term credit is limited. Finance held by firms as working capital is a substantial proportion of sales revenue, yet the role of working capital is largely neglected by existing models of financial constraints. This paper presents a dynamic model of the firm that incorporates working capital by introducing a delay between factor payments and the receipt of revenue. In contrast with previous models, the working capital model predicts that firms under binding constraints will substitute between labor and capital in response to demand shocks, causing investment to be countercyclical. For firms near the margin of being constrained, constraints bind when positive production opportunities arise. Output growth is therefore constrained in response to positive shocks but not to negative shocks. Simulations suggest that models without working capital may understate the predicted effects of financial constraints on production efficiency, firm profit and growth over time. The predictions are tested with the Bangladesh Panel Survey data for manufacturing firms. Consistent with the theory...

Capital Will Not Become More Expensive as the World Ages

Bussolo, Maurizio; Lim, Jamus Jerome; Maliszewska, Maryla; Timmer, Hans
Fonte: World Bank Group, Washington, DC Publicador: World Bank Group, Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.56%
Aging of populations and convergence between developed and developing countries in per capita incomes are shaping the evolution of saving, investment, capital flows, and, in particular, the cost of capital. When considering these trends, the existing literature argues for either continued, low interest rates, or sharply rising ones. This paper presents an alternative view: modest rises in interest rates, which result from a combination of increases in the global weight of high-saving developing economies (limiting declines in global saving), and decelerations in the rate of growth in developing countries (constraining upward pressure in global investment). For the majority of countries, slowing capital demand resulting from decelerating growth, coupled with structural changes that influence its attractiveness as a destination for capital, moderate increases in interest rates. Changes in key assumptions do not alter this view. More specifically, the small rise in interest rates persists even in a scenario where growth in developing countries decelerates more slowly...

Social Capital, HIV Risk Behavior and Substance Use among Recent Latino Immigrants in South Florida

Cyrus, Elena
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Relevância na Pesquisa
36.56%
Social capital, or social cohesion or group connectedness, can influence both HIV risk behavior and substance use. Because recent immigrants undergo a change in environment, one of the consequences can be a change in social capital. There may be an association among changes in social capital, and HIV risk behavior and substance use post immigration. The dissertation focused on the interface of these three variables among recent Latino immigrants (RLIs) in South Florida. The first manuscript is a systematic review of social capital and HIV risk behavior, and served as a partial background for the second and third manuscripts. Twelve papers with a measure of social capital as an independent variable and HIV risk as the dependent variable were included in the analysis. Eleven studies measured social capital at the individual level, and one study measured social capital at the group level. HIV risk was influenced by social capital, but the type of influence was dependent on the type of social capital and on the study population. Cognitive social capital, or levels of collective action, was protective against HIV in both men and women. The role of structural social capital, or levels of civic engagement/group participation, on HIV risk was dependent on the type of structural social capital and varied by gender. Microfinance programs and functional group participation were protective for women...

Measures of Fixed Capital in Agriculture

Butzer, Rita; Mundlak, Yair; Larson, Donald F.
Fonte: Banco Mundial Publicador: Banco Mundial
Tipo: Publications & Research :: Policy Research Working Paper
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
36.56%
Capital is a fundamental component of agricultural production, and the accumulation of capital is key to growth in agriculture and the process of development. Unfortunately, cross-country data sets on agricultural fixed capital are rare. Using a common methodology that allows comparisons across countries, as well as over time, this paper introduces a data series on fixed capital in agriculture, based on national accounts data. The fixed capital measure differs remarkably from the Food and Agriculture Organization's data series on tractors, which has been widely utilized as a proxy for agricultural fixed capital. The authors construct comparable measures of capital in livestock and tree stock. They examine the evolution of the capital stocks from 1970 to 2000, paying particular attention to the changing composition of agricultural capital, as well as differences in the accumulation of capital for high-income and middle and lower-income countries. Using the capital measures in agricultural productivity analyses...

Capital humano e capital social: construir capacidades para o desenvolvimento dos territórios

Silva, Sandra Sofia Brito da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Tese de mestrado em Geografia Humana apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008; Nesta tese estuda-se o Capital Social e o Capital Humano associado ao Desenvolvimento territorial. O objectivo central deste trabalho consiste em tentar perceber se o capital humano e o capital social dos territórios do interior de Portugal podem constituir factores determinantes para o seu processo de desenvolvimento, em contexto de globalização? E partindo do pressuposto que sim, que mecanismos e instrumentos podem potenciar o papel desses factores? Este estudo pretende ainda contribuir para uma melhor compreensão dos conceitos de capital humano e capital social, conceitos relativamente recentes mas que têm demonstrado uma relevância cada vez maior nos actuais contextos sociais e económicos, assim como para os processos de desenvolvimento territorial. A estrutura da tese traduz o trabalho elaborado para a concretização destes objectivos. Na primeira parte do trabalho faz-se uma apresentação das principais teorias, modelos e conceitos para a análise e o entendimento da problemática exposta. Numa segunda parte apresentamos o estudo de caso onde são analisadas as condições do concelho de Castelo Branco no que diz respeito ao capital humano e ao capital social...

Las relaciones sociales como recurso estratégico para el desarrollo de la sociedad. El capital social disponible en Andalucía y en Cataluña

Camarero Rioja, Mercedes
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 SPA
Relevância na Pesquisa
36.56%
En este trabajo se contabiliza el capital social disponible en Andalucía y en Cataluña, y se detalla cuánto contribuye, cada una de las dos formas de capital —vinculante y aglutinante—, a la producción de dicho stock. El interés último es dar cuenta de los recursos disponibles como medida de la calidad de la sociedad. El instrumento analítico del que nos servimos es un índice sintético, el índice sintético de capital social (ISCS), y dos índices específicos. Estos índices contribuyen a describir tres sistemas de producción de capital: el modelo europeo, el modelo de la Europa del Este y el modelo español al que pertenecen las comunidades autónomas de Cataluña y Andalucía. Este sistema se caracteriza por un elevado índice de capital social (ISCS España = 4,08) equivalente al europeo (ISCS Europa = 3,96) y por el menor peso relativo del capital social cívico. Aunque el capital social disponible en Andalucía es prácticamente igual al ISCS de Cataluña, algunas de las diferencias encontradas nos conducen a describir dos variantes del modelo; Social Capital is an informal rule which promotes cooperation between individuals. This reciprocity rule, based on trust, is useful for individuals as well as for society. In fact...