Página 19 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Rede de atenção : saúde do idoso

Chaimowicz, Flávio
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este material compõe a disciplina optativa " Rede de atenção: saúde do idoso" do Curso de Especialização Estratégia Saúde da Família (2014). Esta disciplina descreve as principais características da transição demográfica brasileira, seus determinantes e consequências, e discuti as características da transição epidemiológica, suas peculiaridades no Brasil e sua relação com o envelhecimento da população. Os fóruns desta disciplina abordam temas inquietantes da Saúde do Idoso e têm como objetivo abrir o espaço para a discussão e troca de experiências entre alunos e tutores. Este módulo esta dividido em 2 seções: 1 - Envelhecimento populacional e saúde dos idosos; 2- Abordagem dos problemas clínicos dos idosos

Perfil do idoso atendido por um programa de saúde da família em Veranópolis - RS

Pilger, Juliana Wilborn
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivo: Identificar o perfil multidimensional de idosos de 60 anos ou mais atendidos por um programa de saúde da família na cidade de Veranópolis-RS. Métodos: A coleta de dados foi feita mediante um questionário, elaborado pela Equipe de Pesquisa de Conselho Estadual de Idoso, que incluía questões sobre variáveis demográficas, qualificação da moradia e infra-estrutura, composição familiar e relações sociais, ocupação, renda, aspectos socioculturais, envelhecimento, sexualidade, saúde, vida de relação, atividades da vida diária e hábitos de vida. A amostra foi composta pelos 232 idosos com 60 anos ou mais cadastrados no posto Santo Antônio, na cidade de Veranópolis. Resultados: Os resultados mostraram uma maioria (56,9%) de idosos do gênero feminino, predomínio da cor branca (90,1%), mais da metade eram casados (56,5%), baixa escolaridade (77,1%), 81,9% referiram ter consultado médico nos últimos seis meses, 35,3% trabalhavam em atividades relacionadas à agricultura, 90,5% tinham participação econômica na família, 91,8% autoavaliaram a saúde entre regular e boa, 97% dos idosos consideravam-se felizes na maior parte do tempo. Conclusões: O estudo revelou que os idosos pesquisados eram pessoas de origem humilde que...

Treinamento funcional na melhoria da capacidade física e funcional para o idoso

Malaquias, Andréia de Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
With the increase in the elderly population has been a concern that this same population will age with better health by getting a better quality of life , while also maintaining good health both physical and mental , can enjoy improvement in day- to-day and general affairs . The physical activities in addition to being a means of inclusion, are also influenced , directly, the overall quality of physical factors like decreased motor functions : strength, balance and flexibility . Because of this decline , the objective is to show that functional training can help improve the overall quality of life of the elderly and the performance of their activities to be performed , thus strengthening the body completely, rescuing , integrating and retrieving their physical and functional and increasing the efficiency of motion capabilities. It can be concluded from this work that functional training is a tool in the hands of grand power physical educator, functional exercises are similar to the " activities of daily living " , softening the loss of strength , balance and flexibility , can improve these capabilities influencing directly to enhancing the quality of life of elderly general.; Com o aumento da população idosa tem se uma preocupação de que esta mesma população venha a envelhecer com mais saúde obtendo uma qualidade de vida melhor...

A visão do envelhecimento, da velhice e do idoso veiculada por livros infanto-juvenis

Ferreira,Cíntia Priscila da Silva; Canuto,Kamilla França; Araújo,Karyne Michelly Lima de; Guimarães,Helen Arruda; Lins,Ana Elizabeth dos Santos; Chiari,Brasília Maria; Roque,Francelise Pivetta
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este estudo, de abordagem qualitativa e tipo descritivo-exploratório, analisa a visão do envelhecimento veiculada por livros infanto-juvenis. O caminho metodológico foi permeado pela seleção, aquisição e análise, utilizando-se a técnica de análise de conteúdo categorial por temática, de livros nacionais recomendados pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), publicados entre 2003 e 2012, tendo em seu enredo a menção ao idoso e/ou à velhice e/ou ao envelhecimento de seres humanos. Identificaram-se duas grandes categorias temáticas, compostas por subcategorias: 1) aspectos biológicos na velhice, com as subcategorias senescência versus senilidade e mitos relacionados aos aspectos físicos dos idosos; e 2) aspectos psicossociais na velhice, com as subcategorias conhecimento e experiência de vida do idoso, intergeracionalidade, autorrealização na velhice, isolamento social, mitos relacionados à velhice e morte na velhice. Os resultados procuram contribuir para uma melhor utilização dos livros infanto-juvenis no processo educativo a respeito do tema envelhecimento, não só em termos de cidadania e civilidade como também em termos de educação em saúde.

Psicoterapia do idoso: uma revisão da literatura

Martins,Roselisa Crespi
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O presente estudo visou levantar a produção científica referente à Psicoterapia do idoso, classificando-a em 06 dimensões de análise: países relacionados à pesquisa na área, os periódicos de indexação, os temas estudados, a abordagem utilizada, a modalidade de produção cientifica e os objetivos visados pelas pesquisas. O material analisado foi composto de 108 resumos de artigos de periódicos indexados ao PSYCHOLOGICAL ABSTRACTS (1990-1996), utilizando-se a base de dados PSYCLIT, com os verbetes de acesso: psychotherapy, brief psychotherapy, and: elderly, aging, geriatric, gerontology. Os resultados são discutidos em termos das dimensões propostas, levantando-se as tendências mais marcantes da produção nesse período e fazendo-se sugestões para o acúmulo de conhecimentos na área.

Educar o idoso e familia para o auto cuidado; perspectiva da enfermagem

Almeida, Maria de Lurdes Ferreira de
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 12/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Com a população de idosos em crescimento torna-se imperioso que o auto cuidado seja uma prática contínua na vida dos mesmos, com a finalidade de manter a saúde e controlar as doenças crónicas, frequentes nessa etapa de vida. A adoção do auto cuidado como estratégia de cuidado nas situações de velhice harmoniza-se com as atividades propostas para a efetivação da promoção da saúde em termos de desenvolvimento de atitudes. pessoais e da aquisição de habilidades e conhecimentos que permitam adotar condutas favoráveis à saúde. METOLOGIA A opção metodológica tem por base pressupostos qualitativos, com o objetivo de identificar e analisar as práticas dos enfermeiros de cuidados de saúde primários na promoção da saúde da pessoa Idosa na área do auto cuidado. O método de colheita de dados foi a entrevista semi-estruturada. Os dados foram analisados com o software Nvivo8.Participaram no estudo 26 enfermeiros de centros de saúde/extensões da cidade de Coimbra. RESULTADOS A análise dos dados aponta para duas categorias de análise: práticas no Centro de Saúde na promoção da saúde na área do auto cuidado em que se destaca a educação para a saúde direcionada para a Pessoa Idosa com patologia e o papel de carácter curativo; práticas no Domicilio na promoção da saúde na área do auto cuidado...

Educar o idoso e família para o autocuidado: perspectiva da enfermagem

Almeida, Maria de Lurdes Ferreira de; Cordeiro, Maria Paula; Duarte, Susana Filomena Cardoso; Apostolo, João Luis Alves; Madeira, Maria Margaridfa
Fonte: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) Publicador: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei)
Tipo: Outros
Publicado em 12/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
INTRODUÇÃO Com a população de idosos em crescimento torna-se imperioso que o auto cuidado seja uma prática contínua na vida dos mesmos, com a finalidade de manter a saúde e controlar as doenças crónicas, frequentes nessa etapa de vida. A adoção do auto cuidado como estratégia de cuidado nas situações de velhice harmoniza-se com as atividades propostas para a efetivação da promoção da saúde em termos de desenvolvimento de atitudes pessoais e da aquisição de habilidades e conhecimentos que permitam adotar condutas favoráveis à saúde. METOLOGIA A opção metodológica tem por base pressupostos qualitativos, com o objetivo de identificar e analisar as práticas dos enfermeiros de cuidados de saúde primários na promoção da saúde da pessoa Idosa na área do auto cuidado. O método de colheita de dados foi a entrevista semi-estruturada. Os dados foram analisados com o software Nvivo8. Participaram no estudo 26 enfermeiros de centros de saúde/extensões da cidade de Coimbra. RESULTADOS A análise dos dados aponta para duas categorias de análise: práticas no Centro de Saúde na promoção da saúde na área do auto cuidado em que se destaca a educação para a saúde direcionada para a Pessoa Idosa com patologia e o papel de carácter curativo; práticas no Domicilio na promoção da saúde na área do auto cuidado...

Afetividade no processo de cuidar do idoso na compreensão da enfermeira; Affection in elderly care from the nurses' perspective; Afectividad en el proceso de cuidado del anciano, en la comprensión de la enfermera

Prochet, Teresa Cristina; Silva, Maria Julia Paes da; Ferreira, Dejanete Mendes; Evangelista, Viviane Canhizares
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O objetivo deste estudo foi descrever, na visão da enfermeira, o significado do cuidado efetivo/afetivo, os fatores de interferência e o aprendizado promovido pela convivência com o idoso hospitalizado, bem como a percepção de sentir-se ou não preparada para cuidar. Estudo qualitativo desenvolvido com enfermeiras de um hospital do interior paulista. Entre as descobertas, identificou-se que o significado sobre a promoção do cuidado efetivo/afetivo envolve o conhecimento do cliente em seu contexto social; extrapola o cuidado técnico e envolve o atendimento das necessidades do cliente. As interferências na convivência com os idosos foram as ligadas à própria condição do idoso, à dinâmica do trabalho e às adaptações ambientais e administrativas. Todas as entrevistadas informaram que, embora se sintam preparadas, percebem a necessidade de estudar melhor a área de geriatria e gerontologia. O cuidado percebido como adequado e de qualidade é o que engloba técnica, conhecimento e o saber conviver com paciência e atenção.

Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família; Social support networks for elderly patients attended by Family Health teams

ALVARENGA, Márcia Regina Martins; OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos; DOMINGUES, Marisa Accioly Rodrigues; AMENDOLA, Fernanda; FACCENDA, Odival
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O envelhecimento tem especificidades marcadas pela posição de classe de indivíduos e grupos sociais, assim como pela cultura, política, condições socioeconômicas e sanitárias das coletividades. No atendimento às necessidades específicas dos idosos, os sistemas de suporte social são essenciais. O objetivo deste artigo é descrever o perfil sociodemográfico e a rede de suporte social do idoso assistido pela Estratégia Saúde da Família. Trata-se de um estudo transversal com idosos residentes em Dourados (MS). Utilizou-se questionário sociodemográfico e Mapa Mínimo de Relações do Idoso (MMRI). Foram entrevistados 503 idosos: 69,0% são do sexo feminino, 53,1% são analfabetos, 58,3% têm renda per capita inferior a um salário mínimo e 82,9% moram acompanhados. O MMRI destacou a família como maior provedora de cuidados em todas as dimensões avaliadas, mas os idosos possuem redes sociais pequenas. Os idosos assistidos pelas ESF têm baixa renda e escolaridade, e possuem uma rede de suporte social pequena para atender às suas necessidades.; The aging process has specific aspects marked by the class of individuals and social groups as well as cultural, political, socio-economic and sanitary conditions of the collective groups. Social support systems are essential for meeting the specific needs of the elderly. The aim of this paper is to describe the socio-demographic profile and the social support networks of elderly patients served by the Family Health Strategy. It's a cross-sectional study with elderly patients living in Dourados...

Processo de cuidar do idoso em Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua no domicílio; Home care for the elderly undergoing Continuous Ambulatory Peritoneal Dialysis; Proceso de cuidar del anciano, que hace Diálisis Peritoneal Ambulatorial Contínua en el domicilio

RIBEIRO, Daniele Favaro; MARQUES, Sueli; KUSUMOTA, Luciana; RIBEIRO, Rita de Cássia Helu Mendonça
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivo: Caracterizar os idosos com insuficência renal crônica termina em tratamento de diálise peritoneal ambulatorial contínua e seus cuidadores e descrever o processo de cuidadr desses idosos. Métodos: Estudo de abordagem qualitativa com dados coletados por meio de entrevista com nove cuidadores utilizando a história oral temática e a análise temática dso dados. Resultados: Dentre os nove idosos, cinco eram homens, média de idade 70 anos e todos dependiam do cuidador para troca da bolsa de diálise. Dos cuidadores, oito eram mulheres, média de idade 41,5 anos e despencia oito horas diárias para o cuidado. As falas referentes à categoria processo de cuidar do idoso com IRCT em DPACl contínua no domicílio. Conclusão: O estudo revelou a necessidade de auxiliar o cuidador a desenvolver conhecimentos e habilidades para lidar com a demanda de cuidados que o idoso exige, principalmente, em relação a DPAC.; Objectives: To describe the elders with end stage renal disease (ESRD) undergoing continuous ambulatory peritoneal dialysis (CAPD), their caregivers, and the care the caregivers provide to the elders. Methods: This was a qualitative study with 9 caregivers. Data were collected through oral history. Data analysis consisted of thematic content analysis. Results: The sample consisted of 5 male and 4 female elders and all them were dependent on caregivers to change the dialysis collection bag. The mean age of the participants was 70 years. Among the caregivers...

A influência de hábitos de vida (tabagismo, consumo nocivo de álcool e sedentarismo) associados à hipertensão arterial sistêmica na sídrome da fragilidade no idoso; The influence of health related behaviors (smoking, immoderate alcohol consumption and low physical training) associated with systemic hypertension in the elderly frailty sídrome

Ana Paula do Amaral Carvalho e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O conhecimento sobre a fragilidade do idoso é relativamente recente. Poucos estudos procuraram relacionar hábitos de vida associados à anormalidades cardiocirculatórias e a fragilidade. Esta análise permite uma melhor definição sobre a participação dos aspectos multidimensionais versus biológico da síndrome e colabora na identificação de hábitos nocivos na proposta de abordagem terapêutica da fragilidade. Objetivo: Avaliar a associação entre os hábitos de vida (tabagismo, consumo nocivo de álcool e sedentarismo), permeados pela hipertensão arterial e a síndrome da fragilidade na amostra populacional de idosos do Projeto FIBRA - polo Unicamp. Material e Método: Trata-se de um estudo transversal onde foram entrevistados 3.478 idosos de ambos os sexos com idade igual ou superior a 65 anos residentes em seis municípios brasileiros. Os idosos foram recrutados em seus domicílios em setores censitários urbanos sorteados ao acaso. Para inclusão, os idosos deveriam ter idade igual ou superior a 65 anos, compreender as instruções, concordar em participar e ser residente permanente no domicilio e no setor censitário. Foram excluídos: a) os idosos com déficit cognitivo grave sugestivo de demência, evidenciado por problemas de memória...

Qualidade de vida do idoso em meio urbano e meio rural: Na perspectiva da ecologia humana

Almeida, José Manuel Gonçalves de
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O aumento generalizado das pessoas idosas levanta questões actuais, relativamente às suas necessidades específicas, às condições de vida num contexto de vida onde se insere. A terminologia Qualidade de Vida teve diferentes significados em diferentes períodos durante o século passado. Ganhou maior importância, quando se pretendeu medir o bem-estar das pessoas. Este estudo teve como questão central: comparar e analisar a Qualidade de Vida do Idoso, em meio urbano e meio rural, na perspectiva da ecologia humana e identificar os factores pessoais, factores situacionais e a sua importância no estudo. Nesse sentido, teve por base um trabalho de pesquisa exploratório, transversal, descritivo e comparativo entre idosos do meio urbano e do meio rural. Os participantes constituem uma amostra de indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos e a viverem nas freguesias de São Julião e de São Sebastião, do Concelho de Setúbal, consideradas como meio urbano; e nas freguesias de Azinheira de Barros, Carvalhal, Melides e Santa Margarida da Serra, do Concelho de Grândola, consideradas como meio rural. Os métodos seleccionados para a recolha de dados foram a entrevista estruturada e a entrevista semi-estruturada, com a aplicação de um formulário. No tratamento dos dados foi utilizada a estatística descritiva e a análise de conteúdo. Os resultados deste estudo apontam no sentido de não existirem diferenças na Qualidade de Vida do Idoso...

Adesão terapêutica do idoso hospitalizado com doença crónica

Azevedo, Célia Maria Alemão Mendes
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 27/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Dissertação de Mestrado em Gerontologia Social; A adesão ao regime terapêutico na pessoa idosa, com doença crónica, é um processo comportamental, multidimensional, complexo, contínuo e dinâmico, influenciado por vários factores (características do doente, do ambiente envolvente, da doença e do tratamento), não existindo um "gold standard" para a sua avaliação. Constitui um problema de saúde de grandes dimensões, compromete a eficácia do tratamento, tem implicações na gestão e controle da doença, com consequências na saúde e qualidade de vida do indivíduo, originando aumento dos encargos e sobrecarga do sistema de saúde. Para a compreensão do problema da adesão à terapêutica e da influência da adesão ao regime terapêutico efectuado no domicílio, procedemos à sua avaliação no internamento do idoso com doença crónica, de origem cardíaca, de onde resultou um estudo quantitativo, exploratório, descritivo e transversal, com o recurso à colheita de dados por questionário. A amostra foi por conveniência, constituída por pessoas idosas, com 65 e mais anos, internadas num serviço de Cardiologia, com doença cardíaca e que efectuavam no domicílio medicação prescrita para a doença cardíaca. Do estudo fizeram parte 44 pessoas idosas...

TC e risco cognitivo : uma prospecção no idoso do Vale do Tejo

Costa, Nuno Vasco Veloso Pereira da
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Introdução: as doenças neurodegenerativas são um importante problema de saúde pública nos países desenvolvidos e a sua prevalência está em constante crescimento, acompanhando a longevidade cada vez maior da população. Actualmente, não existe um marcador definitivo de diagnóstico. A adopção de biomarcadores neurorradiológicos (TC) para a identificação precoce do DCL e da DA assume cada vez mais uma posição de destaque. Objectivo: experimentar a TC como potencial exame epidemiológico para aplicação complementar da clínica na relação ―vascular-cognitiva‖ do idoso. Métodos: neste estudo retrospectivo procedeu-se à recolha (durante o ano de 2009) de 77 TC-CE escolhidas de forma randomizada, sendo 63,6% de indivíduos do sexo feminino e 36,4% do sexo masculino (região Médio Tejo). Constituiram-se 3 grupos de acordo com a informação clínica providenciada na requisição do exame: grupo I (informação inespecífica, sem factores de risco cérebro-vascular), grupo II (risco vascular sem referência a alteração cognitiva) e grupo III (referência a possível declínio cognitivo). As variáveis avaliadas e correlacionadas foram: a informação clínica, a idade, as lacunas, o ângulo do corpo caloso (ACC)...

Envelhecimento e saúde da pessoa idosa: acompanhamento longitudinal do idoso

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: PDF de 61 páginas contendo textos e imagens.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Unidade 2 do módulo de Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa do curso de especialização em Saúde da Família produzido pela UNA-SUS/UFMA, com apresentação visual trabalhada para atender aos alunos participantes do programa Mais Médicos. Neste material apresenta-se a avaliação e diagnóstico multidimensional como processo essencial ao acompanhamento longitudinal do idoso.; Ministério da Saúde

Como identificar o risco no idoso - unidade I do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Ceará - UNA-SUS/UFC
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Material textual e HTML que compõe a Unidade I do módulo Avaliação Global da Pessoa Idosa na Atenção Básica.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Apresenta conteúdos para Identificar o idoso robusto (hígido), o em risco de fragilidade e o frágil; além de salientar o reconhecimento do papel da Atenção Básica no cuidado ao idoso.; 1.0; Ministério da Saúde

Esquema sobre atenção domiciliar na saúde do idoso

Neto, José Martins Ferreira; Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Imagem Formato: Ilustração estática colorida de esquema em formato .jpg
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Ilustração estática com esquema de conceitos relacionados à Atenção Domiciliar na Saúde do Idoso.; 1.0; Ministério da Saúde do Brasil

Saúde do Idoso

Universidade Aberta do SUS - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro-UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Arquivo de texto em formato .ppt
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O curso de especialização saúde da família, no módulo a clínica da atenção primária III, no material “Saúde do Idoso” propõem a análise e a reflexão acerca das condições de saúde e tratamento dos idosos; versão 1.0; Ministério da Saúde do Brasil

Atenção integral à saúde do idoso para enfermeiros

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Módulo de Atenção integral à saúde do idoso em saúde da família. Arquivo em pdf com 74 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Nesta unidade, vimos várias práticas de promoção da saúde que podem ser empregadas pela equipe de saúde no cuidado ao idoso. Conhecemos estratégias que podem ser utilizadas pela equipe nos grupos destinados aos idosos. O sucesso dos mesmos não depende só da participação dos idosos, mas também do estabelecimento de vínculos solidários de confiança mútua entre profissionais e comunidade. Também relembramos práticas educativas voltadas aos familiares cuidadores dos idosos, as quais envolvem as relações familiares e a sobrecarga de trabalho do cuidador.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS

Atenção integral à saúde do idoso para médicos

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Módulo de Atenção integral à saúde do idoso em saúde da família. Arquivo em pdf com 93 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Nesta unidade, vimos várias práticas de promoção da saúde que podem ser empregadas pela equipe de saúde no cuidado ao idoso. Conhecemos estratégias que podem ser utilizadas pela equipe nos grupos destinados aos idosos. O sucesso dos mesmos não depende só da participação dos idosos, mas também do estabelecimento de vínculos solidários de confiança mútua entre profissionais e comunidade. Também relembramos práticas educativas voltadas aos familiares cuidadores dos idosos, as quais envolvem as relações familiares e a sobrecarga de trabalho do cuidador.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS